Francisco 7ºd

190 visualizações

Publicada em

0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
190
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
3
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
1
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Francisco 7ºd

  1. 1. Trabalho realizado por:Francisco Nascimento, nº7João Silva, nº 12Leandro Oliveira, nº137ºD
  2. 2. • Este trabalho foi realizado no âmbito da disciplina de Língua Portuguesa e tem como objetivo ficarmos mais informados acerca das lendas e das suas verdadeiras histórias. Ao longo do trabalho, iremos abordar várias coisas acerca de lendas, inclusive vamos escolher uma e falar sobre ela.
  3. 3. • Lenda é uma narrativa transmitida oralmente através dos tempos.• De carácter fictício, as lendas combinam factos reais e históricos com factos irreais que são produto da imaginação humana.• Com exemplos bem definidos em todos os países do mundo, as lendas geralmente fornecem explicações notáveis, e até certo ponto aceitáveis, para coisas que não têm explicações científicas comprovadas, como acontecimentos misteriosos ou sobrenaturais. Como diz o dito popular "Quem conta um conto aumenta um ponto", as lendas, pelo facto de serem repassadas oralmente de geração para geração, sofrem alterações à medida que vão sendo recontadas.• Devemos levar em conta que uma lenda não significa uma mentira, nem uma verdade absoluta.
  4. 4. • Há muitos, muitos anos existia, a meio do oceano, uma terra chamada Atlântida. Certo dia, houve lá um tremor de terra violentíssimo e Atlântida foi engolida pelo mar numa só noite. A única coisa que restou foi a parte montanhosa que mais tarde se veio a tornar num arquipélago . Numa dessas ilhas, a ilha de São Miguel, existia um reino chamado Reino das Sete Cidades, onde o povo dizia que se nascia para ser feliz. Na verdade nunca ninguém chegou a perceber ao certo porque se dizia isso. Quem governava esse reino era um rei que vivia num belo palácio com a sua própria filha. A princesa adorava passear pelo reino do pai e ver a sua cara refletida na água.
  5. 5. • Certo dia, ela descansava à sombra de uma árvore cerrada e pareceu-lhe estar a ouvir uma música. Era tão suave que por momentos julgou estar a sonhar. Ergueu- se então e foi sem fazer barulho, em bicos de pés, ao encontro de um pastor jovem e atraente, que tocava viola para entreter o seu rebanho. Quando o pastor viu a linda rapariga, ficou atrapalhadíssimo. Tocou horas sem fim para lhe agradar. A princesa delicada disse-lhe que já tinha ouvido muitos músicos famosos, mas nenhum tocava assim.
  6. 6. • Escusado será dizer que a princesa e o pastor apaixonaram-se perdidamente. E encontravam-se sempre em segredo, quando ela conseguia escapar à vigilância do seu pai. No ano seguinte, apresentou-se no palácio um príncipe de um reino vizinho para pedir a princesa em casamento. O rei ficou contente e chamou logo a filha para lhe contar. A pobre princesa ficou louca de desgosto, mas, nesse tempo, quem escolhia o noivo era o pai e ninguém se atrevia a desobedecer-lhe. Na madrugada do dia seguinte, a princesa correu até ao cimo da montanha, para o último encontro com o pastor. Choraram tanto que formaram ali duas grandes lagoas, uma azul como os olhos da princesa e a outra verde como os olhos do pastor.
  7. 7. • Com este trabalho aprendemos várias coisas sobre mitos e lendas, como eles se formam e quais as suas características.• Esperamos que tenham gostado!!!!

×