SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 20
Ciências . Aula 01 Efeito Estufa Poluição do ar
Ciências . Aula 01 Definição de Efeito Estufa Poluição do ar O efeito estufa é um processo que faz com que a temperatura da Terra seja maior do que a que seria na ausência de atmosfera. O efeito estufa dentro de uma determinada faixa é de  vital importância  pois, sem ele, a vida como a conhecemos não poderia existir.
Ciências . Aula 01 Compreendendo melhor a definição Poluição do ar O mecanismo de retenção de calor na Terra é semelhante ao de uma estufa de plantas com teto de vidro, permitindo que a energia luminosa penetre na atmosfera e impedindo que a radiação proveniente da superfície aquecida do planeta se dissipe.
Ciências . Aula 01 Compreendendo melhor a definição Poluição do ar
Ciências . Aula 01 Os gases causadores do efeito estufa Poluição do ar Os gases estufa (que impedem a dispersão dos raios solares aquecendo o planeta) de maior concentração na Terra são o dióxido de carbono (CO 2 ), o metano (CH 4 ), o óxido nitroso (N 2 O) e compostos de clorofluorcarboneto (CFC). A maioria deles é proveniente da queima de combustíveis fósseis (carvão, petróleo e derivados), florestas e pastagens. Muitas pessoas acham, erradamente, que o CFC e o gás metano são responsáveis apenas pela destruição da camada de ozônio.
Ciências . Aula 01 Principais causas da intensificação do efeito estufa Poluição do ar O ritmo acelerado de industrialização e poluição, porém, aumentou a quantidade desses gases e afetou o equilíbrio ecológico. O simples crescimento demográfico, junto com o aumento do número de animais criados para alimentação e a decomposição dos dejetos orgânicos produzidos são outra causa do problema. O desmatamento de florestas também é um fator agravante, uma vez que as árvores absorvem dióxido de carbono.
Ciências . Aula 01 Conseqüências da intensificação do efeito estufa Elaboração Prof. Santer Matos Poluição do ar ,[object Object],[object Object],[object Object]
Ciências . Aula 01 Conseqüências da intensificação do efeito estufa Elaboração Prof. Santer Matos Poluição do ar 4.  Doenças : População de insetos deve aumentar, à medida que as latitudes ao norte se tornam mais quentes e úmidas. Doenças como malária e dengue podem aparecer em países temperados. 5.  Temperatura : A temperatura do ar e da superfície do oceano já subiu entre 0,3°C e 0,6°C desde o século 19.  6.  Chuva e neve : Acréscimo de 1% a 2% em altitudes mais elevadas, diminuindo nos outros lugares
Ciências . Aula 01 Protocolo de Kyoto Poluição do ar O Protocolo de Kyoto é um acordo internacional, estabelecido em 1997 em Kyoto, Japão, para reduzir as emissões de gases-estufa dos países industrializados e para garantir um modelo de desenvolvimento limpo aos países em desenvolvimento. O documento prevê que, entre 2008 e 2012, os países desenvolvidos reduzam suas emissões em 5,2% em relação aos níveis medidos em 1990. O protocolo foi assinado por 84 países. Destes, cerca de 30 já o transformaram em lei. O pacto entrará em vigor depois que isso acontecer em pelo menos 55 países.
Ciências . Aula 01 Protocolo de Kyoto Poluição do ar Os Estados Unidos da América (EUA) abandonaram o Protocolo de Kyoto. O presidente Bush disse que o protocolo prejudicaria a economia dos EUA e seria injusto por não fixar metas de emissão de gases causadores do efeito-estufa para alguns países, como a China. O documento foi assinado pelo governo Clinton, quando os EUA se comprometeram a diminuir suas emissões em 7% até 2012, em relação aos níveis de 1990. Os EUA e a China são os principais emissores de gases estufa do mundo.
Ciências . Aula 01 Camada de Ozônio Poluição do ar
Ciências . Aula 01 Definição de camada de ozônio Poluição do ar O ozônio é um gás, invisível, formado de oxigênio concentrado. Ele é tão leve que paira acima da Terra, na atmosfera. A muitos quilômetros de altura existe um manto desse gás chamado  camada de ozônio .  A camada de ozônio é um filtro de proteção que o planeta Terra tem lá em cima para proteger a vida aqui embaixo. Ela deixa passar o calor e a luz solar, mas impede que os raios ultravioleta do Sol cheguem até a superfície do planeta.
Ciências . Aula 01 Buracos na camada de ozônio Poluição do ar O CFC (clorofluorcarboneto) destrói o  ozônio, e é liberado pelas latinhas de  spray aerossol (de desodorantes e  inseticidas, por exemplo), geladeiras, aparelhos de ar condicionado e extintores de incêndio. O buraco formado na camada de ozônio permite a passagem dos raios ultravioleta do Sol gerando várias conseqüências.
Ciências . Aula 01 Buracos na camada de ozônio Poluição do ar A solução para o buraco da camada de ozônio é simples: impedir a produção e liberação do CFC e substituí-lo por outro gás. Isso já está acontecendo, principalmente nos países desenvolvidos. Muitos fabricantes já trocaram o CFC por outro gás em seus produtos.  Mas o CFC não é o único vilão dessa história: a poluição do ar também contribui para aumentar o buraco! Se o homem não controlar os índices de poluição do planeta, os raios nocivos do Sol poderão fazer um verdadeiro estrago em um futuro próximo.
Ciências . Aula 01 Os buracos na camada de ozônio Poluição do ar
Ciências . Aula 01 Conseqüências dos buracos na camada de ozônio Poluição do ar A principal conseqüência da  destruição da camada de  ozônio será o grande aumento  da incidência de câncer de pele. Além disso, existe a hipótese segundo a qual a destruição da camada de ozônio pode causar desequilíbrio no clima, resultando no aumento do efeito estufa. De qualquer forma, a maior preocupação dos cientistas é mesmo com o câncer de pele, cuja incidência vem aumentando nos últimos vinte anos.
Ciências . Aula 01 Chuva ácida Poluição do ar
Ciências . Aula 01 Definição de chuva ácida Poluição do ar A  chuva ácida é  causada  pelo enxofre proveniente  das impurezas da queima  dos combustíveis fósseis,  pelas indústrias e pelo nitrogênio do ar. Estes espalham pela atmosfera e reagem com a água das nuvens para formar o ácido sulfúrico e ácido nítrico. Os ácidos formados também caem com as chuvas gerando a chuva ácida.
Ciências . Aula 01 Conseqüências da chuva ácida Poluição do ar ,[object Object],[object Object],[object Object]
Ciências . Aula 01 Conseqüências da chuva ácida Poluição do ar 4.  Desmatamentos : a chuva ácida faz clareiras, matando duas ou três árvores. Isso pode destruir uma floresta. 5.  Agricultura : a chuva afeta plantações quase do mesmo jeito que das florestas, só que é destruída mais rápido já que as plantas são do mesmo tamanho, tendo assim mais áreas atingidas.

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Factores Abióticos
Factores AbióticosFactores Abióticos
Factores Abióticos
Sérgio Luiz
 
Ciclos Biogeoquímicos
Ciclos BiogeoquímicosCiclos Biogeoquímicos
Ciclos Biogeoquímicos
profatatiana
 
Bg13 obtenção de matéria - fotossintese i
Bg13   obtenção de matéria - fotossintese iBg13   obtenção de matéria - fotossintese i
Bg13 obtenção de matéria - fotossintese i
Nuno Correia
 

Mais procurados (20)

Poluição do ar
Poluição do arPoluição do ar
Poluição do ar
 
Aula 4 efeito estufa alterações climáticas globais
Aula 4   efeito estufa alterações climáticas globaisAula 4   efeito estufa alterações climáticas globais
Aula 4 efeito estufa alterações climáticas globais
 
Poluição atmosférica
Poluição atmosféricaPoluição atmosférica
Poluição atmosférica
 
Efeito estufa
Efeito estufaEfeito estufa
Efeito estufa
 
Factores Abióticos
Factores AbióticosFactores Abióticos
Factores Abióticos
 
Ciclo do carbono
Ciclo do carbonoCiclo do carbono
Ciclo do carbono
 
Ciclo do carbono
Ciclo do carbonoCiclo do carbono
Ciclo do carbono
 
Mudanças Climáticas
Mudanças ClimáticasMudanças Climáticas
Mudanças Climáticas
 
Problemas ambientais urbanos
Problemas ambientais urbanosProblemas ambientais urbanos
Problemas ambientais urbanos
 
Ciclo Da Agua
Ciclo Da AguaCiclo Da Agua
Ciclo Da Agua
 
Aula relações ecológicas
Aula relações ecológicasAula relações ecológicas
Aula relações ecológicas
 
Ciclos Biogeoquímicos
Ciclos BiogeoquímicosCiclos Biogeoquímicos
Ciclos Biogeoquímicos
 
Aula Biodiversidade
Aula BiodiversidadeAula Biodiversidade
Aula Biodiversidade
 
RADIAÇÕES E SUAS APLICAÇÕES NA SAÚDE.pptx
RADIAÇÕES E SUAS APLICAÇÕES NA SAÚDE.pptxRADIAÇÕES E SUAS APLICAÇÕES NA SAÚDE.pptx
RADIAÇÕES E SUAS APLICAÇÕES NA SAÚDE.pptx
 
Bg13 obtenção de matéria - fotossintese i
Bg13   obtenção de matéria - fotossintese iBg13   obtenção de matéria - fotossintese i
Bg13 obtenção de matéria - fotossintese i
 
As rochas (Ciências 6º ano)
As rochas (Ciências 6º ano)As rochas (Ciências 6º ano)
As rochas (Ciências 6º ano)
 
11 atmosfera primitiva e atual
11   atmosfera primitiva e atual11   atmosfera primitiva e atual
11 atmosfera primitiva e atual
 
Estados físicos da água.
Estados físicos da água.Estados físicos da água.
Estados físicos da água.
 
Atividades aquecimento global e efeito estufa (2)
Atividades aquecimento global e efeito estufa (2)Atividades aquecimento global e efeito estufa (2)
Atividades aquecimento global e efeito estufa (2)
 
Mudancas climaticas - INPE
Mudancas climaticas - INPEMudancas climaticas - INPE
Mudancas climaticas - INPE
 

Semelhante a Aula da 5ª série efeito estufa 2008

Semelhante a Aula da 5ª série efeito estufa 2008 (20)

Poluição do ar
Poluição do arPoluição do ar
Poluição do ar
 
Influência da atividade humana na temperatura e no clima
Influência da atividade humana na temperatura e no climaInfluência da atividade humana na temperatura e no clima
Influência da atividade humana na temperatura e no clima
 
Pol. Do Ar
Pol. Do ArPol. Do Ar
Pol. Do Ar
 
Problemas atmosféricos
Problemas atmosféricosProblemas atmosféricos
Problemas atmosféricos
 
A poluição ar
A poluição arA poluição ar
A poluição ar
 
Fisica Nosso Mundo
Fisica Nosso MundoFisica Nosso Mundo
Fisica Nosso Mundo
 
A Fisica em nosso mundo
A Fisica em nosso mundoA Fisica em nosso mundo
A Fisica em nosso mundo
 
Fisica nosso mundo
Fisica nosso mundoFisica nosso mundo
Fisica nosso mundo
 
Fisica nosso mundo
Fisica nosso mundoFisica nosso mundo
Fisica nosso mundo
 
Fisica Nosso Mundo
Fisica Nosso MundoFisica Nosso Mundo
Fisica Nosso Mundo
 
Poluição atmosférica
Poluição atmosféricaPoluição atmosférica
Poluição atmosférica
 
Poluição do ar e suas consequências
Poluição do ar e suas consequênciasPoluição do ar e suas consequências
Poluição do ar e suas consequências
 
Poluição atmosférica
Poluição atmosféricaPoluição atmosférica
Poluição atmosférica
 
Problemas Atmosféricos e Geopolítica da Água
Problemas Atmosféricos e Geopolítica da ÁguaProblemas Atmosféricos e Geopolítica da Água
Problemas Atmosféricos e Geopolítica da Água
 
Aquecimento global 9B
Aquecimento global 9BAquecimento global 9B
Aquecimento global 9B
 
Problemas Ambientais AtmosféRicos
Problemas Ambientais AtmosféRicosProblemas Ambientais AtmosféRicos
Problemas Ambientais AtmosféRicos
 
AlteraçõEs ClimáTicas 31
AlteraçõEs ClimáTicas 31AlteraçõEs ClimáTicas 31
AlteraçõEs ClimáTicas 31
 
Prof(a) Luis Carlos / ATMOSFERA
Prof(a) Luis Carlos / ATMOSFERAProf(a) Luis Carlos / ATMOSFERA
Prof(a) Luis Carlos / ATMOSFERA
 
Prof(a) Luis Carlos / ATMOSFERA
Prof(a) Luis Carlos / ATMOSFERAProf(a) Luis Carlos / ATMOSFERA
Prof(a) Luis Carlos / ATMOSFERA
 
Trabalho Pedro
Trabalho PedroTrabalho Pedro
Trabalho Pedro
 

Mais de Lusiane Carvalho da Silva

Ii seminário de pesquisa e prática pedagógica ppii
Ii seminário de pesquisa e prática pedagógica ppiiIi seminário de pesquisa e prática pedagógica ppii
Ii seminário de pesquisa e prática pedagógica ppii
Lusiane Carvalho da Silva
 

Mais de Lusiane Carvalho da Silva (20)

APRENDER A APRENDER E A NEUROCIÊNCIA NA EDUCAÇÃO
APRENDER A APRENDER E A NEUROCIÊNCIA NA EDUCAÇÃOAPRENDER A APRENDER E A NEUROCIÊNCIA NA EDUCAÇÃO
APRENDER A APRENDER E A NEUROCIÊNCIA NA EDUCAÇÃO
 
Desenvolvimento piaget
Desenvolvimento   piagetDesenvolvimento   piaget
Desenvolvimento piaget
 
Reunião fi e edc inf
Reunião fi e edc infReunião fi e edc inf
Reunião fi e edc inf
 
Niveis da escrita
Niveis da escritaNiveis da escrita
Niveis da escrita
 
Os dis da cognição
Os dis da cogniçãoOs dis da cognição
Os dis da cognição
 
Niveis da escrita
Niveis da escritaNiveis da escrita
Niveis da escrita
 
Os dis da cognição
Os dis da cogniçãoOs dis da cognição
Os dis da cognição
 
Apresentação peca publico
Apresentação peca publicoApresentação peca publico
Apresentação peca publico
 
Cre – são caetano
Cre – são caetanoCre – são caetano
Cre – são caetano
 
Apresentação slide biomatematicas 2
Apresentação  slide  biomatematicas 2Apresentação  slide  biomatematicas 2
Apresentação slide biomatematicas 2
 
Trabalho ecologia geral (5ºsemestre)
Trabalho ecologia geral (5ºsemestre)Trabalho ecologia geral (5ºsemestre)
Trabalho ecologia geral (5ºsemestre)
 
Ii seminário de pesquisa e prática pedagógica ppii
Ii seminário de pesquisa e prática pedagógica ppiiIi seminário de pesquisa e prática pedagógica ppii
Ii seminário de pesquisa e prática pedagógica ppii
 
Desmatamento e animais em extinção
Desmatamento e animais em extinçãoDesmatamento e animais em extinção
Desmatamento e animais em extinção
 
Trabalho ecologia geral (5ºsemestre)
Trabalho ecologia geral (5ºsemestre)Trabalho ecologia geral (5ºsemestre)
Trabalho ecologia geral (5ºsemestre)
 
Slaide contração muscular
Slaide contração muscularSlaide contração muscular
Slaide contração muscular
 
Ii seminário de pesquisa e prática pedagógica ppii
Ii seminário de pesquisa e prática pedagógica ppiiIi seminário de pesquisa e prática pedagógica ppii
Ii seminário de pesquisa e prática pedagógica ppii
 
Festa das mães
Festa das mãesFesta das mães
Festa das mães
 
Argumentação
ArgumentaçãoArgumentação
Argumentação
 
Alimentos orgânicos
Alimentos orgânicosAlimentos orgânicos
Alimentos orgânicos
 
Frmação Continuada módulo 3
 Frmação Continuada  módulo 3 Frmação Continuada  módulo 3
Frmação Continuada módulo 3
 

Aula da 5ª série efeito estufa 2008

  • 1. Ciências . Aula 01 Efeito Estufa Poluição do ar
  • 2. Ciências . Aula 01 Definição de Efeito Estufa Poluição do ar O efeito estufa é um processo que faz com que a temperatura da Terra seja maior do que a que seria na ausência de atmosfera. O efeito estufa dentro de uma determinada faixa é de vital importância pois, sem ele, a vida como a conhecemos não poderia existir.
  • 3. Ciências . Aula 01 Compreendendo melhor a definição Poluição do ar O mecanismo de retenção de calor na Terra é semelhante ao de uma estufa de plantas com teto de vidro, permitindo que a energia luminosa penetre na atmosfera e impedindo que a radiação proveniente da superfície aquecida do planeta se dissipe.
  • 4. Ciências . Aula 01 Compreendendo melhor a definição Poluição do ar
  • 5. Ciências . Aula 01 Os gases causadores do efeito estufa Poluição do ar Os gases estufa (que impedem a dispersão dos raios solares aquecendo o planeta) de maior concentração na Terra são o dióxido de carbono (CO 2 ), o metano (CH 4 ), o óxido nitroso (N 2 O) e compostos de clorofluorcarboneto (CFC). A maioria deles é proveniente da queima de combustíveis fósseis (carvão, petróleo e derivados), florestas e pastagens. Muitas pessoas acham, erradamente, que o CFC e o gás metano são responsáveis apenas pela destruição da camada de ozônio.
  • 6. Ciências . Aula 01 Principais causas da intensificação do efeito estufa Poluição do ar O ritmo acelerado de industrialização e poluição, porém, aumentou a quantidade desses gases e afetou o equilíbrio ecológico. O simples crescimento demográfico, junto com o aumento do número de animais criados para alimentação e a decomposição dos dejetos orgânicos produzidos são outra causa do problema. O desmatamento de florestas também é um fator agravante, uma vez que as árvores absorvem dióxido de carbono.
  • 7.
  • 8. Ciências . Aula 01 Conseqüências da intensificação do efeito estufa Elaboração Prof. Santer Matos Poluição do ar 4. Doenças : População de insetos deve aumentar, à medida que as latitudes ao norte se tornam mais quentes e úmidas. Doenças como malária e dengue podem aparecer em países temperados. 5. Temperatura : A temperatura do ar e da superfície do oceano já subiu entre 0,3°C e 0,6°C desde o século 19. 6. Chuva e neve : Acréscimo de 1% a 2% em altitudes mais elevadas, diminuindo nos outros lugares
  • 9. Ciências . Aula 01 Protocolo de Kyoto Poluição do ar O Protocolo de Kyoto é um acordo internacional, estabelecido em 1997 em Kyoto, Japão, para reduzir as emissões de gases-estufa dos países industrializados e para garantir um modelo de desenvolvimento limpo aos países em desenvolvimento. O documento prevê que, entre 2008 e 2012, os países desenvolvidos reduzam suas emissões em 5,2% em relação aos níveis medidos em 1990. O protocolo foi assinado por 84 países. Destes, cerca de 30 já o transformaram em lei. O pacto entrará em vigor depois que isso acontecer em pelo menos 55 países.
  • 10. Ciências . Aula 01 Protocolo de Kyoto Poluição do ar Os Estados Unidos da América (EUA) abandonaram o Protocolo de Kyoto. O presidente Bush disse que o protocolo prejudicaria a economia dos EUA e seria injusto por não fixar metas de emissão de gases causadores do efeito-estufa para alguns países, como a China. O documento foi assinado pelo governo Clinton, quando os EUA se comprometeram a diminuir suas emissões em 7% até 2012, em relação aos níveis de 1990. Os EUA e a China são os principais emissores de gases estufa do mundo.
  • 11. Ciências . Aula 01 Camada de Ozônio Poluição do ar
  • 12. Ciências . Aula 01 Definição de camada de ozônio Poluição do ar O ozônio é um gás, invisível, formado de oxigênio concentrado. Ele é tão leve que paira acima da Terra, na atmosfera. A muitos quilômetros de altura existe um manto desse gás chamado camada de ozônio . A camada de ozônio é um filtro de proteção que o planeta Terra tem lá em cima para proteger a vida aqui embaixo. Ela deixa passar o calor e a luz solar, mas impede que os raios ultravioleta do Sol cheguem até a superfície do planeta.
  • 13. Ciências . Aula 01 Buracos na camada de ozônio Poluição do ar O CFC (clorofluorcarboneto) destrói o ozônio, e é liberado pelas latinhas de spray aerossol (de desodorantes e inseticidas, por exemplo), geladeiras, aparelhos de ar condicionado e extintores de incêndio. O buraco formado na camada de ozônio permite a passagem dos raios ultravioleta do Sol gerando várias conseqüências.
  • 14. Ciências . Aula 01 Buracos na camada de ozônio Poluição do ar A solução para o buraco da camada de ozônio é simples: impedir a produção e liberação do CFC e substituí-lo por outro gás. Isso já está acontecendo, principalmente nos países desenvolvidos. Muitos fabricantes já trocaram o CFC por outro gás em seus produtos. Mas o CFC não é o único vilão dessa história: a poluição do ar também contribui para aumentar o buraco! Se o homem não controlar os índices de poluição do planeta, os raios nocivos do Sol poderão fazer um verdadeiro estrago em um futuro próximo.
  • 15. Ciências . Aula 01 Os buracos na camada de ozônio Poluição do ar
  • 16. Ciências . Aula 01 Conseqüências dos buracos na camada de ozônio Poluição do ar A principal conseqüência da destruição da camada de ozônio será o grande aumento da incidência de câncer de pele. Além disso, existe a hipótese segundo a qual a destruição da camada de ozônio pode causar desequilíbrio no clima, resultando no aumento do efeito estufa. De qualquer forma, a maior preocupação dos cientistas é mesmo com o câncer de pele, cuja incidência vem aumentando nos últimos vinte anos.
  • 17. Ciências . Aula 01 Chuva ácida Poluição do ar
  • 18. Ciências . Aula 01 Definição de chuva ácida Poluição do ar A chuva ácida é causada pelo enxofre proveniente das impurezas da queima dos combustíveis fósseis, pelas indústrias e pelo nitrogênio do ar. Estes espalham pela atmosfera e reagem com a água das nuvens para formar o ácido sulfúrico e ácido nítrico. Os ácidos formados também caem com as chuvas gerando a chuva ácida.
  • 19.
  • 20. Ciências . Aula 01 Conseqüências da chuva ácida Poluição do ar 4. Desmatamentos : a chuva ácida faz clareiras, matando duas ou três árvores. Isso pode destruir uma floresta. 5. Agricultura : a chuva afeta plantações quase do mesmo jeito que das florestas, só que é destruída mais rápido já que as plantas são do mesmo tamanho, tendo assim mais áreas atingidas.