Treinamento empresarial - PALESTRA PARA EMPRESÁRIOS E LIDERES.

896 visualizações

Publicada em

PALESTRA MOTIVACIONAL- JULIO CESAR

Publicada em: Educação
0 comentários
1 gostou
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
896
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
1
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
59
Comentários
0
Gostaram
1
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Treinamento empresarial - PALESTRA PARA EMPRESÁRIOS E LIDERES.

  1. 1. TREINAMENTO EMPRESARIAL Júlio César França Franco HOME: JULIOCESARFRANCAFRANCO
  2. 2. UM DOS MAIORES PALESTRANTES DO BRASIL
  3. 3. Palestra baseada nos artigos de Max Gehringer Sua História:  Antes: Auxiliar de faxina, entregador de leite, locutor de rádio, etc. Depois: presidente da Pepsi Cola, da Pulmann/PlusVita, etc. Atualmente: Um dos palestrantes de maior sucesso do país, 4 livros publicados... Nunca abriu mão do olhar crítico e bem-humorado sobre o ambiente coorporativo
  4. 4. O que é...
  5. 5. O que é .... MARKETING  História do deus Hermes (Mercúrio)  Mercis (latin)= mercadoria  Marché (francês) = Market (inglês) = mercado  Década de 50: a palavra se popularizou nos EUA Marketing: tudo o que influi na comercialização de um produto.
  6. 6.  Hoje ninguém mais discute a importância do marketing  Marketing pessoal: qualquer funcionário sabe que para progredir na carreira, é preciso ter “Marketing pessoal”  O que é isso? Igual a um produto  Escolaridade, experiência e habilidades
  7. 7. Visibilidade: produto que não é visto não é comprado
  8. 8.  Plano de marketing de um produto = plano de marketing pessoal  O que o produto “Você” tem que os outros ainda não têm?  Todas as pessoas com poder de decisão na empresa sabem disso?
  9. 9. O profissional que pretende ser promovido precisa estar constantemente em evidência. Cabe a ele provar todos os dias, porque é diferente e mais eficaz
  10. 10. MARKETING
  11. 11. Funerária São Luis Os nossos clientes nunca voltaram para reclamar
  12. 12. MARKETING EMOCIONAL
  13. 13. O que é .... SUCESSO  Sucederre = acontecer  Sucesso depende do ponto de vista  Por isso cada um enxerga o sucesso de seu jeito:
  14. 14.  Pessimista: Sucesso é algo que jamais me acontecerá  Otimista: sucesso é algo que ainda não me aconteceu  Tremendamente otimista: mas já comprei o livro O Sucesso em Apenas Três Lições.  Executivo: sucesso é não ter de esperar na linha  Apressado: sucesso é isso que a vida está me devendo  Conformado: se sucesso fosse caspa, pobre nascia careca
  15. 15.  Invejoso: o sucesso só vem para quem não merece  Submisso: sucesso é qualquer coisa que meu chefe faz  Chefe: sucesso é convencer meus subordinados que sou um sucesso  Mãe: sucesso é o que meu filho um dia vai ser  Sogra: sucesso é o que meu genro nunca vai ter  Ambicioso: sucesso é o próximo passo  Esnobe: o insuportável do sucesso é ter de ficar explicando
  16. 16.  Mentiroso: sucesso é exatamente o que eu sempre fui  Enigmático: sucesso é o que os outros pensam que eu tenho  Preguiçoso: sucesso até que é bom, mas dá muito trabalho  Persistente: sucesso é uma questão de tempo  Acomodado: sucesso não traz felicidade.  Hipócrita: sucesso nem é preciso ter, basta aparentar  Corrupto: sucesso dá pra conseguir, mas não sai barato
  17. 17.  Jovem: sucesso é o que eu vou ser antes dos 30  Adulto: sucesso é o que vou ser antes dos 50  Velho: quando eu era jovem, o sucesso parecia mais fácil  Hipocondríaco: eu só vou ter sucesso no dia em que isso for doença  Místico: nós não escolhemos o sucesso, o sucesso é que nos escolhe  Realista: Sucesso depende do ponto de vista de quem observa  Fatalista: sucesso nem adianta ter, porque um dia vai acabar
  18. 18.  Aproveitador: Sucesso é ser amigo de quem tem sucesso  Erudito: sucesso é um trissílabo paroxítono  Pragmático: é melhor ser o fracasso que come que o sucesso que passa fome  Megalomaníaco: sucesso é ser eu  Chato: falando em sucesso, eu, por exemplo...  Cético: sucesso é coisa pra filósofo  Filósofo: sucesso é o que já temos, mas não sabemos dar valor  Distraído: hã?
  19. 19. SUCESSO
  20. 20. O que é .... OPORTUNIDADE  Oportuno vem do latim e significa “no tempo certo”.  A palavra oportunidade deriva de porto.  As vezes o relógio da empresa está atrasado em relação às expectativas do funcionário e a sua ansiedade o torna inoportuno
  21. 21.  “Pois é, estou aí aguardando uma oportunidade!”  “Na vida corporativa: o porto jamais sairá ao encontro das caravelas.  Nas empresas, quem espera sempre dança
  22. 22. O que é .... DOWNSIZING  Em Inglês to size down, expressão verbal que deu origem a downsizing, significa reduzir, encolher, diminuir, cortar.  Um termo muito rebuscado para a nada elegante prática da decaptação.
  23. 23.  Convenhamos, dá mais status ao corte e assusta menos.  Orquestra: O primeiro corte não afeta o desempenho global, os cortes seguintes começam a ter efeitos no produto final.
  24. 24. O que é .... PROBLEMA  Quando inventaram a palavra “problema”, há 2500 anos, os antigos gregos criaram um vocábulo para definir uma situação complicada e já deram a dica de como resolvê-la.  Origem:  Balleim = Jogar  Pro = para a frente
  25. 25.  Eles não são resolvidos, são transferidos.  Dr. Silvano e seus erros de português na sala de aula
  26. 26. PROBLEMA
  27. 27. O que é .... REENGENHARIA  É a análise detalhada e a conseqüente mudança de processos para a obtenção de melhores resultados.  Esse processo é bom, mas mudanças drásticas nem sempre são necessárias.  História das duas pulgas:
  28. 28.  Duas pulgas estavam conversando e uma comentou com a outra: – Sabe qual é o nosso problema, nós não voamos. Assim ficamos mais vulneráveis ao cachorro. É por isso que existem mais moscas que pulgas no mundo.  Então, contrataram uma mosca como consultora, entraram num programa de reengenharia e aprenderam a voar.
  29. 29.  Passado algum tempo, a primeira pulga falou para outra: – Quer saber, voar não é o suficiente, porque nosso tempo de reação é bem menor que a velocidade de coçada do cachorro. – Temos que fazer como as abelhas, sugar o néctar e levantar vôo rapidamente.  E elas contrataram o serviço de consultoria de uma abelha.  Funcionou, mas não resolveu o problema, a primeira pulga explicou porque:
  30. 30.  Nossa bolsa para armazenar sangue é pequena, por isso temos de ficar muito tempo sugando. Voando rapidamente, a gente consegue escapar, mas não estamos nos alimentando direito.  Temos de aprender como os pernilongos fazem para se alimentar com aquela rapidez.  E um pernilongo lhes prestou uma consultoria para incrementar o tamanho do abdome.
  31. 31.  Resolvido. Mas com o aumento do abdome as pulgas ficaram maiores. A aproximação delas era facilmente percebida pelo cachorro e elas eram espantadas mesmo antes de pousar.  Foi aí que encontraram uma outra pulguinha:
  32. 32. –Ué, vocês estão enormes, fizeram plástica? – Não, reengenharia, agora somos pulgas adaptadas para o século XXI. Voamos, picamos e podemos armazenar mais alimentos. – E por que estão com essas caras de famintas? – Isso é temporário, já estamos fazendo consultoria com um morcego, que vai nos ensinar a técnica do radar. E você?
  33. 33. – A pulguinha estava viçosa e bem alimentada. – Mas você não está preocupada com o futuro? Disseram as pulgonas – Quem disse que não? Contratei uma lesma como consultora. – Uai? O que lesmas tem a ver com pulgas? – Tudo. Eu tinha o mesmo problema que vocês duas, mas em vez de dizer para lesma o que eu queria, deixei que ela avaliasse a situação. Ela passou três dias quietinha só observando o cachorro.
  34. 34.  E então me deu um diagnóstico:  Você não precisa de uma reengenharia radical. Muitas vezes, a “grande mudança” é uma simples questão de reposicionamento.  E isso quer dizer o que? Perguntaram as pulgonas.  O que a lesma me sugeriu fazer!: “Não mude nada. Apenas se sente no cocuruto do cachorro. É o único lugar que a pata dele não alcança”.
  35. 35. O que é .... PERFEIÇÃO  “ Per” é um prefixo latino “ completamente”.  “facere” é fazer em latim.  Portanto um trabalho perfeito não é aquele que foi apenas feito: é o que foi feito completamente, sem nenhuma falha.  História do jovem pianista
  36. 36.  Os oportunistas plantam repolhos e querem colher orquídeas.  Tem gente que verbaliza muito e age pouco, gigantes nas palavras!!!  Todo perfeccionista é um chato.  Todo chato acha que é perfeito!  Tenha paciência a perfeição quase nunca é reconhecida de imediato.
  37. 37. O que é .... EMPREGABILIDADE  A origem da palavra é brasileira!  Se quem é estável tem estabilidade, quem é adaptável tem adaptabilidade, quem é empregável só pode ter.....  EMPREGABILIDADE!!!!!  Um modelo de empregabilidade:  Hebe Camargo
  38. 38.  Diga o nome de uma pessoa que tem 70 e poucos anos de idade mais de 50 anos de carreira, sempre foi um sucesso e pode escolher onde vai trabalhar amanhã cedo, se resolver mudar de emprego?  Que soube se reinventar, sem nunca ter deixado de ser ela mesma.
  39. 39.  Porquê é vitoriosa?  1) Só trouxe bons resultados para seus empregadores;  2) Sempre ousou (qualquer nova moda desde 1950 passou primeiro pelo seu programa).  3) Soube conquistar audiências novas sem perder as antigas;  4) Criou um círculo de amizade que vai do lixeiro ao governador.  5) Vende tudo que anuncia.
  40. 40.  O abc da empregabilidade chamaria isso de:  Eficiência  Atualização  Adaptabilidade  Confiabilidade.
  41. 41. O que é .... SABEDORIA  “ Não é trabalhar muito, mas sim com eficiência”.  A maior virtude do sábio é adquirir consciência da própria ignorância.  Trabalhar em excesso é como perseguir o vento.  Há um tempo para plantar e um tempo para colher.
  42. 42.  O profissional deve ser individualista ou trabalhar em equipe?  O azar será de quem quiser ficar sozinho, pois se cair ninguém o levantará. Dois podem resistir, e cordas triplas jamais arrebentam.  É melhor ser criticado pelos sábios do que ser elogiado pelos insensatos.
  43. 43.  POR MAIS PODEROSA QUE UMA PESSOA PAREÇA SER, ELA SERÁ INCAPAZ DE DOMINAR SUA RESPIRAÇÃO.  FONTE:  VELHO TESTAMENTO O ECLESIASTES ESCRITO HÁ 2300 ANOS.
  44. 44. O que é .... AVALIAÇÃO  Avaliar significa atribuir valor.  Conseqüência: overdose de julgamento subjetivo.  Chefes atribuem ao funcionário um valor menor do que ele realmente tem.
  45. 45.  TV a cabo (meu chefe barreiros)  Nunca subestime seu subordinado e tome muito cuidado com sua lente, ela pode estar embaçada.  Conto: Roupa suja no varal
  46. 46. O que é .... EMPOWERMENT  Traduzido para o português: Como “dar uma força”.  Uma moda que surgiu nos anos 80 e, se tivesse pegado mesmo, hoje não existiria mais nenhum subordinado.  Ainda bem que não funcionou.  Seria muito cacique pra pouco índio!
  47. 47. O que é .... UNANIMIDADE  UMA SÓ VOZ!  Geralmente existem as convenções para reunir a galera inteira com um único propósito, informar e integrar.  Varia de orçamento, vai do churrasco as mais abonadas.
  48. 48.  Um novo produto é lançado e precisa rapidamente conquistar seu espaço no mercado com metas agressivas.  Muitos ouvem as idéias novas concordam apenas da boca pra fora.  Nem Jesus foi unanimidade, quando apresentar um projeto use o coração.
  49. 49. O que é .... COISA COM COISA  Não sei se por preguiça ou por economia de neurônio, temos abusado da coisa.  Quer saber de uma coisa? Pra mim chega.  Menina isso aqui virou coisa de louco!  Acorda, cara a coisa tá preta nessa empresa.
  50. 50.  O chefe tá te dando mole eu bem que desconfiava, ai tem coisa.  A boa linguagem corporativa jamais admitirá atalhos verbais, temos que permear um vocabulário eclético e dinâmico.  Se você quiser adquirir sua plenitude profissional absorva os três pilares da filosofia corporativa:
  51. 51.  1) ENTENDER COMO TODA ESSA COISA FUNCIONA.  2) FAZER A COISA CERTA.  3) FALAR COISA COM COISA.
  52. 52. O que é .... SABÁTICO  Muito na moda, chiquérrimo.  Significa “repensar” “redescobrir” melhor dizendo “um tempinho só meu”. 1) Se continuar no ritmo acelerado o estresse vai te pegar, requer auto avaliação. 2) Os recursos (tempo, dinheiro e saúde)
  53. 53.  Se fossemos fazer uma caminhada a Santiago de Compostela e tivéssemos de caminhar 8 horas por dia como seria nossa performance?  Seria como um resumo de nossas carreiras:  Quem não soube se preparar passou o tempo todo reclamando de tudo.  Quem disparou na frente sem avaliar direito a situação cansou rápido.
  54. 54.  Quem esmoreceu precisou do apoio e do incentivo do grupo para continuar.  Quem perdeu o ritmo não conseguiu mais alcançar os que seguiram em frente.  E quem melhor soube enfrentar o cansaço e o desânimo virou líder e ponto de referência para os demais.  Ter fé é bom, principalmente em si mesmo.
  55. 55. O que é .... PARADIGMA  “Para” quer dizer igual  E “deimos” significa modelo  É aquilo que as empresas sempre querem quebrar mas nunca conseguem!!
  56. 56. O que é .... DIFERENCIAL  Beltrano é o bicho se ele não resolver... Ninguém resolve!!!  Se você pretende voar alto na sua carreira que tal fazer o teste do slogan.
  57. 57.  Peça alguns colegas para escreverem frases curtas sobre você (frases favoráveis).  Se você desejasse uma promoção para o setor de marketing e as frases fossem:  Não desiste fácil;  Carrega dez pianos;  Um cara de palavra...  Se os resultados não forem satisfatórios, é sinal que você ainda não conseguiu deixar marcado o seu ponto forte!!
  58. 58. O que é .... DECISÃO  Dis caedere- cortar fora  É cortar de uma situação tudo que está atrapalhando e ficar só com o que traz benefício.  Extirpar o que está atrapalhando!!  Salomão e as duas mães que reinvidicavam o mesmo filho.
  59. 59.  Um gerente Salomão perguntaria a mãe: — O que esperas desse menino?  a) Quero que ele cresça com liberdade, que aprenda a cantar com os pássaros e que possa viver 100 anos de liberdade.  b) Que o menino cresça forte e obediente que possa um dia pela glória do vosso reino, morrer no campo de batalha.
  60. 60.  Na Salomônica lógica das empresas, dificilmente pende para aquele que tem o argumento mais racional, mais humano.  A BALANÇA SEMPRE PENDE PARA OS QUE TRAZEM MAIS BENEFÍCIO PARA O SISTEMA.
  61. 61. O que é .... COACHING  Coach – derivado do Inglês  Ensina e conduz  O “coaching” pressupõe conhecimento mútuo e a convivência constante.  É uma fusão do conhecimento do condutor com as habilidades de seu pupilo.
  62. 62.  O maior desafio para quem procura um “coach” não é achar um........  É ENCONTRAR O “COACH” CERTO!!!  LENDA- VELHO FEITIÇEIRO E SEU JOVEM PUPILO.
  63. 63. Jerônimo Mendonça  Meu Mestre  Estar na sua companhia era crescer na velocidade da luz.
  64. 64. O que é .... AUTO-AJUDA  É AQUILO QUE TEM O PODER DE TRANSFORMAR EM FÁCIL TUDO O QUE É TREMENDAMENTE DIFÍCIL PARA A MAIORIA ABSOLUTA DOS MORTAIS.
  65. 65.  Livro- como fazer amigos e influenciar pessoas.  DALE CARNEGIE- foi o primeiro a traduzir as técnicas científicas de auto-desenvolvimento.  Dicas de livros:  O pequeno tratado das grandes virtudes  O sucesso é ser feliz  Pnl
  66. 66. O que é .... COMPATIBILIDADE  INCOMPATIBILIDADE-impossibilidade de duas ou mais pessoas, de conviverem civilizadamente.  Logo o termo oposto só pode significar paz e felicidade.  CORRETO?
  67. 67.  “CON” quer dizer junto  “PATIS” significa sofrimento  Portanto o verbo compatibilizar significava: Aprender a compartilhar os sofrimentos.  Somos o ativo mais importante da empresa, só que coletivamente, pois individualmente, cada um de nós é descartável.  Somos infelizes pois não entendemos essa lição.
  68. 68. O que é .... NETWORKING  Net é rede  Work = trabalho  Em inglês tem um sentido mais amplo:  É qualquer aplicação de energia orientada para um propósito especifico.  É uma espécie de toma lá da cá em que você ajuda alguém já esperando o dia em que poderá pedir a retribuição da gentileza.
  69. 69. Como se constrói um bom networking? Não é fácil, mais também não é tão complicado
  70. 70.  1º. Evite o caminho mais difícil. Comece por pessoas conhecidas com as quais estudou, a maioria desconhece 95% dos seus ex-colegas. Alguns deles podem ter progredido na carreira.
  71. 71.  2º. Freqüente ambientes públicos onde as pessoas que já tem um bom networking costumam dar as caras. Seminários, feiras, eventos. Nesses locais o assunto principal é sempre menos importantes do que o coffee break.  Headhunter
  72. 72.  3º. Não cometa o mais comum dos erros, o de pedir algo já no primeiro contato.  Ex: Dona Olga, sou amigo do Freitas que trabalhou com a senhora a 15 anos. Olha, estou precisando de um favorzinho seu...
  73. 73.  4º e talvez o mais importante:  Estruturar um networking é como construir uma casa, antes de mais nada, os alicerces. E o momento ideal para começar é quando não se está desabrigado.
  74. 74. O que é .... MENTORING  Uma espécie de personal treiner de um talento, só que não com ênfase nos músculos e no presente, e sim nos neurônios e no futuro.  Aristóteles e Alexandre o “grande”
  75. 75.  Existem o Mentoring pago (professional mentoring) utilizado por consultorias e por programas e cursos de curta duração.  Pode ser definido como um processo pelo qual se adquire conhecimento, experiência e orientação para a carreira e para a vida.
  76. 76. O que é .... MBA  É um curso que não vai deixar você sair de uma entrevista com um sorriso amarelo.  Não querendo se comparar com os demais, querendo se sobressair terá que fazer um novo curso (pós-graduação)
  77. 77.  USA:  Graduação (degree)  No curso de Administração de negócios o degree é chamado de Business Administration (BA)  Pós-graduação (MBA = Master Business Administration)
  78. 78.  Pós-graduação x MBA  Específico para área de Administração de negócios.  Os créditos podem ser aproveitados para MBA nos EUA.  Visa formação de empresários e não de professores.  Brasil  Generalizou (ex: MBA em Direito, em Marketing, Agronegócios)  2 anos
  79. 79.  Empresa líder:  Colgate – Gardol  Vice-lider:  Kolynos – Clorofila  Signal – Hexaclorofeno.  Phillips – Hidróxido de magnésio
  80. 80.  Você sabe o que o hidróxido de magnésio faz? Nããããão?  Pois é, exatamente o que um MBA faz por sua carreira:  Chama a atenção, diferencia e impressiona.
  81. 81. O que é .... ESTERIÓTIPO  “typos”- “imagens”  “stereos”- “sólido”  Lei de afinidade  1797 -Francês Monsieur François Didot  Criou um processo de reprodução de imagens que imediatamente foi adotada pela Igreja Católica na produção de santos.
  82. 82.  Com o advento da estereotipia resolveu o problema das imagens, e não demorou para ser adaptado á imagem das pessoas.  Ex: Somos estereotipados pelos americanos, julgando que nós somos selvagens.  82% dos EUA ignoram que o Brasil existe.  Empresa que só contratava estagiários da cabeça pequena.Ao preferir o tamanho das cabeças esqueceram do conteúdo.
  83. 83. O que é .... TEAMWORK  Qualquer um sabe:  É trabalho em equipe  Uma simples soma união + energia  Num time sólido e focado não pode haver destaques individuais: O mérito é de todos. Ex: time de futebol.
  84. 84.  Por que Romário foi cortado da seleção?  As equipes campeãs são aquelas que não sacrificam o talento individual em nome da burocracia coletiva.  TODA EQUIPE PRECISA DE CRACKS E CABE AOS PRÓPRIOS COLEGAS RECONHECER QUAIS, DENTRE ELES SÃO OS MAIS APTOS.
  85. 85. O que é .... ARGUMENTO  São duas ou mais premissas curtas e uma conclusão.  Atualmente: há mais de 1 milhão de boas vagas abertas no mercado brasileiro. Mas também existem, pelo menos, dez fortes candidatos para uma delas.  Por que um outro candidato foi escolhido e eu não?  Resposta: Argumento  Não soube vender seu peixe!!!
  86. 86.  A grande maioria das pessoas não é escolhida porque seus argumento não conseguem sensibilizar o responsável pela decisão final.  A estrutura de um argumento é lógica: Duas ou mais premissas curtas e uma conclusão.  Argumento irrefutável:  Premissa 1: Pássaros voam  Premissa 2: Pássaros não possuem dentes  Premissa 3: Vovó não tem dentes  Conclusão: Vovó pode voar
  87. 87.  Há processos justos e injustos:  Injustiças óbvias:  Premissa 1: Meu tio me mandou vir aqui.  Premissa 2: Meu tio é seu chefe.  Conclusão: Ou você me contrata ou terá que se entender com meu tio.  Para os processos justos e saudáveis, deve se saber algumas premissas que não funcionam:
  88. 88.  Premissas subjetivas:  Tenho muita força de vontade.  Sei que posso contribuir.  Sou bom no relacionamento com as pessoas.  Tenho espírito de liderança  Premissas acusatórias:  Meu chefe atual é um verdadeiro tapado.  Minha última empresa tolhia a criatividade.  Eu estava cercado por invejosos que impediam o meu progresso.
  89. 89.  Premissas de auto-indulgência:  Eu perdi muito tempo, mas agora quero recuperar o atraso  Dei azar de só ter trabalhado em empresas que não investiam em pessoas.  Meu inglês ainda não é fluente porque não tive condições de fazer um bom curso.  Premissas de transferência de responsabilidade:  Todas as referências que tive sobre a empresa foram ótimas.  Eu só preciso de uma oportunidade.  Vocês não vão se arrepender.
  90. 90.  Selecionadores só escutam três premissas:  Premissa 1: O que você já fez de prático e mensurável? (É o seu currículo).  Premissa 2: O que você sabe sobre nossa empresa? (Pode ser conseguida na internet ou com ex-funcionários. Essa preparação é vital)  Premissa 3: Qual a contribuição imediata que você pode trazer? (É a junção inteligente das duas primeiras, traduzida em fatos e números)  Conclusão: Você é o candidato ideal!!!
  91. 91. O que é .... ASSERTIVIDADE O assertivo é o que não enrola, não inventa, não distorce e não diz uma vírgula além do necessário.
  92. 92.  Quando perguntaram ao jogador Schultz, zagueiro da seleção da Alemanha, o que ele mais temia em Pelé, e ele candidamente respondeu: “O olhar”.  O nosso mal é que não conseguimos, como Schultz, ter a psicologia e a objetividade de expressar um assunto.
  93. 93.  As empresas esticam um problema até o infinito e não conseguem chegar num denominador comum.  O assunto divaga sobre suas ramificações e o problema continua escondido numa floresta de opiniões contraditória.
  94. 94.  Se alguém perguntasse a um Schultz corporativo como evitar discussões intermináveis, que vão do nada para lugar nenhum ele responderia: “Escutar.”
  95. 95. O que é .... TERGIVERSAL  É, por exemplo, colocar esse título em um slide que poderia simplesmente chamar, “fugir do assunto”  É usar piruetas de linguagem para fugir do assunto e, mesmo assim, parecer atualizado
  96. 96.  Consulta com médicos: – Hmmmm... Esse processo de intumescência na região glútea é resultante de lesão inflamatórias com conseqüente necrose subcutânea – Doutor do céu!!! Quanto tempo ainda tenho de vida??? – Ah, Bastante. É só um furúnculo na nádega.
  97. 97.  Na vida corporativa o furúnculo se manifesta por escrito, na forma de idiomas específicos de cada setor.  Não é difícil determinar que “Devido aos abusos, está proibido o uso de correio eletrônico”. Mas a alta direção, preocupada com a reação negativa, deixa a notificação na mão dos Tergiversadores:
  98. 98.  Departamento de Marketing:  “A extrapolação dos dados de recentes pesquisas internas aponta uma tendência exagerada e não prevista na transmissão de spams. Após um Brainstorming com toda a equipe, ficou evidente a necessidade de cortes substanciais no uso da mídia interna, sem prejuízo a nossa endocomunicação.
  99. 99.  Departamento de sistemas:  “A subotimização da rede se deve ao multiendereçamento de mensagens através do software de ccmail. A situação tanto poderia ser equacionada (a) com a reformatação do conteúdo pelos próprios usuários, ou (b) com a instalação de um novo sistema de 1 Tera. A empresa decidiu-se pela alternativa (a).
  100. 100.  Departamento de Serviços Gerais:  “De hoje em diante, quem for apanhado brincando com o correio eletrônico receberá uma advertência. Em caso de reincidência, será demitido”.  O único setor que recebeu críticas unânime foi o de serviços gerais, porque o comunicado foi considerado “incongruente com a sistemática cultural estilisticamente correta”. Mas, por algum motivo, foi só lá que a ordem funcionou.
  101. 101. O que é .... DINÂMICA DE GRUPO  A primeira regra é simples, qualquer deslize pode ser fatal.  Como eu devo me vestir?  Não do meu jeito, mas do jeito que a empresa se veste.  O que eu devo falar?  Procure saber a história da empresa, seus produtos e projetos atuais.
  102. 102.  O que não devo falar?  Evite cacoetes de linguagem (tá, né, veja bem, sempre dou o máximo de mim)  A não ser que a dinâmica seja pra escolher o ponta esquerda de um time.  Quanto devo falar?  O mínimo possível. E não mais que 1 minuto.  Devo mostrar que sou o maior?  Sem dúvida. A questão é como!?
  103. 103.  Como eu deixo implícito que sou o maior?  Fazendo o que ninguém faz: elogie alguém do grupo que disse algo interessante, e acrescente algo mais interessante ainda.  E se eu não for escolhido?  Isso é ótimo, pois se você fez tudo certo e não foi escolhido é sinal que não é você que não serve para a empresa, é a empresa que não serve para você.
  104. 104. O QUE É...... SER PERCEPTIVO  É pôr um foco diferente num objeto e descobrir o que ninguém viu  Teste sua percepção, o que todos os textos tem em comum????  É ver sem pré-conceitos
  105. 105.  1)Depois de um longo período no inóspito deserto, onde jejuou e se purificou, Jesus regressou, reuniu-se com seus discípulos e lhes disse:  “Estou pronto. O que foi escrito deve se cumprir”.  E foi ouvido por todos sob um pungente e respeitoso silêncio
  106. 106.  2) O presidente Bush confirmou ontem que o objetivo de seu exército no oriente médio é proteger os poços petrolíferos.  Disse ele: ”O que sempre tivemos em mente, desde o início dos conflitos, foi um processo de propósitos políticos e ecológicos.  O choque bélico somente ocorreu depois que um entendimento se mostrou impossível”.
  107. 107. CONTATOS: 62-81823830 62-96716111

×