SlideShare uma empresa Scribd logo
SEGURANÇA DE EMPILHADEIRA TST
Alexandre
Treinamento:
Segurança no uso de
Empilhadeira
SEGURANÇA DE EMPILHADEIRA TST
Alexandre
Objetivos
Sensibilizar os operadores de
empilhadeira quanto a necessidade de
neutralizar ao máximo a possibilidade
de provocar acidentes.
Adoção de procedimentos de rotina
pautadas pelas normas de segurança.
Cumprimento ao disposto na NR-11 da
Port. 3214/78 MTb.
SEGURANÇA DE EMPILHADEIRA TST
Alexandre
Empilhadeira - Conceito
Veículo motorizado, utilizado no
transporte, elevação e movimentação
de cargas e materiais.
SEGURANÇA DE EMPILHADEIRA TST
Alexandre
Empilhadeira - Atividades
Deslocamento de cargas e materiais,
tanto na horizontal como na vertical.
Obs.: Outras utilizações, tais como,
empurrar ou rebocar, só podem ser
executadas com autorização e
acompanhamento da supervisão.
SEGURANÇA DE EMPILHADEIRA TST
Alexandre
Acessórios
Faróis
Buzina
Catalisadores / Silenciadores
Alerta sonoro de marcha-ré
Retrovisores
Giroflex
Extintor de Incêndio
SEGURANÇA DE EMPILHADEIRA TST
Alexandre
Manutenção Preventiva
Carburadores / Injetoras / Rodagás
Basculamento / Elevação
Cabos e seus acessórios
Direção
Hidráulicos
Freios
Elétrica
Painéis
SEGURANÇA DE EMPILHADEIRA TST
Alexandre
Operador
Pessoa habilitada e treinada, com
conhecimento técnico e funcional
do equipamento.
É o responsável direto pela segurança
da operação, pessoas e demais bens
interligados a ela.
SEGURANÇA DE EMPILHADEIRA TST
Alexandre
Inspeção Visual
Antes de ligar o equipamento, o
operador deve checar:
Nível de óleo do motor Nível de óleo hidráulico
Nível de óleo de freio Nível de combustível
Nível de água radiador Vazamentos
Danos visíveis Pressão dos pneus
Retrovisores Extintores
Cabos e correntes Água da bateria
SEGURANÇA DE EMPILHADEIRA TST
Alexandre
Inspeção Funcional
Antes de iniciar o turno de trabalho, o
operador deve checar:
Instrumentos do painel Buzina
Faróis e lanternas Freios
Controles hidráulicos Direção
Controles de transmissão Embreagem
Demais controles Combustível
SEGURANÇA DE EMPILHADEIRA TST
Alexandre
Normas de Segurança
para Op. de Empilhadeiras
As normas constantes deste manual foram
preparadas para orientar os operadores de
empilhadeira no desenvolvimento de um trabalho
correto e seguro.
O seu cumprimento contribuirá para prevenção de
acidentes nesta atividade, e é obrigatório para todos
os operadores de guinchos.
Lembre-se sempre, segurança é responsabilidade
de todos !!!
SEGURANÇA DE EMPILHADEIRA TST
Alexandre
Qualificação e treinamento
Somente pessoas habilitadas (CNH), treinadas e
aprovadas nos testes específicos podem ser
autorizadas a dirigir empilhadeiras;
Todos os operadores de empilhadeira devem ser
submetidos à exames médicos específicos, e só
poderão operar tais equipamentos se considerados
aptos pelo médico.
SEGURANÇA DE EMPILHADEIRA TST
Alexandre
Identificação do Operador
Todos os operadores de equipamentos móveis de
transporte (guinchos, empilhadeiras, pontes-
rolantes) serão identificados por um crachá
específico, que deverá constar nome, foto, tipo de
equipamento autorizado a operar, prazo de
validade, data e assinatura do emitente;
O operador deverá ostentar o seu crachá em local
visível para facilitar sua identificação.
SEGURANÇA DE EMPILHADEIRA TST
Alexandre
Check - List
Antes do início da jornada de trabalho, o operador
deverá realizar uma inspeção visual no
equipamento, devendo ser observados os itens a
seguir descriminados. Toda e qualquer anomalia
observada, nesta inspeção ou durante a operação,
deverá ser comunicada de imediato à chefia.
Comunique também a existência de outras
situações de riscos, mesmo que fora de sua área
de atuação:
SEGURANÇA DE EMPILHADEIRA TST
Alexandre
Check - Inspeção Visual
Antes de ligar o equipamento, o
operador deve checar:
Nível de óleo do motor Nível de óleo hidráulico
Nível de óleo de freio Nível de combustível
Nível de água radiador Vazamentos
Danos visíveis Pressão dos pneus
Retrovisores Extintores
Cabos e correntes Água da bateria
SEGURANÇA DE EMPILHADEIRA TST
Alexandre
Check - Inspeção Funcional
Antes de iniciar o turno de trabalho, o
operador deve checar:
Instrumentos do painel Buzina
Faróis e lanternas Freios
Controles hidráulicos Direção
Controles de transmissão Embreagem
Demais controles Combustível
SEGURANÇA DE EMPILHADEIRA TST
Alexandre
Abastecimento do Veículo
Não é permitido fumar, acender fósforo ou usar
qualquer tipo de chama durante o abastecimento;
Conserve o motor desligado. O bico da mangueira
deve ficar em contato direto com a boca do tanque;
Verifique a tampa do tanque, esta deverá estar em
boas condições;
Lave quaisquer respingos de combustível antes de
pôr o motor em funcionamento
SEGURANÇA DE EMPILHADEIRA TST
Alexandre
Abastecimento do Veículo
No abastecimento de veículos à gás:
Feche a válvula do tanque e deixe o motor funcionar
até parar completamente;
Desligue a chave de ignição;
Remova, com cuidado, a conexão de acoplamento;
Retire o cilindro vazio e guarde-o em local
apropriado;
Coloque o cilindro cheio;
Faça a conexão corretamente;
Abra a válvula e, com espuma de sabão, certifique-
se de que não há vazamentos;
No fim de cada turno, feche a válvula e espere o
SEGURANÇA DE EMPILHADEIRA TST
Alexandre
Manutenção
Ao iniciar o turno de trabalho faça um checagem no
veículo. Adote a utilização de um “check-list”;
Qualquer defeito mecânico ou elétrico observado
deve ser comunicado imediatamente à supervisão;
Os consertos dos veículos são de responsabilidades
da Manutenção. Portanto, não faça reparos no seu
equipamento, salvo se devidamente autorizado;
Sempre que tiver que deixar o veículo, abaixe as
cargas (se houver), desça as garras até o solo,
desligue o contato e puxe o freio. Engate a 1a.
marcha e/ou calce as rodas se necessário.
SEGURANÇA DE EMPILHADEIRA TST
Alexandre
Movimentação de Cargas
Aproxime-se de frente para a carga;
Avalie peso e demais condições da carga;
Conheça a capacidade de seu equipamento;
Verifique inclinação da torre.
Fixe a carga adequadamente;
Proceda o levantamento lentamente e com cuidado;
Use marcha reduzida;
Redobre a atenção ao trabalhar com ajudante.
SEGURANÇA DE EMPILHADEIRA TST
Alexandre
Elevação de Cargas
Certifique-se que há espaço suficientemente para
levantar a carga, assim como para manobras;
Tome cuidado especial com as instalações aéreas,
tais como, tubulações de água, gás, elétricas, etc...
Observe se a carga está segura, especialmente no
caso de peças soltas;
Levante a carga um pouco, se ela inclinar para um
dos lados, abaixe-as e acerte o balanceamento;
Não passe com a carga sobre pessoas e nem
permita que elas passem sob a carga.
SEGURANÇA DE EMPILHADEIRA TST
Alexandre
Trânsito com Cargas
Tome cuidado especial com piso molhado, sujo de
óleo ou irregular;
Observe a altura das portas e passagens;
Evite solavancos, partidas e freadas bruscas;
Use marcha-ré sempre que estiver descendo
rampas ou quando a carga impedir a visão à frente;
Suba as rampas sempre de frente;
Não erga ou abaixe a carga, nem incline a torre
com o equipamento em movimento;
Não faça manobras em rampas.
SEGURANÇA DE EMPILHADEIRA TST
Alexandre
Circulação
Circule com a carga a uma altura próxima ao solo;
Diminua a velocidade e buzine ao se aproximar de
cruzamentos ou esquinas sem visão;
Pare e buzine ao atravessar portas e cruzamentos.
Use a buzina como alerta e somente quando
necessário, evitando assustar os pedestres;
Respeite a velocidade máxima de 10 Km/h;
Jamais use a “banguela”;
Só proceda a reversão com o veículo
completamente parado;
Conserve as mãos firmes no volante e não coloque
braços e pernas para fora do veículo;
SEGURANÇA DE EMPILHADEIRA TST
Alexandre
Emergências / Incêndios
Saiba como agir em casos de emergência;
Ao ouvir alarme de incêndio, encoste o veículo em
local seguro, deixando a passagem livre;
Não obstrua os equipamentos de emergência, tais
como hidrantes, extintores, macas e corredores;
Conheça o manejo dos extintores de incêndio;
Nos casos de princípio de incêndio no veículo,
peça ajuda e inicie o combate às chamas utilizando
o extintor próprio ou outro adequado (pó ou CO2 );
Evite incêndios, não fume dirigindo.
SEGURANÇA DE EMPILHADEIRA TST
Alexandre
Equipamentos de Proteção
Individual - E.P.I.
A empresa fornece, orienta, treina e exige o uso de
todos os EPI necessários à função. Use-os
corretamente. Os tipos mais comumentes utilizados
por operadores de empilhadeiras são:
Capacete;
Luvas;
Óculos;
Protetores Auriculares;
Botinas com biqueira de aço;
Capa de chuva;
O não uso do EPI constitui falta, passível portanto
de punicão.
SEGURANÇA DE EMPILHADEIRA TST
Alexandre
Regras Gerais
Observe os sinais de tráfego e dê preferência de
passagens aos pedestres;
Não passe sobre mangueiras de ar ou fios elétricos
deixados no chão;
Conheça os limites de resistência do piso da área
onde estiver operando;
Comunique a existência de situações de riscos,
mesmo que fora de sua área de atuação;
Sempre estacione o veículo em local plano. Se por
motivo maior estacionar em terreno acidentado,
calce as rodas, trave os freios e deixe-o engatado.
SEGURANÇA DE EMPILHADEIRA TST
Alexandre
Regras Gerais
Não dirija com as mãos ou o solado do sapato
impregnados de óleo ou graxa;
Nunca suspenda ou desça pessoas com a
empilhadeira
Não dê caronas;
Não permita brincadeiras junto ao veículo e a
carga que estiver movimentando;
Ajuste o assento e retrovisores à sua estrutura
antes de movimentar seu veículo;
Informe seu superior imediato sempre que seu EPI
estiver danificado e solicite a troca.
SEGURANÇA DE EMPILHADEIRA TST
Alexandre
Conclusão
Lembre-se:
“Qualquer um pode dirigir e operar
uma empilhadeira, mas somente
operadores treinados consegue faze-lo
com segurança”.

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Treinamento-oper-seg
 Treinamento-oper-seg Treinamento-oper-seg
Treinamento-oper-seg
elianedal
 
Nr 34
Nr 34Nr 34
O.S Ordem de Serviço - NR1
O.S   Ordem de Serviço - NR1O.S   Ordem de Serviço - NR1
O.S Ordem de Serviço - NR1
Sergio Roberto Silva
 
Epi e epc [modo de compatibilidade]
Epi e epc [modo de compatibilidade]Epi e epc [modo de compatibilidade]
Epi e epc [modo de compatibilidade]
Andre Guarizo
 
EPI
EPIEPI
Treinamento betoneira
Treinamento betoneiraTreinamento betoneira
Treinamento betoneira
rafaele123
 
Apr solda
Apr soldaApr solda
Apr bastida
Apr bastidaApr bastida
Apr bastida
Andre Cruz
 
6596171 analise-preliminar-de-risco-soldas
6596171 analise-preliminar-de-risco-soldas6596171 analise-preliminar-de-risco-soldas
6596171 analise-preliminar-de-risco-soldas
Sara Temoteo temoteo
 
Treinamento de integração nr 1 upload
Treinamento de integração nr 1 uploadTreinamento de integração nr 1 upload
Treinamento de integração nr 1 upload
Vinicius Loiola Beserra
 
Treinamento epi's
Treinamento epi'sTreinamento epi's
Treinamento epi's
Cristina Santos
 
Apr trabalho com solda eletrica
Apr   trabalho com solda eletricaApr   trabalho com solda eletrica
Apr trabalho com solda eletrica
Gleuciane Rocha
 
Ep is equipamentos de proteção individual
Ep is   equipamentos de proteção individualEp is   equipamentos de proteção individual
Ep is equipamentos de proteção individual
Cleber Costa
 
Modelo apr perfuratriz
Modelo apr perfuratrizModelo apr perfuratriz
Modelo apr perfuratriz
RosaneLopes14
 
Apr retirada de refratários e solda de tubulação interna caldeira aes 466550
Apr retirada de refratários e solda de tubulação interna caldeira aes 466550Apr retirada de refratários e solda de tubulação interna caldeira aes 466550
Apr retirada de refratários e solda de tubulação interna caldeira aes 466550
waltermoreira
 
232150736 treinamento-ep is
232150736 treinamento-ep is232150736 treinamento-ep is
232150736 treinamento-ep is
Dilcemar Mendes
 
Apr colocação de vidro
Apr colocação de vidroApr colocação de vidro
Apr colocação de vidro
JUENCIV Serviços e Construção Ltda
 
APR
APRAPR
Apr topografia
Apr topografiaApr topografia
Os de pedreiro
Os de pedreiroOs de pedreiro
Os de pedreiro
Sandro Da Silva Santos
 

Mais procurados (20)

Treinamento-oper-seg
 Treinamento-oper-seg Treinamento-oper-seg
Treinamento-oper-seg
 
Nr 34
Nr 34Nr 34
Nr 34
 
O.S Ordem de Serviço - NR1
O.S   Ordem de Serviço - NR1O.S   Ordem de Serviço - NR1
O.S Ordem de Serviço - NR1
 
Epi e epc [modo de compatibilidade]
Epi e epc [modo de compatibilidade]Epi e epc [modo de compatibilidade]
Epi e epc [modo de compatibilidade]
 
EPI
EPIEPI
EPI
 
Treinamento betoneira
Treinamento betoneiraTreinamento betoneira
Treinamento betoneira
 
Apr solda
Apr soldaApr solda
Apr solda
 
Apr bastida
Apr bastidaApr bastida
Apr bastida
 
6596171 analise-preliminar-de-risco-soldas
6596171 analise-preliminar-de-risco-soldas6596171 analise-preliminar-de-risco-soldas
6596171 analise-preliminar-de-risco-soldas
 
Treinamento de integração nr 1 upload
Treinamento de integração nr 1 uploadTreinamento de integração nr 1 upload
Treinamento de integração nr 1 upload
 
Treinamento epi's
Treinamento epi'sTreinamento epi's
Treinamento epi's
 
Apr trabalho com solda eletrica
Apr   trabalho com solda eletricaApr   trabalho com solda eletrica
Apr trabalho com solda eletrica
 
Ep is equipamentos de proteção individual
Ep is   equipamentos de proteção individualEp is   equipamentos de proteção individual
Ep is equipamentos de proteção individual
 
Modelo apr perfuratriz
Modelo apr perfuratrizModelo apr perfuratriz
Modelo apr perfuratriz
 
Apr retirada de refratários e solda de tubulação interna caldeira aes 466550
Apr retirada de refratários e solda de tubulação interna caldeira aes 466550Apr retirada de refratários e solda de tubulação interna caldeira aes 466550
Apr retirada de refratários e solda de tubulação interna caldeira aes 466550
 
232150736 treinamento-ep is
232150736 treinamento-ep is232150736 treinamento-ep is
232150736 treinamento-ep is
 
Apr colocação de vidro
Apr colocação de vidroApr colocação de vidro
Apr colocação de vidro
 
APR
APRAPR
APR
 
Apr topografia
Apr topografiaApr topografia
Apr topografia
 
Os de pedreiro
Os de pedreiroOs de pedreiro
Os de pedreiro
 

Semelhante a 0002

0002
00020002
214-segurança-Operações-com-Empilhadeira.ppt
214-segurança-Operações-com-Empilhadeira.ppt214-segurança-Operações-com-Empilhadeira.ppt
214-segurança-Operações-com-Empilhadeira.ppt
BelarminoFelix
 
214-segurança-Operações-com-Empilhadeira.ppt
214-segurança-Operações-com-Empilhadeira.ppt214-segurança-Operações-com-Empilhadeira.ppt
214-segurança-Operações-com-Empilhadeira.ppt
joseleandrocustodio
 
214-segurança-Operações-com-Empilhadeira.ppt
214-segurança-Operações-com-Empilhadeira.ppt214-segurança-Operações-com-Empilhadeira.ppt
214-segurança-Operações-com-Empilhadeira.ppt
Andre Lavor Lavor
 
214-segurança-Operações-com-Empilhadeira.ppt
214-segurança-Operações-com-Empilhadeira.ppt214-segurança-Operações-com-Empilhadeira.ppt
214-segurança-Operações-com-Empilhadeira.ppt
IsabellaElias2
 
214-segurança-Operações-com-Empilhadeira.ppt
214-segurança-Operações-com-Empilhadeira.ppt214-segurança-Operações-com-Empilhadeira.ppt
214-segurança-Operações-com-Empilhadeira.ppt
RenanVasconcelos14
 
Empilhadeira
EmpilhadeiraEmpilhadeira
Treinamento de Segurança em Empilhadeiras.ppt
Treinamento de Segurança em Empilhadeiras.pptTreinamento de Segurança em Empilhadeiras.ppt
Treinamento de Segurança em Empilhadeiras.ppt
AndreLuiz726882
 
2 empilhadeira
2 empilhadeira 2 empilhadeira
2 empilhadeira
Silvio França
 
NR 12 - OPERADOR DE CESTO AÉREO elet.pdf
NR 12 - OPERADOR DE CESTO AÉREO elet.pdfNR 12 - OPERADOR DE CESTO AÉREO elet.pdf
NR 12 - OPERADOR DE CESTO AÉREO elet.pdf
guilhermefontenele8
 
Treinamento Ponte Rolante.pptx
Treinamento Ponte Rolante.pptxTreinamento Ponte Rolante.pptx
Treinamento Ponte Rolante.pptx
BrunoCorrea53
 
TreinamentoNR 11 - Transpaleteira (revisado)(1).pptx
TreinamentoNR 11 - Transpaleteira (revisado)(1).pptxTreinamentoNR 11 - Transpaleteira (revisado)(1).pptx
TreinamentoNR 11 - Transpaleteira (revisado)(1).pptx
rafaelrustiqueli
 
Treinamento NR 11 - Transpaleteira (revisado).pptx
Treinamento NR 11 - Transpaleteira (revisado).pptxTreinamento NR 11 - Transpaleteira (revisado).pptx
Treinamento NR 11 - Transpaleteira (revisado).pptx
ssuser7d6b72
 
treinamento-de-ponte-rolante-e-talha.ppt
treinamento-de-ponte-rolante-e-talha.ppttreinamento-de-ponte-rolante-e-talha.ppt
treinamento-de-ponte-rolante-e-talha.ppt
SAULOARAUJOVIEIRA
 
Treinamento NR 11. empilhadeira.................................
Treinamento NR 11. empilhadeira.................................Treinamento NR 11. empilhadeira.................................
Treinamento NR 11. empilhadeira.................................
ewertonbacas
 
Treinamento de-ponte-rolante-e-talha
Treinamento de-ponte-rolante-e-talhaTreinamento de-ponte-rolante-e-talha
Treinamento de-ponte-rolante-e-talha
RobertoKennedyVieira
 
Treinamento de-ponte-rolante-e-talha
Treinamento de-ponte-rolante-e-talhaTreinamento de-ponte-rolante-e-talha
Treinamento de-ponte-rolante-e-talha
Salvador Campos Neto
 
treinamento-de-ponte-rolante-e-talha.ppt
treinamento-de-ponte-rolante-e-talha.ppttreinamento-de-ponte-rolante-e-talha.ppt
treinamento-de-ponte-rolante-e-talha.ppt
FlvioSegredo
 
treinamento-de-ponte-rolante-e-talha.ppt
treinamento-de-ponte-rolante-e-talha.ppttreinamento-de-ponte-rolante-e-talha.ppt
treinamento-de-ponte-rolante-e-talha.ppt
JTFSERVIOS
 
Ponte carnauba
Ponte carnaubaPonte carnauba
Ponte carnauba
prevencaonline
 

Semelhante a 0002 (20)

0002
00020002
0002
 
214-segurança-Operações-com-Empilhadeira.ppt
214-segurança-Operações-com-Empilhadeira.ppt214-segurança-Operações-com-Empilhadeira.ppt
214-segurança-Operações-com-Empilhadeira.ppt
 
214-segurança-Operações-com-Empilhadeira.ppt
214-segurança-Operações-com-Empilhadeira.ppt214-segurança-Operações-com-Empilhadeira.ppt
214-segurança-Operações-com-Empilhadeira.ppt
 
214-segurança-Operações-com-Empilhadeira.ppt
214-segurança-Operações-com-Empilhadeira.ppt214-segurança-Operações-com-Empilhadeira.ppt
214-segurança-Operações-com-Empilhadeira.ppt
 
214-segurança-Operações-com-Empilhadeira.ppt
214-segurança-Operações-com-Empilhadeira.ppt214-segurança-Operações-com-Empilhadeira.ppt
214-segurança-Operações-com-Empilhadeira.ppt
 
214-segurança-Operações-com-Empilhadeira.ppt
214-segurança-Operações-com-Empilhadeira.ppt214-segurança-Operações-com-Empilhadeira.ppt
214-segurança-Operações-com-Empilhadeira.ppt
 
Empilhadeira
EmpilhadeiraEmpilhadeira
Empilhadeira
 
Treinamento de Segurança em Empilhadeiras.ppt
Treinamento de Segurança em Empilhadeiras.pptTreinamento de Segurança em Empilhadeiras.ppt
Treinamento de Segurança em Empilhadeiras.ppt
 
2 empilhadeira
2 empilhadeira 2 empilhadeira
2 empilhadeira
 
NR 12 - OPERADOR DE CESTO AÉREO elet.pdf
NR 12 - OPERADOR DE CESTO AÉREO elet.pdfNR 12 - OPERADOR DE CESTO AÉREO elet.pdf
NR 12 - OPERADOR DE CESTO AÉREO elet.pdf
 
Treinamento Ponte Rolante.pptx
Treinamento Ponte Rolante.pptxTreinamento Ponte Rolante.pptx
Treinamento Ponte Rolante.pptx
 
TreinamentoNR 11 - Transpaleteira (revisado)(1).pptx
TreinamentoNR 11 - Transpaleteira (revisado)(1).pptxTreinamentoNR 11 - Transpaleteira (revisado)(1).pptx
TreinamentoNR 11 - Transpaleteira (revisado)(1).pptx
 
Treinamento NR 11 - Transpaleteira (revisado).pptx
Treinamento NR 11 - Transpaleteira (revisado).pptxTreinamento NR 11 - Transpaleteira (revisado).pptx
Treinamento NR 11 - Transpaleteira (revisado).pptx
 
treinamento-de-ponte-rolante-e-talha.ppt
treinamento-de-ponte-rolante-e-talha.ppttreinamento-de-ponte-rolante-e-talha.ppt
treinamento-de-ponte-rolante-e-talha.ppt
 
Treinamento NR 11. empilhadeira.................................
Treinamento NR 11. empilhadeira.................................Treinamento NR 11. empilhadeira.................................
Treinamento NR 11. empilhadeira.................................
 
Treinamento de-ponte-rolante-e-talha
Treinamento de-ponte-rolante-e-talhaTreinamento de-ponte-rolante-e-talha
Treinamento de-ponte-rolante-e-talha
 
Treinamento de-ponte-rolante-e-talha
Treinamento de-ponte-rolante-e-talhaTreinamento de-ponte-rolante-e-talha
Treinamento de-ponte-rolante-e-talha
 
treinamento-de-ponte-rolante-e-talha.ppt
treinamento-de-ponte-rolante-e-talha.ppttreinamento-de-ponte-rolante-e-talha.ppt
treinamento-de-ponte-rolante-e-talha.ppt
 
treinamento-de-ponte-rolante-e-talha.ppt
treinamento-de-ponte-rolante-e-talha.ppttreinamento-de-ponte-rolante-e-talha.ppt
treinamento-de-ponte-rolante-e-talha.ppt
 
Ponte carnauba
Ponte carnaubaPonte carnauba
Ponte carnauba
 

Mais de Eliane Damião Alves

Treinamento Percepção de Riscos.ppt
Treinamento Percepção de Riscos.pptTreinamento Percepção de Riscos.ppt
Treinamento Percepção de Riscos.ppt
Eliane Damião Alves
 
OUTUBRO ROSA.pptx
OUTUBRO ROSA.pptxOUTUBRO ROSA.pptx
OUTUBRO ROSA.pptx
Eliane Damião Alves
 
-trabalho-com-empilhadeira--1.ppt
-trabalho-com-empilhadeira--1.ppt-trabalho-com-empilhadeira--1.ppt
-trabalho-com-empilhadeira--1.ppt
Eliane Damião Alves
 
Treinamento EPI (2).pptx
Treinamento EPI (2).pptxTreinamento EPI (2).pptx
Treinamento EPI (2).pptx
Eliane Damião Alves
 
APR Solda e Corte (1).doc
APR Solda e Corte (1).docAPR Solda e Corte (1).doc
APR Solda e Corte (1).doc
Eliane Damião Alves
 
-Apr-Guindaste.pdf
-Apr-Guindaste.pdf-Apr-Guindaste.pdf
-Apr-Guindaste.pdf
Eliane Damião Alves
 
Anexo 2 check list trabalho em altura
Anexo 2 check list trabalho em alturaAnexo 2 check list trabalho em altura
Anexo 2 check list trabalho em altura
Eliane Damião Alves
 
Pgr
PgrPgr
Pgr
PgrPgr
Seguranca na operacao de pontes rolantes
Seguranca na operacao de pontes rolantesSeguranca na operacao de pontes rolantes
Seguranca na operacao de pontes rolantes
Eliane Damião Alves
 
Garrafa pet
Garrafa petGarrafa pet
Modelo de LTCAT
Modelo de LTCATModelo de LTCAT
Modelo de LTCAT
Eliane Damião Alves
 
Cartilha seguranca trabalho pcmat
Cartilha seguranca trabalho pcmatCartilha seguranca trabalho pcmat
Cartilha seguranca trabalho pcmat
Eliane Damião Alves
 
Apt industrial-37-trabalho-com-empilhadeira
Apt industrial-37-trabalho-com-empilhadeiraApt industrial-37-trabalho-com-empilhadeira
Apt industrial-37-trabalho-com-empilhadeira
Eliane Damião Alves
 
Direito ambiental
Direito ambientalDireito ambiental
Direito ambiental
Eliane Damião Alves
 
Espaço Confinado
Espaço ConfinadoEspaço Confinado
Espaço Confinado
Eliane Damião Alves
 
Direção defensiva1
Direção defensiva1Direção defensiva1
Direção defensiva1
Eliane Damião Alves
 
Apostila cipa
Apostila cipaApostila cipa
Apostila cipa
Eliane Damião Alves
 
Treinamento combate incendios
Treinamento combate incendiosTreinamento combate incendios
Treinamento combate incendios
Eliane Damião Alves
 
Cartilha residuos solidos_furb[1]
Cartilha residuos solidos_furb[1]Cartilha residuos solidos_furb[1]
Cartilha residuos solidos_furb[1]
Eliane Damião Alves
 

Mais de Eliane Damião Alves (20)

Treinamento Percepção de Riscos.ppt
Treinamento Percepção de Riscos.pptTreinamento Percepção de Riscos.ppt
Treinamento Percepção de Riscos.ppt
 
OUTUBRO ROSA.pptx
OUTUBRO ROSA.pptxOUTUBRO ROSA.pptx
OUTUBRO ROSA.pptx
 
-trabalho-com-empilhadeira--1.ppt
-trabalho-com-empilhadeira--1.ppt-trabalho-com-empilhadeira--1.ppt
-trabalho-com-empilhadeira--1.ppt
 
Treinamento EPI (2).pptx
Treinamento EPI (2).pptxTreinamento EPI (2).pptx
Treinamento EPI (2).pptx
 
APR Solda e Corte (1).doc
APR Solda e Corte (1).docAPR Solda e Corte (1).doc
APR Solda e Corte (1).doc
 
-Apr-Guindaste.pdf
-Apr-Guindaste.pdf-Apr-Guindaste.pdf
-Apr-Guindaste.pdf
 
Anexo 2 check list trabalho em altura
Anexo 2 check list trabalho em alturaAnexo 2 check list trabalho em altura
Anexo 2 check list trabalho em altura
 
Pgr
PgrPgr
Pgr
 
Pgr
PgrPgr
Pgr
 
Seguranca na operacao de pontes rolantes
Seguranca na operacao de pontes rolantesSeguranca na operacao de pontes rolantes
Seguranca na operacao de pontes rolantes
 
Garrafa pet
Garrafa petGarrafa pet
Garrafa pet
 
Modelo de LTCAT
Modelo de LTCATModelo de LTCAT
Modelo de LTCAT
 
Cartilha seguranca trabalho pcmat
Cartilha seguranca trabalho pcmatCartilha seguranca trabalho pcmat
Cartilha seguranca trabalho pcmat
 
Apt industrial-37-trabalho-com-empilhadeira
Apt industrial-37-trabalho-com-empilhadeiraApt industrial-37-trabalho-com-empilhadeira
Apt industrial-37-trabalho-com-empilhadeira
 
Direito ambiental
Direito ambientalDireito ambiental
Direito ambiental
 
Espaço Confinado
Espaço ConfinadoEspaço Confinado
Espaço Confinado
 
Direção defensiva1
Direção defensiva1Direção defensiva1
Direção defensiva1
 
Apostila cipa
Apostila cipaApostila cipa
Apostila cipa
 
Treinamento combate incendios
Treinamento combate incendiosTreinamento combate incendios
Treinamento combate incendios
 
Cartilha residuos solidos_furb[1]
Cartilha residuos solidos_furb[1]Cartilha residuos solidos_furb[1]
Cartilha residuos solidos_furb[1]
 

Último

Organograma do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia...
Organograma do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia...Organograma do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia...
Organograma do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia...
Falcão Brasil
 
Oceano, Fonte de Vida e Beleza Maria Inês Aroeira Braga.ppsx
Oceano, Fonte de Vida e Beleza Maria Inês Aroeira Braga.ppsxOceano, Fonte de Vida e Beleza Maria Inês Aroeira Braga.ppsx
Oceano, Fonte de Vida e Beleza Maria Inês Aroeira Braga.ppsx
Luzia Gabriele
 
gestão_de_conflitos_no_ambiente_escolar.pdf
gestão_de_conflitos_no_ambiente_escolar.pdfgestão_de_conflitos_no_ambiente_escolar.pdf
gestão_de_conflitos_no_ambiente_escolar.pdf
Maria das Graças Machado Rodrigues
 
Slides Lição 3, CPAD, Rute e Noemi, Entrelaçadas pelo Amor.pptx
Slides Lição 3, CPAD, Rute e Noemi, Entrelaçadas pelo Amor.pptxSlides Lição 3, CPAD, Rute e Noemi, Entrelaçadas pelo Amor.pptx
Slides Lição 3, CPAD, Rute e Noemi, Entrelaçadas pelo Amor.pptx
LuizHenriquedeAlmeid6
 
O que é o programa nacional de alimentação escolar (PNAE)?
O que é  o programa nacional de alimentação escolar (PNAE)?O que é  o programa nacional de alimentação escolar (PNAE)?
O que é o programa nacional de alimentação escolar (PNAE)?
Marcelo Botura
 
UFCD_7224_Prevenção de acidentes em contexto domiciliário e institucional_índ...
UFCD_7224_Prevenção de acidentes em contexto domiciliário e institucional_índ...UFCD_7224_Prevenção de acidentes em contexto domiciliário e institucional_índ...
UFCD_7224_Prevenção de acidentes em contexto domiciliário e institucional_índ...
Manuais Formação
 
Os Setores Estratégicos da END - O Setor Cibernético.pdf
Os Setores Estratégicos da END - O Setor Cibernético.pdfOs Setores Estratégicos da END - O Setor Cibernético.pdf
Os Setores Estratégicos da END - O Setor Cibernético.pdf
Falcão Brasil
 
Organograma do Ministério da Defesa (MD).pdf
Organograma do Ministério da Defesa (MD).pdfOrganograma do Ministério da Defesa (MD).pdf
Organograma do Ministério da Defesa (MD).pdf
Falcão Brasil
 
Portfólio Estratégico da Força Aérea Brasileira (FAB).pdf
Portfólio Estratégico da Força Aérea Brasileira (FAB).pdfPortfólio Estratégico da Força Aérea Brasileira (FAB).pdf
Portfólio Estratégico da Força Aérea Brasileira (FAB).pdf
Falcão Brasil
 
Aviação de Asas Rotativas. Aos Rotores, o Sabre!.pdf
Aviação de Asas Rotativas. Aos Rotores, o Sabre!.pdfAviação de Asas Rotativas. Aos Rotores, o Sabre!.pdf
Aviação de Asas Rotativas. Aos Rotores, o Sabre!.pdf
Falcão Brasil
 
A Guerra do Presente - Ministério da Defesa.pdf
A Guerra do Presente - Ministério da Defesa.pdfA Guerra do Presente - Ministério da Defesa.pdf
A Guerra do Presente - Ministério da Defesa.pdf
Falcão Brasil
 
Slides Lição 4, CPAD, O Encontro de Rute com Boaz, 3Tr24.pptx
Slides Lição 4, CPAD, O Encontro de Rute com Boaz, 3Tr24.pptxSlides Lição 4, CPAD, O Encontro de Rute com Boaz, 3Tr24.pptx
Slides Lição 4, CPAD, O Encontro de Rute com Boaz, 3Tr24.pptx
LuizHenriquedeAlmeid6
 
Desafio matemático - multiplicação e divisão.
Desafio matemático -  multiplicação e divisão.Desafio matemático -  multiplicação e divisão.
Desafio matemático - multiplicação e divisão.
Mary Alvarenga
 
Plano_Aula_01_Introdução_com_Circuito_Piscar_LED
Plano_Aula_01_Introdução_com_Circuito_Piscar_LEDPlano_Aula_01_Introdução_com_Circuito_Piscar_LED
Plano_Aula_01_Introdução_com_Circuito_Piscar_LED
luggio9854
 
Que Pena Amor! Eugénio de Sá - Soneto.ppsx
Que Pena Amor! Eugénio de Sá - Soneto.ppsxQue Pena Amor! Eugénio de Sá - Soneto.ppsx
Que Pena Amor! Eugénio de Sá - Soneto.ppsx
Luzia Gabriele
 
Endereços — Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia - ...
Endereços — Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia - ...Endereços — Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia - ...
Endereços — Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia - ...
Falcão Brasil
 
Portfólio Estratégico da Marinha do Brasil (MB).pdf
Portfólio Estratégico da Marinha do Brasil (MB).pdfPortfólio Estratégico da Marinha do Brasil (MB).pdf
Portfólio Estratégico da Marinha do Brasil (MB).pdf
Falcão Brasil
 
Fotossíntese e respiração: conceitos e trocas gasosas
Fotossíntese e respiração: conceitos e trocas gasosasFotossíntese e respiração: conceitos e trocas gasosas
Fotossíntese e respiração: conceitos e trocas gasosas
MariaJooSilva58
 
Uma Breve História da Origem, Formação e Evolução da Terra
Uma Breve História da Origem, Formação e Evolução da TerraUma Breve História da Origem, Formação e Evolução da Terra
Uma Breve História da Origem, Formação e Evolução da Terra
Luiz C. da Silva
 

Último (20)

Organograma do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia...
Organograma do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia...Organograma do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia...
Organograma do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia...
 
Oceano, Fonte de Vida e Beleza Maria Inês Aroeira Braga.ppsx
Oceano, Fonte de Vida e Beleza Maria Inês Aroeira Braga.ppsxOceano, Fonte de Vida e Beleza Maria Inês Aroeira Braga.ppsx
Oceano, Fonte de Vida e Beleza Maria Inês Aroeira Braga.ppsx
 
gestão_de_conflitos_no_ambiente_escolar.pdf
gestão_de_conflitos_no_ambiente_escolar.pdfgestão_de_conflitos_no_ambiente_escolar.pdf
gestão_de_conflitos_no_ambiente_escolar.pdf
 
Slides Lição 3, CPAD, Rute e Noemi, Entrelaçadas pelo Amor.pptx
Slides Lição 3, CPAD, Rute e Noemi, Entrelaçadas pelo Amor.pptxSlides Lição 3, CPAD, Rute e Noemi, Entrelaçadas pelo Amor.pptx
Slides Lição 3, CPAD, Rute e Noemi, Entrelaçadas pelo Amor.pptx
 
O que é o programa nacional de alimentação escolar (PNAE)?
O que é  o programa nacional de alimentação escolar (PNAE)?O que é  o programa nacional de alimentação escolar (PNAE)?
O que é o programa nacional de alimentação escolar (PNAE)?
 
UFCD_7224_Prevenção de acidentes em contexto domiciliário e institucional_índ...
UFCD_7224_Prevenção de acidentes em contexto domiciliário e institucional_índ...UFCD_7224_Prevenção de acidentes em contexto domiciliário e institucional_índ...
UFCD_7224_Prevenção de acidentes em contexto domiciliário e institucional_índ...
 
Os Setores Estratégicos da END - O Setor Cibernético.pdf
Os Setores Estratégicos da END - O Setor Cibernético.pdfOs Setores Estratégicos da END - O Setor Cibernético.pdf
Os Setores Estratégicos da END - O Setor Cibernético.pdf
 
Organograma do Ministério da Defesa (MD).pdf
Organograma do Ministério da Defesa (MD).pdfOrganograma do Ministério da Defesa (MD).pdf
Organograma do Ministério da Defesa (MD).pdf
 
Portfólio Estratégico da Força Aérea Brasileira (FAB).pdf
Portfólio Estratégico da Força Aérea Brasileira (FAB).pdfPortfólio Estratégico da Força Aérea Brasileira (FAB).pdf
Portfólio Estratégico da Força Aérea Brasileira (FAB).pdf
 
Aviação de Asas Rotativas. Aos Rotores, o Sabre!.pdf
Aviação de Asas Rotativas. Aos Rotores, o Sabre!.pdfAviação de Asas Rotativas. Aos Rotores, o Sabre!.pdf
Aviação de Asas Rotativas. Aos Rotores, o Sabre!.pdf
 
A Guerra do Presente - Ministério da Defesa.pdf
A Guerra do Presente - Ministério da Defesa.pdfA Guerra do Presente - Ministério da Defesa.pdf
A Guerra do Presente - Ministério da Defesa.pdf
 
Festa dos Finalistas .
Festa dos Finalistas                    .Festa dos Finalistas                    .
Festa dos Finalistas .
 
Slides Lição 4, CPAD, O Encontro de Rute com Boaz, 3Tr24.pptx
Slides Lição 4, CPAD, O Encontro de Rute com Boaz, 3Tr24.pptxSlides Lição 4, CPAD, O Encontro de Rute com Boaz, 3Tr24.pptx
Slides Lição 4, CPAD, O Encontro de Rute com Boaz, 3Tr24.pptx
 
Desafio matemático - multiplicação e divisão.
Desafio matemático -  multiplicação e divisão.Desafio matemático -  multiplicação e divisão.
Desafio matemático - multiplicação e divisão.
 
Plano_Aula_01_Introdução_com_Circuito_Piscar_LED
Plano_Aula_01_Introdução_com_Circuito_Piscar_LEDPlano_Aula_01_Introdução_com_Circuito_Piscar_LED
Plano_Aula_01_Introdução_com_Circuito_Piscar_LED
 
Que Pena Amor! Eugénio de Sá - Soneto.ppsx
Que Pena Amor! Eugénio de Sá - Soneto.ppsxQue Pena Amor! Eugénio de Sá - Soneto.ppsx
Que Pena Amor! Eugénio de Sá - Soneto.ppsx
 
Endereços — Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia - ...
Endereços — Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia - ...Endereços — Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia - ...
Endereços — Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia - ...
 
Portfólio Estratégico da Marinha do Brasil (MB).pdf
Portfólio Estratégico da Marinha do Brasil (MB).pdfPortfólio Estratégico da Marinha do Brasil (MB).pdf
Portfólio Estratégico da Marinha do Brasil (MB).pdf
 
Fotossíntese e respiração: conceitos e trocas gasosas
Fotossíntese e respiração: conceitos e trocas gasosasFotossíntese e respiração: conceitos e trocas gasosas
Fotossíntese e respiração: conceitos e trocas gasosas
 
Uma Breve História da Origem, Formação e Evolução da Terra
Uma Breve História da Origem, Formação e Evolução da TerraUma Breve História da Origem, Formação e Evolução da Terra
Uma Breve História da Origem, Formação e Evolução da Terra
 

0002

  • 1. SEGURANÇA DE EMPILHADEIRA TST Alexandre Treinamento: Segurança no uso de Empilhadeira
  • 2. SEGURANÇA DE EMPILHADEIRA TST Alexandre Objetivos Sensibilizar os operadores de empilhadeira quanto a necessidade de neutralizar ao máximo a possibilidade de provocar acidentes. Adoção de procedimentos de rotina pautadas pelas normas de segurança. Cumprimento ao disposto na NR-11 da Port. 3214/78 MTb.
  • 3. SEGURANÇA DE EMPILHADEIRA TST Alexandre Empilhadeira - Conceito Veículo motorizado, utilizado no transporte, elevação e movimentação de cargas e materiais.
  • 4. SEGURANÇA DE EMPILHADEIRA TST Alexandre Empilhadeira - Atividades Deslocamento de cargas e materiais, tanto na horizontal como na vertical. Obs.: Outras utilizações, tais como, empurrar ou rebocar, só podem ser executadas com autorização e acompanhamento da supervisão.
  • 5. SEGURANÇA DE EMPILHADEIRA TST Alexandre Acessórios Faróis Buzina Catalisadores / Silenciadores Alerta sonoro de marcha-ré Retrovisores Giroflex Extintor de Incêndio
  • 6. SEGURANÇA DE EMPILHADEIRA TST Alexandre Manutenção Preventiva Carburadores / Injetoras / Rodagás Basculamento / Elevação Cabos e seus acessórios Direção Hidráulicos Freios Elétrica Painéis
  • 7. SEGURANÇA DE EMPILHADEIRA TST Alexandre Operador Pessoa habilitada e treinada, com conhecimento técnico e funcional do equipamento. É o responsável direto pela segurança da operação, pessoas e demais bens interligados a ela.
  • 8. SEGURANÇA DE EMPILHADEIRA TST Alexandre Inspeção Visual Antes de ligar o equipamento, o operador deve checar: Nível de óleo do motor Nível de óleo hidráulico Nível de óleo de freio Nível de combustível Nível de água radiador Vazamentos Danos visíveis Pressão dos pneus Retrovisores Extintores Cabos e correntes Água da bateria
  • 9. SEGURANÇA DE EMPILHADEIRA TST Alexandre Inspeção Funcional Antes de iniciar o turno de trabalho, o operador deve checar: Instrumentos do painel Buzina Faróis e lanternas Freios Controles hidráulicos Direção Controles de transmissão Embreagem Demais controles Combustível
  • 10. SEGURANÇA DE EMPILHADEIRA TST Alexandre Normas de Segurança para Op. de Empilhadeiras As normas constantes deste manual foram preparadas para orientar os operadores de empilhadeira no desenvolvimento de um trabalho correto e seguro. O seu cumprimento contribuirá para prevenção de acidentes nesta atividade, e é obrigatório para todos os operadores de guinchos. Lembre-se sempre, segurança é responsabilidade de todos !!!
  • 11. SEGURANÇA DE EMPILHADEIRA TST Alexandre Qualificação e treinamento Somente pessoas habilitadas (CNH), treinadas e aprovadas nos testes específicos podem ser autorizadas a dirigir empilhadeiras; Todos os operadores de empilhadeira devem ser submetidos à exames médicos específicos, e só poderão operar tais equipamentos se considerados aptos pelo médico.
  • 12. SEGURANÇA DE EMPILHADEIRA TST Alexandre Identificação do Operador Todos os operadores de equipamentos móveis de transporte (guinchos, empilhadeiras, pontes- rolantes) serão identificados por um crachá específico, que deverá constar nome, foto, tipo de equipamento autorizado a operar, prazo de validade, data e assinatura do emitente; O operador deverá ostentar o seu crachá em local visível para facilitar sua identificação.
  • 13. SEGURANÇA DE EMPILHADEIRA TST Alexandre Check - List Antes do início da jornada de trabalho, o operador deverá realizar uma inspeção visual no equipamento, devendo ser observados os itens a seguir descriminados. Toda e qualquer anomalia observada, nesta inspeção ou durante a operação, deverá ser comunicada de imediato à chefia. Comunique também a existência de outras situações de riscos, mesmo que fora de sua área de atuação:
  • 14. SEGURANÇA DE EMPILHADEIRA TST Alexandre Check - Inspeção Visual Antes de ligar o equipamento, o operador deve checar: Nível de óleo do motor Nível de óleo hidráulico Nível de óleo de freio Nível de combustível Nível de água radiador Vazamentos Danos visíveis Pressão dos pneus Retrovisores Extintores Cabos e correntes Água da bateria
  • 15. SEGURANÇA DE EMPILHADEIRA TST Alexandre Check - Inspeção Funcional Antes de iniciar o turno de trabalho, o operador deve checar: Instrumentos do painel Buzina Faróis e lanternas Freios Controles hidráulicos Direção Controles de transmissão Embreagem Demais controles Combustível
  • 16. SEGURANÇA DE EMPILHADEIRA TST Alexandre Abastecimento do Veículo Não é permitido fumar, acender fósforo ou usar qualquer tipo de chama durante o abastecimento; Conserve o motor desligado. O bico da mangueira deve ficar em contato direto com a boca do tanque; Verifique a tampa do tanque, esta deverá estar em boas condições; Lave quaisquer respingos de combustível antes de pôr o motor em funcionamento
  • 17. SEGURANÇA DE EMPILHADEIRA TST Alexandre Abastecimento do Veículo No abastecimento de veículos à gás: Feche a válvula do tanque e deixe o motor funcionar até parar completamente; Desligue a chave de ignição; Remova, com cuidado, a conexão de acoplamento; Retire o cilindro vazio e guarde-o em local apropriado; Coloque o cilindro cheio; Faça a conexão corretamente; Abra a válvula e, com espuma de sabão, certifique- se de que não há vazamentos; No fim de cada turno, feche a válvula e espere o
  • 18. SEGURANÇA DE EMPILHADEIRA TST Alexandre Manutenção Ao iniciar o turno de trabalho faça um checagem no veículo. Adote a utilização de um “check-list”; Qualquer defeito mecânico ou elétrico observado deve ser comunicado imediatamente à supervisão; Os consertos dos veículos são de responsabilidades da Manutenção. Portanto, não faça reparos no seu equipamento, salvo se devidamente autorizado; Sempre que tiver que deixar o veículo, abaixe as cargas (se houver), desça as garras até o solo, desligue o contato e puxe o freio. Engate a 1a. marcha e/ou calce as rodas se necessário.
  • 19. SEGURANÇA DE EMPILHADEIRA TST Alexandre Movimentação de Cargas Aproxime-se de frente para a carga; Avalie peso e demais condições da carga; Conheça a capacidade de seu equipamento; Verifique inclinação da torre. Fixe a carga adequadamente; Proceda o levantamento lentamente e com cuidado; Use marcha reduzida; Redobre a atenção ao trabalhar com ajudante.
  • 20. SEGURANÇA DE EMPILHADEIRA TST Alexandre Elevação de Cargas Certifique-se que há espaço suficientemente para levantar a carga, assim como para manobras; Tome cuidado especial com as instalações aéreas, tais como, tubulações de água, gás, elétricas, etc... Observe se a carga está segura, especialmente no caso de peças soltas; Levante a carga um pouco, se ela inclinar para um dos lados, abaixe-as e acerte o balanceamento; Não passe com a carga sobre pessoas e nem permita que elas passem sob a carga.
  • 21. SEGURANÇA DE EMPILHADEIRA TST Alexandre Trânsito com Cargas Tome cuidado especial com piso molhado, sujo de óleo ou irregular; Observe a altura das portas e passagens; Evite solavancos, partidas e freadas bruscas; Use marcha-ré sempre que estiver descendo rampas ou quando a carga impedir a visão à frente; Suba as rampas sempre de frente; Não erga ou abaixe a carga, nem incline a torre com o equipamento em movimento; Não faça manobras em rampas.
  • 22. SEGURANÇA DE EMPILHADEIRA TST Alexandre Circulação Circule com a carga a uma altura próxima ao solo; Diminua a velocidade e buzine ao se aproximar de cruzamentos ou esquinas sem visão; Pare e buzine ao atravessar portas e cruzamentos. Use a buzina como alerta e somente quando necessário, evitando assustar os pedestres; Respeite a velocidade máxima de 10 Km/h; Jamais use a “banguela”; Só proceda a reversão com o veículo completamente parado; Conserve as mãos firmes no volante e não coloque braços e pernas para fora do veículo;
  • 23. SEGURANÇA DE EMPILHADEIRA TST Alexandre Emergências / Incêndios Saiba como agir em casos de emergência; Ao ouvir alarme de incêndio, encoste o veículo em local seguro, deixando a passagem livre; Não obstrua os equipamentos de emergência, tais como hidrantes, extintores, macas e corredores; Conheça o manejo dos extintores de incêndio; Nos casos de princípio de incêndio no veículo, peça ajuda e inicie o combate às chamas utilizando o extintor próprio ou outro adequado (pó ou CO2 ); Evite incêndios, não fume dirigindo.
  • 24. SEGURANÇA DE EMPILHADEIRA TST Alexandre Equipamentos de Proteção Individual - E.P.I. A empresa fornece, orienta, treina e exige o uso de todos os EPI necessários à função. Use-os corretamente. Os tipos mais comumentes utilizados por operadores de empilhadeiras são: Capacete; Luvas; Óculos; Protetores Auriculares; Botinas com biqueira de aço; Capa de chuva; O não uso do EPI constitui falta, passível portanto de punicão.
  • 25. SEGURANÇA DE EMPILHADEIRA TST Alexandre Regras Gerais Observe os sinais de tráfego e dê preferência de passagens aos pedestres; Não passe sobre mangueiras de ar ou fios elétricos deixados no chão; Conheça os limites de resistência do piso da área onde estiver operando; Comunique a existência de situações de riscos, mesmo que fora de sua área de atuação; Sempre estacione o veículo em local plano. Se por motivo maior estacionar em terreno acidentado, calce as rodas, trave os freios e deixe-o engatado.
  • 26. SEGURANÇA DE EMPILHADEIRA TST Alexandre Regras Gerais Não dirija com as mãos ou o solado do sapato impregnados de óleo ou graxa; Nunca suspenda ou desça pessoas com a empilhadeira Não dê caronas; Não permita brincadeiras junto ao veículo e a carga que estiver movimentando; Ajuste o assento e retrovisores à sua estrutura antes de movimentar seu veículo; Informe seu superior imediato sempre que seu EPI estiver danificado e solicite a troca.
  • 27. SEGURANÇA DE EMPILHADEIRA TST Alexandre Conclusão Lembre-se: “Qualquer um pode dirigir e operar uma empilhadeira, mas somente operadores treinados consegue faze-lo com segurança”.