Ordem de serviço operador de empilhadeira

10.770 visualizações

Publicada em

Publicada em: Saúde e medicina
0 comentários
3 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
10.770
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
18
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
342
Comentários
0
Gostaram
3
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Ordem de serviço operador de empilhadeira

  1. 1. ORDEM DE SERVIÇO OPERADOR DE EMPILHADEIRA CBO: Admissão: 9-51.10 Nome: Revisão 1.2 ATIVIDADES DESENVOLVIDAS Conduzir a empilhadeira interna ou externamente conforme exigência da empresa. Transportar e movimentar mercadorias, materiais, matérias primas, materiais acabados, etc. RISCO DA OPERAÇÃO - Ergonômico: Posturas inadequadas no trabalho. - Físico: Ruído do motor da empilhadeira. Calor por causa de trabalhos a céu aberto e motor da empilhadeira. - Químico: Manuseio de produtos químicos na manutenção do equipamento, que podem ser, por exemplo: Graxas, óleos, combustíveis, produtos de limpeza. - Acidentes: Queda de materiais durante o transporte, colisão, tombamento. EPIs RECOMENDADOS - Luvas de látex ou vaqueta no manuseio de mercadorias. - Protetor auricular. - Calçado de segurança; Para evitar acidentes com a queda de materiais. - Óculos de segurança: No manuseio de materiais químicos ou perigosos. - Luva nitrílica para o manuseio de produtos químicos (óleo, graxa e combustível). - Uniforme. MEDIDAS PREVENTIVAS - Treinamento para execução das tarefas; - Mantenha posturas correta no trabalho faça pequenas pausas durante o turno, de acordo com o combinado com a direção da empresa; - Verificar o piso do ambiente, quanto aos desníveis e buracos que podem provocar tombamento; - Se for necessário transportar pessoas, use a plataforma com guarda-corpo e sinto de segurança; - Somente transportar ou levantar objetos pelos garfos quando estiverem devidamente acondicionados em palets; - Não utilizar equipamentos improvisados ou irregulares. - Use corretamente o cinto de segurança da máquina para casos de tombamento; - Use seus EPIs apenas para a finalidade a que se destinam e mantenha-os sob sua guarda e conservação; - Observe atentamente o meio ambiente do trabalho ao circular no armazém, e corrija as condições, inseguras encontradas, imediatamente; - Use óculos de segurança quando for efetuar reposição de óleo, graxa ou combustível na maquina; - Use luvas nitrílicas nos trabalhos com produtos químicos (óleo, graxa e combustível). - Não fume no ambiente, somente nos locais apropriados. - Mantenha distancia segura em relação aos demais veículos; - Cuidada com manchas de óleo ou graxa; - Dê preferência ao pedestre; - Dirija em velocidade adequada ao ambiente; - Ande em marcha a ré ao descer rampas com a empilhadeira carregada; - Com empilhadeira carregada ande de ré para facilitar a visualização; - Transporte sempre com a coluna da empilhadeira inclinada para trás; - Para a segurança de todos trafegue com os garfos o mais baixo possível;
  2. 2. - Dirija a empilhadeira somente em pisos firmes e estáveis; - Faça marcações no mastro (com fita adesiva, por exemplo) para indicar a altura correta dos paletes em cada nível de estocagem; - Não empurre cargas com os garfos. Empurrar com os garfos ou com os cantos da empilhadeira pode danificar o objeto e a máquina; - Sempre verifique o estado de seu veículo antes de cada turno; - No seu turno você é o responsável pela sua empilhadeira; - Use a buzina com seriedade. Buzina não é brincadeira. Quanto à pessoa brinca com a buzina perde a credibilidade, e quando for uso necessário ninguém acreditará. - Avise sempre ao seu superior para as devidas verificações dos possíveis estragos (na empilhadeira, na estrutura, etc.) e preencha o relatório; - Tenha atenção redobrada nas curvas; - Não levantar nem transportar peso acima da capacidade do equipamento; - Manter o local limpo e organizado. A bagunça é um causador de acidentes constantemente. - Obedeça a toda e qualquer sinalização de segurança existente no empresa. - Em caso de incêndio, acione o alarme e siga os procedimentos operacionais padrão. TREINAMENTO(S) NECESSÁRIO(S) - Curso de Operador de Empilhadeira; - Levantamento e Manuseio Manual de Carga/Peso; - Uso de EPI’s. PROCEDIMENTO EM CASO DE ACIDENTE DE TRABALHO - Todo acidente de trabalho, deverá ser comunicado para o superior imediato, na falta deste para o membro da CIPA e / ou ao DP, para que possa ser providenciada a emissão da CAT - Comunicação de Acidente do Trabalho, cujo prazo é de 24 horas. Obs.: O acidente não comunicado, não será considerado para efeitos legais. CARACTERIZAÇÃO DA EXPOSIÇÃO Adicional de Insalubridade: Não caracteriza como atividade ou operação insalubre de acordo com o disposto na Norma Regulamentadora NR 15. Adicional de Periculosidade: Não caracteriza como atividade ou operação periculosa de acordo com o disposto na Norma Regulamentadora NR 16. TERMO DE RESPONSABILIDADE Recebi orientação de acordo com a portaria nº 3.214 do Ministério do Trabalho, N. R. 01 sub item 1.8 “Cabe ao Empregado: a) cumprir as disposições legais e regulamentares sobre segurança e medicina do trabalho, inclusive as ordens de serviço expedidas pelo Empregador; b) usar o EPI fornecido pelo empregador; c) Submeter-se aos exames médicos previstos nas Normas regulamentadoras NR 1.8.1.Constitui “ato faltoso a recusa injustificada ao cumprimento dos dispositivos no item anterior”. Declaro que fui plenamente orientado quanto aos procedimentos de segurança do trabalho, estando ciente dos riscos decorrentes da atividade e dos sansões disciplinares a que estou sujeito quanto ao seu descumprimento. “Comprometo-me a seguir os procedimentos de segurança adotados pela empresa”. Data / / Ass. Funcionário Ass. Técnico de Segurança do Trabalho

×