Motivando para a Carreira Profissional 01

897 visualizações

Publicada em

Publicada em: Indústria automotiva
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
897
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
465
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
11
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Motivando para a Carreira Profissional 01

  1. 1. RICARDO LAUB JR.EMPREENDEDOR Pós - graduado pela Universidade deCuiabá – UNIC. Atualmente DOCENTE NÍVEL SUPERIOR dasFaculdades Integradas do Instituto Cuiabano de Educação,Instrutor SENAC/Varejo, Diretor Vice Presidente e Fundadorda AGENCIAUTO/MT - Há 24 anos no comercio varejista deveículos novos e usados e a 7 anos como PALESTRANTE ECONSULTOR Comercial e Administrativo de empresas do setorAutomobilístico e ESTUDANTE DE HISTÓRIA na UFMT.
  2. 2. Um éaquele capaz e que avalia, efrente a umadeterminada situação, tomandoprovidências proporcionais àgravidade dos fatos ocorridos
  3. 3. Um Esta COM OS DIASCONTADOS DESDE O DIA QUE NASCEU...
  4. 4. Um sabe que VIDA ÉDURA...
  5. 5. Um sabe que VIDA ÉDURA...
  6. 6. Um sabe que VIDA ÉDURA...
  7. 7. Um sabe que VIDA ÉDURA...
  8. 8. Um sabe que VIDA ÉDURA...
  9. 9. Um sabe que VIDA ÉDURA...
  10. 10. Baseado no Trabalho “Gestão de Pessoas porCompetências no Ambiente”, AulaNet, Luís Henrique Rajae Gabaglia Mitchell.
  11. 11. Conceitos de CompetênciasBaseado no Trabalho “Gestão de Pessoas porCompetências no Ambiente”, AulaNet, Luís Henrique Rajae Gabaglia Mitchell.
  12. 12. Conceitos de CompetênciasTer Competência é semobilizar de formacorreta, rápida, pertinentee criativa através deMÚLTIPLOS RECURSOSCOGNITIVOS* parasolucionar um problemade uma família desituações análogas.(Perrenoud [2000])Baseado no Trabalho “Gestão de Pessoas porCompetências no Ambiente”, AulaNet, Luís Henrique Rajae Gabaglia Mitchell.
  13. 13. Conceitos de Competências * (saberes, informações, valores,atitudes, habilidades, inteligências,esquemas de percepção, deavaliação e de raciocínio)Baseado no Trabalho “Gestão de Pessoas porCompetências no Ambiente”, AulaNet, Luís Henrique Rajae Gabaglia Mitchell.Ter Competência é semobilizar de formacorreta, rápida, pertinentee criativa através deMÚLTIPLOS RECURSOSCOGNITIVOS* parasolucionar um problemade uma família desituações análogas.(Perrenoud [2000])
  14. 14. Conceitos de Competências * (saberes, informações, valores,atitudes, habilidades, inteligências,esquemas de percepção, deavaliação e de raciocínio)O termo pode ser sumarizado comoum SABER AGIR RESPONSÁVEL ERECONHECIDO, que implica mobilizar,integrar e transferir conhecimentos,recursos e habilidades para agregarvalor econômico à organização e valorsocial ao indivíduoBaseado no Trabalho “Gestão de Pessoas porCompetências no Ambiente”, AulaNet, Luís Henrique Rajae Gabaglia Mitchell.Ter Competência é semobilizar de formacorreta, rápida, pertinentee criativa através deMÚLTIPLOS RECURSOSCOGNITIVOS* parasolucionar um problemade uma família desituações análogas.(Perrenoud [2000])
  15. 15. Qualificação reflete COMOUMA PESSOA SE DECLARA(novato, perito etc.) em relaçãoà Competência
  16. 16. A dimensão Interesse MEDE APREDISPOSIÇÃO DE UM INDIVÍDUO PARAATIVIDADES que envolvam a competência emquestão. Nisto se busca reconhecer que sercompetente é antes de tudo estar interessadoem exercer sua competência na prática.
  17. 17. A dimensão existe para REPRESENTAR O ESTOQUEDE CONHECIMENTOS QUE A PESSOA ADQUIRIU NOMUNDO EXTERIOR, como em cursos de graduação,seminários, etc. ou mesmo a título de experiênciaprofissional.
  18. 18. QUALIFICAÇÃO reflete COMOUMA PESSOA SE DECLARA(novato, perito etc.) em relaçãoà CompetênciaA dimensão PERFORMACE existe para REPRESENTARO ESTOQUE DE CONHECIMENTOS QUE A PESSOAADQUIRIU NO MUNDO EXTERIOR, como em cursosde graduação, seminários, etc. ou mesmo a título deexperiência profissional.A dimensão INTERESSE MEDE APREDISPOSIÇÃO DE UM INDIVÍDUO PARAATIVIDADES que envolvam a competência emquestão. Nisto se busca reconhecer que sercompetente é antes de tudo estar interessadoem exercer sua competência na prática.
  19. 19. Qualificação reflete COMOUMA PESSOA SE DECLARA(novato, perito etc.) em relaçãoà CompetênciaA dimensão existe para REPRESENTAR O ESTOQUEDE CONHECIMENTOS QUE A PESSOA ADQUIRIU NOMUNDO EXTERIOR, como em cursos de graduação,seminários, etc. ou mesmo a título de experiênciaprofissional.A dimensão Interesse MEDE APREDISPOSIÇÃO DE UM INDIVÍDUO PARAATIVIDADES que envolvam a competência emquestão. Nisto se busca reconhecer que sercompetente é antes de tudo estar interessadoem exercer sua competência na prática.
  20. 20. Atitudes, ramificadas em seusdiversos valores, são a base quenutre o conhecimento.Figura 1 - Analogia entre uma Árvore e as dimensões de uma Competência.
  21. 21. Atitudes, ramificadas em seusdiversos valores, são a base quenutre o conhecimento.Figura 1 - Analogia entre uma Árvore e as dimensões de uma Competência.RAÍZES correspondem às ATITUDES, aos valores, crenças eprincípios cujo manejo no contexto do ambiente deTRABALHO IRÃO DETERMINAR O GRAU DEENVOLVIMENTO E COMPROMETIMENTO DAS PESSOAScom os projetos da organização.
  22. 22. Conhecimento, uma rede deinformações inter-conectadassegundo a visão de cada pessoaAtitudes, ramificadas em seusdiversos valores, são a base quenutre o conhecimento.Figura 1 - Analogia entre uma Árvore e as dimensões de uma Competência.
  23. 23. Resultados, manifestação palpável doconhecimento em diversas formas,sejam folhas, flores ou frutosConhecimento, uma rede deinformações inter-conectadassegundo a visão de cada pessoaAtitudes, ramificadas em seusdiversos valores, são a base quenutre o conhecimento.Figura 1 - Analogia entre uma Árvore e as dimensões de uma Competência.
  24. 24. Resultados, manifestação palpável doconhecimento em diversas formas,sejam folhas, flores ou frutosConhecimento, uma rede deinformações inter-conectadassegundo a visão de cada pessoaAtitudes, ramificadas em seusdiversos valores, são a base quenutre o conhecimento.As RAÍZES FIXAM e alimentam o Conhecimento, que,como tronco da árvore, DÁ SUSTENTAÇÃO ÀS SUASFOLHAS, FLORES E FRUTOS, os quais, por sua vez,representam o RESULTADO DA HABILIDADE de alguémquando posta em práticaBaseado no Trabalho “Gestão de Pessoas porCompetências no Ambiente”, AulaNet, Luís Henrique Rajae Gabaglia Mitchell.
  25. 25. CONHECIMENTO EDESENVOLVIMENTOETIMOLOGIAEPISTEMOLOGIASEMIÓTICAMETODOLOGIACARTESIANAONTOLOGIA
  26. 26. CONHECIMENTO EDESENVOLVIMENTOETIMOLOGIAEPISTEMOLOGIASEMIÓTICAMETODOLOGIACARTESIANAONTOLOGIA
  27. 27. CONHECIMENTO EDESENVOLVIMENTOETIMOLOGIAETIMOLOGIA É a parteda gramática que trata da história ouorigem das palavras e da explicação dosignificado de palavras através da análisedos elementos que as constituem.É o estudo da composição dos vocábulos edas regras de sua evolução histórica.
  28. 28. CONHECIMENTO EDESENVOLVIMENTOETIMOLOGIAEPISTEMOLOGIASEMIÓTICAMETODOLOGIACARTESIANAONTOLOGIA
  29. 29. EPISTEMOLOGIA (do grego [episteme] -ciência; [logos] - estudo de), também chamadade TEORIA DO CONHECIMENTO, éo ramo da filosofia que trata da natureza,das origens e da VALIDADE DOCONHECIMENTO. Entre as principaisquestões debatidas pela epistemologiadestacam-se:O que é o conhecimento?Como obtemos conhecimento?CONHECIMENTO EDESENVOLVIMENTOEPISTEMOLOGIA
  30. 30. CONHECIMENTO EDESENVOLVIMENTOETIMOLOGIAEPISTEMOLOGIASEMIÓTICAMETODOLOGIACARTESIANAONTOLOGIA
  31. 31. A SEMIÓTICA Literalmente, "atécnica dos sinais"), é a ciência geraldos signos e da semioseque estudatodos os fenômenos culturais como sefossem sistemas sígnicos, isto é,SISTEMAS DE SIGNIFICAÇÃO. CONHECIMENTO EDESENVOLVIMENTOSEMIÓTICA
  32. 32. CONHECIMENTO EDESENVOLVIMENTOETIMOLOGIAEPISTEMOLOGIASEMIÓTICAMETODOLOGIACARTESIANAONTOLOGIA
  33. 33. O método seria um instrumento, quebem manejado levaria o homem àverdade. Esse método CONSISTE EMACEITAR APENAS AQUILO QUE ÉCERTO E IRREFUTÁVEL econseqüentemente eliminar todo oconhecimento inseguro ou sujeito acontrovérsias.O objetivo de Descartes era de abrangernuma perspectiva de conjunto unitário eclaro, todos os problemas propostos ainvestigação cientifica.CONHECIMENTO EDESENVOLVIMENTOMETODOLOGIACARTESIANA
  34. 34. CONHECIMENTO EDESENVOLVIMENTOETIMOLOGIAEPISTEMOLOGIASEMIÓTICAMETODOLOGIACARTESIANAONTOLOGIA
  35. 35. ONTOLOGIA (em grego ontos e logoi,"conhecimento do ser") é a parte dafilosofia que trata da NATUREZA DOSER, da realidade, DA EXISTÊNCIADOS ENTES e das questões metafísicasem geral. A ontologia trata do ser enquantoser, isto é, do ser concebido como tendouma natureza comum que é inerente atodos e a cada um dos seres.CONHECIMENTO EDESENVOLVIMENTOONTOLOGIA
  36. 36. CONHECIMENTO EDESENVOLVIMENTOETIMOLOGIAEPISTEMOLOGIASEMIÓTICAMETODOLOGIACARTESIANAONTOLOGIA

×