O slideshow foi denunciado.
Utilizamos seu perfil e dados de atividades no LinkedIn para personalizar e exibir anúncios mais relevantes. Altere suas preferências de anúncios quando desejar.

Apresentacao1

1.557 visualizações

Publicada em

Uma apresentação sobre algumas providencias que estão sendo tomadas para diminuir as taxas de analfabetismo.

Publicada em: Tecnologia
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Apresentacao1

  1. 1. Alfabetização Solidária e as parcerias pela educação Foto: André de Moraes Sarmento
  2. 2. Alfabetização Solidária é a organização da sociedade civil sem fins lucrativos, reconhecida como Utilidade Pública Federal. Missão : Reduzir os altos índices de analfabetismo e a Educação de Jovens e Adultos no Brasil. Foto: Zuleika de Souza
  3. 3. Programa de Educação para Jovens e Adultos Cooperação Internacional Incentivo à Leitura Educação Digital Dignidade Respeito à Diversidade Alfabetização nas Empresas Projeto de Complementação Nutricional A L F A B E T I Z A Ç Ã O
  4. 4. Para quem? <ul><ul><li>Jovens acima de 15 anos e adultos analfabetos ou pouco escolarizados. </li></ul></ul><ul><ul><li>Capacitação de educadores locais </li></ul></ul><ul><ul><li>Estruturação e fortalecimento da política municipal de Educação de Jovens e Adultos (Secretaria Municipal de Educação) </li></ul></ul>
  5. 5. Qual o alvo? <ul><ul><li>Cenário brasileiro </li></ul></ul><ul><ul><li>Em 1997, Censo 1990 IBGE – o universo de analfabetos absolutos acima de 15 anos de idade era de 19,4% da população brasileira </li></ul></ul><ul><ul><li>Censo 2000 IBGE – 16 milhões de analfabetos acima de 15 anos </li></ul></ul><ul><ul><li>INAF / Instituto Paulo Montenegro – 74% da população adulta é analfabeta funcional </li></ul></ul><ul><ul><li>Dados de 2006 da PNAD - Pesquisa Nacional de Amostra por Domicílio, divulgada anualmente pelo IBGE, o Brasil possui ainda 14,6 milhões de analfabetos absolutos. </li></ul></ul>
  6. 6. Onde? 13% 24,5% 15,5% 13,5% 16,8% 12,1% 18,8% 28,4% 30,5% 26,5% 25,4% 29,7% 24,5% 33,4% 25,2% 23,1% 12% 11,7% 6,6% 6,6% 9,5% 6,3% 6,7% 11,2% 12,4% 13% 5,7% Fonte IBGE 2000
  7. 7. Por meio de um modelo simples de alfabetização inicial, de baixo custo e baseado no sistema de parcerias com os diversos setores da sociedade.
  8. 8. Resultados Os resultados no desafio de atender milhões de jovens e adultos em um país com as dimensões do Brasil despertou o interesse internacional. O Programa de Cooperação Internacional já realizado em 5 países: Timor Leste, Moçambique, São Tomé e Príncipe, Cabo Verde e Guatemala.
  9. 9. Rede de Parceiros pela Redução do Analfabetismo no Brasil COMUNIDADE Secretarias Municipais de Educação Foto: Eduardo Tavares Parceiros de Programas Instituições de Ensino Superior (IES) Programa
  10. 10. <ul><ul><li>Alfabetização Solidária </li></ul></ul><ul><ul><li>Secretarias Municipais de Educação </li></ul></ul><ul><ul><li>Instituições de Ensino Superior (IES) </li></ul></ul><ul><ul><li>Parceiros da Iniciativa Privada </li></ul></ul>Parceiros e Dinâmica da Rede A efetividade desta rede de parceiros pela redução do analfabetismo no Brasil deve-se especialmente pela co-responsabilidade de cada ator social ao exercer o seu papel. <ul><ul><ul><li>Poder Público – Instituições Governamentais </li></ul></ul></ul><ul><ul><ul><li>Organizações Multilaterais </li></ul></ul></ul><ul><ul><ul><li>Instituições Privadas </li></ul></ul></ul><ul><ul><ul><li>Pessoas físicas </li></ul></ul></ul>
  11. 11. Desafios e Benefícios <ul><li>Desafios : </li></ul><ul><ul><li>14,6 milhões de analfabetos absolutos; </li></ul></ul><ul><ul><li>Dimensões geográficas do Brasil; </li></ul></ul><ul><ul><li>Apoiar e fortalecer políticas públicas em EJA nacionalmente; </li></ul></ul><ul><ul><li>Manter o envolvimento dos integrantes da Rede e os objetivos em comum; </li></ul></ul><ul><ul><li>Gerenciar o conflitos de interesses; </li></ul></ul><ul><ul><li>Ampliar o número de participantes da Rede; </li></ul></ul><ul><li>Benefícios : </li></ul><ul><ul><li>Impacto nacional - organizações de diferentes naturezas mobilizadas para a causa; </li></ul></ul><ul><ul><li>Capacidade de atendimento; </li></ul></ul><ul><ul><li>Impacto em políticas públicas em Educação de Jovens e Adultos; </li></ul></ul><ul><ul><li>Investimento social em localidades com baixos índices de desenvolvimento humano. </li></ul></ul>
  12. 12. Impactos Censo realizado em 1991 apresentava que 19,7% da população brasileira não sabia ler e escrever; em 2000 essa taxa caiu para 12,8%, registrando uma queda de 32,3%. No relatório final, os pesquisadores do IBGE afirmam que, &quot;esta melhoria - especialmente na faixa da população com idade acima de 15 anos - reflete, em parte, os esforços do Programa Alfabetização Solidária (organização não governamental), que tem por objetivo reduzir os índices de analfabetismo no Brasil e desencadear a oferta pública de educação de jovens e adultos (EJA)&quot;.
  13. 13. Impactos Evolução na taxa de matrícula em Educação de Jovens e Adultos - EJA dos municípios brasileiros de 2000 - 2006 Fonte: Censo Demográfico IBGE (2000). Censo Escolar INEP/ MEC (2000 a 2006). ATEC - Assessoria Técnica da Alfabetização Solidária (2000 a 2006).
  14. 14. Indicadores <ul><li>1997 até 2006 </li></ul><ul><ul><li>5,3 milhões de brasileiros atendidos </li></ul></ul><ul><ul><li>244 mil alfabetizadores capacitados </li></ul></ul><ul><ul><li>2.099 municípios brasileiros atendidos </li></ul></ul><ul><ul><li>212 Instituições de Ensino Superior (IES) parceiras </li></ul></ul><ul><ul><li>182 Instituições privadas e governamentais parceiras </li></ul></ul><ul><li>1º ano de atuação - 1997 </li></ul><ul><ul><li>9,2 mil de brasileiros atendidos </li></ul></ul><ul><ul><li>442 alfabetizadores capacitados </li></ul></ul><ul><ul><li>38 municípios brasileiros atendidos </li></ul></ul><ul><ul><li>38 Instituições de Ensino Superior (IES) parceiras </li></ul></ul><ul><ul><li>11 Instituições privadas e governamentais parceiras </li></ul></ul>
  15. 15. Comunicação <ul><ul><li>Revista Escrevendo Juntos; </li></ul></ul><ul><ul><li>Boletim Empresas; </li></ul></ul><ul><ul><li>Boletim IES; </li></ul></ul><ul><ul><li>Boletim Municípios; </li></ul></ul><ul><ul><li>Boletim Cidadão Solidário; </li></ul></ul><ul><ul><li>Boletim CEREJA; </li></ul></ul>Para tornar público o trabalho desenvolvido, os resultados alcançados e manter cada integrante da rede de parceiros informado e comprometido com o seu papel são utilizados veículos e ferramentas de comunicação: <ul><ul><li>Trajetória Anual; </li></ul></ul><ul><ul><li>Relatório Anual; </li></ul></ul><ul><ul><li>Livro Concurso de Redação; </li></ul></ul><ul><ul><li>Avaliação de Módulo; </li></ul></ul><ul><ul><li>Revista Científica; </li></ul></ul><ul><ul><li>Assessoria de imprensa. </li></ul></ul>Mobilização nacional para a causa, por meio da “ Campanha Adote um Aluno”.
  16. 16. Desafios e Oportunidades <ul><ul><li>Tornar a causa de conhecimento público e provocar mobilização e sensibilização para a mesma; </li></ul></ul><ul><ul><li>Gerir e sinalizar a direção e os objetivos da rede de parceiros; </li></ul></ul><ul><ul><li>Articular de forma dinâmica a rede de parceiros; </li></ul></ul><ul><ul><li>Sempre compartilhar os desafios e resultados alcançados; </li></ul></ul><ul><ul><li>Esclarecer e comunicar continuamente o papel e a importância de cada parceiro na rede; </li></ul></ul><ul><ul><li>Estabelecer um canal direto e contínuo de comunicação com cada parceiro; </li></ul></ul><ul><ul><li>Gerenciar conflitos de interesses entre os diversos integrantes; </li></ul></ul><ul><ul><li>Fortalecer as ações desenvolvidas ampliando o impacto dos resultados e provocando transformações efetivas para a sociedade. </li></ul></ul>Fatores críticos de sucesso
  17. 17. Por um Brasil melhor

×