 História Geral da Arte Brasileira
 Escultura
 Culinária
 Folclore
 Cronologia
Paralela
 1492 - Colombo chega á
América
 1493 – Leonardo da Vinci
inicia a virgem dos rochedos
 1500 – Ca...
 Brasil Colonial
 Encontro dos
portugueses com os
índios que eram
considerados selvagens
 (arte plumária, cestaria
e co...
 A arte indígena é sucessora das pinturas
rupestres e outras manifestações da arte
pré-histórica
 A principal manifestaç...
 A ornamentação sempre teve padrões
geométricos ou signos convencionais. A
cerâmica utilitária constituem um campo
de apl...
 Curiosidades da
arte indígena
 Chegamos às Índias. Os
habitantes são o que ? Índios.
 Em 2004, foram realizados os
Jog...
 Os primeiros artistas:
 Os jesuítas e outros religiosos tiveram
grande influência na civilização brasileira
 Os colégi...
 A missão Holandesa
 Chegada de Maurício de Nassau em 1637
– veio com a intenção de melhorar o
ambiente cultural da colô...
 No campo da
arte, escultura é
caracterizado
como um objeto
de três dimensões
(altura, largura e
profundidade).
 Artista...
 Bruno Giogi (assim como Ernerto de Fiori
pertence a geração modernista da
escultura brasileira
 Maria Martins foi uma g...
 Sérgio Camargo produziu
esculturas com acabamento
e rigores formais impecáveis,
onde explorava as figuras
geométricas em...
 Aleijadinho
 (Antônio Francisco Lisboa) nasceu em Vila Rica no ano
de 1730 (não há registros oficiais sobre esta data)....
 Já com a doença, Aleijadinho começa a dar um tom
mais expressionista às suas obras de arte. É deste
período o conjunto d...
 A culinária brasileira é rica, saborosa e diversificada. Cada
um dos estados brasileiros tem seus pratos típicos,
prepar...
 Região Norte
 Caldeirada de tucunaré, tacacá, tapioca, pato no
tucupi. De origem indígena, o tacacá é uma sopa
com tapi...
 Região Nordeste
 Pratos preparados com peixes
são típicos do litoral,
enquanto manteiga de
garrafa, carne-de-sol e
char...
 Região Centro-Oeste
 Entre outros pratos, podem ser citados o
arroz de carreteiro, o escaldado, pacu frito
ou assado, p...
 Região Sudeste
 O tutu de feijão, a
feijoada, a linguiça, carne
de porco e as postas de
peixe com pirão são
encontradas...
 Região Sul
 No Rio Grande do Sul, nada é mais tradicional do que o
churrasco. Também devem ser mencionados o arroz-de-
...
 O que é ?
 É o conjunto das tradições,
conhecimentos e crenças de um povo,
que se manifesta de diversas formas...
 Alguns personagens folclóricos :
 Adivinhas : são sabedorias populares ( O
que é o que é tem bico, mas não pia, e
tem asa, mas não voa ?)
 Lendas: são na...
Arte tradicional, escultura e culinária brasileira
Arte tradicional, escultura e culinária brasileira
Arte tradicional, escultura e culinária brasileira
Arte tradicional, escultura e culinária brasileira
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Arte tradicional, escultura e culinária brasileira

914 visualizações

Publicada em

trabalho de artes

Publicada em: Arte e fotografia
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
914
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
2
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
17
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Arte tradicional, escultura e culinária brasileira

  1. 1.  História Geral da Arte Brasileira  Escultura  Culinária  Folclore
  2. 2.  Cronologia Paralela  1492 - Colombo chega á América  1493 – Leonardo da Vinci inicia a virgem dos rochedos  1500 – Cabral chega ao Brasil  1502 – Leonardo da Vinci inicia a Monalisa
  3. 3.  Brasil Colonial  Encontro dos portugueses com os índios que eram considerados selvagens  (arte plumária, cestaria e corporal)
  4. 4.  A arte indígena é sucessora das pinturas rupestres e outras manifestações da arte pré-histórica  A principal manifestação pictórica era a ornamentação corporal à base de três cores: vermelho (extraído das sementes do urucum); preto (extraído do sumo do jenipapo e branco ( da tabatinga)  As pinturas eram feitas para que cada membro da coletividade pudesse ser identificado segundo o grupo social a que pertencia (nobres, guerreiros ou povo comum)
  5. 5.  A ornamentação sempre teve padrões geométricos ou signos convencionais. A cerâmica utilitária constituem um campo de aplicação da arte da pintura entre nossos indígenas  Os índios realizavam sua arte (que não era considerada como tal pelos portugueses.)  Os portugueses vieram apenas ocupar e explorar o território  Ambiciosos e aventureiros em busca da fortuna fácil, degredado que vem para o Brasil como punição, índio e negro tornados escravos
  6. 6.  Curiosidades da arte indígena  Chegamos às Índias. Os habitantes são o que ? Índios.  Em 2004, foram realizados os Jogos Indígenas do Pará. 500 índios de 14 tribos participaram do evento, que teve competições de arco-e-flecha, cabo-de-guerra, arremesso de lança, lutas corporais, natação, canoagem, corrida de toras, maratona e atletismo.  O Parque Nacional do Xingu é uma das maiores áreas indígenas da América Latina, com 26 mil quilômetros quadrados (quase o tamanho do Estado de Alagoas). Criado em 1961 para garantir melhores condições de vida e a posse da terra à população indígena local, abriga hoje 4 mil índios de 15 grupos diferentes.  O tupi era uma das 1.200 línguas indígenas identificadas no Brasil no ano de 1500. Até meados do século 18, tratava-se do idioma mais falado no território brasileiro. Cerca de 20 mil palavras do atual vocabulário, como amendoim, caipira, moqueca, taturana e pipoca, derivaram dele.
  7. 7.  Os primeiros artistas:  Os jesuítas e outros religiosos tiveram grande influência na civilização brasileira  Os colégios e seminários se tornaram as primeiras escolas de belas artes do País  A pintura brasileira sofreu grande influência do Barroco europeu  Os primeiros artistas eram autodidatas: copiavam tudo que chegava da Europa: estampas, gravuras, desenhos etc.  A vocação artística erudita era nula (visão de arte europeia e ocidentalizada)
  8. 8.  A missão Holandesa  Chegada de Maurício de Nassau em 1637 – veio com a intenção de melhorar o ambiente cultural da colônia  Nassau trouxe artistas de sua terra – homens cultos e também protestantes como ele para retratarem a nova terra  Os jesuítas não viram essa missão com bons olhos  Frans Post e Albert Eckhout foram os principais pintores dessa missão
  9. 9.  No campo da arte, escultura é caracterizado como um objeto de três dimensões (altura, largura e profundidade).  Artistas que possuem produções artísticas partindo da linguagem da escultura: Ernesto  de  Fiori
  10. 10.  Bruno Giogi (assim como Ernerto de Fiori pertence a geração modernista da escultura brasileira  Maria Martins foi uma grandes escultura brasileira, ligada ao movimento surrealista. Morou muito tempo nos Estados Unidos e lá conviveu com nada menos que Marcel Duchamp, Alexander Calder, Yves Tanguy e Piet Mondrian. Sua temática remete o surrealismo, mitos e a natureza brasileira.
  11. 11.  Sérgio Camargo produziu esculturas com acabamento e rigores formais impecáveis, onde explorava as figuras geométricas em relevos monocromáticos.  Frans Krajcberg é polonês mas naturalizado brasileiro, sua obra é focada na preservação do meio ambiente, o artista utiliza elementos da flora brasileira, especialmente troncos consumidos pelas queimadas que destroem as florestas e também é fotográfo.
  12. 12.  Aleijadinho  (Antônio Francisco Lisboa) nasceu em Vila Rica no ano de 1730 (não há registros oficiais sobre esta data). Era filho de uma escrava com um mestre-de-obras português. Iniciou sua vida artística ainda na infância, observando o trabalho de seu pai que também era entalhador.  Por volta de 40 anos de idade, começa a desenvolver uma doença degenerativa nas articulações. Não se sabe exatamente qual foi a doença, mas provavelmente pode ter sido hanseníase ou alguma doença reumática. Aos poucos, foi perdendo os movimentos dos pés e mãos. Pedia a um ajudante para amarrar as ferramentas em seus punhos para poder esculpir e entalhar. Demonstra um esforço fora do comum para continuar com sua arte. Mesmo com todas as limitações, continua trabalhando na construção de igrejas e altares nas cidades de Minas Gerais.  Na fase anterior a doença, suas obras são marcadas pelo equilíbrio, harmonia e serenidade. São desta época a Igreja São Francisco de Assis, Igreja Nossa Senhora das Mercês e Perdões (as duas na cidade de Ouro Preto).
  13. 13.  Já com a doença, Aleijadinho começa a dar um tom mais expressionista às suas obras de arte. É deste período o conjunto de esculturas Os Passos da Paixão e Os Doze Profetas, da Igreja de Bom Jesus de Matosinhos, na cidade de Congonhas do Campo. O trabalho artístico formado por 66 imagens religiosas esculpidas em madeira e 12 feitas de pedra-sabão, é considerado um dos mais importantes e representativos do barroco brasileiro.
  14. 14.  A culinária brasileira é rica, saborosa e diversificada. Cada um dos estados brasileiros tem seus pratos típicos, preparados de acordo com antigas tradições, que são transmitidas a cada geração. O significado da comida ultrapassa o simples ato de alimentar-se. São muitas as tradições que consideram a hora da refeição como semi-sagrada, de silêncio, compostura e de severidade. Manda-se respeitar a mesa e, no interior, não se comia trazendo armas, chapéu na cabeça ou então sem camisa. Comer junto é aliar-se: a palavra "companheiro" vem do latim "cum panis", de quem compartilha o pão. Entre as diversas comidas tradicionais brasileiras que merecem ser citadas, encontram-se:
  15. 15.  Região Norte  Caldeirada de tucunaré, tacacá, tapioca, pato no tucupi. De origem indígena, o tacacá é uma sopa com tapioca, camarão seco, pimenta e tucupi, nome de um molho preparado com mandioca e jambu que acompanha o pato ou o peixe. Na sobremesa, doces de castanha-do-pará e frutas típicas: açaí, cupuaçu e graviola. Bolo de macaxeira, baião-de-dois.
  16. 16.  Região Nordeste  Pratos preparados com peixes são típicos do litoral, enquanto manteiga de garrafa, carne-de-sol e charque representam o sertão. A rapadura é tradicional desde o ciclo da cana-de-açúcar, no início da colonização. A presença africana é nítida na alimentação da Bahia: vatapá, sarapatel, caruru, acarajé, abará, bobó de camarão, xinxim de galinha, moqueca de peixe. O azeite de dendê é o que diferencia e perfuma os alimentos. Entre os doces, há cocadas, quindim, baba de moça e o famoso "bolinho do estudante", feito de tapioca. No litoral de Pernambuco, são tradicionais os peixes, ensopados de camarão e casquinhas de siri. No interior do estado, a carne-de-sol e a buchada de bode ou carneiro.
  17. 17.  Região Centro-Oeste  Entre outros pratos, podem ser citados o arroz de carreteiro, o escaldado, pacu frito ou assado, peixe com mandioca, frango com guariroba, espeto, quiabo frito, pirão, caldo de piranha, dourado recheado.
  18. 18.  Região Sudeste  O tutu de feijão, a feijoada, a linguiça, carne de porco e as postas de peixe com pirão são encontradas em diversos Estados da região. No Espírito Santo, há a moqueca capixaba, preparada em panela de barro, com vários tipos de peixe e frutos do mar: marisco, siri, caranguejo, camarão, lagosta, bacalhau, palmito e a tintura de urucum. Em Minas Gerais, há diversos pratos com carne de porco, galinha ao molho pardo ou com quiabo e angu, arroz carreteiro, arroz com galinha, feijão tropeiro, tutu, couve, torresmo e farofa. O pão de queijo, de origem mineira, hoje é encontrado em várias capitais do país. Sobremesas: bolo de fubá, goiabada com queijo, doces em calda (cidra, abóbora, figo) e doce de leite. O Rio de Janeiro contribui com o picadinho de carne com quiabo e o camarão com chuchu. Em São Paulo, a culinária caipira se assemelha à de Minas, mas a colônia italiana introduziu as massas e a pizza.
  19. 19.  Região Sul  No Rio Grande do Sul, nada é mais tradicional do que o churrasco. Também devem ser mencionados o arroz-de- carreteiro e o salame de porco. O chimarrão, feito com erva- mate, tomado em cuia e bomba apropriada, é uma marca registrada do gaúcho. A colonização italiana introduziu a produção de vinho, em especial na região da Serra gaúcha. No Paraná, é comum o barreado, uma mistura de carnes, preparada em panela de barro e acompanhada de farinha de mandioca e banana. Em Santa Catarina, temos as caldeiradas de peixe e, de sobremesa, as tortas de maçã, introduzidas pela imigração alemã.
  20. 20.  O que é ?  É o conjunto das tradições, conhecimentos e crenças de um povo, que se manifesta de diversas formas...
  21. 21.  Alguns personagens folclóricos :
  22. 22.  Adivinhas : são sabedorias populares ( O que é o que é tem bico, mas não pia, e tem asa, mas não voa ?)  Lendas: são narrações orais ou escritas, que contam histórias de elementos maravilhosos ou sobre-humanos (O negrinho do pastoreio, vitória-régia)  Contos: São histórias populares contadas de pai pra filho e os autores são desconhecidos ( A festa no céu, a mulher da meia-noite)  Poesia Popular (ditados)  Frases de para-choques

×