Manoel Oliveira

360 visualizações

Publicada em

0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
360
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
27
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
2
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Manoel Oliveira

  1. 1. Autor/Realizador Manoel Oliveira Trabalho realizado por: Luís Rocha
  2. 2. Biografia Manoel de Oliveira, de nome completoManoel Cândido Pinto de Oliveira é umcineasta português e, actualmente, o maisvelho do mundo em actividade, autor detrinta e duas longas-metragens.
  3. 3. Técnica e Equipamento• Manoel de Oliveira mantém uma dualidade entre o teatro e o cinema.• Imensa preocupação com enquadramentos, cores, para que haja assim uma harmonia ou desarmonia consoante o pretendido.• Longos planos de sequência são muito comuns nos seus filmes.
  4. 4. Portefólio Ainda jovem foi para A Guarda, naGaliza, onde frequentou um colégio dejesuítas. Admite ter sido sempre mau aluno.Dedicou-se ao atletismo, tendo sido campeãonacional de salto à vara, e atleta do SportClub do Porto.
  5. 5. Aos vinte anos vai para a escola deactores fundada no Porto por Rino Lupo(cineasta italiano). Tem então a ideia defazer uma curta-metragem sobre a faina noRio Douro — Douro, Faina Fluvial (1931), oseu primeiro filme.
  6. 6. Seria o primeiro documentário de muitosque abordariam (de um ponto de vistaetnográfico) o tema da vida marítima dacosta de Portugal.Adquiriu entretanto alguma formação técnicanos estúdios da Kodak, na Alemanha.
  7. 7. Só mais tarde, em 1942, se aventurariana ficção como realizador filma Aniki-Bobóapesar de ter sido um “fracasso comercial”que o levou, talvez por isso, a abandonaroutros projectos.Só voltaria ao cinema catorze anos depois,com O Pintor e a Cidade em 1956.
  8. 8. Chegou a passar dez dias de cadeia naPIDE por causa de alguns diálogos de umfilme que realizou (O Acto da Primavera).Manoel de Oliveira insiste em dizer que sócria filmes pelo gozo de os fazer,independente da reacção dos críticos.
  9. 9. Em 2008 completou cem anos de vida,tendo, entre outras, comemorações, sidocondecorado pelo Presidente da República, eassistido à produção de um sem número dedocumentários sobre a sua vida e obra.Centenário, dotado de uma resistência esaúde física e mental inigualáveis, é o maisvelho realizador do mundo em actividade, eainda com planos futuros.
  10. 10. “Destaque Pessoal” Douro, Faina Fluvial (1931) é um filmedocumentário mudo de Manoel de Oliveira,feito em Portugal (1930).
  11. 11. É a sua primeira obra, uma curtametragem sobre a faina da zona ribeirinha doDouro feita com meios de amador.O filme é influenciado pela estéticavanguardista do documentário soviético,praticada por Dziga Vertov (cineasta,documentarista e jornalista russo). Estéticaque Oliveira aqui adopta não como ditamesideológicos mas ao gosto pessoal, o queconfere originalidade à obra.
  12. 12. Sinopse A azáfama da zona ribeirinha da cidade doPorto é ilustrada tendo o rio Douro comopersonagem central, como pano de fundo. Homens,mulheres e crianças, gente humilde, agitam-seno confronto com ele, convergindo num só rosto.O retrato dentro de retrato dá-nos a ver olugar no tempo e o seu ambiente humano. Havendoo Douro como fundo, surge o encantamento.
  13. 13. Reflexão/Conclusão Manoel Oliveira é um digno Senhor aoqual merece a vénia de todos nós, devido aoseu trabalho e empenho na realização dassuas curtas e longas metragens.Espero que, todos nós cheguemos á idadedeste Senhor, com esta força, garra ededicação para o trabalho.
  14. 14. WEBGRAFIA• http://pt.wikipedia.org/wiki/Manoel_de_O liveira• http://pt.wikipedia.org/wiki/Douro,_Fain a_Fluvial• http://www.citi.pt/cultura/cinema/manoel _de_oliveira/douro.html

×