SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 10
Sociologia
Aluna: Ana Clara James Zacarias da Rocha
CAPITALISMO
INDUSTRIAL
(INDUSTRIALISMO
)
O que é Capitalismo industrial?
O capitalismo industrial (ou industrialismo) foi o segundo estágio do
capitalismo, surgindo na Inglaterra no século XVIII com o advento da
Revolução Industrial.
O capitalismo industrial substituiu o modelo comercial vigente na
Europa desde o século XV. Antes a economia girava em torno de
práticas mercantilistas de compra, venda e troca de especiarias, metais
e produtos agrícolas. Com o processo de industrialização, a economia
foi dominada pela produção em massa e a indústria se tornou o
principal setor econômico.
CONTEXTO
HISTÓRICO DO
CAPITALISMO
INDUSTRIAL
O sistema econômico capitalista foi fortemente afetado pelos
avanços tecnológicos iniciados na Inglaterra no século XVIII.
Durante o período, o processo de fabricação manual passou a ser
substituído por maquinários a vapor e ferramentas automatizadas.
A mudança de paradigmas de produção trazidos pela Revolução
Industrial afetou todos os aspectos da vida na Europa, e
posteriormente no mundo. Através dela houve grande
crescimento populacional, aumento da média de salários e
melhoria da qualidade de vida.
Inevitavelmente, a Revolução Industrial acarretou um impacto
irreversível na economia com o aumento exponencial da produção
de mercadorias e do mercado consumidor. De forma natural, a
indústria se tornou o setor mais lucrativo e, consequentemente, o
novo panorama do capitalismo.
CARACTERÍSTICAS
DO CAPITALISMO
INDUSTRIAL
As características do capitalismo industrial foram as consequências
dos avanços tecnológicos por meios de produção, sendo alguns
deles:
1. Industrialização dos meios de produção;
2. Aumento significativo da produtividade;
3. Mecanização e surgimento de novas tecnologias;
4. Invenção e aprimoramento de meios de transporte;
5. Fortalecimento de relações internacionais por meio do
comércio;
6. Intensificação da globalização e do imperialismo;
7. Divisão social do trabalho;
8. Trabalho assalariado e aumento da média salarial;
9. Aumento da desigualdade social (por conta da concentração de
renda nas mãos da burguesia, dona dos meios de produção.
CAPITALISMO
INDUSTRIAL NO
BRASIL
O capitalismo industrial só passou a se estabelecer no Brasil
no século XIX, quando os efeitos da Revolução Industrial
atingiram o país.
O capitalismo industrial brasileiro se manifestou
primeiramente no estado de São Paulo, quando a crise do
café forçou os produtores a investir fortemente na indústria.
Esse investimento se espalhou para outros setores
alimentícios, bem como para a indústria têxtil,
transformando a região sudeste no polo industrial do país.
Aí você deve se perguntar, quais as consequências que o
capitalismo industrial trouxe para o Brasil? Pode citar entre
elas:
1. extensão das áreas de plantio;
2. introdução de máquinas no processo de produção
nacional;
3. valorização perante o cenário internacional;
4. diminuição da dependência brasileira em relação a
produtos importados;
5. surgimento das primeiras rodovias no país;
6. aumento do número de imigrantes;
7. crescimento dos centros urbanos e do êxodo rural.

Mais conteúdo relacionado

Semelhante a capitalismo industrial

Definições de industrias
Definições de industriasDefinições de industrias
Definições de industriasc20144
 
CAPITALISMO, RIQUEZA E POBRREZA - EJA INICIAL.pdf
CAPITALISMO, RIQUEZA E POBRREZA - EJA INICIAL.pdfCAPITALISMO, RIQUEZA E POBRREZA - EJA INICIAL.pdf
CAPITALISMO, RIQUEZA E POBRREZA - EJA INICIAL.pdfMARCELACARNEIROGOMES
 
Aula 11 rev. industrial e socialismo
Aula 11   rev. industrial e socialismoAula 11   rev. industrial e socialismo
Aula 11 rev. industrial e socialismoJonatas Carlos
 
DO ARTESANATO À INDÚSTRIA.pdf
DO ARTESANATO À INDÚSTRIA.pdfDO ARTESANATO À INDÚSTRIA.pdf
DO ARTESANATO À INDÚSTRIA.pdfHenrique Pontes
 
C3 portugal na segunda metade do século xix (1ª parte)
C3   portugal na segunda metade do século xix (1ª parte)C3   portugal na segunda metade do século xix (1ª parte)
C3 portugal na segunda metade do século xix (1ª parte)Carlos Vaz
 
Induastrialização brasiledira 2
Induastrialização brasiledira 2Induastrialização brasiledira 2
Induastrialização brasiledira 2Euna Machado
 
Revolução industrial atividade revisão
Revolução industrial   atividade revisãoRevolução industrial   atividade revisão
Revolução industrial atividade revisãoCarlos Zaranza
 
Revolução industrial ricardo carvalho
Revolução industrial   ricardo carvalhoRevolução industrial   ricardo carvalho
Revolução industrial ricardo carvalhoCristiane81
 
A IndustrializaçãO Do Brasil Atividade 1º Va
A IndustrializaçãO Do Brasil Atividade 1º VaA IndustrializaçãO Do Brasil Atividade 1º Va
A IndustrializaçãO Do Brasil Atividade 1º VaProfMario De Mori
 
Capitalismo Industrial
Capitalismo IndustrialCapitalismo Industrial
Capitalismo IndustrialIvanilson Lima
 
www.AulasEnsinoMedio.com.br - Geografia - Globalização
www.AulasEnsinoMedio.com.br - Geografia - Globalizaçãowww.AulasEnsinoMedio.com.br - Geografia - Globalização
www.AulasEnsinoMedio.com.br - Geografia - GlobalizaçãoAulasEnsinoMedio
 
Revolução industrial Diego 19.07
Revolução industrial Diego 19.07Revolução industrial Diego 19.07
Revolução industrial Diego 19.07PIBIDSolondeLucena
 
Revolução Industrial e o Espaço Geografico
Revolução Industrial e o Espaço GeograficoRevolução Industrial e o Espaço Geografico
Revolução Industrial e o Espaço GeograficoGabriel Siqueira
 
Industria no Brasil 7 ano fundamental.pptx
Industria no  Brasil 7 ano fundamental.pptxIndustria no  Brasil 7 ano fundamental.pptx
Industria no Brasil 7 ano fundamental.pptxanacardoso258774
 
7º ano aula 05 Industrialização Brasileira (2).pptx
7º ano aula 05 Industrialização Brasileira (2).pptx7º ano aula 05 Industrialização Brasileira (2).pptx
7º ano aula 05 Industrialização Brasileira (2).pptxMoissProfGeo
 

Semelhante a capitalismo industrial (20)

Definições de industrias
Definições de industriasDefinições de industrias
Definições de industrias
 
CAPITALISMO, RIQUEZA E POBRREZA - EJA INICIAL.pdf
CAPITALISMO, RIQUEZA E POBRREZA - EJA INICIAL.pdfCAPITALISMO, RIQUEZA E POBRREZA - EJA INICIAL.pdf
CAPITALISMO, RIQUEZA E POBRREZA - EJA INICIAL.pdf
 
Atividade 2 - 9º ano gabaritada
Atividade 2 - 9º ano gabaritadaAtividade 2 - 9º ano gabaritada
Atividade 2 - 9º ano gabaritada
 
Aula 11 rev. industrial e socialismo
Aula 11   rev. industrial e socialismoAula 11   rev. industrial e socialismo
Aula 11 rev. industrial e socialismo
 
DO ARTESANATO À INDÚSTRIA.pdf
DO ARTESANATO À INDÚSTRIA.pdfDO ARTESANATO À INDÚSTRIA.pdf
DO ARTESANATO À INDÚSTRIA.pdf
 
C3 portugal na segunda metade do século xix (1ª parte)
C3   portugal na segunda metade do século xix (1ª parte)C3   portugal na segunda metade do século xix (1ª parte)
C3 portugal na segunda metade do século xix (1ª parte)
 
Industrialização
IndustrializaçãoIndustrialização
Industrialização
 
Revolucao industrial
Revolucao industrialRevolucao industrial
Revolucao industrial
 
Induastrialização brasiledira 2
Induastrialização brasiledira 2Induastrialização brasiledira 2
Induastrialização brasiledira 2
 
Revolução industrial atividade revisão
Revolução industrial   atividade revisãoRevolução industrial   atividade revisão
Revolução industrial atividade revisão
 
Revolução industrial ricardo carvalho
Revolução industrial   ricardo carvalhoRevolução industrial   ricardo carvalho
Revolução industrial ricardo carvalho
 
A IndustrializaçãO Do Brasil Atividade 1º Va
A IndustrializaçãO Do Brasil Atividade 1º VaA IndustrializaçãO Do Brasil Atividade 1º Va
A IndustrializaçãO Do Brasil Atividade 1º Va
 
Capitalismo Industrial
Capitalismo IndustrialCapitalismo Industrial
Capitalismo Industrial
 
www.AulasEnsinoMedio.com.br - Geografia - Globalização
www.AulasEnsinoMedio.com.br - Geografia - Globalizaçãowww.AulasEnsinoMedio.com.br - Geografia - Globalização
www.AulasEnsinoMedio.com.br - Geografia - Globalização
 
Revolução industrial Diego 19.07
Revolução industrial Diego 19.07Revolução industrial Diego 19.07
Revolução industrial Diego 19.07
 
Revolução Industrial e o Espaço Geografico
Revolução Industrial e o Espaço GeograficoRevolução Industrial e o Espaço Geografico
Revolução Industrial e o Espaço Geografico
 
Revolução industrial
Revolução industrialRevolução industrial
Revolução industrial
 
Industria no Brasil 7 ano fundamental.pptx
Industria no  Brasil 7 ano fundamental.pptxIndustria no  Brasil 7 ano fundamental.pptx
Industria no Brasil 7 ano fundamental.pptx
 
7º ano aula 05 Industrialização Brasileira (2).pptx
7º ano aula 05 Industrialização Brasileira (2).pptx7º ano aula 05 Industrialização Brasileira (2).pptx
7º ano aula 05 Industrialização Brasileira (2).pptx
 
Revolução Industrial 2020
Revolução Industrial 2020Revolução Industrial 2020
Revolução Industrial 2020
 

Último

Baladão sobre Variação Linguistica para o spaece.pptx
Baladão sobre Variação Linguistica para o spaece.pptxBaladão sobre Variação Linguistica para o spaece.pptx
Baladão sobre Variação Linguistica para o spaece.pptxacaciocarmo1
 
Dança Contemporânea na arte da dança primeira parte
Dança Contemporânea na arte da dança primeira parteDança Contemporânea na arte da dança primeira parte
Dança Contemporânea na arte da dança primeira partecoletivoddois
 
Currículo escolar na perspectiva da educação inclusiva.pdf
Currículo escolar na perspectiva da educação inclusiva.pdfCurrículo escolar na perspectiva da educação inclusiva.pdf
Currículo escolar na perspectiva da educação inclusiva.pdfIedaGoethe
 
geografia 7 ano - relevo, altitude, topos do mundo
geografia 7 ano - relevo, altitude, topos do mundogeografia 7 ano - relevo, altitude, topos do mundo
geografia 7 ano - relevo, altitude, topos do mundonialb
 
Slide de exemplo sobre o Sítio do Pica Pau Amarelo.pptx
Slide de exemplo sobre o Sítio do Pica Pau Amarelo.pptxSlide de exemplo sobre o Sítio do Pica Pau Amarelo.pptx
Slide de exemplo sobre o Sítio do Pica Pau Amarelo.pptxconcelhovdragons
 
As Viagens Missionária do Apostolo Paulo.pptx
As Viagens Missionária do Apostolo Paulo.pptxAs Viagens Missionária do Apostolo Paulo.pptx
As Viagens Missionária do Apostolo Paulo.pptxAlexandreFrana33
 
A Inteligência Artificial na Educação e a Inclusão Linguística
A Inteligência Artificial na Educação e a Inclusão LinguísticaA Inteligência Artificial na Educação e a Inclusão Linguística
A Inteligência Artificial na Educação e a Inclusão LinguísticaFernanda Ledesma
 
19 de abril - Dia dos povos indigenas brasileiros
19 de abril - Dia dos povos indigenas brasileiros19 de abril - Dia dos povos indigenas brasileiros
19 de abril - Dia dos povos indigenas brasileirosMary Alvarenga
 
Slides Lição 3, Betel, Ordenança para congregar e prestar culto racional, 2Tr...
Slides Lição 3, Betel, Ordenança para congregar e prestar culto racional, 2Tr...Slides Lição 3, Betel, Ordenança para congregar e prestar culto racional, 2Tr...
Slides Lição 3, Betel, Ordenança para congregar e prestar culto racional, 2Tr...LuizHenriquedeAlmeid6
 
PPT _ Módulo 3_Direito Comercial_2023_2024.pdf
PPT _ Módulo 3_Direito Comercial_2023_2024.pdfPPT _ Módulo 3_Direito Comercial_2023_2024.pdf
PPT _ Módulo 3_Direito Comercial_2023_2024.pdfAnaGonalves804156
 
Aula - 2º Ano - Cultura e Sociedade - Conceitos-chave
Aula - 2º Ano - Cultura e Sociedade - Conceitos-chaveAula - 2º Ano - Cultura e Sociedade - Conceitos-chave
Aula - 2º Ano - Cultura e Sociedade - Conceitos-chaveaulasgege
 
Empreendedorismo: O que é ser empreendedor?
Empreendedorismo: O que é ser empreendedor?Empreendedorismo: O que é ser empreendedor?
Empreendedorismo: O que é ser empreendedor?MrciaRocha48
 
Slides Lição 4, CPAD, Como se Conduzir na Caminhada, 2Tr24.pptx
Slides Lição 4, CPAD, Como se Conduzir na Caminhada, 2Tr24.pptxSlides Lição 4, CPAD, Como se Conduzir na Caminhada, 2Tr24.pptx
Slides Lição 4, CPAD, Como se Conduzir na Caminhada, 2Tr24.pptxLuizHenriquedeAlmeid6
 
Noções de Orçamento Público AFO - CNU - Aula 1 - Alunos.pdf
Noções de Orçamento Público AFO - CNU - Aula 1 - Alunos.pdfNoções de Orçamento Público AFO - CNU - Aula 1 - Alunos.pdf
Noções de Orçamento Público AFO - CNU - Aula 1 - Alunos.pdfdottoor
 
Recurso Casa das Ciências: Sistemas de Partículas
Recurso Casa das Ciências: Sistemas de PartículasRecurso Casa das Ciências: Sistemas de Partículas
Recurso Casa das Ciências: Sistemas de PartículasCasa Ciências
 
Investimentos. EDUCAÇÃO FINANCEIRA 8º ANO
Investimentos. EDUCAÇÃO FINANCEIRA 8º ANOInvestimentos. EDUCAÇÃO FINANCEIRA 8º ANO
Investimentos. EDUCAÇÃO FINANCEIRA 8º ANOMarcosViniciusLemesL
 
HORA DO CONTO3_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
HORA DO CONTO3_BECRE D. CARLOS I_2023_2024HORA DO CONTO3_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
HORA DO CONTO3_BECRE D. CARLOS I_2023_2024Sandra Pratas
 
Apostila da CONQUISTA_ para o 6ANO_LP_UNI1.pptx
Apostila da CONQUISTA_ para o 6ANO_LP_UNI1.pptxApostila da CONQUISTA_ para o 6ANO_LP_UNI1.pptx
Apostila da CONQUISTA_ para o 6ANO_LP_UNI1.pptxIsabelaRafael2
 
O guia definitivo para conquistar a aprovação em concurso público.pdf
O guia definitivo para conquistar a aprovação em concurso público.pdfO guia definitivo para conquistar a aprovação em concurso público.pdf
O guia definitivo para conquistar a aprovação em concurso público.pdfErasmo Portavoz
 
v19n2s3a25.pdfgcbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbb
v19n2s3a25.pdfgcbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbv19n2s3a25.pdfgcbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbb
v19n2s3a25.pdfgcbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbyasminlarissa371
 

Último (20)

Baladão sobre Variação Linguistica para o spaece.pptx
Baladão sobre Variação Linguistica para o spaece.pptxBaladão sobre Variação Linguistica para o spaece.pptx
Baladão sobre Variação Linguistica para o spaece.pptx
 
Dança Contemporânea na arte da dança primeira parte
Dança Contemporânea na arte da dança primeira parteDança Contemporânea na arte da dança primeira parte
Dança Contemporânea na arte da dança primeira parte
 
Currículo escolar na perspectiva da educação inclusiva.pdf
Currículo escolar na perspectiva da educação inclusiva.pdfCurrículo escolar na perspectiva da educação inclusiva.pdf
Currículo escolar na perspectiva da educação inclusiva.pdf
 
geografia 7 ano - relevo, altitude, topos do mundo
geografia 7 ano - relevo, altitude, topos do mundogeografia 7 ano - relevo, altitude, topos do mundo
geografia 7 ano - relevo, altitude, topos do mundo
 
Slide de exemplo sobre o Sítio do Pica Pau Amarelo.pptx
Slide de exemplo sobre o Sítio do Pica Pau Amarelo.pptxSlide de exemplo sobre o Sítio do Pica Pau Amarelo.pptx
Slide de exemplo sobre o Sítio do Pica Pau Amarelo.pptx
 
As Viagens Missionária do Apostolo Paulo.pptx
As Viagens Missionária do Apostolo Paulo.pptxAs Viagens Missionária do Apostolo Paulo.pptx
As Viagens Missionária do Apostolo Paulo.pptx
 
A Inteligência Artificial na Educação e a Inclusão Linguística
A Inteligência Artificial na Educação e a Inclusão LinguísticaA Inteligência Artificial na Educação e a Inclusão Linguística
A Inteligência Artificial na Educação e a Inclusão Linguística
 
19 de abril - Dia dos povos indigenas brasileiros
19 de abril - Dia dos povos indigenas brasileiros19 de abril - Dia dos povos indigenas brasileiros
19 de abril - Dia dos povos indigenas brasileiros
 
Slides Lição 3, Betel, Ordenança para congregar e prestar culto racional, 2Tr...
Slides Lição 3, Betel, Ordenança para congregar e prestar culto racional, 2Tr...Slides Lição 3, Betel, Ordenança para congregar e prestar culto racional, 2Tr...
Slides Lição 3, Betel, Ordenança para congregar e prestar culto racional, 2Tr...
 
PPT _ Módulo 3_Direito Comercial_2023_2024.pdf
PPT _ Módulo 3_Direito Comercial_2023_2024.pdfPPT _ Módulo 3_Direito Comercial_2023_2024.pdf
PPT _ Módulo 3_Direito Comercial_2023_2024.pdf
 
Aula - 2º Ano - Cultura e Sociedade - Conceitos-chave
Aula - 2º Ano - Cultura e Sociedade - Conceitos-chaveAula - 2º Ano - Cultura e Sociedade - Conceitos-chave
Aula - 2º Ano - Cultura e Sociedade - Conceitos-chave
 
Empreendedorismo: O que é ser empreendedor?
Empreendedorismo: O que é ser empreendedor?Empreendedorismo: O que é ser empreendedor?
Empreendedorismo: O que é ser empreendedor?
 
Slides Lição 4, CPAD, Como se Conduzir na Caminhada, 2Tr24.pptx
Slides Lição 4, CPAD, Como se Conduzir na Caminhada, 2Tr24.pptxSlides Lição 4, CPAD, Como se Conduzir na Caminhada, 2Tr24.pptx
Slides Lição 4, CPAD, Como se Conduzir na Caminhada, 2Tr24.pptx
 
Noções de Orçamento Público AFO - CNU - Aula 1 - Alunos.pdf
Noções de Orçamento Público AFO - CNU - Aula 1 - Alunos.pdfNoções de Orçamento Público AFO - CNU - Aula 1 - Alunos.pdf
Noções de Orçamento Público AFO - CNU - Aula 1 - Alunos.pdf
 
Recurso Casa das Ciências: Sistemas de Partículas
Recurso Casa das Ciências: Sistemas de PartículasRecurso Casa das Ciências: Sistemas de Partículas
Recurso Casa das Ciências: Sistemas de Partículas
 
Investimentos. EDUCAÇÃO FINANCEIRA 8º ANO
Investimentos. EDUCAÇÃO FINANCEIRA 8º ANOInvestimentos. EDUCAÇÃO FINANCEIRA 8º ANO
Investimentos. EDUCAÇÃO FINANCEIRA 8º ANO
 
HORA DO CONTO3_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
HORA DO CONTO3_BECRE D. CARLOS I_2023_2024HORA DO CONTO3_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
HORA DO CONTO3_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
 
Apostila da CONQUISTA_ para o 6ANO_LP_UNI1.pptx
Apostila da CONQUISTA_ para o 6ANO_LP_UNI1.pptxApostila da CONQUISTA_ para o 6ANO_LP_UNI1.pptx
Apostila da CONQUISTA_ para o 6ANO_LP_UNI1.pptx
 
O guia definitivo para conquistar a aprovação em concurso público.pdf
O guia definitivo para conquistar a aprovação em concurso público.pdfO guia definitivo para conquistar a aprovação em concurso público.pdf
O guia definitivo para conquistar a aprovação em concurso público.pdf
 
v19n2s3a25.pdfgcbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbb
v19n2s3a25.pdfgcbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbv19n2s3a25.pdfgcbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbb
v19n2s3a25.pdfgcbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbb
 

capitalismo industrial

  • 1. Sociologia Aluna: Ana Clara James Zacarias da Rocha
  • 3. O que é Capitalismo industrial? O capitalismo industrial (ou industrialismo) foi o segundo estágio do capitalismo, surgindo na Inglaterra no século XVIII com o advento da Revolução Industrial. O capitalismo industrial substituiu o modelo comercial vigente na Europa desde o século XV. Antes a economia girava em torno de práticas mercantilistas de compra, venda e troca de especiarias, metais e produtos agrícolas. Com o processo de industrialização, a economia foi dominada pela produção em massa e a indústria se tornou o principal setor econômico.
  • 5. O sistema econômico capitalista foi fortemente afetado pelos avanços tecnológicos iniciados na Inglaterra no século XVIII. Durante o período, o processo de fabricação manual passou a ser substituído por maquinários a vapor e ferramentas automatizadas. A mudança de paradigmas de produção trazidos pela Revolução Industrial afetou todos os aspectos da vida na Europa, e posteriormente no mundo. Através dela houve grande crescimento populacional, aumento da média de salários e melhoria da qualidade de vida. Inevitavelmente, a Revolução Industrial acarretou um impacto irreversível na economia com o aumento exponencial da produção de mercadorias e do mercado consumidor. De forma natural, a indústria se tornou o setor mais lucrativo e, consequentemente, o novo panorama do capitalismo.
  • 7. As características do capitalismo industrial foram as consequências dos avanços tecnológicos por meios de produção, sendo alguns deles: 1. Industrialização dos meios de produção; 2. Aumento significativo da produtividade; 3. Mecanização e surgimento de novas tecnologias; 4. Invenção e aprimoramento de meios de transporte; 5. Fortalecimento de relações internacionais por meio do comércio; 6. Intensificação da globalização e do imperialismo; 7. Divisão social do trabalho; 8. Trabalho assalariado e aumento da média salarial; 9. Aumento da desigualdade social (por conta da concentração de renda nas mãos da burguesia, dona dos meios de produção.
  • 9. O capitalismo industrial só passou a se estabelecer no Brasil no século XIX, quando os efeitos da Revolução Industrial atingiram o país. O capitalismo industrial brasileiro se manifestou primeiramente no estado de São Paulo, quando a crise do café forçou os produtores a investir fortemente na indústria. Esse investimento se espalhou para outros setores alimentícios, bem como para a indústria têxtil, transformando a região sudeste no polo industrial do país.
  • 10. Aí você deve se perguntar, quais as consequências que o capitalismo industrial trouxe para o Brasil? Pode citar entre elas: 1. extensão das áreas de plantio; 2. introdução de máquinas no processo de produção nacional; 3. valorização perante o cenário internacional; 4. diminuição da dependência brasileira em relação a produtos importados; 5. surgimento das primeiras rodovias no país; 6. aumento do número de imigrantes; 7. crescimento dos centros urbanos e do êxodo rural.