O lead António Granado
O lead estabelece... <ul><li>A voz  - é através do lead que o leitor percebe o tom (a voz) de toda a história que vai come...
O lead estabelece... <ul><li>A direcção  - para onde avança a história  </li></ul><ul><li>Os limites  - o que está dentro ...
O lead deve ser... <ul><li>Honesto  - O lead é um contrato com o leitor que não pode ser quebrado  </li></ul><ul><li>Simpl...
Vários tipos de lead <ul><li>Declaração directa -  Diz, de imediato, o tema do texto  </li></ul><ul><li>Episódio -  Pequen...
Vários tipos de lead <ul><li>Surpresa -  Sem enganar o leitor, o texto surpreende-o  </li></ul><ul><li>Descritivo -  Um lu...
Vários tipos de lead <ul><li>Tensão -  Um conflito  </li></ul><ul><li>Problema -  A questão, directamente  </li></ul><ul><...
<ul><li>MURRAY, Donald,  A Writer Teaches Writing , Boston, Houghton Mifflin Company, 1985.  </li></ul>
Bons exemplos da literatura <ul><li>No dia em que iam matá-lo, Santiago Nasar levantou-se às 5.30 da manhã para esperar o ...
Bons exemplos da literatura <ul><li>Era uma vez um rapaz chamado João que vivia em Chora-Que-Logo-Bebes, exígua aldeia ani...
Bons exemplos da literatura <ul><li>Mrs. Ferrars died on the night of the 16th-17th September - a Thursday. I was sent for...
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

O lead

3.986 visualizações

Publicada em

Publicada em: Educação
0 comentários
1 gostou
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
3.986
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
3.019
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
22
Comentários
0
Gostaram
1
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

O lead

  1. 1. O lead António Granado
  2. 2. O lead estabelece... <ul><li>A voz - é através do lead que o leitor percebe o tom (a voz) de toda a história que vai começar a ler </li></ul><ul><li>O tema - o conteúdo de toda a peça </li></ul><ul><li>O significado - a importância do que está escrito </li></ul><ul><li>A perspectiva - o ponto de vista do autor e a forma como deve ser lido </li></ul><ul><li>A autoridade - a autoridade do autor da peça </li></ul><ul><li>A espinha dorsal - a estrutura de todo o texto </li></ul>
  3. 3. O lead estabelece... <ul><li>A direcção - para onde avança a história </li></ul><ul><li>Os limites - o que está dentro e o que não está </li></ul><ul><li>As dimensões - o tamanho e a forma da peça </li></ul><ul><li>As proporções - o peso de cada uma das partes </li></ul><ul><li>O ritmo - a velocidade a que se vai avançar </li></ul><ul><li>O género - a estrutura tradicional em que se encaixa o texto </li></ul><ul><li>A estrutura - como é que vão ser respondidas as questões do leitor </li></ul>
  4. 4. O lead deve ser... <ul><li>Honesto - O lead é um contrato com o leitor que não pode ser quebrado </li></ul><ul><li>Simples - Não pode confundir o leitor </li></ul><ul><li>Imediato - Para prender o leitor </li></ul><ul><li>Informativo - Para que o leitor se sinta interessado </li></ul><ul><li>Marcado por uma voz - Para iniciar de imediato um diálogo com o leitor </li></ul>
  5. 5. Vários tipos de lead <ul><li>Declaração directa - Diz, de imediato, o tema do texto </li></ul><ul><li>Episódio - Pequena história ilustrativa </li></ul><ul><li>Citação - De alguém importante para o texto </li></ul><ul><li>Notícia - Quem, o quê, quando, onde, como </li></ul><ul><li>Detalhe informativo - Interessa o leitor através de um pequeno detalhe </li></ul><ul><li>Diálogo - Apresenta o conflito através da posição de duas ou mais pessoas </li></ul>
  6. 6. Vários tipos de lead <ul><li>Surpresa - Sem enganar o leitor, o texto surpreende-o </li></ul><ul><li>Descritivo - Um lugar, um processo </li></ul><ul><li>Atmosfera - Um clima, uma situação </li></ul><ul><li>Cara - Para revelar uma personagem central à história </li></ul><ul><li>Cena - Combinação de lugares, pessoas e acção </li></ul><ul><li>Primeira pessoa - Não muito utilizado, pode ajudar a cativar o leitor </li></ul>
  7. 7. Vários tipos de lead <ul><li>Tensão - Um conflito </li></ul><ul><li>Problema - A questão, directamente </li></ul><ul><li>Processo - A passagem de uma lei, a vitória num jogo, etc. </li></ul><ul><li>Pergunta retórica - Não funciona, porque muitas vezes o leitor já sabe a resposta </li></ul><ul><li>Background - Não muito eficaz </li></ul><ul><li>Introdução - Bom para artigos académicos, dificilmente funciona </li></ul>
  8. 8. <ul><li>MURRAY, Donald, A Writer Teaches Writing , Boston, Houghton Mifflin Company, 1985. </li></ul>
  9. 9. Bons exemplos da literatura <ul><li>No dia em que iam matá-lo, Santiago Nasar levantou-se às 5.30 da manhã para esperar o barco em que chegava o bispo. Gabriel García Márquez , Crónica de uma Morte Anunciada </li></ul><ul><li>Numa tarde tórrida de princípio de Julho saiu um jovem do quartito mobilado que ocupava num enorme prédio de cinco andares situado na viela S. e dirigiu-se lentamente para a Ponte K. Dostoiewski , Crime e Castigo </li></ul><ul><li>&quot;Now, what I want is, Facts. Teach these boys and girls nothing but Facts. Facts alone are wanted in life. Plant nothing else, and root out everything else. You can only form the minds of reasoning animals upon Facts: nothing else will ever be of any service to them.&quot; Charles Dickens , Hard Times </li></ul>
  10. 10. Bons exemplos da literatura <ul><li>Era uma vez um rapaz chamado João que vivia em Chora-Que-Logo-Bebes, exígua aldeia aninhada perto do Muro construído em redor da Floresta Branca onde os homens, perdidos dos enigmas da infância, haviam instalado uma espécie de Parque de Reserva de Entes Fantásticos. </li></ul><ul><li>José Gomes Ferreira , Aventuras de João Sem Medo </li></ul><ul><li>Noites e noites a fio, quase de madrugada, desenrolava-se a mesma cena: um grande automóvel preto - um carro americano de antes da guerra, talvez um De Soto dos anos trinta - parava de repente ao pé de mim. David Mourão-Ferreira , Os Amantes </li></ul><ul><li>Uma manhã, ao despertar de sonhos inquietantes, Gregor Samsa deu por si na cama transformado num gigantesco insecto. Franz Kafka , Metamorfose </li></ul>
  11. 11. Bons exemplos da literatura <ul><li>Mrs. Ferrars died on the night of the 16th-17th September - a Thursday. I was sent for at eight o’clock on the morning of Friday the 17th. There was nothing to be done. She had been dead some hours. Agatha Christie , The Murder of Roger Ackroyd </li></ul><ul><li>Era inevitável: o cheiro das amêndoas amargas recordava-lhe sempre o destino dos amores contrariados. O doutor Juvenal Urbino sentiu-o assim que entrou na casa, ainda mergulhada em penumbra (...) O refugiado antilhano, Jeremiah de Saint-Amour, (...) tinha-se posto a salvo das inquietações da memória com um defumador de cianeto de ouro. Gabriel García Márquez , Amor nos Tempos de Cólera </li></ul><ul><li>Aujourd’hui, maman est morte. Ou peut-être hier, je ne sais pas. J’ai reçu un télégramme de l’asile: «Mère décédée. Enterrement demain. Sentiments distingués.» Cela ne veut rien dire. C’était peut-être hier. Albert Camus , L’étranger </li></ul>

×