Tendencias TI

994 visualizações

Publicada em

Palestra sobre tendencias de TI, feita na Sucesu-RJ, em 2005.

Publicada em: Tecnologia, Negócios
  • Seja o primeiro a comentar

Tendencias TI

  1. 1. Tendências da Tecnologia da Informação e Comunicação em um Mundo On Demand Tendências de TI 2005 Sucesu-RJ, 8 de setembro de 2005 Cezar Taurion Gerente de Novas Tecnologias Aplicadas ctaurion@br.ibm.com
  2. 2. Preocupações prioritárias dos CEOs para 2004 a 2006 Prioridades dos CEOs Resposta Rápida Produtos Diferenciados Modelo de Negócios Flexíveis Eficiência Operacional Novos Produtos e Serviços Organização Desempenho de TI Necessidades dos Funcionários Parceiros Estratégicos Sourcing Gestão de Desastres 0% 20% 40% 60% 80% 100 Source: IBM Business Consulting Services, The Global CEO Study 2004 % IM AR
  3. 3. Resposta a estes anseios: Foco no Conceito On Demand Estabelecer um Modelo de Negócios que transforme a maior parte dos custos fixos em variáveis … … variáveis de acordo com a flutuação da demanda de mercado. IM AR
  4. 4. Modelo de Negócios On Demand “Uma organização cujos processos de negócios – integrados de ponta a ponta dentro da empresa e com seus parceiros, fornecedores e clientes – consegue responder com a velocidade adequada à qualquer demanda de cliente, oportunidade de mercado ou ameaça externa…” Concentrado na seleção de atividades diretamente ligadas ao sucesso do negócio, Focado desenvolver a capacidade de rapidamente evoluir estes processos, alavancando parcerias estratégicas para as atividades não-core Prontidão para perceber e responder as demandas em tempo real baseado numa visão Responsivo integrada dos clientes, empregados, fornecedores e parceiros de negócio Emprega uma estrutura variável de custos permitindo adequação às variações de demanda Variável com altos indices de produtividade, controle dos custos, eficiência do capital investido e previsibilidade financeira Adota um ambiente operacional seguro, resistente e flexível, preparado para se adapatar e e Resiliente reagir consistentemente às constantes variações e mudanças no ambiente de negócio IM AR
  5. 5. Modelo On Demand decompõe as cadeias de valor tradicionais em cadeias fragmentadas, mas integradas. CADEIA DE VALOR TRADICIONAL Foco na produção e na propriedade de ativos físicos Estoques altos e foco em “Push” das vendas Fluxos físicos e de informações separados e confinados a uma só CADEIA DE VALOR TRANSFORMADA E VOLTADA PARA REDE cadeia Admin. do Foco no cliente e Agente 2 RH, “pull” de vendas Contábil… Desenvolvimento de Mercado rede de alianças e Agente 1 Cliente virtual subcontratações Setor Setor atividade 1 atividade 3 Desintermediação e Convergência de Setor setores da atividade Agente 3 Agente 4 atividade 2 IM AR
  6. 6. “O objetivo é ter uma capacidade “segura” e “variável” (flexivel), permitindo uma atuação “focada” e com “prontidão” . Conforme exemplo abaixo, é a partir de uma capacidade seguramente comprometida, poder responder da melhor forma possível às variações de demanda, sem incorrer em bruscos aumentos / reduções de ativos e de recursos, que seriam atendidos “sob demanda”” Q Demanda Capacidade Capacidade Tempo Reunião do “Comitê de Abastecimento” de uma empresa do setor – Observação de um CEO IM AR
  7. 7. Negócios em transformação para On Demand são a nova prioridade para a criação de valor! Um negócio on Demand acelera a criação de valor conectando de maneira end-to-end os componentes de negócio com os provedores, sócios e clientes, focados a responder rapidamente de uma maneira variável e elástica a quaisquer oportunidades ou ameaças. Source: IBM Institute for Business Value IM AR
  8. 8. Negócios e tecnologias não percorrem trilhas paralelas, mas se interligam em uma relação circular e intensa. Impulsiona Tecnologias da Dinâmica dos negócios Informação e Comunicação Transforma IM AR
  9. 9. “It Does Matter”? Sim! O papel das Tecnologias da Informação e Comunicação Estratégia de negócios Estratégia de Negócios Estratégia Integrada Estratégia de Estratégia de TIC TIC TIC é Business TIC é Facilitador TIC é Suporte Geração de Automação e Receitas e Automação de Otimização de Maximização de Tarefas e Infra- Processos Oportunidades estrutura de Comunicações IM AR
  10. 10. “It Does Matter”? Sim! Qual é a receita para o novo CIO? Estratégia de negócios Estratégia de Negócios Estratégia Integrada Estratégia de TIC Estratégia de TIC TIC é Business TIC é Facilitador Geração de TIC é Suporte Receitas e Automação e Maximização de Automação de Otimização de Oportunidades Tarefas e Infra- Processos estrutura de Comunicações  Visão dos negócios e objetivos da empresa  Liderança  Diálogo com executivos de negócio  Formação e experiência adequadas (sem viés tecnológico)  Inovação e criatividade IM AR
  11. 11. Revoluções Tecnológicas Pervasive (IT Everywhere) Internet PC Mainframe IM AR
  12. 12. Como saber se a tecnologia terá sucesso?  Vantagem tecnológica: clara e mensurável melhoria Pervasive de funcionalidade  Vantagem econômica: menores custos e maior (IT Everywhere) produtividade  Possibilita criação de ecossistema de produtos e serviços complementares Internet PC Mainframe IM AR
  13. 13. Tecnologias habilitadoras : possíveis soluções tecnológicas Aplicações de TI Infra-estrutura de TI + Processos de negócios = Produtividade nos Negócios Organização Cultura IM AR
  14. 14. Tecnologias habilitadoras : possíveis soluções tecnológicas Aplicações de TI Infra-estrutura de TI + Processos de negócios = Produtividade nos Negócios Organização Cultura Virtualização IM AR
  15. 15. Infraestrutura de TI atual: - Silos tecnológicos isolados... Silos Recursos não compartilhados Custo de gerenciamento x novos sistemas Spending Installed Base Edge Web Application Backend (USB$) (M Units) Servers Servers Servers Resources $200 35 $180 $160 30 $140 25 $120 20 $100 HR App Cluster 1 $80 15 $60 10 $40 $20 5 $0 1996 ’97 ’98 ’99 2000 ’01 ’02 ’03 ’04 ’05 ’06 ’07 ’08 New server spending (USM$) 3% CAGR Cost of mgmt. & admin. 10% CAGR CRM App Cluster 2 Recursos subutilizados Qualidade de serviço comprometida Gerencia complexa Demoras no delivery Organização em silos é inibidora da integração (horizontal) IM AR Graphic: IDC Directions 4-7-04 Customer Adoption of On-Demand Enterprises.
  16. 16. Virtual Servers Como se chega à virtualização? Hypervisor Physical Multiplas imagens de um recurso dentro de um recurso físico Server Virtual Memory - LPAR’s – Virtual Machines – Logical Channels OS OS OS OS Device Device Device Device Driver Driver Driver Driver Funções e facilidades que aparecem serem reais Proxy Proxy Proxy Proxy embora não existam no mundo físico Virtual Ethernet LAN Virtual Networks, Hipersockets, Virtual Disk and Caches Hypervisor Cluster Agrupar multiplos e separados recursos de modo que apareçam como um único recurso Clusters - Grid - SAN Volume Controller - SAN File Sharing Virtualization based on GRID Computing capabilities and Criar serviços usando interfaces abertas, sendo que WebServices (SOA) estes serviços não podem ter dependência das estruturas físicas Convergence of Systems Management across Enterprise Enterprise-wide Grid of Resources GRID evolving into WebServices Resource Framework (WSRF) WSRF IM AR
  17. 17. O caminho para a virtualização: Simplificação da infraestrutura Windows Servers Virtual Servers, Storage, Networks Windows Server Networking Unix Servers Virtualization Management Networking Servers Unix Server Linux Storage Servers Linux Servers Server SAN Storage Networking Logical Simplification Physical Consolidation  Multiplos servidores virtuais por Complex  Poucos sites servidor físico  1 workload por servidor  Ganhos signficativos menos  Provisioning manual  Servidores de maior porte / SAN’s servidores, melhor utilização  Não há compartilhamento  Ganhos ambientais  “Provisioning” automático  Silos verticais  Ainda diversos management tools  Workload mgmt automático  Mgmt tools diversas  Provisioning ainda manual  Preserva relacionamento lógico  Multiplos sites  Problemas de Workload mgnt “server to application” IM AR
  18. 18. Tecnologias habilitadoras : possíveis soluções tecnológicas SOA – Services Oriented Architecture Aplicações (Componentização) de TI Infra-estrutura de TI + Processos de negócios = Produtividade nos Negócios Organização Cultura IM AR
  19. 19. Qual é o problema? A mudança constante no cenário empresarial requer um grau de flexibilidade no modelo de negócio que não é suportada pela atual infra-estrutura de aplicações de TI. Leis do software: (1) qualidade cai à medida que o sistema cresce (mais funcionalidades) (2) Mudanças no ambiente e nos processos impactam o software IM AR
  20. 20. Lembram-se? Falamos em decompor cadeias de valor tradicionais em cadeias fragmentdas, mas integradas! CADEIA DE VALOR TRADICIONAL CADEIA DE VALOR TRANSFORMADA EM REDE Estocagem Agente 2 fisica Mercado Cliente Agente 1 virtual Setor Setor atividade atividade 3 Negócio Componentizado Agente 3 1 Setor Agente 4 atividade 2 IM AR
  21. 21. Dificuldades tecnológicas atuais  Rede colaborativa é inibida não apenas por fatores culturais, mas pelas restrições tecnológicas atuais  Procurement systems: sistemas incompatíveis  Supply Chain software: interconexão one-to-one limitando visibilidade ao tier 1 da cadeia  EDI limitado em funcionalidade e com custos elevados  EAI: Focados na empresa e não interempresas  Infra-estrutura proprietária (vendor lock-in)  Platform-specific (versão diferente para cada plataforma)  Investimentos altos (cópia em cada elemento da cadeia)  Custos de integração (Total Cost of Integration) elevados. Forrester Research estima que o custo de integração para as Global 3500 é de aproximadamente US$ 6.3 mi e estima que menos de 35% destes projetos são completados nos prazos e budgets previstos. IM AR
  22. 22. Mas o mundo real torna as coisas mais difíceis... Mainframe apps - Blue PC/NT apps - Green DRAFT Best Buy - Application Diagram V4 DRAFT Page 1 of 2 Unix apps - Yellow Vendor Setup November 10, 1999 Depository Banks 3rd party interface - Orange Lines: Colors have no special meaning. Vendor They are to help make the diagram easier to Process Servers I17 Customer Perceived Budget Maintenance UAR - Universal Account read. (Imaging) NEW Soundscan Sterling VAN In-Stock For More Information: See the database Analysis Tool Mesa Data NPD Group Roadshow Mailbox (Value) Reconcilliation Printer S20-Sales AIG Warranty Guard containing information about each Maintenance application: Application V4.mdb Polling I13- Auto I15 Hand Scan I06 - Customer Replenishment Apps Printer PO Order Insertions S01 - Sales AIS Reports Orders AIS Calendar Corrections Due Dates Print Costing I06 Warehouse General Invoice App Management Stores & Mrkts Broadcast Maintenance E13 Filter E3 Interface Fringe PO Smart Plus Smart Plus M03 - Millennuim 3.0 Launcher S04 - Sales Posting S07 - Cell P16 - Tally Sheet Phones I03 Return to M02 - Millennium D01 Post Load Vendor S06 - Credit App Billing Equifax Stock Options P15 EES Employee I12 Entertainment S09 - Digital Software Satellite L02-Resource Change Notice A04 - Cust System Scheduling L01-Promo Refund Chks E01-EDI 1 Analysis (Campbell) P14 On-line New Hire Entry AAS V02-Price Resumix P01- Marketing Employee Washington, Support Masterfile RGIS, Ntl Bus Systems P09 - P17 Cobra Frick S11 - ISP Cyborg CTO2.Bestbuy. CTS Co I10 Cycle Physical Tracking com I04 Home Inventory ACH Deliveries V04-Sign Prodigy System U18 - CTO Banks - ACH and Pos to I02 - POS X92-X96 Pay Transfers Host to AS400 Plan Administrators Communication (401K, PCS, Life, Spec Source B01 - Stock Unicare, Solomon SKU Tracking Status I11 Price Smith Barney) I09 Cycle Counts Testing Supplier S08 - Vertex Intercept NPD, S02 - Compliance Sales E02-Employee SoundScan Layaways Tax Purchase Spec I01 PO Source SKU Scorecard - HR Receiving V03- Mkt Performance Reactions L60 MDF P09 Coop S03-Polling V01-Price Management I05 SKU Selection Bonus/HR System Inventory Info Tool I35 - CEI K02 ASIS Customer Repair Arthur Planning I35 Early Warning Tracking I18 System Rebate SKU Rep Transfer I55 SKU I07 Purchase Store Information Order ELT Ad Expense Monitor PowerSuite G02 - General Ledger Store Scorecard Texlon 3.5 Sign System NARM I14 Count Corrections Store Budget Reporting Valley Media U16-Texlon B02 Merchandise CopyWriter's Analysis BMP - Bus Workspace performance Mngt EDI Coordinator Merch Mngr Approval Batch Forcasting AIMS Journal Entry Tool Kit Ad Measurement A05 - AP AIMS Admin Cellular INVENTORY CONTROL APPS - PC INVENTORY CONTROL APPS - PC ACCTS REC APPS - PC Code Alarm DPI/CPI 990COR AIMS Rollover OTHER APPS - PC Debit Receivings IC Batching Bad Debt Ad Reporting S05 - House AP - Collections/Credit Devo Sales Inventory Adj/Count Correct Benefical Fees TM - Credit Card DB Display Inventory Inventory Control Reports Beneficial Reconcil Launcher Charges In Home Inventory Levels JEAXF Junkouts Inventory Roll JEBFA Optika US Bank Recon Merchandise Withdrawl Merchandise Withdrawl JEBKA PSP File Promo Credits Open Receivings JEDVA C02 - Capital RTV Accrual PI Count Results JESOA Shrink PI Time Results from Inv JEVSA Projects Connect 3 ICMS Credit AP Research - Inv Cntrl Price Protection JEVSF SiteSeer AP Research-Addl Rpts Sales Flash Reporting NSF In-Home Book to Perpetual Inventory Shrink Reporting TeleCredit Fees Data Warehouse Repair Close Out Reporting SKU Gross Margin (Interfaces to and from the Connect 3 Connect 3 Computer Intelligence Data SKU Shrink Level Detail PDF Transfe Reports Cash Receipts/Credit Count Corrections USM Data Warehouse are not F06 - Fixed Cross Ref for VCB Dnlds VCB Downloads displayed on this diagram) Warranty Assets Misc Accounting/Finance Apps - PC/NT Damage Write Off Billing COBA (Corp office Budget Assistant) Debit Receivings Star Repair Cash Over/ PCBS(Profit Center Budget System) DFI Vendor Database System Display Inventory Reconcil Short Merchandising Budget Prepared by Michelle Mills Display Inventory Reporting IM AR
  23. 23. A flexibilidade do negócio depende da flexibilidade das aplicações de TI “As arquiteturas de aplicações de TI de hoje constituem o maior empecilho que a maior parte das empresas enfrenta quando precisam fazer ações estratégicas”. –McKinsey “TI Flexível, Estratégia Melhor” IM AR
  24. 24. Uma arquitetura típica de aplicativos é rígida Aplicativos são dependentes da plataforma. Serviços são dependentes do protocolo. Conexões rígidas entre serviços dificultam mudanças. Check Process invoice inventory Approve/ Receive Check Collect Ship reject credit PO order status A/R goods Hardwired connections Order Custom ERP Red Prairie interface to Cash Logistics Business Customers Suppliers partners IM AR
  25. 25. A síndrome do fazer mais com menos, gastando menos! (RWI = Return Without Investments) Mais Mais Rápido Mais barato IM AR
  26. 26. A síndrome do fazer mais com menos, gastando menos! (RWI = Return Without Investments) Mais Pouca funcionalidade Muito devagar Mais Rápido Mais barato IM AR
  27. 27. A síndrome do fazer mais com menos, gastando menos! (RWI = Return Without Investments) Mais Muito caro Muito devagar Mais Rápido Mais barato IM AR
  28. 28. A síndrome do fazer mais com menos, gastando menos! (RWI = Return Without Investments) Mais Pouca funcionalidade Muito caro Mais Rápido Mais barato IM AR
  29. 29. A síndrome do fazer mais com menos, gastando menos! (RWI = Return Without Investments) Mais Pouca funcionalidade Muito caro Muito devagar Mais Rápido Mais barato IM AR
  30. 30. Que precisamos? Uma arquitetura orientada a serviços construída sobre Web Services usando padrões abertos para liberar serviços de negócio das restrições das plataformas de aplicativos. IM AR
  31. 31. SOA (Services Oriented Architecture): o mapa da mudança Uma arquitetura orientada a serviços (SOA) é um modelo arquitetônico que decompõe aplicativos normais de negócio em processos e funções individuais de negócio, chamados de serviços. Um SOA permite que você construa, implemente e integre estes serviços independente dos aplicativos e das plataformas computacionais em que rodam. IM AR
  32. 32. SOA (Services Oriented Architecture): o mapa da mudança SOA é a topologia de aplicações onde as lógicas de negócio são organizadas em módulos (serviços) com identidade, propósitos e interfaces claros e bem definidos. Os serviços funcionam como “black boxes”. Cada módulo pode ser construído (reusado), testado e modificado sem dependências de outros. IM AR
  33. 33. SOA/Web Services utilizam uma interface comum por todo o ambiente… Apply for Check for Check Process invoice credit outstanding A/R inventory Approve/ Receive Check Collect Check print Ship reject credit PO order status A/R history goods Hardwired connections Open standards SAP Order Oracle Red Prairie to Cash WSDL XML SOAP Financials UDDI Logistics Business Customers Suppliers partners IM AR
  34. 34. …permitindo que sejam movidos, recombinados e melhorados em suas funcionalidades. Apply for Check for Check Process invoice credit outstanding A/R inventory Process invoice Approve/ Receive Check Collect Check print Ship reject credit PO order status A/R history goods Open standards Fulfill order WSDL XML SOAP UDDI Business Customers Suppliers partners IM AR
  35. 35. Tecnologias habilitadoras : possíveis soluções tecnológicas Aplicações de TI Pervasive Computing: Mobilidade Infra-estrutura de TI + Processos de negócios = Produtividade nos Negócios Organização Cultura IM AR
  36. 36. Já vivenciamos coexistência de diversas tecnologias de conectividade... WAN MAN LAN PAN 3G WiMAX Wi-Fi UWB RFID WCDMA 802.16 802.11 and GPRS Bluetooth EDGE Broadband Resultado: Always on IM AR
  37. 37. Mobilidade: Habilitadora para o Modelo On Demand IM AR
  38. 38. O impacto da sociedade móvel: trabalhadores móveis, processos móveis...Anytime, anywhere, on demand! Características da mobilidade Em todos os lugares, Ubíquo todos os momentos Always No dial up, acesso On instântaneo …fornecer serviços que Sensível à suportam necessidades do localização Sei onde você está! estilo de vida do indivíduo (pessoal ou profissional) ou Personalizado É com você! comunidade Conveniente Fácil, natural, voz, imagem Seguro Confiança IM AR
  39. 39. Impulsionadores para a Mobilidade Social  Geração wireless  Novos hábitos de trabalho  Aceitação social Dispositivos  Capacidade  Novos dispositivos • Sensors, RFID tags  Interfaces mais amigáveis Tecnologias  2.5g/3G (always on)  Redução dos custos  Cobertura & roaming  Redes “Public Access” e “Citywide Networks” Ambiente empresarial  Computação onipresente  Arquiteturas de middleware  e-business on demand / Utility computing IM AR
  40. 40. A empresa móvel: Desafios!  Cada funcionário, parceiro e cliente é um usuário em potencial  Tudo é dispositivo de acesso  Dezenas de redes com roaming entre elas  Prover para parceiros e clientes acesso a informações de negócio em tempo real IM AR
  41. 41. Escolhendo os equipamentos mais adequados Publish Information Creators Information Consumers Subscribe Simple Complex IM AR
  42. 42. Cenário das aplicações móveis  Aplicações pontuais  Pouca integração  Limitado acesso aos dados corporativos Uso incipiente de MLS (Mobile Hoje Location Services) Experimentações/Pilotos Relativo desconhecimento do impactos das tecnologias móveis na empresa Benefícios “vagos”  Multiplas aplicações  Plena integração  Pleno acesso aos dados corporativos Amanhã Exploração do potencial de MLS  Web Services Benefícios reconhecidos IM AR
  43. 43. Fator crítico de sucesso: desenhar estratégia de aplicação da mobilidade ao negócio Negócios / processos que não Alta existiriam sem tecnologia móvel Criar novos processos Impactos no negócio e novos modelos de negócio Tornar móveis os processos estáticos Redesenho de processos Mais funcionalidade para processos já móveis Reduz custos / mais agilidade Baixa Complexidade da implementação Alta IM AR
  44. 44. Tecnologias habilitadoras : possíveis soluções tecnológicas Aplicações de TI Infra-estrutura de TI + Processos de negócios = Produtividade nos Negócios Organização Cultura Convergência = a Internet como infra-estrutura de comunicações IM AR
  45. 45. Colaboração é uma etapa ao longo do desenvolvimento de uma empresa para alcançar a excelência na administração da cadeia de suprimentos. Evolução do Conceito de Supply Chain Management Entre parceiros de s negócio í cio nef be s Entre do clientes e to Sincronizado en Amplitude de impacto fornecedores m , au Passo 3: Sincronizar virtualmente os as nci agentes da cadeia de Entre áreas tê suprimentos formando uma funcionais pe única empresa lógica m Colaborativo co s da Passo 2: melhorar a colaboração entre o ent Integrado agentes da cadeia de suprimentos Dentro de uma Aum área funcional Passo 1: integração de funções existentes na cadeia de suprimentos Tradicional Otimização Integração Colaboração Sincronização Relacionamentos ao longo da Cadeia de Suprimentos IM AR
  46. 46. Falamos de Tecnologias e Processos. E as pessoas? „People will define the speed at which the company can adapt to change“ - IBM CEO-Survey 2004 CADEIA DE VALOR TRADICIONAL Colaboração CADEIA DE VALOR TRANSFORMADA EM REDE Colaboração significa:  Comunicação pessoal  e-mail  instant messaging  knowledge sharing Negócio Componentizado  groupware IM AR
  47. 47. Colaboração é particularmente crítico em segmentos de negócios onde a diferenciação é vantagem competitiva! KNOWLEDGE WORKERS POR INDUSTRIA Definição de Knowledge Worker Public (Gov & Healthcare) Pharma  1. Profissionais, como médicos, engenheiros, Banking advogados, consultores etc. Insurance*  2. Gerenciamento (decision makers) Media & Entertainment  3. Profissionais especializados como técnicos Electronics em manutenção e representantes de vendas. Chemical & Petroleum Telecommunication Utilities & Energy Automotive* Consumer Products/Retail Travel* 0% 10% 20% 30% 40% 50% 60% 70% De 30-50% de todos os funcionários de uma empresa são Knowledge workers Based on: Statistics Canada Employment Data, 2004. Partial data marked with *) IM AR
  48. 48. O que é necessário para uma efetiva colaboração? Tecnologia atual Tecnologia integrada Telephone Telephone Fax Fax Fax Instant Messaging Instant Messaging Instant Messaging e-mail e-mail PDA PDA Voice Mailbox Voice Mailbox Presence Information Presence Information Collaboration Collaboration Mobile Mailbox Mobile Mailbox Conference Calls Conference Calls Conference Calls Instant Messaging Instant Messaging Expertise Location Expertise Location Application Access Application Access IM AR
  49. 49. Transformar comunicação de voz de um canal não integrado e desconectado em uma camada de serviços de TIC Voz como um canal isolado Voz como uma aplicação de infraestrutura deTIC Applications Applications Voice Services Common Services Common Services Voice Network Client Server Storage Security Network Client Server Storage Security IM AR
  50. 50. Proposição de Valor: 2gIP • Produtividade pessoal • Otimiza processos de comunicação Colaboração • Colaboração, workflow, contact centers Valor para o Negócio • Consolidação PABX Eficiência operacional Convergência • Toll bypass • Reduz despesas de gestão telefonia (troca de redes de ramais…) Tempo IM AR
  51. 51. Application Integration: Click-to-Call BluePages | BluePages profile - Microsoft Internet Explorer File(F) Edit(E) View(V) Favorite(A) Tools(T) Help(H) Address(D) http://w3.ibm.com/bluepages/simpleSearch.wss?in Go Favorite Add Arrangement Web Link IBM IBM W3 BluePage Internet Click to Call Any Click to Call a One in BluePages Note Sender IBMer Dialer My Number 861082782244 Click to Call a Target Number 861062986677 Document author Call Status Click to Call Any One in Sametime Internet IM AR
  52. 52. When a scheduled meeting Application Integration: Audio Conferencing is about to start, a pre- Pre-Meeting Integration with IM meeting visualization will automatically pop up on the user’s computer screen. Meeting information Pre-meeting timer will count down 10 minutes before the •These people have conference starts already joined the call. •As more people join, the table expands and new-comers are “seated” at the table. •These people have not joined the call yet •When they do join, their name will move up to the “Attending” section IM AR
  53. 53. Application Integration: Audio Conferencing Interface During the Meeting In-meeting timer will Options menu lets you count down the select “skins” (icons to planned meeting time show the state of the call participants). The audio bridge can Click on a person to see identify the active a summary of their Blue speaker(s). Pages info, and click “More info…” to see their entire record. Right click on a person to: • Chat • Blue Pages Directory • Edit Partner Information • Show an additional person on my phone line. IM AR
  54. 54. Perguntas? Cezar Taurion Gerente de Novas Tecnologias Aplicadas ctaurion@br.ibm.com

×