Apresentacao Weblab Drica

663 visualizações

Publicada em

inclusão social digital hernani drica acessaSP acessa aão paulo escola

Publicada em: Turismo, Negócios
0 comentários
2 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
663
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
3
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
30
Comentários
0
Gostaram
2
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Apresentacao Weblab Drica

  1. 1. Atores Rede em
  2. 3. hernani dimantas Mestre em Comunicação e Semiótica pela PUC-SP com o trabalho - Linkania - a sociedade da colaboração. Atualmente é coordenador do Núcleo de Pesquisa das Novas Tecnologias da Comunicação Aplicadas à Educação Escola do Futuro/USP, coordenandor do LIDEC - Laboratório de Inclusão Digital e Educação Comunitária, Coordena as áreas de pesquisa, conteúdo e formação do Programa Acessa SP e Acessa Escola. Membro fundador do blog lixoeletronico.org e sócio da Weblab.tk. Articulador dos Projetos Metareciclagem e MetáFora e autor do livro Marketing Hacker. web
  3. 4. drica guzzi Mestra em Comunicação e Semiótica pela PUC-SP. É coordenadora do Núcleo de Pesquisa das Novas Tecnologias de Comunicação Aplicadas à Educação Escola do Futuro / USP e do LIDEC - Laboratório de Inclusão Digital e Educação Comunitária. Coordena as áreas de pesquisa, conteúdo e formação do Programa de Inclusão Digital do Governo do Estado São Paulo - Acessa SP e do Programa Acessa Escola. Membro fundadora do blog lixoeletronico.org e sócia da Weblab.tk. lab
  4. 6. weblab
  5. 7. @julioboaro @dmartins
  6. 8. weblab
  7. 9. pensar e praticar o uso efetivo da tecnologia para promover a transformação social # redes e a construção coletiva de conhecimento # produção colaborativa # protagonismo no mundo digital # aprendizagem distribuída em rede # formação de agentes de inclusão digital # análise de impactos sociais
  8. 10. grupo de estudos: “ Fazer redes e o trabalho afetivo ” Prof. Rogério da Costa
  9. 11. Vivemos num mundo onde os conceitos de modernidade e pós-modernidade foram forjados no século passado. Métodos e técnicas de coletas de dados foram sistematizados há muitos anos atrás.
  10. 12. <ul><li>NOSSO MUNDO ;) </li></ul><ul><li># Conceitos rede e relação . </li></ul><ul><li># Vivemos em espaços informacionais. </li></ul><ul><li># Trabalho imaterial. </li></ul><ul><li># Economia híbrida: de mercado e por pares. </li></ul><ul><li># Cultura escrita e lida (rsrsrsrs) </li></ul>
  11. 13. na sociedade da informação? O que é fazer ciência
  12. 14. O que é importante observar ? Conversas Desejos conhecimento relacionamentos ética acordos ações impressões valores afetos comuns colaborações trocas crenças a rede mistura e descentraliza na rede o movimento
  13. 15. O que é importante observar ? # comportamentos # hábitos # processos Pessoas conversando com Pessoas: “O Entre”
  14. 16. O que é importante observar? O Corpo humano pode ser afetado de inúmeras maneiras, pelas quais sua potência de agir é aumentada ou diminuída enquanto outras tantas não tornam sua potência de agir nem maior nem menor. (B. SPINOZA)
  15. 17. Inclusão Digital
  16. 18. Gap Digital Brasil Fonte: CGI 2008 – TIC Domicílios 53% nunca usaram computador (75% zona rural) População que acessou Internet nos últimos 3 meses Urbana 38% Rural 15% Total 34%
  17. 19. Locais de Acesso X Classe Econômica
  18. 20. Políticas Públicas de Inclusão Digital
  19. 21. Case 1: @acessasp
  20. 22. Postos Ativos: 512 Usuários cadastrados: 1.781.780 Monitores capacitados (2009): 950 Total Acumulado de Atendimentos: Portal com mais de 15 milhões de pageviews/mês 963 monitores permanentemente capacitados (70h/ano) Apoio a mais de 606 projetos comunitários de desenvolvimento local 41,5 milhões
  21. 23. + 100 comunidades
  22. 24. Inclusão Digital e participação pública.
  23. 25. <ul><li>JOVEM, DE BAIXA RENDA, DO SEXO MASCULINO . </li></ul><ul><li>2008: aumento de participação de usuários mais velhos, com características, necessidades e expectativas diferentes. </li></ul><ul><li>MÉDIA DE IDADE: 22 ANOS ; </li></ul><ul><li>80% dos usuários tem até 29 anos, </li></ul><ul><li>69% vive com RENDA FAMILIAR DE ATÉ 2 SALÁRIOS MÍNIMOS. </li></ul><ul><li>32% têm computador em casa. </li></ul><ul><li>2007: os usuários acima de 25 anos representavam 25% do total; </li></ul><ul><li>2008: este número aumentou para 32% . </li></ul>PERFIL ;)
  24. 26. Você acredita que os serviços de governo oferecidos pela Internet ajudam a: 4.685 respondentes
  25. 27. 4.680 respondentes
  26. 30. Vale Verde: Remix
  27. 31. Case 2: @acessaescola
  28. 32. 3.500 12.300 estagiários 6 milhões de alunos escolas
  29. 33. Escolas implantadas: 814 Computadores Ativos: 10.206 Usuários cadastrados: 190.961 Estagiários do ensino médio capacitados (2009): 6.772 Total Acumulado de Atendimentos: 2,7 MILHÕES
  30. 35. Tecnologias Conversacionais Ativando a Rede
  31. 36. respondentes 4.658
  32. 37. Redes Sociais <ul><li>Existência da rede horizontal e colaborativa:   </li></ul><ul><li>Relações (troca entre pessoas) </li></ul><ul><li>Sentido construído coletivamente </li></ul><ul><li>“ Um dos aspectos essenciais para a consolidação de comunidades pessoais ou redes sociais é, sem dúvida, o sentimento de confiança mútua que precisa existir em maior ou menor escala entre as pessoas ” . (Costa, 2005) </li></ul>
  33. 38. Fórum - tópicos 1. Investimento nas relações - construção de campo de confiança, busca de pertencimento.
  34. 39. Aprendizagem em Rede: <ul><li>Retomada de contato com pessoas distantes e a manutenção/construção de relações, </li></ul><ul><li>b. Troca de informações e discussão sobre assuntos de interesse, </li></ul><ul><li>c. Estabelecimento de relações a partir da descoberta de afinidades, percebidas a partir dos perfis </li></ul><ul><li>  </li></ul>Conjunto de perfis de pessoas e suas comunidades, que permite:
  35. 40. 2. Temas comuns para troca : processo de identificação Fórum - tópicos
  36. 41. Abordagem no Orkut - Observação e, não, intervenção - Mapeamento dos &quot;hubs&quot; (assuntos e perfis) - Retroalimentação para os outros dispositivos (capacitação, portal, ambiente de gestão , rede de projetos) - Postura de &quot;quem quer aprender com&quot;e não &quot;quem já sabe&quot;
  37. 42. 3. Construção conjunta de saberes sobre o Programa Fórum - tópicos
  38. 43. “ O maior potencial de transformação da rede está em conectar pessoas ; é a chance de se fazer novas coisas juntos , um potencial de cooperação em escalas que não eram possíveis antes. (...) As pessoas têm na internet mais que uma ferramenta. Utilizam-na como uma aliada . E, desta forma, catalisam a conversação entre pessoas comuns. E neste ambiente de burburinho muitos projetos são desenvolvidos ”. (Dimantas, 2006)
  39. 45. ;) drica.guzzi@gmail.com @dricaguzzi C’est fini! ;) créditos: @mathome

×