SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 17
Baixar para ler offline
Igreja Evangélica Assembléia de Deus
                     São José - SC



                                        EBD
                                         Lição 6
                                        06/11/2011



            Prof. Sérgio Lenz
    Fones (48) 8856-0625 ou 8855-0110
      E-mail: ebd@adsaojose.com.br
       MSN: sergiolenz@hotmail.com
Lição 6
      06 de Novembro de 2011




                Texto Áureo
“E Esdras, o sacerdote, trouxe a Lei perante
 a congregação […] E leu nela […] desde a
  alva até ao meio-dia, perante homens, e
 mulheres, e sábios; e os ouvidos de todo o
 povo estavam atentos ao livro da Lei” (Ne
                   8:2,3)

               VERDADE PRÁTICA

  Somente o genuíno ensino da Palavra de
  Deus é capaz de produzir um verdadeiro
               avivamento.
1 – O POVO
  SE AJUNTOU NA
PRAÇA PARA OUVIR
                   Esboço da
    A LEITURA
      DA LEI        Lição:
                       3–O
      2–          ENTENDIMENTO
O ENSINO BÍBLICO DA PALAVRA GEROU
                   O AVIVAMENTO
O estudo da Palavra   é a Fonte   que gera o avivamento




Vamos aprender com Neemias os princípios básicos que
       impulsionam um genuíno avivamento...
1.1 – Reunidos para ouvir a Lei:


 Os líderes bem-sucedidos precisam ser capazes
                       de…
• Comunicar-se.
• Motivar.                    Interpreta a verdade dos fatos

• Organizar equipes.
• Solucionar problemas.      Produz
                                                     Define
                                                      metas
                             motivação
• Resolver conflitos.                                claras.


• Administrar mudanças.
                             Compartilha as responsabilidades
• Promover criatividade.
1.2 – O povo estava atento à leitura da Lei:




                         O que se percebe em
                           Neemias, é que, não
                           somente ele tinha a
                       intenção de ensinar, mas o
                          povo estava ávido por
                                aprender.
                        Isto é uma combinação
                          perfeita de resultados
                                 práticos!
1.3 – O culto de doutrina:


Uma igreja sem “fome” da Palavra está doente. Os
            perigos que a rondam são:


   A igreja tende a tornar-se uma empresa.
   Os membros tendem a tornarem-se
    consumidores.
   Os pastores tendem a tornarem-se megastars ou
    grandes empresários de “corporações eclesiais”.
   A cultura contemporânea pode ser reproduzida
    pela igreja e não transformada.
1 – Qual o nome do local onde o povo
        reuniu-se para ouvir a Lei?


2 – Quanto tempo durou a leitura da Palavra
            e a sua explicação?
2.1 – Homens preparados para o ensino (Ne 8:7):

   Condição essencial exigida do ensinador da
                      Bíblia:
1. Rendição antes da erudição.
2. Disposição de ser guiado pelo Espírito Santo
  antes da perícia.
3. Amor ao texto antes da ciência.
2.2 – O líder deve ser apto para o ensino:




          O desafio do ensinador
           frente a atualidade:
           ...em tempos de ativismo,
         como ensinar seus alunos a
        terem um coração de Maria
          em um mundo de Marta?
2.3 – A Bíblia é a Palavra de Deus:

1 – A BÍBLIA DÁ-NOS SABEDORIA.

2 – A BÍBLIA DÁ-NOS A ORIENTAÇÃO SEGURA.

3 – A BÍBLIA DÁ-NOS O NECESSÁRIO CONSOLO.

4 – A BÍBLIA DÁ-NOS A PROVISÃO DE SALVAÇÃO.

5 – A BÍBLIA LEVA-NOS AO LAR CELESTE.
3 – Qual é a base para um avivamento
               genuíno?
3.1 – O ensino significativo:


O ensino significativo deve produzir,
      no mínimo, os seguintes
             resultados:
•    Consciência de sua salvação.
•    Convicção do chamado divino.
•    Compreensão dos planos de
    Deus.
•    Desejo de glorificar a Deus.
3.2 – “Comei as gorduras, e bebei as doçuras”(Ne 8:10):



Ele defendeu a causa do pobre
e do necessitado, e, assim tudo
  corria bem. Não é isso que
    significa conhecer-me?
           Jr 22:16 N.V.I.
3.3 – “A alegria do SENHOR é a nossa força”(Ne 8:10):

   O arrependimento e o choro são breves
 segundos… devemos depois vivenciar a alegria
                 do Senhor!
É possível absorvermo-nos tanto com as nossas
   falhas e pecados , e perder todo o culto. Ou
            fazer disso uma constante!
   Isso não é saúde espiritual, é obsessão.
O principal fim do homem é glorificar a Deus e
          deleitar-se nele para sempre.
  v.10- Temos aí as ações que confirmam a
  espiritualidade sadia . O povo foi para casa a
 comer, a beber, a enviar porções e a regozijar-
 se... A alegria não é algo intangível e separado
                   de realidade!
4 – O que ocorreu com o povo ao
   compreender a Palavra de Deus?



5 – A alegria do povo era decorrente de
                  quê?
Somente após a exposição da Lei de Deus na Praça de
   Jerusalém, foi que irrompeu um dos maiores
         avivamentos da história sagrada.
  O povo alegrou-se com o Templo construído sob a
                liderança de Esdras.
 A nação jubilou com a restauração dos muros sob a
administração de Neemias. Mas o avivamento somente
   veio quando todos ouviram, compreenderam e
           obedeceram a Palavra de Deus.

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Mais procurados (20)

Os Perigos das Obras da Carne
Os Perigos das Obras da CarneOs Perigos das Obras da Carne
Os Perigos das Obras da Carne
 
O tribunal de cristo e os galardões
O tribunal de cristo e os galardõesO tribunal de cristo e os galardões
O tribunal de cristo e os galardões
 
Santificação
SantificaçãoSantificação
Santificação
 
Lição 9 - É preciso buscar Crescimento Espiritual
Lição 9 - É preciso buscar Crescimento EspiritualLição 9 - É preciso buscar Crescimento Espiritual
Lição 9 - É preciso buscar Crescimento Espiritual
 
Curso para novos membros
Curso para novos membrosCurso para novos membros
Curso para novos membros
 
Atos dos apostolos
Atos dos apostolosAtos dos apostolos
Atos dos apostolos
 
Soteriologia - Doutrina da Salvação
Soteriologia - Doutrina da SalvaçãoSoteriologia - Doutrina da Salvação
Soteriologia - Doutrina da Salvação
 
Estudo biblico 22
Estudo biblico 22Estudo biblico 22
Estudo biblico 22
 
Lição 07 - A ordenança do batismo em águas
Lição 07 - A ordenança do batismo em águasLição 07 - A ordenança do batismo em águas
Lição 07 - A ordenança do batismo em águas
 
Doutrinas Bíblicas - Harmatiologia
Doutrinas Bíblicas - HarmatiologiaDoutrinas Bíblicas - Harmatiologia
Doutrinas Bíblicas - Harmatiologia
 
Lição 8 - A IGREJA E OS DONS ESPIRITUAIS
Lição 8 - A IGREJA E OS DONS ESPIRITUAISLição 8 - A IGREJA E OS DONS ESPIRITUAIS
Lição 8 - A IGREJA E OS DONS ESPIRITUAIS
 
Evangelhos sinóticos aula1
Evangelhos sinóticos aula1Evangelhos sinóticos aula1
Evangelhos sinóticos aula1
 
Lição 10 - Santificação: vontade e chamado de Deus para nós
Lição 10 - Santificação: vontade e chamado de Deus para nósLição 10 - Santificação: vontade e chamado de Deus para nós
Lição 10 - Santificação: vontade e chamado de Deus para nós
 
A doutrina do pecado
A doutrina do pecadoA doutrina do pecado
A doutrina do pecado
 
Bosquejo Sermones de Avivamiento
Bosquejo Sermones de AvivamientoBosquejo Sermones de Avivamiento
Bosquejo Sermones de Avivamiento
 
Lição 3 - A Santíssima Trindade: um só Deus em três pessoas
Lição 3 - A Santíssima Trindade: um só Deus em três pessoasLição 3 - A Santíssima Trindade: um só Deus em três pessoas
Lição 3 - A Santíssima Trindade: um só Deus em três pessoas
 
Curso para obreiros
Curso para obreirosCurso para obreiros
Curso para obreiros
 
O Tabernáculo
O TabernáculoO Tabernáculo
O Tabernáculo
 
Lição 4 - O Senhor e Salvador Jesus Cristo
Lição 4 - O Senhor e Salvador Jesus CristoLição 4 - O Senhor e Salvador Jesus Cristo
Lição 4 - O Senhor e Salvador Jesus Cristo
 
Hamartiologia
HamartiologiaHamartiologia
Hamartiologia
 

Destaque

Lição 9 a pureza do movimento pentecostal
Lição 9   a pureza do movimento pentecostalLição 9   a pureza do movimento pentecostal
Lição 9 a pureza do movimento pentecostal
Jose Ventura
 
A pureza do movimento pentecostal
A pureza do movimento pentecostalA pureza do movimento pentecostal
A pureza do movimento pentecostal
denilsonlemes
 
Lição 13 aviva ó senhor a tua obra
Lição 13   aviva ó senhor a tua obraLição 13   aviva ó senhor a tua obra
Lição 13 aviva ó senhor a tua obra
Jose Ventura
 

Destaque (20)

O culto a Deus
O culto a DeusO culto a Deus
O culto a Deus
 
Lição 9 a pureza do movimento pentecostal
Lição 9   a pureza do movimento pentecostalLição 9   a pureza do movimento pentecostal
Lição 9 a pureza do movimento pentecostal
 
EBD - LIÇÃO - 9 A PUREZA DO MOVIMENTO PENTECOSTAL
EBD - LIÇÃO - 9  A PUREZA DO MOVIMENTO PENTECOSTALEBD - LIÇÃO - 9  A PUREZA DO MOVIMENTO PENTECOSTAL
EBD - LIÇÃO - 9 A PUREZA DO MOVIMENTO PENTECOSTAL
 
A pureza do movimento pentecostal
A pureza do movimento pentecostalA pureza do movimento pentecostal
A pureza do movimento pentecostal
 
Lição 13 aviva ó senhor a tua obra
Lição 13   aviva ó senhor a tua obraLição 13   aviva ó senhor a tua obra
Lição 13 aviva ó senhor a tua obra
 
A chegada de Neemias
A chegada de NeemiasA chegada de Neemias
A chegada de Neemias
 
A verdadeira Adoração
A verdadeira AdoraçãoA verdadeira Adoração
A verdadeira Adoração
 
Lbj lição 10 a adoração sem conhecimento
Lbj lição 10  a adoração sem conhecimento Lbj lição 10  a adoração sem conhecimento
Lbj lição 10 a adoração sem conhecimento
 
Lição 6: Neemias lidera um genuíno avivamento
Lição 6:Neemias lidera um genuíno avivamentoLição 6:Neemias lidera um genuíno avivamento
Lição 6: Neemias lidera um genuíno avivamento
 
Adoração - Aula 01 - Culto e Adoração
Adoração - Aula 01 - Culto e AdoraçãoAdoração - Aula 01 - Culto e Adoração
Adoração - Aula 01 - Culto e Adoração
 
Lbj lição 11 A forma do culto
Lbj lição 11   A forma do cultoLbj lição 11   A forma do culto
Lbj lição 11 A forma do culto
 
O culto cristão a forma
O culto cristão   a formaO culto cristão   a forma
O culto cristão a forma
 
O verdadeiro cristão 01.02.2015
O verdadeiro cristão 01.02.2015O verdadeiro cristão 01.02.2015
O verdadeiro cristão 01.02.2015
 
Reverencia: Como devem se portar os Cristão na Casa do Senhor
Reverencia: Como devem se portar os Cristão na Casa do SenhorReverencia: Como devem se portar os Cristão na Casa do Senhor
Reverencia: Como devem se portar os Cristão na Casa do Senhor
 
Como dirigir um culto
Como dirigir um cultoComo dirigir um culto
Como dirigir um culto
 
Lição 8 - O genuíno culto pentecostal
Lição 8 - O genuíno culto pentecostalLição 8 - O genuíno culto pentecostal
Lição 8 - O genuíno culto pentecostal
 
Lição 11 - Um Igreja autenticamente pentecostal
Lição 11 - Um Igreja autenticamente pentecostalLição 11 - Um Igreja autenticamente pentecostal
Lição 11 - Um Igreja autenticamente pentecostal
 
Lição 8 - igreja - agente transformador da sociedade
Lição 8 - igreja - agente transformador da sociedadeLição 8 - igreja - agente transformador da sociedade
Lição 8 - igreja - agente transformador da sociedade
 
Lição 12 - Conservando a pureza da doutrina pentecostal
Lição 12 - Conservando a pureza da doutrina pentecostalLição 12 - Conservando a pureza da doutrina pentecostal
Lição 12 - Conservando a pureza da doutrina pentecostal
 
Lição 10 - A Missão Social da Igreja
Lição 10 - A Missão Social da IgrejaLição 10 - A Missão Social da Igreja
Lição 10 - A Missão Social da Igreja
 

Semelhante a LIÇÃO - 06 NEEMIAS LIDERA UM GENUÍNO AVIVAMENTO

Lição 6 - Neemias lidera um genuíno avivamento
Lição 6 - Neemias lidera um genuíno avivamentoLição 6 - Neemias lidera um genuíno avivamento
Lição 6 - Neemias lidera um genuíno avivamento
Ailton da Silva
 
Provoque seu crescimento parte 02
Provoque seu crescimento   parte 02Provoque seu crescimento   parte 02
Provoque seu crescimento parte 02
Adauto César
 
Curso de homilética ministério amor de deus 3
Curso de homilética ministério amor de deus 3Curso de homilética ministério amor de deus 3
Curso de homilética ministério amor de deus 3
Eney Lima
 
APRESENTAÇÃO OFICIAL
APRESENTAÇÃO OFICIALAPRESENTAÇÃO OFICIAL
APRESENTAÇÃO OFICIAL
Markson Cézar
 

Semelhante a LIÇÃO - 06 NEEMIAS LIDERA UM GENUÍNO AVIVAMENTO (20)

[EBD Maranata] Lição 06 - Neemias lidera um genuíno avivamento | Revista: Nee...
[EBD Maranata] Lição 06 - Neemias lidera um genuíno avivamento | Revista: Nee...[EBD Maranata] Lição 06 - Neemias lidera um genuíno avivamento | Revista: Nee...
[EBD Maranata] Lição 06 - Neemias lidera um genuíno avivamento | Revista: Nee...
 
Lição 6 - Neemias lidera um genuíno avivamento
Lição 6 - Neemias lidera um genuíno avivamentoLição 6 - Neemias lidera um genuíno avivamento
Lição 6 - Neemias lidera um genuíno avivamento
 
Seminario palavra expositiva
Seminario palavra expositivaSeminario palavra expositiva
Seminario palavra expositiva
 
Lição 6 - Neemias Lidera um Genuíno Avivamento
Lição 6 - Neemias Lidera um Genuíno AvivamentoLição 6 - Neemias Lidera um Genuíno Avivamento
Lição 6 - Neemias Lidera um Genuíno Avivamento
 
Provoque seu crescimento parte 02
Provoque seu crescimento   parte 02Provoque seu crescimento   parte 02
Provoque seu crescimento parte 02
 
Livrodeefesios pg
Livrodeefesios pgLivrodeefesios pg
Livrodeefesios pg
 
Lição 8 - O Povo é Impactado pela Palavra de Deus
Lição 8 - O Povo é Impactado pela Palavra de DeusLição 8 - O Povo é Impactado pela Palavra de Deus
Lição 8 - O Povo é Impactado pela Palavra de Deus
 
Curso de homilética ministério amor de deus 3
Curso de homilética ministério amor de deus 3Curso de homilética ministério amor de deus 3
Curso de homilética ministério amor de deus 3
 
APRESENTAÇÃO OFICIAL
APRESENTAÇÃO OFICIALAPRESENTAÇÃO OFICIAL
APRESENTAÇÃO OFICIAL
 
Ev efetivo 002
Ev efetivo 002Ev efetivo 002
Ev efetivo 002
 
Ev efetivo 002
Ev efetivo 002Ev efetivo 002
Ev efetivo 002
 
Transição e Implantação de Células nas Igrejas
Transição e Implantação de Células nas IgrejasTransição e Implantação de Células nas Igrejas
Transição e Implantação de Células nas Igrejas
 
Lição 9 - A Missão Ensinadora da Igreja
Lição 9 - A Missão Ensinadora da IgrejaLição 9 - A Missão Ensinadora da Igreja
Lição 9 - A Missão Ensinadora da Igreja
 
A importancia da ebd
A importancia da ebdA importancia da ebd
A importancia da ebd
 
Apostila de evangelismo marcos 16
Apostila de evangelismo marcos 16Apostila de evangelismo marcos 16
Apostila de evangelismo marcos 16
 
E.b.d jovens 1ºtrimestre 2017 lição 02
E.b.d   jovens 1ºtrimestre 2017 lição 02E.b.d   jovens 1ºtrimestre 2017 lição 02
E.b.d jovens 1ºtrimestre 2017 lição 02
 
Estudo biblico 24 dons espirituais - part2
Estudo biblico 24  dons espirituais - part2Estudo biblico 24  dons espirituais - part2
Estudo biblico 24 dons espirituais - part2
 
LIÇÃO - 12 A INTEGRIDADE DA DOUTRINA CRISTÃ
LIÇÃO - 12 A INTEGRIDADE DA DOUTRINA CRISTÃLIÇÃO - 12 A INTEGRIDADE DA DOUTRINA CRISTÃ
LIÇÃO - 12 A INTEGRIDADE DA DOUTRINA CRISTÃ
 
Palavras de células Maio
Palavras de células MaioPalavras de células Maio
Palavras de células Maio
 
CULTO SENHORAS ICM.pdf
CULTO SENHORAS ICM.pdfCULTO SENHORAS ICM.pdf
CULTO SENHORAS ICM.pdf
 

Mais de Igreja Evangélica Assembleia de Deus

Mais de Igreja Evangélica Assembleia de Deus (20)

LIÇÃO 09 - ORGANIZAÇÃO DO SERVIÇO RELIGIOSO
LIÇÃO 09 - ORGANIZAÇÃO DO SERVIÇO RELIGIOSOLIÇÃO 09 - ORGANIZAÇÃO DO SERVIÇO RELIGIOSO
LIÇÃO 09 - ORGANIZAÇÃO DO SERVIÇO RELIGIOSO
 
COMO ENFRENTAR A OPOSIÇÃO À OBRA DE DEUS
COMO ENFRENTAR A OPOSIÇÃO À OBRA DE DEUSCOMO ENFRENTAR A OPOSIÇÃO À OBRA DE DEUS
COMO ENFRENTAR A OPOSIÇÃO À OBRA DE DEUS
 
EBD LIÇÃO 13 - A PLENITUDE DO REINO DE DEUS
EBD LIÇÃO 13 - A PLENITUDE DO REINO DE DEUSEBD LIÇÃO 13 - A PLENITUDE DO REINO DE DEUS
EBD LIÇÃO 13 - A PLENITUDE DO REINO DE DEUS
 
Apresentação historia da ebd
Apresentação historia da ebdApresentação historia da ebd
Apresentação historia da ebd
 
Dia Nacional da Escola Dominical
Dia Nacional da Escola DominicalDia Nacional da Escola Dominical
Dia Nacional da Escola Dominical
 
EBD LIÇÃO 11 A INFLUENCIA CULTURAL DA IGREJA
EBD LIÇÃO 11 A INFLUENCIA CULTURAL DA IGREJAEBD LIÇÃO 11 A INFLUENCIA CULTURAL DA IGREJA
EBD LIÇÃO 11 A INFLUENCIA CULTURAL DA IGREJA
 
EBD - LIÇÃO 11 A INFLUENCIA CULTURAL DA IGREJA
EBD - LIÇÃO 11  A INFLUENCIA CULTURAL DA IGREJAEBD - LIÇÃO 11  A INFLUENCIA CULTURAL DA IGREJA
EBD - LIÇÃO 11 A INFLUENCIA CULTURAL DA IGREJA
 
LIÇÃO 09 - PRESERVANDO A IDENTIDADE DA IGREJA
LIÇÃO 09 - PRESERVANDO A IDENTIDADE DA IGREJALIÇÃO 09 - PRESERVANDO A IDENTIDADE DA IGREJA
LIÇÃO 09 - PRESERVANDO A IDENTIDADE DA IGREJA
 
LIÇÃO 08 - IGREJA - AGENTE TRANSFORMADOR DA SOCIEDADE1)
LIÇÃO 08 - IGREJA - AGENTE TRANSFORMADOR DA SOCIEDADE1)LIÇÃO 08 - IGREJA - AGENTE TRANSFORMADOR DA SOCIEDADE1)
LIÇÃO 08 - IGREJA - AGENTE TRANSFORMADOR DA SOCIEDADE1)
 
LIÇÃO 07 - A BELEZA DO SERVIÇO CRISTÃO
LIÇÃO 07 - A BELEZA DO SERVIÇO CRISTÃOLIÇÃO 07 - A BELEZA DO SERVIÇO CRISTÃO
LIÇÃO 07 - A BELEZA DO SERVIÇO CRISTÃO
 
LIÇÃO 06 A EFICÁCIA DO TESTEMUNHO CRISTÃO
LIÇÃO 06  A EFICÁCIA DO TESTEMUNHO CRISTÃOLIÇÃO 06  A EFICÁCIA DO TESTEMUNHO CRISTÃO
LIÇÃO 06 A EFICÁCIA DO TESTEMUNHO CRISTÃO
 
O Reino de Deus Através da Igreja
O Reino de Deus Através da IgrejaO Reino de Deus Através da Igreja
O Reino de Deus Através da Igreja
 
Comissão cultural e a grande comissão pdf
Comissão cultural e a grande comissão pdfComissão cultural e a grande comissão pdf
Comissão cultural e a grande comissão pdf
 
A vida do novo convertido
A vida do novo convertidoA vida do novo convertido
A vida do novo convertido
 
O PROJETO ORIGINAL DO REINO DE DEUS
O PROJETO ORIGINAL DO REINO DE DEUS O PROJETO ORIGINAL DO REINO DE DEUS
O PROJETO ORIGINAL DO REINO DE DEUS
 
LIÇÃO 11 - UMA IGREJA AUTENTICAMENTE PENTECOSTAL
LIÇÃO 11 - UMA IGREJA AUTENTICAMENTE PENTECOSTALLIÇÃO 11 - UMA IGREJA AUTENTICAMENTE PENTECOSTAL
LIÇÃO 11 - UMA IGREJA AUTENTICAMENTE PENTECOSTAL
 
Centenário das Assembléias de Deus no Brasil
Centenário das Assembléias de Deus no BrasilCentenário das Assembléias de Deus no Brasil
Centenário das Assembléias de Deus no Brasil
 
LIÇÃO 6 - DONS QUE MANIFESTAM A SABEDORIA DE DEUS
LIÇÃO 6 - DONS QUE MANIFESTAM A SABEDORIA DE DEUSLIÇÃO 6 - DONS QUE MANIFESTAM A SABEDORIA DE DEUS
LIÇÃO 6 - DONS QUE MANIFESTAM A SABEDORIA DE DEUS
 
A IMPORTÂNCIA DOS DONS ESPIRITUAIS
A IMPORTÂNCIA DOS DONS ESPIRITUAISA IMPORTÂNCIA DOS DONS ESPIRITUAIS
A IMPORTÂNCIA DOS DONS ESPIRITUAIS
 
Ebd 2011 lio 2 NOMES E SÍMBOLOS DO ESPÍRITO SANTO
Ebd 2011 lio 2   NOMES E SÍMBOLOS DO ESPÍRITO SANTOEbd 2011 lio 2   NOMES E SÍMBOLOS DO ESPÍRITO SANTO
Ebd 2011 lio 2 NOMES E SÍMBOLOS DO ESPÍRITO SANTO
 

LIÇÃO - 06 NEEMIAS LIDERA UM GENUÍNO AVIVAMENTO

  • 1. Igreja Evangélica Assembléia de Deus São José - SC EBD Lição 6 06/11/2011 Prof. Sérgio Lenz Fones (48) 8856-0625 ou 8855-0110 E-mail: ebd@adsaojose.com.br MSN: sergiolenz@hotmail.com
  • 2. Lição 6 06 de Novembro de 2011 Texto Áureo “E Esdras, o sacerdote, trouxe a Lei perante a congregação […] E leu nela […] desde a alva até ao meio-dia, perante homens, e mulheres, e sábios; e os ouvidos de todo o povo estavam atentos ao livro da Lei” (Ne 8:2,3) VERDADE PRÁTICA Somente o genuíno ensino da Palavra de Deus é capaz de produzir um verdadeiro avivamento.
  • 3. 1 – O POVO SE AJUNTOU NA PRAÇA PARA OUVIR Esboço da A LEITURA DA LEI Lição: 3–O 2– ENTENDIMENTO O ENSINO BÍBLICO DA PALAVRA GEROU O AVIVAMENTO
  • 4. O estudo da Palavra é a Fonte que gera o avivamento Vamos aprender com Neemias os princípios básicos que impulsionam um genuíno avivamento...
  • 5. 1.1 – Reunidos para ouvir a Lei: Os líderes bem-sucedidos precisam ser capazes de… • Comunicar-se. • Motivar. Interpreta a verdade dos fatos • Organizar equipes. • Solucionar problemas. Produz Define metas motivação • Resolver conflitos. claras. • Administrar mudanças. Compartilha as responsabilidades • Promover criatividade.
  • 6. 1.2 – O povo estava atento à leitura da Lei: O que se percebe em Neemias, é que, não somente ele tinha a intenção de ensinar, mas o povo estava ávido por aprender. Isto é uma combinação perfeita de resultados práticos!
  • 7. 1.3 – O culto de doutrina: Uma igreja sem “fome” da Palavra está doente. Os perigos que a rondam são:  A igreja tende a tornar-se uma empresa.  Os membros tendem a tornarem-se consumidores.  Os pastores tendem a tornarem-se megastars ou grandes empresários de “corporações eclesiais”.  A cultura contemporânea pode ser reproduzida pela igreja e não transformada.
  • 8. 1 – Qual o nome do local onde o povo reuniu-se para ouvir a Lei? 2 – Quanto tempo durou a leitura da Palavra e a sua explicação?
  • 9. 2.1 – Homens preparados para o ensino (Ne 8:7): Condição essencial exigida do ensinador da Bíblia: 1. Rendição antes da erudição. 2. Disposição de ser guiado pelo Espírito Santo antes da perícia. 3. Amor ao texto antes da ciência.
  • 10. 2.2 – O líder deve ser apto para o ensino: O desafio do ensinador frente a atualidade: ...em tempos de ativismo, como ensinar seus alunos a terem um coração de Maria em um mundo de Marta?
  • 11. 2.3 – A Bíblia é a Palavra de Deus: 1 – A BÍBLIA DÁ-NOS SABEDORIA. 2 – A BÍBLIA DÁ-NOS A ORIENTAÇÃO SEGURA. 3 – A BÍBLIA DÁ-NOS O NECESSÁRIO CONSOLO. 4 – A BÍBLIA DÁ-NOS A PROVISÃO DE SALVAÇÃO. 5 – A BÍBLIA LEVA-NOS AO LAR CELESTE.
  • 12. 3 – Qual é a base para um avivamento genuíno?
  • 13. 3.1 – O ensino significativo: O ensino significativo deve produzir, no mínimo, os seguintes resultados: • Consciência de sua salvação. • Convicção do chamado divino. • Compreensão dos planos de Deus. • Desejo de glorificar a Deus.
  • 14. 3.2 – “Comei as gorduras, e bebei as doçuras”(Ne 8:10): Ele defendeu a causa do pobre e do necessitado, e, assim tudo corria bem. Não é isso que significa conhecer-me? Jr 22:16 N.V.I.
  • 15. 3.3 – “A alegria do SENHOR é a nossa força”(Ne 8:10): O arrependimento e o choro são breves segundos… devemos depois vivenciar a alegria do Senhor! É possível absorvermo-nos tanto com as nossas falhas e pecados , e perder todo o culto. Ou fazer disso uma constante! Isso não é saúde espiritual, é obsessão. O principal fim do homem é glorificar a Deus e deleitar-se nele para sempre. v.10- Temos aí as ações que confirmam a espiritualidade sadia . O povo foi para casa a comer, a beber, a enviar porções e a regozijar- se... A alegria não é algo intangível e separado de realidade!
  • 16. 4 – O que ocorreu com o povo ao compreender a Palavra de Deus? 5 – A alegria do povo era decorrente de quê?
  • 17. Somente após a exposição da Lei de Deus na Praça de Jerusalém, foi que irrompeu um dos maiores avivamentos da história sagrada. O povo alegrou-se com o Templo construído sob a liderança de Esdras. A nação jubilou com a restauração dos muros sob a administração de Neemias. Mas o avivamento somente veio quando todos ouviram, compreenderam e obedeceram a Palavra de Deus.