As Carrancas do São Francisco

640 visualizações

Publicada em

  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

As Carrancas do São Francisco

  1. 1. As carrancas do são Francisco
  2. 2. Provavelmente você já viu em muitas casas, de diversos tamanhos, ela sempre está em um local visível, a maioria das vezes na sala ou mesmo no quintal! As Carrancas são aquelas estátuas com os dentes e olhos grandes, lembram um homem com traços de um animal, as versões mais conhecidas lembram um cavalo. O que é uma carranca?
  3. 3. Como surgiu as carrancas? Ao tempo em que surgiram na proa das barcas do Médio São Francisco - por volta de 1875-1880 - as carrancas certamente corresponderam à intenção de esconjurar figuras sobrenaturais ameaçadoras que habitariam as águas do rio São Francisco.
  4. 4. Acredita-se que: A presença das carrancas era marcante na proa das embarcações do São Francisco, do final do século 19 até meados do século 20. As figuras zoantropomórficas, meio bicho, meio gente tem imagem assustadora, mas com o poder de espantar mau-olhado, espíritos brincalhões, azar e assombrações, de acordo com os moradores locais. Eles também contam que as carrancas também eram capazes de afastar jacarés, que na época habitavam o rio, e outras coisas ruins.
  5. 5. Carrancas
  6. 6. Para pensar... Essas figuras ocupam lugar de destaque na arte popular nordestina, Pela expressividade artística e pela originalidade tipicamente Brasileira.
  7. 7. Cada carranca tem uma expressão ou tamanho
  8. 8. Carrancas do São Francisco As carrancas são franciscanas, portanto são únicas e extremamente peculiares. Os primeiros exemplares de que se tem notícia datam de aproximadamente 1880. Francisco Guarany é um dos nomes de mais destaque nesse ofício. Seu trabalho foi reconhecido nacional e internacionalmente. Atualmente muitas pessoas utilizam as carrancas como objeto ornamental, em suas casas e ou jardins, ou amuleto protetor
  9. 9. Francisco Biquiba Dy Lafuente Guarany
  10. 10. Um dos principais e mais famosos artesãos do ciclo das barcas foi o escultor Francisco Biquiba Day Lafuente Guarany, que durante toda sua trajetória, semeou e difundiu seus dotes artísticos com o povo de sua região.
  11. 11. Lendas Porém a tese de estudos antropológicos,que possui maior probabilidade,é a que defendia o aspecto lendário das carrancas,que segundo a crença e o misticismo do povo primitivo que habitava aquela região,as carrancas serviam de amuleto de proteção e salva guardavam os banqueiros,viajantes e moradores contra as tempestades, perigos e maus presságios .
  12. 12. Serviam também para espantar os animais e os duendes moradores do rio são Francisco que de noite saiam das profundezas das águas para assombrar barqueiros,tentar mulheres e roubar crianças.Esses seres ao verem as figuras das carrancas nas proas,de olhos esbugalhados,de bocas enormes escancaradas e agressivas,se espantavam e se recolhiam aos seus esconderigios.
  13. 13. O que marcou ? Quanto aos aspectos econômicos pode-se dizer que o surgimento dessas figuras horripilantes, de aspecto grosseiro, talhadas em madeira tenha sido um dos mais relevantes motivos para a emancipação comercial, política e social da região Médio São Francisco.
  14. 14. O que deixaram de ser as carrancas? Com o declínio do ciclo das barcas no Brasil,em 1940,essas esculturas artesanais deixaram de ser figuras de proa e passaram a ser objetos de arte popular presente nos museus,exposições, feiras artesanais e coleções.
  15. 15. Arte da carranca Devido a grande procura e aceitação,o comércio das carrancas expandiu-se muito, tornando-se uma atividade alternativa para os carranqueiros do Nordeste. Fazer carrancas além de ser uma expressão significativa da arte popular, é uma atividade rentável para o artesão.
  16. 16. Obrigado!

×