SlideShare uma empresa Scribd logo
LICENCIATURA PLENA EM PEDAGOGIA
ATIVIDADE
ESCOLA E RESPONSABILIDADE SOCIAL
CASTELO DO PIAUÍ
2017
ATIVIDADE
ESCOLA E RESPONSABILIDADE SOCIAL
ATIVIDADE APRESENTADA Á DISCIPLINA
ESCOLA E RESPONSABILIDADE SOCIAL
PROFº JUSCELINO ALVES DE OLIVEIRA
ACADÊMICA: GILMARA MARIA DA SILVA
CASTELO DO PIAUÍ
2017
ATIVIDADE
1-Descreva os objetivos fundamentais da República, segundo o 3º artigo da Constituição
Federal?
R: Construir uma sociedade livre, justa e solidária; garantir o desenvolvimento nacional;
erradicar a pobreza e a marginalização e reduzir as desigualdades sociais e regionais;
promover o bem de todos, sem preconceitos de origem, raça, sexo, cor, idade e quaisquer
outras formas de discriminação.
2- Cite os blocos de conteúdos indispensáveis nos dias atuais, que compete o tema
“ÉTICA” para ser trabalhado na instituição escolar.
R: Respeito Mútuo, Justiça, Diálogo e Solidariedade.
3- Defina o que é responsabilidade social no âmbito das empresas:
R: Responsabilidade Social é, assim, uma nova maneira de conduzir os negócios da empresa,
tornando-a parceira e co-responsável pelo desenvolvimento social, englobando preocupações
com um público maior (acionistas, funcionários, prestadores de serviço, fornecedores,
consumidores, comunidade, governo e meio-ambiente), o que proporciona às empresas a
possibilidade de desenvolver projetos em diversas áreas, com diversos públicos e de diversas
maneiras.
4- Como as empresas com atuação responsável, influenciariam os alunos da escola
fundamental?
R: As empresas com atuação socialmente responsável contribuirão para a formação desses
alunos que, em longo prazo, poderão reproduzir esse mesmo exemplo, pois um
comportamento ético os levará, quase certamente, a uma atitude reflexiva, permitindo a
valorização da liberdade, da responsabilidade e da tolerância.
5- Pontue alguns temas relacionados a Ética e Responsabilidade Social que podem ser
inseridos no currículo Escolar.
R:
 Em “História”, as guerras, as diversas formas de poder político, as revoluções
industriais e econômicas e as colonizações concernem diretamente às relações entre os
homens.
 Em relação à “Língua Portuguesa”, deve-se considerar que a linguagem é o veículo da
cultura do país e carrega os valores e a identidade nacional;
 Em “Ciências Naturais”, ao se abordar a sexualidade, podem-se discutir várias
questões pertinentes, como o respeito ao outro (no caso de AIDS/ DST) e a
autopreservação, que não se justifica apenas pela própria saúde e sobrevivência, mas
também pelo respeito pela vida alheia, uma vez que o parceiro pode ser contaminado;
 Em relação ao “Meio Ambiente”, temas, como a preservação da natureza, dizem
respeito diretamente à vida humana, pois poluir rios causa problemas, como pó
exemplo, enfermidades em quem depende de suas águas.
6- Qual o papel da escola na formação moral, segundo Piaget?
R: Segundo Piaget normas disciplinares impostas de fora, como a obediência, a autoridade e a
coação do adulto, o certo e o errado, o bem e o mal, além de sufocar a personalidade da
criança, mais prejudicam do que favorecem sua formação. É evidente que as crianças devem
perceber o que é certo e o que é bom, mas elas devem ser equipadas com a capacidade do
desenvolvimento do pensamento crítico e decidirem por si sós a pensar, e não apenas a se
adaptar ao estabelecido e ditar seus valores.
7- O que relatou o grande jornalista Gilberto Dimenstein sobre a questão da
reestruturação do currículo escolar?
R: A escola tem que ser um grande centro de administração de curiosidade e possibilidades,
porque a educação é para toda a vida. O último dia de vida é o último dia de escola. Quando o
currículo diz respeito à vida da pessoa, você pode vincular as outras matérias a esse currículo,
e o professor é o orientador dessas várias matérias.
8- Qual a função do educador no que compete a qualidade da educação na escola?
R: A qualidade da Educação na escola não trata somente de passar informações aos alunos,
mas depende, sobretudo, da qualidade do trabalho profissional dos professores. Assim, o
grande desafio é utilizar temas polêmicos de forma educativa e como parte do processo
educativo, instigando o aluno à reflexão sobre os problemas da sociedade e sua resolução.
9- Qual o perfil do educador social na visão de Romans e Paulo Freire?
R: Ao tratar sobre o Educador Social, ROMANS(2003, p.133) coloca-o como alguém que
possui uma certa dose de realismo, otimismo e criatividade além do desejo de trabalhar pela
mudança, com funções e competências próprias e necessárias para o bom desempenho de suas
ações de educadores transformadores da realidade social, sujeitos ativos e reflexivos.
O educador brasileiro Paulo Freire, trata do Educador Social, como um profissional
responsável não só pela mudança, mas também pela conscientização de um povo para que
estes queiram esta mudança e se vejam como agentes principais de suas histórias, a mudança
não é trabalho exclusivo de alguns homens, mas dos homens que a escolhem.
10-As autoras Patrícia Bauer e Tana Bassi fazem questionamentos muito interessantes
sobre a construção da cidadania, como: As leis que regem as ações do povo brasileiro
apontam efetivamente na direção da cidadania? Que atitudes tomam os indivíduos
diante delas?
R: É importante uma Educação em Valores e o Papel da Escola e do Educador no
desenvolvimento do educando, por meio de práticas, conceitos e exemplos aplicados na
escola junto ao currículo escolar já a partir do Ensino Fundamental, práticas essas que
respeitem a diversidade cultural e social e as necessidades de cada comunidade em torno da
escola e que apresentem os conceitos e os diálogos existentes sobre a capacitação dos alunos,
de forma a aprenderem a conhecer, a fazer, a viver juntos, a entender, a respeitar e ajudar ao
próximo, a ser, a ouvir, a dialogar, a questionar, a mudar e resolver os problemas do dia-a-dia.
A educação que se oferece nas escolas capacita de fato os indivíduos para atuar crítica e
construtivamente? Na sua opinião o que deve mudar urgentemente no Brasil?
R: A construção da cidadania somente ocorrerá se forem cultivados valores que formarão a
base de sustentação do comprometimento com princípios como o respeito à diversidade, à
interdependência, à justiça e ao amor ao próximo. Se a escola deve ter como tarefa a formação
da cidadania e esta ganha seu sentido pleno num contexto democrático, é fundamental
verificar a situação educacional existente hoje no Brasil.

Mais conteúdo relacionado

Semelhante a escola e responsabilidade social.pdf

psicologia geral
psicologia geralpsicologia geral
psicologia geral
Augusto Comte
 
Projeto pol pedag
Projeto pol pedagProjeto pol pedag
Projeto pol pedag
Bia Bernardino
 
ARQUIVO Claudete menegatt
ARQUIVO Claudete menegattARQUIVO Claudete menegatt
ARQUIVO Claudete menegatt
claudete menegatt
 
A EDUCAÇÃO NO SÉCULO XXI
A EDUCAÇÃO NO SÉCULO XXIA EDUCAÇÃO NO SÉCULO XXI
A EDUCAÇÃO NO SÉCULO XXI
Luana Couto
 
Atividades relativas aos livros 01 da 2ª etapa
Atividades relativas aos livros 01 da 2ª etapaAtividades relativas aos livros 01 da 2ª etapa
Atividades relativas aos livros 01 da 2ª etapa
heder oliveira silva
 
ESCOLA x VIOLÊNCIA x DISCIPLINA. QUESTÕES NORTEADORAS E RELEVANTES
ESCOLA x VIOLÊNCIA x DISCIPLINA. QUESTÕES  NORTEADORAS E RELEVANTESESCOLA x VIOLÊNCIA x DISCIPLINA. QUESTÕES  NORTEADORAS E RELEVANTES
ESCOLA x VIOLÊNCIA x DISCIPLINA. QUESTÕES NORTEADORAS E RELEVANTES
Seduc MT
 
Ética e Cidadania
Ética e CidadaniaÉtica e Cidadania
Ética e Cidadania
Prof.Paulo/geografia
 
Livro etica e_cidadania
Livro etica e_cidadaniaLivro etica e_cidadania
Livro etica e_cidadania
Raimundo Bezerra
 
Etica e cidadania
Etica e cidadaniaEtica e cidadania
Etica e cidadania
Alex Alecrim
 
Artigos sobre educação no campo
Artigos sobre educação no campoArtigos sobre educação no campo
Artigos sobre educação no campo
João Bet
 
Keila01 projeto
Keila01 projetoKeila01 projeto
Keila01 projeto
Juçara Keylla
 
Proposta curricular de biologia cprp
Proposta curricular de  biologia cprpProposta curricular de  biologia cprp
Proposta curricular de biologia cprp
familiaestagio
 
Cultura e artes
Cultura e artesCultura e artes
Cultura e artes
EducacaoIntegralPTC
 
O papel da escola e suas demandas sociais
O papel da escola e suas demandas sociaisO papel da escola e suas demandas sociais
O papel da escola e suas demandas sociais
Loureni Reis
 
Formação história
Formação históriaFormação história
Formação história
Magda Marques
 
Portfólio Gestão do Projeto Educativo
Portfólio Gestão do Projeto Educativo Portfólio Gestão do Projeto Educativo
Portfólio Gestão do Projeto Educativo
PatriciaFrana46
 
Palestras | Oficinas | Cursos
Palestras | Oficinas | CursosPalestras | Oficinas | Cursos
Palestras | Oficinas | Cursos
INSTITUTO GENS
 
Na_pratica_ppt-base_educacao_integral_vs-final_rev (1).pptx
Na_pratica_ppt-base_educacao_integral_vs-final_rev (1).pptxNa_pratica_ppt-base_educacao_integral_vs-final_rev (1).pptx
Na_pratica_ppt-base_educacao_integral_vs-final_rev (1).pptx
AdaAsotief
 
Artigo acadêmico piaget e vigotsky
Artigo acadêmico   piaget e vigotskyArtigo acadêmico   piaget e vigotsky
Artigo acadêmico piaget e vigotsky
Gladis Maia
 
Educação Integral.pptx
Educação Integral.pptxEducação Integral.pptx
Educação Integral.pptx
Nyvea Torres
 

Semelhante a escola e responsabilidade social.pdf (20)

psicologia geral
psicologia geralpsicologia geral
psicologia geral
 
Projeto pol pedag
Projeto pol pedagProjeto pol pedag
Projeto pol pedag
 
ARQUIVO Claudete menegatt
ARQUIVO Claudete menegattARQUIVO Claudete menegatt
ARQUIVO Claudete menegatt
 
A EDUCAÇÃO NO SÉCULO XXI
A EDUCAÇÃO NO SÉCULO XXIA EDUCAÇÃO NO SÉCULO XXI
A EDUCAÇÃO NO SÉCULO XXI
 
Atividades relativas aos livros 01 da 2ª etapa
Atividades relativas aos livros 01 da 2ª etapaAtividades relativas aos livros 01 da 2ª etapa
Atividades relativas aos livros 01 da 2ª etapa
 
ESCOLA x VIOLÊNCIA x DISCIPLINA. QUESTÕES NORTEADORAS E RELEVANTES
ESCOLA x VIOLÊNCIA x DISCIPLINA. QUESTÕES  NORTEADORAS E RELEVANTESESCOLA x VIOLÊNCIA x DISCIPLINA. QUESTÕES  NORTEADORAS E RELEVANTES
ESCOLA x VIOLÊNCIA x DISCIPLINA. QUESTÕES NORTEADORAS E RELEVANTES
 
Ética e Cidadania
Ética e CidadaniaÉtica e Cidadania
Ética e Cidadania
 
Livro etica e_cidadania
Livro etica e_cidadaniaLivro etica e_cidadania
Livro etica e_cidadania
 
Etica e cidadania
Etica e cidadaniaEtica e cidadania
Etica e cidadania
 
Artigos sobre educação no campo
Artigos sobre educação no campoArtigos sobre educação no campo
Artigos sobre educação no campo
 
Keila01 projeto
Keila01 projetoKeila01 projeto
Keila01 projeto
 
Proposta curricular de biologia cprp
Proposta curricular de  biologia cprpProposta curricular de  biologia cprp
Proposta curricular de biologia cprp
 
Cultura e artes
Cultura e artesCultura e artes
Cultura e artes
 
O papel da escola e suas demandas sociais
O papel da escola e suas demandas sociaisO papel da escola e suas demandas sociais
O papel da escola e suas demandas sociais
 
Formação história
Formação históriaFormação história
Formação história
 
Portfólio Gestão do Projeto Educativo
Portfólio Gestão do Projeto Educativo Portfólio Gestão do Projeto Educativo
Portfólio Gestão do Projeto Educativo
 
Palestras | Oficinas | Cursos
Palestras | Oficinas | CursosPalestras | Oficinas | Cursos
Palestras | Oficinas | Cursos
 
Na_pratica_ppt-base_educacao_integral_vs-final_rev (1).pptx
Na_pratica_ppt-base_educacao_integral_vs-final_rev (1).pptxNa_pratica_ppt-base_educacao_integral_vs-final_rev (1).pptx
Na_pratica_ppt-base_educacao_integral_vs-final_rev (1).pptx
 
Artigo acadêmico piaget e vigotsky
Artigo acadêmico   piaget e vigotskyArtigo acadêmico   piaget e vigotsky
Artigo acadêmico piaget e vigotsky
 
Educação Integral.pptx
Educação Integral.pptxEducação Integral.pptx
Educação Integral.pptx
 

Último

Caderno de Resumos XVIII ENPFil UFU, IX EPGFil UFU E VII EPFEM.pdf
Caderno de Resumos XVIII ENPFil UFU, IX EPGFil UFU E VII EPFEM.pdfCaderno de Resumos XVIII ENPFil UFU, IX EPGFil UFU E VII EPFEM.pdf
Caderno de Resumos XVIII ENPFil UFU, IX EPGFil UFU E VII EPFEM.pdf
enpfilosofiaufu
 
05-os-pre-socraticos sociologia-28-slides.pptx
05-os-pre-socraticos sociologia-28-slides.pptx05-os-pre-socraticos sociologia-28-slides.pptx
05-os-pre-socraticos sociologia-28-slides.pptx
ValdineyRodriguesBez1
 
Aula história , caracteristicas e esteriótipos em relação a DANÇA DE SALAO.pptx
Aula história , caracteristicas e esteriótipos em relação a DANÇA DE SALAO.pptxAula história , caracteristicas e esteriótipos em relação a DANÇA DE SALAO.pptx
Aula história , caracteristicas e esteriótipos em relação a DANÇA DE SALAO.pptx
edivirgesribeiro1
 
Redação e Leitura_7º ano_58_Produção de cordel .pptx
Redação e Leitura_7º ano_58_Produção de cordel .pptxRedação e Leitura_7º ano_58_Produção de cordel .pptx
Redação e Leitura_7º ano_58_Produção de cordel .pptx
DECIOMAURINARAMOS
 
Vogais Ilustrados para alfabetização infantil
Vogais Ilustrados para alfabetização infantilVogais Ilustrados para alfabetização infantil
Vogais Ilustrados para alfabetização infantil
mamaeieby
 
OS elementos de uma boa Redação para o ENEM.pdf
OS elementos de uma boa Redação para o ENEM.pdfOS elementos de uma boa Redação para o ENEM.pdf
OS elementos de uma boa Redação para o ENEM.pdf
AmiltonAparecido1
 
A dinâmica da população mundial de acordo com as teorias populacionais.pptx
A dinâmica da população mundial de acordo com as teorias populacionais.pptxA dinâmica da população mundial de acordo com as teorias populacionais.pptx
A dinâmica da população mundial de acordo com as teorias populacionais.pptx
ReinaldoSouza57
 
0002_matematica_6ano livro de matemática
0002_matematica_6ano livro de matemática0002_matematica_6ano livro de matemática
0002_matematica_6ano livro de matemática
Giovana Gomes da Silva
 
atividade 8º ano entrevista - com tirinha
atividade 8º ano entrevista - com tirinhaatividade 8º ano entrevista - com tirinha
atividade 8º ano entrevista - com tirinha
Suzy De Abreu Santana
 
1_10_06_2024_Criança e Cultura Escrita, Ana Maria de Oliveira Galvão.pdf
1_10_06_2024_Criança e Cultura Escrita, Ana Maria de Oliveira Galvão.pdf1_10_06_2024_Criança e Cultura Escrita, Ana Maria de Oliveira Galvão.pdf
1_10_06_2024_Criança e Cultura Escrita, Ana Maria de Oliveira Galvão.pdf
SILVIAREGINANAZARECA
 
Estrutura Pedagógica - Laboratório de Educação a Distância.ppt
Estrutura Pedagógica - Laboratório de Educação a Distância.pptEstrutura Pedagógica - Laboratório de Educação a Distância.ppt
Estrutura Pedagógica - Laboratório de Educação a Distância.ppt
livrosjovert
 
Atividade de reforço de matemática 2º ano
Atividade de reforço de matemática 2º anoAtividade de reforço de matemática 2º ano
Atividade de reforço de matemática 2º ano
fernandacosta37763
 
QUIZ - HISTÓRIA 9º ANO - PRIMEIRA REPÚBLICA_ERA VARGAS.pptx
QUIZ - HISTÓRIA  9º ANO - PRIMEIRA REPÚBLICA_ERA VARGAS.pptxQUIZ - HISTÓRIA  9º ANO - PRIMEIRA REPÚBLICA_ERA VARGAS.pptx
QUIZ - HISTÓRIA 9º ANO - PRIMEIRA REPÚBLICA_ERA VARGAS.pptx
AntonioVieira539017
 
“A classe operária vai ao paraíso os modos de produzir e trabalhar ao longo ...
“A classe operária vai ao paraíso  os modos de produzir e trabalhar ao longo ...“A classe operária vai ao paraíso  os modos de produzir e trabalhar ao longo ...
“A classe operária vai ao paraíso os modos de produzir e trabalhar ao longo ...
AdrianoMontagna1
 
O sentimento nacional brasiliero, segundo o historiador Jose Murlo de Carvalho
O sentimento nacional brasiliero, segundo o historiador Jose Murlo de CarvalhoO sentimento nacional brasiliero, segundo o historiador Jose Murlo de Carvalho
O sentimento nacional brasiliero, segundo o historiador Jose Murlo de Carvalho
analuisasesso
 
Introdução à Sociologia: caça-palavras na escola
Introdução à Sociologia: caça-palavras na escolaIntrodução à Sociologia: caça-palavras na escola
Introdução à Sociologia: caça-palavras na escola
Professor Belinaso
 
Treinamento NR 38 - CORPO PRINCIPAL da NORMA.pptx
Treinamento NR 38 - CORPO PRINCIPAL da NORMA.pptxTreinamento NR 38 - CORPO PRINCIPAL da NORMA.pptx
Treinamento NR 38 - CORPO PRINCIPAL da NORMA.pptx
MarcosPaulo777883
 
Forças e leis de Newton 2024 - parte 1.pptx
Forças e leis de Newton 2024 - parte 1.pptxForças e leis de Newton 2024 - parte 1.pptx
Forças e leis de Newton 2024 - parte 1.pptx
Danielle Fernandes Amaro dos Santos
 
759-fortaleza-resultado-definitivo-prova-objetiva-2024-05-28.pdf
759-fortaleza-resultado-definitivo-prova-objetiva-2024-05-28.pdf759-fortaleza-resultado-definitivo-prova-objetiva-2024-05-28.pdf
759-fortaleza-resultado-definitivo-prova-objetiva-2024-05-28.pdf
MessiasMarianoG
 
Pintura Romana .pptx
Pintura Romana                     .pptxPintura Romana                     .pptx
Pintura Romana .pptx
TomasSousa7
 

Último (20)

Caderno de Resumos XVIII ENPFil UFU, IX EPGFil UFU E VII EPFEM.pdf
Caderno de Resumos XVIII ENPFil UFU, IX EPGFil UFU E VII EPFEM.pdfCaderno de Resumos XVIII ENPFil UFU, IX EPGFil UFU E VII EPFEM.pdf
Caderno de Resumos XVIII ENPFil UFU, IX EPGFil UFU E VII EPFEM.pdf
 
05-os-pre-socraticos sociologia-28-slides.pptx
05-os-pre-socraticos sociologia-28-slides.pptx05-os-pre-socraticos sociologia-28-slides.pptx
05-os-pre-socraticos sociologia-28-slides.pptx
 
Aula história , caracteristicas e esteriótipos em relação a DANÇA DE SALAO.pptx
Aula história , caracteristicas e esteriótipos em relação a DANÇA DE SALAO.pptxAula história , caracteristicas e esteriótipos em relação a DANÇA DE SALAO.pptx
Aula história , caracteristicas e esteriótipos em relação a DANÇA DE SALAO.pptx
 
Redação e Leitura_7º ano_58_Produção de cordel .pptx
Redação e Leitura_7º ano_58_Produção de cordel .pptxRedação e Leitura_7º ano_58_Produção de cordel .pptx
Redação e Leitura_7º ano_58_Produção de cordel .pptx
 
Vogais Ilustrados para alfabetização infantil
Vogais Ilustrados para alfabetização infantilVogais Ilustrados para alfabetização infantil
Vogais Ilustrados para alfabetização infantil
 
OS elementos de uma boa Redação para o ENEM.pdf
OS elementos de uma boa Redação para o ENEM.pdfOS elementos de uma boa Redação para o ENEM.pdf
OS elementos de uma boa Redação para o ENEM.pdf
 
A dinâmica da população mundial de acordo com as teorias populacionais.pptx
A dinâmica da população mundial de acordo com as teorias populacionais.pptxA dinâmica da população mundial de acordo com as teorias populacionais.pptx
A dinâmica da população mundial de acordo com as teorias populacionais.pptx
 
0002_matematica_6ano livro de matemática
0002_matematica_6ano livro de matemática0002_matematica_6ano livro de matemática
0002_matematica_6ano livro de matemática
 
atividade 8º ano entrevista - com tirinha
atividade 8º ano entrevista - com tirinhaatividade 8º ano entrevista - com tirinha
atividade 8º ano entrevista - com tirinha
 
1_10_06_2024_Criança e Cultura Escrita, Ana Maria de Oliveira Galvão.pdf
1_10_06_2024_Criança e Cultura Escrita, Ana Maria de Oliveira Galvão.pdf1_10_06_2024_Criança e Cultura Escrita, Ana Maria de Oliveira Galvão.pdf
1_10_06_2024_Criança e Cultura Escrita, Ana Maria de Oliveira Galvão.pdf
 
Estrutura Pedagógica - Laboratório de Educação a Distância.ppt
Estrutura Pedagógica - Laboratório de Educação a Distância.pptEstrutura Pedagógica - Laboratório de Educação a Distância.ppt
Estrutura Pedagógica - Laboratório de Educação a Distância.ppt
 
Atividade de reforço de matemática 2º ano
Atividade de reforço de matemática 2º anoAtividade de reforço de matemática 2º ano
Atividade de reforço de matemática 2º ano
 
QUIZ - HISTÓRIA 9º ANO - PRIMEIRA REPÚBLICA_ERA VARGAS.pptx
QUIZ - HISTÓRIA  9º ANO - PRIMEIRA REPÚBLICA_ERA VARGAS.pptxQUIZ - HISTÓRIA  9º ANO - PRIMEIRA REPÚBLICA_ERA VARGAS.pptx
QUIZ - HISTÓRIA 9º ANO - PRIMEIRA REPÚBLICA_ERA VARGAS.pptx
 
“A classe operária vai ao paraíso os modos de produzir e trabalhar ao longo ...
“A classe operária vai ao paraíso  os modos de produzir e trabalhar ao longo ...“A classe operária vai ao paraíso  os modos de produzir e trabalhar ao longo ...
“A classe operária vai ao paraíso os modos de produzir e trabalhar ao longo ...
 
O sentimento nacional brasiliero, segundo o historiador Jose Murlo de Carvalho
O sentimento nacional brasiliero, segundo o historiador Jose Murlo de CarvalhoO sentimento nacional brasiliero, segundo o historiador Jose Murlo de Carvalho
O sentimento nacional brasiliero, segundo o historiador Jose Murlo de Carvalho
 
Introdução à Sociologia: caça-palavras na escola
Introdução à Sociologia: caça-palavras na escolaIntrodução à Sociologia: caça-palavras na escola
Introdução à Sociologia: caça-palavras na escola
 
Treinamento NR 38 - CORPO PRINCIPAL da NORMA.pptx
Treinamento NR 38 - CORPO PRINCIPAL da NORMA.pptxTreinamento NR 38 - CORPO PRINCIPAL da NORMA.pptx
Treinamento NR 38 - CORPO PRINCIPAL da NORMA.pptx
 
Forças e leis de Newton 2024 - parte 1.pptx
Forças e leis de Newton 2024 - parte 1.pptxForças e leis de Newton 2024 - parte 1.pptx
Forças e leis de Newton 2024 - parte 1.pptx
 
759-fortaleza-resultado-definitivo-prova-objetiva-2024-05-28.pdf
759-fortaleza-resultado-definitivo-prova-objetiva-2024-05-28.pdf759-fortaleza-resultado-definitivo-prova-objetiva-2024-05-28.pdf
759-fortaleza-resultado-definitivo-prova-objetiva-2024-05-28.pdf
 
Pintura Romana .pptx
Pintura Romana                     .pptxPintura Romana                     .pptx
Pintura Romana .pptx
 

escola e responsabilidade social.pdf

  • 1. LICENCIATURA PLENA EM PEDAGOGIA ATIVIDADE ESCOLA E RESPONSABILIDADE SOCIAL CASTELO DO PIAUÍ 2017
  • 2. ATIVIDADE ESCOLA E RESPONSABILIDADE SOCIAL ATIVIDADE APRESENTADA Á DISCIPLINA ESCOLA E RESPONSABILIDADE SOCIAL PROFº JUSCELINO ALVES DE OLIVEIRA ACADÊMICA: GILMARA MARIA DA SILVA CASTELO DO PIAUÍ 2017
  • 3. ATIVIDADE 1-Descreva os objetivos fundamentais da República, segundo o 3º artigo da Constituição Federal? R: Construir uma sociedade livre, justa e solidária; garantir o desenvolvimento nacional; erradicar a pobreza e a marginalização e reduzir as desigualdades sociais e regionais; promover o bem de todos, sem preconceitos de origem, raça, sexo, cor, idade e quaisquer outras formas de discriminação. 2- Cite os blocos de conteúdos indispensáveis nos dias atuais, que compete o tema “ÉTICA” para ser trabalhado na instituição escolar. R: Respeito Mútuo, Justiça, Diálogo e Solidariedade. 3- Defina o que é responsabilidade social no âmbito das empresas: R: Responsabilidade Social é, assim, uma nova maneira de conduzir os negócios da empresa, tornando-a parceira e co-responsável pelo desenvolvimento social, englobando preocupações com um público maior (acionistas, funcionários, prestadores de serviço, fornecedores, consumidores, comunidade, governo e meio-ambiente), o que proporciona às empresas a possibilidade de desenvolver projetos em diversas áreas, com diversos públicos e de diversas maneiras. 4- Como as empresas com atuação responsável, influenciariam os alunos da escola fundamental? R: As empresas com atuação socialmente responsável contribuirão para a formação desses alunos que, em longo prazo, poderão reproduzir esse mesmo exemplo, pois um comportamento ético os levará, quase certamente, a uma atitude reflexiva, permitindo a valorização da liberdade, da responsabilidade e da tolerância. 5- Pontue alguns temas relacionados a Ética e Responsabilidade Social que podem ser inseridos no currículo Escolar. R:  Em “História”, as guerras, as diversas formas de poder político, as revoluções industriais e econômicas e as colonizações concernem diretamente às relações entre os homens.  Em relação à “Língua Portuguesa”, deve-se considerar que a linguagem é o veículo da cultura do país e carrega os valores e a identidade nacional;  Em “Ciências Naturais”, ao se abordar a sexualidade, podem-se discutir várias questões pertinentes, como o respeito ao outro (no caso de AIDS/ DST) e a autopreservação, que não se justifica apenas pela própria saúde e sobrevivência, mas também pelo respeito pela vida alheia, uma vez que o parceiro pode ser contaminado;
  • 4.  Em relação ao “Meio Ambiente”, temas, como a preservação da natureza, dizem respeito diretamente à vida humana, pois poluir rios causa problemas, como pó exemplo, enfermidades em quem depende de suas águas. 6- Qual o papel da escola na formação moral, segundo Piaget? R: Segundo Piaget normas disciplinares impostas de fora, como a obediência, a autoridade e a coação do adulto, o certo e o errado, o bem e o mal, além de sufocar a personalidade da criança, mais prejudicam do que favorecem sua formação. É evidente que as crianças devem perceber o que é certo e o que é bom, mas elas devem ser equipadas com a capacidade do desenvolvimento do pensamento crítico e decidirem por si sós a pensar, e não apenas a se adaptar ao estabelecido e ditar seus valores. 7- O que relatou o grande jornalista Gilberto Dimenstein sobre a questão da reestruturação do currículo escolar? R: A escola tem que ser um grande centro de administração de curiosidade e possibilidades, porque a educação é para toda a vida. O último dia de vida é o último dia de escola. Quando o currículo diz respeito à vida da pessoa, você pode vincular as outras matérias a esse currículo, e o professor é o orientador dessas várias matérias. 8- Qual a função do educador no que compete a qualidade da educação na escola? R: A qualidade da Educação na escola não trata somente de passar informações aos alunos, mas depende, sobretudo, da qualidade do trabalho profissional dos professores. Assim, o grande desafio é utilizar temas polêmicos de forma educativa e como parte do processo educativo, instigando o aluno à reflexão sobre os problemas da sociedade e sua resolução. 9- Qual o perfil do educador social na visão de Romans e Paulo Freire? R: Ao tratar sobre o Educador Social, ROMANS(2003, p.133) coloca-o como alguém que possui uma certa dose de realismo, otimismo e criatividade além do desejo de trabalhar pela mudança, com funções e competências próprias e necessárias para o bom desempenho de suas ações de educadores transformadores da realidade social, sujeitos ativos e reflexivos. O educador brasileiro Paulo Freire, trata do Educador Social, como um profissional responsável não só pela mudança, mas também pela conscientização de um povo para que estes queiram esta mudança e se vejam como agentes principais de suas histórias, a mudança não é trabalho exclusivo de alguns homens, mas dos homens que a escolhem. 10-As autoras Patrícia Bauer e Tana Bassi fazem questionamentos muito interessantes sobre a construção da cidadania, como: As leis que regem as ações do povo brasileiro apontam efetivamente na direção da cidadania? Que atitudes tomam os indivíduos diante delas?
  • 5. R: É importante uma Educação em Valores e o Papel da Escola e do Educador no desenvolvimento do educando, por meio de práticas, conceitos e exemplos aplicados na escola junto ao currículo escolar já a partir do Ensino Fundamental, práticas essas que respeitem a diversidade cultural e social e as necessidades de cada comunidade em torno da escola e que apresentem os conceitos e os diálogos existentes sobre a capacitação dos alunos, de forma a aprenderem a conhecer, a fazer, a viver juntos, a entender, a respeitar e ajudar ao próximo, a ser, a ouvir, a dialogar, a questionar, a mudar e resolver os problemas do dia-a-dia. A educação que se oferece nas escolas capacita de fato os indivíduos para atuar crítica e construtivamente? Na sua opinião o que deve mudar urgentemente no Brasil? R: A construção da cidadania somente ocorrerá se forem cultivados valores que formarão a base de sustentação do comprometimento com princípios como o respeito à diversidade, à interdependência, à justiça e ao amor ao próximo. Se a escola deve ter como tarefa a formação da cidadania e esta ganha seu sentido pleno num contexto democrático, é fundamental verificar a situação educacional existente hoje no Brasil.