Manifestações de repercussão nacional aula 7º ano

19.564 visualizações

Publicada em

0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
19.564
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
6.625
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
44
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Manifestações de repercussão nacional aula 7º ano

  1. 1. Manifestações Rítmicas de Repercussão Nacional
  2. 2. AxéÉ um estilo de música e dança muito popular com origem em Salvador-Bahia. A palavra vem de um cumprimento ritual do sentido de boas vibrações, que estava usado nos cultos de Candomblé e Umbanda.Axé é a dança do carnaval da Bahia e domina todos os aspectos da cultura popular baiana. Seu rico visual é único no mundo por sua mistura da ginga, dos sorrisos, paqueros, relances, rostos, vozes, corpos, e cores do povo baiano.
  3. 3. Forró UniversitárioNo início dos anos 90, universitários da USP (Universidade de S. Paulo) começaram a fazer festas e contratar bandas de forró original, ou seja: zabumba, triângulo e sanfona - forró pé- de-serra - uma delas, o trio virgulino, foi um dos principais precursores deste forró. A partir daí começaram a introduzir passos de rock anos 50, ou rockabilly na dança, que até então, era uma coisa bem básica - 2 p/ lá 2 p/ cá seguido de poucas variações de passos.
  4. 4. Funk• O legítimo funk carioca - A partir da década de 80, o funk no Rio foi influenciado por um novo ritmo da Flórida, o Miami Bass, que trazia músicas mais erotizadas e batidas mais rápidas. Para os especialistas em música, o funk carioca não pode ser chamado de funk: é apenas uma derivação do Miami Bass.
  5. 5. MPB• A MPB surgiu a partir de 1966, com a segunda geração da Bossa Nova. Na prática, a sigla MPB anunciou uma fusão de dois movimentos musicais até então divergentes, a Bossa Nova e o engajamento folclórico dos Centros Populares de Cultura da União Nacional dos Estudantes, os primeiros defendendo a sofisticação musical e os segundos, a fidelidade à música de raiz brasileira. Seus propósitos se misturaram e, com o golpe de 1964, os dois movimentos se tornaram uma frente ampla cultural contra o regime militar, adotando a sigla MPB na sua bandeira de luta.
  6. 6. Pagode• Pagode é um gênero musical brasileiro originado no Rio de Janeiro, a partir da cena musical do samba dos fundos de quintais, muito comuns no subúrbio da cidade. Esta é a forma pejorativa e preconceituosa que esta palavra assumiu. O termo pagode começou a ser usado como sinônimo de samba por causa de sambistas que se valiam deste nome pra suas festas, mas nunca o citaram como estilo musical até então.
  7. 7. Rap• O RAP surgiu na Jamaica na década de 1960. Este gênero musical foi levado pelos jamaicanos para os Estados Unidos, mais especificamente para os bairros pobres de Nova Iorque, no começo da década de 1970. Jovens de origens negra e espanhola, em busca de uma sonoridade nova, deram um significativo impulso ao RAP.• O rap surgiu no Brasil em 1986, na cidade de São Paulo. Os primeiros shows de rap eram apresentados no Teatro Mambembe pelo DJ Theo Werneck. Na década de 80, as pessoas não aceitavam o rap, pois consideravam este estilo musical como sendo algo violento e tipicamente de periferia.
  8. 8. Sertanejo Universitário• Tudo começou com João Bosco e Vinícius, uma dupla sertaneja que passou a cantar suas músicas de manera um pouco mais agitada onde se destacava a valorização do acústico. Essa variação de estilo passou a ter mais aceitação com o aumento da popularidade da dupla sertaneja César Menotti e Fabiano.• Algumas duplas fazem questão de serem rotuladas como sendo de sertanejo universitário. Entretanto é importante observar que o sertanejo universitário não é um gênero diferente, mas apenas uma variação do sertanejo clássico.

×