Redes Sociais e Serviços de Informação na Administração Pública Local

3.916 visualizações

Publicada em

Apresentação efectuada nas VIII Jornadas de Ciência da Informação, que se realizou no dia 17 de Maio de 2010, na Faculdade de Engenharia da Universidade do Porto. Foi incluída no Painel 3 – Parte I, sobre a temática “Redes Sociais e Sistemas de Informação”.

Publicada em: Educação

Redes Sociais e Serviços de Informação na Administração Pública Local

  1. 1. Redes Sociais e Serviços de Informação ç ç na Administração Pública Local Paulo Barreiro de Sousa | www.paulosousa.contextohumano.com | paulobsousa@gmail.com
  2. 2. Todos somos diferentes (a aprender, a comunicar, etc.) e mudamos ao longo do tempo... 'Os componentes da sociedade não são os seres humanos, mas as relações que existem entre eles eles' Arnold Toynbee
  3. 3. Informação Social fenómeno info-comunicacional
  4. 4. Premissas: As redes sociais sempre existiram ao longo da história humana; A complexidade e o tamanho de cada rede foi potenciada continuamente com a evolução dos d suportes d i f de informação e d meios d ã dos i de comunicação. Então, o porquê de tanto ‘show off’ em torno desta temática?
  5. 5. Redes Sociais na Internet As redes sociais cresceram em conjunto com o conceito e o aparecimento da Web 2.0: p A propagação das redes sociais deve-se essencialmente ao desenvolvimento d novas TIC’ d l i t de TIC’s. Foco no aproveitamento da inteligência colectiva no desenvolvimento de aplicações web.
  6. 6. Redes Sociais na Internet
  7. 7. Redes Sociais na Internet As redes sociais com maior impacto são aquelas que integram mais recursos (widgets/componentes) de partilha/combinação e recomendação de informação (Veja-se o exemplo do Facebook, Hi5, Plaxo, entre outras); Os indivíduos preferem o diálogo com pessoas à comunicação com ‘instituições impessoais’; instituições impessoais ; Assim, d A i podemos deduzir que as REDES SOCIAIS não são mais d d i ã ã i do que novos CANAIS DE COMUNICAÇÃO! Será?
  8. 8. Redes Sociais na Internet “As actividades humanas e sociais de todo o tipo entram no «espaço d fluxos» e desenvolvem-se aí de acordo com uma dos fl d l íd d lógica de continuidade de práticas sociais, conhecidas no «mundo» real e presencial...” d l i l “Manuel Castells apresenta-nos a internet, ou o «espaço dos f fluxos» aberto e «ocupado» não apenas pelas elites, mas por p p p , p todos quantos desejem instalar-se e contribuir para a sua construção q ç quotidiana e gglobalizada.” Malheiro, Armando ‐ Da Cientificidade e Sobrevivência da História na Era da Informação. Com as Redes Sociais online assistimos a uma conexão/mediação  constante de cada indivíduo entre o mundo real versus virtual.
  9. 9. Redes Sociais As interacções info-comunicacionais nas Redes Sociais da Internet assumem- se como uma extensão da vida real – prolongando, enriquecendo e globalizando a mensagem de cada indivíduo (produtor/receptor de informação). Contudo, temos um grave problema! Como proteger, gerir e controlar a informação produzida numa determinada Rede Social se esta pertence a uma empresa privada? Q Qual o papel dos Profissionais da Informação, hoje e p p ç j amanhã?... - Arquivos (P (Pessoais, S i i Serviços d I f ã Empresariais); de Informação, E i i ) - Serviços de Informação; - Etc.
  10. 10. Redes Sociais e Serviços de Informação na Administração Pública Local Na última conferência Ministerial europeia sobre Governo Electrónico (M l (Malmo, S é i 18 11 2009) foi aprovada uma Declaração Suécia, 18.11.2009) Ministerial, que assenta nos seguintes eixos estratégicos: Aumento da interoperabilidade; Diminuição da burocracia; Aumento d envolvimento d cidadãos nos processos A t do l i t dos id dã p políticos; Aumento da transparência nos actos políticos. Fonte: http://www.i-gov.org/images/articles/11968/MinisterialDeclarationoneGovernment.pdf
  11. 11. Redes Sociais e Serviços de Informação na Administração Pública Local Actualmente, já todos percebemos a importância da utilização e participação nas diversas redes sociais pela Administração Pública contudo…. ainda não encontramos o modelo e a melhor forma para tirar partido desta presença! Como podemos estabelecer relações online mais eficientes p ç e ricas com os cidadãos, levando-os a interagir numa base de compromisso democrático? p
  12. 12. Redes Sociais e Serviços de Informação na Administração Pública Local Problemas actuais: Elevada burocracia; Falta de profissionais qualificados; Falta de uma framework (ou plano/política) de gestão global que permita: Gerir toda a Comunicação Institucional (relações externas, serviços online, política d i f t i li líti de informação, ã marketing de produtos e serviços, etc.); g p ç , ); Auxiliar a gestão integrada do Sistema de Informação Municipal;
  13. 13. Redes Sociais e Serviços de Informação na Administração Pública Local Contexto actual: São vários os municípios que tem presença nas redes sociais online; Usualmente, ou são geridas pelos G bi U l ã id l Gabinetes d de Comunicação ou, então, em nome do Presidente de Câmara; Câ Muitas vezes são os próprios serviços que criam e mantém vezes, a sua presença numa determinada rede (por exemplo, Bibliotecas, Arquivos, etc.) Bibliotecas Arquivos etc ) sem um plano municipal para a gestão da informação nas redes sociais; Aderir às diversas Redes Sociais e ir colocando alguma informação de vez em quando não parece ser a melhor solução!
  14. 14. Redes Sociais e Serviços de Informação na Administração Pública Local Grandes questões: Como podemos tirar partido destas grandes comunidades online, em prol da melhoria da prestação de Serviços Públi ? S i Públicos? Perante as questões anteriores e precavendo a memória organizacional e a cultural local, será que os Municípios não deveriam apostar na disponibilização de ferramentas sociais próprias?
  15. 15. Redes Sociais e Serviços de Informação na Administração Pública Local Caso do Município de Ponte de Lima Envio de email’s. Disponibilização das notícias do Município num feed de RSS  de RSS (Really Simple Syndication). Disponibilização de vídeos (promocionais e relativos  a notícias sobre o Município) produzidos  a notícias sobre o Município) produzidos internamente ou de outros Serviços de Informação. Funciona como um leitor do feed de RSS com as  Funciona como um leitor do feed de RSS com as notícias do Município. Geralmente, também são  divulgados os eventos municipais. Funciona como um leitor do feed de RSS com as  notícias do Município. São adicionadas ligações para  vários conteúdos estáticos do website. Aos amigos  ái t úd táti d b it A i da página só é permitida a partilha dos conteúdos.
  16. 16. Redes Sociais e Serviços de Informação na Administração Pública Local Caso do Município de Ponte de Lima No website do Município é disponibilizado um widget em cada notícia para a partilha da mesma em dezenas de aplicações e redes sociais; Neste momento, só tem uma página no este o e to, te u a pág a o Facebook: Albergue de Peregrinos de Ponte de Lima – contabiliza 591 fãs (desde 02.2010); 02 2010); Há um técnico que responde a todas as questões referentes a este serviço de alojamento. O perfil do Município contabiliza 554 amigos (desde 02.2010);
  17. 17. Redes Sociais e Serviços de Informação na Administração Pública Local Caso do Município de Ponte de Lima As redes sociais são utilizadas como canais de comunicação, levando a mensagem (informação municipal) a novos públicos dispersos na rede. Publicação mensal de notícias nos websites Publicação mensal de notícias nos websites 40 37 37 35 34 30 25 22 22 23 20 21 16 15 10 10 8 6 5 6 5 5 3 3 4 5 3 2 2 2 4 2 1 0 0 Set-09 Out-09 Nov-09 Dez-09 Jan-10 Fev-10 Mar-10 Abr-10 Mai-10 MPL Museu Lagoas
  18. 18. Redes Sociais e Serviços de Informação na Administração Pública Local Caso d M i í i d P C do Município de Ponte d Li de Lima Evolução da subscrição de notícias via Email - Feedburner Evolução da subscrição de notícias via email ‐ Feedburner 50 46 45 40 35 30 29 28 25 21 21 23 23 20 20 16 15 13 12 10 7 7 7 5 2 1 1 0 0 0 0 0 Out-09 Nov-09 Dez-09 Jan-10 Fev-10 Mar-10 Abr-10 Mai-10 Out-09 Nov-09 Dez-09 Jan-10 Fev-10 Mar-10 Abr-10 Mai-10 MPL 46 28 16 20 21 23 23 29 Museu 0 0 0 12 2 0 1 1 Lagoas 0 0 0 21 7 7 7 13
  19. 19. Redes Sociais e Serviços de Informação na Administração Pública Local Caso d M i í i d P C do Município de Ponte d Li de Lima Evolução do crescimento no Twitter Evolução do crescimento no Twitter 140 120 115 100 103 83 79 80 60 64 60 53 52 54 45 45 40 34 38 28 32 33 29 27 20 13 6 4 5 5 6 0 3 0 0 0 0 0 Set-09 Out-09 Nov-09 Dez-09 Jan-10 Fev-10 Mar-10 Abr-10 Mai-10 Jun-10 Set-09 Out-09 Nov-09 Dez-09 Jan-10 Fev-10 Mar-10 Abr-10 Mai-10 Jun-10 Tweets 0 34 29 28 53 52 60 54 79 Seguem-nos 0 6 13 27 32 45 83 103 115 Seguimos 0 0 0 0 0 33 38 45 64 Listas 0 0 0 0 3 4 5 5 6 Tweets Seguem-nos Seguimos Listas
  20. 20. Redes Sociais e Serviços de Informação na Administração Pública Local Caso do Município de Ponte de Lima Fontes de tráfego para o website do Município nos últimos 3 meses Fontes de tráfego para o website do Município nos últimos 3 meses 1.400 1.200 1.000 800 600 400 200 0 feedburner / email  feedburner / feed facebook.com / referral  feedburner / twitter  twitter.com / referral 3º 6º 8º 13º 26º  
  21. 21. Redes Sociais e Serviços de Informação na Administração Pública Local Conclusões A utilização das Redes Sociais online para lá da difusão da informação  A utilização das Redes Sociais online para lá da difusão da informação levanta‐nos problemas complexos, nomeadamente: Controlo da informação veiculada Vs. Recursos Humanos  disponíveis; Entropia da informação associada aos serviços municipais (maior  Entropia da informação associada aos serviços municipais (maior complexidade na gestão dos serviços multi‐canal); Gestão e integração eficiente da informação transaccionada entre  p / p ç p ; Município/ Munícipes no Sistema de Informação Municipal; Entre outros…
  22. 22. Redes Sociais e Serviços de Informação na Administração Pública Local Conclusões Devemos medir constantemente o uso/impacto da nossa presença  online: Aumento da eficiência do processo de comunicação; Selecção de outros canais de comunicação se for necessário; Antecipar alterações no comportamento informacional da nossa  A t i lt õ t t i f i ld comunidade; Apoio nas campanhas de marketing dos eventos; etc.
  23. 23. Redes Sociais e Serviços de Informação na Administração Pública Local Possíveis soluções… Após análise interna repensar a possibilidade dos serviços públicos interna, serem representados pelos seus funcionários nas redes sociais online (melhoria da comunicação interpessoal); Disponibilizar ferramentas web em que as entidades sejam detentoras  da informação, permitindo lhes maior flexibilidade na  gestão de  da informação, permitindo‐lhes maior flexibilidade na gestão de informação e na implementação de novos serviços; 
  24. 24. Obrigado! Paulo Barreiro de Sousa paulobsousa@gmail.com www.paulosousa.contextohumano.com http://a-informacao.blogspot.com

×