1316557353

413 visualizações

Publicada em

conica

Publicada em: Educação
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
413
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
3
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
9
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

1316557353

  1. 1. Perspectiva Cônica
  2. 2. Objetivo  Representação sobre uma superfície plana ou curva, de forma aparente dos corpos vistos de um ponto determinado.  A perspectiva cônica mostra os objetos de maneira semelhante à forma como são vistos pelo olho humano, como apareceriam em uma fotografia.
  3. 3. A perspectiva depende do ponto de onde se observa o objeto e da altura de observação
  4. 4. Dependendo da altura de onde se observa o objeto:  Um livro colocado no chão  Um livro sobre a prateleira na altura dos olhos do observador  Um livro na prateleira transparente, acima dos olhos do observador
  5. 5. Definições
  6. 6.  Quadro: superfície plana na qual se representa a perspectiva dos objetos  Ponto de vista (PV): ponto do espaço ocupado pela vista do observador.  Plano geometral: plano sobre o qual se faz a projeção ortogonal dos objetos cuja perspectiva se procura  Linha de Terra (LT): interseção do plano geometral com o quadro
  7. 7.  Linha do Horizonte: interseção do quadro com o plano horizontal que passa pela vista do observador  Raio visual: reta que vai da vista do observador até um ponto luminoso de um objeto  Ponto Principal: projeção do ponto de vista sobre o quadro (situado na linha do horizonte)  Ponto de Fuga: lugar onde as retas parecem se encontrar na linha do horizonte
  8. 8. Pontos de Fuga
  9. 9. Pontos de Fuga
  10. 10. Pontos de Fuga
  11. 11. Perspectivas Cônicas
  12. 12. Método Prático
  13. 13. Método Prático  Desenha-se a planta, em uma escala conveniente, sobre a reta PQ (Plano do Quadro) (obs: ângulo)  Determina-se a distância d, localiza-se PV, tal que o ângulo A-PV-B seja menor que 60º  Traça-se a LH e a LT, a uma distância h (altura do observador)  Projeta-se F2 sobre a LH e encontra-se f1, repete-se o processo para F’’2  Determina-se a altura O1C1 do objeto  Traça-se f1O1, f1C1, f’’1O1 e f’’1C1  Projeta-se A-PV e encontra-se a1, análogo para b1  Projeta-se a1 sobre f1C1 e f1O1, repete-se para b1  Determina-se desta forma a perspectiva exata do objeto, pelo processo prático
  14. 14. Propriedades  Utiliza-se, em geral, dois pontos de fuga: mais próxima da realidade.  As arestas verticais são perpendiculares em relação a linha do horizonte.  Visão humana tem aproximadamente 60º de visão nítida (PV).  Ângulos mais usados com Quadro: 30º direita e 60º esquerda.

×