Introdução ao estudo do parágrafo no texto dissertativo -    argumentativo   Compartilhar por E-mail   Compartailhar n...
ocupar um número variado de parágrafos e apresentar características diferentes. Tudo depende do tematratado, da abordagem ...
Objetivo comunicativo:Fonte:Professor: após a leitura do texto e o preenchimento do quadro, chame a atenção para a divisão...
AvaliaçãoProfessor: peça aos alunos que se reúnam em dupla e troquem os textos produzidos na segunda etapa da aula.Solicit...
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Introdução ao estudo do parágrafo no texto dissertativo

2.239 visualizações

Publicada em

  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Introdução ao estudo do parágrafo no texto dissertativo

  1. 1. Introdução ao estudo do parágrafo no texto dissertativo - argumentativo Compartilhar por E-mail Compartailhar no Orkut 10/12/2009 Autor e Coautor(es) AutorJoseli Rezende Thomaz JUIZ DE FORA - MG Universidade Federal de Juiz de Fora Coautor(es) Maria Cristina TavelaWeitzel Estrutura Curricular Componente Modalidade / Nível de Ensino Tema Curricular Língua Língua oral e escrita: prát Ensino Fundamental Final Portuguesa escritos Educação de Jovens e Adultos - 2º Língua Linguagem escrita: leitura ciclo Portuguesa Dados da Aula O que o aluno poderá aprender com esta aula O objetivo é possibilitar a compreensão da divisão em parágrafos característica dos textos dissertativos- argumentativos, permitindo que o aluno identifique ideia núcleo, ideias secundárias e conclusão, bem como permitir o desenvolvimento de opinião sobre determinado assunto. Duração das atividades 3 horas /aula Conhecimentos prévios trabalhados pelo professor com o aluno Aulas elaboradas para alunos do 8° ano, pressupondo algum contato com textos argumentativos. Estratégias e recursos da aula Primeira etapa: Professor: inicie a aula conversando com os alunos sobre o texto dissertativo- argumentativo. Pergunte-lhes quais são os textos que circulam em nossa sociedade e que tenha como objetivo defender uma opinião, persuadir o leitor. A partir das respostas dos alunos, faça uma lista, no quadro, dos gêneros citados que possuem o tipo textual dissertativo- argumentativo. Em seguida, destaque dentre os textos mencionados, o texto que será objeto de estudo desta aula. Explique - lhes também que a estrutura desse tipo de texto compõe-se normalmente de introdução, desenvolvimento e conclusão e que cada uma dessas partes pode
  2. 2. ocupar um número variado de parágrafos e apresentar características diferentes. Tudo depende do tematratado, da abordagem escolhida e dos recursos de quem escreve.Professor: convide os alunos para fazerem a leitura do texto abaixo a fim de identificarem e compreenderem aestrutura mencionada. Peça um aluno para fazer a leitura em voz alta. Livros só mudam pessoasSinceramente, existem poucas coisas mais simples do que essa frase do poeta Mário Quintana: “Os livros nãomudam o mundo, quem muda o mundo são as pessoas. Os livros só mudam as pessoas.” Nas páginas de umlivro estão todos os caminhos, argumentos e chaves para abrir o pensamento. Então, por que se lê tão poucono Brasil? Tirando o analfabetismo, as razões esbarram em questões culturais. Entrevistei, certa vez, a escritora Ana Maria Machado, premiada na área infanto-juvenil, e pergunteicomo se consegue fazer uma criança gostar de ler. Ela respondeu: “Dando o exemplo.” Os pais levam os filhosao parque e ao cinema. Levam à livraria? Na maioria das vezes, não. Logo que a saga de Harry Potte r, de J. K. Rowling, começou a virar fenômeno mundial, muito sedebateu sobre a qualidade do best-seller baseado no bruxinho órfão. O crítico literário e escritor inglês HaroldBloom, por exemplo, disse que não adiantava ficar assanhado com o sucesso de Harry Potter porque essesadolescentes se tornariam, no futuro, no máximo, leitores de Stephen King. Mas como bem lembrou Ana MariaMachado, a amizade com os livros se faz de várias maneiras. Potter poderia levar a Marcel Proust? Sim, se oprimeiro proporcionar o prazer da leitura. Já dizia o poeta Oswald de Andrade: “A massa ainda comerá o biscoito fino que eu fabrico.” Muitotimidamente, isso acontece. Ver Espumas Flutuantes, de Castro Alves, ser vendido a dois reais – numa dessasmáquinas em que se inserem as moedas e o produto é liberado – em uma estação de metrô parece devaneio.Mas acontece: eu vi! Vai demorar muito para chegarmos às tiragens iniciais de um John Grisham, por exemplo,de quase um milhão de exemplares só nos Estados Unidos. Mas o caminho é esse: dar o exemplo e dar acesso. Eliane Lobato Istoé, São Paulo, 11 de abril de2007Professor: oriente os alunos no preenchimento do quadro abaixo, principalmente com relação ao objetivocomunicativo, pois neste momento podem surgir dúvidas, cabe uma explicação detalhada sobre a intenção daautora ao produzir o texto.1) Preencha a tabela abaixo:Título:Autor:Gênero:Tipo de Texto:Assunto:
  3. 3. Objetivo comunicativo:Fonte:Professor: após a leitura do texto e o preenchimento do quadro, chame a atenção para a divisão em parágrafosdo texto. Releia cada um dos parágrafos e solicite aos alunos que sublinhem a ideia principal de cada um. Emseguida, solicite - lhes que escrevam ao lado de cada parágrafo um breve resumo, ou melhor, a ideia central.Professor: ao final dessa tarefa apresente a definição de parágrafo. Dessa forma, os alunos terão oportunidadede perceber a relação entre o conceito de parágrafo e sua aplicação.Parágrafo: é uma unidade de texto organizada em torno de uma ideia-núcleo, que é desenvolvida por idéiassecundárias. O parágrafo pode ser formado por uma ou mais frases, sendo seu tamanho variável. No textodissertativo-argumentativo, os parágrafos devem estar todos relacionados com a tese ou ideia principal dotexto, geralmente apresentada na introdução.http://www.algosobre.com.br/redacao/texto-dissertativo-argumentativo.htmlSegunda parte:Professor: ainda com relação ao texto “Livros só mudam pessoas”, solicite aos alunos a resolução dasatividades propostas abaixo:01. Identifique, no texto lido, os parágrafos da introdução, do desenvolvimento e da conclusão.Introdução:Desenvolvimento:Conclusão:2) Sintetize, com suas palavras, a opinião da autora do texto sobre o assunto tratado.3) De acordo com Eliana Lobato, lê se pouco no Brasil não só em função do analfabetismo, mas também porquestões culturais. Explique com suas palavras uma questão cultural apresentada no texto.04) A partir da leitura do texto, construa um texto seguindo o roteiro abaixo:→ Por que, na sua opinião, de maneira geral os jovens leem pouco?→ Você acredita que a leitura imposta pela escola é necessária? Por quê?→ Que tipo de leitura poderia ser incentivada pela escola para que o jovem tivesse maior interesse pela leitura.→ Normalmente, o que você lê? Por quê?▪ Lembre-se de dar um título ao seu texto. Atente-se também para a divisão de parágrafos do seu texto:introdução, apresentação do assunto e da ideia defendida; desenvolvimento das ideias apresentadas econclusão.Professor: corrija as atividades realizadas a fim de identificar e esclarecer as dúvidas apresentadas pelosalunos.
  4. 4. AvaliaçãoProfessor: peça aos alunos que se reúnam em dupla e troquem os textos produzidos na segunda etapa da aula.Solicite que cada aluno identifique no texto do colega os parágrafos da introdução, do desenvolvimento e daconclusão. Caso essa estrutura não esteja bem definida, o aluno deverá propor uma nova divisão de parágrafospara o texto do colega. Após as observações feitas, a dupla deve destrocar os textos, cada um reler o seupróprio texto e reescrevê-lo de acordo com as orientações dada

×