SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 29
O que é a informática ?
É a ciência que permite o tratamento
automático da Informação, utilizando para
o efeito dispositivos eletrónicos



INFOR MAÇÃO              AUTO MÁTICA
Introdução às tecnologias da informação.

 1. Introdução às tecnologias da informação.
 2. Constituição   genérica de   um    sistema
    informático.
 3. O conceito de Hardware e de Software.
 4. Os dispositivos de entrada (input) e saída
    (output).
Introdução às tecnologias da informação.
As tecnologias da informação são:
  Os dispositivos eletrónicos que fazem o tratamento,
   armazenamento e a comunicação da informação.

  Responsáveis pela execução de cálculos e tarefas
   complexas em curto espaço de tempo.

  Uma maneira de organizar e selecionar a informação
   pretendida em tempo útil.

  Uma forma de poder comunicar a longa distancia em
   tempo real.
FATORES COMUNS

  Funções Principais:
  Comunicação, Transmissão, receção de Informação e Armazenamento

  Como funcionam:

   Hardware  Parte física do computador  Equipamento.

   Software  Parte lógica do computador. É o que faz o Hardware funcionar 
    Sistema Operativo e outros programas.


  Variáveis a considerar na escolha de um Sistema Informático:
                 Objetivos de utilização
                 Tipo de equipamento                                Hardware
                 Tipo de Comunicação                                Software
                 Velocidade de Processamento de Informação
                 Memória e Armazenamento de Informação
                 Dimensão e Qualidade do monitor
O CONCEITO DE HARDWARE E DE SOFTWARE
   HARDWARE
   Parte física de um Sistema Informático.
   Conjunto dos componentes físicos que constituem o computador.
   Tudo que é visível e palpável.


   SOFTWARE

   Parte lógica de um Sistema Informático

   Programa de computador - um programa de computador é um conjunto
   de instruções que diz ao computador exatamente o que deve fazer.
ESQUEMA DE FUNCIONAMENTO GENÉRICO DE UM SISTEMA INFORMÁTICO




                               CPU
    PERIFÉRICOS DE                           PERIFÉRICOS DE
                         UNIDADE CENTRAL
       ENTRADA                                    SAÍDA
                               DE
                         PROCESSAMENTO       OS NOVOS DADOS
      OS DADOS SÃO                              DEPOIS DE
  INTRODUZIDOS ATRAVÉS                      PROCESSADOS SÃO
    DOS PERIFÉRICOS DE                      ENVIADOS PARA OS
         ENTRADA                           PERIFÉRICOS DE SAÍDA
                            MEMÓRIAS
        INPUT                                   OUTPUT
UM SISTEMA INFORMÁTICO




   Um sistema informático pessoal, incluindo alguns dos periféricos mais vulgares.
                                     Formador: Emídio Fernandes                      8
ESTRUTURA E FUNCIONAMENTO DE UM COMPUTADOR

      Componentes Principais:

  •   1 – Monitor
  •   2 – Placa-mãe (Motherboard)
  •   3 – Processador
  •   4 – Memória RAM
  •   5 – Slots de expansão
  •   6 – Fonte de alimentação
  •   7 – Drive de CD/DVD
  •   8 – Disco rígido
FUNÇÕES DOS COMPONENTES BÁSICOS

 Para um tratamento adequado dos dados e para a execução de
 suas tarefas de forma organizada e segura, o computador
 precisa de uma arquitetura que, além de estabelecer seus
 componentes básicos, determina os seus objetivos e o
 funcionamento do conjunto de suas partes.

 A Unidade Central de Processamento ou CPU

 É um circuito integrado.

 contém os seguintes componentes:
   - a unidade de controle;
   - a unidade aritmética e lógica;
   - a memória interna ou principal do computador.
A CPU é o “cérebro”, ou o centro nervoso do computador,
porque controla ou gere todas as suas operações, através da
unidade de aritmética e lógica, e armazena os dados e
instruções na memória interna.

  A Unidade de Controle gere todas as operações executadas
pelo computador, sob a direção de um programa armazenado.
  Primeiro ele determina que a instrução seja executada pelo
computador, depois procura essa instrução na memória interna
e a interpreta. A instrução é, então, executada por outras
unidades do computador, sob sua direção.

   A Unidade de Aritmética e Lógica, também chamada de
Unidade Lógica e Aritmética (ULA) ou (ALU), do inglês Aritmetic
and Logic Unit, executa as operações aritméticas e lógicas
dirigidas pela Unidade de Controle. Operações lógicas são, de
forma simples, a habilidade de comparar coisas para tomada de
decisão.
MEMÓRIA
A memória de um computador pode ser classificada segundo esta
hierarquia:

Memória Principal: nela o processador central do computador busca
as instruções necessárias para executar e armazena os dados do
processamento.




Memória Secundária: usada para segmentos inativos de programas e
arquivos de dados que são trazidos à memória principal quando
necessário.
  O processador central só executa as instruções e processa os dados
que esteja na memória principal. A memória secundária é usada para
organização de arquivos de dados históricos ou dados não necessários
no momento para processamento.
A Memória Interna ou Principal
 É um dispositivo para armazenar dados e instruções. Ela é usada para
 desempenhar as seguintes funções:

 •   Armazenar o conjunto de instruções a ser executado, ou seja, o
     programa em si;
 •   Armazenar os dados de entrada até que sejam solicitados para o
     processamento;
 •   Armazenar dados intermediários de processamento e servir como área
     de trabalho;
 •   Armazenar os dados de saída que são o resultado do processamento
     dos dados de entrada;
 RAM (RANDOM ACCESS MEMORY)
  É usada para armazenamento temporário de dados ou instruções. A
  memória RAM é volátil – ao desligarmos o equipamento perdem-se as
  informações.
   A capacidade da RAM do equipamento é vital, pois determina o número de
   instruções e a quantidade dos dados armazenados a cada vez para um
   processamento.

 ROM(READY ONLY MEMORY)
  É usada para armazenar instruções e/ou dados permanentes ou
  raramente alterados.
UNIDADE DE MEMÓRIA
    Os computadores processam as informações através de circuitos
 elétricos, que em uma combinação de liga-desliga, faz com que os dados
 sejam codificados e entendidos pela máquina.

   Bit – é a menor unidade de informação de um sistema informático.
 BIT é a contração do termo Binary Digit, que significam digito binário,
 onde só podem assumir o estado 0 (ligado) ou 1(desligado).
   Byte – é o conjunto de 8 bits, capaz de representar um caractere ou
 uma informação.
    KiloByte – é o equivalente a 1.024 bytes e é representado pela
 inicial KB.
   MegaByte – equivale a 1.024 KB ou aproximadamente um milhão
 de caracteres (1.024 x 1.024 = 1.048.576). É representado pelas iniciais
 MB.
    GigaByte – representado por GB, equivale a 1.024 MB ou
 aproximadamente 1 bilião de caracteres (1.024 x 1.048.576 =
 1.073.741.824).
   TeraByte - – representado por TB, equivale a 1.024 GB
DISPOSITIVOS DE ENTRADA E SAÍDA
  Nas pessoas, a troca de informações com o exterior é feita através
dos sentidos: através deles – paladar, olfato, audição, tato e visão –
percebemos o mundo. Eles são nossas entradas (INPUT) de dados.
   Nossa saída de dados (OUTPUT) ocorre através da fala, gestos,
escrita, atitudes, etc. No computador, para executar estas funções
existem equipamentos de entrada e saída de dados.
   Dependendo do meio onde se encontra um dado (disco, fita, etc.),
precisamos de um equipamento específico para atendê-lo, tratá-lo,
etc. Cada equipamento de entrada e saída é especialista no trato de
um determinado meio físico de armazenamento de dados.
   Dentro da CPU tudo ocorre segundo a aritmética binária utilizando-
se somente os símbolos 0 e 1. Cabe ao equipamento de entrada/saída
de dados fazer a tradução para o sistema binário em relação aos
diversos meios físicos de armazenamento de dados.
  Dessa forma devemos entender de teclado de um terminal como um
equipamento de entrada de dados que traduz cada tecla pressionada
numa configuração de “zeros” e “uns” correspondentes ao caractere
que representa.
TECLADO – (ENTRADA)




   É semelhante a uma máquina de escrever e serve para
introduzir dados através de caracteres. Normalmente o que é
digitado vai aparecendo no vídeo (monitor). A posição que irá
receber o próximo caractere a ser digitado é indicada no monitor
por um cursor (|).

 O que difere o teclado de uma
máquina de datilografia?
Apaga o texto à Direita da posição          Sinalização de Teclas Ativas:
TECLADO                    Apaga o texto à Esquerda da
                                                               do Cursor ou Elimina Pastas ou
                           posição do Cursor                                                                NumLock, CAPSLock, Scroll
                                                               Arquivos seleccionados
                                                                                                                      Lock

 Esc

                                  Teclas de Funções                                                                  1      A
                                                                                                             Page    Num
                                                                                           Ins      Home
                                                                                                             UP      Lock                  -
                                                                                                             Page
                                                                                           Del      End      Down
                                                                                                                                           +

                                                                  -
                                                                  +
                                                                                                                                 Del
                          Barra de Espaços                                                                                       ete




         Quando usada com outra Tecla:
         Escreve o Texto em Maiúsculas ou
         Selecciona o símbolo indicado no
                                                                                                               Teclado Numérico
                                                                  Tecla Enter
         cimo da Tecla
                                                Executa acções ou Quebras de linha num texto
         Activando CAPSLock todo o texto será
         escrito em Maiúsculas                                                 Teclas Movimentação cursor
       A tecla Ctrl serve para a execução de
       comandos de controle dos programas que o
       utilizador está a usar.
ESC – tecla que cancela comandos;
F1 a F12 – são as teclas de funções (armazenam comandos de operações em seu
interior);
TAB – tecla de tabulação;
CAPS LOCK – ativa/desativa a escrita maiúscula;
SHIFT – inverte o tipo de escrita do modo CAPS LOCK, isto é, quando Caps Lock
estiver ativado, pressionando a tecla Shift + tecla alfabética, têm-se o caractere
em minúsculo; quando o Caps Lock estiver desativado, o caractere será
maiúsculo. O modo de operação difere pelo fato de que a tecla Shift só funciona
enquanto estiver pressionada;
CTRL – são teclas de controle e de comandos especiais. Só funciona em conjunto
com outra tecla, definindo sua função desejada;
ALT – funciona do mesmo modo que tecla CTRL, ou seja, em conjunto com uma
outra tecla qualquer;
PRINT SCREEN – tecla que comanda a impressão das informações ativas na tela
do monitor;
SCROLL LOCK – desloca tela no vídeo, para cima e para baixo;
BACKSPACE – tecla que retorna o cursor uma posição à esquerda da linha de
trabalho, deletando as informações ali existentes;
INSERT – tecla que permite a substituição de caracteres em um texto;
DELETE – apaga caracteres à direita do cursor;
HOME – desloca o cursor par o início da linha de trabalho;
END – desloca o cursor para o fim da linha de trabalho;
PAGE UP – retorna uma tela de vídeo;
PAGE DOWN – avança uma tela de vídeo;
NUM LOCK – alterna as funções do teclado numérico – quando Num
Lock estiver ativado, o teclado responde com números, estando
desativado, o teclado responde com comandos especiais;
ENTER – força uma quebra de linha/parágrafo no texto ou finaliza
uma ordem de execução de comando efetuado;
PAUSE – (muito utilizado com o sistema MS-DOS) permite efetuar
uma pausa em determinada atividade do computador (impressão,
listagem de dados e etc.).
No teclado podemos executar outros comandos e
funções quando acionamos duas ou mais teclas
simultaneamente    (ex.:  apertando as  teclas
CTRL+ALT+DEL, comandamos um BOOT forçado do
computador que estamos trabalhando.




   No teclado podemos executar outros comandos e funções
quando acionamos duas ou mais teclas simultaneamente (ex.:
apertando as teclas CTRL+ALT+DEL, comandamos um BOOT
forçado do computador que estamos trabalhando.
   Move o cursor (geralmente no formato de uma seta) na tela
para ativar comandos, em programas gráficos serve de lápis,
pincel, etc.
RATO (MOUSE) - (ENTRADA)



   Termos usados:

    Clicar;
    Clicar duas vezes;
    Clicar com o botão direito;
    Arrastar e soltar.




                                   Formador: Emídio Fernandes   21
IMPRESSORA – (SAÍDA)
   Utilizada para a impressão de relatórios e documentos em geral. Estas
informações são as contidas na memória do computador ou armazenadas em
meios secundários (ex.: HD ou disquete).
   Algumas impressoras mais usadas:
   - Matricial: Estas impressoras trabalham sobre uma matriz de agulhas que
pressionam uma fita tintada sobre o papel. A velocidade é calculada em cps
(caracteres por segundo). Utilizada em áreas onde não se precisa de
qualidade na impressão, na maioria dos casos em serviços internos.
   - Jato de tinta: Nesta impressora cada caractere é desenhado sobre uma
matriz de pontos, as informações são transferidas para um cartucho que
possui orifícios, por onde a tinta é acionada por impulsos elétricos. Velocidade
– ppm (página por minuto).
   - Laser: O processo de impressão é semelhante ao das fotocopiadoras. A
página é projetada inteira em um cilindro e depois para o papel. Utiliza o toner
como fonte de impressão. Sua velocidade também é medida na forma – ppm
(página por minuto).
   - Térmica: Utiliza a sensibilidade do papel térmico gerado pelo
aquecimento de agulha de impressão. Este tipo de tecnologia é usado na
maioria dos fax similares no mercado. Tem como desvantagem em relação às
outras, o fato de que os dados por ela impressos desaparecem com o tempo.
IMPRESSORAS

     Matriciais : Baixa qualidade, barulhentas, económicas.



      Jato de tinta :Orifícios borrifam tinta de secagem rápida. Boa qualidade.

      Multifunções - Impressora, Scaner, Fax, Fotocopiadora.




        Laser – Rápida, silenciosa, qualidade excelente.



        Ploter - Impressora de grande formato.
UNIDADE (DRIVE) DE DISCO RÍGIDO – (ENTRADA E SAÍDA)
   Este dispositivo pode servir tanto para entrada
 como para saída de dados. É conhecido também por
 HD (Hard Disk), discos fixos ou residente.
    Seu funcionamento é semelhante aos discos
 flexíveis (disquete). São utilizados para armazenar
 grande volume de informações. São neles também
 que são instalados os sistemas operacionais que
 gerem a máquina.


UNIDADE (DRIVE) DE CD ROM / DVD – (ENTRADA)
    Estes dispositivos possuem grande capacidade
  de armazenamento e possibilitam um acesso a
  dados muito rápido.
     É comum encontrar discos de CD-ROM com
  bibliotecas    de     imagens,    fotografias,
  enciclopédias, obras literárias ou mesmo
  servindo como backup de grandes empresas.
• UNIDADE DE CD-R / DVD – (ENTRADA E SAÍDA)


  O que diferencia um CD-R do drive de CD-ROM é
justamente a capacidade de gravar discos de CD.

  Temos também outras tecnologias como CDRW / DVDRW
(grava e regrava), além do DVD, outro tipo de mídia com alta
capacidade armazenamento de dados.
OUTROS PERIFÉRICOS
   * Leitor de Código de Barra – (Entrada): Consiste em um sistema que lê
opticamente o código de barras e o transforma em um número para o computador
processar.
   * Leitor de cartões – (Entrada): Consiste em um sistema que lê cartões
perfurados, gabaritos de provas, cartões magnéticos de bancos e etc.
  * Caneta ótica – (Entrada): É usada diretamente na tela do computador.
   * Scanner – (Entrada): Serve para capturar imagens e codificar em pontos na
tela do computador. Pode ser monocromático (tons cinza) ou colorido, de mão ou de
mesa. A medida de qualidade de um scanner é feita em pontos por polegada (DPI),
ou seja, quanto maior o número de pontos por polegada, melhor será sua definição.
   * Plotter – (Saída): São traçadores gráficos, que conseguem produzir gráficos e
desenhos criados em programas específicos com extrema nitidez e precisão.
   * Fax-Modem – (Entrada e Saída): Pode enviar e receber fax permite o acesso a
outros micros via linha telefônica. O mais importante a ser considerado é a velocidade
de transmissão de dados, que é calculada em bps (bits por segundo) – 28.800 bps são
considerados uma boa velocidade. Pode também ser usado como meio de acesso a
grande rede de computadores (internet).
  * Kit Multimídia - Os periféricos que compõem este kit consistem:
  Drive de CD-ROM (Entrada) - Placa de Som (Saída), - Microfone (Entrada).
COMPONENTES EXTERNOS




      O Rato
                                     Monitor




                           Scanner

              Teclado
                                     Câmara para captação de imagens


    Leitor Código Barras
DISPOSITIVOS DE ARMAZENAMENTO

 Num sistema informático, a quantidade de dados a processar é enorme, havendo
 necessidade de os armazenar tanto por pouco tempo, como por períodos de tempo
 mais alargados. Em particular, o processador necessita de dispor de dados a alta
 velocidade para efectuar o processamento. Por outro lado, um longo texto ou um filme
 poderá estar armazenado no computador por longos períodos até que seja necessário.
 Para fazer face às necessidades, existem então os tipos de dispositivos que indicamos
 seguidamente.


                                                          Disco Rígido




   Unidades de Armazenamento Amovível




                                       Formador: Emídio Fernandes                        28
CUIDADOS COM OS EQUIPAMENTOS INFORMÁTICOS

  1.   Evitar colocar panos e toalhas sobre o computador.
  2.    Não deixe o computador perto de dispositivos que gerem muito calor.
  3.   Evitar desligar aparelhos puxando-os pelos fios e não pelos conectores.
  4.   Evitar ligar e desligar o computador várias vezes durante o dia.
  5.   Evite imagens paradas no monitor por muito tempo para não desgastar o
       fósforo presente na tela do monitor . Caso contrário, o monitor poderá
       ficar com marcas.
  6.   Não trabalhe com brilho excessivo na tela.
  7.   Evite colocar o computador em locais que dificultem a passagem dos fios
  8.   Água e calor são inimigos do computador.
  9.   Em caso de ausência prolongada, deverá desligar da corrente elétrica
       todos os equipamentos.
  10. Evitar (nos portáteis) cargas parciais

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Apresentação do Teclado e Mouse
Apresentação do Teclado e MouseApresentação do Teclado e Mouse
Apresentação do Teclado e MouseFraan Bittencourt
 
Periféricos - Curso de Informática
Periféricos - Curso de InformáticaPeriféricos - Curso de Informática
Periféricos - Curso de InformáticaLeandro Martins
 
Funções do Teclado
Funções do TecladoFunções do Teclado
Funções do TecladoCris Silva
 
Conhecendo o Computador e seus Periféricos
Conhecendo o Computador e seus PeriféricosConhecendo o Computador e seus Periféricos
Conhecendo o Computador e seus Periféricoskcugik
 
Informática Básica - Aula 06 - Utilitários e Ferramentas do Sistema
Informática Básica - Aula 06 - Utilitários e Ferramentas do SistemaInformática Básica - Aula 06 - Utilitários e Ferramentas do Sistema
Informática Básica - Aula 06 - Utilitários e Ferramentas do SistemaJoeldson Costa Damasceno
 
1ª aula introdução a informática
1ª aula introdução a informática1ª aula introdução a informática
1ª aula introdução a informáticasocrahn
 
Introdução à Informática
Introdução à InformáticaIntrodução à Informática
Introdução à InformáticaFabio Marques
 
Apresentação do computador
Apresentação do computadorApresentação do computador
Apresentação do computadorIuri Matos
 
Os componentes do hardware do computador
Os componentes do hardware do computadorOs componentes do hardware do computador
Os componentes do hardware do computadorguest1a77ff
 
Aulas iniciais de informática 1
Aulas iniciais de informática 1Aulas iniciais de informática 1
Aulas iniciais de informática 1diasferraciolli
 
Aula 01 - Sistemas Operacionais - Windows 10
Aula 01 - Sistemas Operacionais - Windows 10Aula 01 - Sistemas Operacionais - Windows 10
Aula 01 - Sistemas Operacionais - Windows 10LucasMansueto
 
A evolução dos computadores
A evolução dos computadoresA evolução dos computadores
A evolução dos computadoresSusannah18
 
Geração dos computadores
Geração dos computadoresGeração dos computadores
Geração dos computadoresIEFP-Porto
 
Apostila parte 1 informatica basica pdf
Apostila parte 1   informatica basica pdfApostila parte 1   informatica basica pdf
Apostila parte 1 informatica basica pdfJohnAguiar11
 

Mais procurados (20)

Apresentação do Teclado e Mouse
Apresentação do Teclado e MouseApresentação do Teclado e Mouse
Apresentação do Teclado e Mouse
 
Apresentação partes do computador
Apresentação partes do computadorApresentação partes do computador
Apresentação partes do computador
 
Informática básica-supera-cursos
Informática básica-supera-cursosInformática básica-supera-cursos
Informática básica-supera-cursos
 
Periféricos - Curso de Informática
Periféricos - Curso de InformáticaPeriféricos - Curso de Informática
Periféricos - Curso de Informática
 
Funções do Teclado
Funções do TecladoFunções do Teclado
Funções do Teclado
 
Inf basica modulo2
Inf basica modulo2Inf basica modulo2
Inf basica modulo2
 
A história do computador
A história do computadorA história do computador
A história do computador
 
Conhecendo o Computador e seus Periféricos
Conhecendo o Computador e seus PeriféricosConhecendo o Computador e seus Periféricos
Conhecendo o Computador e seus Periféricos
 
Informática Básica - Aula 06 - Utilitários e Ferramentas do Sistema
Informática Básica - Aula 06 - Utilitários e Ferramentas do SistemaInformática Básica - Aula 06 - Utilitários e Ferramentas do Sistema
Informática Básica - Aula 06 - Utilitários e Ferramentas do Sistema
 
1ª aula introdução a informática
1ª aula introdução a informática1ª aula introdução a informática
1ª aula introdução a informática
 
Introducao a informatica
Introducao a informaticaIntroducao a informatica
Introducao a informatica
 
Introdução à Informática
Introdução à InformáticaIntrodução à Informática
Introdução à Informática
 
Apresentação do computador
Apresentação do computadorApresentação do computador
Apresentação do computador
 
Os componentes do hardware do computador
Os componentes do hardware do computadorOs componentes do hardware do computador
Os componentes do hardware do computador
 
Informática Básica - Aula 03 - Hardware
Informática Básica - Aula 03 - HardwareInformática Básica - Aula 03 - Hardware
Informática Básica - Aula 03 - Hardware
 
Aulas iniciais de informática 1
Aulas iniciais de informática 1Aulas iniciais de informática 1
Aulas iniciais de informática 1
 
Aula 01 - Sistemas Operacionais - Windows 10
Aula 01 - Sistemas Operacionais - Windows 10Aula 01 - Sistemas Operacionais - Windows 10
Aula 01 - Sistemas Operacionais - Windows 10
 
A evolução dos computadores
A evolução dos computadoresA evolução dos computadores
A evolução dos computadores
 
Geração dos computadores
Geração dos computadoresGeração dos computadores
Geração dos computadores
 
Apostila parte 1 informatica basica pdf
Apostila parte 1   informatica basica pdfApostila parte 1   informatica basica pdf
Apostila parte 1 informatica basica pdf
 

Destaque

Introdução à Educação Digital NTE 10
Introdução à Educação Digital NTE 10Introdução à Educação Digital NTE 10
Introdução à Educação Digital NTE 10mariaclarete
 
Teclado- ESTUDO DAS TECLAS E FUNÇÕES BÁSICAS
Teclado- ESTUDO DAS TECLAS E FUNÇÕES BÁSICASTeclado- ESTUDO DAS TECLAS E FUNÇÕES BÁSICAS
Teclado- ESTUDO DAS TECLAS E FUNÇÕES BÁSICASProfessora Luana
 
Trabalho sobre periféricos de entrada, saída, entrada e de entrada saída
Trabalho sobre periféricos de entrada, saída, entrada e de entrada saídaTrabalho sobre periféricos de entrada, saída, entrada e de entrada saída
Trabalho sobre periféricos de entrada, saída, entrada e de entrada saídaTaniabastos15
 
Para que serve o aplicativo:windows media player
Para que serve o aplicativo:windows media playerPara que serve o aplicativo:windows media player
Para que serve o aplicativo:windows media playerbrandon2310
 
Tic estrutura e funcionamendo do computador
Tic  estrutura e funcionamendo do computadorTic  estrutura e funcionamendo do computador
Tic estrutura e funcionamendo do computadorRaquel Costa
 
AE Tondela TIC 7ano apresentação 2
AE Tondela TIC 7ano apresentação 2AE Tondela TIC 7ano apresentação 2
AE Tondela TIC 7ano apresentação 2João Leal
 
MOOC: Towards a Discourse on Higher Education Change
MOOC: Towards a Discourse on Higher Education ChangeMOOC: Towards a Discourse on Higher Education Change
MOOC: Towards a Discourse on Higher Education ChangeJoão Leal
 
Hardware e software conceitos
Hardware e software conceitosHardware e software conceitos
Hardware e software conceitosDanilo Vilanova
 
Conceitos BáSicos
Conceitos BáSicosConceitos BáSicos
Conceitos BáSicosNuno Antunes
 
Principais teclas do teclado do computador
Principais teclas do teclado do computadorPrincipais teclas do teclado do computador
Principais teclas do teclado do computadorMarcio Luiz
 
Hardware y Software - Impresora
Hardware y Software - ImpresoraHardware y Software - Impresora
Hardware y Software - ImpresoraAlejandra Sayago
 
Tics,Hardware Y Software
Tics,Hardware Y SoftwareTics,Hardware Y Software
Tics,Hardware Y SoftwareLuis Ruiz
 
Vantagens E Desvantagens Do Computador
Vantagens E Desvantagens Do ComputadorVantagens E Desvantagens Do Computador
Vantagens E Desvantagens Do Computadordjscon
 
AE Tondela TIC 7ano apresentação 1
AE Tondela TIC 7ano apresentação 1AE Tondela TIC 7ano apresentação 1
AE Tondela TIC 7ano apresentação 1João Leal
 
Hardware, Software y TICs
Hardware, Software y TICsHardware, Software y TICs
Hardware, Software y TICsJeckson Loza
 

Destaque (20)

Introdução à Educação Digital NTE 10
Introdução à Educação Digital NTE 10Introdução à Educação Digital NTE 10
Introdução à Educação Digital NTE 10
 
Teclado- ESTUDO DAS TECLAS E FUNÇÕES BÁSICAS
Teclado- ESTUDO DAS TECLAS E FUNÇÕES BÁSICASTeclado- ESTUDO DAS TECLAS E FUNÇÕES BÁSICAS
Teclado- ESTUDO DAS TECLAS E FUNÇÕES BÁSICAS
 
Trabalho sobre periféricos de entrada, saída, entrada e de entrada saída
Trabalho sobre periféricos de entrada, saída, entrada e de entrada saídaTrabalho sobre periféricos de entrada, saída, entrada e de entrada saída
Trabalho sobre periféricos de entrada, saída, entrada e de entrada saída
 
Para que serve o aplicativo:windows media player
Para que serve o aplicativo:windows media playerPara que serve o aplicativo:windows media player
Para que serve o aplicativo:windows media player
 
Tic estrutura e funcionamendo do computador
Tic  estrutura e funcionamendo do computadorTic  estrutura e funcionamendo do computador
Tic estrutura e funcionamendo do computador
 
AE Tondela TIC 7ano apresentação 2
AE Tondela TIC 7ano apresentação 2AE Tondela TIC 7ano apresentação 2
AE Tondela TIC 7ano apresentação 2
 
MOOC: Towards a Discourse on Higher Education Change
MOOC: Towards a Discourse on Higher Education ChangeMOOC: Towards a Discourse on Higher Education Change
MOOC: Towards a Discourse on Higher Education Change
 
Hardware e software conceitos
Hardware e software conceitosHardware e software conceitos
Hardware e software conceitos
 
Conceitos de tic
Conceitos de ticConceitos de tic
Conceitos de tic
 
Conceitos BáSicos
Conceitos BáSicosConceitos BáSicos
Conceitos BáSicos
 
Principais teclas do teclado do computador
Principais teclas do teclado do computadorPrincipais teclas do teclado do computador
Principais teclas do teclado do computador
 
Aula 01 limites e continuidade
Aula 01   limites e continuidadeAula 01   limites e continuidade
Aula 01 limites e continuidade
 
Hardware y Software - Impresora
Hardware y Software - ImpresoraHardware y Software - Impresora
Hardware y Software - Impresora
 
Conhecendo os componentes de hardware
Conhecendo os componentes de hardwareConhecendo os componentes de hardware
Conhecendo os componentes de hardware
 
Tics,Hardware Y Software
Tics,Hardware Y SoftwareTics,Hardware Y Software
Tics,Hardware Y Software
 
Vantagens E Desvantagens Do Computador
Vantagens E Desvantagens Do ComputadorVantagens E Desvantagens Do Computador
Vantagens E Desvantagens Do Computador
 
Elementos de hardware
Elementos de hardwareElementos de hardware
Elementos de hardware
 
AE Tondela TIC 7ano apresentação 1
AE Tondela TIC 7ano apresentação 1AE Tondela TIC 7ano apresentação 1
AE Tondela TIC 7ano apresentação 1
 
Ensayo tics
Ensayo ticsEnsayo tics
Ensayo tics
 
Hardware, Software y TICs
Hardware, Software y TICsHardware, Software y TICs
Hardware, Software y TICs
 

Semelhante a O que é a informática

02 hardware e software
02   hardware e software02   hardware e software
02 hardware e softwaremorgannaprata
 
Introdução de informática
Introdução de informáticaIntrodução de informática
Introdução de informáticaNguyễn Dũng
 
Introdução a informática jessicafernandes-turma2012-polopinheiral
Introdução a informática jessicafernandes-turma2012-polopinheiralIntrodução a informática jessicafernandes-turma2012-polopinheiral
Introdução a informática jessicafernandes-turma2012-polopinheiralJéssica Cristina Cardoso Fernandes
 
1aulaintroduoainformtica-100929151413-phpapp01.pdf
1aulaintroduoainformtica-100929151413-phpapp01.pdf1aulaintroduoainformtica-100929151413-phpapp01.pdf
1aulaintroduoainformtica-100929151413-phpapp01.pdfMaicksinhoTeclas
 
1aulaintroduoainformtica 100929151413-phpapp01
1aulaintroduoainformtica 100929151413-phpapp011aulaintroduoainformtica 100929151413-phpapp01
1aulaintroduoainformtica 100929151413-phpapp01Kisley Dawlen
 
8 d 20_mariana pereira_19_marco morais_tic (2)
8 d 20_mariana pereira_19_marco morais_tic (2)8 d 20_mariana pereira_19_marco morais_tic (2)
8 d 20_mariana pereira_19_marco morais_tic (2)Mariana Pereira
 
03 FTI Hardware e Software-atualizado.pdf
03 FTI Hardware e Software-atualizado.pdf03 FTI Hardware e Software-atualizado.pdf
03 FTI Hardware e Software-atualizado.pdfEduardoHernandes9
 
Proinfo informatica basica_14_05
Proinfo informatica basica_14_05Proinfo informatica basica_14_05
Proinfo informatica basica_14_05natanael_queiroz
 
Ádria e Francinaldo.pptx
Ádria e Francinaldo.pptxÁdria e Francinaldo.pptx
Ádria e Francinaldo.pptxYanSidnio
 
Curso de Informatica Básica - Noções básicas de um computador
Curso de Informatica Básica - Noções básicas de um computadorCurso de Informatica Básica - Noções básicas de um computador
Curso de Informatica Básica - Noções básicas de um computadorPerondi15
 
Infomática básica para concursos hardware e software
Infomática básica para concursos   hardware e softwareInfomática básica para concursos   hardware e software
Infomática básica para concursos hardware e softwarecomopassaremconcurso.com.br
 
Windows7educacao brz-web
Windows7educacao brz-webWindows7educacao brz-web
Windows7educacao brz-webPatibcosta
 
O computador e seu funcionamento
O computador e seu funcionamentoO computador e seu funcionamento
O computador e seu funcionamentoJackerCastilho
 
Módulo Informática - Ciclo Básico
Módulo Informática - Ciclo BásicoMódulo Informática - Ciclo Básico
Módulo Informática - Ciclo Básicorichard_romancini
 
MANUAL DE INFORMÁTICA 1.1 - NDALOVICH AUFICO.pptx
MANUAL DE INFORMÁTICA 1.1 - NDALOVICH AUFICO.pptxMANUAL DE INFORMÁTICA 1.1 - NDALOVICH AUFICO.pptx
MANUAL DE INFORMÁTICA 1.1 - NDALOVICH AUFICO.pptxJomarRich
 
Tipos de computador hardwares - softwares
Tipos de computador   hardwares - softwaresTipos de computador   hardwares - softwares
Tipos de computador hardwares - softwaresjlv08
 

Semelhante a O que é a informática (20)

02 hardware e software
02   hardware e software02   hardware e software
02 hardware e software
 
Introdução de informática
Introdução de informáticaIntrodução de informática
Introdução de informática
 
Introdução a informática jessicafernandes-turma2012-polopinheiral
Introdução a informática jessicafernandes-turma2012-polopinheiralIntrodução a informática jessicafernandes-turma2012-polopinheiral
Introdução a informática jessicafernandes-turma2012-polopinheiral
 
1aulaintroduoainformtica-100929151413-phpapp01.pdf
1aulaintroduoainformtica-100929151413-phpapp01.pdf1aulaintroduoainformtica-100929151413-phpapp01.pdf
1aulaintroduoainformtica-100929151413-phpapp01.pdf
 
1aulaintroduoainformtica 100929151413-phpapp01
1aulaintroduoainformtica 100929151413-phpapp011aulaintroduoainformtica 100929151413-phpapp01
1aulaintroduoainformtica 100929151413-phpapp01
 
Hardware2
Hardware2Hardware2
Hardware2
 
Hardware2
Hardware2Hardware2
Hardware2
 
8 d 20_mariana pereira_19_marco morais_tic (2)
8 d 20_mariana pereira_19_marco morais_tic (2)8 d 20_mariana pereira_19_marco morais_tic (2)
8 d 20_mariana pereira_19_marco morais_tic (2)
 
03 FTI Hardware e Software-atualizado.pdf
03 FTI Hardware e Software-atualizado.pdf03 FTI Hardware e Software-atualizado.pdf
03 FTI Hardware e Software-atualizado.pdf
 
Proinfo informatica basica_14_05
Proinfo informatica basica_14_05Proinfo informatica basica_14_05
Proinfo informatica basica_14_05
 
INFORMÁTICA BÁSICA.
INFORMÁTICA BÁSICA.INFORMÁTICA BÁSICA.
INFORMÁTICA BÁSICA.
 
Aula3
Aula3Aula3
Aula3
 
Ádria e Francinaldo.pptx
Ádria e Francinaldo.pptxÁdria e Francinaldo.pptx
Ádria e Francinaldo.pptx
 
Curso de Informatica Básica - Noções básicas de um computador
Curso de Informatica Básica - Noções básicas de um computadorCurso de Informatica Básica - Noções básicas de um computador
Curso de Informatica Básica - Noções básicas de um computador
 
Infomática básica para concursos hardware e software
Infomática básica para concursos   hardware e softwareInfomática básica para concursos   hardware e software
Infomática básica para concursos hardware e software
 
Windows7educacao brz-web
Windows7educacao brz-webWindows7educacao brz-web
Windows7educacao brz-web
 
O computador e seu funcionamento
O computador e seu funcionamentoO computador e seu funcionamento
O computador e seu funcionamento
 
Módulo Informática - Ciclo Básico
Módulo Informática - Ciclo BásicoMódulo Informática - Ciclo Básico
Módulo Informática - Ciclo Básico
 
MANUAL DE INFORMÁTICA 1.1 - NDALOVICH AUFICO.pptx
MANUAL DE INFORMÁTICA 1.1 - NDALOVICH AUFICO.pptxMANUAL DE INFORMÁTICA 1.1 - NDALOVICH AUFICO.pptx
MANUAL DE INFORMÁTICA 1.1 - NDALOVICH AUFICO.pptx
 
Tipos de computador hardwares - softwares
Tipos de computador   hardwares - softwaresTipos de computador   hardwares - softwares
Tipos de computador hardwares - softwares
 

Último

PPT _ Módulo 3_Direito Comercial_2023_2024.pdf
PPT _ Módulo 3_Direito Comercial_2023_2024.pdfPPT _ Módulo 3_Direito Comercial_2023_2024.pdf
PPT _ Módulo 3_Direito Comercial_2023_2024.pdfAnaGonalves804156
 
QUARTA - 1EM SOCIOLOGIA - Aprender a pesquisar.pptx
QUARTA - 1EM SOCIOLOGIA - Aprender a pesquisar.pptxQUARTA - 1EM SOCIOLOGIA - Aprender a pesquisar.pptx
QUARTA - 1EM SOCIOLOGIA - Aprender a pesquisar.pptxIsabellaGomes58
 
Empreendedorismo: O que é ser empreendedor?
Empreendedorismo: O que é ser empreendedor?Empreendedorismo: O que é ser empreendedor?
Empreendedorismo: O que é ser empreendedor?MrciaRocha48
 
Apostila da CONQUISTA_ para o 6ANO_LP_UNI1.pptx
Apostila da CONQUISTA_ para o 6ANO_LP_UNI1.pptxApostila da CONQUISTA_ para o 6ANO_LP_UNI1.pptx
Apostila da CONQUISTA_ para o 6ANO_LP_UNI1.pptxIsabelaRafael2
 
Dança Contemporânea na arte da dança primeira parte
Dança Contemporânea na arte da dança primeira parteDança Contemporânea na arte da dança primeira parte
Dança Contemporânea na arte da dança primeira partecoletivoddois
 
Slides criatividade 01042024 finalpdf Portugues.pdf
Slides criatividade 01042024 finalpdf Portugues.pdfSlides criatividade 01042024 finalpdf Portugues.pdf
Slides criatividade 01042024 finalpdf Portugues.pdfpaulafernandes540558
 
Slides Lição 4, CPAD, Como se Conduzir na Caminhada, 2Tr24.pptx
Slides Lição 4, CPAD, Como se Conduzir na Caminhada, 2Tr24.pptxSlides Lição 4, CPAD, Como se Conduzir na Caminhada, 2Tr24.pptx
Slides Lição 4, CPAD, Como se Conduzir na Caminhada, 2Tr24.pptxLuizHenriquedeAlmeid6
 
HORA DO CONTO4_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
HORA DO CONTO4_BECRE D. CARLOS I_2023_2024HORA DO CONTO4_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
HORA DO CONTO4_BECRE D. CARLOS I_2023_2024Sandra Pratas
 
Investimentos. EDUCAÇÃO FINANCEIRA 8º ANO
Investimentos. EDUCAÇÃO FINANCEIRA 8º ANOInvestimentos. EDUCAÇÃO FINANCEIRA 8º ANO
Investimentos. EDUCAÇÃO FINANCEIRA 8º ANOMarcosViniciusLemesL
 
Baladão sobre Variação Linguistica para o spaece.pptx
Baladão sobre Variação Linguistica para o spaece.pptxBaladão sobre Variação Linguistica para o spaece.pptx
Baladão sobre Variação Linguistica para o spaece.pptxacaciocarmo1
 
HORA DO CONTO5_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
HORA DO CONTO5_BECRE D. CARLOS I_2023_2024HORA DO CONTO5_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
HORA DO CONTO5_BECRE D. CARLOS I_2023_2024Sandra Pratas
 
637743470-Mapa-Mental-Portugue-s-1.pdf 4 ano
637743470-Mapa-Mental-Portugue-s-1.pdf 4 ano637743470-Mapa-Mental-Portugue-s-1.pdf 4 ano
637743470-Mapa-Mental-Portugue-s-1.pdf 4 anoAdelmaTorres2
 
DIGNITAS INFINITA - DIGNIDADE HUMANA -Declaração do Dicastério para a Doutrin...
DIGNITAS INFINITA - DIGNIDADE HUMANA -Declaração do Dicastério para a Doutrin...DIGNITAS INFINITA - DIGNIDADE HUMANA -Declaração do Dicastério para a Doutrin...
DIGNITAS INFINITA - DIGNIDADE HUMANA -Declaração do Dicastério para a Doutrin...Martin M Flynn
 
Aula 1, 2 Bacterias Características e Morfologia.pptx
Aula 1, 2  Bacterias Características e Morfologia.pptxAula 1, 2  Bacterias Características e Morfologia.pptx
Aula 1, 2 Bacterias Características e Morfologia.pptxpamelacastro71
 
HORA DO CONTO3_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
HORA DO CONTO3_BECRE D. CARLOS I_2023_2024HORA DO CONTO3_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
HORA DO CONTO3_BECRE D. CARLOS I_2023_2024Sandra Pratas
 
19 de abril - Dia dos povos indigenas brasileiros
19 de abril - Dia dos povos indigenas brasileiros19 de abril - Dia dos povos indigenas brasileiros
19 de abril - Dia dos povos indigenas brasileirosMary Alvarenga
 
Slides Lição 3, Betel, Ordenança para congregar e prestar culto racional, 2Tr...
Slides Lição 3, Betel, Ordenança para congregar e prestar culto racional, 2Tr...Slides Lição 3, Betel, Ordenança para congregar e prestar culto racional, 2Tr...
Slides Lição 3, Betel, Ordenança para congregar e prestar culto racional, 2Tr...LuizHenriquedeAlmeid6
 
Recurso Casa das Ciências: Sistemas de Partículas
Recurso Casa das Ciências: Sistemas de PartículasRecurso Casa das Ciências: Sistemas de Partículas
Recurso Casa das Ciências: Sistemas de PartículasCasa Ciências
 
QUIZ DE MATEMATICA SHOW DO MILHÃO PREPARAÇÃO ÇPARA AVALIAÇÕES EXTERNAS
QUIZ DE MATEMATICA SHOW DO MILHÃO PREPARAÇÃO ÇPARA AVALIAÇÕES EXTERNASQUIZ DE MATEMATICA SHOW DO MILHÃO PREPARAÇÃO ÇPARA AVALIAÇÕES EXTERNAS
QUIZ DE MATEMATICA SHOW DO MILHÃO PREPARAÇÃO ÇPARA AVALIAÇÕES EXTERNASEdinardo Aguiar
 
ÁREA DE FIGURAS PLANAS - DESCRITOR DE MATEMATICA D12 ENSINO MEDIO.pptx
ÁREA DE FIGURAS PLANAS - DESCRITOR DE MATEMATICA D12 ENSINO MEDIO.pptxÁREA DE FIGURAS PLANAS - DESCRITOR DE MATEMATICA D12 ENSINO MEDIO.pptx
ÁREA DE FIGURAS PLANAS - DESCRITOR DE MATEMATICA D12 ENSINO MEDIO.pptxDeyvidBriel
 

Último (20)

PPT _ Módulo 3_Direito Comercial_2023_2024.pdf
PPT _ Módulo 3_Direito Comercial_2023_2024.pdfPPT _ Módulo 3_Direito Comercial_2023_2024.pdf
PPT _ Módulo 3_Direito Comercial_2023_2024.pdf
 
QUARTA - 1EM SOCIOLOGIA - Aprender a pesquisar.pptx
QUARTA - 1EM SOCIOLOGIA - Aprender a pesquisar.pptxQUARTA - 1EM SOCIOLOGIA - Aprender a pesquisar.pptx
QUARTA - 1EM SOCIOLOGIA - Aprender a pesquisar.pptx
 
Empreendedorismo: O que é ser empreendedor?
Empreendedorismo: O que é ser empreendedor?Empreendedorismo: O que é ser empreendedor?
Empreendedorismo: O que é ser empreendedor?
 
Apostila da CONQUISTA_ para o 6ANO_LP_UNI1.pptx
Apostila da CONQUISTA_ para o 6ANO_LP_UNI1.pptxApostila da CONQUISTA_ para o 6ANO_LP_UNI1.pptx
Apostila da CONQUISTA_ para o 6ANO_LP_UNI1.pptx
 
Dança Contemporânea na arte da dança primeira parte
Dança Contemporânea na arte da dança primeira parteDança Contemporânea na arte da dança primeira parte
Dança Contemporânea na arte da dança primeira parte
 
Slides criatividade 01042024 finalpdf Portugues.pdf
Slides criatividade 01042024 finalpdf Portugues.pdfSlides criatividade 01042024 finalpdf Portugues.pdf
Slides criatividade 01042024 finalpdf Portugues.pdf
 
Slides Lição 4, CPAD, Como se Conduzir na Caminhada, 2Tr24.pptx
Slides Lição 4, CPAD, Como se Conduzir na Caminhada, 2Tr24.pptxSlides Lição 4, CPAD, Como se Conduzir na Caminhada, 2Tr24.pptx
Slides Lição 4, CPAD, Como se Conduzir na Caminhada, 2Tr24.pptx
 
HORA DO CONTO4_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
HORA DO CONTO4_BECRE D. CARLOS I_2023_2024HORA DO CONTO4_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
HORA DO CONTO4_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
 
Investimentos. EDUCAÇÃO FINANCEIRA 8º ANO
Investimentos. EDUCAÇÃO FINANCEIRA 8º ANOInvestimentos. EDUCAÇÃO FINANCEIRA 8º ANO
Investimentos. EDUCAÇÃO FINANCEIRA 8º ANO
 
Baladão sobre Variação Linguistica para o spaece.pptx
Baladão sobre Variação Linguistica para o spaece.pptxBaladão sobre Variação Linguistica para o spaece.pptx
Baladão sobre Variação Linguistica para o spaece.pptx
 
HORA DO CONTO5_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
HORA DO CONTO5_BECRE D. CARLOS I_2023_2024HORA DO CONTO5_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
HORA DO CONTO5_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
 
637743470-Mapa-Mental-Portugue-s-1.pdf 4 ano
637743470-Mapa-Mental-Portugue-s-1.pdf 4 ano637743470-Mapa-Mental-Portugue-s-1.pdf 4 ano
637743470-Mapa-Mental-Portugue-s-1.pdf 4 ano
 
DIGNITAS INFINITA - DIGNIDADE HUMANA -Declaração do Dicastério para a Doutrin...
DIGNITAS INFINITA - DIGNIDADE HUMANA -Declaração do Dicastério para a Doutrin...DIGNITAS INFINITA - DIGNIDADE HUMANA -Declaração do Dicastério para a Doutrin...
DIGNITAS INFINITA - DIGNIDADE HUMANA -Declaração do Dicastério para a Doutrin...
 
Aula 1, 2 Bacterias Características e Morfologia.pptx
Aula 1, 2  Bacterias Características e Morfologia.pptxAula 1, 2  Bacterias Características e Morfologia.pptx
Aula 1, 2 Bacterias Características e Morfologia.pptx
 
HORA DO CONTO3_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
HORA DO CONTO3_BECRE D. CARLOS I_2023_2024HORA DO CONTO3_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
HORA DO CONTO3_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
 
19 de abril - Dia dos povos indigenas brasileiros
19 de abril - Dia dos povos indigenas brasileiros19 de abril - Dia dos povos indigenas brasileiros
19 de abril - Dia dos povos indigenas brasileiros
 
Slides Lição 3, Betel, Ordenança para congregar e prestar culto racional, 2Tr...
Slides Lição 3, Betel, Ordenança para congregar e prestar culto racional, 2Tr...Slides Lição 3, Betel, Ordenança para congregar e prestar culto racional, 2Tr...
Slides Lição 3, Betel, Ordenança para congregar e prestar culto racional, 2Tr...
 
Recurso Casa das Ciências: Sistemas de Partículas
Recurso Casa das Ciências: Sistemas de PartículasRecurso Casa das Ciências: Sistemas de Partículas
Recurso Casa das Ciências: Sistemas de Partículas
 
QUIZ DE MATEMATICA SHOW DO MILHÃO PREPARAÇÃO ÇPARA AVALIAÇÕES EXTERNAS
QUIZ DE MATEMATICA SHOW DO MILHÃO PREPARAÇÃO ÇPARA AVALIAÇÕES EXTERNASQUIZ DE MATEMATICA SHOW DO MILHÃO PREPARAÇÃO ÇPARA AVALIAÇÕES EXTERNAS
QUIZ DE MATEMATICA SHOW DO MILHÃO PREPARAÇÃO ÇPARA AVALIAÇÕES EXTERNAS
 
ÁREA DE FIGURAS PLANAS - DESCRITOR DE MATEMATICA D12 ENSINO MEDIO.pptx
ÁREA DE FIGURAS PLANAS - DESCRITOR DE MATEMATICA D12 ENSINO MEDIO.pptxÁREA DE FIGURAS PLANAS - DESCRITOR DE MATEMATICA D12 ENSINO MEDIO.pptx
ÁREA DE FIGURAS PLANAS - DESCRITOR DE MATEMATICA D12 ENSINO MEDIO.pptx
 

O que é a informática

  • 1.
  • 2. O que é a informática ? É a ciência que permite o tratamento automático da Informação, utilizando para o efeito dispositivos eletrónicos INFOR MAÇÃO AUTO MÁTICA
  • 3. Introdução às tecnologias da informação. 1. Introdução às tecnologias da informação. 2. Constituição genérica de um sistema informático. 3. O conceito de Hardware e de Software. 4. Os dispositivos de entrada (input) e saída (output).
  • 4. Introdução às tecnologias da informação. As tecnologias da informação são:  Os dispositivos eletrónicos que fazem o tratamento, armazenamento e a comunicação da informação.  Responsáveis pela execução de cálculos e tarefas complexas em curto espaço de tempo.  Uma maneira de organizar e selecionar a informação pretendida em tempo útil.  Uma forma de poder comunicar a longa distancia em tempo real.
  • 5. FATORES COMUNS Funções Principais: Comunicação, Transmissão, receção de Informação e Armazenamento Como funcionam:  Hardware  Parte física do computador  Equipamento.  Software  Parte lógica do computador. É o que faz o Hardware funcionar  Sistema Operativo e outros programas. Variáveis a considerar na escolha de um Sistema Informático: Objetivos de utilização Tipo de equipamento Hardware Tipo de Comunicação Software Velocidade de Processamento de Informação Memória e Armazenamento de Informação Dimensão e Qualidade do monitor
  • 6. O CONCEITO DE HARDWARE E DE SOFTWARE HARDWARE Parte física de um Sistema Informático. Conjunto dos componentes físicos que constituem o computador. Tudo que é visível e palpável. SOFTWARE Parte lógica de um Sistema Informático Programa de computador - um programa de computador é um conjunto de instruções que diz ao computador exatamente o que deve fazer.
  • 7. ESQUEMA DE FUNCIONAMENTO GENÉRICO DE UM SISTEMA INFORMÁTICO CPU PERIFÉRICOS DE PERIFÉRICOS DE UNIDADE CENTRAL ENTRADA SAÍDA DE PROCESSAMENTO OS NOVOS DADOS OS DADOS SÃO DEPOIS DE INTRODUZIDOS ATRAVÉS PROCESSADOS SÃO DOS PERIFÉRICOS DE ENVIADOS PARA OS ENTRADA PERIFÉRICOS DE SAÍDA MEMÓRIAS INPUT OUTPUT
  • 8. UM SISTEMA INFORMÁTICO Um sistema informático pessoal, incluindo alguns dos periféricos mais vulgares. Formador: Emídio Fernandes 8
  • 9. ESTRUTURA E FUNCIONAMENTO DE UM COMPUTADOR Componentes Principais: • 1 – Monitor • 2 – Placa-mãe (Motherboard) • 3 – Processador • 4 – Memória RAM • 5 – Slots de expansão • 6 – Fonte de alimentação • 7 – Drive de CD/DVD • 8 – Disco rígido
  • 10. FUNÇÕES DOS COMPONENTES BÁSICOS Para um tratamento adequado dos dados e para a execução de suas tarefas de forma organizada e segura, o computador precisa de uma arquitetura que, além de estabelecer seus componentes básicos, determina os seus objetivos e o funcionamento do conjunto de suas partes. A Unidade Central de Processamento ou CPU É um circuito integrado. contém os seguintes componentes: - a unidade de controle; - a unidade aritmética e lógica; - a memória interna ou principal do computador.
  • 11. A CPU é o “cérebro”, ou o centro nervoso do computador, porque controla ou gere todas as suas operações, através da unidade de aritmética e lógica, e armazena os dados e instruções na memória interna. A Unidade de Controle gere todas as operações executadas pelo computador, sob a direção de um programa armazenado. Primeiro ele determina que a instrução seja executada pelo computador, depois procura essa instrução na memória interna e a interpreta. A instrução é, então, executada por outras unidades do computador, sob sua direção. A Unidade de Aritmética e Lógica, também chamada de Unidade Lógica e Aritmética (ULA) ou (ALU), do inglês Aritmetic and Logic Unit, executa as operações aritméticas e lógicas dirigidas pela Unidade de Controle. Operações lógicas são, de forma simples, a habilidade de comparar coisas para tomada de decisão.
  • 12. MEMÓRIA A memória de um computador pode ser classificada segundo esta hierarquia: Memória Principal: nela o processador central do computador busca as instruções necessárias para executar e armazena os dados do processamento. Memória Secundária: usada para segmentos inativos de programas e arquivos de dados que são trazidos à memória principal quando necessário. O processador central só executa as instruções e processa os dados que esteja na memória principal. A memória secundária é usada para organização de arquivos de dados históricos ou dados não necessários no momento para processamento.
  • 13. A Memória Interna ou Principal É um dispositivo para armazenar dados e instruções. Ela é usada para desempenhar as seguintes funções: • Armazenar o conjunto de instruções a ser executado, ou seja, o programa em si; • Armazenar os dados de entrada até que sejam solicitados para o processamento; • Armazenar dados intermediários de processamento e servir como área de trabalho; • Armazenar os dados de saída que são o resultado do processamento dos dados de entrada; RAM (RANDOM ACCESS MEMORY) É usada para armazenamento temporário de dados ou instruções. A memória RAM é volátil – ao desligarmos o equipamento perdem-se as informações. A capacidade da RAM do equipamento é vital, pois determina o número de instruções e a quantidade dos dados armazenados a cada vez para um processamento. ROM(READY ONLY MEMORY) É usada para armazenar instruções e/ou dados permanentes ou raramente alterados.
  • 14. UNIDADE DE MEMÓRIA Os computadores processam as informações através de circuitos elétricos, que em uma combinação de liga-desliga, faz com que os dados sejam codificados e entendidos pela máquina. Bit – é a menor unidade de informação de um sistema informático. BIT é a contração do termo Binary Digit, que significam digito binário, onde só podem assumir o estado 0 (ligado) ou 1(desligado). Byte – é o conjunto de 8 bits, capaz de representar um caractere ou uma informação. KiloByte – é o equivalente a 1.024 bytes e é representado pela inicial KB. MegaByte – equivale a 1.024 KB ou aproximadamente um milhão de caracteres (1.024 x 1.024 = 1.048.576). É representado pelas iniciais MB. GigaByte – representado por GB, equivale a 1.024 MB ou aproximadamente 1 bilião de caracteres (1.024 x 1.048.576 = 1.073.741.824). TeraByte - – representado por TB, equivale a 1.024 GB
  • 15. DISPOSITIVOS DE ENTRADA E SAÍDA Nas pessoas, a troca de informações com o exterior é feita através dos sentidos: através deles – paladar, olfato, audição, tato e visão – percebemos o mundo. Eles são nossas entradas (INPUT) de dados. Nossa saída de dados (OUTPUT) ocorre através da fala, gestos, escrita, atitudes, etc. No computador, para executar estas funções existem equipamentos de entrada e saída de dados. Dependendo do meio onde se encontra um dado (disco, fita, etc.), precisamos de um equipamento específico para atendê-lo, tratá-lo, etc. Cada equipamento de entrada e saída é especialista no trato de um determinado meio físico de armazenamento de dados. Dentro da CPU tudo ocorre segundo a aritmética binária utilizando- se somente os símbolos 0 e 1. Cabe ao equipamento de entrada/saída de dados fazer a tradução para o sistema binário em relação aos diversos meios físicos de armazenamento de dados. Dessa forma devemos entender de teclado de um terminal como um equipamento de entrada de dados que traduz cada tecla pressionada numa configuração de “zeros” e “uns” correspondentes ao caractere que representa.
  • 16. TECLADO – (ENTRADA) É semelhante a uma máquina de escrever e serve para introduzir dados através de caracteres. Normalmente o que é digitado vai aparecendo no vídeo (monitor). A posição que irá receber o próximo caractere a ser digitado é indicada no monitor por um cursor (|). O que difere o teclado de uma máquina de datilografia?
  • 17. Apaga o texto à Direita da posição Sinalização de Teclas Ativas: TECLADO Apaga o texto à Esquerda da do Cursor ou Elimina Pastas ou posição do Cursor NumLock, CAPSLock, Scroll Arquivos seleccionados Lock Esc Teclas de Funções 1 A Page Num Ins Home UP Lock - Page Del End Down + - + Del Barra de Espaços ete Quando usada com outra Tecla: Escreve o Texto em Maiúsculas ou Selecciona o símbolo indicado no Teclado Numérico Tecla Enter cimo da Tecla Executa acções ou Quebras de linha num texto Activando CAPSLock todo o texto será escrito em Maiúsculas Teclas Movimentação cursor A tecla Ctrl serve para a execução de comandos de controle dos programas que o utilizador está a usar.
  • 18. ESC – tecla que cancela comandos; F1 a F12 – são as teclas de funções (armazenam comandos de operações em seu interior); TAB – tecla de tabulação; CAPS LOCK – ativa/desativa a escrita maiúscula; SHIFT – inverte o tipo de escrita do modo CAPS LOCK, isto é, quando Caps Lock estiver ativado, pressionando a tecla Shift + tecla alfabética, têm-se o caractere em minúsculo; quando o Caps Lock estiver desativado, o caractere será maiúsculo. O modo de operação difere pelo fato de que a tecla Shift só funciona enquanto estiver pressionada; CTRL – são teclas de controle e de comandos especiais. Só funciona em conjunto com outra tecla, definindo sua função desejada; ALT – funciona do mesmo modo que tecla CTRL, ou seja, em conjunto com uma outra tecla qualquer; PRINT SCREEN – tecla que comanda a impressão das informações ativas na tela do monitor; SCROLL LOCK – desloca tela no vídeo, para cima e para baixo; BACKSPACE – tecla que retorna o cursor uma posição à esquerda da linha de trabalho, deletando as informações ali existentes; INSERT – tecla que permite a substituição de caracteres em um texto;
  • 19. DELETE – apaga caracteres à direita do cursor; HOME – desloca o cursor par o início da linha de trabalho; END – desloca o cursor para o fim da linha de trabalho; PAGE UP – retorna uma tela de vídeo; PAGE DOWN – avança uma tela de vídeo; NUM LOCK – alterna as funções do teclado numérico – quando Num Lock estiver ativado, o teclado responde com números, estando desativado, o teclado responde com comandos especiais; ENTER – força uma quebra de linha/parágrafo no texto ou finaliza uma ordem de execução de comando efetuado; PAUSE – (muito utilizado com o sistema MS-DOS) permite efetuar uma pausa em determinada atividade do computador (impressão, listagem de dados e etc.).
  • 20. No teclado podemos executar outros comandos e funções quando acionamos duas ou mais teclas simultaneamente (ex.: apertando as teclas CTRL+ALT+DEL, comandamos um BOOT forçado do computador que estamos trabalhando. No teclado podemos executar outros comandos e funções quando acionamos duas ou mais teclas simultaneamente (ex.: apertando as teclas CTRL+ALT+DEL, comandamos um BOOT forçado do computador que estamos trabalhando. Move o cursor (geralmente no formato de uma seta) na tela para ativar comandos, em programas gráficos serve de lápis, pincel, etc.
  • 21. RATO (MOUSE) - (ENTRADA) Termos usados:  Clicar;  Clicar duas vezes;  Clicar com o botão direito;  Arrastar e soltar. Formador: Emídio Fernandes 21
  • 22. IMPRESSORA – (SAÍDA) Utilizada para a impressão de relatórios e documentos em geral. Estas informações são as contidas na memória do computador ou armazenadas em meios secundários (ex.: HD ou disquete). Algumas impressoras mais usadas: - Matricial: Estas impressoras trabalham sobre uma matriz de agulhas que pressionam uma fita tintada sobre o papel. A velocidade é calculada em cps (caracteres por segundo). Utilizada em áreas onde não se precisa de qualidade na impressão, na maioria dos casos em serviços internos. - Jato de tinta: Nesta impressora cada caractere é desenhado sobre uma matriz de pontos, as informações são transferidas para um cartucho que possui orifícios, por onde a tinta é acionada por impulsos elétricos. Velocidade – ppm (página por minuto). - Laser: O processo de impressão é semelhante ao das fotocopiadoras. A página é projetada inteira em um cilindro e depois para o papel. Utiliza o toner como fonte de impressão. Sua velocidade também é medida na forma – ppm (página por minuto). - Térmica: Utiliza a sensibilidade do papel térmico gerado pelo aquecimento de agulha de impressão. Este tipo de tecnologia é usado na maioria dos fax similares no mercado. Tem como desvantagem em relação às outras, o fato de que os dados por ela impressos desaparecem com o tempo.
  • 23. IMPRESSORAS Matriciais : Baixa qualidade, barulhentas, económicas. Jato de tinta :Orifícios borrifam tinta de secagem rápida. Boa qualidade. Multifunções - Impressora, Scaner, Fax, Fotocopiadora. Laser – Rápida, silenciosa, qualidade excelente. Ploter - Impressora de grande formato.
  • 24. UNIDADE (DRIVE) DE DISCO RÍGIDO – (ENTRADA E SAÍDA) Este dispositivo pode servir tanto para entrada como para saída de dados. É conhecido também por HD (Hard Disk), discos fixos ou residente. Seu funcionamento é semelhante aos discos flexíveis (disquete). São utilizados para armazenar grande volume de informações. São neles também que são instalados os sistemas operacionais que gerem a máquina. UNIDADE (DRIVE) DE CD ROM / DVD – (ENTRADA) Estes dispositivos possuem grande capacidade de armazenamento e possibilitam um acesso a dados muito rápido. É comum encontrar discos de CD-ROM com bibliotecas de imagens, fotografias, enciclopédias, obras literárias ou mesmo servindo como backup de grandes empresas.
  • 25. • UNIDADE DE CD-R / DVD – (ENTRADA E SAÍDA) O que diferencia um CD-R do drive de CD-ROM é justamente a capacidade de gravar discos de CD. Temos também outras tecnologias como CDRW / DVDRW (grava e regrava), além do DVD, outro tipo de mídia com alta capacidade armazenamento de dados.
  • 26. OUTROS PERIFÉRICOS * Leitor de Código de Barra – (Entrada): Consiste em um sistema que lê opticamente o código de barras e o transforma em um número para o computador processar. * Leitor de cartões – (Entrada): Consiste em um sistema que lê cartões perfurados, gabaritos de provas, cartões magnéticos de bancos e etc. * Caneta ótica – (Entrada): É usada diretamente na tela do computador. * Scanner – (Entrada): Serve para capturar imagens e codificar em pontos na tela do computador. Pode ser monocromático (tons cinza) ou colorido, de mão ou de mesa. A medida de qualidade de um scanner é feita em pontos por polegada (DPI), ou seja, quanto maior o número de pontos por polegada, melhor será sua definição. * Plotter – (Saída): São traçadores gráficos, que conseguem produzir gráficos e desenhos criados em programas específicos com extrema nitidez e precisão. * Fax-Modem – (Entrada e Saída): Pode enviar e receber fax permite o acesso a outros micros via linha telefônica. O mais importante a ser considerado é a velocidade de transmissão de dados, que é calculada em bps (bits por segundo) – 28.800 bps são considerados uma boa velocidade. Pode também ser usado como meio de acesso a grande rede de computadores (internet). * Kit Multimídia - Os periféricos que compõem este kit consistem: Drive de CD-ROM (Entrada) - Placa de Som (Saída), - Microfone (Entrada).
  • 27. COMPONENTES EXTERNOS O Rato Monitor Scanner Teclado Câmara para captação de imagens Leitor Código Barras
  • 28. DISPOSITIVOS DE ARMAZENAMENTO Num sistema informático, a quantidade de dados a processar é enorme, havendo necessidade de os armazenar tanto por pouco tempo, como por períodos de tempo mais alargados. Em particular, o processador necessita de dispor de dados a alta velocidade para efectuar o processamento. Por outro lado, um longo texto ou um filme poderá estar armazenado no computador por longos períodos até que seja necessário. Para fazer face às necessidades, existem então os tipos de dispositivos que indicamos seguidamente. Disco Rígido Unidades de Armazenamento Amovível Formador: Emídio Fernandes 28
  • 29. CUIDADOS COM OS EQUIPAMENTOS INFORMÁTICOS 1. Evitar colocar panos e toalhas sobre o computador. 2. Não deixe o computador perto de dispositivos que gerem muito calor. 3. Evitar desligar aparelhos puxando-os pelos fios e não pelos conectores. 4. Evitar ligar e desligar o computador várias vezes durante o dia. 5. Evite imagens paradas no monitor por muito tempo para não desgastar o fósforo presente na tela do monitor . Caso contrário, o monitor poderá ficar com marcas. 6. Não trabalhe com brilho excessivo na tela. 7. Evite colocar o computador em locais que dificultem a passagem dos fios 8. Água e calor são inimigos do computador. 9. Em caso de ausência prolongada, deverá desligar da corrente elétrica todos os equipamentos. 10. Evitar (nos portáteis) cargas parciais