A Transparência e a Sustentabilidade  no Mercado de Capitais 16 de julho de 2009 Adriana Sanches BM&FBOVESPA
ISE – Índice de Sustentabilidade Empresarial   “ As empresas selecionadas são aquelas que se destacam por adotar estratégi...
Seleção da Carteira e  Estrutura do Questionário <ul><li>O questionário é subdivido em 6 dimensões: </li></ul><ul><li>Gera...
Metodologia para Seleção da Carteira <ul><li>Com base no questionário e documentos a FGV chega à pontuação </li></ul><ul><...
<ul><li>29 empresas representando 12 setores; </li></ul><ul><li>Para compor os percentuais de participação das ações na ca...
Novidades <ul><li>Limite de participação Setorial na Carteira </li></ul><ul><ul><li>O limite de participação hoje vigente ...
Crescimento dos Investimentos  em SRI nos Estados Unidos Fonte : www.socialinvest.org
DJSI WORLD x MSCI WORLD Base 100 = 31/12/1993 153,49% 58,02% Até 14/07/2009
No Brasil -  Fundos de ações com foco  em Sustentabilidade   Fonte: ANBID FUNDOS Patrimônio Líquido em  13/07/2009(R$) BB ...
<ul><li>MOTIVAÇÃO </li></ul><ul><li>Qual a principal motivação para participar do processo seletivo do ISE? </li></ul><ul>...
MAIO Convite oficial às empresas  início Consulta pública JUNHO Audiência pública Questionário Preenchimento MAIO JUNHO 15...
 
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

A Transparência e a Sustentabilidade no Mercado de Capitais - Adriana Sanches- Gerente de Renda Variável da BM&FBOVESPA

1.104 visualizações

Publicada em

0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
1.104
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
6
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
19
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide
  • A Bolsa havia implementado os segmentos de listagem com regras de governança corporativa, uma experiência bem sucedida para colocar em pauta a discussão sobre as melhores práticas de governança corporativa. Como consequência, atraiu várias empresas para o mercado e possibilitou captação de recursos via emissão de ações. Começamos a pensar como podíamos estimular a discussão sobre sustentabilidade e o comprometimento e a adoção de práticas corporativa sustentáveis... Na mesma época o então presidente da BOVESPA, Magliano foi procurado por um importante bancos que vinha atuando intensamente no Brasil para promover a conscientização da questão societária. Olhamos para a experiência internacional..........nos outros países geralmente não são as bolsas que criaram índices que congregam empresas comprometidas com sustentabilidade. Vimos a experiência da Bolsa da Africa do Sul que na época estava também estudando a ............ E pensamos, a Bolsa não é especialista no tema sustentabilidade e, portanto, qualquer iniciativa nessa precisaria contar com a colaboração de entidades especialistas nos diversos campos da sustentabilidade e dessa forma criar a referência do que devia se considerado, avaliado, etc. Com isso, compôs-se o Conselho do ISE, com a participação ABRAPP, APIMEC, ANBID, BOVESPA, IBGC, Instituto Ethos, IFC, MMA e PNUMA*
  • Como o ISE é composto? Primeiro para ser um índice de ações, e uma referência para o mercado, é importante ser composto por ações de empresas que tenham uma certa liquidez. As empresas cujas ações estão entre as 150 mais líquidas são convidadas a responder o questionário do ISE. As demais podem responder como treineiras. O questionário é subdivido em 6 dimensões.
  • Com base no questionário e documentos a FGV chega à pontuação. Somente para ilustrar, as empresas que atingem uma certa pontuação, isto é, estão acima de uma linha de corte deverão compor a carteira do ISE. Aquelas que não conseguiram atingir o mínimo de pontuação necessário, a discussão é levada para o Conselho do ISE. Eventualmente, uma empresa muito bem avaliada, mas que devido a fatos recentes e questões que podem por em risco a sua sustentabilidade são discutidas no Conselho. Que seria a parte em amarelo. E, por fim, a parte em vermelho são as empresas que não conseguiram atingir patamares mínimos para serem inseridas no Índice de Sustentabilidade Empresarial. O questionário pode ajudar no processo interno das empresas de discussão quanto às questões de sustentabilidade. Funcionar como uma referência e contribuir nas mudanças. É comum empresas adotarem diversas práticas sustentáveis mas tais procedimentos não estão formalizados e portanto poderiam ser abandonados...
  • O que temos de novidade para 2010: Como vocês puderam observarno slide anterior, hoje há uma grande participação do setor financeiro e de energia. A Bolsa fez várias simulações e com os dados conversou com alguns gestores de fundos ligados à sustentabilidade e alguns fundos que usam o ISE com benchmark e concluiu que seria importante estabelecer uma limitação por setor. Optou-se por estabelecer 15% como percentual máximo que um setor pode ter no Índice. Será disponibilizado no site da BOLSA a versão em inglês do questionário; E por fim, o relatório de avaliação das empresas que é elaborado pela FGV será mais completo. Contendo a pontuação por dimensão, critério e indicador, além da pontuação média e o benchmark;
  • De 1995 a 2007 o montante de investimento envolvido com “SRI” cresceu mais de 320%; Ao final de 2007, dos US$ 25,1 trilhões aplicados na indústria de fundos, US$ 2,7 trilhões (10,76%) estavam aplicados em fundos “SRI”; De acordo com dados disponíveis na website da CVM alguns desses fundos investem no Brasil (Investidores 2689),
  • As informações dessa slide foram obtidas no site do DJSI e eles se comparam como o MSIW porque o universo de empresas que compõem os 2 são semelhantes. Dow Jones Sustainability Index - DJSI (lançado em 1999) - representa o valor de um grupo de empresas consideradas sustentáveis segundo critérios financeiros, sociais e ambientais. Fazem parte do grupo 320 empresas de 24 países. Estão incluídas oito empresas brasileiras: Aracruz, Bradesco, Cemig, Itauunibanco, Itaúsa, Petrobrás, Usiminas e VCP.
  • No Brasil a indústria de fundos dedicados à investir em empresas comprometidas com sustentabilidade ainda está se desenvolvendo.
  • Gostaria de dividir com vocês o resultado de uma pesquisa feita pela FGV com o objetivo de entender o que leva as empresas a participarem do processo seletivo do ISE, a pesquisa é bem mais abrangente mas, trouxe aqui só essa informação.
  • Concluindo, apresento o cronograma de participação no processo de seleção do ISE, para a carteira que irá vigorar em 2010. Já temos cerca de 40 empresas inscritas e gostaria de lembrar àquelas que não se inscreveram que a BM&amp;FBOVESPA e a FGV estão à disposição das empresas para visitar as empresas, esclarecer dúvidas, ajudar no que for possível. Obrigada a todos pela atenção e estou à disposição para esclarecimentos.
  • Boa tarde a todas e a todos. Quero inicialmente agradecer o convite para falar nesta reunião ordinária do Rotary Club de São Paulo. É um prazer estar com as senhoras e senhores, atuais representantes de uma entidade mundialmente consagrada, e que aqui em SP acaba de completar 85 anos de existência – 85 anos cumprindo seu extraordinário lema de SERVIR a comunidade, de SERVIR com ética e lealdade. Parabéns! Quero cumprimentar, em nome do presidente Antonio Gava Netto, todos os presentes. Minha apresentação terá xx minutos. Se os senhores quiserem, poderei responder a perguntas. Caso contrário, posso recebê-las por e-mail – comprometo-me a respondê-las (pelo menos as que eu souber como responder..).
  • A Transparência e a Sustentabilidade no Mercado de Capitais - Adriana Sanches- Gerente de Renda Variável da BM&FBOVESPA

    1. 1. A Transparência e a Sustentabilidade no Mercado de Capitais 16 de julho de 2009 Adriana Sanches BM&FBOVESPA
    2. 2. ISE – Índice de Sustentabilidade Empresarial “ As empresas selecionadas são aquelas que se destacam por adotar estratégias e ter práticas que promovem o desenvolvimento sustentável”. <ul><li>ISE a experiência brasileira </li></ul><ul><li>Lançamento do ISE em 2005 </li></ul><ul><li>Conselho: ABRAPP, APIMEC, </li></ul><ul><li>ANBID, BOVESPA, IBGC, Instituto </li></ul><ul><li>Ethos, IFC, MMA e PNUMA* </li></ul>
    3. 3. Seleção da Carteira e Estrutura do Questionário <ul><li>O questionário é subdivido em 6 dimensões: </li></ul><ul><li>Geral </li></ul><ul><li>Natureza do Produto </li></ul><ul><li>Governança Corporativa </li></ul><ul><li>Econômico-Financeira </li></ul><ul><li>Ambiental (questionários setoriais) </li></ul><ul><li>Social </li></ul>O questionário é construído em 4 níveis : <ul><li>Empresas Elegíveis </li></ul><ul><li>Aquelas cujas ações estão entre as 150 ações mais líquidas, são convidadas a responder o questionário. As demais podem responder como ‘treineiras’; </li></ul>Dimensão Critério Indicador Pergunta
    4. 4. Metodologia para Seleção da Carteira <ul><li>Com base no questionário e documentos a FGV chega à pontuação </li></ul><ul><ul><li>Alguns casos podem ser levados para discussão no Conselho do ISE </li></ul></ul>ISE não ISE apreciação pelo conselho Avaliação Quantitativa questionário Avaliação Qualitativa (documentos)
    5. 5. <ul><li>29 empresas representando 12 setores; </li></ul><ul><li>Para compor os percentuais de participação das ações na carteira utiliza-se a capitalização de mercado das ações em circulação de cada empresa; </li></ul><ul><li>Carteira do ISE = 26,76% da capitalização total do mercado; </li></ul><ul><li>A revisão da carteira é anual. </li></ul>Carteira Atual
    6. 6. Novidades <ul><li>Limite de participação Setorial na Carteira </li></ul><ul><ul><li>O limite de participação hoje vigente de 25% por empresa será substituído pelo limite de 15% por setor; </li></ul></ul><ul><li>Versão em inglês </li></ul><ul><ul><li>A BM&FBOVESPA também disponibilizará, em seu site, o questionário na versão em inglês, atendendo assim solicitações de empresas e investidores estrangeiros; </li></ul></ul><ul><li>Feedback Mais Completo para as Empresas : </li></ul><ul><ul><li>Novo Relatório de Avaliação:A FGV detalhará mais um nível e incluirá na avaliação da empresa o nível dos indicadores. O novo relatório conterá a pontuação obtida por dimensão, critério e indicador, além da pontuação média e o benchmark; </li></ul></ul>
    7. 7. Crescimento dos Investimentos em SRI nos Estados Unidos Fonte : www.socialinvest.org
    8. 8. DJSI WORLD x MSCI WORLD Base 100 = 31/12/1993 153,49% 58,02% Até 14/07/2009
    9. 9. No Brasil - Fundos de ações com foco em Sustentabilidade Fonte: ANBID FUNDOS Patrimônio Líquido em 13/07/2009(R$) BB TOP AÇÕES ÍNDICE SUSTENTAB EMPRES FIA 24.191.377,11 BRADESCO FIA IND SUST EMP 56.700.766,28 CAIXA FI AÇÕES ISE 5.540.851,22 FIA SUSTENTABILIDADE 2.094.356,30 HSBC FIA SUST EMP ISE 73.179.901,42 ITAÚ EXCELÊNCIA SOCIAL AÇÕES FI 276.258.714,90 LEGG MASON AÇÕES SUSTENT 83.755.802,67 REAL FI AÇÕES ETHICAL II 315.166.650,97 SAFRA ISE 4.091.347,79 UNIBANCO SUSTENTABILIDADE FIA 4.081.003,18 TOTAL 845.060.771,84
    10. 10. <ul><li>MOTIVAÇÃO </li></ul><ul><li>Qual a principal motivação para participar do processo seletivo do ISE? </li></ul><ul><li>Outros motivos: </li></ul><ul><li>consolidar-se enquanto empresa efetivamente sustentável; </li></ul><ul><li>impulsionar a formação de indicadores internos para a sustentabilidade; </li></ul><ul><li>avançar nas oportunidades de criação de valor sustentável para nossos públicos de </li></ul><ul><li>interesse; </li></ul><ul><li>simplesmente participar do processo; </li></ul><ul><li>melhorar os processos internos de modo a internalizar o conceito de </li></ul><ul><li>sustentabilidade e de desenvolvimento sustentável. </li></ul>Pesquisa FGV com as empresas participantes - processo 2007/2008
    11. 11. MAIO Convite oficial às empresas início Consulta pública JUNHO Audiência pública Questionário Preenchimento MAIO JUNHO 15 JULHO 15 AGOSTO Envio de documentos SETEMBRO Cronograma 2009

    ×