SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 6
Baixar para ler offline
Primeira Guerra Mundial (1914-1918)
Prof. Miguel Dratovsky
No final do século XIX,a Alemanha já era o terceiro país mais poderoso e rico do mundo, só
ultrapassado pela Inglaterra eos Estados Unidos da América. Em cerca de 20 anos (1870 – 1890),os
alemães tinham tido um crescimento superior a de todas as nações europeias.Até mesmo eles se
surpreendiamcom tal rapideze quando eles buscavamexplicaçõespara isso, eles acreditavamqueo
motivo principal para essecrescimento exponencial era a sua superioridade racial.
Diante dessa constatação,surgiaumoutro questionamento: por que, então, a Alemanha não era a
maior potência mundial? A razão era simples:eles não tinham algo que existia em abundância empaíses
como a Inglaterra,França ou até a pequena Bélgica: um imenso espaço colonial.
Essa falta deterritório tinha sido fruto da unificação tardia, o que impossibilitou a Alemanha de
participar,em pé de igualdadecom as outras nações, da divisão afro-asiática.Portanto,a saída era
conseguir esseespaço colonial,aquilo queeles chamavam“LEBENSRAUM”. Mas,os alemães tinham
consciênciadeque a guerra seria a única forma de conseguir esseobjetivo, já que,
jamais as outraspotências imperialistas,sobretudo, Inglaterra eFrança,
permitiriamessa expansão.
Por outro lado,a Europa percebia que não poderia iniciar um
conflito,pois este poderia destruir toda a enorme prosperidadeque
o continente vivia umperíodo de tantos avanços eprogresso social
que ficou conhecido como a “Belle Époque”. Entretanto, havia a
convicção deque a guerra era inevitável e, por isso,as nações
percebem a necessidadede se unirem militarmente, em torno de
interesses mais ou menos comuns, o que vai levar à formação de
blocos militares. E é a Alemanha quem tomará essa iniciativa,unindo-se
a duas grandes potências que, como ela, sentiam-seprejudicadasnos seus
interesses expansionistas:a Áustria ea Itália. A Belle Epoque, foi uma época marcada por profundas
transformações culturais na Europa. Teve início em 1871
e teve fim com a eclosão da Primeira Guerra Mundial.
Questão Balcânica:
No século XV, o Império Turco-Otomano, em plena expansão,dominou o Império Bizantino. Com isso,a
Península Balcânicapassou a fazer parte do império Otomano.
No início do século XIX,os povos cristãos da Península Balcânica iniciaramuma luta para selivraremdo
domínio Turco. Uma das divergências maisserias entreesses povos era que, enquanto os povos
balcânicoseram,na sua maioria,cristãos,os turcos erammuçulmanos. A luta pela libertação do
domínio otomano ganha ares de uma “nova cruzada”, bem ao gosto da mentalidaderomântica do início
do século XIX.Por isso,houveuma grande ajuda dos cristãos europeus, sobretudo da Rússia, para que
os povos cristãosdos Balcãs selivrassemdo domínio Turco.
Com toda a Europa cristã apoiando o movimento, a Inglaterra,aliadados turcos,não quis se indispor
com o resto do continente e não vai seenvolver na guerra, traindo os otomanos que esperavamseu
apoio.No final,os cristãosdos Balcãs selivramdos muçulmanos.
A Tríplice Aliança foi um tratado entre
países centrais da Europa em 1882.
No mapa
ao lado,o
Império
Turco, na
sua máxima
expansão,
no século
XVIII.A
região
balcânicaé
a que está
assinalada.
Por isso os Balcãspassarama ser considerada umaregião de influência Russa. Com isso,o antigo
Império Turco se fraciona em uma sériede países,conforme vemos no mapa abaixo:
Nessa região balcânica,a Rússia era particularmentepróxima da Sérvia, pois tanto russos quanto sérvios
são da mesma raça: osEslavos.
Mas,como se percebe no mapa, a Sérvia tinha um problema: a falta de uma saída para o mar. Querendo
conquistar essa vantagem,seu grande objetivo era a conquista da Bósnia eMontenegro. Sentindo-se
ameaçada pela Sérvia,que era aliada da Rússia,BósniaeMontenegro vão se alia rà Áustria.Ecomo a
Áustria estava se intrometendo na região balcânica,queera uma área de influência da Rússia,essa vai
se unir aos inimigos da Áustria (Inglaterra eFrança),formando a Tríplice Entente.
A Guerra:
No verão de 1914,Francisco Ferdinando,herdeiro da Áustria resolvevisitarSaravejo,capital da Bósnia.
Embora fossea capital da Bósnia,nela viviamoutros povos,dentre eles,o de maior número eram os
sérvios.E foi um terrorista dessa etnia quem termina assassinando o príncipe.
Com isso,a Áustria declaraguerra à Sérvia.Sendo aliada da Sérvia, a Rússiaentra no conflito apoiando
esse país.Diante disso,a Alemanha,em apoio à Áustria entra na guerra e a Inglaterra une-se à Rússia e
França.
A Itálianão vai apoiar a Alemanha,porque os italianosreceberama promessa da Inglaterra eda França
de que, se ela não se envolvesseno conflito,ao término da guerra, ela receberia
colônias.Essa primeirafase(1914-1915) écomumente chamada “fase da
movimentação”.
Mas,a fasemais importante da guerra será em 1915 até 1917,a chamada
Guerra das Trincheiras,quefoi o período mais destrutivo do conflito.
Devido ao alto grau de tecnologia usado nessa guerra e em vista da
paridadedas forças envolvidas,a guerra se prolonga por um grande
período.
Nesse contexto, o país que
estava tirando mais
proveito desse conflito
eram os Estados Unidos,
porque eles não estavam
envolvidos e, por isso,
vendiam seus produtos para
todos os países do mundo, sem concorrência.Consequentemente, a indústria americana teveum
crescimento em grandes escalas.
A Guerra das Trincheiras ocorreu entre
1915 – 1917, e foi o período mais
mortífero da guerra.
Automóvel:símbolo do poder
da indústriadosEUA.
Nessa época, a Alemanha acreditando que a vitória na guerra era certa, decreta um cerco naval à
Inglaterra,ameaçando afundar qualquer navio quefizessecomércio com os britânicos.
Os EUA não aceitaramessa imposição evão continuar comercializando comos ingleses.Com isso,a
Alemanha atacou navios americanos,através desubmarinos,dando motivo ao país para entrar na
guerra em abril de1917.
Meses depois,em outubro de 1917,o mundo será surpreendido,porque a Rússia vai passarpela
Revolução Comunista e, com isso,ela sai da guerra em novembro. Isso vai fazer comque haja uma
grande paridadedas forças emcombate. A tendência, portanto, é que a guerra se prolongassepor mais
tempo.
Mas a participação dos Estados Unidos será decisivano conflito.Fornecendo petróleo, armas e mais de
2,8 milhões de homens, os americanos terminarão decidindo o conflito em pouco mais de um ano. A
guerra teve consequências econômicas profundas.Dos sessenta milhões desoldados europeus que
foram mobilizados entreos anos de 1914 e 1918, oito milhões foram mortos, sete milhões foram
incapacitadosdemaneira permanente e quinze milhões ficaramgravemente feridos.Morreram 6
milhões de civis durantea guerra. A Alemanha perdeu 15,1% de sua população masculinaativa,a
Áustria-Hungria perdeu 17,1% e a França perdeu 10,5%.
Com o fim da guerra, os países vencedores vão se reunir na Conferência de Paris,em 1918,que vai
definir os pontos fundamentais do TRATADO DE VERSALHES, de 1919. Foi esse tratado que estabeleceu
as punições aos países derrotados e redefiniu a geopolítica da Europa. Dentre as váriasmudançasque
podemos observar,destacamos:
Nova York (início do século XX)
A nova arquitetura que desponta é o símbolo do cosmopolitismo dessa metrópole. Na gravura, o FLAT IRON
BUILDING, o primeiro arranha-céu construído na cidade (1902). O nome deriva de sua forma peculiar (um
ferro de passar roupa)
 A Alemanha perdeu todas as suas colônias na África ena Ásia
 Perdeu todos os territórios conquistadosdurantea Guerra
 Teve que entregar todo o ouro que possuía no Tesouro nacional
 Perdeu todo o armamento pesado, bem como o direito a ter um exército, marinha ou a força
aérea militares.
 O Império Austro-Húngaro foi dissolvido,tendo surgido a Polônia,Tchecoslováquia,Hungria,
além da própria Áustria.
 A Sérvia incorporou a Bósnia eMontenegro surgindo um novo país,a Iugoslávia,sob o
comando dos sérvios
 A Alemanha foi considerada responsável por ter provocado a guerra. Dessa forma.Todos os
países que se sentiramprejudicados pelo conflito poderiamcobrar dívidasdela.
Podemos concluir que, o sentimento que norteou o Tratado de Versalhes não foi o do justo
equilíbrio entre as nações,mas o de vingança contra os derrotados,especialmente, a
Alemanha. Portanto, o fimda Primeira Guerra não criou um ambiente de paz, ao contrário
disso,ampliou as rivalidades existentes desde o período imperialista,especialmente nos
alemães que passarama desejar vingança. Eserá esseo cenário propício para quebrotem
ideias radicaisquelevarão ao pior conflito da história da humanidade:a Segunda Guerra
Mundial.

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Unificação Italiana e Alemã
Unificação Italiana e AlemãUnificação Italiana e Alemã
Unificação Italiana e AlemãMarcos Mamute
 
As Rivalidades E A 1ª Gm
As Rivalidades E A 1ª GmAs Rivalidades E A 1ª Gm
As Rivalidades E A 1ª GmAna Barreiros
 
Tratado de Versalhes
Tratado de VersalhesTratado de Versalhes
Tratado de VersalhesDébora Sales
 
A Unificação Da Itália E Da Alemanha
A  Unificação Da  Itália E Da  AlemanhaA  Unificação Da  Itália E Da  Alemanha
A Unificação Da Itália E Da AlemanhaClaudio Souza
 
Unificações do século XIX
Unificações do século XIXUnificações do século XIX
Unificações do século XIXJunior Silva
 
A primeira guerra mundial alexandre (1914 1918)
A primeira guerra mundial alexandre (1914 1918)A primeira guerra mundial alexandre (1914 1918)
A primeira guerra mundial alexandre (1914 1918)Alexandre Elias
 
As alianças na primeira guerra mundial
As alianças na primeira guerra mundialAs alianças na primeira guerra mundial
As alianças na primeira guerra mundialScriba Digital
 
Cortina de ferro
Cortina de ferroCortina de ferro
Cortina de ferrowillyam_cts
 
1ªguerra mundial
1ªguerra mundial1ªguerra mundial
1ªguerra mundialesa9b
 
Unificação Alemã e Italiana - G6 - 2M4
Unificação Alemã e Italiana - G6 - 2M4Unificação Alemã e Italiana - G6 - 2M4
Unificação Alemã e Italiana - G6 - 2M4Rafael Vasco
 
Primeira Guerra Mundial (1914 1918)
Primeira Guerra Mundial (1914 1918)Primeira Guerra Mundial (1914 1918)
Primeira Guerra Mundial (1914 1918)Anthony Coldebella
 

Mais procurados (20)

Unificação Italiana e Alemã
Unificação Italiana e AlemãUnificação Italiana e Alemã
Unificação Italiana e Alemã
 
A unificacao italiana_alema
A unificacao italiana_alemaA unificacao italiana_alema
A unificacao italiana_alema
 
I Guerra Mundial
I Guerra MundialI Guerra Mundial
I Guerra Mundial
 
A primeira guerra mundial apresentação
A primeira guerra mundial   apresentaçãoA primeira guerra mundial   apresentação
A primeira guerra mundial apresentação
 
As Rivalidades E A 1ª Gm
As Rivalidades E A 1ª GmAs Rivalidades E A 1ª Gm
As Rivalidades E A 1ª Gm
 
Primeira guerra mundial
Primeira guerra mundialPrimeira guerra mundial
Primeira guerra mundial
 
Tratado de Versalhes
Tratado de VersalhesTratado de Versalhes
Tratado de Versalhes
 
A Unificação Da Itália E Da Alemanha
A  Unificação Da  Itália E Da  AlemanhaA  Unificação Da  Itália E Da  Alemanha
A Unificação Da Itália E Da Alemanha
 
Unificações do século XIX
Unificações do século XIXUnificações do século XIX
Unificações do século XIX
 
Muro De Berlim
Muro De BerlimMuro De Berlim
Muro De Berlim
 
A primeira guerra mundial alexandre (1914 1918)
A primeira guerra mundial alexandre (1914 1918)A primeira guerra mundial alexandre (1914 1918)
A primeira guerra mundial alexandre (1914 1918)
 
1º guerra mundial
1º guerra mundial1º guerra mundial
1º guerra mundial
 
As alianças pt2
As alianças pt2As alianças pt2
As alianças pt2
 
As alianças na primeira guerra mundial
As alianças na primeira guerra mundialAs alianças na primeira guerra mundial
As alianças na primeira guerra mundial
 
Cortina de ferro
Cortina de ferroCortina de ferro
Cortina de ferro
 
1ªguerra mundial
1ªguerra mundial1ªguerra mundial
1ªguerra mundial
 
Unificação Alemã e Italiana - G6 - 2M4
Unificação Alemã e Italiana - G6 - 2M4Unificação Alemã e Italiana - G6 - 2M4
Unificação Alemã e Italiana - G6 - 2M4
 
Primeira Guerra Mundial (1914 1918)
Primeira Guerra Mundial (1914 1918)Primeira Guerra Mundial (1914 1918)
Primeira Guerra Mundial (1914 1918)
 
A alemanha Na Guerra Fria
A alemanha Na Guerra FriaA alemanha Na Guerra Fria
A alemanha Na Guerra Fria
 
Unificação alemã
Unificação alemãUnificação alemã
Unificação alemã
 

Semelhante a Primeira guerra mundial

Primeira guerra
Primeira guerraPrimeira guerra
Primeira guerradmflores21
 
Primeira guerra
Primeira guerraPrimeira guerra
Primeira guerradmflores21
 
I guerra mundial_8aserie
I guerra mundial_8aserieI guerra mundial_8aserie
I guerra mundial_8aseriesesi8
 
I_GUERRA_MUNDIAL.ppt
I_GUERRA_MUNDIAL.pptI_GUERRA_MUNDIAL.ppt
I_GUERRA_MUNDIAL.pptocg50
 
Historiando sob diversos olhares
Historiando sob diversos olharesHistoriando sob diversos olhares
Historiando sob diversos olharesjanahlira
 
Historiando sob diversos olhares
Historiando sob diversos olharesHistoriando sob diversos olhares
Historiando sob diversos olharesjanahlira
 
Primeira guerra mundial 1914 1918
Primeira guerra mundial 1914 1918Primeira guerra mundial 1914 1918
Primeira guerra mundial 1914 1918Alan
 
Primeira grande guerra mundial professora Maida Marciano
Primeira grande guerra mundial professora Maida MarcianoPrimeira grande guerra mundial professora Maida Marciano
Primeira grande guerra mundial professora Maida MarcianoMaida Marciano
 
1º guerra mundial - prof marcos rocha.pdf
1º guerra mundial - prof marcos rocha.pdf1º guerra mundial - prof marcos rocha.pdf
1º guerra mundial - prof marcos rocha.pdfProfMarcosRocha
 
Primeira Guerra Mundial E F
Primeira Guerra Mundial   E FPrimeira Guerra Mundial   E F
Primeira Guerra Mundial E FProfernanda
 
Primeira guerra mundial (1914 1918)
Primeira guerra mundial (1914 1918)Primeira guerra mundial (1914 1918)
Primeira guerra mundial (1914 1918)Valdemir França
 
Primeira Guerra Mundial 3 N2
Primeira Guerra Mundial   3 N2Primeira Guerra Mundial   3 N2
Primeira Guerra Mundial 3 N2hsjval
 
Primeira Guerra Mundial 3 N2
Primeira Guerra Mundial   3 N2Primeira Guerra Mundial   3 N2
Primeira Guerra Mundial 3 N2hsjval
 
A primeira guerra mundial
A primeira guerra mundialA primeira guerra mundial
A primeira guerra mundialprofrogerio1
 
3ºano - Primeira Guerra Mundial - 1914 a 1918
3ºano - Primeira Guerra Mundial - 1914 a 19183ºano - Primeira Guerra Mundial - 1914 a 1918
3ºano - Primeira Guerra Mundial - 1914 a 1918Daniel Alves Bronstrup
 

Semelhante a Primeira guerra mundial (20)

Primeira guerra mundial
Primeira guerra mundialPrimeira guerra mundial
Primeira guerra mundial
 
Primeira guerra
Primeira guerraPrimeira guerra
Primeira guerra
 
Primeira guerra
Primeira guerraPrimeira guerra
Primeira guerra
 
1ª guerra mundial
1ª guerra mundial1ª guerra mundial
1ª guerra mundial
 
I guerra mundial
I guerra mundialI guerra mundial
I guerra mundial
 
I guerra mundial_8aserie
I guerra mundial_8aserieI guerra mundial_8aserie
I guerra mundial_8aserie
 
I_GUERRA_MUNDIAL.ppt
I_GUERRA_MUNDIAL.pptI_GUERRA_MUNDIAL.ppt
I_GUERRA_MUNDIAL.ppt
 
Historiando sob diversos olhares
Historiando sob diversos olharesHistoriando sob diversos olhares
Historiando sob diversos olhares
 
Historiando sob diversos olhares
Historiando sob diversos olharesHistoriando sob diversos olhares
Historiando sob diversos olhares
 
Primeira guerra mundial 1914 1918
Primeira guerra mundial 1914 1918Primeira guerra mundial 1914 1918
Primeira guerra mundial 1914 1918
 
Primeira grande guerra mundial professora Maida Marciano
Primeira grande guerra mundial professora Maida MarcianoPrimeira grande guerra mundial professora Maida Marciano
Primeira grande guerra mundial professora Maida Marciano
 
I Guerra Mundial
I Guerra MundialI Guerra Mundial
I Guerra Mundial
 
1º guerra mundial - prof marcos rocha.pdf
1º guerra mundial - prof marcos rocha.pdf1º guerra mundial - prof marcos rocha.pdf
1º guerra mundial - prof marcos rocha.pdf
 
Primeira Guerra Mundial E F
Primeira Guerra Mundial   E FPrimeira Guerra Mundial   E F
Primeira Guerra Mundial E F
 
Primeira guerra mundial (1914 1918)
Primeira guerra mundial (1914 1918)Primeira guerra mundial (1914 1918)
Primeira guerra mundial (1914 1918)
 
Primeira Guerra Mundial 3 N2
Primeira Guerra Mundial   3 N2Primeira Guerra Mundial   3 N2
Primeira Guerra Mundial 3 N2
 
Primeira Guerra Mundial 3 N2
Primeira Guerra Mundial   3 N2Primeira Guerra Mundial   3 N2
Primeira Guerra Mundial 3 N2
 
1ª guerra mundial
1ª guerra mundial1ª guerra mundial
1ª guerra mundial
 
A primeira guerra mundial
A primeira guerra mundialA primeira guerra mundial
A primeira guerra mundial
 
3ºano - Primeira Guerra Mundial - 1914 a 1918
3ºano - Primeira Guerra Mundial - 1914 a 19183ºano - Primeira Guerra Mundial - 1914 a 1918
3ºano - Primeira Guerra Mundial - 1914 a 1918
 

Mais de migueldrj

II Império
II Império II Império
II Império migueldrj
 
Era Vargas: Estado Novo
 Era Vargas: Estado Novo  Era Vargas: Estado Novo
Era Vargas: Estado Novo migueldrj
 
Antiguidade Clássica - História
Antiguidade Clássica - HistóriaAntiguidade Clássica - História
Antiguidade Clássica - Históriamigueldrj
 
Cristianismo
CristianismoCristianismo
Cristianismomigueldrj
 
Ditadura militar
Ditadura militarDitadura militar
Ditadura militarmigueldrj
 
Gabarito do Módulo VI - Único
Gabarito do Módulo VI - ÚnicoGabarito do Módulo VI - Único
Gabarito do Módulo VI - Únicomigueldrj
 
Fim do Estado Novo
Fim do Estado NovoFim do Estado Novo
Fim do Estado Novomigueldrj
 
Destino manifesto
Destino manifestoDestino manifesto
Destino manifestomigueldrj
 
Revolução de 1830 e 1848 (1)
Revolução de 1830 e 1848 (1)Revolução de 1830 e 1848 (1)
Revolução de 1830 e 1848 (1)migueldrj
 
Congresso de viena
Congresso de vienaCongresso de viena
Congresso de vienamigueldrj
 
Independência da américa espanhola (1)
Independência da américa espanhola (1)Independência da américa espanhola (1)
Independência da américa espanhola (1)migueldrj
 

Mais de migueldrj (12)

Estado novo
Estado novoEstado novo
Estado novo
 
II Império
II Império II Império
II Império
 
Era Vargas: Estado Novo
 Era Vargas: Estado Novo  Era Vargas: Estado Novo
Era Vargas: Estado Novo
 
Antiguidade Clássica - História
Antiguidade Clássica - HistóriaAntiguidade Clássica - História
Antiguidade Clássica - História
 
Cristianismo
CristianismoCristianismo
Cristianismo
 
Ditadura militar
Ditadura militarDitadura militar
Ditadura militar
 
Gabarito do Módulo VI - Único
Gabarito do Módulo VI - ÚnicoGabarito do Módulo VI - Único
Gabarito do Módulo VI - Único
 
Fim do Estado Novo
Fim do Estado NovoFim do Estado Novo
Fim do Estado Novo
 
Destino manifesto
Destino manifestoDestino manifesto
Destino manifesto
 
Revolução de 1830 e 1848 (1)
Revolução de 1830 e 1848 (1)Revolução de 1830 e 1848 (1)
Revolução de 1830 e 1848 (1)
 
Congresso de viena
Congresso de vienaCongresso de viena
Congresso de viena
 
Independência da américa espanhola (1)
Independência da américa espanhola (1)Independência da américa espanhola (1)
Independência da américa espanhola (1)
 

Último

Minha Luta (Mein Kampf), A História do País que Lutou contra a União Soviétic...
Minha Luta (Mein Kampf), A História do País que Lutou contra a União Soviétic...Minha Luta (Mein Kampf), A História do País que Lutou contra a União Soviétic...
Minha Luta (Mein Kampf), A História do País que Lutou contra a União Soviétic...nexocan937
 
CRONOGRAMA: AÇÕES DO PROJETO ESTAÇÃO LEITURA
CRONOGRAMA: AÇÕES DO PROJETO ESTAÇÃO LEITURACRONOGRAMA: AÇÕES DO PROJETO ESTAÇÃO LEITURA
CRONOGRAMA: AÇÕES DO PROJETO ESTAÇÃO LEITURADouglasVasconcelosMa
 
Slides Lição 01, Central Gospel, Os Sinais do Fim dos Tempos 2Tr24.pptx
Slides Lição 01, Central Gospel, Os Sinais do Fim dos Tempos 2Tr24.pptxSlides Lição 01, Central Gospel, Os Sinais do Fim dos Tempos 2Tr24.pptx
Slides Lição 01, Central Gospel, Os Sinais do Fim dos Tempos 2Tr24.pptxLuizHenriquedeAlmeid6
 
Sistema de Bibliotecas UCS - A descoberta da terra
Sistema de Bibliotecas UCS  - A descoberta da terraSistema de Bibliotecas UCS  - A descoberta da terra
Sistema de Bibliotecas UCS - A descoberta da terraBiblioteca UCS
 
TIPOS DE DISCURSO - TUDO SALA DE AULA.pdf
TIPOS DE DISCURSO - TUDO SALA DE AULA.pdfTIPOS DE DISCURSO - TUDO SALA DE AULA.pdf
TIPOS DE DISCURSO - TUDO SALA DE AULA.pdfmarialuciadasilva17
 
Apresentação sobre o Combate a Dengue 2024
Apresentação sobre o Combate a Dengue 2024Apresentação sobre o Combate a Dengue 2024
Apresentação sobre o Combate a Dengue 2024GleyceMoreiraXWeslle
 
Slides Lição 2, Central Gospel, A Volta Do Senhor Jesus , 1Tr24.pptx
Slides Lição 2, Central Gospel, A Volta Do Senhor Jesus , 1Tr24.pptxSlides Lição 2, Central Gospel, A Volta Do Senhor Jesus , 1Tr24.pptx
Slides Lição 2, Central Gospel, A Volta Do Senhor Jesus , 1Tr24.pptxLuizHenriquedeAlmeid6
 
Orientações para a análise do poema Orfeu Rebelde.pptx
Orientações para a análise do poema Orfeu Rebelde.pptxOrientações para a análise do poema Orfeu Rebelde.pptx
Orientações para a análise do poema Orfeu Rebelde.pptxJMTCS
 
19 de abril - Dia dos povos indigenas brasileiros
19 de abril - Dia dos povos indigenas brasileiros19 de abril - Dia dos povos indigenas brasileiros
19 de abril - Dia dos povos indigenas brasileirosMary Alvarenga
 
LIVRO A BELA BORBOLETA. Ziraldo e Zélio.
LIVRO A BELA BORBOLETA. Ziraldo e Zélio.LIVRO A BELA BORBOLETA. Ziraldo e Zélio.
LIVRO A BELA BORBOLETA. Ziraldo e Zélio.HildegardeAngel
 
DIGNITAS INFINITA - DIGNIDADE HUMANA -Declaração do Dicastério para a Doutrin...
DIGNITAS INFINITA - DIGNIDADE HUMANA -Declaração do Dicastério para a Doutrin...DIGNITAS INFINITA - DIGNIDADE HUMANA -Declaração do Dicastério para a Doutrin...
DIGNITAS INFINITA - DIGNIDADE HUMANA -Declaração do Dicastério para a Doutrin...Martin M Flynn
 
Free-Netflix-PowerPoint-Template-pptheme-1.pptx
Free-Netflix-PowerPoint-Template-pptheme-1.pptxFree-Netflix-PowerPoint-Template-pptheme-1.pptx
Free-Netflix-PowerPoint-Template-pptheme-1.pptxkarinasantiago54
 
POETAS CONTEMPORANEOS_TEMATICAS_explicacao.pptx
POETAS CONTEMPORANEOS_TEMATICAS_explicacao.pptxPOETAS CONTEMPORANEOS_TEMATICAS_explicacao.pptx
POETAS CONTEMPORANEOS_TEMATICAS_explicacao.pptxJMTCS
 
ÁREA DE FIGURAS PLANAS - DESCRITOR DE MATEMATICA D12 ENSINO MEDIO.pptx
ÁREA DE FIGURAS PLANAS - DESCRITOR DE MATEMATICA D12 ENSINO MEDIO.pptxÁREA DE FIGURAS PLANAS - DESCRITOR DE MATEMATICA D12 ENSINO MEDIO.pptx
ÁREA DE FIGURAS PLANAS - DESCRITOR DE MATEMATICA D12 ENSINO MEDIO.pptxDeyvidBriel
 
O Espetaculo das Racas - Cienti - Lilia Moritz Schwarcz capítulo 2.pdf
O Espetaculo das Racas - Cienti - Lilia Moritz Schwarcz capítulo 2.pdfO Espetaculo das Racas - Cienti - Lilia Moritz Schwarcz capítulo 2.pdf
O Espetaculo das Racas - Cienti - Lilia Moritz Schwarcz capítulo 2.pdfQueleLiberato
 
v19n2s3a25.pdfgcbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbb
v19n2s3a25.pdfgcbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbv19n2s3a25.pdfgcbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbb
v19n2s3a25.pdfgcbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbyasminlarissa371
 
Prova de Empreendedorismo com gabarito.pptx
Prova de Empreendedorismo com gabarito.pptxProva de Empreendedorismo com gabarito.pptx
Prova de Empreendedorismo com gabarito.pptxJosAurelioGoesChaves
 
Revolução Industrial - Revolução Industrial .pptx
Revolução Industrial - Revolução Industrial .pptxRevolução Industrial - Revolução Industrial .pptx
Revolução Industrial - Revolução Industrial .pptxHlioMachado1
 

Último (20)

Minha Luta (Mein Kampf), A História do País que Lutou contra a União Soviétic...
Minha Luta (Mein Kampf), A História do País que Lutou contra a União Soviétic...Minha Luta (Mein Kampf), A História do País que Lutou contra a União Soviétic...
Minha Luta (Mein Kampf), A História do País que Lutou contra a União Soviétic...
 
CRONOGRAMA: AÇÕES DO PROJETO ESTAÇÃO LEITURA
CRONOGRAMA: AÇÕES DO PROJETO ESTAÇÃO LEITURACRONOGRAMA: AÇÕES DO PROJETO ESTAÇÃO LEITURA
CRONOGRAMA: AÇÕES DO PROJETO ESTAÇÃO LEITURA
 
Slides Lição 01, Central Gospel, Os Sinais do Fim dos Tempos 2Tr24.pptx
Slides Lição 01, Central Gospel, Os Sinais do Fim dos Tempos 2Tr24.pptxSlides Lição 01, Central Gospel, Os Sinais do Fim dos Tempos 2Tr24.pptx
Slides Lição 01, Central Gospel, Os Sinais do Fim dos Tempos 2Tr24.pptx
 
Sistema de Bibliotecas UCS - A descoberta da terra
Sistema de Bibliotecas UCS  - A descoberta da terraSistema de Bibliotecas UCS  - A descoberta da terra
Sistema de Bibliotecas UCS - A descoberta da terra
 
TIPOS DE DISCURSO - TUDO SALA DE AULA.pdf
TIPOS DE DISCURSO - TUDO SALA DE AULA.pdfTIPOS DE DISCURSO - TUDO SALA DE AULA.pdf
TIPOS DE DISCURSO - TUDO SALA DE AULA.pdf
 
Apresentação sobre o Combate a Dengue 2024
Apresentação sobre o Combate a Dengue 2024Apresentação sobre o Combate a Dengue 2024
Apresentação sobre o Combate a Dengue 2024
 
Slides Lição 2, Central Gospel, A Volta Do Senhor Jesus , 1Tr24.pptx
Slides Lição 2, Central Gospel, A Volta Do Senhor Jesus , 1Tr24.pptxSlides Lição 2, Central Gospel, A Volta Do Senhor Jesus , 1Tr24.pptx
Slides Lição 2, Central Gospel, A Volta Do Senhor Jesus , 1Tr24.pptx
 
Os Ratos - Dyonelio Machado FUVEST 2025
Os Ratos  -  Dyonelio Machado  FUVEST 2025Os Ratos  -  Dyonelio Machado  FUVEST 2025
Os Ratos - Dyonelio Machado FUVEST 2025
 
“O AMANHÃ EXIGE O MELHOR DE HOJE” _
“O AMANHÃ EXIGE O MELHOR DE HOJE”       _“O AMANHÃ EXIGE O MELHOR DE HOJE”       _
“O AMANHÃ EXIGE O MELHOR DE HOJE” _
 
Orientações para a análise do poema Orfeu Rebelde.pptx
Orientações para a análise do poema Orfeu Rebelde.pptxOrientações para a análise do poema Orfeu Rebelde.pptx
Orientações para a análise do poema Orfeu Rebelde.pptx
 
19 de abril - Dia dos povos indigenas brasileiros
19 de abril - Dia dos povos indigenas brasileiros19 de abril - Dia dos povos indigenas brasileiros
19 de abril - Dia dos povos indigenas brasileiros
 
LIVRO A BELA BORBOLETA. Ziraldo e Zélio.
LIVRO A BELA BORBOLETA. Ziraldo e Zélio.LIVRO A BELA BORBOLETA. Ziraldo e Zélio.
LIVRO A BELA BORBOLETA. Ziraldo e Zélio.
 
DIGNITAS INFINITA - DIGNIDADE HUMANA -Declaração do Dicastério para a Doutrin...
DIGNITAS INFINITA - DIGNIDADE HUMANA -Declaração do Dicastério para a Doutrin...DIGNITAS INFINITA - DIGNIDADE HUMANA -Declaração do Dicastério para a Doutrin...
DIGNITAS INFINITA - DIGNIDADE HUMANA -Declaração do Dicastério para a Doutrin...
 
Free-Netflix-PowerPoint-Template-pptheme-1.pptx
Free-Netflix-PowerPoint-Template-pptheme-1.pptxFree-Netflix-PowerPoint-Template-pptheme-1.pptx
Free-Netflix-PowerPoint-Template-pptheme-1.pptx
 
POETAS CONTEMPORANEOS_TEMATICAS_explicacao.pptx
POETAS CONTEMPORANEOS_TEMATICAS_explicacao.pptxPOETAS CONTEMPORANEOS_TEMATICAS_explicacao.pptx
POETAS CONTEMPORANEOS_TEMATICAS_explicacao.pptx
 
ÁREA DE FIGURAS PLANAS - DESCRITOR DE MATEMATICA D12 ENSINO MEDIO.pptx
ÁREA DE FIGURAS PLANAS - DESCRITOR DE MATEMATICA D12 ENSINO MEDIO.pptxÁREA DE FIGURAS PLANAS - DESCRITOR DE MATEMATICA D12 ENSINO MEDIO.pptx
ÁREA DE FIGURAS PLANAS - DESCRITOR DE MATEMATICA D12 ENSINO MEDIO.pptx
 
O Espetaculo das Racas - Cienti - Lilia Moritz Schwarcz capítulo 2.pdf
O Espetaculo das Racas - Cienti - Lilia Moritz Schwarcz capítulo 2.pdfO Espetaculo das Racas - Cienti - Lilia Moritz Schwarcz capítulo 2.pdf
O Espetaculo das Racas - Cienti - Lilia Moritz Schwarcz capítulo 2.pdf
 
v19n2s3a25.pdfgcbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbb
v19n2s3a25.pdfgcbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbv19n2s3a25.pdfgcbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbb
v19n2s3a25.pdfgcbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbb
 
Prova de Empreendedorismo com gabarito.pptx
Prova de Empreendedorismo com gabarito.pptxProva de Empreendedorismo com gabarito.pptx
Prova de Empreendedorismo com gabarito.pptx
 
Revolução Industrial - Revolução Industrial .pptx
Revolução Industrial - Revolução Industrial .pptxRevolução Industrial - Revolução Industrial .pptx
Revolução Industrial - Revolução Industrial .pptx
 

Primeira guerra mundial

  • 1. Primeira Guerra Mundial (1914-1918) Prof. Miguel Dratovsky No final do século XIX,a Alemanha já era o terceiro país mais poderoso e rico do mundo, só ultrapassado pela Inglaterra eos Estados Unidos da América. Em cerca de 20 anos (1870 – 1890),os alemães tinham tido um crescimento superior a de todas as nações europeias.Até mesmo eles se surpreendiamcom tal rapideze quando eles buscavamexplicaçõespara isso, eles acreditavamqueo motivo principal para essecrescimento exponencial era a sua superioridade racial. Diante dessa constatação,surgiaumoutro questionamento: por que, então, a Alemanha não era a maior potência mundial? A razão era simples:eles não tinham algo que existia em abundância empaíses como a Inglaterra,França ou até a pequena Bélgica: um imenso espaço colonial. Essa falta deterritório tinha sido fruto da unificação tardia, o que impossibilitou a Alemanha de participar,em pé de igualdadecom as outras nações, da divisão afro-asiática.Portanto,a saída era conseguir esseespaço colonial,aquilo queeles chamavam“LEBENSRAUM”. Mas,os alemães tinham consciênciadeque a guerra seria a única forma de conseguir esseobjetivo, já que, jamais as outraspotências imperialistas,sobretudo, Inglaterra eFrança, permitiriamessa expansão. Por outro lado,a Europa percebia que não poderia iniciar um conflito,pois este poderia destruir toda a enorme prosperidadeque o continente vivia umperíodo de tantos avanços eprogresso social que ficou conhecido como a “Belle Époque”. Entretanto, havia a convicção deque a guerra era inevitável e, por isso,as nações percebem a necessidadede se unirem militarmente, em torno de interesses mais ou menos comuns, o que vai levar à formação de blocos militares. E é a Alemanha quem tomará essa iniciativa,unindo-se a duas grandes potências que, como ela, sentiam-seprejudicadasnos seus interesses expansionistas:a Áustria ea Itália. A Belle Epoque, foi uma época marcada por profundas transformações culturais na Europa. Teve início em 1871 e teve fim com a eclosão da Primeira Guerra Mundial.
  • 2. Questão Balcânica: No século XV, o Império Turco-Otomano, em plena expansão,dominou o Império Bizantino. Com isso,a Península Balcânicapassou a fazer parte do império Otomano. No início do século XIX,os povos cristãos da Península Balcânica iniciaramuma luta para selivraremdo domínio Turco. Uma das divergências maisserias entreesses povos era que, enquanto os povos balcânicoseram,na sua maioria,cristãos,os turcos erammuçulmanos. A luta pela libertação do domínio otomano ganha ares de uma “nova cruzada”, bem ao gosto da mentalidaderomântica do início do século XIX.Por isso,houveuma grande ajuda dos cristãos europeus, sobretudo da Rússia, para que os povos cristãosdos Balcãs selivrassemdo domínio Turco. Com toda a Europa cristã apoiando o movimento, a Inglaterra,aliadados turcos,não quis se indispor com o resto do continente e não vai seenvolver na guerra, traindo os otomanos que esperavamseu apoio.No final,os cristãosdos Balcãs selivramdos muçulmanos. A Tríplice Aliança foi um tratado entre países centrais da Europa em 1882. No mapa ao lado,o Império Turco, na sua máxima expansão, no século XVIII.A região balcânicaé a que está assinalada.
  • 3. Por isso os Balcãspassarama ser considerada umaregião de influência Russa. Com isso,o antigo Império Turco se fraciona em uma sériede países,conforme vemos no mapa abaixo: Nessa região balcânica,a Rússia era particularmentepróxima da Sérvia, pois tanto russos quanto sérvios são da mesma raça: osEslavos. Mas,como se percebe no mapa, a Sérvia tinha um problema: a falta de uma saída para o mar. Querendo conquistar essa vantagem,seu grande objetivo era a conquista da Bósnia eMontenegro. Sentindo-se ameaçada pela Sérvia,que era aliada da Rússia,BósniaeMontenegro vão se alia rà Áustria.Ecomo a Áustria estava se intrometendo na região balcânica,queera uma área de influência da Rússia,essa vai se unir aos inimigos da Áustria (Inglaterra eFrança),formando a Tríplice Entente. A Guerra: No verão de 1914,Francisco Ferdinando,herdeiro da Áustria resolvevisitarSaravejo,capital da Bósnia. Embora fossea capital da Bósnia,nela viviamoutros povos,dentre eles,o de maior número eram os sérvios.E foi um terrorista dessa etnia quem termina assassinando o príncipe.
  • 4. Com isso,a Áustria declaraguerra à Sérvia.Sendo aliada da Sérvia, a Rússiaentra no conflito apoiando esse país.Diante disso,a Alemanha,em apoio à Áustria entra na guerra e a Inglaterra une-se à Rússia e França. A Itálianão vai apoiar a Alemanha,porque os italianosreceberama promessa da Inglaterra eda França de que, se ela não se envolvesseno conflito,ao término da guerra, ela receberia colônias.Essa primeirafase(1914-1915) écomumente chamada “fase da movimentação”. Mas,a fasemais importante da guerra será em 1915 até 1917,a chamada Guerra das Trincheiras,quefoi o período mais destrutivo do conflito. Devido ao alto grau de tecnologia usado nessa guerra e em vista da paridadedas forças envolvidas,a guerra se prolonga por um grande período. Nesse contexto, o país que estava tirando mais proveito desse conflito eram os Estados Unidos, porque eles não estavam envolvidos e, por isso, vendiam seus produtos para todos os países do mundo, sem concorrência.Consequentemente, a indústria americana teveum crescimento em grandes escalas. A Guerra das Trincheiras ocorreu entre 1915 – 1917, e foi o período mais mortífero da guerra. Automóvel:símbolo do poder da indústriadosEUA.
  • 5. Nessa época, a Alemanha acreditando que a vitória na guerra era certa, decreta um cerco naval à Inglaterra,ameaçando afundar qualquer navio quefizessecomércio com os britânicos. Os EUA não aceitaramessa imposição evão continuar comercializando comos ingleses.Com isso,a Alemanha atacou navios americanos,através desubmarinos,dando motivo ao país para entrar na guerra em abril de1917. Meses depois,em outubro de 1917,o mundo será surpreendido,porque a Rússia vai passarpela Revolução Comunista e, com isso,ela sai da guerra em novembro. Isso vai fazer comque haja uma grande paridadedas forças emcombate. A tendência, portanto, é que a guerra se prolongassepor mais tempo. Mas a participação dos Estados Unidos será decisivano conflito.Fornecendo petróleo, armas e mais de 2,8 milhões de homens, os americanos terminarão decidindo o conflito em pouco mais de um ano. A guerra teve consequências econômicas profundas.Dos sessenta milhões desoldados europeus que foram mobilizados entreos anos de 1914 e 1918, oito milhões foram mortos, sete milhões foram incapacitadosdemaneira permanente e quinze milhões ficaramgravemente feridos.Morreram 6 milhões de civis durantea guerra. A Alemanha perdeu 15,1% de sua população masculinaativa,a Áustria-Hungria perdeu 17,1% e a França perdeu 10,5%. Com o fim da guerra, os países vencedores vão se reunir na Conferência de Paris,em 1918,que vai definir os pontos fundamentais do TRATADO DE VERSALHES, de 1919. Foi esse tratado que estabeleceu as punições aos países derrotados e redefiniu a geopolítica da Europa. Dentre as váriasmudançasque podemos observar,destacamos: Nova York (início do século XX) A nova arquitetura que desponta é o símbolo do cosmopolitismo dessa metrópole. Na gravura, o FLAT IRON BUILDING, o primeiro arranha-céu construído na cidade (1902). O nome deriva de sua forma peculiar (um ferro de passar roupa)
  • 6.  A Alemanha perdeu todas as suas colônias na África ena Ásia  Perdeu todos os territórios conquistadosdurantea Guerra  Teve que entregar todo o ouro que possuía no Tesouro nacional  Perdeu todo o armamento pesado, bem como o direito a ter um exército, marinha ou a força aérea militares.  O Império Austro-Húngaro foi dissolvido,tendo surgido a Polônia,Tchecoslováquia,Hungria, além da própria Áustria.  A Sérvia incorporou a Bósnia eMontenegro surgindo um novo país,a Iugoslávia,sob o comando dos sérvios  A Alemanha foi considerada responsável por ter provocado a guerra. Dessa forma.Todos os países que se sentiramprejudicados pelo conflito poderiamcobrar dívidasdela. Podemos concluir que, o sentimento que norteou o Tratado de Versalhes não foi o do justo equilíbrio entre as nações,mas o de vingança contra os derrotados,especialmente, a Alemanha. Portanto, o fimda Primeira Guerra não criou um ambiente de paz, ao contrário disso,ampliou as rivalidades existentes desde o período imperialista,especialmente nos alemães que passarama desejar vingança. Eserá esseo cenário propício para quebrotem ideias radicaisquelevarão ao pior conflito da história da humanidade:a Segunda Guerra Mundial.