SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 1
Baixar para ler offline
Felicidade interna bruta
―Mas, louco é quem me diz/Que não é feliz/Não é feliz!‖ (Rita Lee)
O que realmente contou para sermos felizes, dentro de uma exaustiva lista de realizações ao longo dos últimos
dez anos? Ao responder a esta pergunta, vamos nos defrontar com um dilema que é mudar ou não nossa
agenda para atingir o ideal de felicidade. Nem tudo que dá dinheiro traz felicidade, ao contrário do senso
comum. Às vezes, até se prospera e, neste período, pensamos ser felizes. Segundo estudiosos de
universidades americanas, isto acontece até que atinjamos o patamar de US$ 100 mil. Acima disso qualquer
incremento não trará felicidade, e se for muito significativo, ao contrário, proporcionará desilusões e desgastes.
Talvez por isso, Jesus Cristo tenha ensinado no sermão do monte a ―não ajuntar tesouros na terra‖. O PIB per
capita (Produto Interno Bruto – quantidade de riquezas produzidas por um país em um ano, dividida pelo
número de habitantes) até hoje é usado como indicador de desenvolvimento de um povo.
Todavia, se você tiver um grande desastre ambiental como o de Campo do Frade em Campos, a movimentação
de recursos e tecnologia para saná-lo, por exemplo, fará um movimento do PIB para cima. O que a sociedade
ganhou neste episódio? Só poluição e destruição. Pois, na década de 90, surgiu um novo indicador que passou
a representar melhor a qualidade de vida gerada pelo desenvolvimento — o Índice de Desenvolvimento
Humano (IHD), estruturado por três colunas: renda per capita, longevidade e o número médio de anos de
escolaridade da população. Este indicador varia de 0 a 1, quanto mais próximo de 1, melhor a qualidade de
vida. Cidades como Curitiba, Niterói, Santos possuem o IDH municipal próximo de 0.90, por isso são excelentes
em qualidade de vida para as pessoas e benchmarkings em sustentabilidade ambiental, portanto, vivendo
nelas, a tendência é que os cidadãos sejam mais felizes. Por quê? Posso enumerar alguns benefícios
vivenciados por eles: 1 – Menos tempo se locomovendo, pois os transportes de massa são rápidos e modernos;
2 – O ar da cidade é melhor, pois há arborização e jardins; 3 – A rede de ensino é de qualidade e atende do
pré-escolar à pós-graduação; 4 – Os hospitais e rede de atendimento da saúde são de primeira linha, pois
foram investidos ali recursos federais, estaduais e municipais; 5 – Há coleta de lixo diária, inclusive a seletiva, e
o esgoto é tratado em sua totalidade, enquanto o lixo vai para um aterro sanitário adequado às legislações
ambientais; 6 – A população que dirige foi educada para respeitar faixa de pedestres e ciclovias (elas existem!).
Mas ora vejam em Butão – pequeno país da Ásia, um sultão se preocupou com a felicidade de seus súditos e
passou a medi-la por meio do FIB -Felicidade Interna Bruta, que substituiria o IDH. Claro que as universidades
e estudiosos do mundo todo agora querem criar um algoritmo que diga o que é FIB, que para diferentes países
variaria de acordo com a cultura local. Mas o que chama a atenção é a inovação proporcionada por um líder
que se preocupa realmente com a felicidade de seus governados e não em sangrá-los com impostos para
depois desviar estes recursos.
Concluindo: Não importa se você mora em casebre ou palácio, é sempre possível ser feliz. Seja feliz. De Jesus
– ―Olhai os lírios do campo, eles não tecem e não fiam e nem Salomão com toda sua Glória se vestiu como
nenhum deles.‖ Nosso Pai do Céu cuida deles assim. Cuidará de você.
José Carlos Nunes Barreto

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Mudança colectiva
Mudança colectivaMudança colectiva
Mudança colectivaguest06a229
 
Atitude(portugal) (2)
Atitude(portugal) (2)Atitude(portugal) (2)
Atitude(portugal) (2)archibald29
 
Jornal do thialu pagina 4
Jornal do thialu pagina 4Jornal do thialu pagina 4
Jornal do thialu pagina 4HedOrneas
 
SuiçAv[1][1].Portugal.Pps
SuiçAv[1][1].Portugal.PpsSuiçAv[1][1].Portugal.Pps
SuiçAv[1][1].Portugal.PpsJoaquim Almeida
 
SuiçAv[1][1].Portugal
SuiçAv[1][1].PortugalSuiçAv[1][1].Portugal
SuiçAv[1][1].Portugalcab3032
 
Análise Demográfica de Portugal
Análise Demográfica de PortugalAnálise Demográfica de Portugal
Análise Demográfica de PortugalAna Vale Costa
 
Pd Fcontra Ponto 2
Pd Fcontra Ponto 2Pd Fcontra Ponto 2
Pd Fcontra Ponto 2henrique.jay
 
Retrato dos Jovens2017
Retrato dos Jovens2017Retrato dos Jovens2017
Retrato dos Jovens2017Idalina Leite
 
JS Ribatejo defende o Ensino Politécnico distrital
JS Ribatejo defende o Ensino Politécnico distritalJS Ribatejo defende o Ensino Politécnico distrital
JS Ribatejo defende o Ensino Politécnico distritaljsribatejo
 
O Nosso Mundo em Dados
O Nosso Mundo em DadosO Nosso Mundo em Dados
O Nosso Mundo em DadosIdalina Leite
 
Estimativas de População Residente em Portugal, 2016
Estimativas de População Residente em Portugal, 2016Estimativas de População Residente em Portugal, 2016
Estimativas de População Residente em Portugal, 2016Idalina Leite
 

Mais procurados (20)

Mudança colectiva
Mudança colectivaMudança colectiva
Mudança colectiva
 
Atitude(portugal) (2)
Atitude(portugal) (2)Atitude(portugal) (2)
Atitude(portugal) (2)
 
MP 676 - Regra 85/95 Progressiva
MP 676 - Regra 85/95 ProgressivaMP 676 - Regra 85/95 Progressiva
MP 676 - Regra 85/95 Progressiva
 
Suíça
SuíçaSuíça
Suíça
 
Jornal do thialu pagina 4
Jornal do thialu pagina 4Jornal do thialu pagina 4
Jornal do thialu pagina 4
 
Atitude - Ética
Atitude - ÉticaAtitude - Ética
Atitude - Ética
 
Atitude (Portugal)
Atitude (Portugal)Atitude (Portugal)
Atitude (Portugal)
 
Atitude(portugal)
Atitude(portugal)Atitude(portugal)
Atitude(portugal)
 
Atitude
AtitudeAtitude
Atitude
 
Atitude
AtitudeAtitude
Atitude
 
Atitude(portugal)
Atitude(portugal)Atitude(portugal)
Atitude(portugal)
 
SuiçAv[1][1].Portugal.Pps
SuiçAv[1][1].Portugal.PpsSuiçAv[1][1].Portugal.Pps
SuiçAv[1][1].Portugal.Pps
 
SuiçAv[1][1].Portugal
SuiçAv[1][1].PortugalSuiçAv[1][1].Portugal
SuiçAv[1][1].Portugal
 
Análise Demográfica de Portugal
Análise Demográfica de PortugalAnálise Demográfica de Portugal
Análise Demográfica de Portugal
 
Pd Fcontra Ponto 2
Pd Fcontra Ponto 2Pd Fcontra Ponto 2
Pd Fcontra Ponto 2
 
Apresentação observatorio social de itajai
Apresentação   observatorio social de itajaiApresentação   observatorio social de itajai
Apresentação observatorio social de itajai
 
Retrato dos Jovens2017
Retrato dos Jovens2017Retrato dos Jovens2017
Retrato dos Jovens2017
 
JS Ribatejo defende o Ensino Politécnico distrital
JS Ribatejo defende o Ensino Politécnico distritalJS Ribatejo defende o Ensino Politécnico distrital
JS Ribatejo defende o Ensino Politécnico distrital
 
O Nosso Mundo em Dados
O Nosso Mundo em DadosO Nosso Mundo em Dados
O Nosso Mundo em Dados
 
Estimativas de População Residente em Portugal, 2016
Estimativas de População Residente em Portugal, 2016Estimativas de População Residente em Portugal, 2016
Estimativas de População Residente em Portugal, 2016
 

Semelhante a Felicidade interna bruta

Semelhante a Felicidade interna bruta (20)

Boletim do Meio Ambiente dez-2011 on
Boletim do Meio Ambiente dez-2011 onBoletim do Meio Ambiente dez-2011 on
Boletim do Meio Ambiente dez-2011 on
 
Suiça
SuiçaSuiça
Suiça
 
Suíça
SuíçaSuíça
Suíça
 
O problema é " deixar para lá" em vez de resolver
O problema é " deixar para lá" em vez de resolverO problema é " deixar para lá" em vez de resolver
O problema é " deixar para lá" em vez de resolver
 
Suiça
SuiçaSuiça
Suiça
 
Suiça e Cultura Brasileira
Suiça e Cultura BrasileiraSuiça e Cultura Brasileira
Suiça e Cultura Brasileira
 
Suiça e Cultura Brasileira
Suiça e Cultura BrasileiraSuiça e Cultura Brasileira
Suiça e Cultura Brasileira
 
Gestão E Desenvolvimento 1 Adn 02
Gestão E Desenvolvimento 1 Adn 02Gestão E Desenvolvimento 1 Adn 02
Gestão E Desenvolvimento 1 Adn 02
 
Trabalhodecasa
TrabalhodecasaTrabalhodecasa
Trabalhodecasa
 
Trabalhodecasa
TrabalhodecasaTrabalhodecasa
Trabalhodecasa
 
Trabalhodecasa
TrabalhodecasaTrabalhodecasa
Trabalhodecasa
 
Suíça
SuíçaSuíça
Suíça
 
O que e um pais rico
O que e um pais ricoO que e um pais rico
O que e um pais rico
 
O estado de s. paulo 05.03
O estado de s. paulo 05.03O estado de s. paulo 05.03
O estado de s. paulo 05.03
 
Suíça e Cultura Brasileira
Suíça e Cultura BrasileiraSuíça e Cultura Brasileira
Suíça e Cultura Brasileira
 
Aspectos da população mundial e do brasil 1º mb
Aspectos da população mundial e do brasil 1º mbAspectos da população mundial e do brasil 1º mb
Aspectos da população mundial e do brasil 1º mb
 
Trabalhodecasa
TrabalhodecasaTrabalhodecasa
Trabalhodecasa
 
Trabalhodecasa
TrabalhodecasaTrabalhodecasa
Trabalhodecasa
 
Suica
SuicaSuica
Suica
 
Estudando a Baixada Santista - Cubatão
Estudando a Baixada Santista - CubatãoEstudando a Baixada Santista - Cubatão
Estudando a Baixada Santista - Cubatão
 

Mais de blogprofbarreto

Mais de blogprofbarreto (20)

Amor, dom supremo
Amor, dom supremoAmor, dom supremo
Amor, dom supremo
 
Homens, ideias e imortalidade
Homens, ideias e imortalidadeHomens, ideias e imortalidade
Homens, ideias e imortalidade
 
A voz rouca das ruas
A voz rouca das ruasA voz rouca das ruas
A voz rouca das ruas
 
Jacy de assis, presídio ou escola
Jacy de assis, presídio ou escolaJacy de assis, presídio ou escola
Jacy de assis, presídio ou escola
 
Crimes de guerra
Crimes de guerraCrimes de guerra
Crimes de guerra
 
O bom pastor
O bom pastorO bom pastor
O bom pastor
 
Cisne negro
Cisne negroCisne negro
Cisne negro
 
Lua de sangue e páscoa
Lua de sangue e páscoaLua de sangue e páscoa
Lua de sangue e páscoa
 
A nova passeata dos 100 mil
A nova passeata dos 100 milA nova passeata dos 100 mil
A nova passeata dos 100 mil
 
Carta aberta aos prefeitos
Carta aberta aos prefeitosCarta aberta aos prefeitos
Carta aberta aos prefeitos
 
Carta aberta ao stf
Carta aberta ao stfCarta aberta ao stf
Carta aberta ao stf
 
Na casa do pai
Na casa do paiNa casa do pai
Na casa do pai
 
Pensamento positivo
Pensamento positivoPensamento positivo
Pensamento positivo
 
A era da inteligência social
A era da inteligência socialA era da inteligência social
A era da inteligência social
 
A maior das inteligencias
A maior das inteligenciasA maior das inteligencias
A maior das inteligencias
 
A sombra da escravidao
A sombra da  escravidaoA sombra da  escravidao
A sombra da escravidao
 
Apresentacao empresarial
Apresentacao empresarialApresentacao empresarial
Apresentacao empresarial
 
As pessoas em primeiro lugar
As pessoas em primeiro lugarAs pessoas em primeiro lugar
As pessoas em primeiro lugar
 
Brasil mostra tua cara!
Brasil mostra tua cara!Brasil mostra tua cara!
Brasil mostra tua cara!
 
Cidades sustentaveis
Cidades sustentaveisCidades sustentaveis
Cidades sustentaveis
 

Último

EB1 Cumeada Co(n)Vida à Leitura - Livros à Solta_Serta.pptx
EB1 Cumeada Co(n)Vida à Leitura - Livros à Solta_Serta.pptxEB1 Cumeada Co(n)Vida à Leitura - Livros à Solta_Serta.pptx
EB1 Cumeada Co(n)Vida à Leitura - Livros à Solta_Serta.pptxIlda Bicacro
 
o-homem-que-calculava-malba-tahan-1_123516.pdf
o-homem-que-calculava-malba-tahan-1_123516.pdfo-homem-que-calculava-malba-tahan-1_123516.pdf
o-homem-que-calculava-malba-tahan-1_123516.pdfCarolineNunes80
 
Formação T.2 do Modulo I da Formação HTML & CSS
Formação T.2 do Modulo I da Formação HTML & CSSFormação T.2 do Modulo I da Formação HTML & CSS
Formação T.2 do Modulo I da Formação HTML & CSSPedroMatos469278
 
"Nós Propomos! Mobilidade sustentável na Sertã"
"Nós Propomos! Mobilidade sustentável na Sertã""Nós Propomos! Mobilidade sustentável na Sertã"
"Nós Propomos! Mobilidade sustentável na Sertã"Ilda Bicacro
 
MARCHA HUMANA. UM ESTUDO SOBRE AS MARCHAS
MARCHA HUMANA. UM ESTUDO SOBRE AS MARCHASMARCHA HUMANA. UM ESTUDO SOBRE AS MARCHAS
MARCHA HUMANA. UM ESTUDO SOBRE AS MARCHASyan1305goncalves
 
Testes de avaliação português 6º ano .pdf
Testes de avaliação português 6º ano .pdfTestes de avaliação português 6º ano .pdf
Testes de avaliação português 6º ano .pdfCsarBaltazar1
 
ROTINA DE ESTUDO-APOSTILA ESTUDO ORIENTADO.pdf
ROTINA DE ESTUDO-APOSTILA ESTUDO ORIENTADO.pdfROTINA DE ESTUDO-APOSTILA ESTUDO ORIENTADO.pdf
ROTINA DE ESTUDO-APOSTILA ESTUDO ORIENTADO.pdfMarcianaClaudioClaud
 
Apresentação sobre Robots e processos educativos
Apresentação sobre Robots e processos educativosApresentação sobre Robots e processos educativos
Apresentação sobre Robots e processos educativosFernanda Ledesma
 
1. Aula de sociologia - 1º Ano - Émile Durkheim.pdf
1. Aula de sociologia - 1º Ano - Émile Durkheim.pdf1. Aula de sociologia - 1º Ano - Émile Durkheim.pdf
1. Aula de sociologia - 1º Ano - Émile Durkheim.pdfaulasgege
 
O Reizinho Autista.pdf - livro maravilhoso
O Reizinho Autista.pdf - livro maravilhosoO Reizinho Autista.pdf - livro maravilhoso
O Reizinho Autista.pdf - livro maravilhosoVALMIRARIBEIRO1
 
bem estar animal em proteção integrada componente animal
bem estar animal em proteção integrada componente animalbem estar animal em proteção integrada componente animal
bem estar animal em proteção integrada componente animalcarlamgalves5
 
Slides Lição 07, Central Gospel, As Duas Testemunhas Do Final Dos Tempos.pptx
Slides Lição 07, Central Gospel, As Duas Testemunhas Do Final Dos Tempos.pptxSlides Lição 07, Central Gospel, As Duas Testemunhas Do Final Dos Tempos.pptx
Slides Lição 07, Central Gospel, As Duas Testemunhas Do Final Dos Tempos.pptxLuizHenriquedeAlmeid6
 
4 ano atividade fonema e letra 08.03-1.pdf
4 ano atividade fonema e letra 08.03-1.pdf4 ano atividade fonema e letra 08.03-1.pdf
4 ano atividade fonema e letra 08.03-1.pdfLindinhaSilva1
 
Insegurança nunca mais tem afeta pessoas
Insegurança nunca mais tem afeta pessoasInsegurança nunca mais tem afeta pessoas
Insegurança nunca mais tem afeta pessoasdiegosouzalira10
 
Nós Propomos! Canil/Gatil na Sertã - Amigos dos Animais
Nós Propomos! Canil/Gatil na Sertã - Amigos dos AnimaisNós Propomos! Canil/Gatil na Sertã - Amigos dos Animais
Nós Propomos! Canil/Gatil na Sertã - Amigos dos AnimaisIlda Bicacro
 
"Nós Propomos! Escola Secundária em Pedrógão Grande"
"Nós Propomos! Escola Secundária em Pedrógão Grande""Nós Propomos! Escola Secundária em Pedrógão Grande"
"Nós Propomos! Escola Secundária em Pedrógão Grande"Ilda Bicacro
 
Sistema de Acompanhamento - Diário Online 2021.pdf
Sistema de Acompanhamento - Diário Online 2021.pdfSistema de Acompanhamento - Diário Online 2021.pdf
Sistema de Acompanhamento - Diário Online 2021.pdfAntonio Barros
 

Último (20)

EB1 Cumeada Co(n)Vida à Leitura - Livros à Solta_Serta.pptx
EB1 Cumeada Co(n)Vida à Leitura - Livros à Solta_Serta.pptxEB1 Cumeada Co(n)Vida à Leitura - Livros à Solta_Serta.pptx
EB1 Cumeada Co(n)Vida à Leitura - Livros à Solta_Serta.pptx
 
o-homem-que-calculava-malba-tahan-1_123516.pdf
o-homem-que-calculava-malba-tahan-1_123516.pdfo-homem-que-calculava-malba-tahan-1_123516.pdf
o-homem-que-calculava-malba-tahan-1_123516.pdf
 
Formação T.2 do Modulo I da Formação HTML & CSS
Formação T.2 do Modulo I da Formação HTML & CSSFormação T.2 do Modulo I da Formação HTML & CSS
Formação T.2 do Modulo I da Formação HTML & CSS
 
"Nós Propomos! Mobilidade sustentável na Sertã"
"Nós Propomos! Mobilidade sustentável na Sertã""Nós Propomos! Mobilidade sustentável na Sertã"
"Nós Propomos! Mobilidade sustentável na Sertã"
 
MARCHA HUMANA. UM ESTUDO SOBRE AS MARCHAS
MARCHA HUMANA. UM ESTUDO SOBRE AS MARCHASMARCHA HUMANA. UM ESTUDO SOBRE AS MARCHAS
MARCHA HUMANA. UM ESTUDO SOBRE AS MARCHAS
 
Testes de avaliação português 6º ano .pdf
Testes de avaliação português 6º ano .pdfTestes de avaliação português 6º ano .pdf
Testes de avaliação português 6º ano .pdf
 
ROTINA DE ESTUDO-APOSTILA ESTUDO ORIENTADO.pdf
ROTINA DE ESTUDO-APOSTILA ESTUDO ORIENTADO.pdfROTINA DE ESTUDO-APOSTILA ESTUDO ORIENTADO.pdf
ROTINA DE ESTUDO-APOSTILA ESTUDO ORIENTADO.pdf
 
Apresentação sobre Robots e processos educativos
Apresentação sobre Robots e processos educativosApresentação sobre Robots e processos educativos
Apresentação sobre Robots e processos educativos
 
1. Aula de sociologia - 1º Ano - Émile Durkheim.pdf
1. Aula de sociologia - 1º Ano - Émile Durkheim.pdf1. Aula de sociologia - 1º Ano - Émile Durkheim.pdf
1. Aula de sociologia - 1º Ano - Émile Durkheim.pdf
 
O Reizinho Autista.pdf - livro maravilhoso
O Reizinho Autista.pdf - livro maravilhosoO Reizinho Autista.pdf - livro maravilhoso
O Reizinho Autista.pdf - livro maravilhoso
 
Poema - Aedes Aegypt.
Poema - Aedes Aegypt.Poema - Aedes Aegypt.
Poema - Aedes Aegypt.
 
662938.pdf aula digital de educação básica
662938.pdf aula digital de educação básica662938.pdf aula digital de educação básica
662938.pdf aula digital de educação básica
 
Poema - Maio Laranja
Poema - Maio Laranja Poema - Maio Laranja
Poema - Maio Laranja
 
bem estar animal em proteção integrada componente animal
bem estar animal em proteção integrada componente animalbem estar animal em proteção integrada componente animal
bem estar animal em proteção integrada componente animal
 
Slides Lição 07, Central Gospel, As Duas Testemunhas Do Final Dos Tempos.pptx
Slides Lição 07, Central Gospel, As Duas Testemunhas Do Final Dos Tempos.pptxSlides Lição 07, Central Gospel, As Duas Testemunhas Do Final Dos Tempos.pptx
Slides Lição 07, Central Gospel, As Duas Testemunhas Do Final Dos Tempos.pptx
 
4 ano atividade fonema e letra 08.03-1.pdf
4 ano atividade fonema e letra 08.03-1.pdf4 ano atividade fonema e letra 08.03-1.pdf
4 ano atividade fonema e letra 08.03-1.pdf
 
Insegurança nunca mais tem afeta pessoas
Insegurança nunca mais tem afeta pessoasInsegurança nunca mais tem afeta pessoas
Insegurança nunca mais tem afeta pessoas
 
Nós Propomos! Canil/Gatil na Sertã - Amigos dos Animais
Nós Propomos! Canil/Gatil na Sertã - Amigos dos AnimaisNós Propomos! Canil/Gatil na Sertã - Amigos dos Animais
Nós Propomos! Canil/Gatil na Sertã - Amigos dos Animais
 
"Nós Propomos! Escola Secundária em Pedrógão Grande"
"Nós Propomos! Escola Secundária em Pedrógão Grande""Nós Propomos! Escola Secundária em Pedrógão Grande"
"Nós Propomos! Escola Secundária em Pedrógão Grande"
 
Sistema de Acompanhamento - Diário Online 2021.pdf
Sistema de Acompanhamento - Diário Online 2021.pdfSistema de Acompanhamento - Diário Online 2021.pdf
Sistema de Acompanhamento - Diário Online 2021.pdf
 

Felicidade interna bruta

  • 1. Felicidade interna bruta ―Mas, louco é quem me diz/Que não é feliz/Não é feliz!‖ (Rita Lee) O que realmente contou para sermos felizes, dentro de uma exaustiva lista de realizações ao longo dos últimos dez anos? Ao responder a esta pergunta, vamos nos defrontar com um dilema que é mudar ou não nossa agenda para atingir o ideal de felicidade. Nem tudo que dá dinheiro traz felicidade, ao contrário do senso comum. Às vezes, até se prospera e, neste período, pensamos ser felizes. Segundo estudiosos de universidades americanas, isto acontece até que atinjamos o patamar de US$ 100 mil. Acima disso qualquer incremento não trará felicidade, e se for muito significativo, ao contrário, proporcionará desilusões e desgastes. Talvez por isso, Jesus Cristo tenha ensinado no sermão do monte a ―não ajuntar tesouros na terra‖. O PIB per capita (Produto Interno Bruto – quantidade de riquezas produzidas por um país em um ano, dividida pelo número de habitantes) até hoje é usado como indicador de desenvolvimento de um povo. Todavia, se você tiver um grande desastre ambiental como o de Campo do Frade em Campos, a movimentação de recursos e tecnologia para saná-lo, por exemplo, fará um movimento do PIB para cima. O que a sociedade ganhou neste episódio? Só poluição e destruição. Pois, na década de 90, surgiu um novo indicador que passou a representar melhor a qualidade de vida gerada pelo desenvolvimento — o Índice de Desenvolvimento Humano (IHD), estruturado por três colunas: renda per capita, longevidade e o número médio de anos de escolaridade da população. Este indicador varia de 0 a 1, quanto mais próximo de 1, melhor a qualidade de vida. Cidades como Curitiba, Niterói, Santos possuem o IDH municipal próximo de 0.90, por isso são excelentes em qualidade de vida para as pessoas e benchmarkings em sustentabilidade ambiental, portanto, vivendo nelas, a tendência é que os cidadãos sejam mais felizes. Por quê? Posso enumerar alguns benefícios vivenciados por eles: 1 – Menos tempo se locomovendo, pois os transportes de massa são rápidos e modernos; 2 – O ar da cidade é melhor, pois há arborização e jardins; 3 – A rede de ensino é de qualidade e atende do pré-escolar à pós-graduação; 4 – Os hospitais e rede de atendimento da saúde são de primeira linha, pois foram investidos ali recursos federais, estaduais e municipais; 5 – Há coleta de lixo diária, inclusive a seletiva, e o esgoto é tratado em sua totalidade, enquanto o lixo vai para um aterro sanitário adequado às legislações ambientais; 6 – A população que dirige foi educada para respeitar faixa de pedestres e ciclovias (elas existem!). Mas ora vejam em Butão – pequeno país da Ásia, um sultão se preocupou com a felicidade de seus súditos e passou a medi-la por meio do FIB -Felicidade Interna Bruta, que substituiria o IDH. Claro que as universidades e estudiosos do mundo todo agora querem criar um algoritmo que diga o que é FIB, que para diferentes países variaria de acordo com a cultura local. Mas o que chama a atenção é a inovação proporcionada por um líder que se preocupa realmente com a felicidade de seus governados e não em sangrá-los com impostos para depois desviar estes recursos. Concluindo: Não importa se você mora em casebre ou palácio, é sempre possível ser feliz. Seja feliz. De Jesus – ―Olhai os lírios do campo, eles não tecem e não fiam e nem Salomão com toda sua Glória se vestiu como nenhum deles.‖ Nosso Pai do Céu cuida deles assim. Cuidará de você. José Carlos Nunes Barreto