O slideshow foi denunciado.
Utilizamos seu perfil e dados de atividades no LinkedIn para personalizar e exibir anúncios mais relevantes. Altere suas preferências de anúncios quando desejar.

CINEMA - Parte 2 (Desenvolvimento e indústria)

3.154 visualizações

Publicada em

História do Cinema.
Como surgiu.
Seu desenvolvimento mundial.
Seu auge e inovações cinematográficas.
Ícones transformadores.
Atuação mundial e criação da indústria cinematográfica.

Publicada em: Educação
  • Seja o primeiro a comentar

CINEMA - Parte 2 (Desenvolvimento e indústria)

  1. 1. CINEMA PARTE 2 DESENVOLVIMENTO E INDÚSTRIA
  2. 2. CINEMA - DESENVOLVIMENTO E INDÚSTRIA ÉTIENNE-JULES MAREY • Nasceu em Beaune, França (1830 – 1904). • Seu trabalho foi significativo no desenvolvimento da cardiologia, da instrumentação física, da aviação, da cinematografia e da ciência da fotografia. • Estudou a circulação do ar (observou os grandes voadores). Adotou a fotografia e a desenvolveu num campo separado da cronofotografia (1880). • Ideia revolucionária de gravar as várias fases do movimento em uma única superfície fotográfica. Em 1882, registra o Vôo do pelicano. • Tentou fundir a anatomia e a fisiologia. www.mauriciomallet.com MAREY
  3. 3. CINEMA - DESENVOLVIMENTO E INDÚSTRIA VÔO DO PELICANO www.mauriciomallet.com
  4. 4. CINEMA - DESENVOLVIMENTO E INDÚSTRIA MOVIMENTO PRETENDIA FUNDIR A ANATOMIA E A FISIOLOGIA www.mauriciomallet.com
  5. 5. CINEMA - DESENVOLVIMENTO E INDÚSTRIA CRONOFOTÓGRAFO • Construído em 1882. • Instrumento capaz de produzir 12 frames por segundo, registrados numa mesma imagem. O FUZIL FOTOGRÁFICO (1882) www.mauriciomallet.com
  6. 6. CINEMA - DESENVOLVIMENTO E INDÚSTRIA MARIE-GEORGES-JEAN-MÉLIÈS • Nasceu em Paris, França (1861 - 1938). • Foi prestidigitador e caricaturista. • Criou efeitos como o Stop-action, além de utilizar filmagem em alta velocidade e múltiplas exposições. • Fez mais de 500 filmes: Joana D’Arc (1900), As viagens de Gulliver (1902), Fausto (1904). • Em A Viagem à lua (1902) usou técnicas de dupla exposição do filme (efeitos especiais inovadores). • Primeiro cineasta a usar desenhos de produção e storyboards para projetar suas cenas. • Construiu o primeiro estúdio cinematográfico da Europa (Star-Film). www.mauriciomallet.com GEORGES MÉLIÈS
  7. 7. CINEMA - DESENVOLVIMENTO E INDÚSTRIA A VIAGEM À LUA LE VOYAGE DANS LA LUNE (1902) - GEORGES MÉLIÈS www.mauriciomallet.com
  8. 8. CINEMA - DESENVOLVIMENTO E INDÚSTRIA DAVID LLEWELYN WARK GRIFFITH • Nasceu em La Grange, Kentucky (1875 - 1948). • Foi jornalista e balconista em lojas e livrarias. • Iniciou no cinema em 1908 (curta-metragens: de 15 a 18 minutos). • Em 1914, começou a dirigir filmes de longa-metragem. • É o primeiro a utilizar o close, a montagem paralela, o suspense e os movimentos de câmera. • Inovações profundas na forma de fazer cinema, considerado o criador da linguagem cinematográfica. www.mauriciomallet.com D. W. GRIFFITH
  9. 9. CINEMA - DESENVOLVIMENTO E INDÚSTRIA D. W. GRIFFITH • O Nascimento de uma Nação (1915), primeiro longa-metragem americano (base da criação da indústria cinematográfica de Hollywood). • Em Intolerância (1916), usou quatro histórias diferentes, paralelas, para conduzir sua mensagem. O NASCIMENTO DE UMA NAÇÃO (1915) E INTOLERÂNCIA (1916) www.mauriciomallet.com
  10. 10. CINEMA - DESENVOLVIMENTO E INDÚSTRIA CINEMA NO BRASIL • No Rio de Janeiro, em 8 de julho de 1896. • Iniciativa do belga, Henri Paillie. • Foram projetados oito filmetes de cerca de um minuto cada numa sala alugada do Jornal do Commercio (Rua do Ouvidor). • Um ano depois já existia uma sala fixa de cinema no Rio, Salão de Novidades Paris. www.mauriciomallet.com
  11. 11. CINEMA - DESENVOLVIMENTO E INDÚSTRIA CINEMA NO BRASIL AVENIDA RIO BRANCO (ALTURA DA RUA DO OUVIDOR E DA MIGUEL COUTO) www.mauriciomallet.com
  12. 12. CINEMA - DESENVOLVIMENTO E INDÚSTRIA CINEMA MUDO • Desde o início, inventores e produtores tentaram casar a imagem com um som sincronizado. Mas nenhuma técnica deu certo até a década de 20. • Durante 30 anos os filmes foram praticamente silenciosos, acompanhados muitas vezes de música ao vivo, outras de efeitos especiais, narração e diálogos escritos presentes entre cenas. • Destaque para Charles Chaplin. www.mauriciomallet.com
  13. 13. CINEMA - DESENVOLVIMENTO E INDÚSTRIA CHARLES SPENCER CHAPLIN • Nasceu em Londres (1889 - 1977). • Ator, diretor, produtor, humorista, empresário, escritor, comediante, dançarino, roteirista e músico. • Conhecido pela mímica e comédia pastelão. • Influência do comediante francês Max Linder. • É considerado por alguns críticos o maior artista cinematográfico de todos os tempos, e um dos "pais do cinema” juntamente com os Irmãos Lumière, Georges Méliès e D.W. Griffith. • Seu principal e mais famoso personagem foi The Tramp (O Vagabundo). www.mauriciomallet.com CHARLES CHAPLIN
  14. 14. CINEMA - DESENVOLVIMENTO E INDÚSTRIA CHARLES CHAPLIN Filmes Luzes da Cidade, Tempos Modernos, O Grande Ditador, entre outros. TEMPOS MODERNOS E O GRANDE DITADOR www.mauriciomallet.com
  15. 15. CINEMA - DESENVOLVIMENTO E INDÚSTRIA NEGÓCIO • Em 1896, Georges Méliès exibia seus filmes. • Em Life of an American Fireman de 1903, Edwin S. Porter (cameraman de Thomas Edison) usou pela primeira vez a técnica de edição de imagens. • O desenvolvimento de filmes fez crescer os nickelodeons. • Os filmes começam a crescer em duração (de 10 a 15 minutos). • Em 1906, o filme australiano The Story of the Kelly Gang foi o primeiro longa metragem (60 min.). • Em 1914 foi exibido Photo-Drama of Creation, um filme com mais de 8 horas de duração apresentado e narrado por Charles Taze Russell (primeiro filme a incluir som sincronizado e imagens coloridas). www.mauriciomallet.com
  16. 16. CINEMA - DESENVOLVIMENTO E INDÚSTRIA NEGÓCIO • D. W. Griffith conseguiu destaque com The Birth of a Nation (1915), considerado um dos filmes mais populares da época do cinema mudo e Intolerance: Love's Struggle Throughout the Ages (1916), considerado uma das grandes obras do cinema mudo. • Em 1907, os irmãos Lafitte criam os filmes de arte na França. • A Itália e França tinham o cinema mais popular e poderoso do mundo. • Com a Primeira Guerra Mundial, a indústria européia de cinema foi arrasada. • Os EUA começaram a se destacar. • Alguns produtores independentes migraram de Nova York à costa oeste para um pequeno povoado chamado Hollywoodland (Griffith) - condições ideais para filmagem. Nascia a chamada "Meca do Cinema”. www.mauriciomallet.com
  17. 17. CINEMA - DESENVOLVIMENTO E INDÚSTRIA HOLLYWOOD • O letreiro foi construído em 1923 para promover um programa imobiliário na época, Hollywoodland. • O painel foi comprado em 1939 e no contrato, tiraram a terminação Land, para refletir sua nova função (cinematográfica). LETREIRO DE HOLLYWOOD www.mauriciomallet.com
  18. 18. CINEMA - DESENVOLVIMENTO E INDÚSTRIA HOLLYWOOD • Foram fundados os mais importantes estúdios de cinema (Fox, Universal, Paramount) controlados por Daryl Zanuck, Samuel Bronston, Samuel Goldwyn, Louis Meyer…. Fundem as empresas (Joint Venture): 20th Century Fox (da antiga Fox) e Metro Goldwyn Meyer. • Os estúdios encontram diretores e atores, nascia o star system, sistema de promoção de estrelas (ideologias e pensamentos de Hollywood). • Destacam-se nesta época comédias de Charlie Chaplin e Buster Keaton, aventuras de Douglas Fairbanks e romances de Clara Bow. • O próprio Charles Chaplin e Douglas Fairbanks junto a Mary Pickford e DW Griffith criaram a United Artist para desafiar o poder dos grandes estúdios. www.mauriciomallet.com
  19. 19. CINEMA - DESENVOLVIMENTO E INDÚSTRIA CINEMA NO MUNDO • Na França, os cineastas entre 1919 e 1929 criaram um estilo chamado de Cinema Impressionista Francês ou Cinema de Vanguarda. Jean Renoir ajudou a construir outra escola de cinema, o Realismo Poético Francês. • Na Alemanha surgiu o expressionismo alemão com destaque para os filmes, O gabinete do Dr. Caligari (1920), Nosferatu e Phantom ambos de 1922. • Na Espanha surgiu o cinema surrealista - Um Cão Andaluz (1928) do diretor Luis Buñuel. • Na Rússia, o cineasta Serguei Eisenstein criou uma nova técnica de montagem (intelectual / dialética), destaque para O Encouraçado Potemkin de 1925. • O dinamarquês Carl Theodor Dreyer roda Le Passion de Jeanne D’arc (filme mudo de 1928). www.mauriciomallet.com
  20. 20. CINEMA - DESENVOLVIMENTO E INDÚSTRIA A ERA DO SOM • O uso do som fez com que o cinema se diversificasse nos gêneros. Dessa nova tecnologia nascia o musical e algumas comédias (comédia musical). • A Warner Brothers introduziu, em 1926, o sistema de som Vitaphone (gravação de som sobre um disco). • Em 1927 lançou The Jazz Singer (primeiro musical na história do cinema - diálogos e cantorias sincronizados aliados a partes sem som). • Em 1928 o filme The Lights of New York, se tornaria o primeiro filme com som totalmente sincronizado. www.mauriciomallet.com
  21. 21. CINEMA - DESENVOLVIMENTO E INDÚSTRIA A ERA DO SOM THE JAZZ SINGER E THE LIGHTS OF NEW YORK (WARNER) www.mauriciomallet.com
  22. 22. CINEMA - DESENVOLVIMENTO E INDÚSTRIA A ERA DO SOM • O sistema Vitaphone foi substituído por outros sistemas, Movietone da Fox, DeForest Phonofilm e Photophone da RCA (sistema de som no próprio filme). • O Beijo (1929) protagonizado pela atriz sueca Greta Garbo, foi o último filme mudo da MGM e o último da história de Hollywood, com exceção de Chaplin: Luzes da Cidade e Tempos Modernos. • No final de 1929, o cinema de Hollywood era quase totalmente falado. No resto do mundo, a transição foi mais lenta. Grandes lançamentos de filmes falados: Blackmail de Alfred Hitchcock (o primeiro filme inglês falado), Applause de Rouben Mamoulian (musical em preto e branco) e Chinatown Nights de William Wellman. • Em 1929 foi criado o prêmio Oscar (Prêmios da Academia). www.mauriciomallet.com
  23. 23. CINEMA - DESENVOLVIMENTO E INDÚSTRIA ANOS 30 • Os filmes históricos ou bíblicos na maioria das vezes caminhavam juntos. Destaque para: Os dez mandamentos (1923), Rei dos Reis (1932) e Cleópatra (1934). • Os filmes de gangsters se tornaram populares: Little Caesar e The Public Enemy (1931). Forte influência pelo Expressionismo Europeu. • O gênero ficção científica se desenvolveu com a produção de clássicos como Drácula (Bela Lugosi) e Frankenstein (Boris Karloff) ambos de 1931. • Duplo sentido com conotações sexuais de Mae West em She Done Him Wrong (1933). • Comédia anárquica sem sentido dos Irmãos Marx. www.mauriciomallet.com
  24. 24. CINEMA - DESENVOLVIMENTO E INDÚSTRIA ANOS 30 • Em 1939 os maiores êxitos do cinema foram O Maravilhoso Mágico de Oz e o E o vento levou. • Na Itália foi criada a Cinecittà por ordem de Mussolini (1937). • Na América Latina destacam-se os atores Cantinflas (México) e Carmem Miranda (Luso-brasileira) que estréia no filme "Alô, Alô Carnaval" (1936), mas somente conseguiria sucesso internacional atuando em Hollywood. www.mauriciomallet.com
  25. 25. CINEMA - DESENVOLVIMENTO E INDÚSTRIA ANOS 40 • A Segunda Guerra Mundial fez com que a Inglaterra e Estados Unidos produzissem vários filmes com apelo patriota (propaganda de guerra). No final da guerra haviam filmes anti-nazistas. Destaque para Casablanca (1943) com Humphrey Bogart. • No começo da década, o diretor Orson Welles lançou o filme Cidadão Kane com inovações nos ângulos de filmagem e narrativa não linear. • Em 1946, o diretor Frank Capra lançou o filme It's a wonderful life. www.mauriciomallet.com
  26. 26. CINEMA - DESENVOLVIMENTO E INDÚSTRIA ANOS 40 • Em 1947, o Comitê de Segurança dos Estados Unidos fez a primeira lista negra de Hollywood (acusou 10 diretores e escritores de propaganda comunista). • Na Itália nascia o Neo-realismo como reação ao cinema fascista do regime de Mussolini. Buscava a máxima naturalidade, com atores não profissionais, iluminação natural e com uma forte crítica social. Inaugura o gênero com Roma, cidade aberta (1945). www.mauriciomallet.com
  27. 27. CINEMA - DESENVOLVIMENTO E INDÚSTRIA ANOS 50 • O Comitê de Segurança (Censura) amplia a lista negra (diretores, atores e escritores, inclusive Charles Chaplin). • O início da década de 50 marcou para a chanchada brasileira uma enorme reviravolta. Embora a Atlântida tenha se consagrado na década anterior como uma das mais fortes indústrias cinematográficas do país, suas produções ainda eram um tanto desleixadas. • Os filmes 3D duraram pouco tempo (1952 a 1954), destaque para o filme House of Wax (1953). • O cineasta Akira Kurosawa projeta o cinema japonês com os filmes Rashomon e Shichinin no Samurai. www.mauriciomallet.com
  28. 28. CINEMA - DESENVOLVIMENTO E INDÚSTRIA ANOS 50 • No final da década surgiu, na França, o movimento Nouvelle Vague. • Marilyn Monroe se destaca como atriz e símbolo sexual feminino nas obras de Billy Wilder em The Seven Year Itch (1955) e Some Like it Hot (1959). • O cinema da Índia era produzido em grande escala. Em 1955 ganhou reconhecimento internacional com o filme Pather Panchali (A canção do caminho). • O cineasta sueco Ingmar Bergman ganha projeção internacional como um dos maiores cineastas de todos os tempos com as obras-primas Det Sjunde Inseglet e Smultronstället (1957). • Alfred Hitchcock lança Vertigo (um dos maiores êxitos do cinema). www.mauriciomallet.com
  29. 29. CINEMA - DESENVOLVIMENTO E INDÚSTRIA ANOS 60 • O sistema Hollywood entra em declínio. Muitas produções passaram a ser feitas em Pinewood Studios na Inglaterra e Cinecittà na Itália. • Mary Poppins (1964) da Walt Disney Productions, My Fair Lady e The Sound of Music (1965) foram alguns dos filmes americanos mais rentáveis da década. • O diretor John Cassavetes inicia o novo rumo do cinema americano com a produção independente e orçamento reduzido. • Na França o destaque ficou para Jules e Jim de François Truffaut (1962). • Na Itália foi o filme La dolce Vita de Federico Fellini (1960). • Na Inglaterra o destaque para a série de filmes de 007, Dr. No (1962). • Na América Latina o maior destaque vai para a Argentina (Fernando Solanas). www.mauriciomallet.com
  30. 30. www.mauriciomallet.com

×