SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 14
Hades dominava o reino
dos mortos, um lugar onde
só imperava a tristeza.
Conseguiu esse domínio
através de uma luta contra
os titãs, que Poseidon,
Zeus, ele e suas irmãs
venceram. Assim Poseidon
ficou com o domínio dos
mares, Zeus ficou com o
céu e a Terra e Hades com
o domínio das profundezas.
Era um deus quieto e
seu eu nome quase
nunca era
pronunciado, pois
tinham medo, para isso
usavam outros nomes
como o de Plutão. Um
deus muito temido,
pois no seu mundo
sempre havia espaço
para as almas.
 Muitos acham que Hades é
deus do inferno, mas estão
totalmente enganados, pois
Hades é deus do submundo,
todos os mortos vão para
Hades (Hades também era o
nome do mundo de Hades)
sejam bons ou maus, agora
em Hades os mortos são
julgados por 3 juízes: Minos
que normalmente tinha o voto
decisivo, Éaco que julgava os
mortos europeus e
Radamanto julgava as almas
asiáticas,
 Nem Hades ousava
interferir em suas
decisões, exceto em
raríssimas ocasiões, os
juízes não eram deuses,
eram mortais mortos
que tinham um grande
senso de justiça, eles
decidiam se os
condenados iam para o
Érebo , o Tártaroos (quem
ia para o Tártaro tinha
uma punição específica)
ou campos elísisos.
 Seu mundo era dividido em
três partes: o Érebo onde as
almas ficavam para ser julgadas
pra receber seus castigos ou
então suas recompensas; a
parte do Tártaro que era a mais
profunda região onde os titãs
ficavam aprisionados e
Os Campos Elísios um lugar
oposto do Tártaro Nos Campos
Elísios, os homens virtuosos
repousavam dignamente após
a morte, rodeados por
paisagens verdes e floridas,
dançando e se divertindo noite
e dia, descrição semelhante
ao céu dos cristãos
 Hades se apaixonou
por Perséfone filha de
Zeus com Deméter e a
pediu em casamento, Zeus
sem antes perguntar a
Deméter deixou os dois se
casarem, Hades
impaciente como sempre
surgiu da terra e raptou
ela para Hades onde fez
de Perséfone sua rainha,
Mas Perséfone recusou comer qualquer coisa, assim foi
definhando, a mãe de Perséfone (Deméter) junto com
Hermes, foi buscar sua filha, mas como os dois eram
casados fizeram um acordo, que ela ia ficar 6 meses com
Hades depois 6 meses com a mãe, depois mais 6 meses
com Hades e assim ia indo, quando ela ficava com os pais
se tornava a linda e eterna adolescente Coré e quando
voltava para Hades se tornava a verdadeira Perséfone.
Deméter
Além das sombras e almas encontradas em seus domínios,
era também cuidadosamente vigiado pelo Cérbero que era
seu cão de três cabeças e cauda de Dragão. Era conhecido
como hospitaleiro, pois nos seus domínios sempre tinha lugar
para mais uma alma. O deus quase nunca deixava seus
domínios para se preocupar com assuntos do mundo
superior, fez isso duas vezes quando foi raptar sua esposa e a
outra quando foi para o Olimpo se curar de uma ferida feita
por Heracles.
 Caronte o barqueiro de
Hades, responsável por
levar as almas dos recém-
mortos para o outro lado,
atravessando os rios Estige
e Aqueronte, que dividiam
o mundo dos vivos e o
mundo dos mortos. Era
filho de Nix, a noite.
Uma moeda para pagá-lo
pelo trajeto, geralmente
um danake, era por vezes
colocado dentro ou sobre a
boca dos cadáveres, para
poder pagar a tarefa.
 Hades tinha o poder de
restituir a vida de um
homem, mas fez isso
poucas vezes e a maioria
delas a pedido de sua
esposa. Também
conhecido como o
Invisível, pois com a ajuda
do seu capacete que o
protege de todos os
olhares. Este capacete
também foi usado por
outros heróis
como Atena e Perseu.
Mito - O homem que desafiou Hades
Mito - Hades e o canto de Orfeu
 Alunos:
• Marcílio Beijamim
• Gabriel Vínicius
• Matheus Vínicius
• Matheus Wallace
• Carlos Henrique
• Alisson Lucas
• Arthur Lorron
• Wesley Victor

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Mais procurados (20)

A mulher na idade média
A mulher na idade médiaA mulher na idade média
A mulher na idade média
 
Capitães da Areia - JORGE AMADO
Capitães da Areia - JORGE AMADOCapitães da Areia - JORGE AMADO
Capitães da Areia - JORGE AMADO
 
Os doze trabalhos de hércules
Os doze trabalhos de hérculesOs doze trabalhos de hércules
Os doze trabalhos de hércules
 
Mitologia grega
Mitologia gregaMitologia grega
Mitologia grega
 
Botticelli – o nascimento de vénus
Botticelli – o nascimento de vénusBotticelli – o nascimento de vénus
Botticelli – o nascimento de vénus
 
O essencial f. pessoa e heterónimos
O essencial   f. pessoa e heterónimosO essencial   f. pessoa e heterónimos
O essencial f. pessoa e heterónimos
 
Tuaregues
TuareguesTuaregues
Tuaregues
 
Mitologia grega .
Mitologia grega . Mitologia grega .
Mitologia grega .
 
Júlio dinis biografia e fotos
Júlio dinis biografia e fotosJúlio dinis biografia e fotos
Júlio dinis biografia e fotos
 
Jorge Amado Capitaes De Areia
Jorge Amado Capitaes De AreiaJorge Amado Capitaes De Areia
Jorge Amado Capitaes De Areia
 
O que é a arte (1)
O que é a arte (1)O que é a arte (1)
O que é a arte (1)
 
Religião egipcia
Religião egipciaReligião egipcia
Religião egipcia
 
A mulher da idade media
A mulher da idade mediaA mulher da idade media
A mulher da idade media
 
Esquema_Problema_Mal
Esquema_Problema_MalEsquema_Problema_Mal
Esquema_Problema_Mal
 
Aphrodite
AphroditeAphrodite
Aphrodite
 
Frei Luís de Souza - 2ª A - 2011
Frei Luís de Souza  -  2ª A - 2011Frei Luís de Souza  -  2ª A - 2011
Frei Luís de Souza - 2ª A - 2011
 
Mito e mitologia
Mito e mitologiaMito e mitologia
Mito e mitologia
 
Fernão lopes e Gil vicente
Fernão lopes e Gil vicenteFernão lopes e Gil vicente
Fernão lopes e Gil vicente
 
Cem Anos de Solidão - Personagens
Cem Anos de Solidão - PersonagensCem Anos de Solidão - Personagens
Cem Anos de Solidão - Personagens
 
Os deuses gregos e a origem dos mitos
 Os deuses gregos e a origem dos mitos Os deuses gregos e a origem dos mitos
Os deuses gregos e a origem dos mitos
 

Destaque (16)

Hades "Deus do Submundo"
Hades "Deus do Submundo"Hades "Deus do Submundo"
Hades "Deus do Submundo"
 
Hades
HadesHades
Hades
 
Hades
HadesHades
Hades
 
O mito de Perséfone
O mito de PerséfoneO mito de Perséfone
O mito de Perséfone
 
O mito de perséfone
O mito de perséfoneO mito de perséfone
O mito de perséfone
 
Hades
HadesHades
Hades
 
Persephone
PersephonePersephone
Persephone
 
Hades
HadesHades
Hades
 
História Sobre Posêidon
História Sobre PosêidonHistória Sobre Posêidon
História Sobre Posêidon
 
Mitologia Grega =) Tamiris
Mitologia Grega =) TamirisMitologia Grega =) Tamiris
Mitologia Grega =) Tamiris
 
Poseidon
PoseidonPoseidon
Poseidon
 
Trabalho de Língua Portuguesa
Trabalho de Língua PortuguesaTrabalho de Língua Portuguesa
Trabalho de Língua Portuguesa
 
As três peneiras de Sócrates
As três peneiras  de SócratesAs três peneiras  de Sócrates
As três peneiras de Sócrates
 
Mito de pandora roteiro - versão para alunos
Mito de pandora   roteiro - versão para alunosMito de pandora   roteiro - versão para alunos
Mito de pandora roteiro - versão para alunos
 
Literatura Infantil - Mitologia Grega
Literatura Infantil - Mitologia GregaLiteratura Infantil - Mitologia Grega
Literatura Infantil - Mitologia Grega
 
Como elaborar um trabalho escrito
Como elaborar um trabalho escritoComo elaborar um trabalho escrito
Como elaborar um trabalho escrito
 

Semelhante a Hades & Perséfone

Semelhante a Hades & Perséfone (20)

A Civilização Grega - Os Deuses - 6º Ano (2016)
A Civilização Grega - Os Deuses - 6º Ano (2016)A Civilização Grega - Os Deuses - 6º Ano (2016)
A Civilização Grega - Os Deuses - 6º Ano (2016)
 
Deuses
DeusesDeuses
Deuses
 
Deuses
DeusesDeuses
Deuses
 
Persephone
PersephonePersephone
Persephone
 
Eder mitologia grega
Eder mitologia gregaEder mitologia grega
Eder mitologia grega
 
Mitologia grega 1ª série
Mitologia grega   1ª sérieMitologia grega   1ª série
Mitologia grega 1ª série
 
Completo maria.4 bbbbbbbbb
Completo maria.4 bbbbbbbbbCompleto maria.4 bbbbbbbbb
Completo maria.4 bbbbbbbbb
 
Deuses gregos
Deuses gregosDeuses gregos
Deuses gregos
 
Mitologia greco romana
Mitologia greco   romanaMitologia greco   romana
Mitologia greco romana
 
Religião/Mitologia Grega
Religião/Mitologia GregaReligião/Mitologia Grega
Religião/Mitologia Grega
 
Filosofia
FilosofiaFilosofia
Filosofia
 
gregos
gregos gregos
gregos
 
12 deuses do olimpo na mitologia grega
12 deuses do olimpo na mitologia grega12 deuses do olimpo na mitologia grega
12 deuses do olimpo na mitologia grega
 
Deuses e heróis na Grécia
Deuses e heróis na GréciaDeuses e heróis na Grécia
Deuses e heróis na Grécia
 
Os Deuses Olímpicos
Os Deuses OlímpicosOs Deuses Olímpicos
Os Deuses Olímpicos
 
Mitologia grega
Mitologia gregaMitologia grega
Mitologia grega
 
Mitologia Grega
Mitologia GregaMitologia Grega
Mitologia Grega
 
Mitologia
MitologiaMitologia
Mitologia
 
Mitologia
MitologiaMitologia
Mitologia
 
Filosofia mitologia
Filosofia mitologiaFilosofia mitologia
Filosofia mitologia
 

Mais de Ninho Cristo

Geografia dos Recursos Naturais e Fontes Energéticas
Geografia dos Recursos Naturais e Fontes EnergéticasGeografia dos Recursos Naturais e Fontes Energéticas
Geografia dos Recursos Naturais e Fontes EnergéticasNinho Cristo
 
Síndrome de Down, Triplo X e Asperger
Síndrome de Down, Triplo X e AspergerSíndrome de Down, Triplo X e Asperger
Síndrome de Down, Triplo X e AspergerNinho Cristo
 
Esportes Aquáticos
Esportes AquáticosEsportes Aquáticos
Esportes AquáticosNinho Cristo
 
Cores, ritmos e danças do nordeste
Cores, ritmos e danças do nordesteCores, ritmos e danças do nordeste
Cores, ritmos e danças do nordesteNinho Cristo
 
Julien Alden Weir, Marie Bracquemond, Theodore Robinson, Dennis Miller Bunker...
Julien Alden Weir, Marie Bracquemond, Theodore Robinson, Dennis Miller Bunker...Julien Alden Weir, Marie Bracquemond, Theodore Robinson, Dennis Miller Bunker...
Julien Alden Weir, Marie Bracquemond, Theodore Robinson, Dennis Miller Bunker...Ninho Cristo
 
Impactos Ambientais da Zona da Mata e Litoral de Pernambuco
Impactos Ambientais da Zona da Mata e Litoral de PernambucoImpactos Ambientais da Zona da Mata e Litoral de Pernambuco
Impactos Ambientais da Zona da Mata e Litoral de PernambucoNinho Cristo
 
Vegetação da zona da mata e litoral do nordeste
Vegetação da zona da mata e litoral do nordesteVegetação da zona da mata e litoral do nordeste
Vegetação da zona da mata e litoral do nordesteNinho Cristo
 
Papel Informativo sobre Dengue, Zika, Chikungunya e Sindrome de Guillain Barré
Papel Informativo sobre Dengue, Zika, Chikungunya e Sindrome de Guillain BarréPapel Informativo sobre Dengue, Zika, Chikungunya e Sindrome de Guillain Barré
Papel Informativo sobre Dengue, Zika, Chikungunya e Sindrome de Guillain BarréNinho Cristo
 
10 QUESTÕES DE VESTIBULARES
10 QUESTÕES DE VESTIBULARES10 QUESTÕES DE VESTIBULARES
10 QUESTÕES DE VESTIBULARESNinho Cristo
 
Exercício Sobre Nutrição Animal
Exercício Sobre Nutrição AnimalExercício Sobre Nutrição Animal
Exercício Sobre Nutrição AnimalNinho Cristo
 
Zoologia - Cordados: Aves
Zoologia - Cordados: AvesZoologia - Cordados: Aves
Zoologia - Cordados: AvesNinho Cristo
 
Aedes aegypti, um vetor sem controle
Aedes aegypti, um vetor sem controleAedes aegypti, um vetor sem controle
Aedes aegypti, um vetor sem controleNinho Cristo
 
A INDUSTRIALIZAÇÃO BRASILEIRA
A INDUSTRIALIZAÇÃO BRASILEIRAA INDUSTRIALIZAÇÃO BRASILEIRA
A INDUSTRIALIZAÇÃO BRASILEIRANinho Cristo
 
A INDUSTRIALIZAÇÃO BRASILEIRA
A INDUSTRIALIZAÇÃO BRASILEIRAA INDUSTRIALIZAÇÃO BRASILEIRA
A INDUSTRIALIZAÇÃO BRASILEIRANinho Cristo
 
Em busca das origens ~ a origem da vida
Em busca das origens ~ a origem da vidaEm busca das origens ~ a origem da vida
Em busca das origens ~ a origem da vidaNinho Cristo
 
MEIOS DE COMUNICAÇÃO DA EMPRESA
MEIOS DE COMUNICAÇÃO DA EMPRESAMEIOS DE COMUNICAÇÃO DA EMPRESA
MEIOS DE COMUNICAÇÃO DA EMPRESANinho Cristo
 
Fermentação biológica e láctea
Fermentação biológica e lácteaFermentação biológica e láctea
Fermentação biológica e lácteaNinho Cristo
 

Mais de Ninho Cristo (20)

Geografia dos Recursos Naturais e Fontes Energéticas
Geografia dos Recursos Naturais e Fontes EnergéticasGeografia dos Recursos Naturais e Fontes Energéticas
Geografia dos Recursos Naturais e Fontes Energéticas
 
Síndrome de Down, Triplo X e Asperger
Síndrome de Down, Triplo X e AspergerSíndrome de Down, Triplo X e Asperger
Síndrome de Down, Triplo X e Asperger
 
Esportes Aquáticos
Esportes AquáticosEsportes Aquáticos
Esportes Aquáticos
 
Trabalho Escravo
Trabalho EscravoTrabalho Escravo
Trabalho Escravo
 
Cores, ritmos e danças do nordeste
Cores, ritmos e danças do nordesteCores, ritmos e danças do nordeste
Cores, ritmos e danças do nordeste
 
Julien Alden Weir, Marie Bracquemond, Theodore Robinson, Dennis Miller Bunker...
Julien Alden Weir, Marie Bracquemond, Theodore Robinson, Dennis Miller Bunker...Julien Alden Weir, Marie Bracquemond, Theodore Robinson, Dennis Miller Bunker...
Julien Alden Weir, Marie Bracquemond, Theodore Robinson, Dennis Miller Bunker...
 
Impactos Ambientais da Zona da Mata e Litoral de Pernambuco
Impactos Ambientais da Zona da Mata e Litoral de PernambucoImpactos Ambientais da Zona da Mata e Litoral de Pernambuco
Impactos Ambientais da Zona da Mata e Litoral de Pernambuco
 
Vegetação da zona da mata e litoral do nordeste
Vegetação da zona da mata e litoral do nordesteVegetação da zona da mata e litoral do nordeste
Vegetação da zona da mata e litoral do nordeste
 
Papel Informativo sobre Dengue, Zika, Chikungunya e Sindrome de Guillain Barré
Papel Informativo sobre Dengue, Zika, Chikungunya e Sindrome de Guillain BarréPapel Informativo sobre Dengue, Zika, Chikungunya e Sindrome de Guillain Barré
Papel Informativo sobre Dengue, Zika, Chikungunya e Sindrome de Guillain Barré
 
10 QUESTÕES DE VESTIBULARES
10 QUESTÕES DE VESTIBULARES10 QUESTÕES DE VESTIBULARES
10 QUESTÕES DE VESTIBULARES
 
Oceania
OceaniaOceania
Oceania
 
Exercício Sobre Nutrição Animal
Exercício Sobre Nutrição AnimalExercício Sobre Nutrição Animal
Exercício Sobre Nutrição Animal
 
Zoologia - Cordados: Aves
Zoologia - Cordados: AvesZoologia - Cordados: Aves
Zoologia - Cordados: Aves
 
Aedes aegypti, um vetor sem controle
Aedes aegypti, um vetor sem controleAedes aegypti, um vetor sem controle
Aedes aegypti, um vetor sem controle
 
A INDUSTRIALIZAÇÃO BRASILEIRA
A INDUSTRIALIZAÇÃO BRASILEIRAA INDUSTRIALIZAÇÃO BRASILEIRA
A INDUSTRIALIZAÇÃO BRASILEIRA
 
A INDUSTRIALIZAÇÃO BRASILEIRA
A INDUSTRIALIZAÇÃO BRASILEIRAA INDUSTRIALIZAÇÃO BRASILEIRA
A INDUSTRIALIZAÇÃO BRASILEIRA
 
Em busca das origens ~ a origem da vida
Em busca das origens ~ a origem da vidaEm busca das origens ~ a origem da vida
Em busca das origens ~ a origem da vida
 
MEIOS DE COMUNICAÇÃO DA EMPRESA
MEIOS DE COMUNICAÇÃO DA EMPRESAMEIOS DE COMUNICAÇÃO DA EMPRESA
MEIOS DE COMUNICAÇÃO DA EMPRESA
 
Violência
ViolênciaViolência
Violência
 
Fermentação biológica e láctea
Fermentação biológica e lácteaFermentação biológica e láctea
Fermentação biológica e láctea
 

Último

FCEE - Diretrizes - Autismo.pdf para imprimir
FCEE - Diretrizes - Autismo.pdf para imprimirFCEE - Diretrizes - Autismo.pdf para imprimir
FCEE - Diretrizes - Autismo.pdf para imprimirIedaGoethe
 
Empreendedorismo: O que é ser empreendedor?
Empreendedorismo: O que é ser empreendedor?Empreendedorismo: O que é ser empreendedor?
Empreendedorismo: O que é ser empreendedor?MrciaRocha48
 
HORA DO CONTO4_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
HORA DO CONTO4_BECRE D. CARLOS I_2023_2024HORA DO CONTO4_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
HORA DO CONTO4_BECRE D. CARLOS I_2023_2024Sandra Pratas
 
Prática de interpretação de imagens de satélite no QGIS
Prática de interpretação de imagens de satélite no QGISPrática de interpretação de imagens de satélite no QGIS
Prática de interpretação de imagens de satélite no QGISVitor Vieira Vasconcelos
 
VALORES HUMANOS NA DISCIPLINA DE ENSINO RELIGIOSO
VALORES HUMANOS NA DISCIPLINA DE ENSINO RELIGIOSOVALORES HUMANOS NA DISCIPLINA DE ENSINO RELIGIOSO
VALORES HUMANOS NA DISCIPLINA DE ENSINO RELIGIOSOBiatrizGomes1
 
Dança Contemporânea na arte da dança primeira parte
Dança Contemporânea na arte da dança primeira parteDança Contemporânea na arte da dança primeira parte
Dança Contemporânea na arte da dança primeira partecoletivoddois
 
QUARTA - 1EM SOCIOLOGIA - Aprender a pesquisar.pptx
QUARTA - 1EM SOCIOLOGIA - Aprender a pesquisar.pptxQUARTA - 1EM SOCIOLOGIA - Aprender a pesquisar.pptx
QUARTA - 1EM SOCIOLOGIA - Aprender a pesquisar.pptxIsabellaGomes58
 
Bingo da potenciação e radiciação de números inteiros
Bingo da potenciação e radiciação de números inteirosBingo da potenciação e radiciação de números inteiros
Bingo da potenciação e radiciação de números inteirosAntnyoAllysson
 
HORA DO CONTO5_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
HORA DO CONTO5_BECRE D. CARLOS I_2023_2024HORA DO CONTO5_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
HORA DO CONTO5_BECRE D. CARLOS I_2023_2024Sandra Pratas
 
Educação São Paulo centro de mídias da SP
Educação São Paulo centro de mídias da SPEducação São Paulo centro de mídias da SP
Educação São Paulo centro de mídias da SPanandatss1
 
Geometria 5to Educacion Primaria EDU Ccesa007.pdf
Geometria  5to Educacion Primaria EDU  Ccesa007.pdfGeometria  5to Educacion Primaria EDU  Ccesa007.pdf
Geometria 5to Educacion Primaria EDU Ccesa007.pdfDemetrio Ccesa Rayme
 
Apostila da CONQUISTA_ para o 6ANO_LP_UNI1.pptx
Apostila da CONQUISTA_ para o 6ANO_LP_UNI1.pptxApostila da CONQUISTA_ para o 6ANO_LP_UNI1.pptx
Apostila da CONQUISTA_ para o 6ANO_LP_UNI1.pptxIsabelaRafael2
 
19 de abril - Dia dos povos indigenas brasileiros
19 de abril - Dia dos povos indigenas brasileiros19 de abril - Dia dos povos indigenas brasileiros
19 de abril - Dia dos povos indigenas brasileirosMary Alvarenga
 
As Viagens Missionária do Apostolo Paulo.pptx
As Viagens Missionária do Apostolo Paulo.pptxAs Viagens Missionária do Apostolo Paulo.pptx
As Viagens Missionária do Apostolo Paulo.pptxAlexandreFrana33
 
PLANEJAMENTO anual do 3ANO fundamental 1 MG.pdf
PLANEJAMENTO anual do  3ANO fundamental 1 MG.pdfPLANEJAMENTO anual do  3ANO fundamental 1 MG.pdf
PLANEJAMENTO anual do 3ANO fundamental 1 MG.pdfProfGleide
 
ÁREA DE FIGURAS PLANAS - DESCRITOR DE MATEMATICA D12 ENSINO MEDIO.pptx
ÁREA DE FIGURAS PLANAS - DESCRITOR DE MATEMATICA D12 ENSINO MEDIO.pptxÁREA DE FIGURAS PLANAS - DESCRITOR DE MATEMATICA D12 ENSINO MEDIO.pptx
ÁREA DE FIGURAS PLANAS - DESCRITOR DE MATEMATICA D12 ENSINO MEDIO.pptxDeyvidBriel
 
Investimentos. EDUCAÇÃO FINANCEIRA 8º ANO
Investimentos. EDUCAÇÃO FINANCEIRA 8º ANOInvestimentos. EDUCAÇÃO FINANCEIRA 8º ANO
Investimentos. EDUCAÇÃO FINANCEIRA 8º ANOMarcosViniciusLemesL
 
Guia completo da Previdênci a - Reforma .pdf
Guia completo da Previdênci a - Reforma .pdfGuia completo da Previdênci a - Reforma .pdf
Guia completo da Previdênci a - Reforma .pdfEyshilaKelly1
 
Cartilha 1º Ano Alfabetização _ 1º Ano Ensino Fundamental
Cartilha 1º Ano Alfabetização _ 1º Ano Ensino FundamentalCartilha 1º Ano Alfabetização _ 1º Ano Ensino Fundamental
Cartilha 1º Ano Alfabetização _ 1º Ano Ensino Fundamentalgeone480617
 
Aula 13 8º Ano Cap.04 Revolução Francesa.pptx
Aula 13 8º Ano Cap.04 Revolução Francesa.pptxAula 13 8º Ano Cap.04 Revolução Francesa.pptx
Aula 13 8º Ano Cap.04 Revolução Francesa.pptxBiancaNogueira42
 

Último (20)

FCEE - Diretrizes - Autismo.pdf para imprimir
FCEE - Diretrizes - Autismo.pdf para imprimirFCEE - Diretrizes - Autismo.pdf para imprimir
FCEE - Diretrizes - Autismo.pdf para imprimir
 
Empreendedorismo: O que é ser empreendedor?
Empreendedorismo: O que é ser empreendedor?Empreendedorismo: O que é ser empreendedor?
Empreendedorismo: O que é ser empreendedor?
 
HORA DO CONTO4_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
HORA DO CONTO4_BECRE D. CARLOS I_2023_2024HORA DO CONTO4_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
HORA DO CONTO4_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
 
Prática de interpretação de imagens de satélite no QGIS
Prática de interpretação de imagens de satélite no QGISPrática de interpretação de imagens de satélite no QGIS
Prática de interpretação de imagens de satélite no QGIS
 
VALORES HUMANOS NA DISCIPLINA DE ENSINO RELIGIOSO
VALORES HUMANOS NA DISCIPLINA DE ENSINO RELIGIOSOVALORES HUMANOS NA DISCIPLINA DE ENSINO RELIGIOSO
VALORES HUMANOS NA DISCIPLINA DE ENSINO RELIGIOSO
 
Dança Contemporânea na arte da dança primeira parte
Dança Contemporânea na arte da dança primeira parteDança Contemporânea na arte da dança primeira parte
Dança Contemporânea na arte da dança primeira parte
 
QUARTA - 1EM SOCIOLOGIA - Aprender a pesquisar.pptx
QUARTA - 1EM SOCIOLOGIA - Aprender a pesquisar.pptxQUARTA - 1EM SOCIOLOGIA - Aprender a pesquisar.pptx
QUARTA - 1EM SOCIOLOGIA - Aprender a pesquisar.pptx
 
Bingo da potenciação e radiciação de números inteiros
Bingo da potenciação e radiciação de números inteirosBingo da potenciação e radiciação de números inteiros
Bingo da potenciação e radiciação de números inteiros
 
HORA DO CONTO5_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
HORA DO CONTO5_BECRE D. CARLOS I_2023_2024HORA DO CONTO5_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
HORA DO CONTO5_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
 
Educação São Paulo centro de mídias da SP
Educação São Paulo centro de mídias da SPEducação São Paulo centro de mídias da SP
Educação São Paulo centro de mídias da SP
 
Geometria 5to Educacion Primaria EDU Ccesa007.pdf
Geometria  5to Educacion Primaria EDU  Ccesa007.pdfGeometria  5to Educacion Primaria EDU  Ccesa007.pdf
Geometria 5to Educacion Primaria EDU Ccesa007.pdf
 
Apostila da CONQUISTA_ para o 6ANO_LP_UNI1.pptx
Apostila da CONQUISTA_ para o 6ANO_LP_UNI1.pptxApostila da CONQUISTA_ para o 6ANO_LP_UNI1.pptx
Apostila da CONQUISTA_ para o 6ANO_LP_UNI1.pptx
 
19 de abril - Dia dos povos indigenas brasileiros
19 de abril - Dia dos povos indigenas brasileiros19 de abril - Dia dos povos indigenas brasileiros
19 de abril - Dia dos povos indigenas brasileiros
 
As Viagens Missionária do Apostolo Paulo.pptx
As Viagens Missionária do Apostolo Paulo.pptxAs Viagens Missionária do Apostolo Paulo.pptx
As Viagens Missionária do Apostolo Paulo.pptx
 
PLANEJAMENTO anual do 3ANO fundamental 1 MG.pdf
PLANEJAMENTO anual do  3ANO fundamental 1 MG.pdfPLANEJAMENTO anual do  3ANO fundamental 1 MG.pdf
PLANEJAMENTO anual do 3ANO fundamental 1 MG.pdf
 
ÁREA DE FIGURAS PLANAS - DESCRITOR DE MATEMATICA D12 ENSINO MEDIO.pptx
ÁREA DE FIGURAS PLANAS - DESCRITOR DE MATEMATICA D12 ENSINO MEDIO.pptxÁREA DE FIGURAS PLANAS - DESCRITOR DE MATEMATICA D12 ENSINO MEDIO.pptx
ÁREA DE FIGURAS PLANAS - DESCRITOR DE MATEMATICA D12 ENSINO MEDIO.pptx
 
Investimentos. EDUCAÇÃO FINANCEIRA 8º ANO
Investimentos. EDUCAÇÃO FINANCEIRA 8º ANOInvestimentos. EDUCAÇÃO FINANCEIRA 8º ANO
Investimentos. EDUCAÇÃO FINANCEIRA 8º ANO
 
Guia completo da Previdênci a - Reforma .pdf
Guia completo da Previdênci a - Reforma .pdfGuia completo da Previdênci a - Reforma .pdf
Guia completo da Previdênci a - Reforma .pdf
 
Cartilha 1º Ano Alfabetização _ 1º Ano Ensino Fundamental
Cartilha 1º Ano Alfabetização _ 1º Ano Ensino FundamentalCartilha 1º Ano Alfabetização _ 1º Ano Ensino Fundamental
Cartilha 1º Ano Alfabetização _ 1º Ano Ensino Fundamental
 
Aula 13 8º Ano Cap.04 Revolução Francesa.pptx
Aula 13 8º Ano Cap.04 Revolução Francesa.pptxAula 13 8º Ano Cap.04 Revolução Francesa.pptx
Aula 13 8º Ano Cap.04 Revolução Francesa.pptx
 

Hades & Perséfone

  • 1.
  • 2. Hades dominava o reino dos mortos, um lugar onde só imperava a tristeza. Conseguiu esse domínio através de uma luta contra os titãs, que Poseidon, Zeus, ele e suas irmãs venceram. Assim Poseidon ficou com o domínio dos mares, Zeus ficou com o céu e a Terra e Hades com o domínio das profundezas.
  • 3. Era um deus quieto e seu eu nome quase nunca era pronunciado, pois tinham medo, para isso usavam outros nomes como o de Plutão. Um deus muito temido, pois no seu mundo sempre havia espaço para as almas.
  • 4.  Muitos acham que Hades é deus do inferno, mas estão totalmente enganados, pois Hades é deus do submundo, todos os mortos vão para Hades (Hades também era o nome do mundo de Hades) sejam bons ou maus, agora em Hades os mortos são julgados por 3 juízes: Minos que normalmente tinha o voto decisivo, Éaco que julgava os mortos europeus e Radamanto julgava as almas asiáticas,
  • 5.  Nem Hades ousava interferir em suas decisões, exceto em raríssimas ocasiões, os juízes não eram deuses, eram mortais mortos que tinham um grande senso de justiça, eles decidiam se os condenados iam para o Érebo , o Tártaroos (quem ia para o Tártaro tinha uma punição específica) ou campos elísisos.
  • 6.  Seu mundo era dividido em três partes: o Érebo onde as almas ficavam para ser julgadas pra receber seus castigos ou então suas recompensas; a parte do Tártaro que era a mais profunda região onde os titãs ficavam aprisionados e Os Campos Elísios um lugar oposto do Tártaro Nos Campos Elísios, os homens virtuosos repousavam dignamente após a morte, rodeados por paisagens verdes e floridas, dançando e se divertindo noite e dia, descrição semelhante ao céu dos cristãos
  • 7.  Hades se apaixonou por Perséfone filha de Zeus com Deméter e a pediu em casamento, Zeus sem antes perguntar a Deméter deixou os dois se casarem, Hades impaciente como sempre surgiu da terra e raptou ela para Hades onde fez de Perséfone sua rainha,
  • 8. Mas Perséfone recusou comer qualquer coisa, assim foi definhando, a mãe de Perséfone (Deméter) junto com Hermes, foi buscar sua filha, mas como os dois eram casados fizeram um acordo, que ela ia ficar 6 meses com Hades depois 6 meses com a mãe, depois mais 6 meses com Hades e assim ia indo, quando ela ficava com os pais se tornava a linda e eterna adolescente Coré e quando voltava para Hades se tornava a verdadeira Perséfone. Deméter
  • 9. Além das sombras e almas encontradas em seus domínios, era também cuidadosamente vigiado pelo Cérbero que era seu cão de três cabeças e cauda de Dragão. Era conhecido como hospitaleiro, pois nos seus domínios sempre tinha lugar para mais uma alma. O deus quase nunca deixava seus domínios para se preocupar com assuntos do mundo superior, fez isso duas vezes quando foi raptar sua esposa e a outra quando foi para o Olimpo se curar de uma ferida feita por Heracles.
  • 10.  Caronte o barqueiro de Hades, responsável por levar as almas dos recém- mortos para o outro lado, atravessando os rios Estige e Aqueronte, que dividiam o mundo dos vivos e o mundo dos mortos. Era filho de Nix, a noite. Uma moeda para pagá-lo pelo trajeto, geralmente um danake, era por vezes colocado dentro ou sobre a boca dos cadáveres, para poder pagar a tarefa.
  • 11.  Hades tinha o poder de restituir a vida de um homem, mas fez isso poucas vezes e a maioria delas a pedido de sua esposa. Também conhecido como o Invisível, pois com a ajuda do seu capacete que o protege de todos os olhares. Este capacete também foi usado por outros heróis como Atena e Perseu.
  • 12. Mito - O homem que desafiou Hades
  • 13. Mito - Hades e o canto de Orfeu
  • 14.  Alunos: • Marcílio Beijamim • Gabriel Vínicius • Matheus Vínicius • Matheus Wallace • Carlos Henrique • Alisson Lucas • Arthur Lorron • Wesley Victor