SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 48
Curso: Introdução a Educação DigitalCurso: Introdução a Educação Digital
Formador: Prof. Natanael da Silva QueirozFormador: Prof. Natanael da Silva Queiroz
ProInfo –ProInfo – Programa Nacional de Tecnologia Educacional
Fonte: EMJK – ESCOLA MUNICIPAL JKEMJK – ESCOLA MUNICIPAL JK
Tópicos abordados:
 Conceitos básicos (computador, processamento de dados).
 Áreas da Informática (hardware, software).
 Unidade de Medida de Informação (bit, byte).
 Componentes Básicos do Computador (placa mãe, processador,
memória, gabinete, portas / conectores, fonte, etc).
 Dispositivos de E/S (monitor, impressora, teclado, mouse, pen drive,
scanner, etc).
 Tipos de Computadores (pc, notebook, workstation, mainframe e
palmtop).
 Tipos de Software (so, aplicativo, utilitário, anti-vírus, games).
Conceitos Básicos - Computador
 Basicamente uma máquina, eletrônica e automática, que lê dados,
efetua cálculos e fornece resultados. Isto é, uma máquina que recebe
dados, compara valores, armazena dados e move dados. Portanto,
trabalha com dados e estes bem colocados tornam-se uma
informação.
 Máquina eletrônica projetada para auxiliar as pessoas na execução
de tarefas.
 Conjunto de equipamentos eletrônicos (hardware) que necessita ser
programado (software) para efetuar operações sobre informações
conhecidas e fornecer os resultados desejados, obtendo assim um
objetivo final lógico.
 O computador não erra, não pensa, não age sozinho, não é auto-
suficiente, sendo necessário a atuação humana para orientá-lo e
induzi-lo a tomar decisões lógicas.
Conceitos - Computador
 Características que o diferem das demais máquinas:
 Alta velocidade na execução de suas operações.
 Grande capacidade de armazenar informações (memória).
 Capacidade de executar longa sequência alternativa de operações
(programa).
 Serviços:
 Científicos: cálculos balísticos.
 Comerciais: folhas de pagamento, contabilidade.
 Simulação: tráfegos.
 Controle de processos: usinas nucleares.
Conceitos – Processamento de Dados
 Transformação dos dados que temos em mãos (dados iniciais ou de
entrada) em informações úteis (dados finais ou de saída).
– Unidade de Entrada: dispositivos utilizados
para receber informações iniciais do usuário.
Ex.: scanner, mouse, teclado, etc.
– Unidade de Processamento: dispositivo onde
ocorre o processamento dos dados no
computador.
– Unidade de Saída: dispositivos utilizados
para mostrar as informações já processadas.
Ex.: monitor, impressora, etc.
Áreas da Informática:
 Hardware: conjunto de componentes físicos (palpável) do
computador, isto é, parte mecânica e eletrônica (equipamento)
responsável pelo processamento dos dados. Ex.: plascas, fios,
cabos, chips, etc.
 Software: conjunto de componentes lógicos do computador, isto é,
conjunto de instruções, programas que informam aos componentes
físicos (hardware) o que deve ser executado. Tornam o computador
útil. Responsável pela organização e metodologia no qual os dados
são processados. Ex.: sistema operacional, aplicativos, anti-vírus.
 Firmware: programas residentes em chips (embarcados). Ex.:
software que são executados em celulares, controle remotos, etc.
 Peopleware: parte humana que opera a máquina, isto é, pessoa que
utiliza o hardware e software, inserindo ou extraindo informações do
sistema. Ex.: usuário, analista de sistemas, programador, digitador,
etc.
Unidade de Medida de Informação
 Todas as informações que são introduzidas no computador são medidas em
BYTE.
 BIT - menor unidade de informação que o computador pode armazenar ou
processar. Um
 BYTE (BYnary TErm) - termo binário - conjunto de 8 bits. Equivale a um
caracter, podendo ser uma letra (A - Z), um algarismo (0 - 9), um caracter
especial (!, @, #, $, %, etc).
 Como as unidades de medidas existentes, o byte possui múltiplos para
expressar capacidades maiores de armazenamento, conforme tabela abaixo:
1 trilhão de Bytes - 240
1 bilhão de Bytes - 230
1 milhão de Byte - 220
mil Bytes - 210
1 caracter (8 bits) – 20
CAPACIDADE
T ou TBTeraByte
G ou GBGigaByte
M ou MBMegaByte
K ou KBKiloByte
BByte
ABREVIATURAUNIDADE DE MEDIDA
Unidade de Medida de Informação
 Caracter: é a unidade básica de armazenamento de informação na
maioria dos sistemas, ou seja, é a representação gráfica de uma
letra, número ou símbolo especial do alfabeto.
 Palavra: é a quantidade de bits que a CPU processa por vez. Nos de
8 bits os termos byte, caracter e palavra se confundem, pois todos
têm 8 bits. Nos microprocessadores modernos já existe palavra de
16 a 64 bits, isto é, de 2 a 8 bytes.
 Exemplo: transferir da memória para o microprocessador a palavra
ARTE
 8 bits = 1 byte = 1 caracter por vez. Necessita 4 operações, uma para
cada letra.
 16 bits = 2 bytes = 2 caracteres por vez. Necessita 2 operações, uma
para cada letra.
 32 bits = 4 bytes = 4 caracteres por vez. Necessita 1 operação, uma para
cada letra.
Unidades Funcionais do ComputadorUnidades Funcionais do Computador
Dispositivos de E/SDispositivos de E/S
Tipos de ComputadorTipos de Computador
HARDWAREHARDWARE
Componentes Básicos do Computador
 O computador é constituído por diversos dispositivos básicos, cada
um com uma função específica. São eles:
 Placa mãe
 Processador
 Memória
 Gabinete
 Outras placas
 Portas / Conectores
 Fonte
Componentes Básicos do Computador - Placa Mãe
 Também conhecida como mother board. É a placa mais importante
do computador, pois abriga o microprocessador, memórias e demais
placas, além de outros componentes.
onboard (baixo custo / baixa qualidade)
Componentes Básicos do Computador - Processador
 Unidade responsável pelo processamento de todas as informações
introduzidas no computador e pela execução de todas as instruções
dos programas. Seu dispositivo principal é a CPU (Unidade Central
de Processamento) ou processador. É o cérebro do computador.
 Exemplos de marcas e fabricantes:
VIA Cyrix MII, VIA
Cyrix MIII
Cyrix
K6, K6-2, K6-3, Duron,
Athlon
AMD
Pentium, Celeron,
Pentium II, Pentium III,
Pentium 4
Intel
MARCASFABRICANTE
Componentes Básicos do Computador - Memória
 Dispositivo que auxilia a CPU no processamento de dados.
 Classifica-se em:
– ROM (Read Only Memory): armazena dados de forma persistente,
permanentemente. Memória apenas de leitura. Não volátil. BIOS.
Possui as instruções básicas gravadas pelo fabricante, não
podendo sofrer alteração. Responsável, entre outras coisas, pelo
autoteste inicial, quando o computador é ligado pela carga do
sistema operacional.
Componentes Básicos do Computador - Memória
– RAM (Random Access Memory): armazena os dados
temporariamente. Volátil. É a memória de trabalho do
computador. É composta por módulos (pentes) acoplados
diretamente na placa mãe. Os dados e os programas ficam ma
memória Ram enquanto estão sendo processados. Quando um
trabalho é concluído a memória é liberada.
Componentes Básicos do Computador - Memória
– CACHE: memória de acesso rápido que conversa na mesma
velocidade que o processador. Pode ser: interna / primária / nível
1 (no processador) e externa / secundária / nível 2 (na placa mãe).
– AUXILIAR: todo e qualquer meio externo de armazenamento.
Exemplo: Winchester (HD), disquete, fita dat, zip drive.
Componentes Básicos do Computador - Gabinete
 Local onde todos os dispositivos responsáveis por armazenar e
processar informações no computador estão organizados. A maioria
dos gabinetes possui externamente um botão de força (on/off) e um
botão reset (reiniciar).
 Podem ser classificados quanto ao tamanho em: mini, midi e full
tower. Também pode ser horizontal, slim e de diversos outros
modelos.
Componentes Básicos do Computador – Outras Placas
 Placa de Vídeo: responsável pela resolução e pela qualidade da
exibição das imagens no monitor.
 Placa de Rede: utilizada para interligar computadores através de uma
rede, onde é possível compartilhar informações e recursos.
 Placa de Fax Modem: utilizada para comunicação entre
computadores via linha telefônica.
Componentes Básicos do Computador – Portas / Conectores
 PS/2 (teclado, mouse, webcam, joystick, etc).
 Porta Serial (mouse).
 Porta Paralela (impressora).
 Porta USB (reconhecimento
automático, mais veloz).
Componentes Básicos do Computador - Fonte
 Fornece a energia/voltagem utilizada pelo computador e todos os
seus dispositivos internos. É conectada diretamente a placa mãe.
Fornece outros conectores extras que são utilizados para alimentar
basicamente os drives (disquete, CD, DVD) e o HD, basicamente.
Outros Dispositivos
 O computador é constituído por diversos dispositivos, cada um
encarregado por uma parte das tarefas básicas que o computador
realiza: receber, processar e exibir dados.
 Cada dispositivo tem uma função específica.
 Dispositivos ou equipamentos que auxiliam o computador, são os
acessórios do computador.
 Classificam-se em:
– Periféricos de Entrada
– Periféricos de Saída
– Periféricos de Entrada e Saída
Dispositivos de Entrada
 Dispositivos utilizados para receber informação, permitindo que o
usuário envie / introduza dados ao computador.
 Exemplos de alguns Periféricos de Entrada:
 Teclado: principal meio de comunicação entre usuário e a
máquina. Composto por teclas numéricas, alfabéticas e de
funções especiais.
Dispositivos de Entrada
 Mouse: dispositivo de apontamento que auxilia o usuário em
aplicações gráficas. Outros exemplos de dispositvos de
apontamento: trackball, pen, touch pad.
Dispositivos de Entrada
– Scanner: dispositivo utilizado para digitalizar imagens. Similar à
uma máquina de fotocópia só que, ao invés de copiar, torna cad
ponto de cor em uma imagem digitalizada. Muito útil para
editoração eletrônica. Pode ser de mesa ou de mão (portátil ou
não).
Dispositivos de Entrada
– Joystick: dispositivo utilizado em aplicações gráficas como
jogos, permitindo uma maior interação entre o usuário e o
computador. Utilizado como controlador de jogos. Pode operar
apenas em dois eixos, mas também existe em três dimensões.
Dispositivos de Saída
 Dispositivos a partir dos quais o computador exibe os dados já
processados para o usuário.
 Exemplos de alguns Periféricos de Saída:
 Monitor: principal meio de saída e exibição de informação.
Atualmente existem diversos modelos e tamanhos.
Dispositivos de Saída
 Impressora: permite que as informações processadas (texto,
imagens, gráficos) pelo computador sejam impressas em
diversos tipo de papel. Podem ser matriciais (fita), jato de tinta
(cartucho de tinta preto e colorido) e a laser (toner com tipo de
pó).
Dispositivos de Entrada e Saída
 Dispositivos utilizados tanto para entrada como para saída das
informações.
 Exemplos de alguns Periféricos de Entrada e Saída:
– Unidade de Disco Flexível (Drive): permite ler e gravar dados em um
disquete.
– Disco Flexível (Floppy Disk - disquete): dispositivo criado para auxiliar o
computador no armazenamento de dados. Classificados quanto ao
tamanho (51/4” e 31/2”) e à capacidade de armazenamento (DD - Double
Density - dupla densidade e HD High Density - Alta Densidade). Necessita
de cuidados especiais. Atualmente são mais utilizados apenas para
armazenar cópias de segurança. Baixa capacidade de armazenamento.
Dispositivos de Entrada e Saída
 Dispositivos utilizados tanto para entrada como para saída das
informações.
 Exemplos de alguns Periféricos de Entrada e Saída:
– Unidade de Disco Rígido (Hard Disk ou Winchester): dispositivo
que permite recuperar, gravar e armazenar dados e programas.
Criado na década de 50. Possui grande capacidade de
armazenamento. É basicamente o único componente com
funcionamento mecânico. É totalmente lacrado impedindo assim
a penetração de impurezas que podem danificá-lo.
Dispositivos de Entrada e Saída
– Unidade de CD (Drive de CD): dispositivo para leitura e/ou
gravação de dados em um CD.
– CD (Compact Disk): dispositivo utilizado para armazenamento de
dados e de conteúdo multimídia. Possui uma grande capacidade
de armazenamento e são menos frágeis que os disquetes. Pode
ser CD-R ou CD-RW.
Dispositivos de Entrada e Saída
– Unidade de DVD (Drive de DVD): dispositivo para leitura e/ou
gravação de dados em um DVD (DVD-R, DVD-RW).
– DVD (Display Video Disk): dispositivo utilizado para
armazenamento de conteúdo multimídia. Possui uma grande
capacidade de armazenamento. Podem ser DVD-R ou DVD-RW.
Dispositivos de Entrada e Saída
– Unidade de Zip Disk (Zip Drive): dispositivo criado pela IOMEGA
em 95 para leitura e/ou gravação de dados em um Zip Disk.
Eficiente equipamento de armazenamento de dados em mídia
removível.
– Zip Disk: dispositivo removível utilizado para armazenamento de
dados Possui uma capacidade de armazenamento considerável
(100MB e 250MB) e são menos frágeis que os disquetes.
Dispositivos de Entrada e Saída
– Unidade de Fita Dat: dispositivo utilizado para ler e gravar dados
em uma fita dat.
– Fita Dat: dispositivo utilizado para armazenamento de grandes
volumes de dados. Muito utilizado em servidores para armazenar
dados provenientes de backups. Capacidade de armazenamento
em torno de 4 GB.
Dispositivos de Entrada e Saída
– Pen Drive: também conhecido como memória USB flash drive. É
um dispositivo de armazenamento constituído por uma memória
flash e um adaptador USB para interface com o computador.
Alguns modelos podem ter a capacidade de 128MB até 8GB de
memória portátil e alta velocidade na leitura e gravação de dados,
16MB/seg e 12MB/seg. Geralmente possui formato compacto
para facilitar o seu transporte.
Dispositivos de Entrada e Saída
– iPod: refere-se a uma série de players de áudio digital projetados
e vendidos pela Apple Computer. (A Hewlett-Packard também
vende o produto sob o nome de Apple iPod + HP). Os aparelhos
da família iPod oferecem uma interface simples para o usuário,
centrada no uso de uma roda clicável, ou click wheel. A maioria
dos modelos do iPod armazenam mídia em um disco rígido
acoplado, enquanto um modelo menor, o iPod shuffle, usa
memória flash. Na prática, o iPod é um computador de bolso,
com CPU, RAM e HD, que pode ser atualizado para incorporar
novas funções.
Dispositivos de Entrada e Saída
– MP3 Player: dispositivo portátil que permite armazenar e tocar
arquivos de música MP3 e em outros formatos. Também integra
funcionalidade de outros dispositivos como rádio, gravador de
voz e pen drive.
Dispositivos de Entrada e Saída
– Câmera Digital: transfere diretamente as fotografias armazenadas para o
computador, abolindo o uso de filmes e do processo de revelação. Possui
diversos tipos de resolução.
– WebCam: utilizado para gravar ou transmitir voz e imagem, permitindo
inclusive a realização de vídeo-conferências.
– Filmadora Digital: utilizado para gravar filmes (voz e imagem) que podem
ser diretamente transferidos para o computador e gravador em DVD.
Dispositivos de Entrada e Saída
– Modem: dispositivo que permite a comunicação de
computadores a distância, via linha telefônica. Ë um modulador /
demodulador de sinais. Transforma sinais digitais do
computador em sinais de pulso modulado capazes de trafegar
pela linha telefônica até chegar em outro modem, onde ocorre o
processo inverso. Velocidade de transmissão 56 Kbps.
Tipos de Computador (PC Microcomputador)
 O PC (Personal Computer) é o tipo de computador mais popular. A
IBM lançou o 1º. Hoje existem inúmeras marcas de PC’s. Também
podem ser montados a partir de componentes adquiridos
separadamente. Cada vez mais barato e acessível, realiza as
principais tarefas rotineiras e também as mais avançadas.
– Microcomputador: além do PC existe uma outra família chamada
Macintosh (Apple).
Tipos de Computador (Notebook)
 Notebooks: modernos microcomputadores portáteis que
reproduzem praticamente todos os aspectos de funcionamento dos
modelos de mesa (desktops). A vantagem é a possibilidade de se
trabalhar com eles em qualquer lugar. Os primeiros computadores
portáteis, em média maiores que os notebooks, eram chamados de
laptops.
Tipos de Computador (Workstation)
 Workstation: são computadores mais poderosos e mais caros. São
utilizados, por exemplo, em sistemas hospitalares, bancários e em
computação gráfica por apresentar características como alta
confiabilidade, estabilidade e performance.
Tipos de Computador (Mainframes)
 Mainframe: computadores de grande porte que muitas vezes
ocupam prédios inteiros. No passado, muitas aplicações requeriam
o uso de mainframes, já que os primeiros microcomputadores eram
fracos e pouco confiáveis. (e antes ainda nem existiam). Com os
avanços tecnológicos, os micros ficaram cada vez mais poderosos,
tomando a maior parte do mercado. Mas os mainframes ainda têm
sua importância: algumas aplicações, como sistemas bancários,
previsão do tempo e controle de vôos espaciais, requerem
computadores de grande porte. Hoje em dia são chamados de
supercomputadores.
Tipos de Computador (Palmtops)
 Palmtops: tem sido o maior sucesso nas recentes feiras de
informática. Como o próprios nome diz, cabem na palma da mão, e
realizam quase todas as tarefas de um PC.
Tipos de SoftwareTipos de Software
SOFTWARESOFTWARE
Tipos de Software
 Sistemas Operacionais: tipo especial de software, responsável por
gerenciar as informações que fazem com que o computador se
comporte de determinada maneira. Espécie de “chefe” dos demais
softwares, ou ainda o gerente do computador, pois é sua tarefa
controlar a máquina para os outros programas rodarem. O SO
gerencia seus discos e arquivos, controla como o monitor exibe a
imagem, define as prioridades de impressão de uma impressora,
reserva espaço na memória para cada programa, enfim, organiza
tudo. Exemplos de SO e seus respectivos fabricantes:
 Microsoft: MS-DOS (Microsoft Disk Operating System), Windows 95,
Windows 98, Windows ME (Millennium Edition), Windows XP, Windows
NT, Windows 2000.
 Apple: Mac OS (para computadores Macintosh)
 Outros: Unix, Linux, etc.
 IBM: OS/2
Tipos de Software
 Aplicativos: são programas que cumprem finalidades específicas
para determinados grupos de pessoas ou interesses individuais.
Uma empresa, por exemplo, pode criar um software para controlar o
número de empregados, seus endereços, etc. Exemplos:
 Editores de texto (word, openoffice)
 Planilhas eletrônicas (excel, lotus)
 Banco de dados (access, oracle, sqlserver, mysql, postgresql).
 Editoração eletrônica e gráfica (photoshop, corel draw, corel
photopaint).
 Navegadores e correio de e-mail (internet explorer, mozila,
firebird, outlook, navigator).
 Ambientes de desenvolvimentos de sistemas (eclipse, Jbuilder,
borland delphi).
 Desenvolvimento de websites (homesite, interdev, dreamweaver,
flash, firework)
Tipos de Software
 Utilitários: são programas que auxiliam na realização de diversas
tarefas como instalação de dispositivos, compactação de arquivos,
backup de dados, visualização de dados e imagens, etc. Exemplos:
 Drivers;
 Gravador de cd e dvd;
 Visualizador de imagens;
 Backups e cópias de segurança;
 Transferência de arquivos;
 Compactação e descompactação de arquivos.
Tipos de Software
 Antivírus: programas necessários à proteção contra vírus (programa
que invadem o computador com o objetivo de destruir dados). Ë
necessário sempre mantê0los atualizados. Exemplos:
 Norton
 McAfee
 Avast
Tipos de Software
 Games: programas de lazer, diversão, distração, jogos. Requerem
uma quantidade mínima de recursos de hardware para que
funcionem adequadamente. Exemplos:

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Aula 02 introudção a computação
Aula 02 introudção a computaçãoAula 02 introudção a computação
Aula 02 introudção a computaçãoMatheus Brito
 
Sistema informático parte i
Sistema informático parte iSistema informático parte i
Sistema informático parte iEurisa Silva
 
Introdução a Computadores
Introdução a ComputadoresIntrodução a Computadores
Introdução a ComputadoresMicael Coutinho
 
Sistema Informático
Sistema InformáticoSistema Informático
Sistema Informáticocrbmonteiro
 
Informática conceitos básicos
Informática   conceitos básicosInformática   conceitos básicos
Informática conceitos básicosThierryCC
 
Estruturas e componentes de um sistema informático
Estruturas e componentes de um sistema informáticoEstruturas e componentes de um sistema informático
Estruturas e componentes de um sistema informáticoDaniiellOliveira99
 
Informática Básica - Aula 01 - Introdução
Informática Básica - Aula 01 - IntroduçãoInformática Básica - Aula 01 - Introdução
Informática Básica - Aula 01 - IntroduçãoJoeldson Costa Damasceno
 
Informática Básica - conhecendo o computador
Informática Básica - conhecendo o computadorInformática Básica - conhecendo o computador
Informática Básica - conhecendo o computadorClaudio Queiroz Nascimento
 
TIC - Conceitos Básicos
TIC - Conceitos BásicosTIC - Conceitos Básicos
TIC - Conceitos BásicosAntonio Semedo
 
Informatica aplicada
Informatica aplicadaInformatica aplicada
Informatica aplicadaCycyro Soares
 
Introdução à Informática
Introdução à InformáticaIntrodução à Informática
Introdução à InformáticaFabio Marques
 
Informática para Concursos Públicos (Slide 1)
Informática para Concursos Públicos (Slide 1)Informática para Concursos Públicos (Slide 1)
Informática para Concursos Públicos (Slide 1)Ítalo Holanda
 
Sistemas Informaticos
Sistemas InformaticosSistemas Informaticos
Sistemas Informaticosguest946ee6d
 
História dos computadores + Conceitos base
História dos computadores + Conceitos baseHistória dos computadores + Conceitos base
História dos computadores + Conceitos basehenriquecorreiosapo
 

Mais procurados (20)

Aula 02 introudção a computação
Aula 02 introudção a computaçãoAula 02 introudção a computação
Aula 02 introudção a computação
 
Sistema informático parte i
Sistema informático parte iSistema informático parte i
Sistema informático parte i
 
Introdução a Computadores
Introdução a ComputadoresIntrodução a Computadores
Introdução a Computadores
 
Introdução à Informática - Módulo 1 - O Computador
Introdução à Informática - Módulo 1 - O ComputadorIntrodução à Informática - Módulo 1 - O Computador
Introdução à Informática - Módulo 1 - O Computador
 
Sistema Informático
Sistema InformáticoSistema Informático
Sistema Informático
 
Informática conceitos básicos
Informática   conceitos básicosInformática   conceitos básicos
Informática conceitos básicos
 
Informática Básica - Aula 03 - Hardware
Informática Básica - Aula 03 - HardwareInformática Básica - Aula 03 - Hardware
Informática Básica - Aula 03 - Hardware
 
Estruturas e componentes de um sistema informático
Estruturas e componentes de um sistema informáticoEstruturas e componentes de um sistema informático
Estruturas e componentes de um sistema informático
 
Informática Básica - Aula 01 - Introdução
Informática Básica - Aula 01 - IntroduçãoInformática Básica - Aula 01 - Introdução
Informática Básica - Aula 01 - Introdução
 
Informática Básica - conhecendo o computador
Informática Básica - conhecendo o computadorInformática Básica - conhecendo o computador
Informática Básica - conhecendo o computador
 
TIC - Conceitos Básicos
TIC - Conceitos BásicosTIC - Conceitos Básicos
TIC - Conceitos Básicos
 
Aula de hardware
Aula de hardwareAula de hardware
Aula de hardware
 
Informatica aplicada
Informatica aplicadaInformatica aplicada
Informatica aplicada
 
sistemas operacionais
 sistemas operacionais sistemas operacionais
sistemas operacionais
 
Introdução à Informática
Introdução à InformáticaIntrodução à Informática
Introdução à Informática
 
Informática para Concursos Públicos (Slide 1)
Informática para Concursos Públicos (Slide 1)Informática para Concursos Públicos (Slide 1)
Informática para Concursos Públicos (Slide 1)
 
Sistemas Informaticos
Sistemas InformaticosSistemas Informaticos
Sistemas Informaticos
 
História dos computadores + Conceitos base
História dos computadores + Conceitos baseHistória dos computadores + Conceitos base
História dos computadores + Conceitos base
 
Apostila Informática
Apostila InformáticaApostila Informática
Apostila Informática
 
apostila básica informática
apostila básica informáticaapostila básica informática
apostila básica informática
 

Destaque

Proinfo segurança na_internet_04_06
Proinfo segurança na_internet_04_06Proinfo segurança na_internet_04_06
Proinfo segurança na_internet_04_06natanael_queiroz
 
Proinfo navegação na_internet_30_05
Proinfo navegação na_internet_30_05Proinfo navegação na_internet_30_05
Proinfo navegação na_internet_30_05natanael_queiroz
 
Proinfo Introducao a Educacao Digital - 60f
Proinfo  Introducao a Educacao Digital - 60fProinfo  Introducao a Educacao Digital - 60f
Proinfo Introducao a Educacao Digital - 60ftecampinasoeste
 
Apostila linux educacional 3.0 e BrOffice
Apostila linux educacional 3.0 e BrOfficeApostila linux educacional 3.0 e BrOffice
Apostila linux educacional 3.0 e BrOfficelais_ribeiro03
 

Destaque (9)

Proinfo aula 1_07_05_2013
Proinfo aula 1_07_05_2013Proinfo aula 1_07_05_2013
Proinfo aula 1_07_05_2013
 
Proinfo segurança na_internet_04_06
Proinfo segurança na_internet_04_06Proinfo segurança na_internet_04_06
Proinfo segurança na_internet_04_06
 
Manual Alunos
Manual AlunosManual Alunos
Manual Alunos
 
Proinfo navegação na_internet_30_05
Proinfo navegação na_internet_30_05Proinfo navegação na_internet_30_05
Proinfo navegação na_internet_30_05
 
Manual Instrutores
Manual InstrutoresManual Instrutores
Manual Instrutores
 
Proinfo Introducao a Educacao Digital - 60f
Proinfo  Introducao a Educacao Digital - 60fProinfo  Introducao a Educacao Digital - 60f
Proinfo Introducao a Educacao Digital - 60f
 
Teclado
TecladoTeclado
Teclado
 
Apostila linux educacional 3.0 e BrOffice
Apostila linux educacional 3.0 e BrOfficeApostila linux educacional 3.0 e BrOffice
Apostila linux educacional 3.0 e BrOffice
 
Linux Educacional 4.0
Linux Educacional 4.0Linux Educacional 4.0
Linux Educacional 4.0
 

Semelhante a Proinfo informatica basica_14_05

Unidade II - hardware
Unidade II -  hardwareUnidade II -  hardware
Unidade II - hardwareDaniel Moura
 
Infomática básica para concursos hardware e software
Infomática básica para concursos   hardware e softwareInfomática básica para concursos   hardware e software
Infomática básica para concursos hardware e softwarecomopassaremconcurso.com.br
 
1aulaintroduoainformtica-100929151413-phpapp01.pdf
1aulaintroduoainformtica-100929151413-phpapp01.pdf1aulaintroduoainformtica-100929151413-phpapp01.pdf
1aulaintroduoainformtica-100929151413-phpapp01.pdfMaicksinhoTeclas
 
Inclusão Digital - Conceitos básicos de informática
Inclusão Digital - Conceitos básicos de informáticaInclusão Digital - Conceitos básicos de informática
Inclusão Digital - Conceitos básicos de informáticaMarcos Paulo Maia dos Santos
 
1aulaintroduoainformtica 100929151413-phpapp01
1aulaintroduoainformtica 100929151413-phpapp011aulaintroduoainformtica 100929151413-phpapp01
1aulaintroduoainformtica 100929151413-phpapp01Kisley Dawlen
 
informatica-retificada-alba.pdf
informatica-retificada-alba.pdfinformatica-retificada-alba.pdf
informatica-retificada-alba.pdfLeandroTelesRocha2
 
AULA 1 INFORMÁTICA - PROF HIGOR LUCAS
AULA 1 INFORMÁTICA - PROF HIGOR LUCASAULA 1 INFORMÁTICA - PROF HIGOR LUCAS
AULA 1 INFORMÁTICA - PROF HIGOR LUCASCristiano Melo
 
Tic conceitos introdutórios - cef
Tic   conceitos introdutórios - cefTic   conceitos introdutórios - cef
Tic conceitos introdutórios - cefjmesq
 
1 IntroduçãO A InformáTica
1 IntroduçãO A InformáTica1 IntroduçãO A InformáTica
1 IntroduçãO A InformáTicaguest570999
 
INTERIOR DO COMPUTADOR
INTERIOR DO COMPUTADORINTERIOR DO COMPUTADOR
INTERIOR DO COMPUTADORelectricgirl
 
A constituição do interior do computador
A constituição do interior do computadorA constituição do interior do computador
A constituição do interior do computadorcostta
 
Interior Computador Trabalho De T.I.C
Interior Computador Trabalho De T.I.CInterior Computador Trabalho De T.I.C
Interior Computador Trabalho De T.I.Cguest6f03c22
 

Semelhante a Proinfo informatica basica_14_05 (20)

Unidade II - hardware
Unidade II -  hardwareUnidade II -  hardware
Unidade II - hardware
 
Eja aula hardware-aula1
Eja aula hardware-aula1Eja aula hardware-aula1
Eja aula hardware-aula1
 
Infomática básica para concursos hardware e software
Infomática básica para concursos   hardware e softwareInfomática básica para concursos   hardware e software
Infomática básica para concursos hardware e software
 
Hardwarerobs
HardwarerobsHardwarerobs
Hardwarerobs
 
1aulaintroduoainformtica-100929151413-phpapp01.pdf
1aulaintroduoainformtica-100929151413-phpapp01.pdf1aulaintroduoainformtica-100929151413-phpapp01.pdf
1aulaintroduoainformtica-100929151413-phpapp01.pdf
 
Inclusão Digital - Conceitos básicos de informática
Inclusão Digital - Conceitos básicos de informáticaInclusão Digital - Conceitos básicos de informática
Inclusão Digital - Conceitos básicos de informática
 
1aulaintroduoainformtica 100929151413-phpapp01
1aulaintroduoainformtica 100929151413-phpapp011aulaintroduoainformtica 100929151413-phpapp01
1aulaintroduoainformtica 100929151413-phpapp01
 
Informática + Linux
Informática + LinuxInformática + Linux
Informática + Linux
 
informatica-retificada-alba.pdf
informatica-retificada-alba.pdfinformatica-retificada-alba.pdf
informatica-retificada-alba.pdf
 
PROF HIGOR
PROF HIGORPROF HIGOR
PROF HIGOR
 
AULA 1 INFORMÁTICA - PROF HIGOR LUCAS
AULA 1 INFORMÁTICA - PROF HIGOR LUCASAULA 1 INFORMÁTICA - PROF HIGOR LUCAS
AULA 1 INFORMÁTICA - PROF HIGOR LUCAS
 
Partes computador
Partes computadorPartes computador
Partes computador
 
Tic conceitos introdutórios - cef
Tic   conceitos introdutórios - cefTic   conceitos introdutórios - cef
Tic conceitos introdutórios - cef
 
Aula2 e 3 9º ano
Aula2 e 3 9º anoAula2 e 3 9º ano
Aula2 e 3 9º ano
 
Aula3
Aula3Aula3
Aula3
 
Harware e sofware
Harware e sofwareHarware e sofware
Harware e sofware
 
1 IntroduçãO A InformáTica
1 IntroduçãO A InformáTica1 IntroduçãO A InformáTica
1 IntroduçãO A InformáTica
 
INTERIOR DO COMPUTADOR
INTERIOR DO COMPUTADORINTERIOR DO COMPUTADOR
INTERIOR DO COMPUTADOR
 
A constituição do interior do computador
A constituição do interior do computadorA constituição do interior do computador
A constituição do interior do computador
 
Interior Computador Trabalho De T.I.C
Interior Computador Trabalho De T.I.CInterior Computador Trabalho De T.I.C
Interior Computador Trabalho De T.I.C
 

Último

A galinha ruiva sequencia didatica 3 ano
A  galinha ruiva sequencia didatica 3 anoA  galinha ruiva sequencia didatica 3 ano
A galinha ruiva sequencia didatica 3 anoandrealeitetorres
 
William J. Bennett - O livro das virtudes para Crianças.pdf
William J. Bennett - O livro das virtudes para Crianças.pdfWilliam J. Bennett - O livro das virtudes para Crianças.pdf
William J. Bennett - O livro das virtudes para Crianças.pdfAdrianaCunha84
 
LEMBRANDO A MORTE E CELEBRANDO A RESSUREIÇÃO
LEMBRANDO A MORTE E CELEBRANDO A RESSUREIÇÃOLEMBRANDO A MORTE E CELEBRANDO A RESSUREIÇÃO
LEMBRANDO A MORTE E CELEBRANDO A RESSUREIÇÃOColégio Santa Teresinha
 
geografia 7 ano - relevo, altitude, topos do mundo
geografia 7 ano - relevo, altitude, topos do mundogeografia 7 ano - relevo, altitude, topos do mundo
geografia 7 ano - relevo, altitude, topos do mundonialb
 
Programa de Intervenção com Habilidades Motoras
Programa de Intervenção com Habilidades MotorasPrograma de Intervenção com Habilidades Motoras
Programa de Intervenção com Habilidades MotorasCassio Meira Jr.
 
Slides Lição 2, Central Gospel, A Volta Do Senhor Jesus , 1Tr24.pptx
Slides Lição 2, Central Gospel, A Volta Do Senhor Jesus , 1Tr24.pptxSlides Lição 2, Central Gospel, A Volta Do Senhor Jesus , 1Tr24.pptx
Slides Lição 2, Central Gospel, A Volta Do Senhor Jesus , 1Tr24.pptxLuizHenriquedeAlmeid6
 
Slides Lição 03, Central Gospel, O Arrebatamento, 1Tr24.pptx
Slides Lição 03, Central Gospel, O Arrebatamento, 1Tr24.pptxSlides Lição 03, Central Gospel, O Arrebatamento, 1Tr24.pptx
Slides Lição 03, Central Gospel, O Arrebatamento, 1Tr24.pptxLuizHenriquedeAlmeid6
 
HORA DO CONTO5_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
HORA DO CONTO5_BECRE D. CARLOS I_2023_2024HORA DO CONTO5_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
HORA DO CONTO5_BECRE D. CARLOS I_2023_2024Sandra Pratas
 
Prática de interpretação de imagens de satélite no QGIS
Prática de interpretação de imagens de satélite no QGISPrática de interpretação de imagens de satélite no QGIS
Prática de interpretação de imagens de satélite no QGISVitor Vieira Vasconcelos
 
Atividade com a letra da música Meu Abrigo
Atividade com a letra da música Meu AbrigoAtividade com a letra da música Meu Abrigo
Atividade com a letra da música Meu AbrigoMary Alvarenga
 
Currículo escolar na perspectiva da educação inclusiva.pdf
Currículo escolar na perspectiva da educação inclusiva.pdfCurrículo escolar na perspectiva da educação inclusiva.pdf
Currículo escolar na perspectiva da educação inclusiva.pdfIedaGoethe
 
ABRIL VERDE.pptx Slide sobre abril ver 2024
ABRIL VERDE.pptx Slide sobre abril ver 2024ABRIL VERDE.pptx Slide sobre abril ver 2024
ABRIL VERDE.pptx Slide sobre abril ver 2024Jeanoliveira597523
 
Educação São Paulo centro de mídias da SP
Educação São Paulo centro de mídias da SPEducação São Paulo centro de mídias da SP
Educação São Paulo centro de mídias da SPanandatss1
 
trabalho wanda rocha ditadura
trabalho wanda rocha ditaduratrabalho wanda rocha ditadura
trabalho wanda rocha ditaduraAdryan Luiz
 
Slides Lição 4, CPAD, Como se Conduzir na Caminhada, 2Tr24.pptx
Slides Lição 4, CPAD, Como se Conduzir na Caminhada, 2Tr24.pptxSlides Lição 4, CPAD, Como se Conduzir na Caminhada, 2Tr24.pptx
Slides Lição 4, CPAD, Como se Conduzir na Caminhada, 2Tr24.pptxLuizHenriquedeAlmeid6
 
Mesoamérica.Astecas,inca,maias , olmecas
Mesoamérica.Astecas,inca,maias , olmecasMesoamérica.Astecas,inca,maias , olmecas
Mesoamérica.Astecas,inca,maias , olmecasRicardo Diniz campos
 
HORA DO CONTO4_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
HORA DO CONTO4_BECRE D. CARLOS I_2023_2024HORA DO CONTO4_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
HORA DO CONTO4_BECRE D. CARLOS I_2023_2024Sandra Pratas
 

Último (20)

A galinha ruiva sequencia didatica 3 ano
A  galinha ruiva sequencia didatica 3 anoA  galinha ruiva sequencia didatica 3 ano
A galinha ruiva sequencia didatica 3 ano
 
Orientação Técnico-Pedagógica EMBcae Nº 001, de 16 de abril de 2024
Orientação Técnico-Pedagógica EMBcae Nº 001, de 16 de abril de 2024Orientação Técnico-Pedagógica EMBcae Nº 001, de 16 de abril de 2024
Orientação Técnico-Pedagógica EMBcae Nº 001, de 16 de abril de 2024
 
William J. Bennett - O livro das virtudes para Crianças.pdf
William J. Bennett - O livro das virtudes para Crianças.pdfWilliam J. Bennett - O livro das virtudes para Crianças.pdf
William J. Bennett - O livro das virtudes para Crianças.pdf
 
LEMBRANDO A MORTE E CELEBRANDO A RESSUREIÇÃO
LEMBRANDO A MORTE E CELEBRANDO A RESSUREIÇÃOLEMBRANDO A MORTE E CELEBRANDO A RESSUREIÇÃO
LEMBRANDO A MORTE E CELEBRANDO A RESSUREIÇÃO
 
Em tempo de Quaresma .
Em tempo de Quaresma                            .Em tempo de Quaresma                            .
Em tempo de Quaresma .
 
geografia 7 ano - relevo, altitude, topos do mundo
geografia 7 ano - relevo, altitude, topos do mundogeografia 7 ano - relevo, altitude, topos do mundo
geografia 7 ano - relevo, altitude, topos do mundo
 
Programa de Intervenção com Habilidades Motoras
Programa de Intervenção com Habilidades MotorasPrograma de Intervenção com Habilidades Motoras
Programa de Intervenção com Habilidades Motoras
 
Slides Lição 2, Central Gospel, A Volta Do Senhor Jesus , 1Tr24.pptx
Slides Lição 2, Central Gospel, A Volta Do Senhor Jesus , 1Tr24.pptxSlides Lição 2, Central Gospel, A Volta Do Senhor Jesus , 1Tr24.pptx
Slides Lição 2, Central Gospel, A Volta Do Senhor Jesus , 1Tr24.pptx
 
Slides Lição 03, Central Gospel, O Arrebatamento, 1Tr24.pptx
Slides Lição 03, Central Gospel, O Arrebatamento, 1Tr24.pptxSlides Lição 03, Central Gospel, O Arrebatamento, 1Tr24.pptx
Slides Lição 03, Central Gospel, O Arrebatamento, 1Tr24.pptx
 
HORA DO CONTO5_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
HORA DO CONTO5_BECRE D. CARLOS I_2023_2024HORA DO CONTO5_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
HORA DO CONTO5_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
 
Prática de interpretação de imagens de satélite no QGIS
Prática de interpretação de imagens de satélite no QGISPrática de interpretação de imagens de satélite no QGIS
Prática de interpretação de imagens de satélite no QGIS
 
treinamento brigada incendio 2024 no.ppt
treinamento brigada incendio 2024 no.ppttreinamento brigada incendio 2024 no.ppt
treinamento brigada incendio 2024 no.ppt
 
Atividade com a letra da música Meu Abrigo
Atividade com a letra da música Meu AbrigoAtividade com a letra da música Meu Abrigo
Atividade com a letra da música Meu Abrigo
 
Currículo escolar na perspectiva da educação inclusiva.pdf
Currículo escolar na perspectiva da educação inclusiva.pdfCurrículo escolar na perspectiva da educação inclusiva.pdf
Currículo escolar na perspectiva da educação inclusiva.pdf
 
ABRIL VERDE.pptx Slide sobre abril ver 2024
ABRIL VERDE.pptx Slide sobre abril ver 2024ABRIL VERDE.pptx Slide sobre abril ver 2024
ABRIL VERDE.pptx Slide sobre abril ver 2024
 
Educação São Paulo centro de mídias da SP
Educação São Paulo centro de mídias da SPEducação São Paulo centro de mídias da SP
Educação São Paulo centro de mídias da SP
 
trabalho wanda rocha ditadura
trabalho wanda rocha ditaduratrabalho wanda rocha ditadura
trabalho wanda rocha ditadura
 
Slides Lição 4, CPAD, Como se Conduzir na Caminhada, 2Tr24.pptx
Slides Lição 4, CPAD, Como se Conduzir na Caminhada, 2Tr24.pptxSlides Lição 4, CPAD, Como se Conduzir na Caminhada, 2Tr24.pptx
Slides Lição 4, CPAD, Como se Conduzir na Caminhada, 2Tr24.pptx
 
Mesoamérica.Astecas,inca,maias , olmecas
Mesoamérica.Astecas,inca,maias , olmecasMesoamérica.Astecas,inca,maias , olmecas
Mesoamérica.Astecas,inca,maias , olmecas
 
HORA DO CONTO4_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
HORA DO CONTO4_BECRE D. CARLOS I_2023_2024HORA DO CONTO4_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
HORA DO CONTO4_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
 

Proinfo informatica basica_14_05

  • 1. Curso: Introdução a Educação DigitalCurso: Introdução a Educação Digital Formador: Prof. Natanael da Silva QueirozFormador: Prof. Natanael da Silva Queiroz ProInfo –ProInfo – Programa Nacional de Tecnologia Educacional Fonte: EMJK – ESCOLA MUNICIPAL JKEMJK – ESCOLA MUNICIPAL JK
  • 2. Tópicos abordados:  Conceitos básicos (computador, processamento de dados).  Áreas da Informática (hardware, software).  Unidade de Medida de Informação (bit, byte).  Componentes Básicos do Computador (placa mãe, processador, memória, gabinete, portas / conectores, fonte, etc).  Dispositivos de E/S (monitor, impressora, teclado, mouse, pen drive, scanner, etc).  Tipos de Computadores (pc, notebook, workstation, mainframe e palmtop).  Tipos de Software (so, aplicativo, utilitário, anti-vírus, games).
  • 3. Conceitos Básicos - Computador  Basicamente uma máquina, eletrônica e automática, que lê dados, efetua cálculos e fornece resultados. Isto é, uma máquina que recebe dados, compara valores, armazena dados e move dados. Portanto, trabalha com dados e estes bem colocados tornam-se uma informação.  Máquina eletrônica projetada para auxiliar as pessoas na execução de tarefas.  Conjunto de equipamentos eletrônicos (hardware) que necessita ser programado (software) para efetuar operações sobre informações conhecidas e fornecer os resultados desejados, obtendo assim um objetivo final lógico.  O computador não erra, não pensa, não age sozinho, não é auto- suficiente, sendo necessário a atuação humana para orientá-lo e induzi-lo a tomar decisões lógicas.
  • 4. Conceitos - Computador  Características que o diferem das demais máquinas:  Alta velocidade na execução de suas operações.  Grande capacidade de armazenar informações (memória).  Capacidade de executar longa sequência alternativa de operações (programa).  Serviços:  Científicos: cálculos balísticos.  Comerciais: folhas de pagamento, contabilidade.  Simulação: tráfegos.  Controle de processos: usinas nucleares.
  • 5. Conceitos – Processamento de Dados  Transformação dos dados que temos em mãos (dados iniciais ou de entrada) em informações úteis (dados finais ou de saída). – Unidade de Entrada: dispositivos utilizados para receber informações iniciais do usuário. Ex.: scanner, mouse, teclado, etc. – Unidade de Processamento: dispositivo onde ocorre o processamento dos dados no computador. – Unidade de Saída: dispositivos utilizados para mostrar as informações já processadas. Ex.: monitor, impressora, etc.
  • 6. Áreas da Informática:  Hardware: conjunto de componentes físicos (palpável) do computador, isto é, parte mecânica e eletrônica (equipamento) responsável pelo processamento dos dados. Ex.: plascas, fios, cabos, chips, etc.  Software: conjunto de componentes lógicos do computador, isto é, conjunto de instruções, programas que informam aos componentes físicos (hardware) o que deve ser executado. Tornam o computador útil. Responsável pela organização e metodologia no qual os dados são processados. Ex.: sistema operacional, aplicativos, anti-vírus.  Firmware: programas residentes em chips (embarcados). Ex.: software que são executados em celulares, controle remotos, etc.  Peopleware: parte humana que opera a máquina, isto é, pessoa que utiliza o hardware e software, inserindo ou extraindo informações do sistema. Ex.: usuário, analista de sistemas, programador, digitador, etc.
  • 7. Unidade de Medida de Informação  Todas as informações que são introduzidas no computador são medidas em BYTE.  BIT - menor unidade de informação que o computador pode armazenar ou processar. Um  BYTE (BYnary TErm) - termo binário - conjunto de 8 bits. Equivale a um caracter, podendo ser uma letra (A - Z), um algarismo (0 - 9), um caracter especial (!, @, #, $, %, etc).  Como as unidades de medidas existentes, o byte possui múltiplos para expressar capacidades maiores de armazenamento, conforme tabela abaixo: 1 trilhão de Bytes - 240 1 bilhão de Bytes - 230 1 milhão de Byte - 220 mil Bytes - 210 1 caracter (8 bits) – 20 CAPACIDADE T ou TBTeraByte G ou GBGigaByte M ou MBMegaByte K ou KBKiloByte BByte ABREVIATURAUNIDADE DE MEDIDA
  • 8. Unidade de Medida de Informação  Caracter: é a unidade básica de armazenamento de informação na maioria dos sistemas, ou seja, é a representação gráfica de uma letra, número ou símbolo especial do alfabeto.  Palavra: é a quantidade de bits que a CPU processa por vez. Nos de 8 bits os termos byte, caracter e palavra se confundem, pois todos têm 8 bits. Nos microprocessadores modernos já existe palavra de 16 a 64 bits, isto é, de 2 a 8 bytes.  Exemplo: transferir da memória para o microprocessador a palavra ARTE  8 bits = 1 byte = 1 caracter por vez. Necessita 4 operações, uma para cada letra.  16 bits = 2 bytes = 2 caracteres por vez. Necessita 2 operações, uma para cada letra.  32 bits = 4 bytes = 4 caracteres por vez. Necessita 1 operação, uma para cada letra.
  • 9. Unidades Funcionais do ComputadorUnidades Funcionais do Computador Dispositivos de E/SDispositivos de E/S Tipos de ComputadorTipos de Computador HARDWAREHARDWARE
  • 10. Componentes Básicos do Computador  O computador é constituído por diversos dispositivos básicos, cada um com uma função específica. São eles:  Placa mãe  Processador  Memória  Gabinete  Outras placas  Portas / Conectores  Fonte
  • 11. Componentes Básicos do Computador - Placa Mãe  Também conhecida como mother board. É a placa mais importante do computador, pois abriga o microprocessador, memórias e demais placas, além de outros componentes. onboard (baixo custo / baixa qualidade)
  • 12. Componentes Básicos do Computador - Processador  Unidade responsável pelo processamento de todas as informações introduzidas no computador e pela execução de todas as instruções dos programas. Seu dispositivo principal é a CPU (Unidade Central de Processamento) ou processador. É o cérebro do computador.  Exemplos de marcas e fabricantes: VIA Cyrix MII, VIA Cyrix MIII Cyrix K6, K6-2, K6-3, Duron, Athlon AMD Pentium, Celeron, Pentium II, Pentium III, Pentium 4 Intel MARCASFABRICANTE
  • 13. Componentes Básicos do Computador - Memória  Dispositivo que auxilia a CPU no processamento de dados.  Classifica-se em: – ROM (Read Only Memory): armazena dados de forma persistente, permanentemente. Memória apenas de leitura. Não volátil. BIOS. Possui as instruções básicas gravadas pelo fabricante, não podendo sofrer alteração. Responsável, entre outras coisas, pelo autoteste inicial, quando o computador é ligado pela carga do sistema operacional.
  • 14. Componentes Básicos do Computador - Memória – RAM (Random Access Memory): armazena os dados temporariamente. Volátil. É a memória de trabalho do computador. É composta por módulos (pentes) acoplados diretamente na placa mãe. Os dados e os programas ficam ma memória Ram enquanto estão sendo processados. Quando um trabalho é concluído a memória é liberada.
  • 15. Componentes Básicos do Computador - Memória – CACHE: memória de acesso rápido que conversa na mesma velocidade que o processador. Pode ser: interna / primária / nível 1 (no processador) e externa / secundária / nível 2 (na placa mãe). – AUXILIAR: todo e qualquer meio externo de armazenamento. Exemplo: Winchester (HD), disquete, fita dat, zip drive.
  • 16. Componentes Básicos do Computador - Gabinete  Local onde todos os dispositivos responsáveis por armazenar e processar informações no computador estão organizados. A maioria dos gabinetes possui externamente um botão de força (on/off) e um botão reset (reiniciar).  Podem ser classificados quanto ao tamanho em: mini, midi e full tower. Também pode ser horizontal, slim e de diversos outros modelos.
  • 17. Componentes Básicos do Computador – Outras Placas  Placa de Vídeo: responsável pela resolução e pela qualidade da exibição das imagens no monitor.  Placa de Rede: utilizada para interligar computadores através de uma rede, onde é possível compartilhar informações e recursos.  Placa de Fax Modem: utilizada para comunicação entre computadores via linha telefônica.
  • 18. Componentes Básicos do Computador – Portas / Conectores  PS/2 (teclado, mouse, webcam, joystick, etc).  Porta Serial (mouse).  Porta Paralela (impressora).  Porta USB (reconhecimento automático, mais veloz).
  • 19. Componentes Básicos do Computador - Fonte  Fornece a energia/voltagem utilizada pelo computador e todos os seus dispositivos internos. É conectada diretamente a placa mãe. Fornece outros conectores extras que são utilizados para alimentar basicamente os drives (disquete, CD, DVD) e o HD, basicamente.
  • 20. Outros Dispositivos  O computador é constituído por diversos dispositivos, cada um encarregado por uma parte das tarefas básicas que o computador realiza: receber, processar e exibir dados.  Cada dispositivo tem uma função específica.  Dispositivos ou equipamentos que auxiliam o computador, são os acessórios do computador.  Classificam-se em: – Periféricos de Entrada – Periféricos de Saída – Periféricos de Entrada e Saída
  • 21. Dispositivos de Entrada  Dispositivos utilizados para receber informação, permitindo que o usuário envie / introduza dados ao computador.  Exemplos de alguns Periféricos de Entrada:  Teclado: principal meio de comunicação entre usuário e a máquina. Composto por teclas numéricas, alfabéticas e de funções especiais.
  • 22. Dispositivos de Entrada  Mouse: dispositivo de apontamento que auxilia o usuário em aplicações gráficas. Outros exemplos de dispositvos de apontamento: trackball, pen, touch pad.
  • 23. Dispositivos de Entrada – Scanner: dispositivo utilizado para digitalizar imagens. Similar à uma máquina de fotocópia só que, ao invés de copiar, torna cad ponto de cor em uma imagem digitalizada. Muito útil para editoração eletrônica. Pode ser de mesa ou de mão (portátil ou não).
  • 24. Dispositivos de Entrada – Joystick: dispositivo utilizado em aplicações gráficas como jogos, permitindo uma maior interação entre o usuário e o computador. Utilizado como controlador de jogos. Pode operar apenas em dois eixos, mas também existe em três dimensões.
  • 25. Dispositivos de Saída  Dispositivos a partir dos quais o computador exibe os dados já processados para o usuário.  Exemplos de alguns Periféricos de Saída:  Monitor: principal meio de saída e exibição de informação. Atualmente existem diversos modelos e tamanhos.
  • 26. Dispositivos de Saída  Impressora: permite que as informações processadas (texto, imagens, gráficos) pelo computador sejam impressas em diversos tipo de papel. Podem ser matriciais (fita), jato de tinta (cartucho de tinta preto e colorido) e a laser (toner com tipo de pó).
  • 27. Dispositivos de Entrada e Saída  Dispositivos utilizados tanto para entrada como para saída das informações.  Exemplos de alguns Periféricos de Entrada e Saída: – Unidade de Disco Flexível (Drive): permite ler e gravar dados em um disquete. – Disco Flexível (Floppy Disk - disquete): dispositivo criado para auxiliar o computador no armazenamento de dados. Classificados quanto ao tamanho (51/4” e 31/2”) e à capacidade de armazenamento (DD - Double Density - dupla densidade e HD High Density - Alta Densidade). Necessita de cuidados especiais. Atualmente são mais utilizados apenas para armazenar cópias de segurança. Baixa capacidade de armazenamento.
  • 28. Dispositivos de Entrada e Saída  Dispositivos utilizados tanto para entrada como para saída das informações.  Exemplos de alguns Periféricos de Entrada e Saída: – Unidade de Disco Rígido (Hard Disk ou Winchester): dispositivo que permite recuperar, gravar e armazenar dados e programas. Criado na década de 50. Possui grande capacidade de armazenamento. É basicamente o único componente com funcionamento mecânico. É totalmente lacrado impedindo assim a penetração de impurezas que podem danificá-lo.
  • 29. Dispositivos de Entrada e Saída – Unidade de CD (Drive de CD): dispositivo para leitura e/ou gravação de dados em um CD. – CD (Compact Disk): dispositivo utilizado para armazenamento de dados e de conteúdo multimídia. Possui uma grande capacidade de armazenamento e são menos frágeis que os disquetes. Pode ser CD-R ou CD-RW.
  • 30. Dispositivos de Entrada e Saída – Unidade de DVD (Drive de DVD): dispositivo para leitura e/ou gravação de dados em um DVD (DVD-R, DVD-RW). – DVD (Display Video Disk): dispositivo utilizado para armazenamento de conteúdo multimídia. Possui uma grande capacidade de armazenamento. Podem ser DVD-R ou DVD-RW.
  • 31. Dispositivos de Entrada e Saída – Unidade de Zip Disk (Zip Drive): dispositivo criado pela IOMEGA em 95 para leitura e/ou gravação de dados em um Zip Disk. Eficiente equipamento de armazenamento de dados em mídia removível. – Zip Disk: dispositivo removível utilizado para armazenamento de dados Possui uma capacidade de armazenamento considerável (100MB e 250MB) e são menos frágeis que os disquetes.
  • 32. Dispositivos de Entrada e Saída – Unidade de Fita Dat: dispositivo utilizado para ler e gravar dados em uma fita dat. – Fita Dat: dispositivo utilizado para armazenamento de grandes volumes de dados. Muito utilizado em servidores para armazenar dados provenientes de backups. Capacidade de armazenamento em torno de 4 GB.
  • 33. Dispositivos de Entrada e Saída – Pen Drive: também conhecido como memória USB flash drive. É um dispositivo de armazenamento constituído por uma memória flash e um adaptador USB para interface com o computador. Alguns modelos podem ter a capacidade de 128MB até 8GB de memória portátil e alta velocidade na leitura e gravação de dados, 16MB/seg e 12MB/seg. Geralmente possui formato compacto para facilitar o seu transporte.
  • 34. Dispositivos de Entrada e Saída – iPod: refere-se a uma série de players de áudio digital projetados e vendidos pela Apple Computer. (A Hewlett-Packard também vende o produto sob o nome de Apple iPod + HP). Os aparelhos da família iPod oferecem uma interface simples para o usuário, centrada no uso de uma roda clicável, ou click wheel. A maioria dos modelos do iPod armazenam mídia em um disco rígido acoplado, enquanto um modelo menor, o iPod shuffle, usa memória flash. Na prática, o iPod é um computador de bolso, com CPU, RAM e HD, que pode ser atualizado para incorporar novas funções.
  • 35. Dispositivos de Entrada e Saída – MP3 Player: dispositivo portátil que permite armazenar e tocar arquivos de música MP3 e em outros formatos. Também integra funcionalidade de outros dispositivos como rádio, gravador de voz e pen drive.
  • 36. Dispositivos de Entrada e Saída – Câmera Digital: transfere diretamente as fotografias armazenadas para o computador, abolindo o uso de filmes e do processo de revelação. Possui diversos tipos de resolução. – WebCam: utilizado para gravar ou transmitir voz e imagem, permitindo inclusive a realização de vídeo-conferências. – Filmadora Digital: utilizado para gravar filmes (voz e imagem) que podem ser diretamente transferidos para o computador e gravador em DVD.
  • 37. Dispositivos de Entrada e Saída – Modem: dispositivo que permite a comunicação de computadores a distância, via linha telefônica. Ë um modulador / demodulador de sinais. Transforma sinais digitais do computador em sinais de pulso modulado capazes de trafegar pela linha telefônica até chegar em outro modem, onde ocorre o processo inverso. Velocidade de transmissão 56 Kbps.
  • 38. Tipos de Computador (PC Microcomputador)  O PC (Personal Computer) é o tipo de computador mais popular. A IBM lançou o 1º. Hoje existem inúmeras marcas de PC’s. Também podem ser montados a partir de componentes adquiridos separadamente. Cada vez mais barato e acessível, realiza as principais tarefas rotineiras e também as mais avançadas. – Microcomputador: além do PC existe uma outra família chamada Macintosh (Apple).
  • 39. Tipos de Computador (Notebook)  Notebooks: modernos microcomputadores portáteis que reproduzem praticamente todos os aspectos de funcionamento dos modelos de mesa (desktops). A vantagem é a possibilidade de se trabalhar com eles em qualquer lugar. Os primeiros computadores portáteis, em média maiores que os notebooks, eram chamados de laptops.
  • 40. Tipos de Computador (Workstation)  Workstation: são computadores mais poderosos e mais caros. São utilizados, por exemplo, em sistemas hospitalares, bancários e em computação gráfica por apresentar características como alta confiabilidade, estabilidade e performance.
  • 41. Tipos de Computador (Mainframes)  Mainframe: computadores de grande porte que muitas vezes ocupam prédios inteiros. No passado, muitas aplicações requeriam o uso de mainframes, já que os primeiros microcomputadores eram fracos e pouco confiáveis. (e antes ainda nem existiam). Com os avanços tecnológicos, os micros ficaram cada vez mais poderosos, tomando a maior parte do mercado. Mas os mainframes ainda têm sua importância: algumas aplicações, como sistemas bancários, previsão do tempo e controle de vôos espaciais, requerem computadores de grande porte. Hoje em dia são chamados de supercomputadores.
  • 42. Tipos de Computador (Palmtops)  Palmtops: tem sido o maior sucesso nas recentes feiras de informática. Como o próprios nome diz, cabem na palma da mão, e realizam quase todas as tarefas de um PC.
  • 43. Tipos de SoftwareTipos de Software SOFTWARESOFTWARE
  • 44. Tipos de Software  Sistemas Operacionais: tipo especial de software, responsável por gerenciar as informações que fazem com que o computador se comporte de determinada maneira. Espécie de “chefe” dos demais softwares, ou ainda o gerente do computador, pois é sua tarefa controlar a máquina para os outros programas rodarem. O SO gerencia seus discos e arquivos, controla como o monitor exibe a imagem, define as prioridades de impressão de uma impressora, reserva espaço na memória para cada programa, enfim, organiza tudo. Exemplos de SO e seus respectivos fabricantes:  Microsoft: MS-DOS (Microsoft Disk Operating System), Windows 95, Windows 98, Windows ME (Millennium Edition), Windows XP, Windows NT, Windows 2000.  Apple: Mac OS (para computadores Macintosh)  Outros: Unix, Linux, etc.  IBM: OS/2
  • 45. Tipos de Software  Aplicativos: são programas que cumprem finalidades específicas para determinados grupos de pessoas ou interesses individuais. Uma empresa, por exemplo, pode criar um software para controlar o número de empregados, seus endereços, etc. Exemplos:  Editores de texto (word, openoffice)  Planilhas eletrônicas (excel, lotus)  Banco de dados (access, oracle, sqlserver, mysql, postgresql).  Editoração eletrônica e gráfica (photoshop, corel draw, corel photopaint).  Navegadores e correio de e-mail (internet explorer, mozila, firebird, outlook, navigator).  Ambientes de desenvolvimentos de sistemas (eclipse, Jbuilder, borland delphi).  Desenvolvimento de websites (homesite, interdev, dreamweaver, flash, firework)
  • 46. Tipos de Software  Utilitários: são programas que auxiliam na realização de diversas tarefas como instalação de dispositivos, compactação de arquivos, backup de dados, visualização de dados e imagens, etc. Exemplos:  Drivers;  Gravador de cd e dvd;  Visualizador de imagens;  Backups e cópias de segurança;  Transferência de arquivos;  Compactação e descompactação de arquivos.
  • 47. Tipos de Software  Antivírus: programas necessários à proteção contra vírus (programa que invadem o computador com o objetivo de destruir dados). Ë necessário sempre mantê0los atualizados. Exemplos:  Norton  McAfee  Avast
  • 48. Tipos de Software  Games: programas de lazer, diversão, distração, jogos. Requerem uma quantidade mínima de recursos de hardware para que funcionem adequadamente. Exemplos:

Notas do Editor

  1. Para melhor compreensão do que seja Processamento de Dados, tomemos como exemplo o Censo Populacional, onde temos: Informações Iniciais: dados individuais de cada família residente no País ou na área em estudo. Informações Finais: População Local existente, População Total existente, Classificação segundo faixa etária, grau de escolaridade. Suponhamos que está população seja de 50 milhões de pessoas. Fazer está tarefa manualmente demoraria anos e, mesmo que os resultados estivessem corretos, não expressaria a nova realidade. Neste contexto que inserimos o Computador, onde os dados iniciais serão processados e o resultado final será dado com maior rapidez e confiabilidade.
  2. Um único bit não consegue representar todas as letras, números e caracteres especiais com os quais o computador trabalha. É necessário agrupá-los e cada grupo é chamado de byte.
  3. Eletricidade estática: porção de eletricidade armazenada em nosso corpo devido ao atrito do dia-a-dia e que, se descarregada em algum componente pode causar danos ao mesmo. Cuidado: segurar os componentes pelas bordas, evitando contato com os circuitos. Usar pulseira aterrada.