SlideShare uma empresa Scribd logo
cycyro.blogspot.com.br/
Primeiro queria falar sobre a poluição da água, mas a
professora mandou fazer sobre este tema: a poluição do ar.
    Este trabalho contém várias temas, os 6 principais são a
poluição atmosférica, a camada de ozono, as chuvas ácidas, o
efeito de estufa, o smog e o protocolo de Quioto.
    A minha finalidade é aprender mais sobre este tema e
saber que são as consequências se continuarmos a viver
desta maneira.
A POLUIÇÃO ATMOSFÉRICA
A poluição atmosférica é
qualquer      alteração    da
composição química do ar,
seja pela variação importante
na proporção dos seus
constituintes      ou    pela
presença de substâncias
estranhas,      que     possa
prejudicar a saúde, provocar
perturbações nos seres vivos
e no meio ambiente.
     Ao alterar a composição
natural do ar, os seres vivos
são afectados e pode ser
posta em causa a sua vida.
• As chuvas ácidas
• Aumento do efeito de estufa
• Diminuição da camada de ozono
• Localização adequada das industrias, ou
  seja, afastamento de zonas residênciais;
• Controlo das emissões dos meios de
  transportes;
• Incentivo à investigação e utilização de
  combustíveis mais ecológicos;
• Incentivo a aplicação de tecnologias
  menos poluentes;
• Incentivo à utilização de transportes
  colectivos;
• Melhoria dos sistemas de transportes
  colectivos;
• Instalação de equipamentos mais eficazes
  na retenção de poluentes;
• Destruição da incineração de resíduos
  domésticos e controlo da sua queima.
AS CHUVAS ÁCIDAS
A poluição ácida é causada pelos
fumos e gases libertados por fábricas,
automóveis e camiões que trabalham
com combustíveis fósseis, como o
carvão e o petróleo.
       Os combustíveis queimados para
utilização de energia, fazem ocorrer
dois efeitos secundários:
       • O enxofre mistura-se com o
         oxigénio resultando dióxido de
         enxofre
       • O azoto do ar e do combustível
         transformam-se em óxido de
         azoto
     Estes transformações dão origem
     as chuvas ácidas
• Contaminação dos solos, causando
  a morte das plantas,
• Contaminação de lagos fazendo o
  oxigénio desaparecer e os peixes
  morrem;
• Corrosão de árvores fazendo as
  florestas ficarem nuas, ou seja,
  florestas nuas;
• Corrosão de monumentos, edifícios;
• Distúrbios ao nível das cadeias
  alimentares;
• Doenças , como por exemplo, asma,
  sinusite, conjuntivite,
  broncopneumonia e doenças
  cardiovasculares.
• Limpar o carvão antes de o queimar, ou seja,
  triturar e lavar com água
• O enxofre pode ser extraído do petróleo
• O modo como os combustíveis são queimados pode
  ser controlado para reduzir o óxido de enxofre e o
  azoto
• O enxofre pode ser separado por um processo
  chamado combustão
• Nos nossos dias, apenas metade do
  dióxido de enxofre (a substância
  que dá origem às chuvas ácidas)
  que existe na atmosfera é de
  origem natural. O restante é
  produzido pelo Homem. Nas
  regiões industriais, até 90% do
  dióxido de enxofre é produzido
  pelo Homem
• As chuvas ácidas são 10 a 70 vezes
  mais ácidas do que a não poluída
• A acidez mais elevada torna-se
  destrutiva
• A acidez das chuvas na Europa e
  América do Norte aumentou
  drasticamente nas últimas décadas
A CAMADA DO OZONO
A atmosfera é
uma camada de
gases que rodeia a
terra e actua como
um escudo que nos
protege contra as
radiações solares.
    Uma das partes
mais importantes na
atmosfera é a
camada de ozono.
Mas para que serve
exactamente essa
camada?
Para além da distância que nos separa do Sol, a camada
de ozono permite-nos sobreviver na planeta terra. Na
atmosfera existe um gás, o ozono, que filtra os raios
ultravioletas. Essa camada de gás fica entre os 20 e 30 Km
acima do solo. Se não houvesse o ozono, os raios
ultravioletas (UV) passavam pela atmosfera e a temperatura
aumentava que fazia como a vida na nossa planeta seria
impossível.
No entanto, alguns gases criados pelos humanos, como,
principalmente os CFCs, poluem a atmosfera e destroem a
camada de ozono, que já esta muito menos espesso que
antes. Por cima de Antárctida, por exemplo, há uma grande
zona na atmosfera onde já só existe muito pouco ozono.
São       gases     muito
prejudiciais pela camada de
ozono, foram proíbidos há
algum tempo, mas mesmo
assim continuam a destruir a
atmosfera devido a sua
longevidade de mais de 50
anos. Estes gases utilizam-se
nos frigorificos, em aerossóis
(sprays) e em espumas
sintéticas    para   embalar.
Temos que evitar usar estes
produtos com CFCs. No
entanto também existem os
mesmos objectos mas sem os
CFCs ou Halon (no caso dos
extintores).
• Graças aos raios UV, uma das
  doenças mais frequentes desde do
  ano 2000 é o cancro da pele
• O fitoplâncton serve de alimento
  para muitos animais marinhos,
  mas também é muito sensível aos
  raios UV e acabam por morrer se
  houver excesso destes raios,
  dando origem à falta de alimento.
• E o mais importante, se a camada
  de ozono continuar a ser
  destruído, até houver muito
  pouco ou nenhum ozono na
  atmosfera, a sobrevivência dos
  seres da planeta Terra será posto
  em perigo.
O EFEITO DE ESTUFA
• O efeito de Estufa é um
  fenómeno natural que
  regula a temperatura da
  Terra. Tal como um vidro
  numa estufa que mantém
  o calor no interior, a
  atmosfera é permeável à
  radiação solar mas limita a
  saída de calor (radiação de
  longo comprimento de
  onda - infra-vermelho).
•   Dióxido de Carbono (CO2) é o responsável por cerca de 55% do efeito de estufa.
•   Clorofluorcarbonetos (CFCs) são os responsáveis não só por 24% do aquecimento global
    resultante do efeito de estufa, mas           também pela destruição da camada de ozono
    (que protege da radiação perigosa dos raios solares).
•   Metano é um poderoso gás que é produzido sobretudo pelos excrementos do gado bovino e
    pelas lixeiras e que provoca o efeito estufa.
•   Ácido Nítrico é formado por micróbios, pela decomposição de fertilizantes químicos e pela
    combustão da madeira e de combustíveis fósseis.
•   Ozono é originado pela poluição produzida no solo pelos veículos automóveis, fábricas e
    refinarias de petróleo.
Se a temperatura subir mais 4ºC:
• Grande parte da Terra poderá
  transformar-se num deserto;
• Mudará a direcção do vento e irá
  chover onde habitualmente não
  chovia;
• O gelo dos pólos começará a
  derreter e o nível das águas do
  mar irá subir. Se subir três ou
  quatro metros , as terras férteis
  ficarão alagadas, e países como o
  Portugal, com cidades costeiras,
  correrão perigo.
• Diminuir o abate progressivo de árvores e tentar
  reflorestar as áreas que se encontram destruídas
  pelo Homem;
• Utilizar transportes colectivos ou não poluentes;
• Utilizar energias alternativas como a energia
  eólica;
• Limpar as matas de modo a tentar evitar
  incêndios de grandes dimensões;
• Controlar a emissão de gases por parte das
  indústrias (instalação de filtros);
• Reduzir a queima de resíduos urbanos,
  industriais, agrícolas e florestais tais como
  explosivos, resinas, tintas, plásticos e pneus;
O SMOG
O smog [do inglês
'smoke‘ (fumo) + 'fog'
(nevoeiro)] é um fenómeno
cada vez mais visível nas
grandes áreas urbanas, em
particular no Verão. Os
principais constituintes do
smog são os oxidantes
fotoquímicos,      como    o
ozono troposférico e os
peroxi-acetil-nitratos (PAN).
O ozono troposférico forma-se quando os óxidos de azoto
reagem com os compostos orgânicos voláteis, na presença da luz
solar.
     O ozono, apesar da sua utilidade nas camadas superiores da
atmosfera, é um gás bastante tóxico para os seres humanos.
Provoca irritações e danos nos olhos, na pele e nos pulmões, seca
as membranas protectoras do nariz e da garganta e interfere no
sistema imunitário. Este gás agrava também as doenças
respiratórias como a asma, sendo por isso os portadores deste
tipo de doenças e as crianças mais vulneráveis.
     Outro problema do ozono troposférico é o facto de este
transformar os hidrocarbonetos presentes na atmosfera,
libertados devido ao mau rendimento dos motores de explosão,
em compostos que se vão por sua vez associar ao dióxido de azoto
para formar um novo tipo de poluente, os PAN, o outro
constituinte do smog.
Os PAN, ao serem transportados pelo vento
para as zonas agrícolas e florestais, atacam a
vegetação, provocando a necrose das folhas,
diminuindo o rendimento da fotossíntese e,
consequentemente, das culturas.
O PROTOCOLO DE QUIOTO
O protocolo de Quioto é um tratado assinado
por Vários países, no total 175, incluindo Portugal.
Consiste em comprimissos mais rígidos para a
redução dos gases que provocam o efeito de estufa,
considerados, de acordo com a maioria das
investigações científicas, como causa do
aquecimento global. Foi aberto para assinaturas no
dia 16 de Março de 1998 em Quioto (por isso o
nome de protocolo de Quioto) e foi ratificado em
15 de Março 1999. Entrou, oficialmente em vigor
no dia 16 de Fevereiro de 2005, depois que a Rússia
o ratificou em 2004.
Paises que ratificaram o protocolo
Paíse que ratificaram, mas ainda não cumpriram o protocolo
Países que não ratificaram o protocolo
Países que não assumiram nenhuma posição no protocolo
Os Estados Unidos da América
negaram-se a ratificar o protocolo de
Quioto, de acordo com a alegação do
presidente George W. Bush de que os
compromissos acarretados pelo mesmo
interfeririam negativamente na economia
norte-americana.
     A Casa Branca também questiona a
teoria de que os poluentes emitidos pelo
Homem causem a elevação da temperatura
da Terra.
     Mesmo que o governo dos Estados
Unidos não assinou o protocolo de Quioto,
alguns municípios, Estados (Califórnia) e
donos de indústrias do nordeste dos
Estados Unidos já começaram a pesquisar
maneiras para reduzir a emissão de gases
tóxicos, tentando, por sua vez, não diminuir
sua margem de lucro com essa atitude.
Nós gostamos de fazer o trabalho, aprendemos
muito mais sobre a poluição e as consequências
que isto traz para a vida humana e para o dos
outros seres vivos. A pesquisa para informação não
foi muito difícil e a nossa opinião é que õ trabalho
está bastante completo.
    A conclusão que tiramos foi a seguinte:
“ A poluição tem que diminuir senão será posto em
perigo a vida dos seres vivos que habitam a terra”
Informações:
•    Livro”Chuva ácida”, Edições ASA, John McCormick;
•    Livro”Ozono? Sim, obrigado!”, Everest Editora, Lda;
•    Livro”O Efeito de Estufa”, Everest Editora, Lda;
•    http://pt.wikipedia.org/wiki/Protocolo_de_Quioto
•    http://www.achetudoeregiao.com.br/animais/poluicao_no_ar.htm
•    http://aprenderbrincando.no.sapo.pt/tipos_de_poluicao.htm
•    http://campus.fct.unl.pt/afr/ipa_9899/grupo0032_ordenamento/html/smog.html
•    http://www.naturlink.pt/canais/Artigo.asp?iArtigo=2166&iLingua=1
•    http://pt.wikipedia.org/wiki/Atmosfera
•    http://cyberturma.no.sapo.pt/poluicao.htm

Imagens
•   http://www.notapositiva.com/trab_estudantes/trab_estudantes/geografia/geografia_trabalhos/poluicaoatmosferica01.jpg
•   http://www.guiafloripa.com.br/energia/ambiente/atmosfera.gif
•   http://static.howstuffworks.com/gif/ozone-pollution-smog.jpg
•   http://www.confagri.pt/NR/rdonlyres/2929A06B-41BC-4D42-84DA-7B359C947559/0/globo.gif
•   http://cyberturma.no.sapo.pt/poluic1.gif
•   http://campus.fct.unl.pt/afr/ipa_9899/grupo0032_ordenamento/html/smog.jpg
•   http://itsallgreen.files.wordpress.com/2007/11/la-smog.jpg
•   http://campus.fct.unl.pt/afr/ipa_9899/grupo0032_ordenamento/html/chaci.jpg
•   http://www.abae.pt/ecoreporter/Conteudos/sala1/sala1_8.jpg
•   http://mundoamorrer.com.sapo.pt/lago_chuva_acida.jpg
•   http://cache02.stormap.sapo.pt/fotostore02/fotos//ae/aa/81/45068_0003pg70.jpg
•   http://geographicae.files.wordpress.com/2007/05/efeitoestufa2.gif
•   http://www.anossaescola.com/blog/media/433/20071108-efeito.jpg
•   http://www.cm-tabua.pt/up/UPLOAD-bin2_imagem_0052886001180949414-843.jpg
•   http://ambientequalvida.blogs.sapo.pt/arquivo/pollution.gif
TRABALHO REALIZADO POR:
  • Davide Graça   Nº3

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Poluição do ar
Poluição do arPoluição do ar
Poluição do ar
Bruno William
 
Redução da Camada de Ozono
Redução da Camada de OzonoRedução da Camada de Ozono
Redução da Camada de Ozono
Fajac
 
Poluição atmosférica
Poluição atmosféricaPoluição atmosférica
Poluição atmosférica
Kassia Santos
 
Ciências do Ambiente - Cap 3 - Meio atmosférico: Características e poluição
Ciências do Ambiente - Cap 3 - Meio atmosférico: Características e poluiçãoCiências do Ambiente - Cap 3 - Meio atmosférico: Características e poluição
Ciências do Ambiente - Cap 3 - Meio atmosférico: Características e poluição
elonvila
 
Poluição atmosférica
Poluição atmosféricaPoluição atmosférica
Poluição atmosférica
Andreia Pereira
 
Efeito estuf e camada de ozônio
Efeito estuf e camada de ozônioEfeito estuf e camada de ozônio
Efeito estuf e camada de ozônio
jrcruzoficial
 
Destruição da camada de ozono 9º4
Destruição da camada de ozono 9º4Destruição da camada de ozono 9º4
Destruição da camada de ozono 9º4
Mayjö .
 
Poluição do Ar em Portugal - Alguns Dados
Poluição do Ar em Portugal - Alguns DadosPoluição do Ar em Portugal - Alguns Dados
Poluição do Ar em Portugal - Alguns Dados
clique
 
Poluição do ar
Poluição do arPoluição do ar
Poluição do ar
Pessoal
 
PoluiçãO Do Ar
PoluiçãO Do ArPoluiçãO Do Ar
PoluiçãO Do Ar
Nuno Correia
 
Redução da camada de ozônio 1 ano seminário
Redução da camada de ozônio 1 ano seminárioRedução da camada de ozônio 1 ano seminário
Redução da camada de ozônio 1 ano seminário
Geová da Silva
 
Camada de Ozônio
Camada de OzônioCamada de Ozônio
Camada de Ozônio
rafamatador
 
Destruição da camada de ozono
Destruição da camada de ozonoDestruição da camada de ozono
Destruição da camada de ozono
Rita Pereira
 
Destruição da camada do ozono
Destruição da camada do ozonoDestruição da camada do ozono
Destruição da camada do ozono
Tatiana Raquel
 
Aula 3 poluição atmosférica
Aula 3   poluição atmosféricaAula 3   poluição atmosférica
Aula 3 poluição atmosférica
Marcelo Gomes
 
Fisica nosso mundo
Fisica nosso mundoFisica nosso mundo
Fisica nosso mundo
Editora Moderna
 
Fisica Nosso Mundo
Fisica Nosso MundoFisica Nosso Mundo
Fisica Nosso Mundo
Carlos Castro
 
Fisica Nosso Mundo
Fisica Nosso MundoFisica Nosso Mundo
Fisica Nosso Mundo
guestbf5561
 
Poluição do ar
Poluição do arPoluição do ar
Poluição do ar
mainamgar
 
Poluição atmosférica
Poluição atmosféricaPoluição atmosférica
Poluição atmosférica
Patrick Cunha
 

Mais procurados (20)

Poluição do ar
Poluição do arPoluição do ar
Poluição do ar
 
Redução da Camada de Ozono
Redução da Camada de OzonoRedução da Camada de Ozono
Redução da Camada de Ozono
 
Poluição atmosférica
Poluição atmosféricaPoluição atmosférica
Poluição atmosférica
 
Ciências do Ambiente - Cap 3 - Meio atmosférico: Características e poluição
Ciências do Ambiente - Cap 3 - Meio atmosférico: Características e poluiçãoCiências do Ambiente - Cap 3 - Meio atmosférico: Características e poluição
Ciências do Ambiente - Cap 3 - Meio atmosférico: Características e poluição
 
Poluição atmosférica
Poluição atmosféricaPoluição atmosférica
Poluição atmosférica
 
Efeito estuf e camada de ozônio
Efeito estuf e camada de ozônioEfeito estuf e camada de ozônio
Efeito estuf e camada de ozônio
 
Destruição da camada de ozono 9º4
Destruição da camada de ozono 9º4Destruição da camada de ozono 9º4
Destruição da camada de ozono 9º4
 
Poluição do Ar em Portugal - Alguns Dados
Poluição do Ar em Portugal - Alguns DadosPoluição do Ar em Portugal - Alguns Dados
Poluição do Ar em Portugal - Alguns Dados
 
Poluição do ar
Poluição do arPoluição do ar
Poluição do ar
 
PoluiçãO Do Ar
PoluiçãO Do ArPoluiçãO Do Ar
PoluiçãO Do Ar
 
Redução da camada de ozônio 1 ano seminário
Redução da camada de ozônio 1 ano seminárioRedução da camada de ozônio 1 ano seminário
Redução da camada de ozônio 1 ano seminário
 
Camada de Ozônio
Camada de OzônioCamada de Ozônio
Camada de Ozônio
 
Destruição da camada de ozono
Destruição da camada de ozonoDestruição da camada de ozono
Destruição da camada de ozono
 
Destruição da camada do ozono
Destruição da camada do ozonoDestruição da camada do ozono
Destruição da camada do ozono
 
Aula 3 poluição atmosférica
Aula 3   poluição atmosféricaAula 3   poluição atmosférica
Aula 3 poluição atmosférica
 
Fisica nosso mundo
Fisica nosso mundoFisica nosso mundo
Fisica nosso mundo
 
Fisica Nosso Mundo
Fisica Nosso MundoFisica Nosso Mundo
Fisica Nosso Mundo
 
Fisica Nosso Mundo
Fisica Nosso MundoFisica Nosso Mundo
Fisica Nosso Mundo
 
Poluição do ar
Poluição do arPoluição do ar
Poluição do ar
 
Poluição atmosférica
Poluição atmosféricaPoluição atmosférica
Poluição atmosférica
 

Destaque

Trabalho De Geografia é Esse
Trabalho De Geografia é EsseTrabalho De Geografia é Esse
Trabalho De Geografia é Esse
guestf69354
 
Thalia a.pptx sustentabilidades thalia e mariana
Thalia a.pptx sustentabilidades thalia e marianaThalia a.pptx sustentabilidades thalia e mariana
Thalia a.pptx sustentabilidades thalia e mariana
norivalfp
 
Petroleo aula ppt.
Petroleo   aula ppt.Petroleo   aula ppt.
Petroleo aula ppt.
JulianaGimenes
 
11 propriedades químicas do solo
11 propriedades químicas do solo11 propriedades químicas do solo
11 propriedades químicas do solo
Romulo Vinicius Tio Rominho
 
Problemas ambientais urbanos
Problemas ambientais urbanosProblemas ambientais urbanos
Problemas ambientais urbanos
Marcio Cicchelli
 
Petroleo
PetroleoPetroleo
Petroleo
Josimar Nunes
 
A indústria
A indústriaA indústria
A indústria
Mayjö .
 

Destaque (7)

Trabalho De Geografia é Esse
Trabalho De Geografia é EsseTrabalho De Geografia é Esse
Trabalho De Geografia é Esse
 
Thalia a.pptx sustentabilidades thalia e mariana
Thalia a.pptx sustentabilidades thalia e marianaThalia a.pptx sustentabilidades thalia e mariana
Thalia a.pptx sustentabilidades thalia e mariana
 
Petroleo aula ppt.
Petroleo   aula ppt.Petroleo   aula ppt.
Petroleo aula ppt.
 
11 propriedades químicas do solo
11 propriedades químicas do solo11 propriedades químicas do solo
11 propriedades químicas do solo
 
Problemas ambientais urbanos
Problemas ambientais urbanosProblemas ambientais urbanos
Problemas ambientais urbanos
 
Petroleo
PetroleoPetroleo
Petroleo
 
A indústria
A indústriaA indústria
A indústria
 

Semelhante a A poluição ar

Poluição do ar
Poluição do arPoluição do ar
Poluição do ar
guest1481536
 
GEOGRAFIA 3 ANO 3 PERIODO.pdf
GEOGRAFIA 3 ANO 3 PERIODO.pdfGEOGRAFIA 3 ANO 3 PERIODO.pdf
GEOGRAFIA 3 ANO 3 PERIODO.pdf
Camilo Rego
 
Aula da 5ª série efeito estufa 2008
Aula da 5ª série efeito estufa 2008Aula da 5ª série efeito estufa 2008
Aula da 5ª série efeito estufa 2008
Lusiane Carvalho da Silva
 
Ana brazuca
Ana brazucaAna brazuca
Ana brazuca
rosa-gabo
 
Ciências naturais: Efeito estufa
Ciências naturais: Efeito estufaCiências naturais: Efeito estufa
Ciências naturais: Efeito estufa
Mariana Silva
 
Poluição atmosférica
Poluição atmosféricaPoluição atmosférica
Poluição atmosférica
Anacleto Damiani
 
AQUECIMENTO GLOBAL E EFEITO ESTUFA CARACTERÍSTICAS
AQUECIMENTO GLOBAL E EFEITO ESTUFA CARACTERÍSTICASAQUECIMENTO GLOBAL E EFEITO ESTUFA CARACTERÍSTICAS
AQUECIMENTO GLOBAL E EFEITO ESTUFA CARACTERÍSTICAS
RyhSouza
 
Poluição atmosférica
Poluição atmosféricaPoluição atmosférica
Poluição atmosférica
meninas9d
 
Problemas atmosféricos
Problemas atmosféricosProblemas atmosféricos
Problemas atmosféricos
Eliena Leal
 
Trabalho Pedro
Trabalho PedroTrabalho Pedro
Trabalho Pedro
vidasegura
 
Problemas Atmosféricos e Geopolítica da Água
Problemas Atmosféricos e Geopolítica da ÁguaProblemas Atmosféricos e Geopolítica da Água
Problemas Atmosféricos e Geopolítica da Água
Rogério Bartilotti
 
Consequências para os ecossistemas
Consequências para os ecossistemasConsequências para os ecossistemas
Consequências para os ecossistemas
Bruno Filipe
 
Consequências para os ecossistemas
Consequências para os ecossistemasConsequências para os ecossistemas
Consequências para os ecossistemas
Bruno Filipe
 
Consequências para os ecossistemas
Consequências para os ecossistemasConsequências para os ecossistemas
Consequências para os ecossistemasBruno Filipe
 
51.2.poluição e degradação de recursos2013.pol atmosférica
51.2.poluição e degradação de recursos2013.pol atmosférica51.2.poluição e degradação de recursos2013.pol atmosférica
51.2.poluição e degradação de recursos2013.pol atmosférica
Leonor Vaz Pereira
 
Parte 3
Parte 3Parte 3
Parte 3
zeopas
 
Poluição atmosférica
Poluição atmosféricaPoluição atmosférica
Poluição atmosférica
Helena Marques
 
Atmosfera - Biologia
Atmosfera - BiologiaAtmosfera - Biologia
Atmosfera - Biologia
12anogolega
 
FUNDAMENTOS DA POLUIÇÃO ATMOSFÉRICA E AÇÕES
FUNDAMENTOS DA POLUIÇÃO ATMOSFÉRICA E AÇÕESFUNDAMENTOS DA POLUIÇÃO ATMOSFÉRICA E AÇÕES
FUNDAMENTOS DA POLUIÇÃO ATMOSFÉRICA E AÇÕES
PerilaMRebouas
 
Pp tozono2
Pp tozono2Pp tozono2
Pp tozono2
Carlos Jorge
 

Semelhante a A poluição ar (20)

Poluição do ar
Poluição do arPoluição do ar
Poluição do ar
 
GEOGRAFIA 3 ANO 3 PERIODO.pdf
GEOGRAFIA 3 ANO 3 PERIODO.pdfGEOGRAFIA 3 ANO 3 PERIODO.pdf
GEOGRAFIA 3 ANO 3 PERIODO.pdf
 
Aula da 5ª série efeito estufa 2008
Aula da 5ª série efeito estufa 2008Aula da 5ª série efeito estufa 2008
Aula da 5ª série efeito estufa 2008
 
Ana brazuca
Ana brazucaAna brazuca
Ana brazuca
 
Ciências naturais: Efeito estufa
Ciências naturais: Efeito estufaCiências naturais: Efeito estufa
Ciências naturais: Efeito estufa
 
Poluição atmosférica
Poluição atmosféricaPoluição atmosférica
Poluição atmosférica
 
AQUECIMENTO GLOBAL E EFEITO ESTUFA CARACTERÍSTICAS
AQUECIMENTO GLOBAL E EFEITO ESTUFA CARACTERÍSTICASAQUECIMENTO GLOBAL E EFEITO ESTUFA CARACTERÍSTICAS
AQUECIMENTO GLOBAL E EFEITO ESTUFA CARACTERÍSTICAS
 
Poluição atmosférica
Poluição atmosféricaPoluição atmosférica
Poluição atmosférica
 
Problemas atmosféricos
Problemas atmosféricosProblemas atmosféricos
Problemas atmosféricos
 
Trabalho Pedro
Trabalho PedroTrabalho Pedro
Trabalho Pedro
 
Problemas Atmosféricos e Geopolítica da Água
Problemas Atmosféricos e Geopolítica da ÁguaProblemas Atmosféricos e Geopolítica da Água
Problemas Atmosféricos e Geopolítica da Água
 
Consequências para os ecossistemas
Consequências para os ecossistemasConsequências para os ecossistemas
Consequências para os ecossistemas
 
Consequências para os ecossistemas
Consequências para os ecossistemasConsequências para os ecossistemas
Consequências para os ecossistemas
 
Consequências para os ecossistemas
Consequências para os ecossistemasConsequências para os ecossistemas
Consequências para os ecossistemas
 
51.2.poluição e degradação de recursos2013.pol atmosférica
51.2.poluição e degradação de recursos2013.pol atmosférica51.2.poluição e degradação de recursos2013.pol atmosférica
51.2.poluição e degradação de recursos2013.pol atmosférica
 
Parte 3
Parte 3Parte 3
Parte 3
 
Poluição atmosférica
Poluição atmosféricaPoluição atmosférica
Poluição atmosférica
 
Atmosfera - Biologia
Atmosfera - BiologiaAtmosfera - Biologia
Atmosfera - Biologia
 
FUNDAMENTOS DA POLUIÇÃO ATMOSFÉRICA E AÇÕES
FUNDAMENTOS DA POLUIÇÃO ATMOSFÉRICA E AÇÕESFUNDAMENTOS DA POLUIÇÃO ATMOSFÉRICA E AÇÕES
FUNDAMENTOS DA POLUIÇÃO ATMOSFÉRICA E AÇÕES
 
Pp tozono2
Pp tozono2Pp tozono2
Pp tozono2
 

Mais de Cycyro Soares

Projeto feira de ciências (tecnologia e vida).pptx
Projeto feira de ciências (tecnologia e vida).pptxProjeto feira de ciências (tecnologia e vida).pptx
Projeto feira de ciências (tecnologia e vida).pptx
Cycyro Soares
 
De tudoumpoucocida
De tudoumpoucocidaDe tudoumpoucocida
De tudoumpoucocida
Cycyro Soares
 
Destaques fotos
Destaques fotosDestaques fotos
Destaques fotos
Cycyro Soares
 
Desejo de natal
Desejo de natalDesejo de natal
Desejo de natal
Cycyro Soares
 
Desejo de natal
Desejo de natalDesejo de natal
Desejo de natal
Cycyro Soares
 
Descubre a mensagem
Descubre a mensagemDescubre a mensagem
Descubre a mensagem
Cycyro Soares
 
Departamento de reconhecimento
Departamento de reconhecimentoDepartamento de reconhecimento
Departamento de reconhecimento
Cycyro Soares
 
Dedique seu tempo laugustol mn
Dedique seu tempo laugustol mnDedique seu tempo laugustol mn
Dedique seu tempo laugustol mn
Cycyro Soares
 
Danca lenta cida
Danca lenta cidaDanca lenta cida
Danca lenta cida
Cycyro Soares
 
Cuando dez
Cuando   dezCuando   dez
Cuando dez
Cycyro Soares
 
Creio em deus
Creio em deusCreio em deus
Creio em deus
Cycyro Soares
 
Copperfield
CopperfieldCopperfield
Copperfield
Cycyro Soares
 
Convideo amorparainvadirsuacasa
Convideo amorparainvadirsuacasaConvideo amorparainvadirsuacasa
Convideo amorparainvadirsuacasa
Cycyro Soares
 
Conselho pps
Conselho   ppsConselho   pps
Conselho pps
Cycyro Soares
 
Confie(1) confie mn
Confie(1) confie mnConfie(1) confie mn
Confie(1) confie mn
Cycyro Soares
 
Como pode
Como podeComo pode
Como pode
Cycyro Soares
 
Como pode laugustol mn
Como pode laugustol mnComo pode laugustol mn
Como pode laugustol mn
Cycyro Soares
 
Comercial de sucesso
Comercial de sucessoComercial de sucesso
Comercial de sucesso
Cycyro Soares
 
Com deus nao se brinca sal
Com deus nao se brinca      salCom deus nao se brinca      sal
Com deus nao se brinca sal
Cycyro Soares
 
Cicatrizes
CicatrizesCicatrizes
Cicatrizes
Cycyro Soares
 

Mais de Cycyro Soares (20)

Projeto feira de ciências (tecnologia e vida).pptx
Projeto feira de ciências (tecnologia e vida).pptxProjeto feira de ciências (tecnologia e vida).pptx
Projeto feira de ciências (tecnologia e vida).pptx
 
De tudoumpoucocida
De tudoumpoucocidaDe tudoumpoucocida
De tudoumpoucocida
 
Destaques fotos
Destaques fotosDestaques fotos
Destaques fotos
 
Desejo de natal
Desejo de natalDesejo de natal
Desejo de natal
 
Desejo de natal
Desejo de natalDesejo de natal
Desejo de natal
 
Descubre a mensagem
Descubre a mensagemDescubre a mensagem
Descubre a mensagem
 
Departamento de reconhecimento
Departamento de reconhecimentoDepartamento de reconhecimento
Departamento de reconhecimento
 
Dedique seu tempo laugustol mn
Dedique seu tempo laugustol mnDedique seu tempo laugustol mn
Dedique seu tempo laugustol mn
 
Danca lenta cida
Danca lenta cidaDanca lenta cida
Danca lenta cida
 
Cuando dez
Cuando   dezCuando   dez
Cuando dez
 
Creio em deus
Creio em deusCreio em deus
Creio em deus
 
Copperfield
CopperfieldCopperfield
Copperfield
 
Convideo amorparainvadirsuacasa
Convideo amorparainvadirsuacasaConvideo amorparainvadirsuacasa
Convideo amorparainvadirsuacasa
 
Conselho pps
Conselho   ppsConselho   pps
Conselho pps
 
Confie(1) confie mn
Confie(1) confie mnConfie(1) confie mn
Confie(1) confie mn
 
Como pode
Como podeComo pode
Como pode
 
Como pode laugustol mn
Como pode laugustol mnComo pode laugustol mn
Como pode laugustol mn
 
Comercial de sucesso
Comercial de sucessoComercial de sucesso
Comercial de sucesso
 
Com deus nao se brinca sal
Com deus nao se brinca      salCom deus nao se brinca      sal
Com deus nao se brinca sal
 
Cicatrizes
CicatrizesCicatrizes
Cicatrizes
 

A poluição ar

  • 2. Primeiro queria falar sobre a poluição da água, mas a professora mandou fazer sobre este tema: a poluição do ar. Este trabalho contém várias temas, os 6 principais são a poluição atmosférica, a camada de ozono, as chuvas ácidas, o efeito de estufa, o smog e o protocolo de Quioto. A minha finalidade é aprender mais sobre este tema e saber que são as consequências se continuarmos a viver desta maneira.
  • 4. A poluição atmosférica é qualquer alteração da composição química do ar, seja pela variação importante na proporção dos seus constituintes ou pela presença de substâncias estranhas, que possa prejudicar a saúde, provocar perturbações nos seres vivos e no meio ambiente. Ao alterar a composição natural do ar, os seres vivos são afectados e pode ser posta em causa a sua vida.
  • 5. • As chuvas ácidas • Aumento do efeito de estufa • Diminuição da camada de ozono
  • 6. • Localização adequada das industrias, ou seja, afastamento de zonas residênciais; • Controlo das emissões dos meios de transportes; • Incentivo à investigação e utilização de combustíveis mais ecológicos; • Incentivo a aplicação de tecnologias menos poluentes; • Incentivo à utilização de transportes colectivos; • Melhoria dos sistemas de transportes colectivos; • Instalação de equipamentos mais eficazes na retenção de poluentes; • Destruição da incineração de resíduos domésticos e controlo da sua queima.
  • 8. A poluição ácida é causada pelos fumos e gases libertados por fábricas, automóveis e camiões que trabalham com combustíveis fósseis, como o carvão e o petróleo. Os combustíveis queimados para utilização de energia, fazem ocorrer dois efeitos secundários: • O enxofre mistura-se com o oxigénio resultando dióxido de enxofre • O azoto do ar e do combustível transformam-se em óxido de azoto Estes transformações dão origem as chuvas ácidas
  • 9.
  • 10. • Contaminação dos solos, causando a morte das plantas, • Contaminação de lagos fazendo o oxigénio desaparecer e os peixes morrem; • Corrosão de árvores fazendo as florestas ficarem nuas, ou seja, florestas nuas; • Corrosão de monumentos, edifícios; • Distúrbios ao nível das cadeias alimentares; • Doenças , como por exemplo, asma, sinusite, conjuntivite, broncopneumonia e doenças cardiovasculares.
  • 11. • Limpar o carvão antes de o queimar, ou seja, triturar e lavar com água • O enxofre pode ser extraído do petróleo • O modo como os combustíveis são queimados pode ser controlado para reduzir o óxido de enxofre e o azoto • O enxofre pode ser separado por um processo chamado combustão
  • 12. • Nos nossos dias, apenas metade do dióxido de enxofre (a substância que dá origem às chuvas ácidas) que existe na atmosfera é de origem natural. O restante é produzido pelo Homem. Nas regiões industriais, até 90% do dióxido de enxofre é produzido pelo Homem • As chuvas ácidas são 10 a 70 vezes mais ácidas do que a não poluída • A acidez mais elevada torna-se destrutiva • A acidez das chuvas na Europa e América do Norte aumentou drasticamente nas últimas décadas
  • 13. A CAMADA DO OZONO
  • 14. A atmosfera é uma camada de gases que rodeia a terra e actua como um escudo que nos protege contra as radiações solares. Uma das partes mais importantes na atmosfera é a camada de ozono. Mas para que serve exactamente essa camada?
  • 15. Para além da distância que nos separa do Sol, a camada de ozono permite-nos sobreviver na planeta terra. Na atmosfera existe um gás, o ozono, que filtra os raios ultravioletas. Essa camada de gás fica entre os 20 e 30 Km acima do solo. Se não houvesse o ozono, os raios ultravioletas (UV) passavam pela atmosfera e a temperatura aumentava que fazia como a vida na nossa planeta seria impossível.
  • 16. No entanto, alguns gases criados pelos humanos, como, principalmente os CFCs, poluem a atmosfera e destroem a camada de ozono, que já esta muito menos espesso que antes. Por cima de Antárctida, por exemplo, há uma grande zona na atmosfera onde já só existe muito pouco ozono.
  • 17. São gases muito prejudiciais pela camada de ozono, foram proíbidos há algum tempo, mas mesmo assim continuam a destruir a atmosfera devido a sua longevidade de mais de 50 anos. Estes gases utilizam-se nos frigorificos, em aerossóis (sprays) e em espumas sintéticas para embalar. Temos que evitar usar estes produtos com CFCs. No entanto também existem os mesmos objectos mas sem os CFCs ou Halon (no caso dos extintores).
  • 18. • Graças aos raios UV, uma das doenças mais frequentes desde do ano 2000 é o cancro da pele • O fitoplâncton serve de alimento para muitos animais marinhos, mas também é muito sensível aos raios UV e acabam por morrer se houver excesso destes raios, dando origem à falta de alimento. • E o mais importante, se a camada de ozono continuar a ser destruído, até houver muito pouco ou nenhum ozono na atmosfera, a sobrevivência dos seres da planeta Terra será posto em perigo.
  • 19. O EFEITO DE ESTUFA
  • 20. • O efeito de Estufa é um fenómeno natural que regula a temperatura da Terra. Tal como um vidro numa estufa que mantém o calor no interior, a atmosfera é permeável à radiação solar mas limita a saída de calor (radiação de longo comprimento de onda - infra-vermelho).
  • 21. Dióxido de Carbono (CO2) é o responsável por cerca de 55% do efeito de estufa. • Clorofluorcarbonetos (CFCs) são os responsáveis não só por 24% do aquecimento global resultante do efeito de estufa, mas também pela destruição da camada de ozono (que protege da radiação perigosa dos raios solares). • Metano é um poderoso gás que é produzido sobretudo pelos excrementos do gado bovino e pelas lixeiras e que provoca o efeito estufa. • Ácido Nítrico é formado por micróbios, pela decomposição de fertilizantes químicos e pela combustão da madeira e de combustíveis fósseis. • Ozono é originado pela poluição produzida no solo pelos veículos automóveis, fábricas e refinarias de petróleo.
  • 22. Se a temperatura subir mais 4ºC: • Grande parte da Terra poderá transformar-se num deserto; • Mudará a direcção do vento e irá chover onde habitualmente não chovia; • O gelo dos pólos começará a derreter e o nível das águas do mar irá subir. Se subir três ou quatro metros , as terras férteis ficarão alagadas, e países como o Portugal, com cidades costeiras, correrão perigo.
  • 23. • Diminuir o abate progressivo de árvores e tentar reflorestar as áreas que se encontram destruídas pelo Homem; • Utilizar transportes colectivos ou não poluentes; • Utilizar energias alternativas como a energia eólica; • Limpar as matas de modo a tentar evitar incêndios de grandes dimensões; • Controlar a emissão de gases por parte das indústrias (instalação de filtros); • Reduzir a queima de resíduos urbanos, industriais, agrícolas e florestais tais como explosivos, resinas, tintas, plásticos e pneus;
  • 25. O smog [do inglês 'smoke‘ (fumo) + 'fog' (nevoeiro)] é um fenómeno cada vez mais visível nas grandes áreas urbanas, em particular no Verão. Os principais constituintes do smog são os oxidantes fotoquímicos, como o ozono troposférico e os peroxi-acetil-nitratos (PAN).
  • 26. O ozono troposférico forma-se quando os óxidos de azoto reagem com os compostos orgânicos voláteis, na presença da luz solar. O ozono, apesar da sua utilidade nas camadas superiores da atmosfera, é um gás bastante tóxico para os seres humanos. Provoca irritações e danos nos olhos, na pele e nos pulmões, seca as membranas protectoras do nariz e da garganta e interfere no sistema imunitário. Este gás agrava também as doenças respiratórias como a asma, sendo por isso os portadores deste tipo de doenças e as crianças mais vulneráveis. Outro problema do ozono troposférico é o facto de este transformar os hidrocarbonetos presentes na atmosfera, libertados devido ao mau rendimento dos motores de explosão, em compostos que se vão por sua vez associar ao dióxido de azoto para formar um novo tipo de poluente, os PAN, o outro constituinte do smog.
  • 27. Os PAN, ao serem transportados pelo vento para as zonas agrícolas e florestais, atacam a vegetação, provocando a necrose das folhas, diminuindo o rendimento da fotossíntese e, consequentemente, das culturas.
  • 28. O PROTOCOLO DE QUIOTO
  • 29. O protocolo de Quioto é um tratado assinado por Vários países, no total 175, incluindo Portugal. Consiste em comprimissos mais rígidos para a redução dos gases que provocam o efeito de estufa, considerados, de acordo com a maioria das investigações científicas, como causa do aquecimento global. Foi aberto para assinaturas no dia 16 de Março de 1998 em Quioto (por isso o nome de protocolo de Quioto) e foi ratificado em 15 de Março 1999. Entrou, oficialmente em vigor no dia 16 de Fevereiro de 2005, depois que a Rússia o ratificou em 2004.
  • 30. Paises que ratificaram o protocolo Paíse que ratificaram, mas ainda não cumpriram o protocolo Países que não ratificaram o protocolo Países que não assumiram nenhuma posição no protocolo
  • 31. Os Estados Unidos da América negaram-se a ratificar o protocolo de Quioto, de acordo com a alegação do presidente George W. Bush de que os compromissos acarretados pelo mesmo interfeririam negativamente na economia norte-americana. A Casa Branca também questiona a teoria de que os poluentes emitidos pelo Homem causem a elevação da temperatura da Terra. Mesmo que o governo dos Estados Unidos não assinou o protocolo de Quioto, alguns municípios, Estados (Califórnia) e donos de indústrias do nordeste dos Estados Unidos já começaram a pesquisar maneiras para reduzir a emissão de gases tóxicos, tentando, por sua vez, não diminuir sua margem de lucro com essa atitude.
  • 32. Nós gostamos de fazer o trabalho, aprendemos muito mais sobre a poluição e as consequências que isto traz para a vida humana e para o dos outros seres vivos. A pesquisa para informação não foi muito difícil e a nossa opinião é que õ trabalho está bastante completo. A conclusão que tiramos foi a seguinte: “ A poluição tem que diminuir senão será posto em perigo a vida dos seres vivos que habitam a terra”
  • 33. Informações: • Livro”Chuva ácida”, Edições ASA, John McCormick; • Livro”Ozono? Sim, obrigado!”, Everest Editora, Lda; • Livro”O Efeito de Estufa”, Everest Editora, Lda; • http://pt.wikipedia.org/wiki/Protocolo_de_Quioto • http://www.achetudoeregiao.com.br/animais/poluicao_no_ar.htm • http://aprenderbrincando.no.sapo.pt/tipos_de_poluicao.htm • http://campus.fct.unl.pt/afr/ipa_9899/grupo0032_ordenamento/html/smog.html • http://www.naturlink.pt/canais/Artigo.asp?iArtigo=2166&iLingua=1 • http://pt.wikipedia.org/wiki/Atmosfera • http://cyberturma.no.sapo.pt/poluicao.htm Imagens • http://www.notapositiva.com/trab_estudantes/trab_estudantes/geografia/geografia_trabalhos/poluicaoatmosferica01.jpg • http://www.guiafloripa.com.br/energia/ambiente/atmosfera.gif • http://static.howstuffworks.com/gif/ozone-pollution-smog.jpg • http://www.confagri.pt/NR/rdonlyres/2929A06B-41BC-4D42-84DA-7B359C947559/0/globo.gif • http://cyberturma.no.sapo.pt/poluic1.gif • http://campus.fct.unl.pt/afr/ipa_9899/grupo0032_ordenamento/html/smog.jpg • http://itsallgreen.files.wordpress.com/2007/11/la-smog.jpg • http://campus.fct.unl.pt/afr/ipa_9899/grupo0032_ordenamento/html/chaci.jpg • http://www.abae.pt/ecoreporter/Conteudos/sala1/sala1_8.jpg • http://mundoamorrer.com.sapo.pt/lago_chuva_acida.jpg • http://cache02.stormap.sapo.pt/fotostore02/fotos//ae/aa/81/45068_0003pg70.jpg • http://geographicae.files.wordpress.com/2007/05/efeitoestufa2.gif • http://www.anossaescola.com/blog/media/433/20071108-efeito.jpg • http://www.cm-tabua.pt/up/UPLOAD-bin2_imagem_0052886001180949414-843.jpg • http://ambientequalvida.blogs.sapo.pt/arquivo/pollution.gif
  • 34. TRABALHO REALIZADO POR: • Davide Graça Nº3