2 
Governo inicia Operação Verão no dia 20 de dezembro 
A Operação Verão do Governo do 
Anuncie 
8433-7462 
3328-0176 
GAZ...
3 
Diretoria da Associação Jardim Cruzeiro do Sul é empossada 
A beleza e a tecnologia 
DIAGNÓSTICO PRECOCE DO 
SOBREPESO ...
4 
Estudantes comemoram reabertura do Casarão da UPE 
Em uma cerimônia que reuniu anti-gos 
e novos personagens de movimen...
5 
OBRAS PARA CONTER EROSÃO E ENCHENTES 
NO BAIRRO BOA VISTA EM FASE FINAL 
As obras solicitadas pela Asso-ciação 
Mãos Am...
6 
Câmara Municipal vota carreira dos 
educadores e alterações na LDO e PPA 
Seis projetos de lei do Executivo es-tão 
na ...
7 
Bibinho volta para a cadeia 
O ex-todo poderoso diretor da 
Assembleia Legislativa do Paraná, 
Abib Miguel, o “Bibinho”...
8 
Embaixador da Síria visita Curitiba e recebe homenagens 
Diploma de jornais de bairros de Curitiba em homenagem ao pres...
9 
Paraná é o primeiro Estado 
100% preparado para desastres naturais 
O Paraná é o único Estado do Brasil 
em que todos o...
10 
FOCO MAIS ELEVADO 
LIBERTA DA DOR 
Você já percebeu como, muitas ve-zes, 
ficamos tão concentrados em de-terminadas 
a...
11 
CÃES E GATOS: HIPERTERMIA 
A insolação acontece quando os 
mecanismos normais do corpo não con-seguem 
manter a temper...
12
13
14 
Cidade que liberou o porte de arma melhorou segurança 
Nos Estados Unidos da América, 
cidades que estão liberando o p...
15 
O mineirinho 
Numa reunião de terapia em grupo, sentados 
em forma de círculo, várias pessoas, várias 
ocupações, cada...
16 
PARA DAR VITÓRIA AO LADRÃO, 
CONDENA-SE O POLICIAL QUE O PRENDEU? 
A condenação do Delegado Protógenes é uma grave inj...
GAZETA SANTA CÂNDIDA - NOVEMBRO 2014
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

GAZETA SANTA CÂNDIDA - NOVEMBRO 2014

3.978 visualizações

Publicada em

Jornal com circulação na região Norte de Curitiba

Publicada em: Notícias e política
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
3.978
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
3.437
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
1
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

GAZETA SANTA CÂNDIDA - NOVEMBRO 2014

  1. 1. 2 Governo inicia Operação Verão no dia 20 de dezembro A Operação Verão do Governo do Anuncie 8433-7462 3328-0176 GAZETA DO SANTA CÂNDIDA Atingindo a maioria dos bairros da nossa região. Paraná terá início no próximo dia 20 de dezembro. A data, já confirmada pelo governador Beto Richa, marcará a abertura da temporada de verão 2014/ 2015, nos sete municípios do Litoral paranaense e terá duração de 61 dias. O coordenador geral da Operação Verão pelo Governo do Estado, secre-tário do Meio Ambiente e Recursos Hídricos, Caetano de Paula Júnior, reu-niu- se nesta sexta-feira, em Matinhos, com os comandos do Corpo de Bom-beiros e da Polícia Militar definir o lo-cal onde vai funcionar a base geral da operação verão. O espaço reunirá re-presentantes de todos os órgãos envol-vidos nas ações do governo no Litoral. Até o dia 18 de fevereiro os municí-pios receberão o reforço de órgãos es-taduais, principalmente para ampliar os serviços de saúde, coleta de lixo e lim-peza das praias e segurança. "A Ope-ração Verão é uma ação integrada de governo para garantir a melhoria da qualidade de vida dos moradores do Litoral e dos veranistas que visitam as prai-as paranaenses neste período" declarou, Cae-tano de Paula Junior. Estão envol-vidas nas ações as secretarias da Saúde, Segu-rança Pública, Meio Ambiente, Esporte e Turis-mo, Comunica-ção Social e Infraestrutura e Logística, além da Polícia Civil, Polícia Militar, P o l í c i a Ambiental, Corpo de Bombeiros, Defe-sa Civil, Copel, Sanepar, Simepar, DER, ITCG, Instituto Ambiental do Paraná e Águas Paraná. O subcomandante do Corpo de Obras vão afetar abastecimento de água em Colombo e Pinhais A Sanepar informa que na próxima terça-feira (02) um serviço de interligação de rede pode afetar o for-necimento de água no bairro Campo Pequeno, em Colombo. O serviço co-meça às 8h30 e normalização do abas-tecimento está prevista para a tarde. Também na terça-feira, o mesmo trabalho será executado em Pinhais e pode interferir no abastecimento do bairro Maria Antonieta. Os trabalhos começam às 8h30 e a normalização do abastecimento está prevista para o fi-nal da noite. Clientes que não possuem caixa-d’água domiciliar podem ficar desabastecidos temporariamente. A Sanepar lembra que, de acordo com norma da Associação Brasileira de Normas Técnicas (ABNT), cada imó-vel deve ter caixa-d’água com capaci-dade para atender as necessidades dos moradores por, no mínimo, 24 horas. O reservatório domiciliar deve arma-zenar pelo menos 500 litros. A Sanepar pede a colaboração de todos e orienta a população a utilizar a água de forma racional e sem desper-dícios. O Serviço de Atendimento ao Cli-ente Sanepar é feito pelo telefone 0800 200 0115, que funciona 24 horas. Ao ligar, tenha em mãos a conta de água ou o número de sua matrícula. EXPEDIENTE Diretor: Adilson da Costa Moreira - Fones 8433-7462 e 3328-0176 Dep. comercial: Sharon Simão Zunino Rua Canadá, 2108 - Ap. 32 - Bloco A3 - Bacacheri - Curitiba E-mail: gazetasantacandida@gmail.com Tiragem: 10.000 exemplares www.gazetasantacandida.com.br / www.gazetasantacandida.blogspot.com As matérias assinadas não refletem necessariamente a opinião do jornal. Bombeiros do Litoral, major Edson de Oliveira Ávila, disse que a expec-tativa para a operação aumenta a cada ano. "Isso se deve ao crescen-te número de veranistas que tem vin-do às praias do Paraná”, afirmou. Nesta temporada, 859 bombeiros vão atuar em 99 postos espalhados pela costa paranaense. O comandante do 9º. Batalhão da Polícia Militar, major Nivaldo Marcellus da Silva, disse que a corporação está preparada para garantir a segurança dos veranistas. "Os investimentos feitos pelo governo para a Polícia Militar nos dão tranquilidade para agir e coibir todo tipo de ação mal intencionada", destacou. O coordenador da Operação Ve-rão e secretário do Meio Ambiente está ouvindo e recebendo as principais de-mandas dos municípios litorâneos para esta temporada de verão. Orlando Ferreira, secretário municipal do Meio Ambiente de Matinhos, reforçou a im-portância do apoio prestado pelo go-verno aos municípios neste período. "A população litorânea aumenta muito, passando de 200 mil habitantes para mais de um milhão de habitantes. A prefeitura não teria condições de atender a este número de pessoas sem o apoio do Estado. É uma parceria ne-cessária", enfatizou o secretário. Ele conta que o município, os co-merciantes e moradores estão prepa-rados para receber os visitantes. Como exemplo, o secretário citou a limpeza e desassoreamento de rios e canais - trabalho concluído pela pre-feitura para evitar enchentes, caso ocorram períodos de fortes chuvas.
  2. 2. 3 Diretoria da Associação Jardim Cruzeiro do Sul é empossada A beleza e a tecnologia DIAGNÓSTICO PRECOCE DO SOBREPESO EM ADOLESCENTES O Laboratório de Ergonomia da UTFPR está realizando gratuita-mente avaliações de composição corporal em adolescentes com idade entre 12 a 17 anos para fins de pesquisa. Interessados entrar em contato pelo e-mail laergcuritiba@gmail.com ou pelos telefones (41) 9106-0579 Lucas (41) 9915-9988 Jhomyr A diretoria da Associação dos Mo-radores e Amigos Jardim Cruzeiro do Sul, do bairro Santa Cândida, foi empossada pela Femoclam neste mês de novembro. Diretoria eleita em as-sembléia geral no mês de janeiro de 2014. Além das obras da sede da As-sociação, senhora Arlete junto com a diretoria fez diversos encaminhamen-tos que são pertinentes a área de abrangência da entidade. Diretoria: Presidenta: Senhora Ar lete Gonçal-ves Santos;Vice-presidente; Valmir Cordeiro de Almeida; 1ª Secretária: Edivanir Gonsalves dos Santos; 2ª Se-cretaria: Eunice de Souza Lemos; 1ª Tesoureira: Cecília Kogus Pussoline; 2ª Tesoureiro: Nelson Aparecido Geremias. Conselho Deliberativo e Fiscal: Presidente: Edson Ribeiro de Ara-ujo; conselheiros: Cassemiro Skroch; Adelzi M. Skroch ; Laurindo Firman; Luzia Pereira Vigiato “A diretoria tem agido num conjunto de defesa dos inte-resses dos moradores e de forma de-mocrática promovendo a participação de todos os moradores oportunizando debates de idéias , divulga todos pro-cedimentos de suas ações e as conquis-tas que, jamais foram de propriedade pessoal ou de liderança da comunidade”,agradeço imensamente aos participantes e colaboradores que lutam pelas melhorias do bairro”, rea-firma , senhora Arlete. Foram homenageados pelos rele-vantes serviços a comunidade morado-res fundadores da entidade, diretores e comerciantes colaboradores. Estiveram presentes: Femoclam, Secretaria Mu-nicipal de Assuntos com a Comunida-de, com a presença de João Pereira. Antonio Guedes, representando o Nú-cleo das Associações dos Moradores da regional Boa Vista; Regional Boa Vista, Almir e a representante do vere-ador Sabino Piccolo. Fashionistas, se liguem! Há boatos que, segundo pesquisadores, a maneira tradicional de produzir cosméticos pode estar com os dias contados. O fato é que eles estão criando uma nanopartícula feita de mistura de plástico (polímero) e materiais orgânicos (lipídios), mistura essa que pode ajudar a diminuir a perda de eficiência causada pela exposição ao sol e calor. A vantagem é contribuir para a hidratação da pele, prevenir o envelhecimento e a proteção da pele devido às agressões externas. A nanotecnologia – a ciência em escala nanométrica estuda o comportamento e propriedades de partículas em dimensões muito pequenas, muitas vezes 800 vezes menor que o diâmetro do fio de cabelo e são tão pequenos que passam através das barreiras da pele, penetram mais profundamente e têm a sua ação garantida! – pode ser encontrada em diversos produtos, por exemplo: Nos cremes anti-rugas, fortalecem as células novas que ainda não sofreram as agressões do meio ambiente como o sol e dá uma fisionomia mais jovem; em um clareador, o resultado passa ser muito mais rápido pela melhor absorção obtida; em um xampu, as nanopartículas conseguem regenerar os fios danificados, aumentando o brilho. Ou seja, pensando em beleza, a nanotecnologia garante a liberação dos ativos cosméticos mais profundamente na pele, proporcionando maior eficácia, aumento da permeação cutânea, liberação prolongada, redução de doses e risco de irritação, maior estabilidade, maior solubilidade, oclusão de odores, maior compatibilidade da formulação, entre outros benefícios. E quando você encontrar um cosmético com as expressões “nanossomas” ou “nanosferas” não se impressione com o preço! São produtos que garantem resultados mais eficientes do que aqueles comuns. Enfim, já andam dizendo que não há obstáculos para os produtos de tratamento de pele com as nanopartículas, pois essa nova tecnologia está agregando benefícios aos tratamentos cosméticos de maneira séria e com responsabilidade, pois todos ativos encapsulados são rigorosamente estudados com relação à segurança e eficácia. Será que estamos de frente com um com um verdadeiro “milagre dos cosméticos”? Atualmente diversas marcas de cosméticos passaram a usar a nanotecnologia, causando a queda nos preços dos produtos que meses atrás não eram acessíveis a todos.
  3. 3. 4 Estudantes comemoram reabertura do Casarão da UPE Em uma cerimônia que reuniu anti-gos e novos personagens de movimen-tos estudantis e sociais, foi reaberto neste sábado (29) o Casarão da União Paranaense dos Estudantes (UPE), no bairro São Francisco. Administrado pela Fundação Cultural de Curitiba des-de abril de 2013, o imóvel recebeu uma série de benfeitorias e agora passa a abrigar não só as atividades adminis-trativas e culturais da UPE, mas tam-bém receber os encontros dos Conse-lho Municipais de Cultura, de Juventu-de e de Política Étnico Racial. As obras no Palácio dos Estudantes - como também é conhecido o Casa-rão, que fica na esquina das ruas Carlos Cavalcanti e João Manoel - envolve-ram a troca dos vidros e portas, jardi-nagem, pintura, restauração elétrica e hidráulica e a reforma dos banheiros. Um decreto da Prefeitura Municipal de Curitiba, de maio de 2013, determinou que o uso do imóvel seria compartilha-do entre a UPE e a Fundação Cultural. A Secretaria de Esporte, Lazer e Ju-ventude (Smelj) também atuará no lo-cal. O presidente da Fundação, Marcos Cordiolli - que também representou o prefeito Gustavo Fruet na cerimônia - destacou que a reocupação é impor-tante para garantir a autonomia das en-tidades estudantis e dos conselhos mu-nicipais. “É um dia muito importante. O espaço agora ajuda a garantir o protagonismo da sociedade na organi-zação de uma série de atividades”, afir-mou. Para ele, a atuação compartilha-da do espaço também é um fato positi-vo. O secretário municipal de Esporte, Lazer e Juventude, Aluisio Dutra Junior, ressaltou a responsabilidade com que a UPE tem levado o processo de reocupação do Casarão. “Vamos tra-balhar para que esse espaço sempre tenha seu funcionamento garantido”, afirmou. A presidente da UPE, Elys Zioli, enfatizou que a nova casa será uma re-ferência para os estudantes e que a par-ceria contribuirá para o engrandecimen-to da cultura na região. “Encontramos aqui uma parceria forte, sólida e ligada a um dos principais anseios da juventu-de e dos estudantes, a cultura. Pode-remos focar em atividades culturais para nossos estudantes”, disse. Já o presidente da Câmara Munici-pal de Curitiba, vereador Paulo Salamuni, recordou que o Legislativo da cidade participou de todas as eta-pas que envolveram a retomada do pré-dio. “Que esta seja uma casa de liber-dade e de democracia”, declarou. O médico José Ferreira Lopes, o Dr. Zequinha, que foi diretor da UPE e é conhecido personagem dos movimen-tos estudantis da década de 1960, re-cordou dos que passaram por aquele espaço e destacou a importância da ju-ventude na luta pela liberdade. “Temos uma administração democrática na Pre-feitura, que nos deu a possibilidade de retomar esse local”, comemorou. Sobre o espaço O casarão, em art nouveu, datado de 1918, é uma Unidade de Interesse Especial de Preservaçao (UIEP) e já pertenceu à família Benjamin Baptista Lins de D’Albuquerque, um dos fun-dadores da Gazeta do Povo, e também à Universidade do Paraná (atual UFPR). O imóvel foi adquirido pelo governo do Estado na década de 1950, mas ganhou notoriedade como sede da UPE, entre 1959 e 1968, quando foi tomado pelo regime militar. Em 1983, o prédio retornou para as mãos do Es-tado que o cedeu à prefeitura de Curitiba. Até 2012, o prédio estava sen-do ocupado pela UPE por meio de comodato.
  4. 4. 5 OBRAS PARA CONTER EROSÃO E ENCHENTES NO BAIRRO BOA VISTA EM FASE FINAL As obras solicitadas pela Asso-ciação Mãos Amigas em audiência pública com o prefeito Gustavo Fruet estão em fase final. O Prefeito assinou no dia 23 de Julho a ordem de serviços que há muito tempo era pedido da popula-ção da regional Boa Vista. As rei-vindicações em acompanhamento a partir de documento e audiência com o prefeito: a contenção das margens do córrego Estribo Ahú e a canalização em formato de "U" do rio Bacacheri Mirim estão em mais de 60% de execução. A assinatura ocorreu durante a consulta pública para discussão da Lei Orçamentária Anual de 2015 (LOA), na sede da regional. "Gostei muito da recepção, da maneira simpática como o prefei-to nos atendeu. Viemos solicitar a contenção do Rio Bacacheri mi-rim, asfalto para as ruas do conjun-to Abaeté e melhorias na unidade de saúde", disse a presidente da As-sociação Mãos Amigas do Abaeté, Sandra Maria Guerios Vaz. "O conjunto Abaeté tem 8 mil moradores e temos que participar. Cobrar do gestor público é fácil, temos que ter participação na comu-nidade e nas audiências", salientou. Sandra e diretoria da Associação Mãos Amigas durante encontro com oprefeito Gustavo Fruet. Córrego Bacacheri Mirim, na rua Leonardo Krasinski
  5. 5. 6 Câmara Municipal vota carreira dos educadores e alterações na LDO e PPA Seis projetos de lei do Executivo es-tão na pauta do plenário da Câmara de Curitiba na próxima semana. Na segun-da- feira (1º), os vereadores analisam em primeiro turno as proposições 005.00166.2014 e 005.00192.2014, que pretendem alterar a carreira dos profis-sionais da Educação Infantil do municí-pio, responsáveis pelo atendimento das crianças de zero a cinco anos de idade. Na proposta de lei 005.00166.2014, sugere-se que o cargo de “educador” passa a ser de “professor de Educação Infantil”. A mudança na nomenclatura, segundo o Executivo, permitirá conquis-tas à categoria, como o direito à aposen-tadoria especial, até então concedida apenas aos profissionais do magistério. Já o projeto 005.00192.2014 altera o plano de cargos e salários dos 4.642 pro-fissionais da Educação Infantil, com a previsão de impacto financeiro de R$ 26,6 milhões até 2016. Além da nova tabela salarial, a matéria propõe avanços de 10% e 20% a partir da 4ª e da 14ª refe-rência na tabela e o acúmulo dos percentuais de crescimento durante o estágio probatório, para concessão a par-tir da estabilidade, dentre outras modifi-cações. O auge da carreira, afirma o Executivo, poderá ser atingido em 25 anos de serviço (com a lei vigente, o pra-zo seria de 89 anos). Créditos A ordem do dia da próxima segunda traz as mensagens para a abertura de créditos adicionais suplementares de R$ 7,5 milhões e R$ 6,9 milhões (013.00013.2014 e 013.00014.2014, res- pectivamente). A primeira proposta de lei do prefeito prevê recursos para as obras do Cine Passeio, dentre outras in-tervenções, enquanto a outra atende des-pesas do Fundo Municipal da Saúde e com o início da construção de dois CMEIs. LDO e PPA A Câmara de Curitiba delibera na próxima terça-feira (2), em primeiro tur-no, sobre os projetos do Executivo que adaptam o Plano Plurianual (PPA) de 2014 a 2017 (013.00009.2014) e a Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO, 013.00010.2014) à proposta da Lei Or-çamentária Anual (LOA) para 2015 (013.00011.2014). As votações antece-dem a ida ao plenário do orçamento, cuja admissibilidade das emendas será anali-sada na próxima semana (leia mais). Em relação aos textos que alteram o PPA e a LDO, foram admitidas apenas as emendas da Comissão de Economia, Finanças e Fiscalização, que propõem modificações técnicas nas proposições. O projeto da LOA estima R$ 7,358 bi-lhões em recursos para a cidade no pró-ximo ano, enquanto a LDO, aprovada no final de junho, previa R$ 8,4 bilhões. Procurador da República ataca "auxílio moradia" do judiciário Tomara que Deus não exista! Brasil, um país onde não apenas o Rei está nu. Todos os Poderes e Insti-tuições estão nus, e o pior é que todos perderam a vergonha de andarem nus. E nós, o Procuradores da República, e eles, os Magistrados, teremos o ver-gonhoso privilégio de recebermos R$ 4.300,00 reais de "auxílio moradia", mesmo que tenhamos residência pró-pria, num país onde a Constituição Fe-deral determina que o salário mínimo deva ser suficiente para uma vida dig-na, incluindo alimentação, transporte, MORADIA, e até LAZER. A partir de agora, no serviço públi-co, nós, Procuradores da República, e eles, os Magistrados, teremos a exclu-sividade de poder conjugar nas primei-ras pessoas o verbo MORAR. Fica combinado que, doravante, o resto da choldra do funcionalismo não vai mais "morar". Eles irão apenas se "esconder" em algum buraco, pois morar passou a ser privilégio de uma casta superior. Tomara que Deus não exista... Penso como seria complicado, de-pois de minha morte (e mesmo eu sendo um ser superior, um Procura-dor da República, estou certo que a morte virá para todos), ter que ex-plicar a Deus que esse vergonhoso auxílio-moradia era justo e moral. Como seria difícil tentar convencê-Lo (a Ele, Deus) que eu, DEFENSOR da Constituição e das Leis, guardião do princípio da igual-dade e baluarte da moralidade, como é que eu, vestal do templo da Justi-ça, cheguei a tal ponto, a esse pon-to de me deliciar nesse deslavado jabá, chamado auxílio-moradia. Tomara, mas tomara mesmo que Deus não exista, porque Ele sabe que eu tenho casa própria, como de resto têm quase todos os Procura-dores e Magistrados e que, no fun-do de nossas consciências, todos nós sabemos, e muito bem, o que estamos prestes a fazer. Mas, pensando bem, o Inferno não haverá de ser assim tão desagradável como dizem, pois lá, estarei na agra-dável companhia de meus amigos Pro-curadores, Promotores e Magistrados. Poderemos passar a eternidade deba-tendo intrincadas teses jurídicas sobre igualdade, fraternidade, justiça, moralidade e quejandos. Como dizia Nelson Rodrigues, toda nudez será castigada! Davy Lincoln Rocha, Procurador da República - Joinville, SC
  6. 6. 7 Bibinho volta para a cadeia O ex-todo poderoso diretor da Assembleia Legislativa do Paraná, Abib Miguel, o “Bibinho”, voltou para a cadeia após ser preso no ae-roporto de Brasília ao lado de dois filhos enquanto recebia uma mala com 70.000 reais. O ex-diretor da Assembleia Legislativa do Paraná, Abib Miguel, co-nhecido como “Bibinho”, além de ou-tras quatro pessoas ligadas a ele, foram presas nesta sexta-feira, durante ope-ração do GAECO (Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Orga-ÔNIBUS nizado) do Paraná, que contou com a participação dos GAECOs do Distrito Federal, Goiás, Amapá e Rio Grande do Sul. Abib Miguel estava em Brasília e foi detido no momento em que recebia cer-ca de R$ 70 mil do administrador de suas propriedades no estado de Goiás. Ambos estavam com ordem de prisão temporária expedidas pelo Juízo da 4.ª Vara Criminal de Curitiba. Além dos cinco mandados de prisão temporária, estão sendo cumpridos, na operação “Argonautas”, 14 mandados de busca e apreensão e três conduções coerciti-vas, MOVIDO A FEZES HUMANAS E LIXO ORGÂNICO O ‘’ônibus do cocô’’, como o veículo está sendo chamado na cidade, irá trans-portar cerca de 10 mil passageiros to-dos os meses. Com uma maneira ecológica de tra-tar o lixo e esgoto e diante da crescente busca por novas fontes de energia, al-gumas descobertas um tanto inusitadas no âmbito dos biocombustíveis têm cha-mado muito a atenção. Um bom exem-plo é o primeiro ônibus movido a fezes humana ,circula na cidade de Bristol, In-glaterra. Com pintura criativa, as imagens na lateral mostra passageiros lendo jornal ou tricotando enquanto sentam em va-sos sanitários. Segundo a empresa que opera a linha o ‘’combustível” é reco-lhido em uma estação de tratamento em Bristol, a empresa responsável pelas ope-rações do ônibus coleta o esgoto urba-no, separa os resíduos mais promisso-res e leva tudo para biodigestores, as bac-térias fazem o trabalho de decomposi-ção, liberando metano ( gás, altamente inflamável que é um ótimo combustí-vel) o mais interessante que ele é abas-tecido pelas pessoas da região , inclusi-ve muitos daquelas que estão dentro o ônibus. Batizado de "Bio-Bus", o coletivo de 40 lugares é capaz de viajar até 300 qui-lômetros com um motor movido a gás biometano, gerado na decomposição de fezes, esgoto e lixo orgânico. Para en-cher o tanque, utiliza o equivalente a um ano de ‘’resíduos’’( incluindo também os restos de comida descartados) de cer-ca de 5 pessoas Segundo especialistas, essa forma de combustível produz menos poluentes do que o diesel e a gasolina. Antes que possa ser usado para mo-vimentar o ônibus, o gás recebe metano e tem o CO2 removido. Outras impure-zas também são retiradas para que o gás fique sem odores. A empresa que opera o ônibus acre-dita que o "ônibus do cocô", como o ve-ículo está sendo chamado na cidade, irá transportar cerca de 10 mil passageiros todos os meses, do aeroporto local até o centro da cidade de Bath. Outras formas inusitadas de produ-ção de biocombustíveis incluem penas de frango, borra de café, gordura de ja-caré, tequila, chocolate, fraldas descartáveis, tequila, melancia e folhas de maconha. As mais tradicionais con-tam com o etanol da cana de açúcar (es-pecialidade brasileira) e do milho norte-americano também por de-terminação da Justi-ça. A operação de-corre de investigação coordenada pelo Núcleo do GAECO de Curitiba, relacio-nada a crime de lava-gem de dinheiro, su-postamente desviado da Assembleia Legislativa do Paraná. Os desvios teriam sido feitos en-tre os anos de 2000 e 2010, envolvendo 97 funcionários “fan-tasmas”, cujos valo-res foram sacados diretamente em agên-cias bancárias. Se-gundo o GAECO, cálculos da auditoria revelam que os valo-res desviados nesse período envolvendo essas 97 pessoas, atualizados em novembro de 2014, totalizam a quantia de R$ 216,8 mi-lhões. Um dos objetivos da operação é identificar e apreender bens como fa-zendas, maquinários, produção agríco-la e numerário, para o cumprimento da determinação Judicial de sequestro e arresto de bens. Também são objeto dos mandados de busca a apreensão: documentos, computadores, celulares, entre outros itens que vão embasar o trabalho dos promotores de Justiça que atuam no caso. A operação contou com a partici-pação de oitenta pessoas, entre promo-tores de Justiça e policiais integrantes dos GAECOs dos estados que fazem parte do Grupo Nacional de Combate às Organizações Criminosas (GNCOC), policiais militares e civis dos Estados envolvidos e do Distrito Fede-ral, além de promotores de Justiça que atuam na área de Proteção ao Patrimônio Público do Paraná. Ninguém põe 'um paralelepípedo' no Brasil sem fazer acerto, diz advogado Corrupção é generalizada no país? O advogado do lobista Fernando Soares, conhecido como Fernando Baiano, disse que não se faz obra pública no Brasil sem "acer-to" e que quem nega isso "desconhe-ce a história do país". Um dos 24 presos na Operação Lava Jato, Baiano, estava foragido mas entrou terça-feira passada na sede da Polícia Federal em Curitiba. Seu de-poimento, marcado para quarta, foi adiado para sexta-feira. "O empresário, se porventura faz alguma composição ilícita com políti-co para pagar alguma coisa, se ele não fizer isso não tem obra. Pode pegar qualquer empreiteirinha e prefeitura do interior do país. Se não fizer acerto [com políticos], não coloca um para-lelepípedo no chão", disse Mario de Oliveira Filho, que defende Baiano. A declaração do advogado coloca em suspeição a maioria das prefeitu-ras do país. Quase que diariamente sur-gem denúncias de prefeitos e verea-dores envolvidos em corrupção, mas as declarações do advogado coloca às claras aquilo que todos sabem - ou des-confiam: a corrupção é endêmica nes-te país, e atinge alguns setores dos Três Poderes. O advogado disse ainda que os em-presários detidos na Operação Lava Jato são "vítimas da cultura política do país". A operação da Polícia Federal investiga um esquema de fraude em li-citações na Petrobras.
  7. 7. 8 Embaixador da Síria visita Curitiba e recebe homenagens Diploma de jornais de bairros de Curitiba em homenagem ao presidente da Síria, Dr. Bashar Al Assad. Entregue ao Embaixador da Síria. A homenagem foi feita em reconhecimento ao valoroso trabalho do presidente sírio na defesa da soberania da Síria, um país que está sendo atacado por terroristas financiados por potências imperialistas e sionistas. A heróica resistência da Síria, liderada pelo presidente Dr. Bashar Al Assad, é uma prova de que a união do povo, como no Vietnã, vence até as potências mais poderosas do mundo. O Embaixador Dr. Ghassan Nseir discursando no salão social da igreja Ortodoxa Cristã São Jorge, em Curitiba O Embaixador da Síria ao lado do diretor deste jornal, Adilson Moreira. O Cônsul da Síria, Dr. Abdo Abage, ao lado de Adilson Moreira. O Cônsul Geral da Síria para o Paraná e Santa Catarina, Dr. Abdo Abage, o Embaixador da República Árabe da Síria no Brasil, Dr. Ghassan Nseir, e o tradutor e escritor Youssef Mousmar, durante entrevista no Consulado da Síria em Curitiba. O Embaixador da República Árabe da Síria, Dr. Ghassan Nseir, visitou Curitiba nos dias 28 e 29 deste mês, para manter contato com a colônia síria da cidade, atendendo convite do Cônsul Geral da Síria para o Paraná e Santa Catarina, Dr. Abdo Abage. O Embaixador e a Embaixatriz rece-beram homenagens dos sírios em Curitiba, e dos jornais de bairros (Gaze-ta Santa Cândida, Jornal Água Verde, Jornal do Centro Cívico, Jornal O Portão e Jornal da Cidade Industrial de Curitiba). Em diversas oportunidades o Embai-xador falou da resistência da Síria, “uma nação milenar que sempre venceu seus desafios e inimigos ao longo de mais de 10 mil anos de civilização”. Ele também condenou a chamda grande imprensa que divulga mentiras sobre a Síria para agra-dar ao governo dos Estados Unidos.
  8. 8. 9 Paraná é o primeiro Estado 100% preparado para desastres naturais O Paraná é o único Estado do Brasil em que todos os municípios contam com planos de ação para enfrentar desastres naturais. A medida permite agir na preven-ção e serve para os 399 municípios apri-morarem o atendimento ao cidadão afeta-do por vendavais, chuvas intensas, enxur-radas e acidentes rodoviários com veícu-los que transportam produtos químicos. “É uma vitória do Paraná”, diz o coor-denador executivo da Coordenadoria Esta-dual de Proteção e Defesa Civil do Paraná, tenente-coronel Edemilson de Barros. “Com este trabalho, damos um grande passo para CONHEÇA O FLÁVIO FARDADO prevenir acidentes e evitar tragédias e pre-juízos financeiros à população.” Para a elaboração dos planos de con-tingência, previstos em lei federal, os municípios contaram com uma ferra-menta online e gratuita elaborada pela Defesa Civil do Paraná e a Celepar - Companhia de Tecnologia da Informa-ção e Comunicação do Paraná. ESTRUTURA - Os municípios cadas-traram no sistema as áreas de risco, com fotos e mapas, e os principais acidentes registrados na cidade. Também indicaram os locais que poderão servir para acolher desabrigados (escolas, igrejas) em casos de acidentes, os recursos existentes para o apoio ao atendimento (veículos, ambu-lâncias, maquinário) e definiram os res-ponsáveis por cada função, com telefo-nes e endereços para contato. “Ao levantar os dados, os gestores mu-nicipais também puderam conhecer mais suas regiões e se organizar para alertar o cidadão e atendê-lo em casos de desas-tres”, diz o coronel Barros. Somente neste ano, o Paraná registrou 528 ocorrências de desastres naturais. Os acidentes afetaram 1,3 milhão de pessoas e os municípios registraram prejuízos de quase R$ 1 bilhão. A elaboração dos planos de contingên-cia pelos 399 municípios é mais uma meta cumprida dos contratos de gestão, assi-nados pelo governador Beto Richa e se-cretários de Estado em 2012. Todo ano, os municípios deverão atu-alizar os planos. Os documentos desper-taram interesse dos coordenadores de Defesa Civil de outros Estados, como San-ta Catarina, Rio de Janeiro, Rondônia e Espirito Santo, que já buscaram a metodologia desenvolvida no Paraná. PREVENÇÃO - Além dos planos de contingência, o Governo do Paraná tem uma série de investimentos programados e em execução para que os paranaenses tenham conhecimento antecipado da ocor-rência de eventos climáticos severos e assim possam se proteger a tempo. O Estado está investindo R$ 80 milhões no Programa de Fortalecimento da Ges-tão de Riscos e Desastres e mais R$ 120 milhões no Programa de Gestão Susten-tável de Microbacias. Entre os investimentos já realizados es-tão a aquisição de 100 estações hidrométricas automáticas, conectadas a satélites, para monitorar o nível dos rios (R$ 2,4 milhões); a compra de 15 esta-ções meteorológicas avançadas, conectadas a satélites, para monitorar chu-vas e ventos (R$ 500 mil) e de um supercomputador para melhorar os mo-delos de previsão de chuvas (R$ 1,2 mi-lhão), além do desenvolvimento de mode-los matemáticos para aumentar a precisão da previsão de chuvas e relacioná-las com as enchentes (R$ 1,5 milhão). RADAR - Em abril, o governador Beto Richa inaugurou em Cascavel um novo radar do serviço de meteorologia do Instituto Simepar. Com tecnologia de ponta, o equipamento custou R$ 9 mi-lhões e assegurou um salto de qualidade na previsão de chuvas e ventos, bem como na detecção de eventos severos como granizo, tempestades e vendavais para a região Oeste do Paraná. O novo radar integra a Rede Paranaense de Monitoramento Hidrometereológico (REPAMH), que está sendo instalada no Estado e que disponibiliza dados meteorológicos em tempo real, além do monitoramento do nível dos rios em todas as bacias hidrográficas do Paraná e da quantidade de chuva. A Rede integra o Programa de Fortalecimento da Gestão de Riscos e Desastres Naturais (SIGRisco), lançado pelo governador em junho de 2013. Os 2,2 mil colégios estaduais do Paraná e as 413 escolas da rede especial fazem parte da Brigada Escolar e contam com brigadistas e equipamentos de combate a incêndios e rota de fuga. O programa trans-mite aos estudantes, funcionários e profes-sores a cultura da prevenção de riscos. O Paraná também apresentou neste ano os resultados de um inventário inédito, que mostra a quantidade de gases de efeito es-tufa que os principais setores da econo-mia emitem na atmosfera. É o primeiro levantamento realizado no Estado e dará suporte para ações de redução e neutralização das emissões e para os estu-dos sobre mudanças climáticas
  9. 9. 10 FOCO MAIS ELEVADO LIBERTA DA DOR Você já percebeu como, muitas ve-zes, ficamos tão concentrados em de-terminadas atividades que simplesmen-te parecemos “esquecer” – mesmo que apenas por alguns instantes – de pro-blemas, situações incômodas ou até mesmo da dor? Direcionar o foco mental para algo melhor é um ótimo começo. Entretan-to, ao investigar os aspectos positivos do ato de desviar o pensamento da dor, pesquisadores constataram que simplesmente dis-trair a consciência não é por si só um elemento sanador. Concluem que de-veria haver algo de mais profundo, que superaria uma sim-ples distração com outros assuntos ou atividades. O que seria esse “algo mais profun-do” que teria a cura como efeito? Eu me lembro que na época em que praticava pilates com frequência, come-cei a experimentar uma dor persistente na parte superior de meu braço direito. A situação era bastante incômoda. En-tretanto, simplesmente desviar o foco do braço e me concentrar em outras coisas, como nos movimentos indica-dos pela instrutora ou na música de fun-do, não estava surtindo efeito. Foi então que, no início de uma das aulas, senti que era a hora de direcionar meu pensamento para algo mais eleva-do. Não como uma simples distração, mas com o objetivo de compreender de maneira mais profunda algo mais sobre minha identidade espiritual. Em “Ciência e Saúde com a Chave das Escrituras”, Mary Baker Eddy re-vela que “o espírito proporciona a com-preensão que eleva a consciência e con- duz a toda a verdade” (p. 505). Com-preender a existência espiritualmente é muito mais do que simplesmente desvi-ar o foco da dor. Trata-se de elevar a consciência na direção do espírito divi-no, e sentir a presença do bem, da har-monia, da pureza, da paz, ali mesmo onde a dor parece se manifestar. Ao deixar que essas ideias permeassem meu pensamento, pude experimentar uma grande sensação de paz. Nesse momen-to, os movimentos precisos e graciosos da instrutora, o rit-mo gostoso da mú-sica de fundo e até mesmo a linda paineira que podia ser apreciada através da janela, ganha-ram um novo significado para mim. Senti como se fossem não simples-mente elementos alternativos sobre os quais poderia repousar meu pensamen-to por alguns instantes, mas, sim, como manifestações da harmonia espiritual que inundava minha consciência e o ambiente em que me encontrava. E a dor? Naquele mesmo instante me dei conta de que toda a sensação de dor tinha se desvanecido por com-pleto e não voltou a se manifestar. Distrair o pensamento é algo passa-geiro. Mas compreender a presença constante e plena da harmonia do espí-rito, Deus, liberta. Essa compreensão não é algo transcendental ou difícil, pois pode ser alcançada por todos. Os passos necessários podem co-meçar neste exato momento. Por Tamara Grigorowitschs Doutora em Sociologia, assistente do Comitê de Publicação da Ciência Cristã Por que querem destruir a Síria? Por: Embaixador Dr. Ghassan Nseir, Chefe da Missão da Embaixada da Síria Darei a vocês alguns motivos: 1- Porque ela possui dez mil anos de civilização. 2- Porque nela nasceu o alfabeto, a civilidade, a filosofia e a ciência que se espalhou pelo mundo. 3- Porque muitos povos viveram em seu território, como os Cananeus, os Acadianos, os Hititas, os Assírios, os Aramaicos, os Siríacos, os Gregos e os Romanos. 4- Porque nela estão as verdadeiras raízes da história. Raízes estas que não são passíveis de adulteração. 5- Porque de suas entranhas nasceu o cristianismo, mais precisamente em Damasco, e se espalhou para o mundo através do Apóstolo Paulo. 6- Porque dela saíram os imperadores para Roma (Sete imperadores). 7- Porque dela saíram os papas para Roma (Cinco papas). 8- Porque nela nasceram os santos, como João Damasquino. 9- Porque ela formou os cientistas, médicos e astrônomos. 10- Porque seu povo transmitiu aos outros povos a ciência e a filosofia, através de seus tradutores (Os siríacos). 11- Porque ela disseminou o Islã tolerante e civilizado e não o terrorista. 12- Porque nela se avizinham as mesquitas, as igrejas e as sinagogas. 13- Porque ela mandou suas missões de educadores para os países do Golfo Arábico, para que ensinassem àqueles povos a ciência e a cultura, assim como o fez no Iêmen, na Argélia, no Marrocos e na Mauritânia. 14- Porque ela abriu sua única universidade para todos os árabes. 15- Porque ela defendeu a causa palestina e ficou do lado da resistência durante toda a sua trajetória, dando-lhe apoio com dinheiro, armas e posições. 16- Porque ela abrigou os refugiados palestinos e deu à eles todos os direitos dos sírios, exceto o direito à nacionalidade. 17- Porque nela o ensino é obrigatório até o 2º. Grau e gratuito em todas as etapas até a universidade. 18- Porque acredita no Pan-Arabismo como uma união econômica, política e cultural. 19- Porque ela oferece a assistência e os cuidados médicos gratuitamente a todos os seus cidadãos. 20- Porque suas crianças vivem seguras, assistidas e saudáveis. 21- Porque ela não aceita a subserviência às mobilizações dos países imperialistas. 22- Porque ela impediu a divisão do Líbano e se opôs à invasão americana do Iraque. 23- Porque ela deu suporte e apoio à resistência libanesa e forte retaguarda em suas batalhas contra a ocupação israelense. 24- Porque ela recebeu milhões de refugiados iraquianos e não os colocou em barracas e nem em acampamentos. Assim como recebeu os libaneses na guerra de julho de 2006. 25- Porque é o único país milenar entre os países árabes. 26- Porque ela desenvolveu suas capacidades econômicas e a sua autossuficiência e se aproximou muito dos países desenvolvidos, com sua infraestrutura e seus recursos humanos. 27- Porque nela estão as sedes das igrejas cristãs orientais. 28- Porque possui a única cidade onde seus moradores falam a língua de Jesus Cristo, que é a cidade de Maalula. 29- Porque ela combate o racismo sionista e as ambições expansionistas e colonialistas de Israel e a negação dos direitos legítimos do povo palestino. Vocês políticos do mundo, que bebem o sangue e comem a carne das crianças da Síria para fortalecer suas economias decadentes, para capacitar as suas fábricas de armas e para juntar dinheiro. Vocês que dançam sobre os pedaços dos corpos das crianças, que destroem suas casas, que expulsam as pessoas e que tornam crianças órfãs, me deem um motivo ético e humano para justificar o que vocês estão fazendo? Tudo isso para servir a Israel? Qual é o serviço que tem como preço vítimas, morte e destruição? E vocês jornalistas que influenciam a opinião pública? Não chegou a hora de honrar sua profissão, fazer análises objetivas e apresentar a verdade? Ou será que vocês foram alugados por dinheiro e venderam a sua consciência profissional (se é que já existiu!)? Vocês tem uma responsabilidade com a história, porque vocês têm os meios de adulterar os fatos e vocês também estão negociando o sangue e a carne das crianças. Vocês se aproveitam da confiança das pessoas para engana-las. Será que não chegou a hora de despertar a sua consciência? Vocês não têm filhos? Tradução: Jihan Arar
  10. 10. 11 CÃES E GATOS: HIPERTERMIA A insolação acontece quando os mecanismos normais do corpo não con-seguem manter a temperatura em uma variação segura. Cães e gatos podem ficar superaquecidos com muita facili-dade, porque eles não têm um sistema de esfriamento muito eficiente. Eles não suam para regular a tem-peratura corpórea. Eles afofam seus pei-tos para fazer com que o ar frio circule pela pele, e os gatos se lambem, para que a evaporação da saliva ajude a dis-sipar o calor. Os gatos normalmente não ofegam, a não ser que já estejam opri-midos pelo calor, mas os cães ofegam como método básico de resfriamento. A rápida troca de ar frio externo com o ar úmido e morno de dentro dos pul-mões, além da evaporação da língua re-laxada, ajuda a manter um cachorro dentro dos níveis normais de tempera-tura. Quando a temperatura externa tiver igual ou superior à temperatura corpórea de um animal, ou seja, de 37°C a 39°C, a evaporação não servi-rá de nada e poderá ocorrer a insola-ção. Um animal com uma insolação moderada, quando sua temperatura al-cança de 40°C a 41°C, ficara com a língua e a gengiva vermelha-brilhante, a saliva grossa e pegajosa, e ofegará ra-pidamente. Recebendo pronto atendimento a maioriados animais se recupera em uma hora. Temperaturas corpóreas superiores a 41°C podem ser fatais, um animal pode entrar em choque e ter falência hepática, renal, pulmonar, cardíaca ou cerebral. Suas gengivas podem ficar descoradas, ele ficara desanimado e atordoado, sangrando pelo nariz e com sangue no vomito, terá diarreia e pode-rá entrar e coma quando o cérebro co-meçar a inchar. Com uma temperatura de 41,5°C e acima disso, o animal de-senvolve uma disseminada coagulação intravascular, um estado em que o sis-tema de coagulação não funciona. Um animal nessas condições morre se não receber um atendimento imediato e cui-dados veterinários. PRIMEIROS SOCOROS · RESFRIE-O – se ele estiver consciente ou se você morar a mais de 5 minutos do veterinário tente baixar a temperatura. Use a mangueira ou o chu-veiro, ou coloque-o na banheira ou na pia, cheia de agua fria. APLIQUE UMA BOLSA DE GELO OU TOALHAS Primeiramente ponha uma toalhinha molhada, gelada, na parte de trás do pescoço e da cabeça do seu animal. Depois, coloque uma bolsa de gelo por cima da toalhinha. Isso não apenas res-friará como ajudara a reduzir o calor no cérebro, impedindo-o de inchar, o que poderá levar a morte. Enrole seu animal em toalhas molhadas geladas, e coloque bolsas de gelo em suas axilas e na região da virilha. DEIXE QUE ELE BEBA TANTA AGUA QUANTO QUISER Ainda melhor, ofereça um liquido de reidratação oral (soro caseiro). Isso poderá ajuda-lo a se resfriar a partir de dentro, e a repor eletrólitos importan-tes, como sal, que ele pode ter perdido com a desidratação. FIQUE ATENTO A CHOQUE Animais que esteja com uma insola-ção grave, correm risco de entrar em choque. Leve imediatamente seu animal ao veterinário. Nãoenrole em cobertor, se ele estiver com a temperatura acima de 40°C LEVE-O PARA UM LUGAR FRESCO Se a temperatura do seu animal es-tiver entre 40°C e 41°C ele esta com uma hipertermia moderada. Ainda as-sim, você precisa tomar providencias para reduzir sua temperatura, por isso, leve-o para dentro e ligue o ar condici-onado ou o ventilador. Quando a tem-peratura externa estiver mais baixa do que a temperatura do corpo do animal, ele vai começar a ofegar e se refrescar SITUAÇÕES ESPECIAIS Animais com pelos longos e densos – esse tipode animal tende a mudar a maior parte de sua pelagem interna na época do calor. O pelo de um animal na verdade ajuda a isola-lo do calor extremo, enquanto permite que corren-tes de ar penetrem para refresca-lo. Mas se o pelo fica embaraçado e com nós, o calor se mantem junto ao corpo im-pedindo que a circulaçãode ar chegue até a pele, refrescando-a. portanto man-tenha seu animal escovado ou corte o pelo para prevenir insolação. CÃES SUPERAQUECIDOS Os cachorros se refrescam inspiran-do e expirando, ao trocar o ar quente pelo frio, e ofegando, para promover a evaporação da língua. Contudo, algu-mas raças tem mais dificuldade em per-manecer frescas do que outras, além de terem menos proteção contra o tempo quente. Cães com focinhos achatados, como buldogues, pugs e pequinês, tam-bém tendem a ter a traqueia reduzidas, de forma que não conseguem respirar com tanta eficiência como os cachor-ros de focinho comprido. Esses cães podem sofrer de insolação apenas com excesso de exercícios, até mesmo em m dia fresco. Você percebera que seu animal corre um risco maior de hipertermia se ele frequentemente ron-car ou resfolegar, ou se fizer vários ruí-dos respiratórios, como assobios ou chiados. Lembre-se é sempre importante à avaliação de um médico veterinário. Cuide bem do seu amiguinho!! M.V. Dra. Juliane Seixas Médica veterinária CRMV 11 430 https://www.facebook.com/ veterinariadrajulianeseixas Camiseta de noiva não fez noivo desistir do casamento Está circulndo na internet uma notícia sobre a desistência de um casamento depois que a noiva, na despedida de solteira com as ami-gas, posou para foto com uma ca-miseta onde se lê: “Quem comeu, comeu. Quem não comeu, não come mais!” A jovem da foto é Iara Cunha, de Itajaí, Santa Catarina, mas tudo não passa de um boato que começou a circular na internet na última quarta-feira, segundo o qual seu noivo, Vilmar Júnior, teria desistido do casamento após vê-la com a camiseta da foto. Com detalhes fantasiosos, a história ainda dava conta de que essa seria a roupa com que Iara teria chegado ao casório, provocando gargalhadas entre os convidados e a revolta do noivo, que no mesmo dia teria tomado a decisão de romper o relacionamento. A história, claro, é mentira. Iara e Vilmar se casaram no último dia 11 de novembro, e estão muito bem, obrigado. Em conversa por telefone Iara disse que soube do boato, mas negou que a relação tivesse chegado ao fim. - Essa história é mentira, eu não tenho nem muito o que comentar. As pessoas que tornaram isso um assunto e estão exagerando -, contou ela, que afirmou ainda que o marido sempre soube da existência da camiseta e que não viu nada de errado nela. - Meu noivo não deu bola pra isso, ele sabia da despedida de solteira. Na verdade, não era nem uma despedida, eu saí com as minhas amigas, fomos à uma festa. Elas que me deram a camiseta, e ele achou engraçado. Ele também teve a despedida dele.
  11. 11. 12
  12. 12. 13
  13. 13. 14 Cidade que liberou o porte de arma melhorou segurança Nos Estados Unidos da América, cidades que estão liberando o porte de armas estão vendo despencar os índices de criminalidade. Os marginais evitam cometer assaltos ou crimes ao saber que o cidadão pode estar armado, com poder de reação. Nas cidades onde é proibido o porte de armas, entretanto, os marginais atuam com mais tranquilidade, e fazem os índices de violência crescerem. Estudo da Crime Prevention Research Center, mostrou que o número de cidadãos norte-americanos com licença de porte de armas cresceu 147% nos últimos 7 anos, enquanto as taxas de homicídios e crimes violentos caíram 22%. “Existe uma porção de estudos acadêmicos sobre isso, e se você olhar nos estudos que sofreram revisão por pares, a conclusão é que a grande maioria encontrou algum benefício no porte armas sobre as taxas de criminalidade – e, o melhor, sem custos”, diz John Lottr Jr., presidente do Centro de Pesquisas para Prevenção de Crimes, que conduziu o estudo acima. A demanda por armas no estado cresceu desde que a lei foi aprovada. No site da polícia do estado, existe uma nota explicando a demora que alguns cidadãos estão passando para receberem o Registro de Identificação de Portador de Arma de Fogo (FOID Card): a demanda pelo serviço está batendo recordes e muitos candidatos erram na hora de preencher o formulário, atrasando o processo. A expectativa é de que até o final do ano 100 mil portadores de armas de fogo residam no estado. A permissão para o porte de armas em Illinois exige pelo menos 16 horas de aulas de tiro e custa em torno de US$ 600 (R$1.346). Entre outras exigências estão uma ficha de crimes limpa há pelo menos 5 anos, não estar sob processo de prisão e ser maior de 21 anos. Se aprovado para obter o FOID Card, o cidadão terá direto de portar armas portáteis de cano curto, como pistolas e revólveres. O porte de arma no Brasil Apesar da vitória no Plebiscito sobre o desarmamento em 2002, até agora a legislação brasileira não permite o porte de arma, mas apenas a posse de arma (registrada) no local de trabalho ou residência. É pouco. Apenas com o porte de arma o cidadão terá condições de se defender da bandidagem que usa armas de diversos calibres e nacionalidades para cometer crimes. As fronteiras brasileiras parecem “queijo suíço”, por onde entra grandes arsenais que favorecem o criminoso e deixam o cidadão em desvantagem. Alguns projetos de leis estão em andamento no Congresso para permitir o porte de armas no Brasil. Esperamos que sejam aprovados o mais breve possível para permitir a todos os brasileiros se deslocarem com maior segurança, dando ao cidadão de bem condições de reagir aos ser abordado por bandidos.
  14. 14. 15 O mineirinho Numa reunião de terapia em grupo, sentados em forma de círculo, várias pessoas, várias ocupações, cada um dando o seu depoimento: Um pintor disse ter fissura por pintura. Não pode ver nada que dá vontade de pintar. É parede, papel, enfim tudo que ele vê pela frente dá uma vontade danada de pintar. Um outro, médico, disse que não aguentar mais. Tem compulsão pelo trabalho. Trabalha dia e noite. Sai do hospital, vai para a clínica. Sai da clínica, vai para o consultório. É tratando de gente o dia todo, não consegue parar. Uma mulher disse ser LÉSBICA. Não sabe como fazer, gosta muito de mulher. Pensa em mulher o dia inteiro. De roupa, pelada, de biquine, de maiô; não tem jeito adora, mais adora mesmo muito as mulheres. Então ela passa a palavra para o Minerim que estava do lado dela, e perguntou: - E o senhor seu Zé, é fissurado no quê? - Ué gente, eu ia falá qui sô pedrero, mais dispois du qui a moça falô, eu sô esse tar de LÉSBICA tamém, sô!!! -o-o-o-o-o-o-o-o-o-o-o-o-o-o-o-o-o-o-o-o-o-o- A loira advogada A loira se formou em Direito, mas está com 15 dúvidas e resolve formular um questionário para a OAB. 01. Qual a capital do estado civil? 02. Dizer que gato preto dá azar é preconceito racial? 03. Com a nova Lei Ambiental, afogar o ganso passou a ser crime? 04. Pessoas de má fé são aquelas que não acreditam em Deus? 05. Quem é canhoto pode prestar vestibular para Direito? 06. Levar a secretária eletrônica para a cama é assédio sexual? 07. Quantos quilos por dia emagrece um casal que optou pelo regime parcial? 08. Tem algum direito a mulher em trabalho de parto sem carteira assinada? 09. A gravidez da prostituta, no exercício de suas funções profissionais, caracteriza acidente de trabalho? Essa eu fikei na dúvida... 10. Seria patrocínio o assassinato de um patrão? 11. Cabe relaxamento de prisão nos casos de prisão de ventre? 12. A marcha processual tem câmbio manual ou automático? 13. Provocar o Judiciário é xingar o juiz? 14. Se um motel funciona somente das 8 às 18 horas, podemos dizer que ali só ocorrem transações comerciais? 15. Para tiro à queima-roupa é preciso que a vítima esteja vestida? -o-o-o-o-o-o-o-o-o-o-o-o-o-o-o-o-o-o-o-o-o-o- Papai Noel Por que o Papai Noel não tem filhos? Porque o saco é de brinquedo. -o-o-o-o-o-o-o-o-o-o-o-o-o-o-o-o-o-o-o-o-o-o- Xuxa O que a Xuxa foi fazer no boteco? Foi tomar caxaça. -o-o-o-o-o-o-o-o-o-o-o-o-o-o-o-o-o-o-o-o-o-o- A Criação dos maridos Enquanto criava os maridos, Deus prometeu às mulheres que os maridos bons, obedientes, mão abertas, bonitos, inteligentes, carinhosos, compreensivos e eles seriam encontrados em todos os cantos do mundo. E depois Ele fez a terra redonda. Mulher desconfiada Apesar de viverem na abundância, as coisas não corriam bem entre o marido e sua jovem mulher. Na verdade, ela estava convencida de que ele andava metido com a bonita empregada da casa. Então resolveu preparar uma armadilha pra pegar o marido no flagra. Dispensou a empregada no fim de semana e não contou ao marido. A noite, quando iam pra cama, o marido contou a mesma velha história: - Desculpe, minha querida, mas estou mal do estômago outra vez. Vou tomar um ar e já volto. Ele então rumou em direção ao banheiro. A mulher saiu rápido pelo corredor, subiu as escadas e deitou-se na cama da empregada. Mal ela tinha apagado a luz, veio ele, em silêncio. E, sem perda de tempo, saltou para a cama e fez amor com ela com toda a fogosidade. Ambos gemiam de prazer. Quando terminaram, a mulher disse, ainda ofegante: - Você não esperava me encontrar nesta cama, não é querido? E ligou a luz. - Sinceramente, não, minha senhora, disse o jardineiro. -o-o-o-o-o-o-o-o-o-o-o-o-o-o-o-o-o-o-o-o-o-o- O que deve fazer um homem casado depois da missa? O esposo regressa da missa, entra em casa correndo, dirige-se à esposa com alegria. Abraça-a, levanta-a ternamente nos braços e vai dançando com ela suspensa no ar. Pergunta a esposa, bastante admirada: - O que foi que disse hoje o padre no sermão? Será que disse que os maridos devem ser mais carinhosos com as suas esposas? Responde o marido, radiante: - Não amor, o padre disse que temos que carregar a nossa cruz com alegria redobrada. -o-o-o-o-o-o-o-o-o-o-o-o-o-o-o-o-o-o-o-o-o-o- O azarado Um sujeito encontra um amigo que não via há muito tempo e, querendo ser simpático, inicia a conversa: - E aí Fonseca, tudo bem? - Péssimo - responde o outro. - Mas como péssimo? Com aquela Ferrari que você tem? - Deu perda total num acidente... E o pior é que o seguro tinha acabado de vencer. - Bem, vão-se os anéis, mas ficam os dedos. E aquele filhão inteligente? - Estava dirigindo a Ferrari. Morreu. O cara tenta fugir daquele assunto tão trágico: - E aquela sua filha que mais parecia uma modelo? - Pois é... Estava junto com o irmão. Só a minha mulher não estava no carro. - Graças a Deus! Como ela vai? - Fugiu com o meu sócio. - Bem... Pelo menos a empresa ficou só para você. - Ela fugiu com ele porque me roubaram tudo. Deixaram a firma falida. Estou devendo milhões! - Pôxa vida, então, vamos mudar de assunto, e seu time? - SOU PALMEIRENSE - Pelo amor de Deus, Fonseca! Você não tem nada de positivo ? - Sim. HIV.
  15. 15. 16 PARA DAR VITÓRIA AO LADRÃO, CONDENA-SE O POLICIAL QUE O PRENDEU? A condenação do Delegado Protógenes é uma grave injustiça que pode estimular o crime no Brasil e inibir a boa conduta de servidores públicos. A Operação Satiagraha, da Polícia Federal, resultou na condenação do banqueiro Daniel Valente Dantas pela pratica do crime de corrupção. Ele foi condenado a 10 anos de prisão , paga-mento de multa de 12 milhões de reais e bloqueio de mais de 3 bilhões de dó-lares, suspeito de ser dinheiro público. Logo depois da condenação do banqueiro, o Delegado de Polícia Fe-deral Protógenes Queiroz, que liderou a Operação Satiagraha, passou a ser perseguido e culminou, recentemente, em condenação no STF (Supremo Tri-bunal Federal), pelo crime de violação de sigilo funcional, pena de prisão de 2 anos e 6 meses convertido em pres-tação de serviços à comunidade e pri-são domiciliar finais de semana; perda do mandato de Deputado Federal, perda do cargo de Delegado de Poli-cia federal; perda dos direitos políti-cos e multa de pecuniária. A violação que o STF entendeu foi a presença de jornalistas que filmaram a prisão do banqueiro Daniel Dantas, o mega investidor Naji nahas e o ex-pre-feito Celso Pitta. Para tanto, quebraram o sigilo dos telefones dos jornalistas e os fones da PF. Isto é uma violação do si-gilo da fonte, constitucionalmente prote-gido, ainda que considere prova. Diante da condenação do deputado federal, a Câmara dos Deputados in-gressou com uma ação direta de inconstitucionalidade, pois entende que o julgamento deveria ser feito pelo ple-nário do STF, composto dos onze mi-nistros, e não por apenas três. Além disso, o STF julgou a Ação Penal n. 563 do qual constavam no pólo passivo o deputado federal e delega-do, Protógenes Queiroz, e o agente Amadeu Renieri, ambos do Departa-mento da Polícia Federal. Nesse caso, a Corte Suprema não exerceu com-petência constitucional, mas funcionou como Segunda Instância, revisando a legalidade da sentença proferida. O deputado Delegado Protógenes já ha-via sido absolvido – inclusive com base em parecer da Procuradoria Geral da República – da acusação de fraude processual e foi declarada a prescri-ção do crime de violação de sigilo funcional simples. Acusações seme-lhantes foram feitas contra o agente da PF e, no momento do julgamento, já estavam prescritas, o que determi-nou sua imediata absolvição. OUTRAS CONSIDERAÇÕES Não há como sustentar juridicamente que os fatos de que foi acusado o dele-gado e deputado Protógenes não esta-vam prescritos, uma vez que a única acu-sação remanescente era de violação de sigilo funcional, qualificado pela existên-cia de prejuízos. Todavia, nem a denún-cia, tampouco a sentença ou mesmo os ministros dos STF informaram qual foi o prejuízo concreto experimentado pela União, uma vez que a Operação Poli-cial foi um sucesso e autorizou, inclusi-ve, o recebimento das Ações Penais contra os então indiciados. Esse é o papel fundamental do inquérito, com-provar a inocência dos investigados ou a sua culpa, justificando o recebimento da ação penal pelo juiz competente, o que de fato ocorreu. O julgamento pela Turma revela um profundo desprezo às garantias dos par-lamentares. Notadamente, embora a composição regimental exigisse que a Turma tivesse cinco ministros presen-tes à Sessão, o seu Presidente estava ausente e o ministro Gilmar Mendes – contra quem pendia exceção de suspeição – ausentou-se. Desse modo, com três ministros houve a condenação do Parlamentar, exclusivamente em re-lação à violação de sigilo funcional, for-çosamente na forma qualificada, para afastar a evidente prescrição pela desqualificação do tipo penal. Notadamente, o julgamento pelo Supremo Tribunal Federal, cuja maio-ria para condenação de um parlamen-tar se reduziu a três ministros se de-monstra inócua. Se respeitado o quorum com o julgamento pelo Plenário, esse resultado nunca poderia ter sido alcan-çado. Ademais, é de tal modo lógico que o processamento da Ação Penal ocorresse pelo órgão pleno, tanto pelo fato de ocorrer supressão de instância, como também como forma de garantia a diminuição de influência política nas decisões. Essa informação é mais rele-vante ao se reconhecer que, em caso de crimes de responsabilidade, em que o juízo natural é o Poder Legislativo, o órgão plenário detém a competência privativa para julgamento (simetria das formas jurídicas). Mesmo assim, o Re-gimento Interno reformado pelo STF, em que pese ter sido recepcionado por lei, não pode alterar normas processu-ais, pois para tanto deveria submeter sua reforma ao devido processo legislativo, sob pena do Poder Judiciário tomar para si a função de legislador. Veja-se que não há prova da auto-ria de crime pelo Delegado Protógenes, mas apenas indícios de que o vazamento poderia ser atribuído a qualquer pes-soa do Departamento da Polícia Fede-ral. Não é segredo que mesmo no caso da Operação Lava-Jato informações sigilosas estão sendo abertas ao públi-co, em que pese todo o conteúdo está resguardado pelo Ministério Público. Essa é uma questão de Estado e não um ato de Delegado Federal. Há de-poimentos confusos em sentido contrá-rio e nenhuma gravação ou confirma-ção fática da efetiva participação do Delegado Protógenes no vazamento de informações. Ninguém pode ser con-denado exclusivamente em indícios, ain-da mais quando a acusação já se en-contra prescrita. Via MÍDIA Democrática

×