O lobo
Ibérico
(Canis Lupus Signatus)
Lobo Ibérico
Dinis ; Tiago ; Alexandre [Escreva texto] Página 2
Índice
1. O Lobo Ibérico.....................................
Lobo Ibérico
Dinis ; Tiago ; Alexandre [Escreva texto] Página 3
1. O Lobo Ibérico
Conhecido com o seu nome vulgar de Lobo ...
Lobo Ibérico
Dinis ; Tiago ; Alexandre [Escreva texto] Página 4
Todos os seres estão, deste modo, interligados, não ocorre...
Lobo Ibérico
Dinis ; Tiago ; Alexandre [Escreva texto] Página 5
3. Titulo 3
Para podermos proteger o Lobo Ibérico…
Para pr...
Lobo Ibérico
Dinis ; Tiago ; Alexandre [Escreva texto] Página 6
4. Conclusão
Neste trabalho aprentemos um pouco mais sobre...
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

O lobo iberico

240 visualizações

Publicada em

Publicada em: Educação
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
240
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
3
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
1
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

O lobo iberico

  1. 1. O lobo Ibérico (Canis Lupus Signatus)
  2. 2. Lobo Ibérico Dinis ; Tiago ; Alexandre [Escreva texto] Página 2 Índice 1. O Lobo Ibérico........................................................................................................................... 3 1.1. Causas da sua extinção .................................................................................................. 3 2. Titulo 2..........................................................................................Error! Bookmark not defined. 3. Titulo 3........................................................................................................................................ 5 4. Titulo 4..........................................................................................Error! Bookmark not defined.
  3. 3. Lobo Ibérico Dinis ; Tiago ; Alexandre [Escreva texto] Página 3 1. O Lobo Ibérico Conhecido com o seu nome vulgar de Lobo Ibérico, para os cientistas é conhecido como (canis lupus signatus). Distribui-se na Península Ibérica e encontra-se nas florestas, serras e planícies. Tem uma alimentação muito variável dependendo ou não da existência de presas e da região onde se encontra, alimenta-se de javalis, corços e veados, nas zonas domésticas alimentam-se de ovinos, caprinos, bovinos, equinos. Podem também predar cães e alimentar-se de cadáveres e outros animais. Podem ter de 1.30m a 1.80m, os machos podem pesar entre 30kg a 40kg e as fêmeas 25kg a 35kg, o seu período de gestação é cerca de 2 meses, o seu número medio de crias é de 3 a 8 por anos. 1.1.Causas da sua extinção Perseguição direta (ex.: veneno); Extermínio das presas selvagens; Fragmentação e destruição do habitat; Aumento do nº de cães vadios. 2. A sua importância para a sociedade É deste último que iremos tratar nesta publicação. Poder-se-ia fazer referência a tantos outros animais que correm o sério risco de desaparecer de Portugal mas iremos, por agora, falar em particular desta espécie que tem sido alvo ao longo dos séculos de grande perseguição por parte do Homem. Facto este que se deve, principalmente, aos mitos que têm os seres noturnos como símbolos de agoiro e portanto, ao quase completo desconhecimento das suas verdadeiras características e etologia, mas também por ser o lobo um predador de topo, causando em certas circunstâncias prejuízos àqueles que vivem da criação de gado. É indispensável saber que os ecossistemas são muito frágeis e complexos, sendo constituídos por elaboradas relações entre os seres vivos e o meio bastando, por isso, uma leve perturbação para levar ao desequilíbrio e à sua consequente decadência. Cada espécie animal e vegetal desempenha uma função de grande importância: tanto os decompositores como os produtores e consumidores de primeira, segunda ou terceira ordem contribuem, de um modo mais ou menos determinante, para o equilíbrio do meio em que vivem.
  4. 4. Lobo Ibérico Dinis ; Tiago ; Alexandre [Escreva texto] Página 4 Todos os seres estão, deste modo, interligados, não ocorrendo, numa situação de harmonia, uma espécie “a mais”. No entanto, as atividades antropogénicas têm alterado esta situação. O Homem, ao longo dos tempos tem vindo a modificar o mundo à sua volta e tal traz consequências maioritariamente nefastas para o meio natural. Com a agricultura e a pastorícia reduziu as áreas de bosques onde o lobo costumava habitar, com a caça reduziu igualmente as suas presas, o corço, o veado e o javali. Deste modo, o lobo para subsistir necessitou de atacar o gado e assim foi perseguido até perto da sua extinção, existindo atualmente somente 300 indivíduos em Portugal. Sendo, como já foi referido, um predador de topo, desempenha uma função capital para o ecossistema em que se insere e para a sua manutenção. Só com predadores como este se podem manter populações realmente sadias e a diversidade dos seres vivos. O nosso país é na verdade considerado um ponto importante da biodiversidade, tal designação é bastante positiva e ilustra a necessidade de proteção e conservação da vida animal e vegetal existente em Portugal. Além das questões morais e éticas a que tal diz respeito também se podem referir fatores económicos: o turismo de Natureza e outros com o qual estão relacionados, quando bem regularizados por normas rígidas, originam receitas bastante significativas. Desta forma, entre o Homem e o lobo não deve existir uma relação de conflito, apenas geradora de problemas e desequilíbrio, mas de “cooperação”, capaz de trazer benefícios a diversos níveis de modo mais ou menos direto.
  5. 5. Lobo Ibérico Dinis ; Tiago ; Alexandre [Escreva texto] Página 5 3. Titulo 3 Para podermos proteger o Lobo Ibérico… Para protegermos os Lobos Ibéricos temos diminuir (para não dizer acabar) com a caça por diversão que apesar de ser proibida os humanos ainda a praticam e temos de parar com o destruição das florestas porque não é só o habitat dos lobos que estão a ser afetados mas nós humanos estamos a ser prejudicados porque são as árvores que nos dão oxigénio e se o ser humano não para de destruir não são só os lobos que vão sofrer . O lobo-ibérico (Canis lupus signatus) é uma subespécie do lobo- cinzento que ocorre na Península Ibérica. Outrora muito abundante, sua população atual deve rondar os 2000 indivíduos, dos quais cerca de 300 habitam a região norte de Portugal. A subespécie foi descrita pelo cientista espanhol Ángel Cabrera em 1907.
  6. 6. Lobo Ibérico Dinis ; Tiago ; Alexandre [Escreva texto] Página 6 4. Conclusão Neste trabalho aprentemos um pouco mais sobre o

×