13. apresentação cras leste ii acolhida

701 visualizações

Publicada em

0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
701
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
1
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
20
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

13. apresentação cras leste ii acolhida

  1. 1. ACOLHIDA TEMÁTICA CRAS LESTE II Rua Emílio Keidann, 50 – Bairro Protásio Alves - Morro Santana
  2. 2. TERRITÓRIO
  3. 3. OBJETIVOS OBJETIVO GERAL PROPORCIONAR ESPAÇOS DE REFLEXÃO, INFORMAÇÃO E DISCUSSÃO COM A COMUNIDADE OBJETIVOS ESPECÍFICOS CRIAR UM AMBIENTE DE APROXIMAÇÃO COM A COMUNIDADE; TRABALHAR A PREVENÇÃO E PROMOÇÃO DE DIREITOS JUNTO/COM A COMUNIDADE.
  4. 4. FREQUÊNCIA: MENSAL COMO E QUANDO ACONTECE: OS USUÁRIOS SÃO ENCAMINHADOS E CONVIDADOS A PARTICIPAR, QUINTAS ÀS 9H TEMPO DE DURAÇÃO: 1 HORA E MEIA QUANTAS OCORRERAM: 5 MÉDIO DO NÚMERO DE PARTICIPANTES: 10 USUÁRIOS
  5. 5. TEMAS ABORDADOS MARÇO DIRETO DAS MULHERES
  6. 6. ABRIL DIREITO REPRODUTIVO E PLANEJAMENTO FAMILIAR PARCERIA
  7. 7. MAIO COMBATE A EXPLORAÇÃO SEXUAL CONTRA CRIANÇAS E ADOLESCENTES PARTICIPAÇÃO DOS EDUCADORES, COORDENAÇÃO DE 01 DO SCFV DA REGIÃO
  8. 8. JUNHO TRABALHO INFANTIL PARCERIA COM A EQUIPE DO AÇÃO RUA – REGIÃO LESTE
  9. 9. JULHO ESTATUTO DA CRIANÇA E DO ADOLESCENTE
  10. 10. IMPACTO SOCIAL -Fortalecimento de vínculo comunitário -- Aumento das Denúncias para Conselho Tutelar -- Aumento das buscas por orientação/informação das situações -- Desdobramentos nos atendimentos técnicos
  11. 11. RELATOS E REFLEXÕES “Eu vim atualizar o cadastro e não sabia nada disso. A minha filha tem 15 anos, ela trabalha em uma loja, só nos finais de semana. Eu não deixo ela sozinha, levo e busco. Ela trabalha porque gosta. A gente mora de aluguel e a vida é difícil. Ela gosta, não tem mal nenhum. Assim ela não fica na rua, namorando nas esquinas.” (trabalho infantil) É a lei e não pode trabalhar. Tem os cursos e o programa aquele” (Usuárias - ECA)
  12. 12. RELATOS E REFLEXÕES “Eu tenho um amigo que está em casas que nem essa” ( “Tem gente má como a Carminha da novela” (Crianças do SCFV – Combate a Exploração Sexual contra a Criança e o Adolescente) •“Na minha época se abria mão dos estudos para ajudar os pais na roça. Eu acordava cedo pra levar comida pro pai, limpava a casa, cortava lenha, cuidava dos irmãos pequenos. Eu não estudei, tive filho cedo. Agora tem que estudar” (Usuária –Trabalho Infantil)
  13. 13. ALFABETIZAÇÃO Oficina temática quinzenal – inicio em outubro O tema passa a ser abordado em todos os grupos do CRAS
  14. 14. REFERENCIAL TEÓRICO ORIENTAÇÕES TÉCNICAS SOBRE O PAIF – VOLUME 1 ORIENTAÇÕES TÉCNICAS SOBRE O PAIF – VOLUME 2 - TRABALHO SOCIAL COM FAMÍLIAS PSICOLOGIA COMUNITÁRIA – ESTUDOS ATUAIS OFICINAS COM FAMÍLIAS ESTATUTO DA CRIANÇA E DO ADOLESCENTE PROGRAMA NACIONAL DE ENFRENTAMENTO DA VIOLÊNCIA SEXUAL CONTRA CRIANÇAS E ADOLESCENTES BLOG -PSICOLOGIA NO SUAS
  15. 15. Obrigado! Embora ninguém possa voltar atrás e fazer um novo começo, qualquer um pode começar agora e fazer um novo fim. Chico Xavier

×