Mitologia africana

17.603 visualizações

Publicada em

.

Publicada em: Educação
0 comentários
18 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
17.603
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
4
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
518
Comentários
0
Gostaram
18
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Mitologia africana

  1. 1. MITOLOGIA AFRICANA Povo Iorubá, habitantes de Ketu, Nigéria
  2. 2. MITO DA CRIAÇÃO
  3. 3. Olorum, o deus supremo criou o mundo, todas as águas e terras e todos os filhos daságuas e do seio das terras. Criou plantas e animais de todas as cores e tamanhos. Atéque ordenou que Oxalá criasse o homem.Oxalá criou o homem a partir do ferro e depois da madeira, mas ambos eram rígidosdemais. Criou o homem de pedra - era muito frio. Tentou a água, mas o ser nãotomava forma definida. Tentou o fogo, mas a criatura se consumiu no próprio fogo.Fez um ser de ar que depois de pronto retornou ao que era, apenas ar. Tentou, ainda,o azeite e o vinho sem êxito.Triste pelas suas tentativas infecundas, Oxalá sentou-se à beira do rio, de onde Nanãemergiu indagando-o sobre a sua preocupação. Oxalá fala sobre o seu insucesso.Nanã mergulha e retorna da profundeza do rio e lhe entrega lama. Mergulhanovamente e lhe traz mais lama. Oxalá, então, cria o homem e percebe que ele éflexível, capaz de mover os olhos, os braços, as pernas e, então, sopra-lhe a vida.
  4. 4. ORIXÁSOlorum também criou todas as divindades, chamadas de orixás pararepresentar todos os seus domínios aqui na terra, mas não sãoconsiderados deuses, são considerados ancestrais divinizados após àmorte.
  5. 5. ALGUNS ORIXÁS: Exu: o mensageiro, o ponto de contato entre os Orixás e os seres humanos; Oxalá: o senhor da força, o senhor do poder da vida. Oxum: as águas doces; Iemanjá: a rainha dos peixes das águas salgadas; Iansã: os ventos, chuvas fortes, os relâmpagos; Xangô: a força do trovão e o fogo provocado pelos relâmpagos quando (dizuma lenda que "sem Iansã, Xangô não faz fogo ... ") chegam a Terra;
  6. 6.  Ogum ou Ogun: senhor dos caminhos; os desbravador dos caminhos; senhor doferro; Oxossí: o Orixá Odé, o Orixá caçador, senhor da fartura a mesa, senhor da caça; Ossãe: o Orixá das folhas e, sem folhas, nada é possível na Umbada ou no Candomblé;o dono, preservador, das matas e florestas, das folhas medicinais, das ervas de culto; Obá: a guerreiro, a força da libertade; Nanã: senhora do lodo, das águas lodosas da junção entre o rio e o mar, fonte de vida,e também senhora da morte;
  7. 7.  Oxumaré: é o Orixá do arco-íris, um dos pontos de ligação entre o Aye (a Terra) e oOrun (o Céu); também representa a fartura, o bem estar. Obaluayê: "O dono da Terra, o Senhor da Terra"; o Orixá das doenças, senhor dosmortos (pois conta uma lenda que Obaluayê foi o único Orixá que dominou a morte,Iku); é aquele que tira a doença, mas também aquele que dá a doença.
  8. 8. IemanjÁ - Chimarruts povo e minha mente gira, Onde não haja fronteiras paraHoje o reggae bate forte na Pois a alegria tem que me barrar.cabeça, tomar conta do lugar. Quero subir nas estrelas e deComo vento bate forte lá no lá ver o mar,litoral. Que de maldades eu estou Ver o sorriso da criança livre aE as ondas são como a cheio e quero fantasia, brincar.batida da guitarra, Porque sou filho de Ogum e E vou plantar uma semente noOu então como no toque do de mãe Iemanjá. seu coração,meu berimbau. Iemanjá vem lavar a nossa fé Para colher futuramente umaE as estrelas são meu grito E Ogum pai do sol nova nação.de alegria Ilumina o meu caminho eu Desigualdades e injustiças háE euforia quando o dia é de quero viajar. de acabar,carnaval. Porque sou filho de Ogum e Pois hoje eu quero viajarEntão eu danço com meu de mãe Iemanjá prá lá do céu, Refrão
  9. 9. SINCRETIZAÇÃO DE ORIXÁSOs negros incorporaram o Catolicismo onde os orixás foramassociados aos santos católicos. Acabou sendo um artifício usadopelos escravos contra a "cultura superior do povo que escravizava". Osincretismo afro-cristão foi uma maneira de os negros cultuarem seusorixás invocando os santos dos brancos para driblar a vigilânciareligiosa dos seus senhores. Os adeptos do culto dos orixás semostravam convertidos, mas apenas aparentemente.
  10. 10. Orixá: Sincretizado como: Comemoração:Exu Santo Antônio 13 de JunhoIansã Santa Bárbara 4 de DezembroIemanjá Nossa Senhora da Glória 15 de AgostoNanã Nossa Senhora da 26 de Julho Sant’AnnaOba Joana d’Arc 30 de MaioObaluayê São Roque 16 de AgostoOgum São Jorge 23 de AbrilOxalá Jesus Cristo 25 de DezembroOmulu São Lázaro 17 de DezembroOxossi São Sebastião 20 de Janeiro
  11. 11. PRÁTICAS ESPORTIVAS Os primeiros registros de práticas esportivas entre os Iorubás foi acapoeira, no século XVI, no Brasil, com a maior parte dos Iorubás jáescravizados.
  12. 12. CAPOEIRAAo chegarem ao Brasil, os africanos perceberam a necessidade de desenvolver formas de proteção contra a violência e repressão dos colonizadores brasileiros. Eram constantemente alvos de práticas violentas e castigos dossenhores de engenho. Quando fugiam das fazendas, eram perseguidos pelos capitães-do-mato, que tinham uma maneira de captura muito violenta.
  13. 13. Os senhores de engenho proibiam os escravos de praticar qualquertipo de luta. Logo, os escravos utilizaram o ritmo e os movimentos de suas danças africanas, adaptando a um tipo de luta. Surgia assim a capoeira, uma arte marcial disfarçada de dança. Foi um instrumento importante da resistência cultural e física dos escravos brasileiros. A prática da capoeira ocorria em terreiros próximos às senzalas (galpões que serviam de dormitório para os escravos) e tinha como funções principais à manutenção da cultura, o alívio do estresse do trabalho e a manutenção da saúde física. Muitas vezes, as lutasocorriam em campos com pequenos arbustos, chamados na época decapoeira ou capoeirão. Do nome deste lugar surgiu o nome desta luta.
  14. 14. Berimbau Metalizado Tá, tá, táIvete Sangalo Tá balançando o chão da praçaQue som é esse mano? Tá, tá, táQue o povo tá dançando? Tá todo mundo arrepiadoQue vem de lá prá cá? Curtindo o somÉ um som diferente Do berimbau metalizado...(2x)Que alucina a genteE faz dançar...É uma mistura de tamborViolino e agogôQue não deixa ninguém paradoLá no fundo tá rolandoO som que vem empurrandoÉ o berimbau metalizado...(2x)Tá, tá, táTá arrastando toda a massa
  15. 15. 25 de abril de 2012TRABALHO APPRESENTADO POR: Isabelly Viana Karoline Barbosa Rebeca Vital Victor Ramos 1º ano Turma 1103

×