O burro 5 ano

1.442 visualizações

Publicada em

0 comentários
1 gostou
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
1.442
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
2
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
62
Comentários
0
Gostaram
1
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

O burro 5 ano

  1. 1. KLASSE A-SENHORA DA HORA 2013-2014 Ficha de trabalho 4- Portugues 5ºANO Lê o texto com muita atenção. Era uma vez um burro que, durante muitos anos, tinha transportado sem des- canso sacos de farinha para o moinho. Agora, no entanto, estava cansado, tão can- sado que já não conseguia fazer o trabalho. O dono pensou então em livrar-se dele. Apercebendo-se de que o vento não lhe soprava a favor, o burro fugiu e pôs-se a 5 caminho de Brémen, pensando poder entrar para a banda de música da cidade. Já caminhava havia algum tempo quando encontrou um cão de caça estendido no chão. – Ó cão, por que motivo é que estás assim? – perguntou o burro. – Ah! – suspirou o cão –, é que estou velho e cada dia sinto menos forças. Como já não sirvo para caçar, o meu amo quis matar-me. Por isso fugi, mas agora como é 10 que eu vou ganhar a vida? – Olha – disse o burro –, eu vou para Brémen onde penso entrar na banda de música. Vem comigo e tentarei que entres também. Eu tocarei alaúde e tu timbale. O cão achou boa a ideia e continuaram juntos. Um pouco mais longe encontra- ram um gato com cara de enterro. 15 – Ó gato, o que é que te anda a correr mal? – perguntou o burro. – E quem é que pode estar contente – resmungou o gato – sabendo que tem a vida por um fio? Estou a ficar velho e, como prefiro deitar-me ao pé do lume e ronronar a caçar ratos, a minha dona tentou afogar-me. Escapei a tempo, mas agora, o que vai ser de mim? – Anda connosco para Brémen. Tu até percebes de serenatas, portanto podes entrar para a banda de música da cidade. O gato achou boa a ideia e lá foi com eles. Daí a pouco os três fugitivos passaram por uma quinta. Sobre a cancela, o galo cantava a plenos pulmões. – Ei! Queres dar-nos cabo dos ouvidos? – perguntou o burro. – O que há contigo? – Para hoje, anuncio bom tempo – respondeu o galo. – Mas como amanhã é domingo e haverá convidados, a dona da casa, uma mulher sem coração, mandou a cozinheira matar-me. Por isso estou a cantar com quanta força tenho e tenciono con- tinuar enquanto puder. – Anda daí, Crista Vermelha – convidou o burro –, acho melhor que venhas con- 30 nosco. Nós vamos para Brémen, o que sempre é melhor do que ir parar à panela. Tens uma bela voz e, todos juntos, vamos dedicar-nos à música. A proposta agradou ao galo e lá foram os quatro. Irmãos GRIMM, 1992. Os Mais Belos Contos de Grimm. Porto: Civilização alaúde: instrumento de cordas; timbale: tambor de metal. Prof.Tatiana Fichas de trabalho 20 25
  2. 2. PARA COMPREENDER… 1. Assinala a opção correta. O narrador a. participa na história que narra. b. está ausente da história que narra. 1.1. Retira do texto duas frases ou expressões que comprovem a tua resposta. 2. As frases que se seguem não respeitam as ideias do texto. Corrige-as. a. O burro sentia-se cansado por ser muito preguiçoso. b. O cão que o burro encontrou estava muito satisfeito. c. A dona do gato tentou livrar-se dele, oferecendo-o a um amigo. d. A dona do galo era uma senhora bondosa. 3. Seleciona, colocando um X na coluna respetiva, uma frase que diga respeito a cada um dos animais. Frases Burro Cão Gato Galo a. O animal iria ser utilizado numa refeição. b. O animal estava a tornar-se violento. c. O animal incomodava os donos. d. O animal estava cada vez mais doente. e. O animal já não tinha forças para trabalhar. f. O animal já não servia para caçar. g. O animal não gostava da comida que os donos lhe davam. h. O animal assustava as crianças da casa. i. O animal estragava o jardim dos vizinhos. j. O animal passava o tempo deitado na cama. k. O animal passava o tempo deitado junto à lareira. l. O animal não se entendia com os outros animais da casa. 4. Indica três adjetivos que definam o estado de espírito dos animais. 5. Expõe a solução encontrada pelos animais para resolverem a sua situação. 6. Resume a história narrada.
  3. 3. Ficha de trabalho 4 • Unidade 4 7. Identifica as duas características que aproximam este texto de uma fábula. a. História breve e simples. b. Existência de diálogo. c. Grande número de personagens humanas. d. Presença de animais como personagens. 8. Concordas que nesta história existe uma crítica a certos comportamentos dos homens? Porquê? 9. Na coluna A estão listadas três expressões utilizadas no texto. Relaciona cada uma delas com o sentido correspondente, escrevendo 1, 2, 3 nas hipóteses adequadas da coluna B. B Com a cara cheia de terra. Cantava com toda a força. Tem a vida em grande risco. Cantava de modo a que ninguém o ouvisse. Tem a vida toda pela frente. Com cara tristonha. PARA CONHECER… A LÍNGUA 1. Indica a classe a que pertencem as palavras apresentadas, colocando um X na coluna respetiva. Advérbio Verbo Conjunção Pronome a. “livrar” b. “mas” c. “eu” d. “não” e. “muito” 2. Atenta na seguinte frase: “Ó cão, por que motivo é que estás assim?” (l. 7) 2.1. Identifica a função sintática desempenhada pela expressão sublinhada. 2.2. Retira do texto uma outra frase em que exista a mesma função sintática. 2.3. Inventa uma frase em que utilizes a mesma função sintática. A 1. “um gato com cara de enterro” (l. 14) 2. “tem a vida por um fio” (ll. 16-17) 3. “o galo cantava a plenos
  4. 4. Fichas de trabalho 3. Classifica as orações sublinhadas, nas frases complexas apresentadas: a. O burro trabalhou muito, mas o seu dono não o recompensou. b. Quando encontrou o cão, o burro ia a caminho de Brémen. c. O gato estava a ficar velho e a sua dona já não o queria. d. O galo cantou com toda a força, quando a dona o mandou matar. e. Os animais foram para Brémen, porque os donos já não os queriam. 4. Escreve no discurso indireto as seguintes frases do texto. a. “– Ó cão, por que motivo é que estás assim? – perguntou o burro.” (l. 7) b. “– Olha – disse o burro –, eu vou para Brémen onde penso entrar na banda de música. Vem comigo e tentarei que entres também. Eu tocarei alaúde e tu timbale.” (ll. 11-12) c. ”– Ei! Queres dar-nos cabo dos ouvidos? – perguntou o burro. – O que há contigo?” (l. 24) 5. Indica, colocando um X na coluna respetiva, o modo a que pertencem as formas verbais indicadas. Indicativo Conjuntivo Imperativo a. “estava” (l. 2) b. “pôs-se” (l. 4) c. “havia” (l. 6) d. “Olha” (l. 11) e. “venhas” (l. 29) f. “foram” (l. 32) PARA ESCREVER… 1. Escreve um texto em que imagines uma aventura vivida pelos quatro amigos (burro, cão, gato e galo). Conta o que lhes aconteceu, situando os acontecimentos no tempo e descrevendo com algum pormenor o(s) espaço(s) onde os mesmos se passaram. Descreve, também, os com- portamentos e os sentimentos das personagens. Não te esqueças de organizar a apresentação dos diferentes acontecimentos que consti- tuem a “aventura”, de maneira a obteres uma sequência narrativa bem construída, com princípio, meio e fim. Para isso, segue as fases de construção de um texto, organizando o teu trabalho desde a planificação até à revisão.

×