Modelo de rcc

7.479 visualizações

Publicada em

Modelo de Trabalho de conlclusão de curso

Publicada em: Educação
0 comentários
1 gostou
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
7.479
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
2
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
0
Comentários
0
Gostaram
1
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Modelo de rcc

  1. 1. NOME DO AUTORTÍTULO DO TRABALHO: subtítulo do trabalho Balneário Camboriú 2012
  2. 2. NOME DO AUTORTÍTULO DO TRABALHO: subtítulo do trabalho Relatório final de conclusão de estágio supervisionado curricular apresentado ao Curso de Graduação em Administração, com ênfase em xxxxxx, da Faculdade AVANTIS, como requisito parcial para obtenção do título de Bacharel. Prof. Orientador: Nome do Orientador, Titulação Balneário Camboriú 2012
  3. 3. NOME DO AUTOR TÍTULO DO TRABALHO: subtítulo do trabalho Este Relatório de Estágio foi julgado adequado à obtenção do título de Bacharel em Administração e aprovado em sua forma final pelo Curso de Administração, da Faculdade AVANTIS.Balneário Camboriú (SC), xx de junho de 2012 _________________________ Professor Orientador, Titulação _________________________ Coordenador do Curso, Titulação BANCA EXAMINADORA _________________________ Professor Convidado 1, Titulação _________________________ Professor Convidado 2, Titulação
  4. 4. Utilize este espaço para dedicar o seutrabalho a alguém ou instituição por quemvocê possui alguma estima ouconsideração. É de cunho pessoal, escritade forma simples e direta. Destacamosque a dedicatória, segundo a NBR 14724,não possui título e indicativo numérico,tem o texto alinhado a partir do meio damancha (margem direita), posicionado nocanto inferior da folha e espacejamentoentrelinhas de 1,5.
  5. 5. AGRADECIMENTOS Aproveite este espaço para manifestar seu reconhecimento às pessoas e/ouinstituições que contribuíram e cooperaram para o desenvolvimento do seu trabalho.Observe que, para o agradecimento, segundo a NBR 14724, não há indicativonumérico, apenas o título centralizado, em maiúsculo e negrito, com o alinhamentodo texto justificado e espacejamento entrelinhas de 1,5.
  6. 6. Epígrafe.
  7. 7. RESUMOPara elaboração do resumo do seu trabalho, você deve consultar a NBR 6028, da ABNT. O resumoconsiste em uma síntese do trabalho, sendo apresentado em um único parágrafo. Este não recebeindicativo numérico, e o título é centralizado, em letra maiúscula e negrito, com o alinhamento dotexto justificado, sem recuo na primeira linha do parágrafo e espacejamento simples. Para ostrabalhos acadêmicos, abordados neste documento, o resumo deve conter de 150 a 500 palavras.Logo após o resumo, devem constar as palavras-chave, identificadas preferencialmente emvocabulário controlado, iniciadas por letra maiúscula, sucedidas por ponto e precedidas daexpressão: Palavras-chave:Palavras-chave: Assunto. Assunto. Assunto.
  8. 8. ABSTRACTÉ a versão do resumo em língua vernácula para outro idioma (em inglês – Abstract; em espanhol –Resumen; em francês – Resume). Favorece a divulgação do trabalho acadêmico, internacionalmente.É obrigatório para trabalho de pós-graduação: dissertação e tese. Apresenta-se em folhaseparada da do resumo em língua vernácula, com título centralizado e sem indicativo numérico, emmaiúsculo e negrito, com o alinhamento do texto justificado, sem recuo na primeira linha do parágrafoe espacejamento simples. Da mesma forma (ver seção 3.1.9), ao final do resumo na línguaestrangeira, devem constar as palavras-chave. Identificadas preferencialmente em vocabuláriocontrolado, iniciadas por letra maiúscula e sucedidas por ponto, precedidas da expressão: Key words:(inglês); Palabras clave: (espanhol); Mots clefs: (francês), etc.Key words: Words. Words. Words.
  9. 9. LISTA DE ILUSTRAÇÕES De acordo com a NBR 14724 (ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE NORMASTÉCNICAS, 2005, p. 9) às ilustrações correspondem “[...] desenhos, esquemas,fluxogramas, fotografias, mapas, organogramas, plantas, quadros, retratos e outros[...]”. Toda ilustração deve ter fonte, mesmo no caso em que a ilustração foiproduzida pelo autor do trabalho. Ressalta-se que para fonte de outros autores estasdevem constar nas Referências.Figura 1 - Modelo de ilustrações inserido no textoFonte: Elaboração dos autores, 2010
  10. 10. LISTA DE GRÁFICOSGráfico 1 - Modelo de gráfico inserido no textoFonte: Dados primários, 2010
  11. 11. LISTA DE TABELASI As tabelas são apresentadas conforme recomendado pelas Normas deApresentação Tabular da Fundação Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística(IBGE), 1993. Deve constar, no topo de cada tabela, o título, indicando a natureza,abrangência geográfica e temporal dos dados numéricos apresentados, precedidosda palavra TABELA, o número de ocorrência no texto e com alinhamento justificado.Abaixo, deve ser indicada a fonte, descrita conforme o modelo do sistema dechamada adotado. Toda tabela deve ter fonte. A fonte poderá ser do próprio autor oude outros autores, neste caso deverá constar nas Referências.TABELA 1 – Preço unitário e quantidade vendida entre 1990 e 2004.Fonte: Fundação Instituto Brasileiro de geografia e Estatística, 1993. Quando a tabela precisar ser separada em duas ou mais folhas, deveráconstar, na primeira folha, a expressão “continua”, nas demais folhas a expressão“continuação” e, no início da última folha, deverá constar a expressão “conclusão”.As expressões devem aparecer sempre entre parênteses, com letras minúsculas,
  12. 12. alinhadas à direita e acima da primeira linha da tabela. Cada folha deve preservar ascolunas indicadoras e seus respectivos cabeçalhos.
  13. 13. LISTA DE ABREVIATURAS E SIGLAS
  14. 14. LISTA DE SÍMBOLOS
  15. 15. SUMÁRIO1 INTRODUÇÃO ................................................................................................................... 16 1.1 OBJETIVOS ................................................................................................................. 17 1.1.1 Objetivo Geral ....................................................................................................... 17 1.1.2 Objetivos Específicos ............................................................................................ 17 1.2 JUSTIFICATIVA ........................................................................................................... 182 A ORGANIZAÇÃO ............................................................................................................. 20 2.1 HISTÓRICO DA EMPRESA ........................................................................................ 20 2.2 ESTRUTURA ORGANIZACIONAL .............................................................................. 20 2.3 VISÃO .......................................................................................................................... 20 2.4 MISSÃO ....................................................................................................................... 203 FUNDAMENTAÇÃO TEÓRICA .......................................................................................... 214 PROCEDIMENTOS METODOLÓGICOS ........................................................................... 23 4.1 CARACTERIZAÇÃO DA PESQUISA........................................................................... 23 4.2 DELIMITAÇÃO DA PESQUISA ................................................................................... 25 4.3 COLETA DOS DADOS ................................................................................................ 26 4.4 ANÁLISE E INTERPRETAÇÃO DOS DADOS ............................................................ 265 APRESENTAÇÃO E DISCUSSÃO DOS RESULTADOS................................................... 276 SUGESTÕES PARA A ORGANIZAÇÃO............................................................................ 287 CONSIDERAÇÕES FINAIS ............................................................................................... 29 7.1 LIMITAÇÕES DA PESQUISA ...................................................................................... 29REFERÊNCIAS ..................................................................................................................... 30 APÊNDICE A - Vvvvvvv ..................................................................................................... 32 ANEXO A – Contrato de cessão de direitos autorais ........................................................ 34 ANEXO B – Autorização da empresa ................................................................................ 36 ANEXO C – Identificação da empresa ............................................................................... 37 ANEXO D – Acordo de cooperação ................................................................................... 38 ANEXO G – Assinatura dos responsáveis ......................................................................... 45
  16. 16. 1 INTRODUÇÃO Aqui, você deve oferecer uma visão geral do assunto a ser desenvolvido(contextualização) e restringi-lo até chegar ao foco principal do tema do trabalho,explicita, ainda, o problema do estudo e encerra-se o capítulo com a perguntanorteadora. A sua introdução deverá conter a apresentação (e sugiro que seja nestaordem):1) Do tema: assunto sobre o qual ser·o seu relatório de estágio (área, assuntodentro desta área, influência deste tema sobre a atuação geral das organizaçõesetc.). Ou seja, imagine que qualquer pessoa pode acessar o seu trabalho e deveráentender sobre o que você versará;2) Da organização: após apresentar o tema geral do estudo que você estápropondo, você deve apresentar de forma sucinta a organização na qual vocêpretende fazer este estudo. Explique brevemente o setor de atuação destaorganização, o ambiente no qual ela está inserida, extensão e natureza das funções.3) Do problema: ou seja, a situação com a qual você se defrontou dentro daorganização que necessita ser compreendida, solucionada, verificada etc. A situaçãoque o levou a escolher o tema inicialmente apresentado.4) Da questão norteadora: uma vez que você identificou uma situação nãoresolvida, após apresentá-la, você deverá em uma única frase, formular apergunta que dará o rumo do seu estágio.
  17. 17. 1.1 OBJETIVOS Os objetivos deverão ser realistas e exeqüíveis. Os objetivos tambémdeverão considerar os seus interesses e os interesses da organização. Você deveráconstruir dois tipos de objetivos: o geral e os específicos.1.1.1 Objetivo Geral O objetivo geral é aquele que define o propósito do seu trabalho. Repetindo,é o propósito do SEU trabalho, e não o objetivo da organização. O objetivo daorganização poderá e deverá ser utilizado como justificativa do seu trabalho. Está ligado a uma visão global e abrangente do tema. Vincula-sediretamente à própria significação da ideia proposta pelo relatório, respondendo àpergunta: “o que se quer com a pesquisa?”.Vamos às regras de apresentação do seu objetivo geral:Verbo no infinitivo (Identificar) + motivo do estágio (viabilidade financeira e demercado) + local (empresa de ...)O verbo no infinitivo deve identificar a ação a ser realizada.O motivo advém da questão norteadora.O local refere-se à organização (quando houver) e cidade onde será realizado oestágio.1.1.2 Objetivos Específicos
  18. 18. Dando continuidade à construção dos objetivos, deve-se passar então àrealização dos objetivos específicos. Os objetivos específicos são os meios para se chegar ao objetivo geral. Porexemplo, imagine que o objetivo geral é um lance de escadas a ser vencido. Osobjetivos específicos serão cada um dos degraus que levam ao topo deste lance. Remontando a verificação da viabilidade financeira, se você buscar em seusalfarrábios de administração financeira, perceberá que são necessáriosdeterminados passos para você poder chegar à conclusão de que um negócio é ounão financeiramente viável. Apresentam um caráter mais concreto. Têm função intermediária einstrumental, permitindo, de um lado, atingir o objetivo geral e, de outro, aplicá-los asituações particulares. Respondem à pergunta: “o que é preciso fazer para se chegar aoobjetivo geral da pesquisa?”.1.2 JUSTIFICATIVA Conforme Roesch (2005) é chegado o momento de você apresentar asrazões de realização do seu estágio. Basicamente você pode justificar seu projetoatravés de três tópicos: importância do estudo, oportunidade ou originalidade doestudo e viabilidade do estudo (ROESCH, 2005). A importância refere-se aos benefícios que o seu estudo poderá trazer àorganização na qual o estágio estará ocorrendo, a você como acadêmico e asociedade geral como receptáculo de mais um profissional. A oportunidade refere-se a uma situação vigente no momento do seuestágio, que possibilitou o desenvolvimento de determinado assunto, ou darealização do estudo em determinada organização etc. Exemplo: o momento atual ébastante oportuno para o desenvolvimento de estudos na área ambiental, uma vezque há uma preocupação crescente com o desgaste da natureza, a extinção dedeterminados mananciais, a poluição de determinados bens naturais etc.
  19. 19. A originalidade refere-se ao cuidado que deve ter o pesquisador emtrabalhar um tema inédito ou oferecer uma visão inédita sobre um tema jápesquisado. Finalmente a viabilidade refere-se a questões como tempo, custos, acesso ainformações, complexidade do estudo, conhecimento do aluno sobre o tema e outrosfatores de ordem prática, intervenientes no desenvolvimento do estágio.
  20. 20. 2 A ORGANIZAÇÃO O capítulo reservado à empresa deve apresentar informações reais eobjetivas (tantas quantas forem possíveis) sobre fundação, histórico, objetivos,missão, visão, natureza (indústria, comércio, prestação de serviços, lazer, comércioexterior, logística, etc.), mix de marketing (preço, produto, promoção e praça),clientes, concorrentes, organograma, fluxogramas, funcionários, equipamentosutilizados, além de outras informações consideradas relevantes. Saliente-se que, tanto para o pesquisador, quanto para o empresário, este éum dos mais significativos momentos do trabalho de pesquisa, pois oferece apossibilidade de se registrar a importância e o papel da história individual de cadaempresa, que poderá servir como fonte de informações para pesquisas futuras.2.1 HISTÓRICO DA EMPRESA2.2 ESTRUTURA ORGANIZACIONAL2.3 VISÃO2.4 MISSÃO
  21. 21. 3 FUNDAMENTAÇÃO TEÓRICA O texto do Relatório de Estágio mostra a condição do acadêmico de tornar-se um profissional. Os descuidos, erros ortográficos e gramaticais, parágrafos soltos,temas sem conexão e o uso de clichês depõem fortemente contra um candidato aomercado de trabalho. O capítulo da Fundamentação teórica reúne, analisa e discute informaçõesjá publicadas, com o intuito de fundamentar teoricamente o objeto de investigaçãoda pesquisa com bases sólidas. O capítulo inicia com um parágrafo introdutório,que tem por objetivo apresentar as partes que compõem a fundamentação teórica. Otexto deve apresentar o assunto em seções, seguindo ordem cronológica ou deimportância, de maneira a mostrar a evolução do tema. Toda obra citada precisaconstar nas referências do projeto. Não existe teoria sem prática e nem prática destituída de teoria. Nessesentido, a prática de seu projeto deve estar diretamente vinculada aos conceitosexpostos em sua fundamentação. A teoria deve ser utilizada tanto quanto fornecessária, mas deve-se atentar para que seu uso seja criterioso. Pode-se dizer,então, que o uso da teoria serve para se fundamentar, discordar, criticar,enfatizar ou concordar com determinadas posturas. Citações muito longas só são usadas em casos especiais. Quando citar,deve-se refletir sobre a matéria referida, seja para discordar, concordar, criticar. Ouso da paráfrase (dizer em outras palavras o que o texto afirma, mantendo o sentidoequivalente ao do texto lido) não dispensa as referências, ou seja, é imprescindívelmencionar a fonte de pesquisa mesmo quando você utiliza a paráfrase. A quantidade das citações também não é o determinante da qualidade dafundamentação teórica. Oportuno lembrar Vergara (1997, p. 36), quando a autoraressalta a necessidade de ser “parcimonioso com as citações para valorizá-las”. Estavalorização é importante, pois as citações servem para enfatizar e apoiar os pontosde vista do acadêmico. Além disso, a leitura de um texto composto de um conjuntode cópias é maçante, demonstra má qualidade da produção do acadêmico e nãoesclarece a proposta teórica da intervenção que será executada. Os artigos de revista científica são o material mais desejável. Normalmentenão é possível aprovar uma fundamentação teórica feita apenas com livros.
  22. 22. Portanto, amplie sua pesquisa bibliográfica consultando teses de doutorado,dissertações de mestrado, pesquisas publicadas em Anais de congressosacadêmicos e revistas científicas. Deve-se evitar o uso de informações coletadas empáginas pessoais ou de empresas de consultoria na Internet, sem comprovaçãocientífica. Como visto anteriormente, a sua fundamentação teórica deve ser lógica,encadeada, abordando os assuntos necessários ao desenvolvimento do seu estudono projeto. Lembre-se que o seu Relatório de Estágio tem uma lógica: você jáapresentou na introdução sobre o que versará ao longo do projeto; nos objetivosvocê explanou o que será feito; na justificativa você explicou porque será feito. Assim, na fundamentação teórica, você simplesmente buscará no referencialteórico como poderá cumprir os objetivos traçados, então, perceba que todos osobjetivos específicos listados no seu projeto (aqueles que possibilitam o atingimentodo objetivo geral, razão de ser do seu trabalho) deverão ser trabalhados na suafundamentação.
  23. 23. 4 PROCEDIMENTOS METODOLÓGICOS Nos procedimentos metodológicos você poderá operacionalizar o seuestudo, ou seja, como você pretende desenvolver o seu estudo no campo. Isto serádesenvolvido ao longo do seu Procedimento Metodológico ou Metodologia, conformeo tipo de estudo que você desenvolverá. No caso de trabalhos de pesquisa, o capítulo deverá ser denominadometodologia, devendo constar os seguintes sub-tópicos: Caracterização daPesquisa, Delimitação do estudo, Instrumentos de coleta de dados, e Instrumentosde análise dos dados. Para identificar o seu tipo de estudo, retorne ao tipo de estudo e verifique emqual dos tipos de Estágio o seu se enquadra, A partir daí, você poderá começar aconstruir a sua metodologia. (Consulte o conteúdo tipos de pesquisasdisponibilizado pela disciplina Estágio 2)4.1 CARACTERIZAÇÃO DA PESQUISA Neste subitem você fará a descrição das características do tipo de pesquisaque você desenvolverá durante seu estágio. De acordo com Gil (1999), quando àforma de abordagem do problema de pesquisa podemos ter:Pesquisa Quantitativa: considera que tudo pode ser quantificável, o que significatraduzir em números opiniões e informações para classificá-los e analisá-los. Requero uso de recursos e de técnicas estatísticas (percentagem, média, moda, mediana,desvio padrão, coeficiente de correlação, análise de regressão etc.).Pesquisa Qualitativa: considera que há uma relação dinâmica entre o mundo real eo sujeito, isto é, um vínculo indissociável entre o mundo objetivo e a subjetividade dosujeito que não pode ser traduzido em números. A interpretação dos fenômenos,bem como a atribuição de significados, sã básicos no processo de pesquisa
  24. 24. qualitativa. Não requer o uso de métodos e técnicas estatísticas. O ambiente naturalé a fonte direta para coleta de dados e o pesquisador é o instrumento-chave. Já, do ponto de vista de seus objetivos Gil (1999) explica que a pesquisapode ser:Exploratória: visa proporcionar maior familiaridade com o problema com vistas atorná-lo explícito ou a construir hipóteses. Envolvem levantamento bibliográfico;entrevistas com pessoas que tiveram experiências práticas com o problemapesquisado; análise de exemplos que estimulem a compreensão. Assume, em geral,as formas de Pesquisas Bibliográficas e Estudos de caso.Descritiva: visa descrever as características de determinada população oufenômeno ou o estabelecimento de relações entre variáveis. Envolvem o uso detécnicas padronizadas de coleta de dados: questionário e observação sistemática.Assume, em geral, a forma de Levantamento.Explicativa: visa identificar os fatores que determinam ou contribuem para aocorrência dos fenômenos. Aprofunda o conhecimento da realidade porque explica arazão, o “porquê” das coisas. Quando realizada nas ciências sociais requer o uso dométodo observacional. Assume, em geral, a formas de Pesquisa Experimental ePesquisa Ex-post-facto. Do ponto de vista dos procedimentos técnicos pode ser (GIL, 1999):Pesquisa Bibliográfica: quando elaborada a partir de material já publicado,constituído principalmente de livros, artigos de periódicos e atualmente com materialdisponibilizado na Internet.Pesquisa Documental: quando elaborada a partir de materiais que não receberamtratamento analítico.
  25. 25. Pesquisa Experimental: quando se determina um objeto de estudo, seleciona-seas variáveis que seriam capazes de influenciá-lo. Define-se as formas de controle ede observação dos efeitos que a variável produz no objeto.Levantamento: quando a pesquisa envolve a interrogação direta das pessoas cujocomportamento se deseja conhecer.Estudo de caso: quando envolve o estudo profundo e exaustivo de um ou poucosobjetos de maneira que se permita o seu amplo e detalhado conhecimento.Pesquisa Ex-Post-Facto: quando o “experimento” se realiza depois dos fatos.Pesquisa ação: quando concebida e realizada em estreita associação com umaação ou com a resolução de um problema coletivo. Os pesquisadores e participantesrepresentativos da situação ou do problema estão envolvidosde modo cooperativo ou participativo.Pesquisa Participante: quando se desenvolve a partir da interação entrepesquisadores e membros das situações investigadas.4.2 DELIMITAÇÃO DA PESQUISA Neste subitem você explicará onde fará seu estudo, que deverá corresponderà organização do seu estágio. Explicitará também o local do estudo (cidade, bairro e,até mesmo, endereço) e o período do estudo, que normalmente corresponde aos
  26. 26. Estágios II e III, pois é o período em que você estará no campo desenvolvendo oseu estudo. ATENÇÃO: Consulte o material de aula do estágio I e II.4.3 COLETA DOS DADOS Deve constar como serão coletados os dados primários e/ou secundários,assim como os instrumentos que serão utilizados para a coleta de dados. ATENÇÃO: Consulte o material de aula do estágio I e II.4.4 ANÁLISE E INTERPRETAÇÃO DOS DADOS Este é o subitem no qual se explicará como os dados serão analisados. (Nota: Consulte o material de aula do estágio I e II, tipos de pesquisa no ambiente de aprendizagem da disciplina de estágio I – material de apoio)
  27. 27. 5 APRESENTAÇÃO E DISCUSSÃO DOS RESULTADOS Neste capítulo cabe a descrição apenas dos dados investigativos, apuradose tabulados. O uso de tabelas, gráficos, quadros ou figuras fica a cargo dos objetivosda pesquisa. A utilização de qualquer uma destas formas tem a finalidade de facilitara visualização. Devem ser textualmente apresentados. Conforme Liberali (2008, p.114) “discutir cada variável, relacionando esituando no tempo e espaço de outras pesquisas científicas”. Segundo a autora,basicamente faz parte da revisão de literatura quando a teoria é discutida com aspesquisas. Ou então, aqui se apresenta apenas pesquisas atuais do assunto emquestão, demonstrando como esta se apresenta atualmente na realidade.
  28. 28. 6 SUGESTÕES PARA A ORGANIZAÇÃO Neste capítulo do Relatório de Estágio o acadêmico deve fazer asamarrações dos dados levantados com os objetivos da sua investigação. Istosignifica que ele poderá comprovar sua pergunta-problema. É o processo de buscadas informações relevantes e significativas que foram detalhadamente expostas nocapítulo da pesquisa. Neste capítulo é o momento também de o aluno apresentar recomendaçõespara a empresa, que são pontos que foram observados, mas que não foram parte doobjetivo do trabalho.
  29. 29. 7 CONSIDERAÇÕES FINAIS Neste capítulo deve ser finalizado o trabalho através de uma passagempelos objetivos – se foram plenamente atingidos, de uma exposição das limitaçõesda pesquisa percebidas ao longo do estudo, do elenco de surpresas que ainvestigação propiciou, da manifestação da possibilidade de continuidade do estudotanto quanto sua utilidade quanto em relação à validade. Nesta seção o acadêmico deve abordar sobre aquilo que realizou e apuroucomo resultados, apresentando somente o que foi discutido no decorrer do trabalho,considerando que tudo que foi estudado no trabalho deverá proporcionar umaconclusão. Conforme afirma Vergara (2003, p.80), quanto às considerações finais ea conclusão faz-se necessários observar alguns critérios relevantes. [...] para dar início às conclusões, resgate a pergunta-problema que desencadeou o estudo e faça um brevíssimo resumo do que foi apresentado e discutido nos capítulos anteriores, apenas para refrescar a lembrança do leitor. Feito isso, o passo seguinte é dizer o que você concluiu a esse respeito, ou seja, oferecer a resposta à pergunta problema. [...] Citações devem ser evitadas nas conclusões.7.1 LIMITAÇÕES DA PESQUISA Neste momento, o aluno estabelecerá uma relação entre as expectativas e oque foi desenvolvido, destacando os aspectos positivos e os negativos, incluindo suaopinião sobre a contribuição do processo para seus conhecimentos e formaçãoprofissional, as principais dificuldades enfrentadas e sugerindo novas linhas depesquisa para futuros trabalhos sobre o referido tema.
  30. 30. REFERÊNCIAS Este item é obrigatório, devendo constar dele, o rol de obras e/ou autorescitados, lidos por indicação do professor orientador de conteúdo, de acordo com aNBR 6023, agosto 2002. Os demais casos devem ser consultados na mencionada Norma, disponívelna Biblioteca da AVANTIS. Vale assinalar que, caso você opte por escrever o(s)nome(s) do(s) autor(es) completo(s), sem abreviação dos prenomes, o mesmocritério deve ser obedecido em todas as referências. As referências serão relacionadas em ordem alfabética (pelo sobrenome doautor) e o grifo (negrito) utilizado para dar destaque ao elemento título deve seruniforme em todas as referências de um documento. A norma prevê também que as referências devem ser alinhadas somente àmargem esquerda e de forma a se identificar individualmente cada documentoreferenciado (ou seja, já que as referências devem vir em espaço simples. Deixarduas linhas entre uma referência e outra de igual espacejamento).
  31. 31. APÊNDICES
  32. 32. APÊNDICE A – Questionário utilizado na coleta de dados
  33. 33. ANEXOS
  34. 34. ANEXO A – Contrato de cessão de direitos autorais CONTRATO DE CESSÃO DE DIREITOS AUTORAISA FACULDADE AVANTIS, doravante denominada somente AVANTIS, e_______________________________________________________, doravantedenominado somente AUTOR da obra caracterizada como_______________________, com o título__________________________________________________________________________, têm justo e acertado o presente Contrato que se regerá pelas cláusulasdescritas a seguir:CLÁUSULA PRIMEIRAO objeto do presente Contrato é a cessão total da obra, a título gratuito, parareprodução, distribuição e disponibilização, pela AVANTIS, em qualquer forma oumeio, existente ou que venha a existir.Parágrafo Primeiro. A AVANTIS poderá disponibilizar a obra no todo ou em partes,para fins didáticos, desde que não altere seu conteúdo.Parágrafo Segundo. A presente cessão é feita para todos os países, em línguaportuguesa ou tradução, a critério da AVANTIS.CLÁUSULA SEGUNDAO AUTOR declara que a obra, objeto deste Contrato é de sua autoria,responsabilizando-se pelo seu conteúdo e forma, citações, referências e demaiselementos que a integram, sendo entregue no ato da assinatura do presente comtodo seu conteúdo textual já revisado gramaticalmente e metodologicamente. Destaforma, quaisquer medidas judiciais ou extrajudiciais concernentes ao conteúdo serãode sua inteira responsabilidade.CLÁUSULA TERCEIRAO encargo da evicção é do AUTOR, ao qual caberá, inclusive, o dever de indenizar aAVANTIS, caso esta seja prejudicada por medidas judiciais ou extrajudiciaisrelacionadas ao conteúdo.CLÁUSULA QUARTAO AUTOR, nos termos do art. 49 e os seguintes da Lei 9.610, cede a título nãoexclusivo à AVANTIS a obra objeto deste Contrato em caráter definitivo e sem limitede tempo, pelo AUTOR, seus herdeiros e sucessores.CLÁUSULA QUINTAO AUTOR autoriza a AVANTIS, e para isto a constitui, neste instrumento, suabastante procuradora, a agir judicial ou extrajudicialmente contra qualquer atentadoà obra, seja por reprodução ilegal, edição fraudulenta ou outra forma que representelesão à propriedade intelectual.
  35. 35. CLÁUSULA SEXTAOs originais serão entregues prontos e acabados pelo meio ou na forma que aAVANTIS indicar.CLÁUSULA SÉTIMAA CESSÃO aqui pactuada é realizada a título gratuito haja a vista a AVANTISdisponibilizar em qualquer forma ou meio a obra gratuitamente.Parágrafo Primeiro. Posteriormente, a AVANTIS poderá vir a cobrar de terceiros adisponibilização da obra. Se assim acontecer, a AVANTIS poderá disponibilizar aoAUTOR parte do valor por ela cobrado.CLÁUSULA OITAVAAs partes elegem o foro da comarca de Balneário Camboriú /SC e renunciam aqualquer outro, por mais privilegiado que seja.E por estarem assim justos e acertados, firmam o presente em duas vias de igualteor para que surta seus jurídicos efeitos. Balneário Camboriú/SC, ______de ___________________de 20____. ___________________________________ Assinatura do Acadêmico
  36. 36. ANEXO B – Autorização da empresa AUTORIZAÇÃO DA EMPRESA Balneário Camboriú, XX de XXXX de 2011. A Empresa XXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXX, pelo presenteinstrumento, autoriza a Faculdade AVANTIS, a publicar, em sua biblioteca, oRelatório de Estágio executado durante o Estágio do(a) acadêmico (a)XXXXXXXXXXXXXXXXX. __________________________________ (nome do responsável pela empresa)
  37. 37. ANEXO C – Identificação da empresa IDENTIFICAÇÃO DA EMPRESAa) Razão social (Fonte 12) Xxxxxxxxxxxxxxxx (fonte 12) xxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxb) Endereço Xxxxxxxxxxxxxxxx (fonte 12) xxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxc) Área/Setor de desenvolvimento do estágio Xxxxxxxxxxxxxxxx (fonte 12) xxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxd) Duração do estágio xxx horase) Nome e cargo do orientador de campo Xxxxxxxxxxxxxxxx (fonte 12) xxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxf) Carimbo e visto da empresa
  38. 38. ANEXO D – Acordo de cooperação ACORDO DE COOPERAÇÃO (na forma prevista pela Lei nº 6494/77, regulamentada pelo decreto nº 87497/82, e alterada pelos os Decretos n 89.467/84, e 2.080/96, e pela Lei nº 8.859/94) Acordo de Cooperação que entre si celebram, de um lado HABITU’SMODAS E CALÇADOS, inscrita no CNPJ sob o nº 04.953.473/0001-64, com sede àRua Peru, 725, Balneário Camboriú/SC, doravante denominada UNIDADECONCEDENTE, neste ato representada pela Sr. Ivani Thom de Morais, e de outro oCENTRO DE FORMAÇÃO E APOIO PROFISSIONAL, inscrito no CNPJ sob o nº07.483.755/0001-33, com sede à Av. Marginal Leste, s/n, km 132, bairro dosEstados, Balneário Camboriú, SC, doravante denominado CEFAP AVANTIS, nesteato representado pela sua coordenadora, Tatiana Farias Salvador, portadora do CPFnº 043.204.899-50 visando a concessão de vagas de estágio (remuneradas ou não,supervisionados ou extra-curriculares), observadas as cláusulas e condições que seseguem:CLÁUSULA PRIMEIRA – Do Objeto O objeto deste convênio é proporcionar estágio aos alunos regularmentematriculados e que venham freqüentando efetivamente os cursos da FaculdadeAvantis ou do Instituto Superior de Educação Avantis, visando acomplementação do ensino e da aprendizagem, a serem planejados, acompanhadose avaliados em conformidade com os currículos e programas acadêmicos e comtreinamento prático e aperfeiçoamento técnico, cultural, científico e social.CLÁUSULA SEGUNDA – Das Obrigações Compete ao CEFAP AVANTIS a) receber e divulgar junto aos alunos as oportunidades oferecidas pela UNIDADE CONCEDENTE;
  39. 39. b) indicar o estagiário para a atuação técnica em serviços e programas adequados; c) supervisionar, acompanhar e orientar o estágio dos alunos, junto a UNIDADE CONCEDENTE; d) informar a situação de matrícula do ESTAGIÁRIO selecionado ao estágio, sempre que solicitada; e) assinar Termos de Compromisso de Estágio como interveniente. Compete à UNIDADE CONCEDENTE: a) proporcionar ao ESTAGIÁRIO condições adequadas à execução do estágio; b) garantir ao ESTAGIÁRIO o cumprimento das exigências escolares; c) proporcionar ao ESTAGIÁRIO experiências teórico-práticas na linha de formação do mesmo; d) comunicar oficialmente todo o tipo de informação sobre o desenvolvimento do ESTÁGIO e das atividades do ESTAGIÁRIO que venha a ser solicitada pelo ou que o CEFAP AVANTIS entenda necessário; e) designar um supervisor de estágios para programar as tarefas, bem como supervisionar o ESTAGIÁRIO, analisar seus relatórios, e encaminhar parecer final; f) no caso de estágio extra-curricular, indicar ao CEFAP AVANTIS para ser substituído o ESTAGIÁRIO que, por motivo de natureza técnica, administrativa ou disciplinar, não for considerado apto a continuar suas atividades; g) no caso de estágio extra-curricular, informar ao CEFAP AVANTIS o número de vagas por áreas de formação para a devida divulgação, recrutamento e encaminhamento em tempo hábil; h) formalizar o estágio através da assinatura do Termo de Compromisso de Estágio.CLÁUSULA TERCEIRA - Do Termo de Compromisso
  40. 40. Será firmado, com interveniência obrigatória do CEFAP, um Termo deCompromisso de Estágio, Extra Curricular ou Supervisionado que terá por fimbásico, relativamente a cada estágio, particularizar a relação jurídica especialexistente entre o ESTUDANTE e a UNIDADE CONCEDENTE.CLÁUSULA QUARTA - Do Vínculo A realização do estágio, por parte do estudante, não acarretará em vínculoempregatício de qualquer natureza.CLÁUSULA QUINTA - Do Término do Estágio O ESTAGIÁRIO será desligado por um dos seguintes motivos: a) automaticamente, ao término do estágio; b) a pedido do mesmo; c) a pedido da UNIDADE CONCEDENTE; d) em decorrência do descumprimento, por parte do ESTAGIÁRIO, da UNIDADE CONCEDENTE, ou da INSTITUIÇÃO INVERNIENTE, das condições presentes no Termo de Compromisso; e) por conclusão do curso, interrupção ou trancamento de matrícula.CLÁUSULA SEXTA – Do Prazo do Acordo O prazo convencionado é indeterminado, podendo as partes, a qualquertempo, mediante denúncia expressa e com antecedência de 30 (trinta) dias,provocar a rescisão do presente instrumento, respeitando, no entanto, ocumprimento até o termo final de eventual compromisso ou contrato de estágioexistente e vinculado a este Acordo.CLÁUSULA SÉTIMA - Do Foro Para efeito do Art. 7º do Decreto nº 87.497/82 fica eleito o Foro da cidadesede da unidade concedente para dirimir quaisquer dúvidas ou controvérsias quepossam se originar deste Acordo.
  41. 41. E por estarem de comum acordo com as condições acima, firmam opresente compromisso em duas vias de igual teor. UNIDADE CONCEDENTE CENTRO DE FORMAÇÃO E (carimbo) APOIO PROFISSIONAL AVANTISTESTEMUNHA 1 TESTEMUNHA 2Nome: Nome:CPF: CPF: Balneário Camboriú, 16 de março de 2011.
  42. 42. ANEXO E – Ficha de estágio FICHA DE ESTÁGIO1 - DADOS DO ALUNONome completo: ___________________________________________________________Data de Nascimento: _____________________ Estado civil: ________________________RG: ____________________________ CPF: ____________________________________Endereço residencial: ________________________________________________________CEP:_________________ Cidade: _____________________________ Estado: _______Telefone residencial: (___) - ___________ Telefone celular: (___) - ___________________E-mail: ___________________________________________________________________2 - DADOS DA EMPRESA (cedente do estágio)Razão Social: ______________________________________________________________Nome fantasia: _____________________________________________________________CNPJ da empresa: __________________________________________________________Nome do responsável: _______________________________________________________Cargo do responsável:_______________________________________________________Endereço: _________________________________________________________________CEP:___________________ Cidade: __________________ Estado: ________________Telefone (____) - __________ Ramal________ Fax (____) - _______________________Nome do orientador de campo: _______________________________________________Cargo do orientador de campo: ________________________________________________Horário de estágio: das ______ às ______ Total de horas (nos seismeses)____________________Período de estágio: de _____/_____/_____a _____/_____/_____ (mínimo seis meses)Área de estágio: ___________________________________________________________3 – ORIENTAÇÃO
  43. 43. Nome do professor orientador: _________________________________________________Dia da semana e horário de orientação: __________________________________________Local de orientação: _________________________________________________________Data: ____________ Assinatura do professor orientador: _________________________Assinatura do Aluno(a)_______________________________________________________ Balneário Camboriú, ____de ___________________ de 2011.
  44. 44. ANEXO F – Ficha de acompanhamento de orientação FICHA DE ACOMPANHAMENTO DE ORIENTAÇÃO (Controle de freqüência – Estágio Supervisionado)Acadêmico (a):Professor(a) Orientador(a):Data Hora Aspectos abordados na orientação Visto do Visto Professor do acadêm ico Assinatura do(a) Professor(a) Assinatura do(a) Coordenador(a)
  45. 45. ANEXO G – Assinatura dos responsáveis ASSINATURA DOS RESPONSÁVEIS Nome do acadêmico Sofia Medeiros da Silva Orientador de conteúdo Prof. Siclano de Tal Supervisor de campo Fulana de Tal Responsáveis pelo Estágio Prof.ª Samara Aparecida da Silva Garcia, Esp. Prof. André Gobbo, Msc.

×