A PEQUENA
MAIOR OFERTA!
41Jesus estava no pátio do Templo, sentado perto
da caixa das ofertas, olhando com atenção as
pessoas que punham dinheiro ...
• NO TEMPLO, NO ÁTRIO
DAS MULHERES;
• TREZE GAZOFILÁCIOS
• JESUS SENTADO,
OBSERVANDO OS
OFERTANTES
Sim.
Jesus está vendo e observando e ainda julgando nossas
entregas à Ele. Tudo o que oferecemos e fazemos na
construção q...
PORÇÃO E PROPORÇÃO:
- os ricos davam muito dinheiro. Mas era somente a SOBRA do que tinham.
Entregavam uma PORÇÃO. (quanti...
CONTRIBUIÇÃO OU CONSAGRAÇÃO
- a oferta dos ricos não foi desprezada e nem condenada por Jesus, mas
sendo somente o resto d...
O QUE VAI OU O QUE FICA?
-os homens vêem o que é ofertado. Deus observa o que
é guardado. É perigoso entregar somente o qu...
“ISTO É VERDADE!”
-Jesus encerra afirmando: ela deu mais, entregou tudo, fez
melhor!
- Jesus ensina, reconhecendo
naquela ...
A Pequena Maior Oferta
A Pequena Maior Oferta
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

A Pequena Maior Oferta

514 visualizações

Publicada em

Mensagem sobre a oferta da viuva pobre

Publicada em: Espiritual
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
514
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
7
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
12
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

A Pequena Maior Oferta

  1. 1. A PEQUENA MAIOR OFERTA!
  2. 2. 41Jesus estava no pátio do Templo, sentado perto da caixa das ofertas, olhando com atenção as pessoas que punham dinheiro ali. Muitos ricos davam muito dinheiro. 42Então chegou uma viúva pobre e pôs na caixa duas moedinhas de pouco valor. 43Aí Jesus chamou os discípulos e disse: — Eu afirmo a vocês que isto é verdade: esta viúva pobre deu mais do que todos. 44Porque os outros deram do que estava sobrando. Porém ela, que é tão pobre, deu tudo o que tinha para viver. Marcos 12.41-44
  3. 3. • NO TEMPLO, NO ÁTRIO DAS MULHERES; • TREZE GAZOFILÁCIOS • JESUS SENTADO, OBSERVANDO OS OFERTANTES
  4. 4. Sim. Jesus está vendo e observando e ainda julgando nossas entregas à Ele. Tudo o que oferecemos e fazemos na construção que ele lançou o fundamento (1Co 3.12,13) 12Se alguém constrói sobre esse alicerce usando ouro, prata, pedras preciosas, madeira, feno ou palha, 13sua obra será mostrada, porque o Dia a trará à luz; pois será revelada pelo fogo, que provará a qualidade da obra de cada um. Sim. Jesus vê nossas ofertas. E o que procura nessa observação? Sim. Jesus está vendo e observando e ainda julgando nossas entregas à Ele. Tudo o que oferecemos e fazemos na construção que ele lançou o fundamento (1Co 3.12,13) 12Se alguém constrói sobre esse alicerce usando ouro, prata, pedras preciosas, madeira, feno ou palha, 13sua obra será mostrada, porque o Dia a trará à luz; pois será revelada pelo fogo, que provará a qualidade da obra de cada um. Sim. Jesus vê nossas ofertas. E o que procura nessa observação?
  5. 5. PORÇÃO E PROPORÇÃO: - os ricos davam muito dinheiro. Mas era somente a SOBRA do que tinham. Entregavam uma PORÇÃO. (quantidade) -a viúva deixou na caixa somente duas moedas. Mas era seu “tudo o que tinha pra viver” – VIDA. Jesus viu a PROPORÇÃO do que ela entregou. - uma oferta verdadeira a Deus tem um custo pessoal, e não apenas uma representação ou encenação (Mt 6.1,2). Davi afirmou “eu não vou oferecer ao meu Senhor sacrifícios que não me custem nada” (2Sm 24.20-25). - se reconhecemos a Deus como nosso Generoso Provedor, e o amamos como um Pai de Amor, nossa oferta sempre vem qualificada pelo melhor, como Abel o fez (Gn 4.4) PORÇÃO E PROPORÇÃO: - os ricos davam muito dinheiro. Mas era somente a SOBRA do que tinham. Entregavam uma PORÇÃO. (quantidade) -a viúva deixou na caixa somente duas moedas. Mas era seu “tudo o que tinha pra viver” – VIDA. Jesus viu a PROPORÇÃO do que ela entregou. - uma oferta verdadeira a Deus tem um custo pessoal, e não apenas uma representação ou encenação (Mt 6.1,2). Davi afirmou “eu não vou oferecer ao meu Senhor sacrifícios que não me custem nada” (2Sm 24.20-25). - se reconhecemos a Deus como nosso Generoso Provedor, e o amamos como um Pai de Amor, nossa oferta sempre vem qualificada pelo melhor, como Abel o fez (Gn 4.4)
  6. 6. CONTRIBUIÇÃO OU CONSAGRAÇÃO - a oferta dos ricos não foi desprezada e nem condenada por Jesus, mas sendo somente o resto do que guardavam para sí, Jesus a viu como uma CONTRIBUIÇÃO. Como se fosse uma ajuda, uma esmola, uma participação. - a viúva entregou tudo o que tinha, talvez motivada pela fé, confiança ou gratidão. O seu tudo é tido como uma CONSAGRAÇÃO. - não é uma simples oferta, mas uma entrega, um sacrifício, é um ato que dignifica, ou honra ao recebedor (Pv 3.9): “Honre o Senhor com todos os seus recursos e com os primeiros frutos de todas as suas plantações” (NVI); “Adore a Deus, oferecendo-lhe o que a sua terra produz de melhor. “(NTLH); - como Abraão o fez quando Deus lhe pediu o que mais amava – seu filho. Ele o consagrou!
  7. 7. O QUE VAI OU O QUE FICA? -os homens vêem o que é ofertado. Deus observa o que é guardado. É perigoso entregar somente o que nos sobra, pois do Senhor são todas as coisas que existem (Sl 24.1; 1Cr 29.14). -o que guardamos pode ser a nossa perdição – vd Ananias e Safira (At 5.1,2) -“Sobrevivemos de acordo com o que recebemos, mas vivemos verdadeiramente de acordo com o que damos. O QUE VAI OU O QUE FICA? -os homens vêem o que é ofertado. Deus observa o que é guardado. É perigoso entregar somente o que nos sobra, pois do Senhor são todas as coisas que existem (Sl 24.1; 1Cr 29.14). -o que guardamos pode ser a nossa perdição – vd Ananias e Safira (At 5.1,2) -“Sobrevivemos de acordo com o que recebemos, mas vivemos verdadeiramente de acordo com o que damos.
  8. 8. “ISTO É VERDADE!” -Jesus encerra afirmando: ela deu mais, entregou tudo, fez melhor! - Jesus ensina, reconhecendo naquela viúva o que ficou despercebido pelos outros. Não se iluda: Jesus sabe reconhecer e recompensar aqueles que demonstram em atos, o amor que cantam em versos.

×