SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 25
Baixar para ler offline
Na raiz da desigualdade social está a concentração de terras rurais nas mãos de poucas famílias
ou empresas.
                                                 Oficina elaborada pela Professora FERNANDA BRUM LOPES - Geografia
Cerca de 3% do total das propriedades rurais do país são latifúndios, ou seja, tem mais de mil
hectares e ocupam  56,7% das terras agriculturáveis                                         – de acordo com o
Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária (Incra).



            área ocupada pelos estados de São Paulo
Em outras palavras, a

e Paraná juntos está nas mãos dos 300 maiores
proprietários rurais, enquanto 4,8 milhões de famílias estão à espera de chão
para plantar.




                                                  Oficina elaborada pela Professora FERNANDA BRUM LOPES - Geografia
Um dos exemplos do grau de concentração de terras em nosso país é a área de                                    4,5
milhões de hectares,             localizada na Terra do Meio, coração do Pará, que o grupo CR
Almeida, do empresário Cecílio do Rego Almeida, reivindica para si.


Esse é o   maior latifúndio do mundo.

Após o descobrimento estabeleceu-se a estratégia de ocupação de terras,                   abundantes
e com pouca mão-de-obra local.
As plantações ("grande lavoura") voltaram-se para a exportação e a mão-de-obra advinha da
escravidão dos negros trazidos da África. Apesar da abundância, o acesso à terra sempre foi
dificultado pela presença perene do "proprietário"


                                                Oficina elaborada pela Professora FERNANDA BRUM LOPES - Geografia
Oficina elaborada pela Professora FERNANDA BRUM LOPES - Geografia
O título “Terra para Todos” aparece como uma ironia, uma vez
que até onde a nossa vista alcança a terra pertence a mesma
família (avô, bisavô, filho, pai...)

No rodapé da página aparece ainda a frase: “A reforma agrária
no País”, mais uma ironia, pois a reforma tão necessária nunca
ocorreu no Brasil.



Reforma agrária é a reorganização da estrutura fundiária com o objetivo de promover a
distribuição mais justa das terras.




                                                 Oficina elaborada pela Professora FERNANDA BRUM LOPES - Geografia
Oficina elaborada pela Professora FERNANDA BRUM LOPES - Geografia
Quase sempre Latifúndio é IMPRODUTIVO (não produz porque não quer e não porque não
pode) uma grande área que poderia estar dividida em vários lotes – atendendo a várias famílias
e está em favor de apenas uma pessoa.

A degradação se dá pois, em geral, os grandes proprietários de terra quando produzem é para
exportação (agrossistema: de mercado, de plantation, especulativa, de precisão)

Soja, algodão, trigo, café, pecuária




                                                Oficina elaborada pela Professora FERNANDA BRUM LOPES - Geografia
Oficina elaborada pela Professora FERNANDA BRUM LOPES - Geografia
Exalta a desigualdade na divisão de terras brasileiras.

Assim como a produção de comida é maior do que a demanda (somos 7 e produzimos para 8
bilhões). No Brasil, somos o 5 maior país em extensão territorial e falta terra para muitos.




                                                    Oficina elaborada pela Professora FERNANDA BRUM LOPES - Geografia
Oficina elaborada pela Professora FERNANDA BRUM LOPES - Geografia
A mídia aparece como PROPRIEDADE do Latifúndio, na verdade do Latifundiário, pois atende a
todos os mandos e desmandos dos grandes proprietários donos do grande CAPITAL.




                                              Oficina elaborada pela Professora FERNANDA BRUM LOPES - Geografia
Oficina elaborada pela Professora FERNANDA BRUM LOPES - Geografia
O Latifúndio Mata pois o número de mortes de trabalhadores por conflitos agrários no Brasil é
alto.

A violenta apropriação de terras do Pará por parte dos latifundiários e a extração da madeira
fizeram do estado uma região de assassinatos e chacinas de camponeses, sindicalistas e
membros da Pastoral da Terra


                                                Oficina elaborada pela Professora FERNANDA BRUM LOPES - Geografia
Oficina elaborada pela Professora FERNANDA BRUM LOPES - Geografia
A charge faz referência ao coronelismo brasileiro.




O termo coronel no período republicano significava chefe político de um determinado local que
geralmente era dono de terras ou comerciante.

O coronelismo foi um período de práticas autoritárias e violentas comandadas pelos coronéis.

Os coronéis controlavam as pessoas da região e as obrigava a realizar fatos e tomar decisões
segundo sua vontade. Aproveitavam o fato de que as pessoas eram desinformadas e pouco
educadas para motivá-las a fazer segundo o que lhes era proposto.
                                                     Oficina elaborada pela Professora FERNANDA BRUM LOPES - Geografia
Oficina elaborada pela Professora FERNANDA BRUM LOPES - Geografia
Escravidão    contemporânea é o trabalho
        degradante     que envolve cerceamento da
        liberdade.


A escravidão contemporânea é diferente da antiga, mas
rouba a dignidade do ser humano da mesma maneira. No
sistema antigo, a propriedade legal era permitida. Hoje,
não. Masera muito mais caro comprar e
manter um escravo do que hoje.


O negro africano era um investimento dispendioso, a que poucas pessoas tinham acesso. Hoje,
o custo é quase zero, paga-se apenas o transporte e, no máximo, a dívida que o sujeito
tinha em algum comércio ou hotel. Se o trabalhador fica doente, ele é largado na estrada mais
próxima e se alicia outra pessoa. A soma da pobreza generalizada – proporcionando mão-de-
obra farta – com a impunidade do crime criam condições para que perdurem práticas de
escravização, transformando o trabalhador em mero objeto descartável. Na escravidão
contemporânea, não faz diferença se a pessoa é negra, amarela ou branca. Os escravos são
miseráveis, sem distinção de cor ou credo. Porém, tanto na escravidão imperial como na do
Brasil de hoje, mantém-se a ordem por meio de ameaças, terror psicológico, coerção física,
punições e assassinatos.
                                                Oficina elaborada pela Professora FERNANDA BRUM LOPES - Geografia
Oficina elaborada pela Professora FERNANDA BRUM LOPES - Geografia
A maior parte das terras brasileiras estão nas mãos de POUCOS proprietários (uma só pessoa
 pode ser dona de uma grande porção de terras) enquanto o povo brasileiro não tem terra.


          No Pará, 1% dos proprietários possui mais da metade de todo o Estado.

                                              Oficina elaborada pela Professora FERNANDA BRUM LOPES - Geografia
Oficina elaborada pela Professora FERNANDA BRUM LOPES - Geografia
Mais uma vez apresenta os Latifundiários tendo apoio da Policia Militar, Mídia e até mesmo do
  Ministério Público (quando acata decisões em favor dos grandes proprietários de terras)
 A figura do povo aparece representada por uma membro do Movimento Sem Terra (sendo
                                 apunhalado pelas costas)


                                                Oficina elaborada pela Professora FERNANDA BRUM LOPES - Geografia
REFORMA AGRÁRIA

        Oficina elaborada pela Professora FERNANDA BRUM LOPES - Geografia
A Reforma Agrária no Brasil liderada pela figura da morte.




                   REFORMA AGRÁRIA

                              Oficina elaborada pela Professora FERNANDA BRUM LOPES - Geografia
Oficina elaborada pela Professora FERNANDA BRUM LOPES - Geografia
Camponeses são barbaramente torturados e assassinados em Buritis – Rondônia
Mandante dos assassinatos é o latifundiário Dilson Caldato
Imprensa burguesa e “autoridades” acobertam o crime




http://www.ligaoperaria.org.br/lutaclassista/images/RA.pdf   Oficina elaborada pela Professora FERNANDA BRUM LOPES - Geografia

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

AGRONEGOCIO NO BRASIL.pptx
AGRONEGOCIO NO BRASIL.pptxAGRONEGOCIO NO BRASIL.pptx
AGRONEGOCIO NO BRASIL.pptxOsneiCecchin
 
Questão agrária no brasil
Questão agrária no brasilQuestão agrária no brasil
Questão agrária no brasilArtur Lara
 
O Processo de Industrialização do Brasil - 7º Ano (2017)
O Processo de Industrialização do Brasil - 7º Ano (2017)O Processo de Industrialização do Brasil - 7º Ano (2017)
O Processo de Industrialização do Brasil - 7º Ano (2017)Nefer19
 
Agropecuária geral e do brasil
Agropecuária   geral e do brasilAgropecuária   geral e do brasil
Agropecuária geral e do brasilProfessor
 
Cap. 3 - População brasileira (7º ano)
Cap. 3 - População brasileira (7º ano)Cap. 3 - População brasileira (7º ano)
Cap. 3 - População brasileira (7º ano)profacacio
 
Slides da aula de Sociologia (Luciano) sobre Desigualdade Social
Slides da aula de Sociologia (Luciano) sobre Desigualdade SocialSlides da aula de Sociologia (Luciano) sobre Desigualdade Social
Slides da aula de Sociologia (Luciano) sobre Desigualdade SocialTurma Olímpica
 
Regionalização do espaço brasileiro fundamental
Regionalização do espaço brasileiro    fundamentalRegionalização do espaço brasileiro    fundamental
Regionalização do espaço brasileiro fundamentalAbner de Paula
 
Unidade 3 7º ano - População do Brasil
Unidade 3   7º ano - População do BrasilUnidade 3   7º ano - População do Brasil
Unidade 3 7º ano - População do BrasilChristie Freitas
 
Geografia o desemprego estrutural com base no desenvolvimento das tecnologias
Geografia   o desemprego estrutural com base no desenvolvimento das tecnologiasGeografia   o desemprego estrutural com base no desenvolvimento das tecnologias
Geografia o desemprego estrutural com base no desenvolvimento das tecnologiasGustavo Soares
 
movimentos sociais NO CAMPO BRASILEIRO
movimentos sociais NO CAMPO BRASILEIROmovimentos sociais NO CAMPO BRASILEIRO
movimentos sociais NO CAMPO BRASILEIRORogerio Gomes
 
O espaço geográfico rural
O espaço geográfico ruralO espaço geográfico rural
O espaço geográfico ruralProfessor
 
Geografia agricultura mundial e brasileira
Geografia agricultura mundial e brasileiraGeografia agricultura mundial e brasileira
Geografia agricultura mundial e brasileiraPaulo Henrique Netinho
 
ESTADO, NAÇÃO, TERRITÓRIO - 2ª SÉRIE.pptx
ESTADO, NAÇÃO, TERRITÓRIO - 2ª SÉRIE.pptxESTADO, NAÇÃO, TERRITÓRIO - 2ª SÉRIE.pptx
ESTADO, NAÇÃO, TERRITÓRIO - 2ª SÉRIE.pptxFrederico Marques Sodré
 
População Economicamente Ativa PEA e Setores economia
População Economicamente Ativa PEA e Setores economiaPopulação Economicamente Ativa PEA e Setores economia
População Economicamente Ativa PEA e Setores economiaEduardo Mendes
 

Mais procurados (20)

Espaço geográfico
Espaço geográficoEspaço geográfico
Espaço geográfico
 
TIPOS DE INDÚSTRIAS
TIPOS DE INDÚSTRIASTIPOS DE INDÚSTRIAS
TIPOS DE INDÚSTRIAS
 
População brasileira
População brasileiraPopulação brasileira
População brasileira
 
AGRONEGOCIO NO BRASIL.pptx
AGRONEGOCIO NO BRASIL.pptxAGRONEGOCIO NO BRASIL.pptx
AGRONEGOCIO NO BRASIL.pptx
 
Questão agrária no brasil
Questão agrária no brasilQuestão agrária no brasil
Questão agrária no brasil
 
O Processo de Industrialização do Brasil - 7º Ano (2017)
O Processo de Industrialização do Brasil - 7º Ano (2017)O Processo de Industrialização do Brasil - 7º Ano (2017)
O Processo de Industrialização do Brasil - 7º Ano (2017)
 
Territorio e territorialidade
Territorio e territorialidadeTerritorio e territorialidade
Territorio e territorialidade
 
Agropecuária geral e do brasil
Agropecuária   geral e do brasilAgropecuária   geral e do brasil
Agropecuária geral e do brasil
 
Cap. 3 - População brasileira (7º ano)
Cap. 3 - População brasileira (7º ano)Cap. 3 - População brasileira (7º ano)
Cap. 3 - População brasileira (7º ano)
 
Slides da aula de Sociologia (Luciano) sobre Desigualdade Social
Slides da aula de Sociologia (Luciano) sobre Desigualdade SocialSlides da aula de Sociologia (Luciano) sobre Desigualdade Social
Slides da aula de Sociologia (Luciano) sobre Desigualdade Social
 
Regionalização do espaço brasileiro fundamental
Regionalização do espaço brasileiro    fundamentalRegionalização do espaço brasileiro    fundamental
Regionalização do espaço brasileiro fundamental
 
Unidade 3 7º ano - População do Brasil
Unidade 3   7º ano - População do BrasilUnidade 3   7º ano - População do Brasil
Unidade 3 7º ano - População do Brasil
 
Geografia o desemprego estrutural com base no desenvolvimento das tecnologias
Geografia   o desemprego estrutural com base no desenvolvimento das tecnologiasGeografia   o desemprego estrutural com base no desenvolvimento das tecnologias
Geografia o desemprego estrutural com base no desenvolvimento das tecnologias
 
movimentos sociais NO CAMPO BRASILEIRO
movimentos sociais NO CAMPO BRASILEIROmovimentos sociais NO CAMPO BRASILEIRO
movimentos sociais NO CAMPO BRASILEIRO
 
O espaço geográfico rural
O espaço geográfico ruralO espaço geográfico rural
O espaço geográfico rural
 
Geografia agricultura mundial e brasileira
Geografia agricultura mundial e brasileiraGeografia agricultura mundial e brasileira
Geografia agricultura mundial e brasileira
 
Pos medio 2 (1)
Pos medio 2 (1)Pos medio 2 (1)
Pos medio 2 (1)
 
O espaço rural
O espaço ruralO espaço rural
O espaço rural
 
ESTADO, NAÇÃO, TERRITÓRIO - 2ª SÉRIE.pptx
ESTADO, NAÇÃO, TERRITÓRIO - 2ª SÉRIE.pptxESTADO, NAÇÃO, TERRITÓRIO - 2ª SÉRIE.pptx
ESTADO, NAÇÃO, TERRITÓRIO - 2ª SÉRIE.pptx
 
População Economicamente Ativa PEA e Setores economia
População Economicamente Ativa PEA e Setores economiaPopulação Economicamente Ativa PEA e Setores economia
População Economicamente Ativa PEA e Setores economia
 

Destaque

Ilhada Madeira Portugal!!!
Ilhada Madeira Portugal!!!Ilhada Madeira Portugal!!!
Ilhada Madeira Portugal!!!Joaquim Almeida
 
Sustentabilidade
SustentabilidadeSustentabilidade
Sustentabilidade-
 
Plano estratégico de fronteiras
Plano estratégico de fronteirasPlano estratégico de fronteiras
Plano estratégico de fronteirasFACULDADE ESPÍRITA
 
Fronteira A DegradaçãO Do Outro Nos Confins Do Humano ApresentaçãO Ppt
Fronteira  A DegradaçãO Do Outro Nos Confins Do Humano  ApresentaçãO PptFronteira  A DegradaçãO Do Outro Nos Confins Do Humano  ApresentaçãO Ppt
Fronteira A DegradaçãO Do Outro Nos Confins Do Humano ApresentaçãO PptSilvânio Barcelos
 
Registros em terras de fronteiras, margens de rio e terras devolutas
Registros em terras de fronteiras, margens de rio e terras devolutasRegistros em terras de fronteiras, margens de rio e terras devolutas
Registros em terras de fronteiras, margens de rio e terras devolutasIRIB
 
Bioma AmazôNico E Desmatamento
Bioma AmazôNico E DesmatamentoBioma AmazôNico E Desmatamento
Bioma AmazôNico E Desmatamentocwbdesign
 
Registros em terras de fronteiras, margens de rio e terras devolutas
Registros em terras de fronteiras, margens de rio e terras devolutasRegistros em terras de fronteiras, margens de rio e terras devolutas
Registros em terras de fronteiras, margens de rio e terras devolutasIRIB
 
Regularização Fundiária: generalidades
Regularização Fundiária: generalidadesRegularização Fundiária: generalidades
Regularização Fundiária: generalidadesIRIB
 
Geografia- Região Agrária dos Açores
Geografia- Região Agrária dos AçoresGeografia- Região Agrária dos Açores
Geografia- Região Agrária dos AçoresOleksandr Kovalchuk
 
Fronteira agrícola no brasil/ Dicas para o Enem
Fronteira agrícola no brasil/ Dicas para o EnemFronteira agrícola no brasil/ Dicas para o Enem
Fronteira agrícola no brasil/ Dicas para o EnemJoemille Leal
 
Capítulo 2 economia e dinâmicas territoriais
Capítulo 2   economia e dinâmicas territoriaisCapítulo 2   economia e dinâmicas territoriais
Capítulo 2 economia e dinâmicas territoriaisPaulo Dantas
 
O Espaço Agrário no Brasil
O Espaço Agrário no BrasilO Espaço Agrário no Brasil
O Espaço Agrário no BrasilEder Liborio
 
2 1 transporte no brasil e no mundo
2 1 transporte no brasil e no mundo2 1 transporte no brasil e no mundo
2 1 transporte no brasil e no mundoFernanda Lopes
 
Queimadas e desmatamentos
Queimadas e desmatamentosQueimadas e desmatamentos
Queimadas e desmatamentosThiago Souza
 
Estudos CACD Missão Diplomática - Geografia Aula 04 - Geografia Agrária
Estudos CACD Missão Diplomática - Geografia Aula 04 - Geografia AgráriaEstudos CACD Missão Diplomática - Geografia Aula 04 - Geografia Agrária
Estudos CACD Missão Diplomática - Geografia Aula 04 - Geografia Agráriamissaodiplomatica
 
Ocupação Territorial da Amazônia
Ocupação Territorial da AmazôniaOcupação Territorial da Amazônia
Ocupação Territorial da AmazôniaGuilherme Drumond
 
Horticultura floricultura & fruticultura
Horticultura floricultura & fruticulturaHorticultura floricultura & fruticultura
Horticultura floricultura & fruticulturaPedro Tomé
 
Brasil territorio e fronteiras 7º ano
Brasil territorio e fronteiras   7º anoBrasil territorio e fronteiras   7º ano
Brasil territorio e fronteiras 7º anoProfessor
 

Destaque (20)

Ilhada Madeira Portugal!!!
Ilhada Madeira Portugal!!!Ilhada Madeira Portugal!!!
Ilhada Madeira Portugal!!!
 
Questão agrária no brasil
Questão agrária no brasil Questão agrária no brasil
Questão agrária no brasil
 
Sustentabilidade
SustentabilidadeSustentabilidade
Sustentabilidade
 
Plano estratégico de fronteiras
Plano estratégico de fronteirasPlano estratégico de fronteiras
Plano estratégico de fronteiras
 
Fronteira A DegradaçãO Do Outro Nos Confins Do Humano ApresentaçãO Ppt
Fronteira  A DegradaçãO Do Outro Nos Confins Do Humano  ApresentaçãO PptFronteira  A DegradaçãO Do Outro Nos Confins Do Humano  ApresentaçãO Ppt
Fronteira A DegradaçãO Do Outro Nos Confins Do Humano ApresentaçãO Ppt
 
Fronteira
FronteiraFronteira
Fronteira
 
Registros em terras de fronteiras, margens de rio e terras devolutas
Registros em terras de fronteiras, margens de rio e terras devolutasRegistros em terras de fronteiras, margens de rio e terras devolutas
Registros em terras de fronteiras, margens de rio e terras devolutas
 
Bioma AmazôNico E Desmatamento
Bioma AmazôNico E DesmatamentoBioma AmazôNico E Desmatamento
Bioma AmazôNico E Desmatamento
 
Registros em terras de fronteiras, margens de rio e terras devolutas
Registros em terras de fronteiras, margens de rio e terras devolutasRegistros em terras de fronteiras, margens de rio e terras devolutas
Registros em terras de fronteiras, margens de rio e terras devolutas
 
Regularização Fundiária: generalidades
Regularização Fundiária: generalidadesRegularização Fundiária: generalidades
Regularização Fundiária: generalidades
 
Geografia- Região Agrária dos Açores
Geografia- Região Agrária dos AçoresGeografia- Região Agrária dos Açores
Geografia- Região Agrária dos Açores
 
Fronteira agrícola no brasil/ Dicas para o Enem
Fronteira agrícola no brasil/ Dicas para o EnemFronteira agrícola no brasil/ Dicas para o Enem
Fronteira agrícola no brasil/ Dicas para o Enem
 
Capítulo 2 economia e dinâmicas territoriais
Capítulo 2   economia e dinâmicas territoriaisCapítulo 2   economia e dinâmicas territoriais
Capítulo 2 economia e dinâmicas territoriais
 
O Espaço Agrário no Brasil
O Espaço Agrário no BrasilO Espaço Agrário no Brasil
O Espaço Agrário no Brasil
 
2 1 transporte no brasil e no mundo
2 1 transporte no brasil e no mundo2 1 transporte no brasil e no mundo
2 1 transporte no brasil e no mundo
 
Queimadas e desmatamentos
Queimadas e desmatamentosQueimadas e desmatamentos
Queimadas e desmatamentos
 
Estudos CACD Missão Diplomática - Geografia Aula 04 - Geografia Agrária
Estudos CACD Missão Diplomática - Geografia Aula 04 - Geografia AgráriaEstudos CACD Missão Diplomática - Geografia Aula 04 - Geografia Agrária
Estudos CACD Missão Diplomática - Geografia Aula 04 - Geografia Agrária
 
Ocupação Territorial da Amazônia
Ocupação Territorial da AmazôniaOcupação Territorial da Amazônia
Ocupação Territorial da Amazônia
 
Horticultura floricultura & fruticultura
Horticultura floricultura & fruticulturaHorticultura floricultura & fruticultura
Horticultura floricultura & fruticultura
 
Brasil territorio e fronteiras 7º ano
Brasil territorio e fronteiras   7º anoBrasil territorio e fronteiras   7º ano
Brasil territorio e fronteiras 7º ano
 

Semelhante a Concentração de terras

Aspectos econômicos do brasil
Aspectos econômicos do brasilAspectos econômicos do brasil
Aspectos econômicos do brasilFernanda Lopes
 
Intolerâncias marco feliciano postar
Intolerâncias marco feliciano postarIntolerâncias marco feliciano postar
Intolerâncias marco feliciano postarFernanda Lopes
 
América o continente e suas subd ceja
América o continente e suas subd cejaAmérica o continente e suas subd ceja
América o continente e suas subd cejaFernanda Lopes
 
áFrica exploração e sofrimento
áFrica exploração e sofrimentoáFrica exploração e sofrimento
áFrica exploração e sofrimentoFernanda Lopes
 
Segundo Ano ICE - Teste Mensal - Bimestre 1/2015
Segundo Ano ICE - Teste Mensal - Bimestre 1/2015Segundo Ano ICE - Teste Mensal - Bimestre 1/2015
Segundo Ano ICE - Teste Mensal - Bimestre 1/2015Fernanda Lopes
 
Cap 9 vegetação do brasil
Cap 9 vegetação do brasilCap 9 vegetação do brasil
Cap 9 vegetação do brasilFernanda Lopes
 
Agricultura e pecuaria primeiro ano
Agricultura e pecuaria primeiro anoAgricultura e pecuaria primeiro ano
Agricultura e pecuaria primeiro anoFernanda Lopes
 
Movimentos migratórios e urbanização
Movimentos migratórios e urbanizaçãoMovimentos migratórios e urbanização
Movimentos migratórios e urbanizaçãoFernanda Lopes
 
Cap 14 b regiões geoeconômicas_ne
Cap 14 b regiões geoeconômicas_neCap 14 b regiões geoeconômicas_ne
Cap 14 b regiões geoeconômicas_neFernanda Lopes
 
Formação da população e expansão eua
Formação da população e expansão euaFormação da população e expansão eua
Formação da população e expansão euaFernanda Lopes
 
Lugar, território, espaço e paisagem
Lugar, território, espaço e paisagemLugar, território, espaço e paisagem
Lugar, território, espaço e paisagemFernanda Lopes
 
Cap 1 primeiro ano aula 2-principais conceitos-2020
Cap 1 primeiro ano aula 2-principais conceitos-2020Cap 1 primeiro ano aula 2-principais conceitos-2020
Cap 1 primeiro ano aula 2-principais conceitos-2020Fernanda Lopes
 

Semelhante a Concentração de terras (20)

Aspectos econômicos do brasil
Aspectos econômicos do brasilAspectos econômicos do brasil
Aspectos econômicos do brasil
 
Globalização
GlobalizaçãoGlobalização
Globalização
 
Globalização
GlobalizaçãoGlobalização
Globalização
 
México
MéxicoMéxico
México
 
População mundial
População mundialPopulação mundial
População mundial
 
Espaço rural
Espaço ruralEspaço rural
Espaço rural
 
Globalização
GlobalizaçãoGlobalização
Globalização
 
Intolerâncias marco feliciano postar
Intolerâncias marco feliciano postarIntolerâncias marco feliciano postar
Intolerâncias marco feliciano postar
 
América o continente e suas subd ceja
América o continente e suas subd cejaAmérica o continente e suas subd ceja
América o continente e suas subd ceja
 
áFrica exploração e sofrimento
áFrica exploração e sofrimentoáFrica exploração e sofrimento
áFrica exploração e sofrimento
 
Brasil sexta economia
Brasil sexta economiaBrasil sexta economia
Brasil sexta economia
 
Segundo Ano ICE - Teste Mensal - Bimestre 1/2015
Segundo Ano ICE - Teste Mensal - Bimestre 1/2015Segundo Ano ICE - Teste Mensal - Bimestre 1/2015
Segundo Ano ICE - Teste Mensal - Bimestre 1/2015
 
Cap 9 vegetação do brasil
Cap 9 vegetação do brasilCap 9 vegetação do brasil
Cap 9 vegetação do brasil
 
Agricultura e pecuaria primeiro ano
Agricultura e pecuaria primeiro anoAgricultura e pecuaria primeiro ano
Agricultura e pecuaria primeiro ano
 
Movimentos migratórios e urbanização
Movimentos migratórios e urbanizaçãoMovimentos migratórios e urbanização
Movimentos migratórios e urbanização
 
Cap 14 b regiões geoeconômicas_ne
Cap 14 b regiões geoeconômicas_neCap 14 b regiões geoeconômicas_ne
Cap 14 b regiões geoeconômicas_ne
 
Formação da população e expansão eua
Formação da população e expansão euaFormação da população e expansão eua
Formação da população e expansão eua
 
Lugar, território, espaço e paisagem
Lugar, território, espaço e paisagemLugar, território, espaço e paisagem
Lugar, território, espaço e paisagem
 
Cap 1 primeiro ano aula 2-principais conceitos-2020
Cap 1 primeiro ano aula 2-principais conceitos-2020Cap 1 primeiro ano aula 2-principais conceitos-2020
Cap 1 primeiro ano aula 2-principais conceitos-2020
 
íNdia 3 ano
íNdia 3 anoíNdia 3 ano
íNdia 3 ano
 

Mais de Fernanda Lopes

Cap 1 da europa para o mundo
Cap 1 da europa para o mundoCap 1 da europa para o mundo
Cap 1 da europa para o mundoFernanda Lopes
 
Piores acidentes nucleares da história
Piores acidentes nucleares da históriaPiores acidentes nucleares da história
Piores acidentes nucleares da históriaFernanda Lopes
 
Blocos econômicos primeiro ano
Blocos econômicos  primeiro anoBlocos econômicos  primeiro ano
Blocos econômicos primeiro anoFernanda Lopes
 
Cap 14 conflitos mundiais 1
Cap 14 conflitos mundiais 1Cap 14 conflitos mundiais 1
Cap 14 conflitos mundiais 1Fernanda Lopes
 
Cap 14 c regiões geoeconômicas_centro sul
Cap 14 c regiões geoeconômicas_centro sulCap 14 c regiões geoeconômicas_centro sul
Cap 14 c regiões geoeconômicas_centro sulFernanda Lopes
 
Cap 14 regiões geoeconômicas amazônia
Cap 14 regiões geoeconômicas amazôniaCap 14 regiões geoeconômicas amazônia
Cap 14 regiões geoeconômicas amazôniaFernanda Lopes
 
Cap 13 mundo ex socialista
Cap 13 mundo ex socialistaCap 13 mundo ex socialista
Cap 13 mundo ex socialistaFernanda Lopes
 
Cap 13 b a região concentrada
Cap 13 b a região concentradaCap 13 b a região concentrada
Cap 13 b a região concentradaFernanda Lopes
 
Cap 12 desenvolvimento mundiallll
Cap 12 desenvolvimento mundiallllCap 12 desenvolvimento mundiallll
Cap 12 desenvolvimento mundiallllFernanda Lopes
 
Cap 12 organização politico administrativa do brasilll
Cap 12 organização politico administrativa do brasilllCap 12 organização politico administrativa do brasilll
Cap 12 organização politico administrativa do brasilllFernanda Lopes
 
Questões ambientais buraco ozônio e poluição das águas
Questões ambientais buraco ozônio e poluição das águasQuestões ambientais buraco ozônio e poluição das águas
Questões ambientais buraco ozônio e poluição das águasFernanda Lopes
 
Segunda guerra mundial face comentários
Segunda guerra mundial  face comentáriosSegunda guerra mundial  face comentários
Segunda guerra mundial face comentáriosFernanda Lopes
 

Mais de Fernanda Lopes (20)

Cap 1 da europa para o mundo
Cap 1 da europa para o mundoCap 1 da europa para o mundo
Cap 1 da europa para o mundo
 
Mariana tragédia
Mariana tragédiaMariana tragédia
Mariana tragédia
 
Piores acidentes nucleares da história
Piores acidentes nucleares da históriaPiores acidentes nucleares da história
Piores acidentes nucleares da história
 
Fontes de energia
Fontes de energiaFontes de energia
Fontes de energia
 
China conteúdo
China conteúdoChina conteúdo
China conteúdo
 
Blocos econômicos primeiro ano
Blocos econômicos  primeiro anoBlocos econômicos  primeiro ano
Blocos econômicos primeiro ano
 
Questão palestina
Questão palestinaQuestão palestina
Questão palestina
 
Conflitos mundiais 2
Conflitos mundiais 2Conflitos mundiais 2
Conflitos mundiais 2
 
Cap 14 conflitos mundiais 1
Cap 14 conflitos mundiais 1Cap 14 conflitos mundiais 1
Cap 14 conflitos mundiais 1
 
Cap 14 c regiões geoeconômicas_centro sul
Cap 14 c regiões geoeconômicas_centro sulCap 14 c regiões geoeconômicas_centro sul
Cap 14 c regiões geoeconômicas_centro sul
 
Cap 14 regiões geoeconômicas amazônia
Cap 14 regiões geoeconômicas amazôniaCap 14 regiões geoeconômicas amazônia
Cap 14 regiões geoeconômicas amazônia
 
Cap 13 mundo ex socialista
Cap 13 mundo ex socialistaCap 13 mundo ex socialista
Cap 13 mundo ex socialista
 
Rússia país
Rússia paísRússia país
Rússia país
 
Cap 13 b a região concentrada
Cap 13 b a região concentradaCap 13 b a região concentrada
Cap 13 b a região concentrada
 
Cap 12 desenvolvimento mundiallll
Cap 12 desenvolvimento mundiallllCap 12 desenvolvimento mundiallll
Cap 12 desenvolvimento mundiallll
 
Cap 12 organização politico administrativa do brasilll
Cap 12 organização politico administrativa do brasilllCap 12 organização politico administrativa do brasilll
Cap 12 organização politico administrativa do brasilll
 
Questões ambientais buraco ozônio e poluição das águas
Questões ambientais buraco ozônio e poluição das águasQuestões ambientais buraco ozônio e poluição das águas
Questões ambientais buraco ozônio e poluição das águas
 
Questões ambientais
Questões ambientaisQuestões ambientais
Questões ambientais
 
Segunda guerra mundial face comentários
Segunda guerra mundial  face comentáriosSegunda guerra mundial  face comentários
Segunda guerra mundial face comentários
 
As duas europas
As duas europasAs duas europas
As duas europas
 

Concentração de terras

  • 1. Na raiz da desigualdade social está a concentração de terras rurais nas mãos de poucas famílias ou empresas. Oficina elaborada pela Professora FERNANDA BRUM LOPES - Geografia
  • 2. Cerca de 3% do total das propriedades rurais do país são latifúndios, ou seja, tem mais de mil hectares e ocupam 56,7% das terras agriculturáveis – de acordo com o Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária (Incra). área ocupada pelos estados de São Paulo Em outras palavras, a e Paraná juntos está nas mãos dos 300 maiores proprietários rurais, enquanto 4,8 milhões de famílias estão à espera de chão para plantar. Oficina elaborada pela Professora FERNANDA BRUM LOPES - Geografia
  • 3. Um dos exemplos do grau de concentração de terras em nosso país é a área de 4,5 milhões de hectares, localizada na Terra do Meio, coração do Pará, que o grupo CR Almeida, do empresário Cecílio do Rego Almeida, reivindica para si. Esse é o maior latifúndio do mundo. Após o descobrimento estabeleceu-se a estratégia de ocupação de terras, abundantes e com pouca mão-de-obra local. As plantações ("grande lavoura") voltaram-se para a exportação e a mão-de-obra advinha da escravidão dos negros trazidos da África. Apesar da abundância, o acesso à terra sempre foi dificultado pela presença perene do "proprietário" Oficina elaborada pela Professora FERNANDA BRUM LOPES - Geografia
  • 4. Oficina elaborada pela Professora FERNANDA BRUM LOPES - Geografia
  • 5. O título “Terra para Todos” aparece como uma ironia, uma vez que até onde a nossa vista alcança a terra pertence a mesma família (avô, bisavô, filho, pai...) No rodapé da página aparece ainda a frase: “A reforma agrária no País”, mais uma ironia, pois a reforma tão necessária nunca ocorreu no Brasil. Reforma agrária é a reorganização da estrutura fundiária com o objetivo de promover a distribuição mais justa das terras. Oficina elaborada pela Professora FERNANDA BRUM LOPES - Geografia
  • 6. Oficina elaborada pela Professora FERNANDA BRUM LOPES - Geografia
  • 7. Quase sempre Latifúndio é IMPRODUTIVO (não produz porque não quer e não porque não pode) uma grande área que poderia estar dividida em vários lotes – atendendo a várias famílias e está em favor de apenas uma pessoa. A degradação se dá pois, em geral, os grandes proprietários de terra quando produzem é para exportação (agrossistema: de mercado, de plantation, especulativa, de precisão) Soja, algodão, trigo, café, pecuária Oficina elaborada pela Professora FERNANDA BRUM LOPES - Geografia
  • 8. Oficina elaborada pela Professora FERNANDA BRUM LOPES - Geografia
  • 9. Exalta a desigualdade na divisão de terras brasileiras. Assim como a produção de comida é maior do que a demanda (somos 7 e produzimos para 8 bilhões). No Brasil, somos o 5 maior país em extensão territorial e falta terra para muitos. Oficina elaborada pela Professora FERNANDA BRUM LOPES - Geografia
  • 10. Oficina elaborada pela Professora FERNANDA BRUM LOPES - Geografia
  • 11. A mídia aparece como PROPRIEDADE do Latifúndio, na verdade do Latifundiário, pois atende a todos os mandos e desmandos dos grandes proprietários donos do grande CAPITAL. Oficina elaborada pela Professora FERNANDA BRUM LOPES - Geografia
  • 12. Oficina elaborada pela Professora FERNANDA BRUM LOPES - Geografia
  • 13. O Latifúndio Mata pois o número de mortes de trabalhadores por conflitos agrários no Brasil é alto. A violenta apropriação de terras do Pará por parte dos latifundiários e a extração da madeira fizeram do estado uma região de assassinatos e chacinas de camponeses, sindicalistas e membros da Pastoral da Terra Oficina elaborada pela Professora FERNANDA BRUM LOPES - Geografia
  • 14. Oficina elaborada pela Professora FERNANDA BRUM LOPES - Geografia
  • 15. A charge faz referência ao coronelismo brasileiro. O termo coronel no período republicano significava chefe político de um determinado local que geralmente era dono de terras ou comerciante. O coronelismo foi um período de práticas autoritárias e violentas comandadas pelos coronéis. Os coronéis controlavam as pessoas da região e as obrigava a realizar fatos e tomar decisões segundo sua vontade. Aproveitavam o fato de que as pessoas eram desinformadas e pouco educadas para motivá-las a fazer segundo o que lhes era proposto. Oficina elaborada pela Professora FERNANDA BRUM LOPES - Geografia
  • 16. Oficina elaborada pela Professora FERNANDA BRUM LOPES - Geografia
  • 17. Escravidão contemporânea é o trabalho degradante que envolve cerceamento da liberdade. A escravidão contemporânea é diferente da antiga, mas rouba a dignidade do ser humano da mesma maneira. No sistema antigo, a propriedade legal era permitida. Hoje, não. Masera muito mais caro comprar e manter um escravo do que hoje. O negro africano era um investimento dispendioso, a que poucas pessoas tinham acesso. Hoje, o custo é quase zero, paga-se apenas o transporte e, no máximo, a dívida que o sujeito tinha em algum comércio ou hotel. Se o trabalhador fica doente, ele é largado na estrada mais próxima e se alicia outra pessoa. A soma da pobreza generalizada – proporcionando mão-de- obra farta – com a impunidade do crime criam condições para que perdurem práticas de escravização, transformando o trabalhador em mero objeto descartável. Na escravidão contemporânea, não faz diferença se a pessoa é negra, amarela ou branca. Os escravos são miseráveis, sem distinção de cor ou credo. Porém, tanto na escravidão imperial como na do Brasil de hoje, mantém-se a ordem por meio de ameaças, terror psicológico, coerção física, punições e assassinatos. Oficina elaborada pela Professora FERNANDA BRUM LOPES - Geografia
  • 18. Oficina elaborada pela Professora FERNANDA BRUM LOPES - Geografia
  • 19. A maior parte das terras brasileiras estão nas mãos de POUCOS proprietários (uma só pessoa pode ser dona de uma grande porção de terras) enquanto o povo brasileiro não tem terra. No Pará, 1% dos proprietários possui mais da metade de todo o Estado. Oficina elaborada pela Professora FERNANDA BRUM LOPES - Geografia
  • 20. Oficina elaborada pela Professora FERNANDA BRUM LOPES - Geografia
  • 21. Mais uma vez apresenta os Latifundiários tendo apoio da Policia Militar, Mídia e até mesmo do Ministério Público (quando acata decisões em favor dos grandes proprietários de terras) A figura do povo aparece representada por uma membro do Movimento Sem Terra (sendo apunhalado pelas costas) Oficina elaborada pela Professora FERNANDA BRUM LOPES - Geografia
  • 22. REFORMA AGRÁRIA Oficina elaborada pela Professora FERNANDA BRUM LOPES - Geografia
  • 23. A Reforma Agrária no Brasil liderada pela figura da morte. REFORMA AGRÁRIA Oficina elaborada pela Professora FERNANDA BRUM LOPES - Geografia
  • 24. Oficina elaborada pela Professora FERNANDA BRUM LOPES - Geografia
  • 25. Camponeses são barbaramente torturados e assassinados em Buritis – Rondônia Mandante dos assassinatos é o latifundiário Dilson Caldato Imprensa burguesa e “autoridades” acobertam o crime http://www.ligaoperaria.org.br/lutaclassista/images/RA.pdf Oficina elaborada pela Professora FERNANDA BRUM LOPES - Geografia