SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 16
ABSOLUTISMO
Prof. Vagner Roberto
Arujá, 2015
ABSOLUTISMO
Sistema político onde o Regente, legitimado
pelo titulo de Rei, possui poderes totais sobre o
modo de governar e sobre as legislações
vigentes em leis e decretos.
JUSTIFICATIVAS IDEOLOGICAS:
Jean Bodin
• TEORIA DO DIREITO DIVINO DOS REIS;
• DEFESA DO CATOLICISMO (CAÇA A
HEREGES);
• CONSIDERADO UM DOS IDEALIZADORES
DAS CIENCIAS POLITICAS SOB A TUTELA
DO DIREITO ROMANO.
JUSTIFICATIVAS IDEOLOGICAS:
Thomas Hobbes
• Autor de “Leviatã”, onde trata sobre a
necessidade da existência dos governos
através de um acordo chamado
“contrato social”;
• Defende a soberania do Rei sobre os
demais homens pelo caráter legitimador
da posição social e pela vontade do
povo;
• Para Hobbes, a Monarquia Absoluta é
aceita consensualmente pelo povo.
JUSTIFICATIVAS IDEOLOGICAS:
Hugo Grotius
• Um dos precursores do Direito
Internacional;
• Defensor ferrenho das doutrinas
ligadas a legitimação do poder real;
• Acreditava que o Absolutismo levaria
os Reinos Europeus a paz.
Cenário Político do Século XVII:
Espanha
• A Espanha perde hegemonia nas colônias devido a
derrotas pelos ingleses;
FILIPE II
Cenário Político do Século XVII:
França
Na França, a unificação religiosa entre o Estado francês e os
Calvinistas consolida a monarquia;
HENRIQUE III HENRIQUE IV
Cenário Político do Século XVII:
França
Na Inglaterra, a expansão marinha inglesa e a
colonização da América aumentam os poderes reais.
HENRIQUE VIII ELISABETH I
ESTUDO DE CASO:
LUIS XIV DA FRANÇA, O “REI SOL”
JUVENTUDE
Teve papel importante na
legitimação da França no
final da Guerra dos 30 anos
INICIO DO REINADO
• Assume o governo aos 16 anos;
• Encontra um Estado falido;
• Coloca como Ministros intelectuais
e burgueses
• Patrocina as artes e o luxo da
nobreza
FALANDO EM LUXO...
GUERRAS E CONFLITOS
• Conseguiu estabilizar
relações com a Espanha e
os Germânicos
• Moveu combates contra os
Países Baixos, o que abriu
precedente para outros
reinos se libertarem
NÚMEROS DO REINADO
• REINOU DE 1661 a 1715 (54 ANOS)
• UM CASAMENTO
• 17 AMANTES
• NENHUM HERDEIRO DIRETO
• GRANDE DÍVIDA PÚBLICA
• AS ARTES E A CULTURA FRANCESA COMEÇAM
A SE TORNAR “MODA” NA EUROPA
LIÇÃO DE CASA
• PEGUEM SEU IRMÃO MAIS NOVO, VISTAM ELE
DE MENINA E POSTEM A FOTO NO FACEBOOK
• SOMENTE PARA OS RAPAZES: FAÇAM UMA
CAMINHADA USANDO SALTO ALTO PARA
ENTENDEREM O QUE AS MULHERES PASSAM
PARA PARACEREM MAIS ALTAS.

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Iluminismo e despotismo esclarecido
Iluminismo e despotismo esclarecido  Iluminismo e despotismo esclarecido
Iluminismo e despotismo esclarecido Fatima Freitas
 
Luís XIV e o Absolutismo
Luís XIV e o AbsolutismoLuís XIV e o Absolutismo
Luís XIV e o AbsolutismoJoanaRitaSilva
 
A europa dos parlamentos holanda
A europa dos parlamentos  holandaA europa dos parlamentos  holanda
A europa dos parlamentos holandaCarla Teixeira
 
Resumo sobre a a matéria (Um século de mudanças, o século xviii) de 8ºano.
Resumo sobre a a matéria (Um século de mudanças, o século xviii) de 8ºano. Resumo sobre a a matéria (Um século de mudanças, o século xviii) de 8ºano.
Resumo sobre a a matéria (Um século de mudanças, o século xviii) de 8ºano. HizqeelMajoka
 
Iluminismo e a indepedência dos eua
Iluminismo e a indepedência dos euaIluminismo e a indepedência dos eua
Iluminismo e a indepedência dos euaProfdaltonjunior
 
Poder, política e estado
Poder, política e estadoPoder, política e estado
Poder, política e estadoOrnatos Boêmio
 
Propostas iluministas, despotismo esclarecido e ação de Marquês de Pombal his...
Propostas iluministas, despotismo esclarecido e ação de Marquês de Pombal his...Propostas iluministas, despotismo esclarecido e ação de Marquês de Pombal his...
Propostas iluministas, despotismo esclarecido e ação de Marquês de Pombal his...200166754
 
História Geral - Idade Moderna - Iluminismo, Despotismo Esclarecido, Revoluçã...
História Geral - Idade Moderna - Iluminismo, Despotismo Esclarecido, Revoluçã...História Geral - Idade Moderna - Iluminismo, Despotismo Esclarecido, Revoluçã...
História Geral - Idade Moderna - Iluminismo, Despotismo Esclarecido, Revoluçã...Marco Aurélio Gondim
 
4 04 construção da modernidade europeia
4 04 construção da modernidade europeia4 04 construção da modernidade europeia
4 04 construção da modernidade europeiaVítor Santos
 
A Europa dos Parlamentos: sociedade e poder político
A Europa dos Parlamentos: sociedade e poder políticoA Europa dos Parlamentos: sociedade e poder político
A Europa dos Parlamentos: sociedade e poder políticoSusana Simões
 

Mais procurados (20)

Absolutismo
AbsolutismoAbsolutismo
Absolutismo
 
Iluminismo e despotismo esclarecido
Iluminismo e despotismo esclarecido  Iluminismo e despotismo esclarecido
Iluminismo e despotismo esclarecido
 
Luís XIV e o Absolutismo
Luís XIV e o AbsolutismoLuís XIV e o Absolutismo
Luís XIV e o Absolutismo
 
Os teóricos do absolutismo
Os teóricos do absolutismoOs teóricos do absolutismo
Os teóricos do absolutismo
 
A europa dos parlamentos holanda
A europa dos parlamentos  holandaA europa dos parlamentos  holanda
A europa dos parlamentos holanda
 
Aula 8
Aula 8Aula 8
Aula 8
 
Resumo sobre a a matéria (Um século de mudanças, o século xviii) de 8ºano.
Resumo sobre a a matéria (Um século de mudanças, o século xviii) de 8ºano. Resumo sobre a a matéria (Um século de mudanças, o século xviii) de 8ºano.
Resumo sobre a a matéria (Um século de mudanças, o século xviii) de 8ºano.
 
Iluminismo e a indepedência dos eua
Iluminismo e a indepedência dos euaIluminismo e a indepedência dos eua
Iluminismo e a indepedência dos eua
 
O iluminismo e despotismo esclarecido
O iluminismo e despotismo esclarecidoO iluminismo e despotismo esclarecido
O iluminismo e despotismo esclarecido
 
Estado absolutista
Estado absolutistaEstado absolutista
Estado absolutista
 
Absolutismo
AbsolutismoAbsolutismo
Absolutismo
 
Poder, política e estado
Poder, política e estadoPoder, política e estado
Poder, política e estado
 
Propostas iluministas, despotismo esclarecido e ação de Marquês de Pombal his...
Propostas iluministas, despotismo esclarecido e ação de Marquês de Pombal his...Propostas iluministas, despotismo esclarecido e ação de Marquês de Pombal his...
Propostas iluministas, despotismo esclarecido e ação de Marquês de Pombal his...
 
Aula 4
Aula 4Aula 4
Aula 4
 
História Geral - Idade Moderna - Iluminismo, Despotismo Esclarecido, Revoluçã...
História Geral - Idade Moderna - Iluminismo, Despotismo Esclarecido, Revoluçã...História Geral - Idade Moderna - Iluminismo, Despotismo Esclarecido, Revoluçã...
História Geral - Idade Moderna - Iluminismo, Despotismo Esclarecido, Revoluçã...
 
O despotismo esclarecido
O despotismo esclarecidoO despotismo esclarecido
O despotismo esclarecido
 
2˚ano iluminismo
2˚ano iluminismo2˚ano iluminismo
2˚ano iluminismo
 
2º ano - iluminismo
2º ano -  iluminismo2º ano -  iluminismo
2º ano - iluminismo
 
4 04 construção da modernidade europeia
4 04 construção da modernidade europeia4 04 construção da modernidade europeia
4 04 construção da modernidade europeia
 
A Europa dos Parlamentos: sociedade e poder político
A Europa dos Parlamentos: sociedade e poder políticoA Europa dos Parlamentos: sociedade e poder político
A Europa dos Parlamentos: sociedade e poder político
 

Semelhante a Absolutismo

Absolutismo e mercantilismo tmp
Absolutismo e mercantilismo tmpAbsolutismo e mercantilismo tmp
Absolutismo e mercantilismo tmpPéricles Penuel
 
Absolutismo 2014
Absolutismo   2014Absolutismo   2014
Absolutismo 2014Zeze Silva
 
Apresentação o absolutismo ou antigo regi me
Apresentação o absolutismo ou antigo regi meApresentação o absolutismo ou antigo regi me
Apresentação o absolutismo ou antigo regi mePéricles Penuel
 
Absolutismo Monárquico e Iluminismo
Absolutismo Monárquico e IluminismoAbsolutismo Monárquico e Iluminismo
Absolutismo Monárquico e IluminismoValéria Shoujofan
 
Absolutismo e Mercantilismo - 7º Ano (2016)
Absolutismo e Mercantilismo - 7º Ano (2016)Absolutismo e Mercantilismo - 7º Ano (2016)
Absolutismo e Mercantilismo - 7º Ano (2016)Nefer19
 
Absolutismo e Mercantilismo - 7º Ano (2017)
Absolutismo e Mercantilismo - 7º Ano (2017)Absolutismo e Mercantilismo - 7º Ano (2017)
Absolutismo e Mercantilismo - 7º Ano (2017)Nefer19
 
História 11ºano ( matéria do 1º período)
 História 11ºano ( matéria do 1º período) História 11ºano ( matéria do 1º período)
História 11ºano ( matéria do 1º período)Andreia Pacheco
 
Revoluções Francesa, Inglesa e Industrial
Revoluções Francesa, Inglesa e IndustrialRevoluções Francesa, Inglesa e Industrial
Revoluções Francesa, Inglesa e IndustrialRivea Leal
 
Absolutismo regio -_leitura_suplementar
Absolutismo regio -_leitura_suplementarAbsolutismo regio -_leitura_suplementar
Absolutismo regio -_leitura_suplementarAna Cristina F
 
revolucoes-atecomunismo-110713164905-phpapp02 (1).ppt
revolucoes-atecomunismo-110713164905-phpapp02 (1).pptrevolucoes-atecomunismo-110713164905-phpapp02 (1).ppt
revolucoes-atecomunismo-110713164905-phpapp02 (1).pptADILSONRODRIGUESDASI5
 
Absolutismo Bernoulli Live
Absolutismo Bernoulli Live Absolutismo Bernoulli Live
Absolutismo Bernoulli Live CarlosNazar1
 
Implantação e Ideais Republicanos
Implantação e Ideais Republicanos Implantação e Ideais Republicanos
Implantação e Ideais Republicanos Michele Pó
 
Filósofos Iluministas
Filósofos IluministasFilósofos Iluministas
Filósofos IluministasEuniceCarmo
 

Semelhante a Absolutismo (20)

Absolutismo e mercantilismo tmp
Absolutismo e mercantilismo tmpAbsolutismo e mercantilismo tmp
Absolutismo e mercantilismo tmp
 
Absolutismo 2014
Absolutismo   2014Absolutismo   2014
Absolutismo 2014
 
Apresentação o absolutismo ou antigo regi me
Apresentação o absolutismo ou antigo regi meApresentação o absolutismo ou antigo regi me
Apresentação o absolutismo ou antigo regi me
 
Estado Moderno
Estado ModernoEstado Moderno
Estado Moderno
 
Absolutismo
AbsolutismoAbsolutismo
Absolutismo
 
Absolutismo Monárquico e Iluminismo
Absolutismo Monárquico e IluminismoAbsolutismo Monárquico e Iluminismo
Absolutismo Monárquico e Iluminismo
 
Absolutismo e Mercantilismo - 7º Ano (2016)
Absolutismo e Mercantilismo - 7º Ano (2016)Absolutismo e Mercantilismo - 7º Ano (2016)
Absolutismo e Mercantilismo - 7º Ano (2016)
 
Absolutismo e Mercantilismo - 7º Ano (2017)
Absolutismo e Mercantilismo - 7º Ano (2017)Absolutismo e Mercantilismo - 7º Ano (2017)
Absolutismo e Mercantilismo - 7º Ano (2017)
 
História 11ºano ( matéria do 1º período)
 História 11ºano ( matéria do 1º período) História 11ºano ( matéria do 1º período)
História 11ºano ( matéria do 1º período)
 
Revoluções Francesa, Inglesa e Industrial
Revoluções Francesa, Inglesa e IndustrialRevoluções Francesa, Inglesa e Industrial
Revoluções Francesa, Inglesa e Industrial
 
A Era das Revoluções
A Era das RevoluçõesA Era das Revoluções
A Era das Revoluções
 
Absolutismo regio -_leitura_suplementar
Absolutismo regio -_leitura_suplementarAbsolutismo regio -_leitura_suplementar
Absolutismo regio -_leitura_suplementar
 
Resumo o iluminismo
Resumo   o iluminismoResumo   o iluminismo
Resumo o iluminismo
 
revolucoes-atecomunismo-110713164905-phpapp02 (1).ppt
revolucoes-atecomunismo-110713164905-phpapp02 (1).pptrevolucoes-atecomunismo-110713164905-phpapp02 (1).ppt
revolucoes-atecomunismo-110713164905-phpapp02 (1).ppt
 
Apresentação Sociedade de Ordens
Apresentação Sociedade de Ordens Apresentação Sociedade de Ordens
Apresentação Sociedade de Ordens
 
Absolutismo Bernoulli Live
Absolutismo Bernoulli Live Absolutismo Bernoulli Live
Absolutismo Bernoulli Live
 
Implantação e Ideais Republicanos
Implantação e Ideais Republicanos Implantação e Ideais Republicanos
Implantação e Ideais Republicanos
 
República
RepúblicaRepública
República
 
Filósofos Iluministas
Filósofos IluministasFilósofos Iluministas
Filósofos Iluministas
 
Absolutismo
AbsolutismoAbsolutismo
Absolutismo
 

Mais de Vagner Roberto

História e representações brinquedos
História e representações brinquedosHistória e representações brinquedos
História e representações brinquedosVagner Roberto
 
Regime militar brasileiro
Regime militar brasileiroRegime militar brasileiro
Regime militar brasileiroVagner Roberto
 
Esparta e o militarismo grego
Esparta e o militarismo gregoEsparta e o militarismo grego
Esparta e o militarismo gregoVagner Roberto
 
Civilização grega ii
Civilização grega iiCivilização grega ii
Civilização grega iiVagner Roberto
 
Colonização portuguesa
Colonização portuguesaColonização portuguesa
Colonização portuguesaVagner Roberto
 
Colonização americana
Colonização americanaColonização americana
Colonização americanaVagner Roberto
 
Segundo reinado (1840 – 1889)
Segundo reinado (1840 – 1889)Segundo reinado (1840 – 1889)
Segundo reinado (1840 – 1889)Vagner Roberto
 
Movimentos sociais e politicos da europa no século
Movimentos sociais e politicos da europa no séculoMovimentos sociais e politicos da europa no século
Movimentos sociais e politicos da europa no séculoVagner Roberto
 
Guerra civil americana
Guerra civil americanaGuerra civil americana
Guerra civil americanaVagner Roberto
 
Guerra fria e a cultura
Guerra fria e a culturaGuerra fria e a cultura
Guerra fria e a culturaVagner Roberto
 
A corrida armamentista
A corrida armamentistaA corrida armamentista
A corrida armamentistaVagner Roberto
 
Revolução industrial inglesa
Revolução industrial inglesaRevolução industrial inglesa
Revolução industrial inglesaVagner Roberto
 
Movimentos sociais e politicos da europa no século
Movimentos sociais e politicos da europa no séculoMovimentos sociais e politicos da europa no século
Movimentos sociais e politicos da europa no séculoVagner Roberto
 
Primeiro período vargas (1930 1945)
Primeiro período vargas (1930  1945)Primeiro período vargas (1930  1945)
Primeiro período vargas (1930 1945)Vagner Roberto
 

Mais de Vagner Roberto (20)

História e representações brinquedos
História e representações brinquedosHistória e representações brinquedos
História e representações brinquedos
 
Período helenístico
Período helenísticoPeríodo helenístico
Período helenístico
 
Regime militar brasileiro
Regime militar brasileiroRegime militar brasileiro
Regime militar brasileiro
 
Esparta e o militarismo grego
Esparta e o militarismo gregoEsparta e o militarismo grego
Esparta e o militarismo grego
 
Civilização grega ii
Civilização grega iiCivilização grega ii
Civilização grega ii
 
Civilização grega i
Civilização grega iCivilização grega i
Civilização grega i
 
Colonização portuguesa
Colonização portuguesaColonização portuguesa
Colonização portuguesa
 
Colonização americana
Colonização americanaColonização americana
Colonização americana
 
Segundo reinado (1840 – 1889)
Segundo reinado (1840 – 1889)Segundo reinado (1840 – 1889)
Segundo reinado (1840 – 1889)
 
Movimentos sociais e politicos da europa no século
Movimentos sociais e politicos da europa no séculoMovimentos sociais e politicos da europa no século
Movimentos sociais e politicos da europa no século
 
Guerra civil americana
Guerra civil americanaGuerra civil americana
Guerra civil americana
 
O fim da guerra fria
O fim da guerra friaO fim da guerra fria
O fim da guerra fria
 
Guerra fria e a cultura
Guerra fria e a culturaGuerra fria e a cultura
Guerra fria e a cultura
 
A corrida espacial
A corrida espacialA corrida espacial
A corrida espacial
 
A corrida armamentista
A corrida armamentistaA corrida armamentista
A corrida armamentista
 
Revolução industrial inglesa
Revolução industrial inglesaRevolução industrial inglesa
Revolução industrial inglesa
 
Revolução francesa
Revolução francesaRevolução francesa
Revolução francesa
 
Era napoleónica
Era napoleónicaEra napoleónica
Era napoleónica
 
Movimentos sociais e politicos da europa no século
Movimentos sociais e politicos da europa no séculoMovimentos sociais e politicos da europa no século
Movimentos sociais e politicos da europa no século
 
Primeiro período vargas (1930 1945)
Primeiro período vargas (1930  1945)Primeiro período vargas (1930  1945)
Primeiro período vargas (1930 1945)
 

Absolutismo

  • 2. ABSOLUTISMO Sistema político onde o Regente, legitimado pelo titulo de Rei, possui poderes totais sobre o modo de governar e sobre as legislações vigentes em leis e decretos.
  • 3. JUSTIFICATIVAS IDEOLOGICAS: Jean Bodin • TEORIA DO DIREITO DIVINO DOS REIS; • DEFESA DO CATOLICISMO (CAÇA A HEREGES); • CONSIDERADO UM DOS IDEALIZADORES DAS CIENCIAS POLITICAS SOB A TUTELA DO DIREITO ROMANO.
  • 4. JUSTIFICATIVAS IDEOLOGICAS: Thomas Hobbes • Autor de “Leviatã”, onde trata sobre a necessidade da existência dos governos através de um acordo chamado “contrato social”; • Defende a soberania do Rei sobre os demais homens pelo caráter legitimador da posição social e pela vontade do povo; • Para Hobbes, a Monarquia Absoluta é aceita consensualmente pelo povo.
  • 5. JUSTIFICATIVAS IDEOLOGICAS: Hugo Grotius • Um dos precursores do Direito Internacional; • Defensor ferrenho das doutrinas ligadas a legitimação do poder real; • Acreditava que o Absolutismo levaria os Reinos Europeus a paz.
  • 6. Cenário Político do Século XVII: Espanha • A Espanha perde hegemonia nas colônias devido a derrotas pelos ingleses; FILIPE II
  • 7. Cenário Político do Século XVII: França Na França, a unificação religiosa entre o Estado francês e os Calvinistas consolida a monarquia; HENRIQUE III HENRIQUE IV
  • 8. Cenário Político do Século XVII: França Na Inglaterra, a expansão marinha inglesa e a colonização da América aumentam os poderes reais. HENRIQUE VIII ELISABETH I
  • 9. ESTUDO DE CASO: LUIS XIV DA FRANÇA, O “REI SOL”
  • 10. JUVENTUDE Teve papel importante na legitimação da França no final da Guerra dos 30 anos
  • 11. INICIO DO REINADO • Assume o governo aos 16 anos; • Encontra um Estado falido; • Coloca como Ministros intelectuais e burgueses • Patrocina as artes e o luxo da nobreza
  • 13.
  • 14. GUERRAS E CONFLITOS • Conseguiu estabilizar relações com a Espanha e os Germânicos • Moveu combates contra os Países Baixos, o que abriu precedente para outros reinos se libertarem
  • 15. NÚMEROS DO REINADO • REINOU DE 1661 a 1715 (54 ANOS) • UM CASAMENTO • 17 AMANTES • NENHUM HERDEIRO DIRETO • GRANDE DÍVIDA PÚBLICA • AS ARTES E A CULTURA FRANCESA COMEÇAM A SE TORNAR “MODA” NA EUROPA
  • 16. LIÇÃO DE CASA • PEGUEM SEU IRMÃO MAIS NOVO, VISTAM ELE DE MENINA E POSTEM A FOTO NO FACEBOOK • SOMENTE PARA OS RAPAZES: FAÇAM UMA CAMINHADA USANDO SALTO ALTO PARA ENTENDEREM O QUE AS MULHERES PASSAM PARA PARACEREM MAIS ALTAS.