Educar edicao7 fev_13_web

391 visualizações

Publicada em

0 comentários
1 gostou
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
391
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
20
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
8
Comentários
0
Gostaram
1
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Educar edicao7 fev_13_web

  1. 1. E ducar Informativo do Kumon Instituto de Educação destinado aos educadores e formadores de opinião. edição 07 | fevereiro de 2013 4 EDUCAÇÃO Aprender sozinho também é divertido! 5 6 COMPORTA- EDUCAÇÃO MENTO Quando a Brincando ou brincadeira aprendendo? é muito mais que diversão! Como é divertido aprender! O grupo musical infantil Palavra Cantada 7 mostra como é possível misturar aprendizado INTERATIVI- e diversão no processo de desenvolvimento DADERodrigo Schmidt das crianças. Atividades lúdicas para o dia a dia.
  2. 2. ENTREVISTA são Caetano, Gil e Arnaldo Antunes, mas outros artistas também são muito queri- dos por nós, individualmente. Vocês creditam todo esse sucesso ao quê? SP - Além das crianças se envolverem em nossos temas, arranjos e elementos Hoje, vocês têm um público muito lúdicos, eu observo muito que os adul- grande, desde crianças em idade pré- tos, pais e professores, têm um carinho escolar até seus pais. Vocês acreditam especial por nós, pois tratamos as crian- que esta parceria seja importante ças com respeito e inteligência. Esses para o desenvolvimento das crianças? adultos acabam sendo os maiores divul- SP - Acho que sim. Primeiro porque a gadores do nosso trabalho. Somos mui- Editorial C música aproxima os adultos das crian- to gratos por isso.Editorial ças, promove encontro, cumplicidade, om a agenda lotada celebração e, também, porque é muito No Kumon, as crianças são alfabeti- de atividades, muitas importante que pais e professores sai- zadas por meio da associação entre crianças, hoje, não têm bam que existem músicas que eles gos- palavra, imagem e som. O que vocês disponibilidade e nem tam e nas quais confiam e que podem acham desse método? disposição para brincar. “Palavra cantada ser apreciadas pelas crianças. PT - Interessante na medida em que Segundo pesquisa encomendada cada aluno tem seu ritmo e pode ma- pela empresa Unilever, publicada pra cantar. PT – Para completar, minha parceria com nifestar sua tendência para aquela ma- na revista Veja de fevereiro de 2007, a Sandra contribui muito para a música téria. Acredito na manifestação da indi- as crianças brasileiras brincam pou- infantil no Brasil. O que acho importante vidualidade do ser humano e nada que co. Além da vida atribulada, os Palavra encantada Rodrigo Schmidt para o desenvolvimento das crianças é a é massificado me interessa. Gosto dos novos “brinquedos” do presente, música em si, e a Palavra Cantada é um métodos que dão espaço à individuali- como videogame, computadores e televisão, ocupam boa parte do no canto de toda grande estímulo para as crianças e as fa- mílias estarem em contato com ela. dade. No Kumon, o interesse particular é respeitado e isso é muito bacana. tempo na vida dessas crianças. Brincar faz parte do crescimento da criança. Mas, como conciliar horas canção...” de lazer com horas de aprendiza- P do? Como tornar o aprendizado “Eu vou te contar uma mais prazeroso e como transformar as horas de prazer em momentos oesias simples, arranjos lúdicos e letras que respeitam a inteli- história, agora, atenção! Que começa aqui no meio da para aprender? Para contar um gência da criança. Há 18 anos, o grupo musical infantil Palavra palma da tua mão...” pouco da experiência com crianças, conversamos com o grupo musical Cantada leva sensibilidade e padrão musical a milhares de salas Paulo Tatit e Sandra Peres tra- infantil Palavra Cantada. E, ainda, de aulas. De forma alegre e divertida, as canções embalam crianças e balhavam com trilha sonora. convidamos as psicopedagogas Em 1994, durante uma con- Larissa Fonseca e Sirlândia Teixeira, auxiliam pais e professores no desenvolvimento de seus filhos e alunos. versa sobre produção de mú- e a psicóloga e coordenadora do Kumon Any Bícego Queiroz Teixeira Divirtam-se aprendendo com o grupo! sica infantil no país, sentiram o desejo de produzir um CD para falar sobre o assunto. infantil com canções de ninar, Boa diversão para vocês! isso porque quase não havia novidades nesse ramo do seg- Rodrigo Schmidt Equipe Revista Educar Qual a missão da Palavra Cantada? Os temas das suas canções são esco- mento infantil na época. Foi Paulo Tatit – O nosso trabalho contribui lhidos de que forma? assim que surgiu o primeiro para levar às crianças um padrão musical PT - O trabalho para crianças deve ter CD da Palavra Cantada, o “Can- que faça com que, no futuro, elas saibam um tema que converse com o mundo in- ções de Ninar”. curtir o que exista de melhor na vida. fantil, que não é somente aquele feito de Informativo Educar nº 07 (fevereiro deExpediente 2013) | Kumon Instituto de Educação bichos, árvores e brinquedos. A criança Jornalista responsável: Rigeria Salado Qual o papel que a música tem no de- tem um vasto mundo interior que pode Na sala de aula (MTB: 31.745) senvolvimento das crianças? ser explorado. Na parte formal, deve ser Texto e revisão: Caroline Andeloce e Sandra Peres - A música ajuda no pro- lúdico, com letras que, por exemplo, Para auxiliar professores em sala de Rigeria Salado cesso de educação. Tudo que uma crian- Design, diagramação e ilustração: brinquem com as palavras. Há um uni- aula, a Palavra Cantada lançou uma co- Elaine Bonilha ça ouve de um adulto é importante para verso específico para a criança que pre- leção formada por livros, CDs e DVDs. Envie sugestões e comentários para: a formação do seu caráter. Por meio da cisa ser identificado e trabalhado e são Dividido em dois volumes, o “Brinca- kumon@kumon.com.br música, você estará nutrindo a criança esses assuntos que buscamos abordar. deirinhas Musicais” é direcionado para Tel.: (11) 3059 - 3700 com informação, bem como passando re- Para obter o contato do Kumon de outras lo- crianças de 2 a 5 anos, e o “Brincadeiras calidades, acesse o site: www.kumon.com.br gras da sociedade: situações que funcio- Quais artistas servem de inspiração Musicais”, para crianças com idades en- nam ou não, que são prazerosas ou que para vocês? tre seis e dez anos. O objetivo é ensinar não gostamos, mas são necessárias e, por PT - Os artistas mais presentes em nosso por meio de brincadeiras. Vale conferir! isso, são abordadas no universo musical. trabalho, como referência e influência, Para saber mais, acesse: www.palavracantada.com.br2 EDUCAR | Informativo do Kumon Instituto de Educação EDUCAR | Informativo do Kumon Instituto de Educação 3
  3. 3. EDUCAÇÃO divertido! Quando a brincadeira é muito mais que diversão! é também sozinho A Brincar, brincar e brincar... Dentro das brinquedotecas, s brinquedotecas surgiram para promover a diver- são entre as crianças. Hoje, porém, esses espaços a brincadeira é assunto sério! Aprender Conseguir ler textos no idioma original é uma experiên- cia fantástica, que também motiva a criança a buscar sozinha novos aprendizados. Ler textos em inglês ou em japonês, por têm uma importância maior no desenvolvimento de crianças e adolescentes. Para a psicopedagoga e membro da presidência da Associação Brasileira exemplo, sem que ninguém precise explicar sobre o assunto de Brinquedotecas (ABBrin), Sirlândia Reis de Oliveira Teixeira, que está sendo tratado, leva a criança a se dedicar cada vez as brinquedotecas são, na verdade, “grandes laboratórios de U mais aos estudos, e, mais uma vez, o momento de aprender se aplicações pedagógicas”. ma característica natural dos seres humanos é o torna algo atrativo e divertido. Isso não é difícil de entender. Atualmente, existem brinque- prazer pela descoberta. Ao nos depararmos com Não devemos limitar o conhecimento das crianças àquilo dotecas dentro de hospitais, universidades, academias, escolas o novo, imediatamente sentimos o desejo de nos que nós sabemos (não devemos dar-lhes o peixe), mas preci- e centros culturais. Em cada um desses locais, o espaço visa a apropriarmos da novidade, e a curiosidade nos samos mostrar a elas o caminho para aprender (ensiná-las a atender as necessidades de seu público, sempre com o mesmo impulsiona a cada nova descoberta. pescar), para que elas desenvolvam meios de buscar novos objetivo: desenvolver as crianças. Com o processo de ensino e aprendizagem não é diferente. conhecimentos e descobrir o mundo com seus próprios olhos. De acordo com a psicopedagoga, “brincar é fundamental A criança, quando começa a aprender e interagir com o mun- O melhor caminho para desenvolver pessoas confiantes para o desenvolvimento psicomotor, afetivo, cognitivo e social do, sente a motivação de continuar aprendendo, principal- e motivadas a aprender é torná-las autodidatas. Uma pessoa das crianças, e a brinquedoteca é um lugar projetado para essa mente se isso acontece sem que ninguém precise lhe ensinar. que aprende sozinha consegue perceber o valor que isso tem, atividade. Por isso, ela é importante para a sociedade, pois é A sensação de “eu consigo, eu sou capaz!” que é proporcio- e, realmente, tornar a aprendizagem algo divertido! neste espaço que profissionais podem utilizar brinquedos para nada pelo aprendizado autodidata leva a criança a continuar concretizar suas teorias”. desejando cada vez mais aprender coisas novas. Ou seja, quan- Mais do que um lugar para brincar, as brinquedotecas fo- to mais a criança descobrir que é capaz de aprender sozinha, ram projetadas para proporcionar aprendizado enquanto as mais motivada a buscar por novos aprendizados ela se torna. crianças se divertem. “As atividades lúdicas criam oportunida- Vejamos, por exemplo, uma criança que estuda conteúdos des para as crianças internalizarem alguns conteúdos curricu- que ainda não viu na escola. Se ela recebeu uma preparação lares por meio daquilo que faz parte de seu cotidiano”, esclare- anterior para chegar nestes níveis avançados, ela consegue se- ce Sirlândia. guir nos estudos com segurança e tranquilidade. Um aluno que Nesse contexto, proporcionar a participação do aluno em no primeiro ano do ensino fundamental já estuda equações atividades lúdicas garante o seu aprendizado? Segundo Sirlân- em Matemática, por exemplo, desenvolve prazer por descobrir dia, a resposta é não. Para ela, não basta garantir a participa- novos assuntos, e o aprendizado passa a ser um momento de ção dos alunos nessas atividades, é preciso oferecer condições diversão, de descobrir que é capaz de aprender coisas novas e para que as crianças aprendam. “Educar significa proporcionar de se desenvolver. situações de cuidados, brincadeiras e aprendizagens orienta- Da mesma forma, uma criança que consegue desenvolver das para que tudo isso possa contribuir para o desenvolvimen- sua capacidade de leitura a ponto de ler livros de diferentes to das capacidades infantis”, explica. gêneros, sente-se motivada a continuar buscando o aprendi- zado contínuo. E a leitura, que para muitos é uma atividade que exige grande dispêndio de energia, passa a ser um mo- mento divertido, de conhecer novos mundos, de entrar em contato com novas histórias, de se envolver com novos perso- nagens, e, de quebra, ampliar o vocabulário. Um pouquinho de história... Desenvolver habilidades acadêmicas básicas é fundamen- As brinquedotecas surgiram na década de 30, tal para impulsionar a criança a sempre querer aprender mais, Você sabia? em meio à grande depressão que atingiu os divulgação tanto nos cálculos, quanto na leitura. Além disso, podemos Segundo a psicopedagoga Sirlândia Reis EUA, para evitar que lojas de brinquedos fossem estender esse aprendizado a novas culturas, quando aprende- de Oliveira Teixeira, não existe um limite furtadas por crianças. Um espaço foi montado e mos a ler e interpretar textos em outras línguas, por exemplo. de idade para brincar. Na verdade, a brin- os brinquedos eram emprestados para crianças cadeira é importante em todas as faixas dessa região. Tempos depois, na Suécia, nascia etárias, inclusive, para a terceira idade. No a primeira ludoteca, que tinha como objetivo Japão, por exemplo, há brinquedotecas estimular crianças com necessidades especiais especializadas também para este público por meio de brincadeiras. No Brasil, a prática de e aqui no Brasil esta prática está começan- empréstimos de brinquedos foi adotada na dé- do a surgir! Any Bícego Queiroz Teixeira cada de 70, pela APAE, e, na década seguinte, É psicóloga e trabalha como Coordenadora surgiram as primeiras brinquedotecas do país. de Desenvolvimento de Material Didático de4 5 Português no Kumon. Para saber mais, acesse: www.brinquedoteca.org.br EDUCAR | Informativo do Kumon Instituto de Educação EDUCAR | Informativo do Kumon Instituto de Educação
  4. 4. COMPORTAMENTO INTERATIVIDADE Atividades lúdicas A para o dia a dia tividades lúdicas também são fortes aliados para o desenvol- vimento das crianças na sala de aula. Os jogos, além de estimu- lar a socialização, trabalham a motivação, a competitividade e o espírito de respeito às regras, aos vencedores e aos perdedores. Veja algumas dicas que prepa- ramos para ajudá-los com seus alunos! Jogos de tabuleiro Os jogos de tabuleiro trabalham a estratégia e a reflexão dos alunos. Existem diversos tipos de jogos de ta- buleiro e em todos eles o objetivo é in- centivar o raciocínio lógico e abstrato, a memória e a concentração. Os jogos Brincando ou aprendendo? Jogos motores de tabuleiros mais comuns são: jogo da 10 velha, xadrez, dama, ludo e gamão. 9 Receita para os pais 8 7 Embora não haja receita correta, ensinar de forma 6 dinâmica traz motivação aos alunos. Jogos, brincadei- H 5 ras, músicas, leituras e até o uso da tecnologia podem 4 3 á tempos que diversão e aprendizado caminham aproximar o aluno dos conteúdos trabalhados. Para a Amarelinha, corre-cutia, esconde-esconde, juntos. Brincar, além de divertido, torna o pro- psicopedagoga, os professores também devem incen- Brincadeiras 2 pega-pega, futebol... Esses são alguns exem- de roda 1 cesso de aprendizagem mais construtivo. Para tivar os pais a levarem para casa essa abordagem. “Se plos de jogos motores que, em geral, esti- professores, este é um importante recurso, uma os pais se envolverem neste aprendizado como algo po- mulam a consciência corporal, o equilíbrio, vez que desperta mais atenção nas crianças e as sitivo e interessante é possível mostrar às crianças que a agilidade, a coordenação motora e a aten- As brincadeiras de roda, tam- motiva a descobrir novas experiências. aprender é algo divertido e prazeroso. Conversar du- ção nas crianças. bém chamadas de “cirandas”, Mas, como tornar o aprendizado mais divertido? A psico- rante o dia, ler, jogar, aproveitar os momentos no carro estimulam a coordenação mo- pedagoga Larissa Fonseca, especialista em comportamento para fazer brincadeiras de adivinhação, rimas, cantarolar tora, a socialização e a educa- infantil e psicanálise da educação, defende que para que a cantigas, inventar histórias... Existem inúmeras maneiras ção musical. Elas são, também, experiência seja positiva, é fundamental que os alunos façam de tornar as atividades do dia a dia momentos enrique- Jogos um importante recurso para parte do processo de aprendizagem. “O professor deve estar cedores para o desenvolvimento dos pequenos. O im- simbólicos promover a cultura popular, sempre atento para contextualizar aquilo que está sendo en- portante é cada família encontrar aquilo que funciona uma vez que utilizam canti- sinado/aprendido para que os alunos se envolvam mais, com- melhor dentro da sua rotina e aproveitar muito estes gas (músicas populares) para preendam melhor e percebam que aquilo que está sendo tra- momentos”, finaliza Larissa. compor a brincadeira. balhado é importante dentro de seu cotidiano”, reflete. Jogos intelectuais Segundo a psicopedagoga, não há uma fórmula mágica Também chamadas de “faz-de-conta”, para tornar o aprendizado mais divertido, pois cada grupo é as brincadeiras simbólicas são impor- diferente, e é por isso que é interessante estudar cada indiví- tantes para recriar os meios. Nelas, as Também são conhecidos como duo e planejar de acordo com as suas necessidades e expec- crianças se inspiram em personagens jogos de raciocínio. Trabalham os tativas. Por este motivo, o trabalho do professor deve ser da vida real para criarem suas pró- aspectos cognitivos nos alunos e baseado em muita dedicação, uma vez que envolve muito prias histórias. Exemplos destes tipos ajudam a desenvolver imaginação, mais do que o compartilhamento do conhecimento de um de jogos são as brincadeiras de “esco- raciocínio lógico, tática, comuni- determinado conteúdo. linha” ou, ainda, “de casinha”, muito cação, linguagem, sequência de E para os educadores que pensam que a diversão du- comuns entre as meninas. Estas brin- pensamento, avaliação de situa- rante o aprendizado deve ser somente para alunos, está cadeiras estimulam a imaginação, a ções e memória. Neste contexto, enganado. Para Larissa, os professores devem sentir prazer, também, durante o período em que estão ensinando seus fantasia e a interpretação, além de desenvolver questões culturais e so- destacam-se: quebra-cabeça, for- ca, sudoku, xadrez, ludo, dama, LÁP S alunos. “Aí sim, a experiência torna-se positiva para todos!”, ciais nas crianças. dominó, memória, entre outros.6 7 ensina a psicopedagoga. EDUCAR | Informativo do Kumon Instituto de Educação EDUCAR | Informativo do Kumon Instituto de Educação
  5. 5. www.kumon.com.br Como fazer? Objetivos Peça aos alunos para seguirem o mo- Com esta atividade, os alunos terão Faça com delo para elaborar o origami. Após finalizado, sugira que pintem o contato com conceitos geométricos e literatura. Além disso, serão estimu- seus alunos! origami. Quando todos terminarem a atividade, peça que criem histórias com os per- lados a desenvolver o autodidatismo, o raciocínio lógico, a concentração e a agilidade. Podem ser desenvolvi- sonagens montados. Forme grupos e dos, também, a curiosidade, a imagi- peça que façam uma história coletiva nação e o trabalho em grupo. e, depois, apresentem para a classe. Utilizar brincadeiras é importante para estimular as crianças. Em sala de aula, ensine seus alunos a fazer dobraduras, também chamadas “origamis”. 1 Dobreemfolha ao meio a forma 2 Dobre de triângulo.em 3 Dobre as laterais forma novamente colocando as pontas de triângulo. para cima. GATO 4 Dobre a superior 5 Vire, pronto! para baixo, formando está o gatinho 6 Pinte como achar melhor. um triângulo. 1 Dobreemfolha ao meio a forma de 2 Dobre novamente em forma de 3 Dobre as extremidades triângulo. triângulo. para baixo.CACHORRO 4 Dobre apara cima. 5 Pinte como parte inferior achar melhor. 1 Dobreduas vezes meio a folha ao 2 Abra o papel e da 3 Dobre as partes dentro, 4 Dobre as partes a parte inferior dobre superiores para laterais para dentro, para marcar o papel. folha até o centro. em forma de triângulos. até o centro da folha. SAPO 8 5 Dobre a parte 6 Dobre o ao 7 Vire, o Pinte como Pressione o dedo na inferior até o centro da folha. retângulo meio para baixo, sapinho está pronto! achar melhor. 9 parte de e solte, assim sapinho trás do na horizontal. ele dará pulinhos.

×