Dia Nacional da Escola Dominical

11.502 visualizações

Publicada em

Elaborado por: Ev. Josias Rosa

Publicada em: Espiritual
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
11.502
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
148
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
176
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Dia Nacional da Escola Dominical

  1. 1. Relembrado a História da Escola Bíblica Dominical A Escola Dominical é um espaço oferecido pela igreja a fim decongregar os amam a Palavra de Deus. Ela é a maior agência de ensinopopular que a igreja possui, pois dela podem fazer parte, desde a criança até oancião. A Escola Bíblica Dominical existe para ministrar a palavra de Deus agrandes e pequenos, de forma pedagógica e espiritualmente edificante. I. Raízes Bíblicas A EBD moderna, como temos hoje, tem suas origens na época doantigo testamento, quando Deus pré-escreveu aos patriarcas e ao povo deIsrael sobre a importância de observar a Lei Divina. Nos dias de Moisés podemos observar que a responsabilidade doensino religioso estava com os pais. De fato, o lar sempre foi e sempre será olugar onde os filhos devem aprender a temer e a amar ao Senhor. “E asensinarás a teus filhos, e delas falarás sentado em tua casa e andando pelocaminho, ao [deitar]-te e ao levantar-te (Dt 6:7)”. Podemos observar no Pentateuco que havia reuniões públicas das quaisparticipavam homens, mulheres e crianças, para aprenderem a Lei Divina, (Dt31:12, 13). Durante o Cativeiro Babilônico os judeus exilados, privados de seutemplo em Jerusalém, instituíram as sinagogas tão mencionadas no novotestamento, a fim de ser usada na qualidade de escola pública, casa de cultos eescola bíblica. Dos cinco aos dez anos de idade as crianças recebiaminstruções religiosas nas sinagogas, dos dez aos quinze anos continuavam asinstruções religiosas acompanhada de auxilio de comentários e tradições dosrabinos. A principal reunião era realizada aos sábados pela manhã, sendo o seupúblico de jovens e adultos. Após o cativeiro nos dias de Esdras e Neemias a História nos mostra quehouve um grande avivamento entre os israelitas, quando foi lida a Palavra deDeus. É dessa época que temos o relato do primeiro movimento de ensino daPalavra de Deus, metodológico e popular, similar ao da nossa Escola Dominical(Ne 8:2...). Nos Dias de Jesus a preocupação com o ensino não era diferente. Jesuso Mestre dos mestres, priorizou o ensino sendo o nosso exemplo: Ele ensinounas sinagogas, em casas particulares, no templo, nas aldeias, ensinava asmultidões, a pequenos grupos e individualmente. II. A Escola Dominical Atual A Escola Bíblica Dominical como temos hoje, nasceu na cidade deGloucester no sul da Inglaterra no ano de 1780, tendo como seu fundador ojornalista evangélico (episcopal) Roberto Raikes de 44 anos de idade. Raikessentiu-se inspirado em fundar a Escola Dominical ao sentir compaixão vendocrianças que perambulavam pelas ruas de sua cidade entregues à ociosidade,ao abandono e ao vício sem qualquer orientação espiritual e perspectiva devida.
  2. 2. Raikes, que já realizava um trabalho junto aos detentos da cidade,pensando no futuro daquelas crianças, decidiu fazer um trabalho e investiunaquelas crianças para que elas mais tarde não fossem parar na prisão. Eleprocurava as crianças em plena rua e as conduzia ao local de reuniões,fazendo-lhes apelos para que todos os domingos estivessem ali reunidos.Podemos ver que o início desse trabalho não foi fácil. Em janeiro de 1782,funcionou a primeira Escola Dominical em caráter permanente. A história nos informa que outro promotor da EBD foi o Batista londrinoWillian Fox, que trabalhou harmoniosamente com Raikes. Raikes criou algumas diretrizes, como: Incluir noções de linguagem nasreuniões que eram ministradas as crianças, além de aritmética e instrução morale cívica. Os ensinos das escrituras consistiam em leitura e recitações. Emseguida teve a prática de comentar os versículos lidos. Muito depois é quesurgiram as revistas da EBD, com lições apropriadas e em série. No inicio do seu trabalho Raikes enfrentou muita oposição. As igrejas daépoca classificaram o surgimento as EBD como inovações desnecessárias.Alguns mais radicais acusavam Raikes de “profanador do domingo”. Diziam osseus oponentes que reunião de crianças mal comportadas no templo era umaprofanação. Porém Raikes pode contar com uma coluna forte na defesa e apoioda Escola Dominical, o jornal do qual ele era redator publicou uma série deartigos sob o título “A Escola Dominical”, sendo reproduzido nos jornaislondrinos. No dia 3 de novembro de 1783 Raikes publicou uma matériatestemunhando transformação ocorrida na vida de duas crianças. Por estarazão o dia 3 de novembro é considerado o dia natalício da Escola Dominical. Em 1784, isto é, quatro anos após o inicio do movimento, a EBD jácontava com mais de 250 mil alunos matriculados. Assim começou mais um dosmovimentos poderosos da história da igreja. III. Escola Dominical no Brasil Conta-se que em 29 de abril de 1836 desembarcou no Rio de Janeiro,proveniente de New York, Estados Unidos, o missionário Justin Spaulding,acompanhado de sua esposa, o filhinho Levi e sua empregada. Em carta aosecretário da Sociedade Missionária da Igreja Metodista Episcopal (IME),datada de 05/05/1836, menciona que já havia organizado uma pequena escoladominical com um grupo de metodistas, anteriormente evangelizado peloMissionário Fountain E. Pitts. Posteriormente em outra carta datada de 01/09/1836 declara que haviaconseguido organizar uma escola dominical denominada Escola DominicalMissionária Sul-Americana, auxiliar da União das Escolas Dominicais da IgrejaMetodista Episcopal. Conta que mais de 40 crianças e jovens se tornaraminteressados. Continua dizendo que a escola estava dividida em oito classes comquatro professores e quatro professoras, sendo realizada às 16h30min horasaos domingos. A escola dominical era composta de duas classes de negros,uma fala inglesa, a outro português. Conta que os alunos pareciam muitointeressados e ansiosos por aprender...”. Porém o trabalho da igreja metodista no Brasil teve pouca duração e em1941 ela encerrou suas atividades, vindo a se instalar definitivamente no Brasilsó em 05/08/1967.
  3. 3. Porém em 19 de agosto de 1855 a Escola Bíblica dominical teve inicioem caráter permanente no Brasil, na cidade de Petrópolis - RJ. O fundador foi omissionário Robert Read Kalley (1809 - 1888) e sua esposa Sra SarahPoulton Kaley (1825 - 1907), da Igreja Congregacional, vindos da Escócia. Ele anteriormente um médico ateu, que depois teve um encontro comDeus sob circunstâncias especiais, entregou-se à obra missionária. Suaaudiência não era grande; apenas cinco crianças assistiram àquela aula, masfoi o suficiente para que seu trabalho florescesse e alcançasse os lugares maisretirados de nosso país. Essa mesma Escola Dominical deu origem à Igreja Congregacional noBrasil. Hoje, no local onde funcionou a primeira Escola Dominical do Brasil,acha-se instalado um colégio (Colégio Opção, Rua Casemiro de Abreu -segundo informações da Igreja Congregacional de Petrópolis). Mas ainda épossível ver o memorial que registra este tão singular momento do ensino daPalavra de Deus em nossa terra. A EBD veio para ficar e ficou. Avançou, vem avançando, e crescendoentre todas as congregações. Há igrejas que no seu inicio não dão valor aoensino, mas logo após sente-se na obrigação de instituir a Escola Dominical,para que haja crescimento sólido e permanente. Foi assim que começou a EBDum dos movimentos mais poderosos da história da igreja do Senhor. Lembremo-nos que a Escola Dominical nasceu como um movimentoentre as crianças, hoje todas as faixas etárias estão sendo abençoadas, atravésdo aprendizado da palavra do Senhor, de forma metódica. IV. A Escola Bíblica Dominical na IEADJOO fundador da EBD em Joinville foi o missionário norte-americano Virgil FrankSmith, que, por treze anos dedicou-se a Igreja Evangélica Assembléia de Deusem Joinville - SC. Aqui chegando em 1942, sua primeira iniciativa foi criar aEscola Bíblica Dominical, incumbindo para a superintendência da mesma oentão Professor João Bernardino da Silveira Junior. A primeira iniciativa donosso lembrado irmão Jango, como era conhecido, foi separar os alunos poridade, o que hoje conhecemos por “faixa etária”. Ficaram então assimdistribuídas as classes:  Adultos Masculinos  Adultos femininos  Moços maiores  Moços menores  Moças maiores  Moças menoresInfantil com classes:0 a 7 anos8 a 12 anos A partir daí, cada professor escolheu um nome para a sua classe:  Servos do senhor (adultos) – Profº Virgil Frank Smith e Osmar Pereira  Servas do senhor (Adultos) – Profª Geralmina Muller e Laura Strauhs  Primogênitos (Jovens) – Profº Antonio Lopes dos Santos e João Bernardino da Silveira Junior, Pr. Satiro Loureiro  Jóias de Cristo (Jovens) – Profª Elidia Ferreira e Zadir Muller  Pastorinhas (adolescentes) – Profª Maria da Gloria Pereira
  4. 4.  Departamento infantil - Atuaram: Azenath Silveira, Maria Marques Miranda, Rosa Vieira, Osvaldina Pallar, etc. Louvamos a Deus pelos lideres que por aqui passaram que com amor,denodo e interesse, ministraram aos professores, orientações preciosas nasreuniões de professores que funcionavam às segundas feiras das 19h30min as21horas. Eram reuniões participativas por parte dos professores e auxiliares dotrabalho, onde o piso térreo do antigo templo superlotava de professoresdedicados, interessados no aprendizado da Palavra. A igreja de Joinville sempre primou pelo preparo dos professores, enviaaté hoje grande grupo para congressos, conferencias que tratem do assunto: Oensino na Escola Dominical. Em 1974, Joinville enviou ao Rio de Janeiro o 1º grupo de 12 professorespara o 1º CAPED (Curso de Aperfeiçoamento de professores de EscolaDominical). Era pastor em Joinville, o saudoso Pr. Liosés Domiciano, quetambém participou do evento, com sua esposa irmã Noemia Domiciano. Hoje aEscola Bíblica Dominical conta com um corpo docente de quase 1.300professores e um corpo discente de aproximadamente 11.000 alunosmatriculados nas 150 congregações em seu campo eclesiástico. Para que haja uma constante preparação e capacitação em nossoquadro de colaboradores a EBD conta com os seguintes Cursos:  Curso Preparatório de Orientadores de Crianças (CPOC)  Curso para Professores e Lideres de Adolescentes(CPLAD)  Curso para Superintendentes de Escola Dominical  Curso de Orientação e Motivação para Professores da Escola Dominical (COMPED).  Encontro de Escola Bíblica Dominical (ENCOEBD) Joinville Brilha no cenário Nacional como uma grande escola, tanto emnúmeros como em organização. Atualmente a Igreja Evangélica Assembléia de Deus em Joinville épresidida pelo Pr. Sergio Melfior e tem como Diretor Geral da EBD o Ev.Josias Rosa. Toda glória sejam dadas a Deus Pai, Filho e Espírito Santo.Elaborado por: Josias RosaÉ bacharel em teologia, evangelista da IEADJO, diretor Geral da EBD e pastordistrital 21(Petrópolis).Bibliografia:GILBERTO Antonio (Escola Dominical CPAD)GILBERTO Antonio (Caped – CPAD)HERMISTEN Maia Pereira da Costa (A História da EBD no Brasil)SANTOS Ady Lopes (entrevista) vice-Coordenadora da EBD da IEADJO

×