O slideshow foi denunciado.
Utilizamos seu perfil e dados de atividades no LinkedIn para personalizar e exibir anúncios mais relevantes. Altere suas preferências de anúncios quando desejar.

Oficina de redação publicitária

912 visualizações

Publicada em

Oficina de redação publicitária ministrada na Semana de Comunicação da Universidade de Cuiabá - UNIC. 2012

Publicada em: Marketing
  • Seja o primeiro a comentar

Oficina de redação publicitária

  1. 1. Oficina de Redação Publicitária Bem escreve quem muito lê
  2. 2. Redação em crise http://noticias.terra.com.br/educacao/interna/0,,OI3760871-EI8266,00- Universidade+esbarra+no+Portugues+ao+homenagear+maes.html
  3. 3. Redação que dá prejuízo A Listel Listas Telefônicas foi condenada a restituir valor pago pelo Colégio e Faculdade Santa Terezinha, no valor de R$ 7.136, acrescido de multa contratual de 10%, correção monetária e juros moratórios, à taxa de 1% ao mês, devido à publicação de um anúncio publicitário com erro de português. A palavra ensino foi escrita como “insino” no anúncio publicado.
  4. 4. Redação sem revisão • Uniceub
  5. 5. Redação preconceituosa • Organização religiosa Pró-Vida
  6. 6. Respeito é necessário • Desrespeito ao cliente; • Desconsideração à verba do cliente, ao capital da agência e ao próprio salário; • Falta de compromisso com os colegas e parceiros de trabalho; • Desamor à própria profissão; • Curto futuro profissional pela frente.
  7. 7. Redação pobre • Sob a justificativa do avanço tecnológico que proporciona manipulações de imagem ilimitadas, o texto escrito tem passado por uma diminuição em quantidade e qualidade.
  8. 8. Lugar comum, comum, comum. • Sob a muleta do texto “moderno” e da linguagem “coloquial” textos simplificados, repetitivos e facilmente assimiláveis. • Habib’s. Você feliz • Pão de Açúcar. Lugar de gente feliz. • Honda Fit. Feliz de quem tem. • Honda Fit. Já vem completo e repleto de itens de série para fazer você feliz. • GVT. A escolha feliz • SBT. A TV mais feliz do Brasil. • Pão de Açúcar. O que faz você feliz? Um momento feliz é a gente que cria.
  9. 9. O que se deseja de um redator • Marina Negri – Contribuições da Língua Portuguesa para a Redação Publicitária – Patrimônio intelectual – Acervo cultural pessoal – Sintonia fina com a realidade – Ousadia dosada – Conhecimento pleno do produto/serviço – Responsabilidade – Domínio linguístico
  10. 10. Novas roupas para sua bagagem Haroldo de campos
  11. 11. Poesia concreta • Haroldo de Campos
  12. 12. • Augusto de Campos
  13. 13. Os magníficos • O poeta é um fingidor. Finge tão completamente Que chega a fingir que é dor A dor que deveras sente. E os que leem o que escreve, Na dor lida sentem bem, Não as duas que ele teve, Mas só a que eles não têm. E assim nas calhas de roda Gira, a entreter a razão, Esse comboio de corda Que se chama coração. Fernando Pessoa.
  14. 14. Os clássicos • Ultrapassam o tempo • Paixões humanas de forma intensas e originais • Registram e inventam a complexidade do seu tempo • Formas de expressão originais • Inesgotabilidade: Um clássico é um livro que nunca terminou de dizer aquilo que tinha para dizer. Italo Calvino
  15. 15. Manuais de Redação • Manual de Redação da Presidência da República • Manual de Redação da Folha • Manual de Redação do Estado • Manual de Redação da Abril • Gramática • Dicionários (gerais, etimológicos, sinônimos e antônimos, analógicos, temáticos, regência verbal, abreviaturas, bilíngues ou plurilíngues)
  16. 16. Aviso aos aspirantes • A escrita é o principal instrumento de trabalho de um redator. • É a partir dela que um aspirante constrói a sua reputação e sua carreira profissional. • Filme • VT • Jingle • Anúncio de revista • Outdoor • Spot • Anúncio de jornal • Anúncio de homenagem • Banner internet • Faixa • Cardápio • Catálogo de produtos • Convite • Banner • Releases • Cartão de aniversário • Nota de falecimento • Revisão
  17. 17. Alhos e bugalhos • A redação de textos publicitários deve respeitar a norma culta da Língua Portuguesa, mesmo com a inserção de EVENTUAIS licenças poéticas ou transgressões. • Isso não significa desconhecer, e muito menos, desprezar a norma.
  18. 18. Intencionalidade
  19. 19. Transgressão certeira
  20. 20. Transgressões polêmicas • Vem pra Caixa você também. - Venha para Caixa você também; • Você quer um desconto? Faz um 21! – Você quer um desconto? Faça um 21 • Obedeça sua sede. – Obedeça a sua sede. • O primeiro pagamento só daqui 45 dias. – O primeiro pagamento só daqui a 45 dias. • Quem lê, sabe. – “Quem lê, sabe”, não deveríamos usar a vírgula, pois separa o sujeito do predicado: “Quem lê sabe”; “Quem bebe Grapete repete”. • Vota Brasil. – Em “Vota Brasil”, falta a vírgula. O termo “Brasil” não é o sujeito da oração. É vocativo. A forma verbal (= vota) está no imperativo. Deveríamos escrever: “Vota, Brasil”.
  21. 21. Transgressões polêmicas Artigo do professor W. Gabriel de Oliveira traz uma lúcida reflexão sobre a responsabilidade que cabe à quem assume a veiculação de um erro de português. Erro de português na publicidade pode arranhar a ideia http://wgabriel.net/2010/04/05/erro-de-portugues-na- publicidade-pode-arranhar-a-ideia/ A ranhura na ideia se dá apenas quanto ao português. Com uma grande fonte em destaque, o vídeo é finalizado com a frase “quem quer vender, faz propaganda”. W. Gabriel de Oliveira
  22. 22. Vamos trabalhar? Agradecida.

×