Successfully reported this slideshow.
ESCOLA DE REFERÊNCIA EM ENSINO MÉDIO
JUSTA BARBOSA DE SALES
PROJETO
O USO DA TIC NA EREM JUSTA BARBOSA DE SALES É COISA DE...
PROJETO
O USO DA TIC NA EREM JUSTA BARBOSA DE SALES É COISA DE CINEMA
EM CARTAZ : A INTERNET A SERVIÇO DO ENSINO E DA APRE...
SUMÁRIO
JUSTIFICATIVA
Vive-se um período de mudanças em todas as esferas sociais do mundo. No
Brasil é evidente, de modo particula...
responsabilidade do docente em sala de aula que passa a sentir cada vez mais a vontade de
aprimorar os conhecimentos e por...
ao mesmo tempo o tipo de educação a um maior grau de eficácia e eficiência na formação do
cidadão .
c) Integrar a Internet...
garantia da possibilidade de se definir conjuntamente o que vamos fazer com elas. Conforme
Boff (2005) “somos criativos qu...
revistas e textos da Internet.
Elaboração dos textos X X X
Edição e Revisão final X
Apresentação do Trabalho Final x
REFER...
8. REFERENCIAS
Projeto TIC Escola Justa Barbosa de Sales
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Projeto TIC Escola Justa Barbosa de Sales

554 visualizações

Publicada em

  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Projeto TIC Escola Justa Barbosa de Sales

  1. 1. ESCOLA DE REFERÊNCIA EM ENSINO MÉDIO JUSTA BARBOSA DE SALES PROJETO O USO DA TIC NA EREM JUSTA BARBOSA DE SALES É COISA DE CINEMA EM CARTAZ : A INTERNET A SERVIÇO DO ENSINO E DA APRENDIZAGEM VERTENTE DO LÉRIO 2013
  2. 2. PROJETO O USO DA TIC NA EREM JUSTA BARBOSA DE SALES É COISA DE CINEMA EM CARTAZ : A INTERNET A SERVIÇO DO ENSINO E DA APRENDIZAGEM CURSO INTRODUÇÃO A EDUCAÇÃO DIGITAL CURSISTAS : JACILDA MARIA BERENICE PESSOA Vertente do Lério, 2013
  3. 3. SUMÁRIO
  4. 4. JUSTIFICATIVA Vive-se um período de mudanças em todas as esferas sociais do mundo. No Brasil é evidente, de modo particular, mudanças no aspecto educacional que muitas vezes tem alterado a sua dinâmica para dar conta de maneira articulada a todas essas transformações. Na educação para a juventude, nos dias atuais, não é possível deixar de fora a globalização, a sociedade da informação, as exigências de aquisição de habilidades e competências porque são elementos básicos que precisam ser considerados durante as vivências curriculares pelos profissionais da educação; São essas pessoas responsáveis que tem retroalimentado o processo educativo em diferentes épocas e em diferentes culturas. Nesse sentido, o uso didático de mídias na escola representa processo de modernização do sistema educacional que busca elevar o mesmo tipo de educação a um maior grau de eficácia e eficiência na formação do cidadão que tenha por finalidade a construção de uma “sociedade solidária que precisa ser permanentemente reconstruída” visando gerações cuja educação esteja voltada para dar valor a solidariedade. Sabe-se que na escola existe de maneira ainda precária a utilização de recursos nesta linha, como por exemplo, os notebooks/tabletes que os alunos receberam do Governo e o uso dos mesmos pelos educandos está mais relacionado às redes sociais; aí os professores sem uma formação continuada que os orientem na organização de estratégias adequadas para este tipo de ensino, leva-os a situação de inquietação quanto a necessidade desse saber tecnológico para que se atenda com eficiência um ensino aprendizagem para modernidade. Pode-se afirmar que diante da excepcional quantidade de informações que chega aos educandos, os professores sentem-se preocupados com os efeitos pedagógicos do excesso e da superficialidade da informação, pois é verdadeiro afirmar que o educando passa de um site para outro e entra nisso e naquilo sem momentos de reflexão e, portanto para construir conhecimento se faz necessário a intervenção do professor, tarefa que não está sendo nada fácil para os educadores porque a Internet, um poderoso banco de dados, virou uma febre que revolucionou a prática da pesquisa em geral; todo mundo quer fazer pesquisa, ninguém quer mais ir a uma biblioteca, aliás, nem sabem o que é uma biblioteca. A Internet virou fonte de pesquisa para tudo, inclusive aposentou a vontade de ler. E nesse caminhar aumenta a
  5. 5. responsabilidade do docente em sala de aula que passa a sentir cada vez mais a vontade de aprimorar os conhecimentos e portanto,sempre abertos a novas informações e novas tecnologias. Daí o interesse para realização do trabalho científico, a partir de uma revisão bibliográfica, porque se fazem necessárias informações mais consistentes que conduzam professores e alunos ao uso correto das mídias uma vez que as mesmas são excelente fonte de motivação na busca do conhecimento. Para concluir vale a interpretação feita do que diz Moran (2005) em seu texto Desafios da Internet para o Professor: que ensinar na e com a Internet atinge resultados significativos quando está integrada em um contexto estrutural de mudança do ensino- aprendizagem, onde professores e alunos vivenciam processos de comunicação abertos, de participação interpessoal e grupal efetivos. Caso contrário, a Internet será uma tecnologia a mais, que reforçará as formas tradicionais de ensino. A Internet não modifica, sozinha, o processo de ensinar e aprender, mas depende essa mudança da atitude básica pessoal diante da vida, do mundo, de si mesmo e do outro e das atitudes fundamentais das instituições escolares. A palavra chave é integrar: Integrar a Internet com as outras tecnologias na educação - vídeo, televisão, jornal, computador, celular. Integrar o mais avançado com as técnicas convencionais, integrar o humano e o tecnológico, dentro de uma visão pedagógica nova, criativa, aberta. OBJETIVOS: GERAL Realizar um trabalho científico, a partir de uma revisão bibliográfica, que conduza professores e alunos ao uso correto das TICs uma vez que as mesmas são excelentes fontes de motivação na busca do conhecimento. ESPECÍFICOS a) Orientar o docente na organização de estratégias adequadas para um tipo de ensino aprendizagem que atenda com eficiência a aquisição de conhecimentos necessários ao mercado de trabalho do mundo moderno. b) Incrementar o uso didático de mídias na escola através de diferentes estratégias de ensino a fim de representar o processo de modernização do sistema educacional elevando
  6. 6. ao mesmo tempo o tipo de educação a um maior grau de eficácia e eficiência na formação do cidadão . c) Integrar a Internet com as outras tecnologias na educação - vídeo, televisão, jornal, computador, celular com as técnicas convencionais de ensino aprendizagem, humano e o tecnológico, dentro de uma visão pedagógica nova, criativa, aberta. REFERENCIAL TEÓRICO As novas tecnologias e a mediação do processo ensino-aprendizagem na escola tem implicações porque de acordo com (Ramos,2012) ultrapassam de longe os muros da escola ou de uma sala de aula, afinal, essas tecnologias favorecem grandes mudanças neste período que está sendo chamado de revolucionário e assemelha-se a diversos momentos da história da nossa civilização como a revolução industrial que também apresentou problemas com relação aos diferentes tipos de profissões e trabalho: novas profissões são criadas, novos trabalhos surgindo e o desemprego aumentando por falta de qualificação profissional principalmente. Assim, é verdadeiro afirmar que o tema em estudo traz possíveis reflexões e como consequência novas ações para as pessoas envolvidas com a tarefa educativa, na tentativa de buscar caminhos que ampliem a qualidade do ensino e da aprendizagem cuja finalidade é a formação de sociedades democráticas e participativas. E neste cenário pode-se dizer que as TICs abrem muitas possibilidades no âmbito da existência de uma tecnodemocracia que é definido como “uma nova formação política em que os meios técnicos viabilizam o desenvolvimento de comunidades inteligentes capazes de se autogerir, em que todas as vozes poderiam ser ouvidas levando todos a inclusão social” ( Ramos 2012). Voltando o olhar para o Brasil afirma-se: já se tem alguns avanços que são resultados de diversas políticas públicas que alteraram as condições de acesso às tecnologias digitais e, desse modo, constituíram-se nas bases para a ampliação da cultura digital através de programas como:Programa Banda Larga; Centro de Difusão de Tecnologia e Conhecimento; Programa Computador Portátil para Professores; Programa e Projeto UCA; Um computador por Aluno;Programa SEPRO de Inclusão Digital;Projeto Computadores para Inclusão.(RAMOS, 2013, p. 33) Novamente voltando as comparações de anos atrás é verdadeiro afirmar que hoje, a sociedade aprende e desenvolve-se diferentemente do passado. “A tecnologia e a competitividade promovem grandes incertezas na vida das pessoas e exigem rápidas transformações na vida dos trabalhadores, de tal maneira, que as gerações mais jovens devem preparar-se para modificar sua profissão várias vezes durante a vida. (FILHO, 2013, p 12). Diante dessa certeza é possível concordar com Belonni (2010) quando alerta de a escola precisa recuperar seu papel como espaço legítimo de formação para o uso cidadão das TIC. Faz-se necessário compreender a tecnologia para poder dizer como elas devem ser. Para Illich(1976)dominar uma ferramenta é muito mais do que aprender a usa-la,significa a
  7. 7. garantia da possibilidade de se definir conjuntamente o que vamos fazer com elas. Conforme Boff (2005) “somos criativos quando vamos além das fórmulas convencionais e inventamos maneiras surpreendentes de expressar a nós mesmos”. Pode-se dizer que o estudo a ser realizado oportuniza condições de compreender a necessidade de criarem-se posturas críticas de aprendizado sobre tecnologia e de inventar àquelas que queremos porém atentos de que se vive um tempo em que as ações humanas estão em vias de inviabilizar a vida do planeta. Diante desse contexto, fica clara a necessidade de a escola entender as novas competências demandadas pelos membros da sociedade em mudança, incorporando-as ao seu currículo escolar, propiciando, assim, que cada aluno tenha a melhor chance de concorrer com os demais nas bases da concepção de sociedade democrática e da participação cidadã. 6. METODOLOGIA O estudo deverá trazer como referenciais metodológicos à pesquisa bibliográfica que consiste no estudo das teorias sobre o uso das TICs na ambiente escolar, de autores renomados enfocando largamente as mídias e os impactos no desenvolvimento do ensino e da aprendizagem entre outros, possibilitando assim um conhecimento teórico para fundamentação de conceitos existentes sobre o assunto acima mencionados. Aspecto que levou a coincidência das palavras de LAKATOS & MARCONI (1995, p. 43) que diz “ a pesquisa bibliográfica não é mera repetição do que foi dito ou escrito sobre certo assunto, mas propicia o exame de um tema sob novo enfoque ou abordagens chegando a conclusões inovadoras.” Seguindo a estrutura do trabalho, chegará o momento de fazer uma confirmação da realidade com mostras de diferentes estratégias educacionais com utilização dos diferentes recursos e meios tecnológicos que poderão ser utilizados por professores e alunos para o alcance dos objetivos neste trabalho explicitados. 7.CRONOGRAMA Atividades ABR MAI JUN JUL AGO Escolha do tema Elaboração do Projeto de Pesquisa X Levantamento Bibliográfico e escolha dos livros , X
  8. 8. revistas e textos da Internet. Elaboração dos textos X X X Edição e Revisão final X Apresentação do Trabalho Final x REFERÊNCIAS BELLONI, Maria Luiza , Crianças e Mídias na Educação: Cenários de Mudança, Campinas, Papiros , 2010 BOOF, Leonardo Ética e Moral: a busca dos fundamentos. 2ª Ed. Editora Vozes. Petrópolis: 2005. FILHO, Vicente H.O. As Novas Tecnologias e a Mediação do Processo Ensino-Aprendizagem na Escola. Artigo publicado em 2012. ILLCH, I . Convivencialidade , Lisboa , 1976 J. MORAN.Desafios da Internet para Professores, Editora Vozes. Petrópolis: 2012. LAKATOS E. MARCONI . Introdução a Metodologia Científica , Atica, 1995 LOBO, M.C.L. Introdução da tecnologia GIS- Sistema de informação geográfica na UFPR. RAMOS , Edla , Introdução a Educação Digital, Guia do Cursista , MEC/PROINFO, Brasília 2013 WEBIBLIOGRAFIA www.eca.usp.br/prof/moran/desaf_int.htm www.eproinfo.mec.gov.webfolio/mod85411/conteudo/home/unidade
  9. 9. 8. REFERENCIAS

×