Introducao a informatica

496 visualizações

Publicada em

Introdução a informática

Publicada em: Tecnologia
0 comentários
2 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
496
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
6
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
24
Comentários
0
Gostaram
2
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Introducao a informatica

  1. 1. INTRODUÇÃO À INFORMÁTICA Profa. Rosemeri Coelho Nunes Prof. Ilson Gripa Unidade Curricular : INSTITUTO FEDERAL DE SANTA CATARINA
  2. 2. CONCEITOS BÁSICOS Tecnologia: Segundo a enciclopédia livre – Wikipédia, “tecnologia é um termo que envolve o conhecimento técnico e científico e as ferramentas, processos e materiais criados e/ou utilizados a partir de tal conhecimento”. Informática: Termo criado na França em 1962 e surgiu da contração de duas palavras: Information Automatique, traduzindo, Informação automática. Computador: Máquina eletrônica que realiza processamento de dados.
  3. 3. Processamento de Dados: Trabalho com a informação através da Entrada de Dados, Processamento e Saída. Hardware: Parte física do computador. Software: Parte lógica (programas). Peopleware: Pessoa que direta ou indiretamente trabalha com informática.
  4. 4. Programa: Conjunto de instruções fornecidas ao computador para que ele realize determinada tarefa. Linguagem de programação: É um conjunto de regras que fornece as instruções para o computador. Cada linguagem de programação possui suas próprias regras. Devem ser seguidas pelo programador.
  5. 5. Etapas de funcionamento de um computador Tipos de computadores Microcomputadores Portáteis - Os Laptops também chamados notebooks, são computadores portáteis que integram monitor, teclado, dispositivo de apontamento ou trackball, processador, memória e disco rígido em um único volume operado também por bateria, ligeiramente maior do que um livro de capa dura. ENTRADA PROCESSAMENTO SAÍDA ARMAZENAMENTO
  6. 6. Os Palmtops, são computadores integrados e compactos que geralmente não possuem teclados, mas sim uma tela sensível ao toque (touch screen), tecnologia usada para a entrada de dados. São geralmente menores do que um livro de bolso e muito leves. Uma versão ligeiramente maior e mais pesada do palmtop é o handheld/tablet (computador de mão), já o netbook é um termo usado para descrever uma classe de computadores portáteis derivados do notebook, com dimensão menor, mais leve, de baixo custo, sem gravador e leitor de cd/dvd e geralmente utilizados em serviços baseados na internet, tais como navegação na web e e-mails. Mainframes – de grande porte (Receita Federal, Bancos) Minicomputadores – médio porte
  7. 7. CRONOLOGIA Divisão por Gerações
  8. 8. GERAÇÕES Computador de primeira geração – (1946-56) - Válvulas. Na Inglaterra, em 1943, o matemático Alan Turing constrói o Colossus, um computador para missões de guerra. Em 1946, nos EUA, um grupo termina a construção do Eniac com a ajuda dos pesquisadores Mauchly e Eckert. Na mesma época, John Von Neumann estabelece a arquitetura básica de um computador, empregada até hoje: memória, unidade central de processamento, dispositivos de entrada e saída dos dados. Chegam ao mercado os primeiros computadores. Computador de segunda geração – (1957-64) Em 1947, Laboratórios Bell, ligados à AT&T, criam o transistor, que faz as mesmas funções das válvulas a um custo bem menor, só no final da década de 50 é que chegam ao mercado os primeiros modelos totalmente transistorizados, bem menores do que os movidos a válvula e com preço acessível para as empresas privadas.
  9. 9. GERAÇÕES Computador de terceira geração – (1964-84) Em 1958 a Texas Instruments revoluciona o mundo com o circuito integrado. São um conjunto de transistores, resistores e capacitores construído sobre uma base de silício (chip). Com ele, avança a miniaturização dos equipamentos eletrônicos. A IBM é a primeira a lançar modelos com a nova tecnologia. Computador de quarta geração - (1985-90) Final dos anos 70, a Intel projeta o microprocessador, um dispositivo que reúne num mesmo circuito integrado todas as funções do processador central. É a base para os microcomputadores. A IBM lança o IBM-PC. Computador de quinta geração – (1991 até hoje) – Inteligência artificial, alto processamento, computação distribuída, em rede.
  10. 10. HARDWARE PEOPLEWARE SOFTWARE
  11. 11. Unidades de Entrada e Saída de Dados (I/O) Unidades de Entrada e Saída de dados ou periféricos: dispositivos físicos que permitem a comunicacão entre o usuário e o computador, tanto para receber dados como para que o computador os mostre ao usuário. Os periféricos são classificados de acordo com a função desempenhada junto ao computador da seguinte forma: De entrada: Estes periféricos basicamente enviam informação para o computador, como por exemplo, mouse e teclado;
  12. 12. De saída: Que transmitem informação do computador para o usuário, como por exemplo, impressora e monitor. De entrada e saída: Estes periféricos realizam as duas funções citadas anteriormente, ou seja, recebem e enviam informações. Como exemplo, podemos citar, monitor de touch screen e drive de CD/DVD; De armazenamento: São periféricos que tem por função armazenar dados e informações, como por exemplo, disco rígido e pen drive.
  13. 13. Unidades de Armazenamento As unidades de armazenamento dividem-se em vários tipos de memórias que podem ser permanentes ou temporárias. Memória RAM - As memórias do tipo RAM (Random Access Memory) são memórias temporárias, voláteis, rápidas e que lidam essencialmente com armazenamento de cargas elétricas em capacitores, possibilitando o armazenamento e a visualização simultâneos (tempo real). Esse recurso torna possível a tarefa de fazer e ver o que se está fazendo ao mesmo tempo. Uma característica importante da memória do tipo RAM é que ela necessita de constante alimentação elétrica, ou seja, uma vez desligado o computador, ela é descarregada.
  14. 14. Memória ROM - As memórias do tipo ROM (Read Only Memory) são permanentes e programadas em fábrica, destinam-se aos comandos mais básicos e gerais de uma determinada tarefa do computador. Memória Flash - A memória Flash, diferentemente da memória RAM, permite armazenar dados por longos períodos sem precisar de alimentação elétrica, praticamente com a mesma velocidade. Graças a isso, a memória Flash se tornou rapidamente a tecnologia dominante em cartões de memória (para câmeras digitais) e pendrives. Esses dispositivos, que apareceram no Brasil no começo do século XXI, substituíram completamente os disquetes, que realizavam a mesma função.
  15. 15. Disco Rígido (HD) Unidade de entrada e saída. É a que tem maior capacidade de armazenamento. Estão armazenados os programas e arquivos que serão carregados na memória RAM e executados pelo processador.  Atualmente armazenam Terabytes (trilhões de caracteres)
  16. 16. Software Em termos gerais, é o nome dado aos programas de um computador. Sistema Operacional Conjunto de programas que gerenciam todas as operações de funcionamento do hardware e software de um computador. Ele faz a chamada interface entre o homem e a máquina. Permite, entre outras coisas, a criação e manutenção de arquivos, execução de programas e utilização de periféricos tais como: teclado, vídeo, unidades de disquete, impressora.
  17. 17. Aplicativo É um conjunto de programas que se presta para a realização de uma tarefa específica, como por exemplo, edição de texto (Microsoft Word, Writer), desenho (Corel Draw, Adobe Illustrator, Auto Cad), edição de imagens (Adobe Photoshop, Corel PhotoPaint), animação (Adobe Flash), edição de vídeo (Windows media Player, Adobe Premiére), Modelagem 3D (3D Studio Max, Maya), jogos, antivírus, etc.
  18. 18. Utilitários São programas que servem como partes auxiliares de outros aplicativos ou sistemas operacionais, como por exemplo, os antivírus, os aceleradores de download, os alertadores de segurança, os limpadores e desfragmentadores de disco, restauradores de sistema, aplicativos de backup (cópia de segurança de arquivos), etc.
  19. 19. Há vários tipos de sistemas operacionais que se prestam às mais variadas tarefas, os mais conhecidos são: Microsoft Windows para PC’s MacOS para computadores Apple Macintosh UNIX/LINUX muito utilizado em servidores de rede Outros mais antigos, mas ainda utilizados como DOS, Amiga e MINIX. Android – mais novo – celular, tablet
  20. 20. Profissionais da área de informática ( PEOPLEWARE) Peopleware são pessoas que trabalham diretamente, ou indiretamente, com a área de processamento de dados, ou mesmo com Sistema de Informação. Abaixo listamos algumas das funções desempenhadas pelo homem dentro desta ciência chamada informática.
  21. 21. Técnico em manutenção: Profissional especializado em manutenção de hardware e software. Sua principal função é garantir o perfeito funcionamento do hardware e software em um sistema computacional. Analista de sistemas: Análise de sistemas é a atividade que tem como finalidade realizar estudos de processos a fim de encontrar o melhor caminho racional para que a informação possa ser processada. Os analistas de sistemas estudam os diversos sistemas existentes entre hardwares (equipamentos), softwares (programas) e o usuário final. Os seus comportamentos e aplicações são desenvolvidos a partir de soluções que serão padronizadas e transcritas de forma que o computador possa executar.
  22. 22. Operador: variadas atividades: fornece informações, prepara relatórios, escreve documentos, elabora planilhas, etc. Deve possuir um amplo conhecimento de hardware e software, a fim de operá-los de maneira eficiente e segura. Programador: Em computação, programador ou desenvolvedor de softwares refere-se ao profissional que faz programação de computadores e desenvolve softwares.
  23. 23. Webdesigner: ocupa-se com criação de sites e documentos disponíveis no ambiente da web. Tende à multidisciplinaridade, uma vez que a construção de páginas web requer subsídios de diversas áreas técnicas. Áreas como a arquitetura da informação, programação, usabilidade, acessibilidade entre outros, que, já formam um outro profissional conhecido como webmaster. Usuário: Num sentido mais abrangente, é qualquer pessoa (agentes externos) para quem o produto ou serviço é concebido e que usufruem da tecnologia para realizar determinado trabalho.
  24. 24. FIM

×