SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 16
COMOCOMO
DIRIGIRDIRIGIR
OO
CULTOCULTO
   Para  que  alguém  possa  dirigir  um  culto,  ele  deve  ter  o  conceito 
definido do mesmo. 
O QUE SIGNIFICA CULTUAR?
Visões Diversas:
-   Uma reunião da igreja;
-   Um encontro com Deus;
-    A Celebração do evangelho;
-    Ajuntamento do Povo de Deus;
-    A Comunhão em ação;
-    A presença de Deus se manifestando 
e a resposta do povo de Deus;
-    Um serviço prestado a Deus pelo 
Povo escolhido por Ele;
-    Sinônimo de Adoração. 
O QUE O CULTO NÃO É:
• Sacrifício oferecido a um Deus para aplacar a sua 
ira” (Esse é o culto pagão);
• Ritos religiosos tradicionais (Mc 7:6-7);
• Uma seqüência de músicas, leituras e mensagem;
• Um espetáculo a ser assistido;
• Uma reunião de clube social;
• Um desfile de moda;
• Um  lugar para passear...
4
Você tem cultuado a
Deus conforme
recomenda a Bíblia?
Cultuar ao SENHOR
não é apenas ir ao
Templo e se reunir com
os irmãos, pois muitos
vão a casa do SENHOR,
mas não lhe prestam
culto; não passam de
meros expectadores.
• Adorar a Deus
• Ensinar a palavra – Mt 28:19
• Persuadir os perdidos a confiar em Cristo – At 2
• Promover a comunhão – At 2:42;
• Preparação para o serviço do Reino
• Capacitação do Espírito - 1Co 14:24-25.
• Renovação espiritual
• Alimentar a alma
QUAIS OS PROPÓSITOS DO CULTO
a)      Requisitos espirituais:
•Conhecer a Palavra de Deus;
•Dependência de Deus;
•Convicção de sua missão de servo;
•Experiências espirituais crescentes;
•Unção do Espírito;
•Testemunho de vida cristã;
•Humildade.
b)      Requisitos Técnicos:
•Facilidade de Expressão;
•Simpatia;
•Capacidade de síntese;
•Conhecimento;
•Liderança.
QUEM DEVE DIRIGIR O
CULTO?
ComoComo
prepararpreparar
umum
programaprograma
a. Ore para que Deus o ajude nesta tarefa;
b.Ore por um discernimento das
carências espirituais da Igreja reunida;
c. Ore pelas demais pessoas envolvidas
na organização e execução do culto.
d.Leia e Bíblia e medite no texto que
vai usar
e. Cuidado com a aparência, evite causar
escândalos
1) A PREPARAÇÃO:
1º Qual a ênfase do programa?
•Missões, evangelístico, jovens, senhoras etc.
2º Quem serão os envolvidos?
•Coro, Grupo de louvor, música,
instrumental, coreografia, teatro, etc…
•Pregador
•Oportunidades (use um numero razoável de irmãos)
3º Visitantes (se há visitantes no recinto e quem são)
2) JUNTE INFORMAÇÕES
NECESSÁRIAS:
A Palavra de Deus é o alimento da alma! A palavra é
o centro do culto
3) COMPOSIÇÃO DO CULTO
A oração pode ser de confissão, petição, intercessão: pessoas
diferentes trazem expectativas e problemas diferentes. A
oração é a oportunidade de um contato individual, ou em
pequenos grupos, ou coletivo como o Deus adorado.
3) COMPOSIÇÃO DO CULTO
O crente deve fazer no púlpito aquilo que
pediu ao dirigente para fazer ou para o que
foi convidado a fazer. Muitos são
chamados para dar testemunho e acabam
pregando e, ainda por cima, cantam mais
um hino. Isso é impróprio.
3) COMPOSIÇÃO DO CULTO
3) COMPOSIÇÃO DO CULTO
Infelizmente quem prega, ensina ou administra o culto, em
muitos casos, sabe bem mandar a congregação cantar e
louvar, mas ele mesmo não abre a boca em nenhum
momento para louvar a Deus.
A Contribuição e o momento onde o povo de Deus poderá
semear no Reino do Senhor, e não deve ser feita como algo
vergonhoso, mas sim, de grande importância.
3) COMPOSIÇÃO DO CULTO
a) Evite quebras de emoção. Exemplo: euforia,
imediatamente para contrição ou para momentos que
exijam grande concentração; ou vice-versa. Mudanças do
ambiente devem ser preparadas.
4)   EVITE NO CULTO
b) Evite “buracos” que quebram a
prejudicam a visão e percepção do
todo. (Obs: os momentos de
silêncio intencionais distinguem-se
destes buracos).
c) Não pregar.
Espera-se que um culto tenha:
•Encontro sensível com Deus.
•Essência espiritual;
•Conteúdo bíblico;
•Unidade e coerência;
•Envolvente, contagiante;
•Criatividade;
5)  CONCLUSÃO:

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

(01) mensagem especial para abertura de célula
(01) mensagem especial para abertura de célula(01) mensagem especial para abertura de célula
(01) mensagem especial para abertura de célula
Eduardo da Silva
 
Obreiro aprovado
Obreiro aprovadoObreiro aprovado
Obreiro aprovado
shalonahr
 
Princípios para uma Vida de Santidade
Princípios para uma Vida de SantidadePrincípios para uma Vida de Santidade
Princípios para uma Vida de Santidade
IBMemorialJC
 

Mais procurados (20)

(01) mensagem especial para abertura de célula
(01) mensagem especial para abertura de célula(01) mensagem especial para abertura de célula
(01) mensagem especial para abertura de célula
 
Conhecendo a salvação
Conhecendo a salvaçãoConhecendo a salvação
Conhecendo a salvação
 
Obreiro aprovado
Obreiro aprovadoObreiro aprovado
Obreiro aprovado
 
Evangelismo estudo pratico
Evangelismo   estudo pratico Evangelismo   estudo pratico
Evangelismo estudo pratico
 
Os Perigos das Obras da Carne
Os Perigos das Obras da CarneOs Perigos das Obras da Carne
Os Perigos das Obras da Carne
 
Intercessão
Intercessão Intercessão
Intercessão
 
O que e Igreja
O que e IgrejaO que e Igreja
O que e Igreja
 
Manual do obreiro adrv 2019
Manual do obreiro adrv 2019Manual do obreiro adrv 2019
Manual do obreiro adrv 2019
 
Evangelismo conteúdo, método e motivação.
Evangelismo   conteúdo, método e motivação.Evangelismo   conteúdo, método e motivação.
Evangelismo conteúdo, método e motivação.
 
Vida de oração
Vida de oraçãoVida de oração
Vida de oração
 
Apostila para formação de obreiros
Apostila para formação de obreirosApostila para formação de obreiros
Apostila para formação de obreiros
 
Lição 7 - A Mordomia dos Dízimos e Ofertas
Lição 7 - A Mordomia dos Dízimos e OfertasLição 7 - A Mordomia dos Dízimos e Ofertas
Lição 7 - A Mordomia dos Dízimos e Ofertas
 
TREINAMENTO PARA EVANGELISMO
TREINAMENTO PARA EVANGELISMOTREINAMENTO PARA EVANGELISMO
TREINAMENTO PARA EVANGELISMO
 
Estudo 16 oração e jejum
Estudo 16   oração e jejumEstudo 16   oração e jejum
Estudo 16 oração e jejum
 
sLição 5 jesus e a implantação do reino de deus
sLição 5   jesus e a implantação do reino de deussLição 5   jesus e a implantação do reino de deus
sLição 5 jesus e a implantação do reino de deus
 
LIBERTAÇÃO
LIBERTAÇÃOLIBERTAÇÃO
LIBERTAÇÃO
 
02 doutrinas bíblicas
02 doutrinas bíblicas02 doutrinas bíblicas
02 doutrinas bíblicas
 
Série Igreja A igreja que queremos ser
Série Igreja   A igreja que queremos serSérie Igreja   A igreja que queremos ser
Série Igreja A igreja que queremos ser
 
Apostila evangelismo
Apostila evangelismoApostila evangelismo
Apostila evangelismo
 
Princípios para uma Vida de Santidade
Princípios para uma Vida de SantidadePrincípios para uma Vida de Santidade
Princípios para uma Vida de Santidade
 

Destaque

A NECESSIDADE DE ORDEM NO CULTO
A NECESSIDADE DE ORDEM NO CULTOA NECESSIDADE DE ORDEM NO CULTO
A NECESSIDADE DE ORDEM NO CULTO
ibpd
 
ordem de culto congregação batista boas novas - 01. 04.2012
ordem de culto congregação batista boas novas - 01. 04.2012ordem de culto congregação batista boas novas - 01. 04.2012
ordem de culto congregação batista boas novas - 01. 04.2012
Juliana Diniz
 
O comportamento na casa de Deus: um contexto adventista
O comportamento na casa de Deus: um contexto adventistaO comportamento na casa de Deus: um contexto adventista
O comportamento na casa de Deus: um contexto adventista
Lucas Samuel Rojo
 
ordem culto 14.04 congregação batista Boas Novas - maceió al
ordem culto 14.04 congregação batista Boas Novas - maceió alordem culto 14.04 congregação batista Boas Novas - maceió al
ordem culto 14.04 congregação batista Boas Novas - maceió al
Juliana Diniz
 
Temas atuais que tem afastado os jovens da igreja
Temas atuais que tem afastado os jovens da igrejaTemas atuais que tem afastado os jovens da igreja
Temas atuais que tem afastado os jovens da igreja
Dilean Melo
 
Liturgia cristã
Liturgia cristãLiturgia cristã
Liturgia cristã
Omarbail
 
Formação em Liturgia
Formação em LiturgiaFormação em Liturgia
Formação em Liturgia
iaymesobrino
 

Destaque (20)

O culto cristão a forma
O culto cristão   a formaO culto cristão   a forma
O culto cristão a forma
 
Reverencia: Como devem se portar os Cristão na Casa do Senhor
Reverencia: Como devem se portar os Cristão na Casa do SenhorReverencia: Como devem se portar os Cristão na Casa do Senhor
Reverencia: Como devem se portar os Cristão na Casa do Senhor
 
A NECESSIDADE DE ORDEM NO CULTO
A NECESSIDADE DE ORDEM NO CULTOA NECESSIDADE DE ORDEM NO CULTO
A NECESSIDADE DE ORDEM NO CULTO
 
Disciplina O Culto Bíblico
Disciplina O Culto BíblicoDisciplina O Culto Bíblico
Disciplina O Culto Bíblico
 
Lbj lição 11 A forma do culto
Lbj lição 11   A forma do cultoLbj lição 11   A forma do culto
Lbj lição 11 A forma do culto
 
ordem de culto congregação batista boas novas - 01. 04.2012
ordem de culto congregação batista boas novas - 01. 04.2012ordem de culto congregação batista boas novas - 01. 04.2012
ordem de culto congregação batista boas novas - 01. 04.2012
 
Ensinando seu filho a ser reverente na igreja
Ensinando seu filho a ser reverente na igrejaEnsinando seu filho a ser reverente na igreja
Ensinando seu filho a ser reverente na igreja
 
Princípios do culto a Deus
Princípios do culto a DeusPrincípios do culto a Deus
Princípios do culto a Deus
 
O culto cristão a essência
O culto cristão    a essênciaO culto cristão    a essência
O culto cristão a essência
 
O comportamento na casa de Deus: um contexto adventista
O comportamento na casa de Deus: um contexto adventistaO comportamento na casa de Deus: um contexto adventista
O comportamento na casa de Deus: um contexto adventista
 
ordem culto 14.04 congregação batista Boas Novas - maceió al
ordem culto 14.04 congregação batista Boas Novas - maceió alordem culto 14.04 congregação batista Boas Novas - maceió al
ordem culto 14.04 congregação batista Boas Novas - maceió al
 
Temas atuais que tem afastado os jovens da igreja
Temas atuais que tem afastado os jovens da igrejaTemas atuais que tem afastado os jovens da igreja
Temas atuais que tem afastado os jovens da igreja
 
Liturgia cristã
Liturgia cristãLiturgia cristã
Liturgia cristã
 
Lição 9ª Comportamento no culto público
Lição 9ª Comportamento no culto públicoLição 9ª Comportamento no culto público
Lição 9ª Comportamento no culto público
 
éTica na igreja
éTica na igrejaéTica na igreja
éTica na igreja
 
O Cristão e os perigos das "Redes" Sociais
O Cristão e os perigos das "Redes" Sociais O Cristão e os perigos das "Redes" Sociais
O Cristão e os perigos das "Redes" Sociais
 
LBJ LIÇÃO 12 - MODISMOS NA ADORAÇÃO E NO LOUVOR
LBJ LIÇÃO 12 - MODISMOS NA ADORAÇÃO E NO LOUVORLBJ LIÇÃO 12 - MODISMOS NA ADORAÇÃO E NO LOUVOR
LBJ LIÇÃO 12 - MODISMOS NA ADORAÇÃO E NO LOUVOR
 
Adoração - Aula 01 - Culto e Adoração
Adoração - Aula 01 - Culto e AdoraçãoAdoração - Aula 01 - Culto e Adoração
Adoração - Aula 01 - Culto e Adoração
 
Formação de Liturgia - 03/11/2013
Formação de Liturgia - 03/11/2013Formação de Liturgia - 03/11/2013
Formação de Liturgia - 03/11/2013
 
Formação em Liturgia
Formação em LiturgiaFormação em Liturgia
Formação em Liturgia
 

Semelhante a Como dirigir um culto

10ª oração como estilo de vida - revizado
10ª   oração como estilo de vida   - revizado10ª   oração como estilo de vida   - revizado
10ª oração como estilo de vida - revizado
Zorli da Costa
 
Boletim Fevereiro 2012
Boletim Fevereiro 2012Boletim Fevereiro 2012
Boletim Fevereiro 2012
willams
 
4.a experiencia das disciplinas espirituais
4.a experiencia das disciplinas espirituais4.a experiencia das disciplinas espirituais
4.a experiencia das disciplinas espirituais
Jr Buzinely
 
Intercessão no gou
Intercessão no gouIntercessão no gou
Intercessão no gou
Marcos Dias
 
Práticas espirituais
Práticas espirituaisPráticas espirituais
Práticas espirituais
Cassio Felipe
 
friezaespiritual-160117125016 (1).pdf
friezaespiritual-160117125016 (1).pdffriezaespiritual-160117125016 (1).pdf
friezaespiritual-160117125016 (1).pdf
Tiago Silva
 
Boletim Jovem Fevereiro 2012
Boletim Jovem Fevereiro 2012Boletim Jovem Fevereiro 2012
Boletim Jovem Fevereiro 2012
willams
 
Programa sugestivo 10 h jejum 2020
Programa sugestivo 10 h jejum 2020Programa sugestivo 10 h jejum 2020
Programa sugestivo 10 h jejum 2020
WelesonFernandes1
 

Semelhante a Como dirigir um culto (20)

ministerio videira2.pdf
ministerio videira2.pdfministerio videira2.pdf
ministerio videira2.pdf
 
O Louvor No Grupo De Oração
O Louvor No Grupo De OraçãoO Louvor No Grupo De Oração
O Louvor No Grupo De Oração
 
Manual de Cerimônias - Timóteo Ramos de Oliveira
Manual de Cerimônias - Timóteo Ramos de OliveiraManual de Cerimônias - Timóteo Ramos de Oliveira
Manual de Cerimônias - Timóteo Ramos de Oliveira
 
10ª oração como estilo de vida - revizado
10ª   oração como estilo de vida   - revizado10ª   oração como estilo de vida   - revizado
10ª oração como estilo de vida - revizado
 
Oração
OraçãoOração
Oração
 
Boletim Fevereiro 2012
Boletim Fevereiro 2012Boletim Fevereiro 2012
Boletim Fevereiro 2012
 
4.a experiencia das disciplinas espirituais
4.a experiencia das disciplinas espirituais4.a experiencia das disciplinas espirituais
4.a experiencia das disciplinas espirituais
 
Estudo Celiulas 2
Estudo Celiulas 2Estudo Celiulas 2
Estudo Celiulas 2
 
Lição 10 - O jovem e a consagração
Lição 10 - O jovem e a consagraçãoLição 10 - O jovem e a consagração
Lição 10 - O jovem e a consagração
 
Praticando os cinco tipos de oração
Praticando os cinco tipos de oraçãoPraticando os cinco tipos de oração
Praticando os cinco tipos de oração
 
Aula 09 - Seminário Sobre a Igreja (Segunda Temporada)
Aula 09 - Seminário Sobre a Igreja (Segunda Temporada)Aula 09 - Seminário Sobre a Igreja (Segunda Temporada)
Aula 09 - Seminário Sobre a Igreja (Segunda Temporada)
 
Dia Mundial de Oração
Dia Mundial de Oração Dia Mundial de Oração
Dia Mundial de Oração
 
Intercessão no gou
Intercessão no gouIntercessão no gou
Intercessão no gou
 
Práticas espirituais
Práticas espirituaisPráticas espirituais
Práticas espirituais
 
Grandesoracoes pg
Grandesoracoes pgGrandesoracoes pg
Grandesoracoes pg
 
Do esfriamento espiritual à queda
Do esfriamento espiritual à quedaDo esfriamento espiritual à queda
Do esfriamento espiritual à queda
 
friezaespiritual-160117125016 (1).pdf
friezaespiritual-160117125016 (1).pdffriezaespiritual-160117125016 (1).pdf
friezaespiritual-160117125016 (1).pdf
 
Boletim Jovem Fevereiro 2012
Boletim Jovem Fevereiro 2012Boletim Jovem Fevereiro 2012
Boletim Jovem Fevereiro 2012
 
Programa sugestivo 10 h jejum 2020
Programa sugestivo 10 h jejum 2020Programa sugestivo 10 h jejum 2020
Programa sugestivo 10 h jejum 2020
 
Programa sugestivo 10 h jejum 2020
Programa sugestivo 10 h jejum 2020Programa sugestivo 10 h jejum 2020
Programa sugestivo 10 h jejum 2020
 

Mais de Paulo Roberto (11)

Três campos de batalha espiritual
Três campos de batalha espiritualTrês campos de batalha espiritual
Três campos de batalha espiritual
 
Sinais que antecedem a volta de cristo
Sinais que antecedem a volta de cristoSinais que antecedem a volta de cristo
Sinais que antecedem a volta de cristo
 
Principios de autoridade
Principios de autoridadePrincipios de autoridade
Principios de autoridade
 
O pecado de Davi
O pecado de DaviO pecado de Davi
O pecado de Davi
 
O cristão e o perdão
O cristão e  o perdãoO cristão e  o perdão
O cristão e o perdão
 
Principes de Deus
Principes de DeusPrincipes de Deus
Principes de Deus
 
Aliança perigosa
Aliança perigosaAliança perigosa
Aliança perigosa
 
Ceia do Senhor
Ceia do SenhorCeia do Senhor
Ceia do Senhor
 
Andar com cristo
Andar com cristoAndar com cristo
Andar com cristo
 
Desperta Igreja
Desperta IgrejaDesperta Igreja
Desperta Igreja
 
A igrea e a disciplina
A igrea e a disciplinaA igrea e a disciplina
A igrea e a disciplina
 

Último

Folder clube de Desbravadores.............
Folder clube de Desbravadores.............Folder clube de Desbravadores.............
Folder clube de Desbravadores.............
MilyFonceca
 
Orações que abrem as comportas do Céu - Jhon Eckhardt.pdf
Orações que abrem as comportas do Céu - Jhon Eckhardt.pdfOrações que abrem as comportas do Céu - Jhon Eckhardt.pdf
Orações que abrem as comportas do Céu - Jhon Eckhardt.pdf
StelaWilbert
 

Último (14)

Curso Básico de Teologia - Bibliologia - Apresentação
Curso Básico de Teologia - Bibliologia - ApresentaçãoCurso Básico de Teologia - Bibliologia - Apresentação
Curso Básico de Teologia - Bibliologia - Apresentação
 
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 135 - Renovação Necessária
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 135 - Renovação NecessáriaSérie Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 135 - Renovação Necessária
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 135 - Renovação Necessária
 
Bíblia Sagrada - Ezequiel - slides powerpoint.pptx
Bíblia Sagrada - Ezequiel - slides powerpoint.pptxBíblia Sagrada - Ezequiel - slides powerpoint.pptx
Bíblia Sagrada - Ezequiel - slides powerpoint.pptx
 
ESQUEMA PARA LECTIO DIVINA PARA LEIGOS 2024
ESQUEMA PARA LECTIO DIVINA PARA LEIGOS 2024ESQUEMA PARA LECTIO DIVINA PARA LEIGOS 2024
ESQUEMA PARA LECTIO DIVINA PARA LEIGOS 2024
 
Oração Para Os Estudos São Tomás De Aquino
Oração Para Os Estudos São Tomás De AquinoOração Para Os Estudos São Tomás De Aquino
Oração Para Os Estudos São Tomás De Aquino
 
Hermann Hesse - Sidarta - Livro para Autoconhecimento
Hermann Hesse - Sidarta - Livro para AutoconhecimentoHermann Hesse - Sidarta - Livro para Autoconhecimento
Hermann Hesse - Sidarta - Livro para Autoconhecimento
 
Folder clube de Desbravadores.............
Folder clube de Desbravadores.............Folder clube de Desbravadores.............
Folder clube de Desbravadores.............
 
pdfcoffee.com_ltt-se6sizea4-pdf-free.pdf
pdfcoffee.com_ltt-se6sizea4-pdf-free.pdfpdfcoffee.com_ltt-se6sizea4-pdf-free.pdf
pdfcoffee.com_ltt-se6sizea4-pdf-free.pdf
 
Livro Atos dos apóstolos estudo 12- Cap 25 e 26.pptx
Livro Atos dos apóstolos  estudo 12- Cap 25 e 26.pptxLivro Atos dos apóstolos  estudo 12- Cap 25 e 26.pptx
Livro Atos dos apóstolos estudo 12- Cap 25 e 26.pptx
 
Bíblia Sagrada _ Oséias - slides powerpoint.pptx
Bíblia Sagrada _ Oséias - slides powerpoint.pptxBíblia Sagrada _ Oséias - slides powerpoint.pptx
Bíblia Sagrada _ Oséias - slides powerpoint.pptx
 
Orações que abrem as comportas do Céu - Jhon Eckhardt.pdf
Orações que abrem as comportas do Céu - Jhon Eckhardt.pdfOrações que abrem as comportas do Céu - Jhon Eckhardt.pdf
Orações que abrem as comportas do Céu - Jhon Eckhardt.pdf
 
Ciclos de Aprendizados: “Uma Análise da Evolução Espiritual Através das Exis...
Ciclos de Aprendizados:  “Uma Análise da Evolução Espiritual Através das Exis...Ciclos de Aprendizados:  “Uma Análise da Evolução Espiritual Através das Exis...
Ciclos de Aprendizados: “Uma Análise da Evolução Espiritual Através das Exis...
 
Bíblia Sagrada - Daniel - slide powerpoint.pptx
Bíblia Sagrada - Daniel - slide powerpoint.pptxBíblia Sagrada - Daniel - slide powerpoint.pptx
Bíblia Sagrada - Daniel - slide powerpoint.pptx
 
Especialidade Pioneiros Adventistas (Desbravadores).pptx
Especialidade Pioneiros Adventistas (Desbravadores).pptxEspecialidade Pioneiros Adventistas (Desbravadores).pptx
Especialidade Pioneiros Adventistas (Desbravadores).pptx
 

Como dirigir um culto

  • 2.    Para  que  alguém  possa  dirigir  um  culto,  ele  deve  ter  o  conceito  definido do mesmo.  O QUE SIGNIFICA CULTUAR? Visões Diversas: -   Uma reunião da igreja; -   Um encontro com Deus; -    A Celebração do evangelho; -    Ajuntamento do Povo de Deus; -    A Comunhão em ação; -    A presença de Deus se manifestando  e a resposta do povo de Deus; -    Um serviço prestado a Deus pelo  Povo escolhido por Ele; -    Sinônimo de Adoração. 
  • 3. O QUE O CULTO NÃO É: • Sacrifício oferecido a um Deus para aplacar a sua  ira” (Esse é o culto pagão); • Ritos religiosos tradicionais (Mc 7:6-7); • Uma seqüência de músicas, leituras e mensagem; • Um espetáculo a ser assistido; • Uma reunião de clube social; • Um desfile de moda; • Um  lugar para passear...
  • 4. 4 Você tem cultuado a Deus conforme recomenda a Bíblia? Cultuar ao SENHOR não é apenas ir ao Templo e se reunir com os irmãos, pois muitos vão a casa do SENHOR, mas não lhe prestam culto; não passam de meros expectadores.
  • 5. • Adorar a Deus • Ensinar a palavra – Mt 28:19 • Persuadir os perdidos a confiar em Cristo – At 2 • Promover a comunhão – At 2:42; • Preparação para o serviço do Reino • Capacitação do Espírito - 1Co 14:24-25. • Renovação espiritual • Alimentar a alma QUAIS OS PROPÓSITOS DO CULTO
  • 6. a)      Requisitos espirituais: •Conhecer a Palavra de Deus; •Dependência de Deus; •Convicção de sua missão de servo; •Experiências espirituais crescentes; •Unção do Espírito; •Testemunho de vida cristã; •Humildade. b)      Requisitos Técnicos: •Facilidade de Expressão; •Simpatia; •Capacidade de síntese; •Conhecimento; •Liderança. QUEM DEVE DIRIGIR O CULTO?
  • 8. a. Ore para que Deus o ajude nesta tarefa; b.Ore por um discernimento das carências espirituais da Igreja reunida; c. Ore pelas demais pessoas envolvidas na organização e execução do culto. d.Leia e Bíblia e medite no texto que vai usar e. Cuidado com a aparência, evite causar escândalos 1) A PREPARAÇÃO:
  • 9. 1º Qual a ênfase do programa? •Missões, evangelístico, jovens, senhoras etc. 2º Quem serão os envolvidos? •Coro, Grupo de louvor, música, instrumental, coreografia, teatro, etc… •Pregador •Oportunidades (use um numero razoável de irmãos) 3º Visitantes (se há visitantes no recinto e quem são) 2) JUNTE INFORMAÇÕES NECESSÁRIAS:
  • 10. A Palavra de Deus é o alimento da alma! A palavra é o centro do culto 3) COMPOSIÇÃO DO CULTO
  • 11. A oração pode ser de confissão, petição, intercessão: pessoas diferentes trazem expectativas e problemas diferentes. A oração é a oportunidade de um contato individual, ou em pequenos grupos, ou coletivo como o Deus adorado. 3) COMPOSIÇÃO DO CULTO
  • 12. O crente deve fazer no púlpito aquilo que pediu ao dirigente para fazer ou para o que foi convidado a fazer. Muitos são chamados para dar testemunho e acabam pregando e, ainda por cima, cantam mais um hino. Isso é impróprio. 3) COMPOSIÇÃO DO CULTO
  • 13. 3) COMPOSIÇÃO DO CULTO Infelizmente quem prega, ensina ou administra o culto, em muitos casos, sabe bem mandar a congregação cantar e louvar, mas ele mesmo não abre a boca em nenhum momento para louvar a Deus.
  • 14. A Contribuição e o momento onde o povo de Deus poderá semear no Reino do Senhor, e não deve ser feita como algo vergonhoso, mas sim, de grande importância. 3) COMPOSIÇÃO DO CULTO
  • 15. a) Evite quebras de emoção. Exemplo: euforia, imediatamente para contrição ou para momentos que exijam grande concentração; ou vice-versa. Mudanças do ambiente devem ser preparadas. 4)   EVITE NO CULTO b) Evite “buracos” que quebram a prejudicam a visão e percepção do todo. (Obs: os momentos de silêncio intencionais distinguem-se destes buracos). c) Não pregar.
  • 16. Espera-se que um culto tenha: •Encontro sensível com Deus. •Essência espiritual; •Conteúdo bíblico; •Unidade e coerência; •Envolvente, contagiante; •Criatividade; 5)  CONCLUSÃO:

Notas do Editor

  1. Cultuar é: atribuir honra e glória a quem ou a que o adorador considera de valor supremo;
  2. Oração confissão, petição, intercessão: pessoas diferentes trazem expectativas e problemas diferentes. A oração é a oportunidade de um contato individual, ou em pequenos grupos, ou coletivo como o Deus adorado.