Hans C. Andersen – Contos de FadasO ROUXINOL
Março 2013EB1/JI PR. DR. MARQUES DOS SANTOS
   Há muitos anos atrás, o imperador da    China recebeu de presente do imperador    do Japão um livro sobre o seu país e...
   Ao saber da existência deste pássaro    pelo livro, ordenou aos seus súbditos que    o fossem procurar na floresta e q...
   Ao ouvi-lo cantar, o imperador ficou    emocionado e maravilhado com a voz do    rouxinol e informou que, a partir daí...
   Entretanto, o imperador recebeu como    presente um rouxinol artificial     muito    valioso e decidiu por os dois a c...
   Passado algum tempo, o rouxinol    verdadeiro decidiu fugir e o rouxinol    artificial tomou seu lugar e passou a    c...
   Passados anos, o imperador da china    adoeceu gravemente e ao saber da    doença, o rouxinol verdadeiro regressou ao ...
   Para surpresa de todos, o imperador    acordou curado da doença e livre da    morte. Ficou     decidido, então, que o ...
O rouxinol
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

O rouxinol

800 visualizações

Publicada em

Publicada em: Educação
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
800
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
156
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
15
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

O rouxinol

  1. 1. Hans C. Andersen – Contos de FadasO ROUXINOL
  2. 2. Março 2013EB1/JI PR. DR. MARQUES DOS SANTOS
  3. 3.  Há muitos anos atrás, o imperador da China recebeu de presente do imperador do Japão um livro sobre o seu país e sobre a sua beleza do cantar de um rouxinol que morava na floresta, perto do seu palácio.
  4. 4.  Ao saber da existência deste pássaro pelo livro, ordenou aos seus súbditos que o fossem procurar na floresta e que o levassem para o seu palácio.
  5. 5.  Ao ouvi-lo cantar, o imperador ficou emocionado e maravilhado com a voz do rouxinol e informou que, a partir daí, ele ficaria a morar numa gaiola, dentro do palácio.
  6. 6.  Entretanto, o imperador recebeu como presente um rouxinol artificial muito valioso e decidiu por os dois a cantar ao mesmo tempo.
  7. 7.  Passado algum tempo, o rouxinol verdadeiro decidiu fugir e o rouxinol artificial tomou seu lugar e passou a cantar para a corte, mas com o passar do tempo o seu mecanismo avariou, o que impossibilitou de cantar com a mesma frequência.
  8. 8.  Passados anos, o imperador da china adoeceu gravemente e ao saber da doença, o rouxinol verdadeiro regressou ao palácio e cantou três vezes até o imperador adormecer.
  9. 9.  Para surpresa de todos, o imperador acordou curado da doença e livre da morte. Ficou decidido, então, que o rouxinol passaria a viver em liberdade mas todos os dias, a noite, regressaria ao palácio para cantar ao imperador e contar- lhe o que se passava no reino.

×