SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 30
Baixar para ler offline
Português
em Foco 3
Luísa Coelho I Carla Oliveira
Coordenação: João Malaca Casteleiro
Livro do Aluno
Nível B2
Edição e Distribuição
Lidel – Edições Técnicas, Lda.
Rua D. Estefânia, 183, r/c Dto. – 1049­
‑057 Lisboa
Tel.: +351 213 511 448
lidel@lidel.pt
Projetos de edição: edicoesple@lidel.pt
www.lidel.pt
Livraria
Av. Praia da Vitória, 14 A – 1000­
‑247 Lisboa
Tel.: +351 213 511 448
livraria@lidel.pt
Copyright © 2018, Lidel – Edições Técnicas, Lda.
ISBN edição impressa: 978-989-752-277-2
1.ª edição impressa: junho 2018
Conceção de layout e paginação: Pedro Santos
Impressão e acabamento: Cafilesa – Soluções Gráficas, Lda. – Venda do Pinheiro
Depósito Legal: 441958/18
Capa: José Manuel Reis
Ilustrações: Liliana Lourenço
Fotografias: vários (ver páginas 215-216)
Faixas Áudio
Vozes: Ana Vieira, Bárbara Lourenço, José Alves e Paulo Espírito Santo
Execução Técnica: Emanuel Lima
&© 2018 - Lidel
SPA
Todos os direitos reservados
Todos os nossos livros passam por um rigoroso controlo de qualidade, no entanto aconselhamos a consulta periódica do nosso site (www.lidel.pt)
para fazer o download de eventuais correções.
Reservados todos os direitos. Esta publicação não pode ser reproduzida, nem transmitida, no todo ou em parte, por qualquer
processo eletrónico, mecânico, fotocópia, digitalização, gravação, sistema de armazenamento e disponibilização de informação,
sítio Web, blogue ou outros, sem prévia autorização escrita da Editora, exceto o permitido pelo CDADC, em termos de cópia privada
pela AGECOP – Associação para a Gestão da Cópia Privada, através do pagamento das respetivas taxas.
A Lidel adquiriu este estatuto através da assinatura de um protocolo com o Camões – Instituto da Cooperação e da Língua, que visa destacar um
conjunto de entidades que contribuem para a promoção internacional da língua portuguesa.
©
Lidel
–
Edições
Técnicas,
Lda.
Prefácio
Com esta nova publicação, que, como o título indica, faz parte da série Português em Foco,
temoscomoobjetivosubirmaisumaescadariadeacessoaummelhoremaiscompletodomínio
dalínguaportuguesa,oraleescrita.PortuguêsemFoco3segueametodologiadaabordagem
comunicativa e rege-se pelos mesmos princípios tóricos e orientações pedagógico-didáticas
do Quadro Europeu Comum de Referência para as Línguas – Aprendizagem, Ensino,
Avaliação (QECR), dado a público, em 2001, pelo Conselho da Europa e disponibilizado
em versão portuguesa, no mesmo ano, pelo Ministério da Educação luso. Com este manual
visamos atingir o Nível B2 do QECR, ou seja, o quarto nível dos seis aí descritos, o qual
vem após a aquisição de A1/A2 e B1, mas antes de C1 e C2. Possuidor do Nível B2, o
aprendente manifesta já uma elevada proficiência em língua portuguesa, quer nos domínios
da compreensão e expressão orais, quer no que toca à leitura e à redação de textos.
Os conteúdos programáticos tidos em consideração neste volume privilegiam largamente
diversas áreas culturais que caracterizam a sociedade portuguesa, contribuindo assim para
aprofundar e ampliar a relação entre língua e cultura e tornar o aprendente mais informado
sobre os usos e costumes do povo português e poder compará-los com os do seu próprio
país. Logo na primeira unidade temática mostra-se a relevância da língua portuguesa no
Mundo, língua oficial de nove países em quatro continentes, presente ainda como língua
oficial na Região Administrativa Especial de Macau e adotada como língua de trabalho por
múltiplos organismos internacionais. Depois abordam-se sucessivamente, nas unidades
seguintes, marcas e produtos portugueses, a educação em Portugal, a gastronomia, a
religião, a arte urbana, algumas tendências da sociedade portuguesa, superstições, lendas,
riqueza turística, datas marcantes da História de Portugal e características mais salientes dos
portugueses. Trata-se essencialmente de introduzir o aprendente na cultura viva do povo,
atual e atuante, e não tanto na cultura mais livresca, que caberá, porventura, desenvolver
nos últimos dois níveis da saga linguística definida pelo QECR.
À semelhança do volume anterior, os textos presentes nas várias unidades didáticas são
produzidos por falantes nativos, conforme a norma-padrão do Português Europeu, e estão
disponíveis em www.lidel.pt. É seu objetivo ajudar o aprendente a melhorar a prática da
oralidade, quer na compreensão, quer na expressão. Será não apenas um valioso instrumento
3
©
Lidel
–
Edições
Técnicas,
Lda.
de trabalho em sala de aula para o professor não nativo, mas também um bom apoio
para o discente no exercício de autoaprendizagem. Um Livro do Professor, em volume
separado, é também posto à disposição dos docentes, o qual visa ajudá-los na preparação
das aulas, sobretudo àqueles que tenham menos experiência didática.
Como sempre, a larga experiência pedagógica das autoras tornou mais fácil e mais
adequada ao público aqui visado a elaboração deste manual. Esperamos, pois, que ele
contribua da melhor forma para levar os aprendentes a atingirem adequadamente as
metas estabelecidas pelo Nível B2. Almejamos também contribuir, através do enfoque
que aqui pomos na cultura portuguesa, para um maior e mais completo conhecimento das
especificidades da sociedade lusa e, assim, criar a empatia que aproxima os povos. É que
só se pode admirar o que se conhece bem.
João Malaca Casteleiro
4
©
Lidel
–
Edições
Técnicas,
Lda.
Introdução
Português em Foco 3 é o terceiro volume de uma coleção de manuais dirigidos a
adolescentes e adultos aprendentes de Português como Língua Estrangeira e está
dividido em 12 unidades de aprendizagem.
O manual que agora se apresenta foi organizado em áreas temáticas e vocabulares
associadas ao Nível B2 – Nível Vantagem. Deste modo, ao continuar a aprendizagem
com Português em Foco 3, o aprendente irá reforçar competências comunicativas que lhe
permitirão não só formar frases gramaticalmente corretas, mas principalmente interagir
com outros falantes, utilizando estruturas apropriadas para cada situação de comunicação
do quotidiano e também no domínio do estudo e do trabalho. Assim, cada uma das 12
unidades permitirá que o aprendente desenvolva estas competências, quer através do
trabalho com o texto escrito (onde as situações de comunicação são evidentes), quer
através de propostas para trabalho oral.
Português em Foco 3 apresenta:
Textos Escritos
•	
Servem de base para o trabalho com vocabulário específico relacionado com as
áreas temáticas;
•	
São utilizados para evidenciar e contextualizar situações comunicativas relativas
ao nível vantagem;
•	
Estão gravados e disponíveis em www.lidel.pt, servindo para trabalhar a
compreensão oral, a pronúncia, a repetição oral de estruturas, etc.
•	
Acompanham a progressão na aprendizagem, quer no que se refere à sua
temática principal, quer no que se refere aos aspetos estruturais da língua;
• Servem para apresentar o léxico da área temática em contexto comunicativo;
•	
Os textos são atuais, fabricados ou reais, cumprindo sempre os objetivos
propostos para o nível de aprendizagem.
5
©
Lidel
–
Edições
Técnicas,
Lda.
Aspetos Gramaticais – Regras e Exercícios
•	
Este manual apresenta os aspetos gramaticais utilizando uma abordagem
comunicativa. Assim, embora haja uma explicitação dos conteúdos gramaticais,
estes serão sempre utilizados em contextos comunicativos e funcionam como um
instrumento para uma comunicação correta;
•	
Os aspetos gramaticais apresentam uma progressão que está de acordo com a
progressão prevista para cada uma das unidades;
•	
Ao longo das unidades existem diversos exercícios gramaticais para praticar as
regras que são ensinadas;
•	
Os exercícios permitem que os alunos utilizem as novas regras gramaticais que
aprenderam e que reutilizem as anteriores.
Exercícios de Compreensão Oral
Uma vez que a compreensão oral é tão importante como as restantes competências, em cada
unidade haverá um trabalho exaustivo para o desenvolvimento desta competência. Assim, ao
longo do manual poder­‑se­‑ão encontrar diversas tipologias de exercícios, tais como:
• Textos gravados com perguntas de interpretação;
• Audição de frases simples para detetar vocabulário temático;
• Audição de frases e textos para ouvir e responder;
•	
Audição de frases e textos para relacionar com situações de comunicação típicas
para o nível vantagem.
Exercícios de Expressão Oral
A expressão oral, tal como todas as outras competências, acompanha a temática de base das
unidades e a progressão gramatical contextualizadas em situações comunicativas. Assim, com
os exercícios e sugestões para o trabalho da expressão oral, pretende­‑se:
• Utilizar oralmente os conteúdos temáticos aprendidos;
• Simular situações de comunicação típicas do nível vantagem;
6
©
Lidel
–
Edições
Técnicas,
Lda.
•	
Dinamizar a interação entre os aprendentes no espaço de aula, criando situações
que simulem as realidades que se pretendem trabalhar;
•	
Criar um ambiente comunicativo controlado que permita ao professor acompanhar
as situações propostas.
O manual inclui ainda as soluções dos exercícios propostos nos Testes de Revisão.
Português em Foco 3 apresenta um Livro do Professor que está organizado conforme
as unidades do Livro do Aluno. Em cada unidade existem indicações precisas sobre as
atividades a desenvolver na sala de aula.
Esperamos, pois, que o presente manual seja do seu agrado.
Luísa Coelho
Carla Oliveira
7
Unidade
Áreas Lexicais/
/Tópicos Vocabulares
Conteúdos Gramaticais Objetivos Específicos
0.
Vamos rever!
Pág. 11
• Revisões • Pretérito Imperfeito do Indicativo
• Tempos compostos do Indicativo
• Particípio Passado irregular
• Colocação dos pronomes clíticos
• Preposições: a, de, por, para, com, em
• Relembrar alguns aspetos gramaticais
associados ao nível B1
1.
Navegar é
preciso
Pág. 17
• A Língua Portuguesa no mundo
• Difusão da Língua Portuguesa
• Português como língua
estrangeira
• A Festa dos Tabuleiros de Tomar
• Modo Indicativo/Conjuntivo
• Presente do Conjuntivo: formação dos verbos
regulares e irregulares
• Presente do Conjuntivo com construções
impessoais
• Sonhar em/com
• Preocupar-se em/com
• Orações infinitivas e conjuntivas com construções
impessoais
• Advérbio talvez
• Se calhar / Provavelmente / Possivelmente ≠ Talvez
• Expressar julgamentos de valor
• Expressar uma ação hipotética, eventual ou
provável no futuro
• Expressar dúvida
• Como fazer uma apresentação
• Conhecer a difusão da Língua Portuguesa no
mundo
• Conhecer festas portuguesas – os tabuleiros
de Tomar
2.
Portugal:
marcas,
produtos e
pessoas
Pág. 35
• Portugal no século XXI
• Algumas personalidades
portuguesas famosas
• Algumas marcas e produtos
portugueses
• A Festa das Maias
• Presente do Conjuntivo: verbos que expressam
vontade, desejo, sentimento, ordem, dúvida,
preferência (orações completivas)
• Expressões de sentimento, vontade e desejo
(ter medo que, ter pena que, etc.)
• Verbos de opinião / Expressões de certeza nas
formas afirmativa e negativa: pensar (que),
acreditar (que), crer (que), achar (que)
• Expressar desejo, sentimento, ordem, etc.
• Expressar opinião
• Como defender opiniões
• Conhecer empresas e produtos portugueses
• Conhecer algumas figuras portuguesas de
destaque
• Conhecer festas portuguesas – a festa das
Maias
3.
Mais do que
futebol e praia
Pág. 47
• A educação no século XXI
• Estudar em Portugal
• A escola e o mercado de
trabalho
• O Carnaval português
• Orações concessivas
• Orações concessivas com Conjuntivo e Infinitivo
Pessoal
• Orações temporais com Presente do Conjuntivo e
Infinitivo Pessoal
• Expressar a ideia de concessão
• Como usar técnicas de discussão
• Falar sobre sistemas de educação
• Reconhecer algumas marcas comerciais
portuguesas
• Conhecer festas portuguesas – o Carnaval
4.
Festas,
gastronomia e
religião
Pág. 59
• A comida ligada à religião
• As festas populares e a
gastronomia
• As festas populares e a religião
• Romarias portuguesas
• Orações finais
• Orações condicionais
• Orações finais com Conjuntivo e Infinitivo Pessoal
• Orações condicionais com Conjuntivo e Infinitivo
Pessoal
• Expressar a ideia de finalidade
• Expressar a condição
• Como confirmar compreensão
• Conhecer algumas festas populares
portuguesas
• Relacionar a gastronomia portuguesa com a
religião
5.
Se as paredes
falassem
Pág. 73
• Arte urbana
• Arte urbana em Portugal
• A moda
• O casamento em Portugal
• Há + quem + Conjuntivo
• Há + nome + que + Indicativo
• Exclamativas de desejo
• Expressar desejo
• Como pedir e dar instruções
• Conhecer aspetos da vivência dos jovens
portugueses
• Conhecer a arte urbana portuguesa
• Conhecer algumas tradições portuguesas
relacionadas com o casamento
Índice Geral
8
©
Lidel
–
Edições
Técnicas,
Lda.
Unidade
Áreas Lexicais/
/Tópicos Vocabulares
Conteúdos Gramaticais Objetivos Específicos
6.
A geração Z
Pág. 85
• A geração Z
• A “quarta idade”
• Partilhar/Alugar casa
• O pão na cultura portuguesa
• Pretérito Imperfeito do Conjuntivo: verbos
regulares
• Pretérito Imperfeito do Conjuntivo em
construções impessoais
• Construções impessoais com Indicativo
• Pretérito Imperfeito do Conjuntivo em orações
completivas
• Expressar a ideia de irrealidade, probabilidade
e dúvida
• Como certificar a compreensão
• Conhecer algumas novas tendências na
sociedade portuguesa (geração Z, a importância
da terceira e da quarta idades)
• Conhecer a importância da cultura do pão em
Portugal
7.
Lagarto,
lagarto,
lagarto!
Pág. 97
• Algumas das superstições dos
portugueses
• A simbologia do número 13
• A lenda das amendoeiras
• Pretérito Imperfeito do Conjuntivo em frases
dubitativas (talvez)
• Pretérito Imperfeito do Conjuntivo em orações
condicionais com a conjunção se
• Expressar probabilidade e dúvida com menor
grau de probabilidade de realização
• Expressar condição com menor grau de
probabilidade de realização ou impossibilidade
de concretização
• Conhecer as superstições relacionadas com a
cultura portuguesa
• Comparar as superstições dos países de
origem dos aprendentes com as superstições
portuguesas
• Conhecer a Lenda das Amendoeiras
• Ler e recitar o poema O guardador de
rebanhos, de Alberto Caeiro
8.
Vamos até
Portugal?
Pág. 111
• O turismo em Portugal
• Produtos turísticos portugueses
• Pretérito Imperfeito do Conjuntivo em orações
conjuncionais (concessivas, condicionais, finais e
temporais)
• Estruturas comparativas irreais
• Frases exclamativas de desejo
• Expressar a ideia de concessão, condição,
finalidade e tempo com o Pretérito Imperfeito
do Conjuntivo
• Fazer comparações irreais
• Exclamar desejo de realização improvável ou
impossível
• Conhecer aspetos relacionados com o turismo
em Portugal
• Conhecer alguns produtos turísticos
portugueses
• Conhecer a opinião dos turistas sobre Portugal
• Ler e recitar o poema Se eu pudesse trincar a
terra toda, de Alberto Caeiro
9.
Um gostinho
de Portugal
Pág. 129
• A gastronomia portuguesa
• Os hábitos alimentares dos
portugueses
• Receitas tradicionais portuguesas
• Formação do Futuro do Conjuntivo
• Orações condicionais com a conjunção se no
Futuro do Conjuntivo (ou no Pretérito Imperfeito
do Conjuntivo)
• Estrutura das frases condicionais com Futuro do
Conjuntivo
• Expressar condição no futuro
• Compreender as diferenças entre orações
condicionais com maior e menor probabilidade
de concretização
• Conhecer a gastronomia portuguesa
• Conhecer os principais alimentos que fazem
parte da gastronomia portuguesa
• Conhecer os hábitos alimentares dos portugueses
• Falar sobre alimentação saudável
• Conhecer algumas receitas tradicionais da
gastronomia portuguesa
• Ler e recitar o poema Dobrada à moda do
Porto, de Álvaro de Campos
9
©
Lidel
–
Edições
Técnicas,
Lda.
Unidade
Áreas Lexicais/
/Tópicos Vocabulares
Conteúdos Gramaticais Objetivos Específicos
10.
A rainha que
transformou
pão em rosas…
Pág. 143
• Lendas relacionadas com a
história de Portugal
• Algumas figuras da história de
Portugal
• Orações temporais com Futuro do Conjuntivo • Expressar ação num futuro eventual ou impreciso
• Compreender a diferença entre diversas
estruturas temporais
• Conhecer algumas lendas portuguesas
• Relacionar as lendas portuguesas com a história
de Portugal
• Conhecer algumas figuras da história de Portugal
• Ler e recitar o poema Fim, de Mário de Sá Carneiro
11.
Em 1143 nasce
Portugal
Pág. 155
• Datas e factos marcantes da
história de Portugal
• Figuras importantes da história
de Portugal
• Orações concessivas no Futuro do Conjuntivo
com repetição da forma verbal no Presente do
Conjuntivo
• Expressar a ideia de concessão através de
estruturas especiais
• Perspetiva geral da história de Portugal
• Conhecer algumas das datas marcantes da
história de Portugal
• Conhecer algumas figuras importantes da
história de Portugal
• Ler e recitar o poema Mar Português, de
Fernando Pessoa
12.
Como são os
portugueses?
Pág. 167
• O povo português e as suas
características
• Revisão geral do Conjuntivo: Presente, Pretérito
Imperfeito e Futuro
• Escrever textos argumentativos
• Aprenderosprincipaisarticuladoresargumentativos
• Conhecer algumas das características do povo
português
• Comparar as características dos portugueses
com outros povos
• Ler e recitar o poema Lisboa com suas casas, de
Álvaro de Campos
Textos áudio não transcritos Pág. 179
Soluções dos testes de revisão Pág. 189
Glossário Pág. 193
Lista de faixas áudio Pág. 214
10
Navegar é preciso
UNIDADE 1
A caravela portuguesa
UNIDADE 1 Navegar é preciso
18
2
*
TEXTO A
A língua portuguesa na
galáxia das línguas do
mundo e do ciberespaço
Das cerca das sete mil
línguas conhecidas do
mundo e das duzentas e
vinte e cinco da Europa, o
português, originário do
latim vulgar lusitânico, foi
levado a dois terços do
planetapelosportugueses,
com os descobrimentos, e
é hoje falado por mais de
250 milhões de falantes
espalhados pelos cinco
continentes. É a segunda
línguaromânicadomundo,
a terceira europeia mais falada no planeta, a quarta com maior número de falantes e a quinta com maior número
de países que a têm como língua oficial. O português, que já foi língua franca, é hoje uma língua culta de dimensão
internacional e intercontinental, falada nos cinco continentes e – como havia predestinado Fernando Pessoa – é uma
das poucas línguas potencialmente universais do século XXI. É língua materna dos habitantes de Portugal e do Brasil
e de parte significativa das populações de Angola, Moçambique, Cabo Verde, Guiné­
‑Bissau, Guiné Equatorial, São
Tomé e Príncipe e Timor-Leste, países que a têm como língua oficial. O português é também falado nos antigos
territórios de Goa e Macau. Como língua materna ou segunda, é falado pelos membros das várias comunidades de
emigrantes na Europa, América do Norte, América do Sul e África, num total de cerca de quatro milhões e meio de
falantes. O português é a quarta língua mais usada na Internet e a segunda na “blogosfera”.
Hoje, a língua portuguesa é uma língua de trabalho em organizações internacionais: União Europeia, Mercosul, Unidade
Africana, União Latina, e poderá, ainda, tornar­
‑se um dos idiomas de trabalho da Organização Mundial de Turismo.
Face a estes dados enunciados, é possível constatar que a língua portuguesa e os laços culturais que uma história
comum construiu com os povos que a adotaram como língua oficial são hoje a nossa maior riqueza e devem constituir
a grande causa nacional deste século. Por isso, Portugal deve lançar as bases para cimentar o inestimável património
político e humano constituído por uma comunidade de mais de duzentos e cinquenta milhões de pessoas que têm,
para lá da pátria de origem, uma pátria comum, que é a da Língua Portuguesa.
A Língua Portuguesa na Galáxia das Línguas do Mundo e do Ciberespaço, Luís Aguilar (texto adaptado)
*

F
icheiros
áudio
disponíveis
em
www.lidel.pt,
até
o
livro
se
esgotar
ou
ser
publicada
nova
edição
atualizada
ou
com
alterações
19
UNIDADE 1
Navegar é preciso
VOCABULÁRIO
1. Leia o Texto A e apresente um sinónimo ou explique o significado das palavras/expressões do quadro abaixo.
falante
língua franca
predestinar
parte significativa
face a
cimentar o património político e humano
2. Faça a correspondência entre as palavras/expressões da coluna da esquerda e os sinónimos da coluna da direita.
1. falante a) disperso
2. espalhado b) perante
3. face a c) locutor
4. enunciar d) observar
5. constatar e) consolidar
6. cimentar f) exprimir
ORALIDADE
3. Trabalho de pares. Discuta as seguintes questões com o seu colega.
1. Quantas línguas fala?
2. Com que idade se deve começar a aprender línguas estrangeiras?
3.	
Que língua estrangeira se deveria aprender em primeiro lugar no seu país?
Por que razão?
4. Gosta da maneira como as línguas estrangeiras são ensinadas no seu país?
5.	
Já estudou alguma língua estrangeira fora do seu país? É usado um método
muito diferente? Em que é diferente?
6.	
Acha que a correção gramatical é mais importante do que a fluência?
O que é mais importante para si? Porquê?
7. Os turistas que visitam o seu país falam a sua língua?
8. Que língua é para si mais importante? Por que razão é importante?
©
Lidel
–
Edições
Técnicas,
Lda.
UNIDADE 1 Navegar é preciso
20
4. 
Com base no excerto apresentado, e de acordo com o quadro abaixo, faça uma apresentação oral sobre a
sua língua materna.
“Uma língua é o lugar donde se vê o Mundo e em que se traçam os limites do nosso pensar e sentir. Da minha
língua vê­
‑se o mar. Da minha língua ouve­
‑se o seu rumor, como da de outros se ouvirá o da floresta ou o silêncio
do deserto. Por isso a voz do mar foi a da nossa inquietação”.
Vergílio Ferreira in Revista Internacional de Língua Portuguesa
Introdução
Bom dia, boa tarde
Estou contente por ter a oportunidade de falar sobre…
Hoje, vou falar sobre…
O meu tema de hoje é sobre…
Tópicos principais
Vou começar por…
Em primeiro lugar…
Ilustrar
Por exemplo…
Para exemplificar…
Conclusão
Para concluir…
Em conclusão…
Resumindo…
3 5. Ouça um excerto do Texto A e complete os espaços.
Das cerca das ___________________________________________________________________ conhecidas do
mundo e das ___________________________________________________________________ da Europa, o
português, originário do latim vulgar lusitânico, foi levado
a ___________________________________________________________________ do planeta pelos portugueses,
com os descobrimentos, e é hoje falado por mais de
___________________________________________________________________ de falantes espalhados pelos cinco
continentes. É a segunda língua românica do mundo, a
terceira europeia mais falada no planeta, a quarta com
___________________________________________________________________ e a quinta com maior número de
países que a têm como ___________________________________________________________________. O português,
que já foi língua franca, é hoje uma língua culta de dimensão internacional e intercontinental, falada nos cinco continentes
e – como havia predestinado Fernando Pessoa – é uma das poucas línguas ___________________________________________________________________ do século XXI.
21
UNIDADE 1
Navegar é preciso
©
Lidel
–
Edições
Técnicas,
Lda.
4 6. Ouça o Texto B e assinale se as frases são verdadeiras (V) ou falsas (F). Depois, corrija as frases falsas.
1. A língua portuguesa é a sexta mais falada no mundo.
2. As potencialidades económicas lusófonas ainda não alcançaram um limite desejável.
3. Hoje em dia, a comunidade lusófona está mais desenvolvida em termos económicos.
4.	
Para afirmar o português no mundo é preciso dar a conhecer o posicionamento global
da língua.
_____________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________
_____________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________
_____________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________
_____________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________
GRAMÁTICA
Modo Indicativo/Conjuntivo
O Modo Indicativo usa­
‑se para exprimir uma certeza, um facto, uma realidade.
Exemplos: Hoje, vou ao cinema. indica uma certeza
		 No inverno, a temperatura desce. indica um facto
	
O Modo Conjuntivo usa­
‑se para exprimir uma probabilidade, uma hipótese, uma dúvida, uma eventualidade.
Exemplos: É possível que hoje chova. indica uma possibilidade (não é certo)
		 Talvez chova. indica uma dúvida
O Conjuntivo pode usar­
‑se em:
1. frases simples (orações independentes):
Exemplo: Talvez o Carlos chegue mais tarde.
2. frases complexas (orações subordinadas). Estas últimas são mais frequentes.
Exemplo: Eu não acredito que chova hoje.
Oração principal ou subordinante Oração subordinada
Eu não acredito
A professora quer
que chova hoje.
que sejamos pontuais.
UNIDADE 1 Navegar é preciso
22
Presente do Conjuntivo – verbos regulares
Morar Comer Partir
Eu more coma parta
Tu mores comas partas
Você / Ele / Ela more coma parta
Nós moremos comamos partamos
Vocês / Eles / Elas morem comam partam
Preste especial atenção aos verbos que são irregulares na 1.ª pessoa do Presente do Indicativo, já que o Presente
do Conjuntivo se forma a partir da 1.ª pessoa do Presente do Indicativo, retirando a desinência ­‑o e acrescentando
as terminações características do Presente do Conjuntivo.
Exemplos:
Verbo fazer:
Presente do Indicativo: eu faç(o) Presente do Conjuntivo: eu faça
Verbo vestir:
Presente do Indicativo: eu vist(o) Presente do Conjuntivo: eu vista
Verbo ver:
Presente do Indicativo: eu vej(o) Presente do Conjuntivo: eu veja
Construções Impessoais
Ser + adjetivo + que Conjuntivo
Habitualmente, estas construções (ser + adjetivo + que) usam­
‑se com o Conjuntivo. Se o verbo ser estiver no
Presente do Indicativo, o verbo da oração subordinada fica no Presente do Conjuntivo.
Exemplos: É necessário que os alunos compreendam o texto.
		 É provável que tenhamos de ficar em casa hoje.
ESCRITA
7. Complete as frases com as formas verbais corretas.
1. É importante que vocês ___________________________________________________ (ler) jornais portugueses.
2. É útil que todos nós ___________________________________________________ (falar) algumas línguas estrangeiras.
3. É necessário que eu ___________________________________________________ (perder) a timidez para falar mais e melhor.
4. É possível que tu ___________________________________________________ (vir) a minha casa neste fim de semana?
5. É melhor que vocês ___________________________________________________ (fazer) algum desporto regularmente.
6. É provável que ela ___________________________________________________ (ver) o filme antes de mim.
7. É bom que ele ___________________________________________________ (pôr) as encomendas no correio ainda hoje.
23
©
Lidel
–
Edições
Técnicas,
Lda.
UNIDADE 1
Navegar é preciso
5 TEXTO C
Difusão da língua portuguesa no mundo
Sendo a língua uma das maiores riquezas de qualquer sociedade,
é natural que a sociedade se preocupe em dá­
‑la a conhecer e
valorizá­
‑la perante o exterior. Assim, justifica­
‑se que se envidem
todos os esforços para que o português seja uma das línguas
a que tenham acesso fácil as pessoas que procuram aumentar
a sua competência linguística com o conhecimento de línguas
estrangeiras. Aliás, o conhecimento de línguas constitui uma
referência fundamental para a avaliação psicossocial dos indivíduos
e para o êxito da sua integração em contextos internacionais.
Além disso, é hoje convicção generalizada que a convivência entre falantes de línguas diferentes e a aprendizagem
de mais do que uma língua têm vantagens no desenvolvimento cognitivo das crianças e na preparação de jovens e
adultos para uma interação no mundo globalizado. É por esta razão que a diversidade linguística e cultural e o ensino
multilingue são fortemente aconselhados por organismos como a UNESCO.
A diversidade linguística e o ensino multilingue são, também, fatores de enriquecimento cultural. No caso da língua
portuguesa, saber português transporta para contextos exteriores elementos significativos das culturas societárias
que utilizam o português como língua materna. Na realidade, quando uma língua viva passa a ser menos conhecida
e menos utilizada pelas pessoas para quem não é língua materna, perdem­
‑se referências históricas e torna­
‑se mais
obscura a caracterização da comunidade que a fala.
Maria Helena Mira Mateus, Difusão da Língua Portuguesa no Mundo (texto com supressões)
ESCRITA
8. Leia o Texto C e responda às perguntas.
1. O que significa a expressão “envidar esforços”?
_____________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________
_____________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________
2.	
Explique o sentido da frase “o conhecimento de línguas constitui uma referência fundamental para a avaliação
psicossocial dos indivíduos e para o êxito da sua integração em contextos internacionais”.
_____________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________
_____________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________
_____________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________
_____________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________
UNIDADE 1 Navegar é preciso
24
3.	
Explique o sentido da frase ”é hoje convicção generalizada que a convivência entre falantes de línguas diferentes
e a aprendizagem de mais do que uma língua têm vantagens no desenvolvimento cognitivo das crianças e na
preparação de jovens e adultos para uma interação no mundo globalizado.”
_____________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________
_____________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________
_____________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________
_____________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________
_____________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________
4. O que é a UNESCO? Faça uma pesquisa sobre a UNESCO e diga quais são, resumidamente, os seus objetivos.
_____________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________
_____________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________
_____________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________
_____________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________
_____________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________
5.	
Explique o sentido da frase “quando uma língua viva passa a ser menos conhecida e menos utilizada pelas pessoas
para quem não é língua materna, perdem­
‑se referências históricas e torna­
‑se mais obscura a caracterização da
comunidade que a fala.”
_____________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________
_____________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________
_____________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________
_____________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________
_____________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________
9. 
Faça a correspondência entre as palavras da coluna da esquerda e a respetiva definição na coluna da direita,
tendo em conta o Texto C.
1. valorizar a) relativo ao conhecimento
2. integração b) certeza
3. convicção c) dar importância
4. cognitivo d) referente a várias línguas
5. multilingue e) adaptação
6. caracterização f) descrição exata
25
©
Lidel
–
Edições
Técnicas,
Lda.
UNIDADE 1
Navegar é preciso
ORALIDADE
10. Vamos conversar…
1.	
Por que razão estuda a língua portuguesa? Em que é que o seu conhecimento lhe será
útil no futuro?
2.	
Acha que uma língua pode ser uma língua de subjugação cultural? Conhece algum
exemplo em que a língua portuguesa possa ter desempenhado esse papel?
3. Fale com o seu colega sobre as seguintes questões:
• Em que países se fala português? Em que continentes se situam?
• Qual é o país que tem a maior população lusófona?
• Já visitou ou tenciona visitar algum país lusófono?
• 
Procure na Internet um país de língua oficial portuguesa e descreva­
‑o aos seus colegas. Apresente o país falando
dos seguintes dados:
		 Nome do país;
		 Localização;
		 Capital;
		 Número de habitantes;
		 Outras línguas faladas nesse país (além do português).
6 11. Ouça um excerto do Texto C e complete os espaços.
A diversidade ___________________________________________________ e o ensino ___________________________________________________ são, também, fatores de ___________________________________________________ cultural.
No caso da língua portuguesa, saber português transporta para contextos exteriores elementos significativos das
___________________________________________________ que utilizam o português como língua materna. Na realidade, quando uma ___________________________________________________
passa a ser menos conhecida e menos utilizada pelas pessoas para quem não é língua materna, perdem­
‑se
___________________________________________________ e torna­
‑se mais obscura a ___________________________________________________ da comunidade que a fala.
7 12. Ouça o Texto D e assinale se as frases são verdadeiras (V) ou falsas (F).
1. É importante aprender mais do que uma língua.
2. O ano de 2008 foi proclamado o Ano Internacional das Línguas.
3. As crianças que dominam várias línguas adquirem novas culturas mais facilmente.
4. Na maioria dos países só se ensina inglês como língua estrangeira.
UNIDADE 1 Navegar é preciso
26
ESCRITA
13. 
Escreva um texto sobre um acontecimento que, na sua opinião, mudou algum aspeto importante na história
recente do seu país.
_____________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________
_____________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________
_____________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________
_____________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________
GRAMÁTICA
Verbo + preposição
Preocupar­‑se em + verbo
Utilizamos a preposição em quando o verbo preocupar-se é seguido de forma verbal.
Exemplo: É natural que a sociedade se preocupe em dar a conhecer a língua portuguesa.
Preocupar­‑se com + nome/pronome
Utilizamos a preposição com quando o verbo preocupar-se é seguido de nome ou pronome.
Exemplos: Eles preocupam­
‑se com a falta de dinheiro. (nome)
		 A Ana sabe o que faz. Nunca me preocupo com ela. (pronome)
Sonhar em + verbo
Exemplo: Ele sonha em ser médico.
Sonhar com + nome/pronome
Exemplos: Sonho com os meus pais frequentemente.
		 Sonhei contigo ontem.
ESCRITA
14. Complete as frases com as preposições corretas.
1. Nunca me preocupo ______________________ a falta de dinheiro.
2. O senhor Francisco preocupa­
‑se ______________________ chegar cedo todos os dias.
3. Preocupo­‑me ______________________ ele sempre que sai à noite.
4. A mãe preocupa­‑se ______________________ o filho porque ele come pouco.
5. Ontem, sonhei ______________________ o meu namorado.
6. Sonho muitas vezes ______________________ arrumar o meu escritório, mas nunca o faço.
7. Depois de ter encontrado a Sofia, sonhei ______________________ ela.
27
©
Lidel
–
Edições
Técnicas,
Lda.
UNIDADE 1
Navegar é preciso
GRAMÁTICA
Presente do Conjuntivo – verbos irregulares
Ser Estar Ir Dar Querer Saber Haver
Eu seja esteja vá dê queira saiba
Tu sejas estejas vás dês queiras saibas
Você / Ele / Ela seja esteja vá dê queira saiba haja
Nós sejamos estejamos vamos dêmos queiramos saibamos
Vocês / Eles / Elas sejam estejam vão deem queiram saibam
ESCRITA
15. Complete as frases com os verbos na forma correta do Presente do Conjuntivo.
1. Talvez os meus colegas __________________________________ (estar) atrasados.
2. É importante que nós __________________________________ (ser) pontuais.
3. É bom que eles não __________________________________ (dar) muitos erros na composição.
4. Talvez vocês __________________________________ (querer) um pouco mais de salada?
5. É possível que eles não __________________________________ (saber) onde moro.
GRAMÁTICA
Presente do Conjuntivo – casos com alterações gráficas
­‑car ficar ­‑gar pagar ­
‑cer descer ­
‑çar almoçar
Eu fique pague desça almoce
Tu fiques pagues desças almoces
Você / Ele / Ela fique pague desça almoce
Nós fiquemos paguemos desçamos almocemos
Vocês / Eles / Elas fiquem paguem desçam almocem
ESCRITA
16. Complete as frases com os verbos na forma correta.
1. É imprescindível que vocês __________________________________ (pagar) as propinas até amanhã.
2. É provável que eu __________________________________ (almoçar) em casa do João.
3. É bom que tu __________________________________ (praticar) mais desporto. Estás muito gordo!
4. É provável que eles __________________________________ (chegar) no sábado.
5. É bom que vocês __________________________________ (começar) o trabalho já amanhã.
UNIDADE 1 Navegar é preciso
28
GRAMÁTICA
Construções Impessoais – casos especiais
Presente do Indicativo/Conjuntivo
Com algumas construções impessoais (ser + adjetivo + que), a frase subordinada aparece com a forma verbal no
Modo Indicativo porque estas construções exprimem um facto, uma certeza, uma evidência.
Exemplos: É óbvio/claro/evidente/certo que estou em casa.
Se o verbo da oração principal está na negativa, usa­
‑se o Modo Conjuntivo na oração subordinada porque esta
apresenta uma incerteza, uma dúvida, uma probabilidade.
Exemplos: Não é óbvio/claro/evidente/certo que ele venha amanhã.
ESCRITA
17. Complete as frases com as formas verbais no Presente do Indicativo ou no Presente do Conjuntivo.
1. É bom que amanhã tu __________________________________ (vir) mais cedo.
2. É certo que eles __________________________________ (ficar) em Lisboa até ao fim de semana.
3. Não é óbvio que ela __________________________________ (perceber) o que tu lhe dizes.
4. É evidente que nós __________________________________ (pagar) as nossas dívidas.
5. É claro que eu __________________________________ (ir) almoçar contigo no teu aniversário.
6. Não é evidente que eles __________________________________ (querer) ir ao teatro esta noite.
7. É claro que eu __________________________________ (preferir) peixe! Não gosto muito de carne.
GRAMÁTICA
Construções impessoais com Infinitivo Pessoal
Ser + adjetivo + Infinitivo Pessoal
Com algumas construções impessoais pode­
‑se omitir a conjunção que e, nesse caso, usa­
‑se o Infinitivo Pessoal
na oração subordinada. Esta estrutura é equivalente à construção impessoal com a conjunção que (ser + adjetivo
+ que + Conjuntivo).
Exemplos: É importante ficares em casa enquanto estás doente.
		 = É importante que fiques em casa enquanto estás doente.
Quando as construções impessoais exprimem probabilidade ou possibilidade usa­
‑se, preferencialmente, a construção
ser + adjetivo + que + Modo Conjuntivo.
Exemplos: É provável que eles saibam a resposta.
		 É possível que não haja táxis a esta hora.
29
UNIDADE 1
Navegar é preciso
ESCRITA
18. Presente do Conjuntivo ou Infinitivo Pessoal?
1. É bom eles __________________________________ (ficar) até mais tarde na escola para estudarem.
2. É necessário que ele __________________________________ (começar) o trabalho esta tarde.
3. É provável que eles __________________________________ (trazer) o jornal.
4. É possível que nós __________________________________ (dar) alguns erros quando falamos uma língua estrangeira.
5. É importante nós __________________________________ (estudar) várias línguas.
6. É necessário que tu __________________________________ (chegar) a horas à reunião.
7. É útil vocês __________________________________ (comprar) este dicionário.
8. É melhor __________________________________ (tu / dizer) a verdade.
9. É fácil __________________________________ (nós / perder­
‑se) nesta cidade.
10. É possível que o Carlos __________________________________ (estar) doente.
GRAMÁTICA
Exprimir dúvida (Modo Conjuntivo)
Talvez + Conjuntivo
Pode­
‑se exprimir a noção de dúvida através do advérbio de dúvida talvez, seguido da forma verbal no Modo Conjuntivo.
Exemplo: Talvez haja muito trânsito de manhã.
Provavelmente/Possivelmente/Se calhar + Indicativo
Pode­
‑se usar igualmente expressões de dúvida, probabilidade ou possibilidade, como provavelmente, possivelmente
e se calhar, mas com o Modo Indicativo.
Exemplos: Provavelmente vou ao cinema hoje.
		 Se calhar almoço em casa.
É provável/possível que + Conjuntivo
Exemplo: É provável que queiram descansar antes do jantar.
ESCRITA
19. Indicativo ou Conjuntivo?
1. Talvez eles __________________________________ (querer) visitar a cidade amanhã.
2. Provavelmente ele __________________________________ (trazer) um bolo para a festa.
3. É provável que eles __________________________________ (saber) a resposta a todas as questões.
4. Se calhar, amanhã, eu __________________________________ (visitar) a Ana.
5. Talvez eles __________________________________ (ser) muito tímidos.
©
Lidel
–
Edições
Técnicas,
Lda.
UNIDADE 1 Navegar é preciso
30
CULTURA PORTUGUESA
TEXTO E
A Festa dos Tabuleiros de Tomar
A Festa dos Tabuleiros, em Tomar, realiza­
‑se de
quatro em quatro anos e, hoje em dia, é uma festa
religiosa dedicada ao Espírito Santo. Pensa­
‑se
que esta festa tem origem nas festas romanas
dedicadas à deusa Ceres (deusa das plantas,
sobretudo cereais) e realiza­
‑se nos meses de
junho ou julho.
As festas com cariz religioso, em honra do Espírito
Santo, foram instituídas pelo rei D. Dinis e pela
rainha Santa Isabel (no século XIII ou século
XIV). No arquipélago dos Açores também se celebra esta festa, mas seguindo as tradições mais antigas, ainda sem
os tabuleiros. Nos Açores, os pães são levados em cestas e não nos tabuleiros, como em Tomar, mas no essencial
mantém­
‑se a mesma tradição.
Os tabuleiros devem ter a altura da rapariga que os carrega. Todos têm 30 pães de 400 gramas. Entre os pães,
que têm um formato específico, colocam­
‑se flores, tradicionalmente papoilas, malmequeres e espigas de trigo. Os
tabuleiros são encimados por uma coroa ornamentada ou por uma pomba (símbolo do Espírito Santo).
A fechar o cortejo seguem os carros de pão, carne e vinho, que mais tarde serão distribuídos aos mais necessitados.
Tradicionalmente, fazia­
‑se o sacrifício dos bois, cuja carne era distribuída por todos. Esta tradição manteve­
‑se até
1895. Presentemente, a presença dos bois no cortejo é meramente simbólica. Os cornos dos animais são também
enfeitados com fitas coloridas e o cortejo desfila ao longo de cinco quilómetros por ruas decoradas com flores e as
pessoas colocam colchas de renda ou seda nas janelas.
As Festas dos Tabuleiros de Tomar são das mais famosas e concorridas em Portugal.
20. Leia o Texto E e responda às perguntas.
1. Conhece alguma festa no seu país cujas origens sejam muito antigas? Descreva essa festa.
_____________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________
_____________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________
2. 
Existe alguma festa no seu país onde haja a prática de distribuir comida às pessoas mais necessitadas ou em que
as pessoas partilhem uma refeição? Em que consiste?
_____________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________
_____________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________
3. Resuma a Festa dos Tabuleiros de Tomar.
_____________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________
_____________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________
31
©
Lidel
–
Edições
Técnicas,
Lda.
UNIDADE 1
Navegar é preciso
TESTE DE REVISÃO
1. Leia a entrevista e explique o sentido das expressões indicadas no quadro abaixo.
A revista Monocle considerou o português a nova língua do poder e conhecimento…
É, sem dúvida, um bom sinal de que o mundo já descobriu que o português é interessante. Também o New York
Times fará uma edição em português já este ano. O mundo está finalmente a descobrir que a comunidade lusófona
é importante em termos económicos e globais. Mas o português só será uma língua de poder se for uma língua de
comércio. Porém, falta outro fator muito importante: ser uma língua de conhecimento.
As universidades têm um papel essencial nesta afirmação?
Essencial. E os governos também. A publicação científica é um medidor de influências essencial para os rankings
internacionais. Há que fazer­
‑se um grande esforço para que haja publicação em português nas várias modalidades,
bases de dados científicas, dicionários técnicos. É preciso, na política da língua, ter uma atenção particular à língua como
fator de conhecimento. É fundamental que os países ibero­
‑americanos tracem uma estratégia para tratar a língua como
fator de conhecimento, apostando na publicação indiferenciada em português e espanhol, juntando as duas línguas.
Porque se somar o espanhol e o português, estas duas comunidades linguísticas ultrapassam o inglês. São a segunda,
depois do mandarim, mas são a primeira em termos globais porque o mandarim é uma língua localizada.
E se calhar o português até é capaz de ultrapassar o castelhano?
Na América Latina, seguramente, com a influência que o Brasil tem hoje. O português já é ensinado como primeira
língua na Argentina e o espanhol é ensinado como primeira língua no Brasil. Rapidamente, toda a América Latina
estará a falar português. Ou seja, o grau de intercompreensibilidade vai aumentar e ser muito maior do que é hoje.
Mas há uma outra vantagem do português: ser a terceira língua de África, que é o continente do futuro. O que é que
nós temos em relação a África? Temos uma perda acelerada do francês, uma recente afirmação do árabe, e depois
temos o português e o inglês. A nossa vantagem competitiva é muito grande, mesmo em relação ao espanhol, porque
estamos muito mais dispersos em termos mundiais.
Mas há alguma disputa entre o Brasil e Portugal pela liderança deste espaço?
Essa é uma concorrência completamente anedótica. Devemos competir, por exemplo, na cultura, nas entidades
culturais, mas ter uma forte cooperação na língua. Porque quanto mais pessoas falarem português no mundo,
melhor para todos: interessa a Portugal, ao Brasil, a Angola, interessa a todos. E vou mais longe, a cooperação deve
ser estendida ao espanhol porque quanto mais gente falar português ou espanhol maior é o peso da comunidade
latino­
‑americana. Portanto, temos toda a vantagem em deixarmo­
‑nos de guerrinhas tradicionais; temos de ter é uma
estratégia de cooperação muito forte na língua como fator de conhecimento.
Diário Económico (texto adaptado)
1. ser uma língua de conhecimento
2. língua localizada
3. estar disperso em termos mundiais
4. concorrência anedótica
UNIDADE 1 Navegar é preciso
32
2. Complete as frases com as formas verbais adequadas.
1. É provável que nós _______________________________________________ (ficar) em casa hoje.
2. É possível que eles _______________________________________________ (pagar) o almoço a todos.
3. É bom que tu _______________________________________________ (praticar) mais desporto.
4. É provável que ele me _______________________________________________ (oferecer) um livro.
5. É possível que eles _______________________________________________ (dançar) a valsa no baile de finalistas.
6. É provável que eles _______________________________________________ (vir) amanhã ao Porto.
3. Complete as frases com as formas verbais adequadas.
1. Possivelmente, os meus amigos _______________________________________________ (vir) visitar­
‑me este fim de semana.
2. Talvez eu _______________________________________________ (ir) a França este verão.
3. Provavelmente eles _______________________________________________ (querer) ficar cá até sábado.
4. Se calhar, hoje, eu _______________________________________________ (dar) um passeio pelo parque.
5. É provável que ele já _______________________________________________ (estar) em casa a esta hora.
6. Se calhar, a Ana não _______________________________________________ (poder) vir à festa.
4. Complete as frases com as formas verbais adequadas.
1. É óbvio que nós _______________________________________________ (trazer) o dicionário todos os dias.
2. É evidente que eles _______________________________________________ (lembrar­
‑se) de nós.
3. Não é certo que amanhã _______________________________________________ (estar) bom tempo.
4. É claro que eu _______________________________________________ (estudar) sempre para os testes.
5. Não é certo que eles _______________________________________________ (conseguir) chegar a tempo.
6. É certo que o João _______________________________________________ (chegar) amanhã.
5. Complete as frases com as preposições adequadas.
1. Já alguma vez sonhaste __________________________________ monstros?
2. O Pedro sonha __________________________________ tornar­
‑se médico um dia.
3. Ela preocupa­
‑se tanto __________________________________ os estudos!
4. Nós preocupamo­‑nos __________________________________ fazer o trabalho bem feito.
5. Eu sonho __________________________________ uma casa no campo!
6. Tu preocupas­
‑te muito __________________________________ os resultados dos exames.
33
©
Lidel
–
Edições
Técnicas,
Lda.
UNIDADE 1
Navegar é preciso
6. Complete as frases com as formas verbais adequadas.
1. É importante que tu _______________________________________________ (ficar) em casa hoje à tarde.
2. É bom que ele _______________________________________________ (tocar) piano na tua festa.
3. É melhor que você _______________________________________________ (pagar) a conta rapidamente.
4. É suficiente que tu _______________________________________________ (trocar) 100 euros.
5. É agradável que eles _______________________________________________ (almoçar) comigo hoje.
6. É importante que tu _______________________________________________ (desligar) a luz quando sais de casa.
7. É útil que vocês _______________________________________________ (começar) o trabalho já.
8. É possível que você _______________________________________________ (conhecer) a Maria.
7. 
Faça a correspondência entre as palavras/expressões da coluna da esquerda e os sinónimos da coluna da
direita.
1. envidar esforços a) crença comum
2. convicção generalizada b) relacionamento mútuo
3. interação c) fazer os possíveis
4. cultura societária d) espalhado
5. obscura e) grupo de pessoas que vivem em sociedade e têm a mesma cultura
6. disperso f) pouco clara
8. Escreva quatro frases com as palavras listadas abaixo.
imprescindível / estrito / acrescido / integrar
__________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________
__________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________
__________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________
__________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________
UNIDADE 1 Navegar é preciso
34
9. Escreva um texto sobre o seguinte tema:
“A língua é o primeiro elemento da alma de um povo.” (Gilberto Gil)
_____________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________
_____________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________
_____________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________
_____________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________
_____________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________
_____________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________
_____________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________
_____________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________
_____________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________
_____________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________
_____________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________
_____________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________
_____________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________
_____________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________
_____________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________
_____________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________
_____________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________
_____________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________
_____________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________
_____________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________
_____________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________
_____________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________
_____________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________
_____________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________
_____________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________
Português em Foco 3 - Livro do Aluno_ISSUU-ilovepdf-compressed.pdf

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Ficha de reforço sobre discurso direto e discurso indireto
Ficha de reforço sobre discurso direto e discurso indiretoFicha de reforço sobre discurso direto e discurso indireto
Ficha de reforço sobre discurso direto e discurso indiretoSílvia Baltazar
 
Acnd sinteses descritivas
Acnd sinteses descritivasAcnd sinteses descritivas
Acnd sinteses descritivasSandra Evt
 
Orações coordenadas e subordinadas exercícios vi (blog9 10-11)
Orações coordenadas e subordinadas   exercícios vi (blog9 10-11)Orações coordenadas e subordinadas   exercícios vi (blog9 10-11)
Orações coordenadas e subordinadas exercícios vi (blog9 10-11)airpereira
 
Ficha diagnostica lp 2º ano
Ficha diagnostica lp 2º anoFicha diagnostica lp 2º ano
Ficha diagnostica lp 2º anoLina Rodrigues
 
Ficha dos determinantes e pronomes possessivos
Ficha dos determinantes e pronomes possessivosFicha dos determinantes e pronomes possessivos
Ficha dos determinantes e pronomes possessivosCélia Gonçalves
 
Ficha de revisões 6º ano Português - notícia com correção
Ficha de revisões 6º ano Português - notícia com correçãoFicha de revisões 6º ano Português - notícia com correção
Ficha de revisões 6º ano Português - notícia com correçãoBelmira Pereira
 
Diagnóstico 9 convertido
Diagnóstico 9 convertidoDiagnóstico 9 convertido
Diagnóstico 9 convertidopaulacorreia68
 
Ficha de trabalho - grau dos adjetivos
Ficha de trabalho - grau dos adjetivosFicha de trabalho - grau dos adjetivos
Ficha de trabalho - grau dos adjetivosCentral Didática
 
A classe dos determinantes ficha de trabalho
A classe dos determinantes   ficha de trabalhoA classe dos determinantes   ficha de trabalho
A classe dos determinantes ficha de trabalhoBininha Super
 
Exercícios determinantes pronomes e quantificadores
Exercícios determinantes pronomes e quantificadoresExercícios determinantes pronomes e quantificadores
Exercícios determinantes pronomes e quantificadoresCélia Gonçalves
 
Ficha trabalho coordenação
Ficha trabalho coordenaçãoFicha trabalho coordenação
Ficha trabalho coordenaçãoMargarida Gomes
 
Projetos desafios português - 2º ano
Projetos desafios   português - 2º anoProjetos desafios   português - 2º ano
Projetos desafios português - 2º anoNozinhos
 
Pronominalização - exercícios
Pronominalização - exercíciosPronominalização - exercícios
Pronominalização - exercíciosLurdes Augusto
 
A classe dos adjetivos ficha de trabalho - 5 - ano[1]
A classe dos adjetivos   ficha de trabalho - 5 - ano[1]A classe dos adjetivos   ficha de trabalho - 5 - ano[1]
A classe dos adjetivos ficha de trabalho - 5 - ano[1]Teresa Oliveira
 
Fichas de avaliação língua portuguesa 2o ano
Fichas de avaliação língua portuguesa 2o anoFichas de avaliação língua portuguesa 2o ano
Fichas de avaliação língua portuguesa 2o anoZoraidaSilva3
 
Dossier do-professor-estudo-do-meio-2
Dossier do-professor-estudo-do-meio-2Dossier do-professor-estudo-do-meio-2
Dossier do-professor-estudo-do-meio-2Sílvia Rocha
 
Caderno de fichas aventura das-letras-fichas-de-lingua-portuguesa
Caderno de fichas aventura das-letras-fichas-de-lingua-portuguesaCaderno de fichas aventura das-letras-fichas-de-lingua-portuguesa
Caderno de fichas aventura das-letras-fichas-de-lingua-portuguesaFilipa Mineiro
 

Mais procurados (20)

Ficha de reforço sobre discurso direto e discurso indireto
Ficha de reforço sobre discurso direto e discurso indiretoFicha de reforço sobre discurso direto e discurso indireto
Ficha de reforço sobre discurso direto e discurso indireto
 
Acnd sinteses descritivas
Acnd sinteses descritivasAcnd sinteses descritivas
Acnd sinteses descritivas
 
Orações coordenadas e subordinadas exercícios vi (blog9 10-11)
Orações coordenadas e subordinadas   exercícios vi (blog9 10-11)Orações coordenadas e subordinadas   exercícios vi (blog9 10-11)
Orações coordenadas e subordinadas exercícios vi (blog9 10-11)
 
Ficha diagnostica lp 2º ano
Ficha diagnostica lp 2º anoFicha diagnostica lp 2º ano
Ficha diagnostica lp 2º ano
 
O Gato Malhado Teste
O Gato Malhado Teste O Gato Malhado Teste
O Gato Malhado Teste
 
Ficha dos determinantes e pronomes possessivos
Ficha dos determinantes e pronomes possessivosFicha dos determinantes e pronomes possessivos
Ficha dos determinantes e pronomes possessivos
 
6º ano teste 2
6º ano teste 26º ano teste 2
6º ano teste 2
 
Ficha de revisões 6º ano Português - notícia com correção
Ficha de revisões 6º ano Português - notícia com correçãoFicha de revisões 6º ano Português - notícia com correção
Ficha de revisões 6º ano Português - notícia com correção
 
Diagnóstico 9 convertido
Diagnóstico 9 convertidoDiagnóstico 9 convertido
Diagnóstico 9 convertido
 
Ficha de trabalho - grau dos adjetivos
Ficha de trabalho - grau dos adjetivosFicha de trabalho - grau dos adjetivos
Ficha de trabalho - grau dos adjetivos
 
A classe dos determinantes ficha de trabalho
A classe dos determinantes   ficha de trabalhoA classe dos determinantes   ficha de trabalho
A classe dos determinantes ficha de trabalho
 
Exercícios determinantes pronomes e quantificadores
Exercícios determinantes pronomes e quantificadoresExercícios determinantes pronomes e quantificadores
Exercícios determinantes pronomes e quantificadores
 
Ficha trabalho coordenação
Ficha trabalho coordenaçãoFicha trabalho coordenação
Ficha trabalho coordenação
 
Projetos desafios português - 2º ano
Projetos desafios   português - 2º anoProjetos desafios   português - 2º ano
Projetos desafios português - 2º ano
 
Pronominalização - exercícios
Pronominalização - exercíciosPronominalização - exercícios
Pronominalização - exercícios
 
A classe dos adjetivos ficha de trabalho - 5 - ano[1]
A classe dos adjetivos   ficha de trabalho - 5 - ano[1]A classe dos adjetivos   ficha de trabalho - 5 - ano[1]
A classe dos adjetivos ficha de trabalho - 5 - ano[1]
 
Fichas de avaliação língua portuguesa 2o ano
Fichas de avaliação língua portuguesa 2o anoFichas de avaliação língua portuguesa 2o ano
Fichas de avaliação língua portuguesa 2o ano
 
Dossier do-professor-estudo-do-meio-2
Dossier do-professor-estudo-do-meio-2Dossier do-professor-estudo-do-meio-2
Dossier do-professor-estudo-do-meio-2
 
Ppt tipos texto[1]
Ppt tipos texto[1]Ppt tipos texto[1]
Ppt tipos texto[1]
 
Caderno de fichas aventura das-letras-fichas-de-lingua-portuguesa
Caderno de fichas aventura das-letras-fichas-de-lingua-portuguesaCaderno de fichas aventura das-letras-fichas-de-lingua-portuguesa
Caderno de fichas aventura das-letras-fichas-de-lingua-portuguesa
 

Semelhante a Português em Foco 3 - Livro do Aluno_ISSUU-ilovepdf-compressed.pdf

Falas portugues-b2 guia-do-professor
Falas portugues-b2 guia-do-professorFalas portugues-b2 guia-do-professor
Falas portugues-b2 guia-do-professorligiaelenacandeias
 
Dificuldades e desafios de um professor de Português Língua Estrangeira em Po...
Dificuldades e desafios de um professor de Português Língua Estrangeira em Po...Dificuldades e desafios de um professor de Português Língua Estrangeira em Po...
Dificuldades e desafios de um professor de Português Língua Estrangeira em Po...Joaquim Guerra
 
Na Crista da Onda_Livro do ProfessorU.pdf
Na Crista da Onda_Livro do ProfessorU.pdfNa Crista da Onda_Livro do ProfessorU.pdf
Na Crista da Onda_Livro do ProfessorU.pdfAdelaideGonalves2
 
Terra_Brasil_Curso_de_língua_e_cultura_Dell'lsola_Almeida_1.pdf
Terra_Brasil_Curso_de_língua_e_cultura_Dell'lsola_Almeida_1.pdfTerra_Brasil_Curso_de_língua_e_cultura_Dell'lsola_Almeida_1.pdf
Terra_Brasil_Curso_de_língua_e_cultura_Dell'lsola_Almeida_1.pdfClaudiaEboli
 
Oralidade me
Oralidade meOralidade me
Oralidade me6066
 
ATEC - Formação em Língua Estrangeira
ATEC - Formação em Língua EstrangeiraATEC - Formação em Língua Estrangeira
ATEC - Formação em Língua EstrangeiraNelson Vaz
 
ATEC - Cursos de Línguas
ATEC - Cursos de LínguasATEC - Cursos de Línguas
ATEC - Cursos de LínguasNelson Vaz
 
Metas curriculares de_ingles_1_ciclo
Metas curriculares de_ingles_1_cicloMetas curriculares de_ingles_1_ciclo
Metas curriculares de_ingles_1_cicloramiropinho
 
Metas curriculares do Português_julho_2015.pdf
Metas curriculares do Português_julho_2015.pdfMetas curriculares do Português_julho_2015.pdf
Metas curriculares do Português_julho_2015.pdfSandra Freitas
 
Educação fundamental orintações gerais português e matemática
Educação fundamental   orintações gerais português e matemáticaEducação fundamental   orintações gerais português e matemática
Educação fundamental orintações gerais português e matemáticapedagogiaaoaopedaletra.com Mendonca
 
Programas%20de%20 PortuguêS%20homologado
Programas%20de%20 PortuguêS%20homologadoProgramas%20de%20 PortuguêS%20homologado
Programas%20de%20 PortuguêS%20homologadomaxteles2004
 
Programa portugues homologado _ com comentários
Programa portugues homologado _ com comentáriosPrograma portugues homologado _ com comentários
Programa portugues homologado _ com comentáriosCarminda Lomba
 
Programas de português homologado
Programas de português homologadoProgramas de português homologado
Programas de português homologadoJoaquim Pinto
 
Programas de português homologado
Programas de português homologadoProgramas de português homologado
Programas de português homologadoJoaquim Pinto
 
Falas portugues-b2 guia-do-professor
Falas portugues-b2 guia-do-professorFalas portugues-b2 guia-do-professor
Falas portugues-b2 guia-do-professorJudith Barreira
 
1 ª ReplicaçãO OrganizaçãO Do Ppeb FormaçãO Novo Programa De PortuguêS 2009
1 ª ReplicaçãO OrganizaçãO Do Ppeb   FormaçãO Novo Programa De PortuguêS 20091 ª ReplicaçãO OrganizaçãO Do Ppeb   FormaçãO Novo Programa De PortuguêS 2009
1 ª ReplicaçãO OrganizaçãO Do Ppeb FormaçãO Novo Programa De PortuguêS 2009maxteles2004
 
Orientações Programáticas de Português Língua Não Materna
Orientações Programáticas de Português Língua Não MaternaOrientações Programáticas de Português Língua Não Materna
Orientações Programáticas de Português Língua Não MaternaEnsinar Português Andaluzia
 

Semelhante a Português em Foco 3 - Livro do Aluno_ISSUU-ilovepdf-compressed.pdf (20)

Falas portugues-b2 guia-do-professor
Falas portugues-b2 guia-do-professorFalas portugues-b2 guia-do-professor
Falas portugues-b2 guia-do-professor
 
Dificuldades e desafios de um professor de Português Língua Estrangeira em Po...
Dificuldades e desafios de um professor de Português Língua Estrangeira em Po...Dificuldades e desafios de um professor de Português Língua Estrangeira em Po...
Dificuldades e desafios de um professor de Português Língua Estrangeira em Po...
 
Na Crista da Onda_Livro do ProfessorU.pdf
Na Crista da Onda_Livro do ProfessorU.pdfNa Crista da Onda_Livro do ProfessorU.pdf
Na Crista da Onda_Livro do ProfessorU.pdf
 
Terra_Brasil_Curso_de_língua_e_cultura_Dell'lsola_Almeida_1.pdf
Terra_Brasil_Curso_de_língua_e_cultura_Dell'lsola_Almeida_1.pdfTerra_Brasil_Curso_de_língua_e_cultura_Dell'lsola_Almeida_1.pdf
Terra_Brasil_Curso_de_língua_e_cultura_Dell'lsola_Almeida_1.pdf
 
Oralidade me
Oralidade meOralidade me
Oralidade me
 
Apresentacao1
Apresentacao1Apresentacao1
Apresentacao1
 
ATEC - Formação em Língua Estrangeira
ATEC - Formação em Língua EstrangeiraATEC - Formação em Língua Estrangeira
ATEC - Formação em Língua Estrangeira
 
ATEC - Cursos de Línguas
ATEC - Cursos de LínguasATEC - Cursos de Línguas
ATEC - Cursos de Línguas
 
Metas curriculares de_ingles_1_ciclo
Metas curriculares de_ingles_1_cicloMetas curriculares de_ingles_1_ciclo
Metas curriculares de_ingles_1_ciclo
 
Metas curriculares do Português_julho_2015.pdf
Metas curriculares do Português_julho_2015.pdfMetas curriculares do Português_julho_2015.pdf
Metas curriculares do Português_julho_2015.pdf
 
Educação fundamental orintações gerais português e matemática
Educação fundamental   orintações gerais português e matemáticaEducação fundamental   orintações gerais português e matemática
Educação fundamental orintações gerais português e matemática
 
Administração
AdministraçãoAdministração
Administração
 
Programas%20de%20 PortuguêS%20homologado
Programas%20de%20 PortuguêS%20homologadoProgramas%20de%20 PortuguêS%20homologado
Programas%20de%20 PortuguêS%20homologado
 
Programa portugues homologado _ com comentários
Programa portugues homologado _ com comentáriosPrograma portugues homologado _ com comentários
Programa portugues homologado _ com comentários
 
Programas de português homologado
Programas de português homologadoProgramas de português homologado
Programas de português homologado
 
Programas de português homologado
Programas de português homologadoProgramas de português homologado
Programas de português homologado
 
Falas portugues-b2 guia-do-professor
Falas portugues-b2 guia-do-professorFalas portugues-b2 guia-do-professor
Falas portugues-b2 guia-do-professor
 
1 ª ReplicaçãO OrganizaçãO Do Ppeb FormaçãO Novo Programa De PortuguêS 2009
1 ª ReplicaçãO OrganizaçãO Do Ppeb   FormaçãO Novo Programa De PortuguêS 20091 ª ReplicaçãO OrganizaçãO Do Ppeb   FormaçãO Novo Programa De PortuguêS 2009
1 ª ReplicaçãO OrganizaçãO Do Ppeb FormaçãO Novo Programa De PortuguêS 2009
 
Orientações Programáticas de Português Língua Não Materna
Orientações Programáticas de Português Língua Não MaternaOrientações Programáticas de Português Língua Não Materna
Orientações Programáticas de Português Língua Não Materna
 
2W PORTUG JENIFA.docx
2W PORTUG JENIFA.docx2W PORTUG JENIFA.docx
2W PORTUG JENIFA.docx
 

Último

Unidade 4 (Texto poético) (Teste sem correção) (2).docx
Unidade 4 (Texto poético) (Teste sem correção) (2).docxUnidade 4 (Texto poético) (Teste sem correção) (2).docx
Unidade 4 (Texto poético) (Teste sem correção) (2).docxRaquelMartins389880
 
Nós Propomos! Sertã 2024 - Geografia C - 12º ano
Nós Propomos! Sertã 2024 - Geografia C - 12º anoNós Propomos! Sertã 2024 - Geografia C - 12º ano
Nós Propomos! Sertã 2024 - Geografia C - 12º anoIlda Bicacro
 
Apresentação sobre Robots e processos educativos
Apresentação sobre Robots e processos educativosApresentação sobre Robots e processos educativos
Apresentação sobre Robots e processos educativosFernanda Ledesma
 
Descrever e planear atividades imersivas estruturadamente
Descrever e planear atividades imersivas estruturadamenteDescrever e planear atividades imersivas estruturadamente
Descrever e planear atividades imersivas estruturadamenteLeonel Morgado
 
Livro infantil: A onda da raiva. pdf-crianças
Livro infantil: A onda da raiva. pdf-criançasLivro infantil: A onda da raiva. pdf-crianças
Livro infantil: A onda da raiva. pdf-criançasMonizeEvellin2
 
1. Aula de sociologia - 1º Ano - Émile Durkheim.pdf
1. Aula de sociologia - 1º Ano - Émile Durkheim.pdf1. Aula de sociologia - 1º Ano - Émile Durkheim.pdf
1. Aula de sociologia - 1º Ano - Émile Durkheim.pdfaulasgege
 
livro para educação infantil conceitos sensorial
livro para educação infantil conceitos sensoriallivro para educação infantil conceitos sensorial
livro para educação infantil conceitos sensorialNeuroppIsnayaLciaMar
 
Atividade do poema sobre mãe de mário quintana.pdf
Atividade do poema sobre mãe de mário quintana.pdfAtividade do poema sobre mãe de mário quintana.pdf
Atividade do poema sobre mãe de mário quintana.pdfmaria794949
 
08-05 - Atividade de língua Portuguesa.pdf
08-05 - Atividade de língua Portuguesa.pdf08-05 - Atividade de língua Portuguesa.pdf
08-05 - Atividade de língua Portuguesa.pdfAntonio Barros
 
prova do exame nacional Port. 2008 - 2ª fase - Criterios.pdf
prova do exame nacional Port. 2008 - 2ª fase - Criterios.pdfprova do exame nacional Port. 2008 - 2ª fase - Criterios.pdf
prova do exame nacional Port. 2008 - 2ª fase - Criterios.pdfssuser06ee57
 
Conteúdo sobre a formação e expansão persa
Conteúdo sobre a formação e expansão persaConteúdo sobre a formação e expansão persa
Conteúdo sobre a formação e expansão persafelipescherner
 
Nós Propomos! Infraestruturas em Proença-a-Nova
Nós Propomos! Infraestruturas em Proença-a-NovaNós Propomos! Infraestruturas em Proença-a-Nova
Nós Propomos! Infraestruturas em Proença-a-NovaIlda Bicacro
 
APH- Avaliação de cena , analise geral do ambiente e paciente.
APH- Avaliação de cena , analise geral do ambiente e paciente.APH- Avaliação de cena , analise geral do ambiente e paciente.
APH- Avaliação de cena , analise geral do ambiente e paciente.HandersonFabio
 
Slides Lição 8, Betel, Ordenança para confessar os pecados e perdoar as ofens...
Slides Lição 8, Betel, Ordenança para confessar os pecados e perdoar as ofens...Slides Lição 8, Betel, Ordenança para confessar os pecados e perdoar as ofens...
Slides Lição 8, Betel, Ordenança para confessar os pecados e perdoar as ofens...LuizHenriquedeAlmeid6
 
UFCD_9184_Saúde, nutrição, higiene, segurança, repouso e conforto da criança ...
UFCD_9184_Saúde, nutrição, higiene, segurança, repouso e conforto da criança ...UFCD_9184_Saúde, nutrição, higiene, segurança, repouso e conforto da criança ...
UFCD_9184_Saúde, nutrição, higiene, segurança, repouso e conforto da criança ...Manuais Formação
 
Edital do processo seletivo para contratação de agentes de saúde em Floresta, PE
Edital do processo seletivo para contratação de agentes de saúde em Floresta, PEEdital do processo seletivo para contratação de agentes de saúde em Floresta, PE
Edital do processo seletivo para contratação de agentes de saúde em Floresta, PEblogdoelvis
 
EB1 Cumeada Co(n)Vida à Leitura - Livros à Solta_Serta.pptx
EB1 Cumeada Co(n)Vida à Leitura - Livros à Solta_Serta.pptxEB1 Cumeada Co(n)Vida à Leitura - Livros à Solta_Serta.pptx
EB1 Cumeada Co(n)Vida à Leitura - Livros à Solta_Serta.pptxIlda Bicacro
 
Semana Interna de Prevenção de Acidentes SIPAT/2024
Semana Interna de Prevenção de Acidentes SIPAT/2024Semana Interna de Prevenção de Acidentes SIPAT/2024
Semana Interna de Prevenção de Acidentes SIPAT/2024Rosana Andrea Miranda
 

Último (20)

Unidade 4 (Texto poético) (Teste sem correção) (2).docx
Unidade 4 (Texto poético) (Teste sem correção) (2).docxUnidade 4 (Texto poético) (Teste sem correção) (2).docx
Unidade 4 (Texto poético) (Teste sem correção) (2).docx
 
Nós Propomos! Sertã 2024 - Geografia C - 12º ano
Nós Propomos! Sertã 2024 - Geografia C - 12º anoNós Propomos! Sertã 2024 - Geografia C - 12º ano
Nós Propomos! Sertã 2024 - Geografia C - 12º ano
 
Apresentação sobre Robots e processos educativos
Apresentação sobre Robots e processos educativosApresentação sobre Robots e processos educativos
Apresentação sobre Robots e processos educativos
 
Descrever e planear atividades imersivas estruturadamente
Descrever e planear atividades imersivas estruturadamenteDescrever e planear atividades imersivas estruturadamente
Descrever e planear atividades imersivas estruturadamente
 
Livro infantil: A onda da raiva. pdf-crianças
Livro infantil: A onda da raiva. pdf-criançasLivro infantil: A onda da raiva. pdf-crianças
Livro infantil: A onda da raiva. pdf-crianças
 
1. Aula de sociologia - 1º Ano - Émile Durkheim.pdf
1. Aula de sociologia - 1º Ano - Émile Durkheim.pdf1. Aula de sociologia - 1º Ano - Émile Durkheim.pdf
1. Aula de sociologia - 1º Ano - Émile Durkheim.pdf
 
livro para educação infantil conceitos sensorial
livro para educação infantil conceitos sensoriallivro para educação infantil conceitos sensorial
livro para educação infantil conceitos sensorial
 
Atividade do poema sobre mãe de mário quintana.pdf
Atividade do poema sobre mãe de mário quintana.pdfAtividade do poema sobre mãe de mário quintana.pdf
Atividade do poema sobre mãe de mário quintana.pdf
 
08-05 - Atividade de língua Portuguesa.pdf
08-05 - Atividade de língua Portuguesa.pdf08-05 - Atividade de língua Portuguesa.pdf
08-05 - Atividade de língua Portuguesa.pdf
 
prova do exame nacional Port. 2008 - 2ª fase - Criterios.pdf
prova do exame nacional Port. 2008 - 2ª fase - Criterios.pdfprova do exame nacional Port. 2008 - 2ª fase - Criterios.pdf
prova do exame nacional Port. 2008 - 2ª fase - Criterios.pdf
 
Conteúdo sobre a formação e expansão persa
Conteúdo sobre a formação e expansão persaConteúdo sobre a formação e expansão persa
Conteúdo sobre a formação e expansão persa
 
Nós Propomos! Infraestruturas em Proença-a-Nova
Nós Propomos! Infraestruturas em Proença-a-NovaNós Propomos! Infraestruturas em Proença-a-Nova
Nós Propomos! Infraestruturas em Proença-a-Nova
 
Enunciado_da_Avaliacao_1__Direito_e_Legislacao_Social_(IL60174).pdf
Enunciado_da_Avaliacao_1__Direito_e_Legislacao_Social_(IL60174).pdfEnunciado_da_Avaliacao_1__Direito_e_Legislacao_Social_(IL60174).pdf
Enunciado_da_Avaliacao_1__Direito_e_Legislacao_Social_(IL60174).pdf
 
APH- Avaliação de cena , analise geral do ambiente e paciente.
APH- Avaliação de cena , analise geral do ambiente e paciente.APH- Avaliação de cena , analise geral do ambiente e paciente.
APH- Avaliação de cena , analise geral do ambiente e paciente.
 
662938.pdf aula digital de educação básica
662938.pdf aula digital de educação básica662938.pdf aula digital de educação básica
662938.pdf aula digital de educação básica
 
Slides Lição 8, Betel, Ordenança para confessar os pecados e perdoar as ofens...
Slides Lição 8, Betel, Ordenança para confessar os pecados e perdoar as ofens...Slides Lição 8, Betel, Ordenança para confessar os pecados e perdoar as ofens...
Slides Lição 8, Betel, Ordenança para confessar os pecados e perdoar as ofens...
 
UFCD_9184_Saúde, nutrição, higiene, segurança, repouso e conforto da criança ...
UFCD_9184_Saúde, nutrição, higiene, segurança, repouso e conforto da criança ...UFCD_9184_Saúde, nutrição, higiene, segurança, repouso e conforto da criança ...
UFCD_9184_Saúde, nutrição, higiene, segurança, repouso e conforto da criança ...
 
Edital do processo seletivo para contratação de agentes de saúde em Floresta, PE
Edital do processo seletivo para contratação de agentes de saúde em Floresta, PEEdital do processo seletivo para contratação de agentes de saúde em Floresta, PE
Edital do processo seletivo para contratação de agentes de saúde em Floresta, PE
 
EB1 Cumeada Co(n)Vida à Leitura - Livros à Solta_Serta.pptx
EB1 Cumeada Co(n)Vida à Leitura - Livros à Solta_Serta.pptxEB1 Cumeada Co(n)Vida à Leitura - Livros à Solta_Serta.pptx
EB1 Cumeada Co(n)Vida à Leitura - Livros à Solta_Serta.pptx
 
Semana Interna de Prevenção de Acidentes SIPAT/2024
Semana Interna de Prevenção de Acidentes SIPAT/2024Semana Interna de Prevenção de Acidentes SIPAT/2024
Semana Interna de Prevenção de Acidentes SIPAT/2024
 

Português em Foco 3 - Livro do Aluno_ISSUU-ilovepdf-compressed.pdf

  • 1.
  • 2. Português em Foco 3 Luísa Coelho I Carla Oliveira Coordenação: João Malaca Casteleiro Livro do Aluno Nível B2
  • 3. Edição e Distribuição Lidel – Edições Técnicas, Lda. Rua D. Estefânia, 183, r/c Dto. – 1049­ ‑057 Lisboa Tel.: +351 213 511 448 lidel@lidel.pt Projetos de edição: edicoesple@lidel.pt www.lidel.pt Livraria Av. Praia da Vitória, 14 A – 1000­ ‑247 Lisboa Tel.: +351 213 511 448 livraria@lidel.pt Copyright © 2018, Lidel – Edições Técnicas, Lda. ISBN edição impressa: 978-989-752-277-2 1.ª edição impressa: junho 2018 Conceção de layout e paginação: Pedro Santos Impressão e acabamento: Cafilesa – Soluções Gráficas, Lda. – Venda do Pinheiro Depósito Legal: 441958/18 Capa: José Manuel Reis Ilustrações: Liliana Lourenço Fotografias: vários (ver páginas 215-216) Faixas Áudio Vozes: Ana Vieira, Bárbara Lourenço, José Alves e Paulo Espírito Santo Execução Técnica: Emanuel Lima &© 2018 - Lidel SPA Todos os direitos reservados Todos os nossos livros passam por um rigoroso controlo de qualidade, no entanto aconselhamos a consulta periódica do nosso site (www.lidel.pt) para fazer o download de eventuais correções. Reservados todos os direitos. Esta publicação não pode ser reproduzida, nem transmitida, no todo ou em parte, por qualquer processo eletrónico, mecânico, fotocópia, digitalização, gravação, sistema de armazenamento e disponibilização de informação, sítio Web, blogue ou outros, sem prévia autorização escrita da Editora, exceto o permitido pelo CDADC, em termos de cópia privada pela AGECOP – Associação para a Gestão da Cópia Privada, através do pagamento das respetivas taxas. A Lidel adquiriu este estatuto através da assinatura de um protocolo com o Camões – Instituto da Cooperação e da Língua, que visa destacar um conjunto de entidades que contribuem para a promoção internacional da língua portuguesa.
  • 4. © Lidel – Edições Técnicas, Lda. Prefácio Com esta nova publicação, que, como o título indica, faz parte da série Português em Foco, temoscomoobjetivosubirmaisumaescadariadeacessoaummelhoremaiscompletodomínio dalínguaportuguesa,oraleescrita.PortuguêsemFoco3segueametodologiadaabordagem comunicativa e rege-se pelos mesmos princípios tóricos e orientações pedagógico-didáticas do Quadro Europeu Comum de Referência para as Línguas – Aprendizagem, Ensino, Avaliação (QECR), dado a público, em 2001, pelo Conselho da Europa e disponibilizado em versão portuguesa, no mesmo ano, pelo Ministério da Educação luso. Com este manual visamos atingir o Nível B2 do QECR, ou seja, o quarto nível dos seis aí descritos, o qual vem após a aquisição de A1/A2 e B1, mas antes de C1 e C2. Possuidor do Nível B2, o aprendente manifesta já uma elevada proficiência em língua portuguesa, quer nos domínios da compreensão e expressão orais, quer no que toca à leitura e à redação de textos. Os conteúdos programáticos tidos em consideração neste volume privilegiam largamente diversas áreas culturais que caracterizam a sociedade portuguesa, contribuindo assim para aprofundar e ampliar a relação entre língua e cultura e tornar o aprendente mais informado sobre os usos e costumes do povo português e poder compará-los com os do seu próprio país. Logo na primeira unidade temática mostra-se a relevância da língua portuguesa no Mundo, língua oficial de nove países em quatro continentes, presente ainda como língua oficial na Região Administrativa Especial de Macau e adotada como língua de trabalho por múltiplos organismos internacionais. Depois abordam-se sucessivamente, nas unidades seguintes, marcas e produtos portugueses, a educação em Portugal, a gastronomia, a religião, a arte urbana, algumas tendências da sociedade portuguesa, superstições, lendas, riqueza turística, datas marcantes da História de Portugal e características mais salientes dos portugueses. Trata-se essencialmente de introduzir o aprendente na cultura viva do povo, atual e atuante, e não tanto na cultura mais livresca, que caberá, porventura, desenvolver nos últimos dois níveis da saga linguística definida pelo QECR. À semelhança do volume anterior, os textos presentes nas várias unidades didáticas são produzidos por falantes nativos, conforme a norma-padrão do Português Europeu, e estão disponíveis em www.lidel.pt. É seu objetivo ajudar o aprendente a melhorar a prática da oralidade, quer na compreensão, quer na expressão. Será não apenas um valioso instrumento 3 © Lidel – Edições Técnicas, Lda.
  • 5. de trabalho em sala de aula para o professor não nativo, mas também um bom apoio para o discente no exercício de autoaprendizagem. Um Livro do Professor, em volume separado, é também posto à disposição dos docentes, o qual visa ajudá-los na preparação das aulas, sobretudo àqueles que tenham menos experiência didática. Como sempre, a larga experiência pedagógica das autoras tornou mais fácil e mais adequada ao público aqui visado a elaboração deste manual. Esperamos, pois, que ele contribua da melhor forma para levar os aprendentes a atingirem adequadamente as metas estabelecidas pelo Nível B2. Almejamos também contribuir, através do enfoque que aqui pomos na cultura portuguesa, para um maior e mais completo conhecimento das especificidades da sociedade lusa e, assim, criar a empatia que aproxima os povos. É que só se pode admirar o que se conhece bem. João Malaca Casteleiro 4
  • 6. © Lidel – Edições Técnicas, Lda. Introdução Português em Foco 3 é o terceiro volume de uma coleção de manuais dirigidos a adolescentes e adultos aprendentes de Português como Língua Estrangeira e está dividido em 12 unidades de aprendizagem. O manual que agora se apresenta foi organizado em áreas temáticas e vocabulares associadas ao Nível B2 – Nível Vantagem. Deste modo, ao continuar a aprendizagem com Português em Foco 3, o aprendente irá reforçar competências comunicativas que lhe permitirão não só formar frases gramaticalmente corretas, mas principalmente interagir com outros falantes, utilizando estruturas apropriadas para cada situação de comunicação do quotidiano e também no domínio do estudo e do trabalho. Assim, cada uma das 12 unidades permitirá que o aprendente desenvolva estas competências, quer através do trabalho com o texto escrito (onde as situações de comunicação são evidentes), quer através de propostas para trabalho oral. Português em Foco 3 apresenta: Textos Escritos • Servem de base para o trabalho com vocabulário específico relacionado com as áreas temáticas; • São utilizados para evidenciar e contextualizar situações comunicativas relativas ao nível vantagem; • Estão gravados e disponíveis em www.lidel.pt, servindo para trabalhar a compreensão oral, a pronúncia, a repetição oral de estruturas, etc. • Acompanham a progressão na aprendizagem, quer no que se refere à sua temática principal, quer no que se refere aos aspetos estruturais da língua; • Servem para apresentar o léxico da área temática em contexto comunicativo; • Os textos são atuais, fabricados ou reais, cumprindo sempre os objetivos propostos para o nível de aprendizagem. 5 © Lidel – Edições Técnicas, Lda.
  • 7. Aspetos Gramaticais – Regras e Exercícios • Este manual apresenta os aspetos gramaticais utilizando uma abordagem comunicativa. Assim, embora haja uma explicitação dos conteúdos gramaticais, estes serão sempre utilizados em contextos comunicativos e funcionam como um instrumento para uma comunicação correta; • Os aspetos gramaticais apresentam uma progressão que está de acordo com a progressão prevista para cada uma das unidades; • Ao longo das unidades existem diversos exercícios gramaticais para praticar as regras que são ensinadas; • Os exercícios permitem que os alunos utilizem as novas regras gramaticais que aprenderam e que reutilizem as anteriores. Exercícios de Compreensão Oral Uma vez que a compreensão oral é tão importante como as restantes competências, em cada unidade haverá um trabalho exaustivo para o desenvolvimento desta competência. Assim, ao longo do manual poder­‑se­‑ão encontrar diversas tipologias de exercícios, tais como: • Textos gravados com perguntas de interpretação; • Audição de frases simples para detetar vocabulário temático; • Audição de frases e textos para ouvir e responder; • Audição de frases e textos para relacionar com situações de comunicação típicas para o nível vantagem. Exercícios de Expressão Oral A expressão oral, tal como todas as outras competências, acompanha a temática de base das unidades e a progressão gramatical contextualizadas em situações comunicativas. Assim, com os exercícios e sugestões para o trabalho da expressão oral, pretende­‑se: • Utilizar oralmente os conteúdos temáticos aprendidos; • Simular situações de comunicação típicas do nível vantagem; 6
  • 8. © Lidel – Edições Técnicas, Lda. • Dinamizar a interação entre os aprendentes no espaço de aula, criando situações que simulem as realidades que se pretendem trabalhar; • Criar um ambiente comunicativo controlado que permita ao professor acompanhar as situações propostas. O manual inclui ainda as soluções dos exercícios propostos nos Testes de Revisão. Português em Foco 3 apresenta um Livro do Professor que está organizado conforme as unidades do Livro do Aluno. Em cada unidade existem indicações precisas sobre as atividades a desenvolver na sala de aula. Esperamos, pois, que o presente manual seja do seu agrado. Luísa Coelho Carla Oliveira 7
  • 9. Unidade Áreas Lexicais/ /Tópicos Vocabulares Conteúdos Gramaticais Objetivos Específicos 0. Vamos rever! Pág. 11 • Revisões • Pretérito Imperfeito do Indicativo • Tempos compostos do Indicativo • Particípio Passado irregular • Colocação dos pronomes clíticos • Preposições: a, de, por, para, com, em • Relembrar alguns aspetos gramaticais associados ao nível B1 1. Navegar é preciso Pág. 17 • A Língua Portuguesa no mundo • Difusão da Língua Portuguesa • Português como língua estrangeira • A Festa dos Tabuleiros de Tomar • Modo Indicativo/Conjuntivo • Presente do Conjuntivo: formação dos verbos regulares e irregulares • Presente do Conjuntivo com construções impessoais • Sonhar em/com • Preocupar-se em/com • Orações infinitivas e conjuntivas com construções impessoais • Advérbio talvez • Se calhar / Provavelmente / Possivelmente ≠ Talvez • Expressar julgamentos de valor • Expressar uma ação hipotética, eventual ou provável no futuro • Expressar dúvida • Como fazer uma apresentação • Conhecer a difusão da Língua Portuguesa no mundo • Conhecer festas portuguesas – os tabuleiros de Tomar 2. Portugal: marcas, produtos e pessoas Pág. 35 • Portugal no século XXI • Algumas personalidades portuguesas famosas • Algumas marcas e produtos portugueses • A Festa das Maias • Presente do Conjuntivo: verbos que expressam vontade, desejo, sentimento, ordem, dúvida, preferência (orações completivas) • Expressões de sentimento, vontade e desejo (ter medo que, ter pena que, etc.) • Verbos de opinião / Expressões de certeza nas formas afirmativa e negativa: pensar (que), acreditar (que), crer (que), achar (que) • Expressar desejo, sentimento, ordem, etc. • Expressar opinião • Como defender opiniões • Conhecer empresas e produtos portugueses • Conhecer algumas figuras portuguesas de destaque • Conhecer festas portuguesas – a festa das Maias 3. Mais do que futebol e praia Pág. 47 • A educação no século XXI • Estudar em Portugal • A escola e o mercado de trabalho • O Carnaval português • Orações concessivas • Orações concessivas com Conjuntivo e Infinitivo Pessoal • Orações temporais com Presente do Conjuntivo e Infinitivo Pessoal • Expressar a ideia de concessão • Como usar técnicas de discussão • Falar sobre sistemas de educação • Reconhecer algumas marcas comerciais portuguesas • Conhecer festas portuguesas – o Carnaval 4. Festas, gastronomia e religião Pág. 59 • A comida ligada à religião • As festas populares e a gastronomia • As festas populares e a religião • Romarias portuguesas • Orações finais • Orações condicionais • Orações finais com Conjuntivo e Infinitivo Pessoal • Orações condicionais com Conjuntivo e Infinitivo Pessoal • Expressar a ideia de finalidade • Expressar a condição • Como confirmar compreensão • Conhecer algumas festas populares portuguesas • Relacionar a gastronomia portuguesa com a religião 5. Se as paredes falassem Pág. 73 • Arte urbana • Arte urbana em Portugal • A moda • O casamento em Portugal • Há + quem + Conjuntivo • Há + nome + que + Indicativo • Exclamativas de desejo • Expressar desejo • Como pedir e dar instruções • Conhecer aspetos da vivência dos jovens portugueses • Conhecer a arte urbana portuguesa • Conhecer algumas tradições portuguesas relacionadas com o casamento Índice Geral 8
  • 10. © Lidel – Edições Técnicas, Lda. Unidade Áreas Lexicais/ /Tópicos Vocabulares Conteúdos Gramaticais Objetivos Específicos 6. A geração Z Pág. 85 • A geração Z • A “quarta idade” • Partilhar/Alugar casa • O pão na cultura portuguesa • Pretérito Imperfeito do Conjuntivo: verbos regulares • Pretérito Imperfeito do Conjuntivo em construções impessoais • Construções impessoais com Indicativo • Pretérito Imperfeito do Conjuntivo em orações completivas • Expressar a ideia de irrealidade, probabilidade e dúvida • Como certificar a compreensão • Conhecer algumas novas tendências na sociedade portuguesa (geração Z, a importância da terceira e da quarta idades) • Conhecer a importância da cultura do pão em Portugal 7. Lagarto, lagarto, lagarto! Pág. 97 • Algumas das superstições dos portugueses • A simbologia do número 13 • A lenda das amendoeiras • Pretérito Imperfeito do Conjuntivo em frases dubitativas (talvez) • Pretérito Imperfeito do Conjuntivo em orações condicionais com a conjunção se • Expressar probabilidade e dúvida com menor grau de probabilidade de realização • Expressar condição com menor grau de probabilidade de realização ou impossibilidade de concretização • Conhecer as superstições relacionadas com a cultura portuguesa • Comparar as superstições dos países de origem dos aprendentes com as superstições portuguesas • Conhecer a Lenda das Amendoeiras • Ler e recitar o poema O guardador de rebanhos, de Alberto Caeiro 8. Vamos até Portugal? Pág. 111 • O turismo em Portugal • Produtos turísticos portugueses • Pretérito Imperfeito do Conjuntivo em orações conjuncionais (concessivas, condicionais, finais e temporais) • Estruturas comparativas irreais • Frases exclamativas de desejo • Expressar a ideia de concessão, condição, finalidade e tempo com o Pretérito Imperfeito do Conjuntivo • Fazer comparações irreais • Exclamar desejo de realização improvável ou impossível • Conhecer aspetos relacionados com o turismo em Portugal • Conhecer alguns produtos turísticos portugueses • Conhecer a opinião dos turistas sobre Portugal • Ler e recitar o poema Se eu pudesse trincar a terra toda, de Alberto Caeiro 9. Um gostinho de Portugal Pág. 129 • A gastronomia portuguesa • Os hábitos alimentares dos portugueses • Receitas tradicionais portuguesas • Formação do Futuro do Conjuntivo • Orações condicionais com a conjunção se no Futuro do Conjuntivo (ou no Pretérito Imperfeito do Conjuntivo) • Estrutura das frases condicionais com Futuro do Conjuntivo • Expressar condição no futuro • Compreender as diferenças entre orações condicionais com maior e menor probabilidade de concretização • Conhecer a gastronomia portuguesa • Conhecer os principais alimentos que fazem parte da gastronomia portuguesa • Conhecer os hábitos alimentares dos portugueses • Falar sobre alimentação saudável • Conhecer algumas receitas tradicionais da gastronomia portuguesa • Ler e recitar o poema Dobrada à moda do Porto, de Álvaro de Campos 9 © Lidel – Edições Técnicas, Lda.
  • 11. Unidade Áreas Lexicais/ /Tópicos Vocabulares Conteúdos Gramaticais Objetivos Específicos 10. A rainha que transformou pão em rosas… Pág. 143 • Lendas relacionadas com a história de Portugal • Algumas figuras da história de Portugal • Orações temporais com Futuro do Conjuntivo • Expressar ação num futuro eventual ou impreciso • Compreender a diferença entre diversas estruturas temporais • Conhecer algumas lendas portuguesas • Relacionar as lendas portuguesas com a história de Portugal • Conhecer algumas figuras da história de Portugal • Ler e recitar o poema Fim, de Mário de Sá Carneiro 11. Em 1143 nasce Portugal Pág. 155 • Datas e factos marcantes da história de Portugal • Figuras importantes da história de Portugal • Orações concessivas no Futuro do Conjuntivo com repetição da forma verbal no Presente do Conjuntivo • Expressar a ideia de concessão através de estruturas especiais • Perspetiva geral da história de Portugal • Conhecer algumas das datas marcantes da história de Portugal • Conhecer algumas figuras importantes da história de Portugal • Ler e recitar o poema Mar Português, de Fernando Pessoa 12. Como são os portugueses? Pág. 167 • O povo português e as suas características • Revisão geral do Conjuntivo: Presente, Pretérito Imperfeito e Futuro • Escrever textos argumentativos • Aprenderosprincipaisarticuladoresargumentativos • Conhecer algumas das características do povo português • Comparar as características dos portugueses com outros povos • Ler e recitar o poema Lisboa com suas casas, de Álvaro de Campos Textos áudio não transcritos Pág. 179 Soluções dos testes de revisão Pág. 189 Glossário Pág. 193 Lista de faixas áudio Pág. 214 10
  • 12. Navegar é preciso UNIDADE 1 A caravela portuguesa
  • 13. UNIDADE 1 Navegar é preciso 18 2 * TEXTO A A língua portuguesa na galáxia das línguas do mundo e do ciberespaço Das cerca das sete mil línguas conhecidas do mundo e das duzentas e vinte e cinco da Europa, o português, originário do latim vulgar lusitânico, foi levado a dois terços do planetapelosportugueses, com os descobrimentos, e é hoje falado por mais de 250 milhões de falantes espalhados pelos cinco continentes. É a segunda línguaromânicadomundo, a terceira europeia mais falada no planeta, a quarta com maior número de falantes e a quinta com maior número de países que a têm como língua oficial. O português, que já foi língua franca, é hoje uma língua culta de dimensão internacional e intercontinental, falada nos cinco continentes e – como havia predestinado Fernando Pessoa – é uma das poucas línguas potencialmente universais do século XXI. É língua materna dos habitantes de Portugal e do Brasil e de parte significativa das populações de Angola, Moçambique, Cabo Verde, Guiné­ ‑Bissau, Guiné Equatorial, São Tomé e Príncipe e Timor-Leste, países que a têm como língua oficial. O português é também falado nos antigos territórios de Goa e Macau. Como língua materna ou segunda, é falado pelos membros das várias comunidades de emigrantes na Europa, América do Norte, América do Sul e África, num total de cerca de quatro milhões e meio de falantes. O português é a quarta língua mais usada na Internet e a segunda na “blogosfera”. Hoje, a língua portuguesa é uma língua de trabalho em organizações internacionais: União Europeia, Mercosul, Unidade Africana, União Latina, e poderá, ainda, tornar­ ‑se um dos idiomas de trabalho da Organização Mundial de Turismo. Face a estes dados enunciados, é possível constatar que a língua portuguesa e os laços culturais que uma história comum construiu com os povos que a adotaram como língua oficial são hoje a nossa maior riqueza e devem constituir a grande causa nacional deste século. Por isso, Portugal deve lançar as bases para cimentar o inestimável património político e humano constituído por uma comunidade de mais de duzentos e cinquenta milhões de pessoas que têm, para lá da pátria de origem, uma pátria comum, que é a da Língua Portuguesa. A Língua Portuguesa na Galáxia das Línguas do Mundo e do Ciberespaço, Luís Aguilar (texto adaptado) * F icheiros áudio disponíveis em www.lidel.pt, até o livro se esgotar ou ser publicada nova edição atualizada ou com alterações
  • 14. 19 UNIDADE 1 Navegar é preciso VOCABULÁRIO 1. Leia o Texto A e apresente um sinónimo ou explique o significado das palavras/expressões do quadro abaixo. falante língua franca predestinar parte significativa face a cimentar o património político e humano 2. Faça a correspondência entre as palavras/expressões da coluna da esquerda e os sinónimos da coluna da direita. 1. falante a) disperso 2. espalhado b) perante 3. face a c) locutor 4. enunciar d) observar 5. constatar e) consolidar 6. cimentar f) exprimir ORALIDADE 3. Trabalho de pares. Discuta as seguintes questões com o seu colega. 1. Quantas línguas fala? 2. Com que idade se deve começar a aprender línguas estrangeiras? 3. Que língua estrangeira se deveria aprender em primeiro lugar no seu país? Por que razão? 4. Gosta da maneira como as línguas estrangeiras são ensinadas no seu país? 5. Já estudou alguma língua estrangeira fora do seu país? É usado um método muito diferente? Em que é diferente? 6. Acha que a correção gramatical é mais importante do que a fluência? O que é mais importante para si? Porquê? 7. Os turistas que visitam o seu país falam a sua língua? 8. Que língua é para si mais importante? Por que razão é importante? © Lidel – Edições Técnicas, Lda.
  • 15. UNIDADE 1 Navegar é preciso 20 4. Com base no excerto apresentado, e de acordo com o quadro abaixo, faça uma apresentação oral sobre a sua língua materna. “Uma língua é o lugar donde se vê o Mundo e em que se traçam os limites do nosso pensar e sentir. Da minha língua vê­ ‑se o mar. Da minha língua ouve­ ‑se o seu rumor, como da de outros se ouvirá o da floresta ou o silêncio do deserto. Por isso a voz do mar foi a da nossa inquietação”. Vergílio Ferreira in Revista Internacional de Língua Portuguesa Introdução Bom dia, boa tarde Estou contente por ter a oportunidade de falar sobre… Hoje, vou falar sobre… O meu tema de hoje é sobre… Tópicos principais Vou começar por… Em primeiro lugar… Ilustrar Por exemplo… Para exemplificar… Conclusão Para concluir… Em conclusão… Resumindo… 3 5. Ouça um excerto do Texto A e complete os espaços. Das cerca das ___________________________________________________________________ conhecidas do mundo e das ___________________________________________________________________ da Europa, o português, originário do latim vulgar lusitânico, foi levado a ___________________________________________________________________ do planeta pelos portugueses, com os descobrimentos, e é hoje falado por mais de ___________________________________________________________________ de falantes espalhados pelos cinco continentes. É a segunda língua românica do mundo, a terceira europeia mais falada no planeta, a quarta com ___________________________________________________________________ e a quinta com maior número de países que a têm como ___________________________________________________________________. O português, que já foi língua franca, é hoje uma língua culta de dimensão internacional e intercontinental, falada nos cinco continentes e – como havia predestinado Fernando Pessoa – é uma das poucas línguas ___________________________________________________________________ do século XXI.
  • 16. 21 UNIDADE 1 Navegar é preciso © Lidel – Edições Técnicas, Lda. 4 6. Ouça o Texto B e assinale se as frases são verdadeiras (V) ou falsas (F). Depois, corrija as frases falsas. 1. A língua portuguesa é a sexta mais falada no mundo. 2. As potencialidades económicas lusófonas ainda não alcançaram um limite desejável. 3. Hoje em dia, a comunidade lusófona está mais desenvolvida em termos económicos. 4. Para afirmar o português no mundo é preciso dar a conhecer o posicionamento global da língua. _____________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________ _____________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________ _____________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________ _____________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________ GRAMÁTICA Modo Indicativo/Conjuntivo O Modo Indicativo usa­ ‑se para exprimir uma certeza, um facto, uma realidade. Exemplos: Hoje, vou ao cinema. indica uma certeza No inverno, a temperatura desce. indica um facto O Modo Conjuntivo usa­ ‑se para exprimir uma probabilidade, uma hipótese, uma dúvida, uma eventualidade. Exemplos: É possível que hoje chova. indica uma possibilidade (não é certo) Talvez chova. indica uma dúvida O Conjuntivo pode usar­ ‑se em: 1. frases simples (orações independentes): Exemplo: Talvez o Carlos chegue mais tarde. 2. frases complexas (orações subordinadas). Estas últimas são mais frequentes. Exemplo: Eu não acredito que chova hoje. Oração principal ou subordinante Oração subordinada Eu não acredito A professora quer que chova hoje. que sejamos pontuais.
  • 17. UNIDADE 1 Navegar é preciso 22 Presente do Conjuntivo – verbos regulares Morar Comer Partir Eu more coma parta Tu mores comas partas Você / Ele / Ela more coma parta Nós moremos comamos partamos Vocês / Eles / Elas morem comam partam Preste especial atenção aos verbos que são irregulares na 1.ª pessoa do Presente do Indicativo, já que o Presente do Conjuntivo se forma a partir da 1.ª pessoa do Presente do Indicativo, retirando a desinência ­‑o e acrescentando as terminações características do Presente do Conjuntivo. Exemplos: Verbo fazer: Presente do Indicativo: eu faç(o) Presente do Conjuntivo: eu faça Verbo vestir: Presente do Indicativo: eu vist(o) Presente do Conjuntivo: eu vista Verbo ver: Presente do Indicativo: eu vej(o) Presente do Conjuntivo: eu veja Construções Impessoais Ser + adjetivo + que Conjuntivo Habitualmente, estas construções (ser + adjetivo + que) usam­ ‑se com o Conjuntivo. Se o verbo ser estiver no Presente do Indicativo, o verbo da oração subordinada fica no Presente do Conjuntivo. Exemplos: É necessário que os alunos compreendam o texto. É provável que tenhamos de ficar em casa hoje. ESCRITA 7. Complete as frases com as formas verbais corretas. 1. É importante que vocês ___________________________________________________ (ler) jornais portugueses. 2. É útil que todos nós ___________________________________________________ (falar) algumas línguas estrangeiras. 3. É necessário que eu ___________________________________________________ (perder) a timidez para falar mais e melhor. 4. É possível que tu ___________________________________________________ (vir) a minha casa neste fim de semana? 5. É melhor que vocês ___________________________________________________ (fazer) algum desporto regularmente. 6. É provável que ela ___________________________________________________ (ver) o filme antes de mim. 7. É bom que ele ___________________________________________________ (pôr) as encomendas no correio ainda hoje.
  • 18. 23 © Lidel – Edições Técnicas, Lda. UNIDADE 1 Navegar é preciso 5 TEXTO C Difusão da língua portuguesa no mundo Sendo a língua uma das maiores riquezas de qualquer sociedade, é natural que a sociedade se preocupe em dá­ ‑la a conhecer e valorizá­ ‑la perante o exterior. Assim, justifica­ ‑se que se envidem todos os esforços para que o português seja uma das línguas a que tenham acesso fácil as pessoas que procuram aumentar a sua competência linguística com o conhecimento de línguas estrangeiras. Aliás, o conhecimento de línguas constitui uma referência fundamental para a avaliação psicossocial dos indivíduos e para o êxito da sua integração em contextos internacionais. Além disso, é hoje convicção generalizada que a convivência entre falantes de línguas diferentes e a aprendizagem de mais do que uma língua têm vantagens no desenvolvimento cognitivo das crianças e na preparação de jovens e adultos para uma interação no mundo globalizado. É por esta razão que a diversidade linguística e cultural e o ensino multilingue são fortemente aconselhados por organismos como a UNESCO. A diversidade linguística e o ensino multilingue são, também, fatores de enriquecimento cultural. No caso da língua portuguesa, saber português transporta para contextos exteriores elementos significativos das culturas societárias que utilizam o português como língua materna. Na realidade, quando uma língua viva passa a ser menos conhecida e menos utilizada pelas pessoas para quem não é língua materna, perdem­ ‑se referências históricas e torna­ ‑se mais obscura a caracterização da comunidade que a fala. Maria Helena Mira Mateus, Difusão da Língua Portuguesa no Mundo (texto com supressões) ESCRITA 8. Leia o Texto C e responda às perguntas. 1. O que significa a expressão “envidar esforços”? _____________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________ _____________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________ 2. Explique o sentido da frase “o conhecimento de línguas constitui uma referência fundamental para a avaliação psicossocial dos indivíduos e para o êxito da sua integração em contextos internacionais”. _____________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________ _____________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________ _____________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________ _____________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________
  • 19. UNIDADE 1 Navegar é preciso 24 3. Explique o sentido da frase ”é hoje convicção generalizada que a convivência entre falantes de línguas diferentes e a aprendizagem de mais do que uma língua têm vantagens no desenvolvimento cognitivo das crianças e na preparação de jovens e adultos para uma interação no mundo globalizado.” _____________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________ _____________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________ _____________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________ _____________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________ _____________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________ 4. O que é a UNESCO? Faça uma pesquisa sobre a UNESCO e diga quais são, resumidamente, os seus objetivos. _____________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________ _____________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________ _____________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________ _____________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________ _____________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________ 5. Explique o sentido da frase “quando uma língua viva passa a ser menos conhecida e menos utilizada pelas pessoas para quem não é língua materna, perdem­ ‑se referências históricas e torna­ ‑se mais obscura a caracterização da comunidade que a fala.” _____________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________ _____________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________ _____________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________ _____________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________ _____________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________ 9. Faça a correspondência entre as palavras da coluna da esquerda e a respetiva definição na coluna da direita, tendo em conta o Texto C. 1. valorizar a) relativo ao conhecimento 2. integração b) certeza 3. convicção c) dar importância 4. cognitivo d) referente a várias línguas 5. multilingue e) adaptação 6. caracterização f) descrição exata
  • 20. 25 © Lidel – Edições Técnicas, Lda. UNIDADE 1 Navegar é preciso ORALIDADE 10. Vamos conversar… 1. Por que razão estuda a língua portuguesa? Em que é que o seu conhecimento lhe será útil no futuro? 2. Acha que uma língua pode ser uma língua de subjugação cultural? Conhece algum exemplo em que a língua portuguesa possa ter desempenhado esse papel? 3. Fale com o seu colega sobre as seguintes questões: • Em que países se fala português? Em que continentes se situam? • Qual é o país que tem a maior população lusófona? • Já visitou ou tenciona visitar algum país lusófono? • Procure na Internet um país de língua oficial portuguesa e descreva­ ‑o aos seus colegas. Apresente o país falando dos seguintes dados: Nome do país; Localização; Capital; Número de habitantes; Outras línguas faladas nesse país (além do português). 6 11. Ouça um excerto do Texto C e complete os espaços. A diversidade ___________________________________________________ e o ensino ___________________________________________________ são, também, fatores de ___________________________________________________ cultural. No caso da língua portuguesa, saber português transporta para contextos exteriores elementos significativos das ___________________________________________________ que utilizam o português como língua materna. Na realidade, quando uma ___________________________________________________ passa a ser menos conhecida e menos utilizada pelas pessoas para quem não é língua materna, perdem­ ‑se ___________________________________________________ e torna­ ‑se mais obscura a ___________________________________________________ da comunidade que a fala. 7 12. Ouça o Texto D e assinale se as frases são verdadeiras (V) ou falsas (F). 1. É importante aprender mais do que uma língua. 2. O ano de 2008 foi proclamado o Ano Internacional das Línguas. 3. As crianças que dominam várias línguas adquirem novas culturas mais facilmente. 4. Na maioria dos países só se ensina inglês como língua estrangeira.
  • 21. UNIDADE 1 Navegar é preciso 26 ESCRITA 13. Escreva um texto sobre um acontecimento que, na sua opinião, mudou algum aspeto importante na história recente do seu país. _____________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________ _____________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________ _____________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________ _____________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________ GRAMÁTICA Verbo + preposição Preocupar­‑se em + verbo Utilizamos a preposição em quando o verbo preocupar-se é seguido de forma verbal. Exemplo: É natural que a sociedade se preocupe em dar a conhecer a língua portuguesa. Preocupar­‑se com + nome/pronome Utilizamos a preposição com quando o verbo preocupar-se é seguido de nome ou pronome. Exemplos: Eles preocupam­ ‑se com a falta de dinheiro. (nome) A Ana sabe o que faz. Nunca me preocupo com ela. (pronome) Sonhar em + verbo Exemplo: Ele sonha em ser médico. Sonhar com + nome/pronome Exemplos: Sonho com os meus pais frequentemente. Sonhei contigo ontem. ESCRITA 14. Complete as frases com as preposições corretas. 1. Nunca me preocupo ______________________ a falta de dinheiro. 2. O senhor Francisco preocupa­ ‑se ______________________ chegar cedo todos os dias. 3. Preocupo­‑me ______________________ ele sempre que sai à noite. 4. A mãe preocupa­‑se ______________________ o filho porque ele come pouco. 5. Ontem, sonhei ______________________ o meu namorado. 6. Sonho muitas vezes ______________________ arrumar o meu escritório, mas nunca o faço. 7. Depois de ter encontrado a Sofia, sonhei ______________________ ela.
  • 22. 27 © Lidel – Edições Técnicas, Lda. UNIDADE 1 Navegar é preciso GRAMÁTICA Presente do Conjuntivo – verbos irregulares Ser Estar Ir Dar Querer Saber Haver Eu seja esteja vá dê queira saiba Tu sejas estejas vás dês queiras saibas Você / Ele / Ela seja esteja vá dê queira saiba haja Nós sejamos estejamos vamos dêmos queiramos saibamos Vocês / Eles / Elas sejam estejam vão deem queiram saibam ESCRITA 15. Complete as frases com os verbos na forma correta do Presente do Conjuntivo. 1. Talvez os meus colegas __________________________________ (estar) atrasados. 2. É importante que nós __________________________________ (ser) pontuais. 3. É bom que eles não __________________________________ (dar) muitos erros na composição. 4. Talvez vocês __________________________________ (querer) um pouco mais de salada? 5. É possível que eles não __________________________________ (saber) onde moro. GRAMÁTICA Presente do Conjuntivo – casos com alterações gráficas ­‑car ficar ­‑gar pagar ­ ‑cer descer ­ ‑çar almoçar Eu fique pague desça almoce Tu fiques pagues desças almoces Você / Ele / Ela fique pague desça almoce Nós fiquemos paguemos desçamos almocemos Vocês / Eles / Elas fiquem paguem desçam almocem ESCRITA 16. Complete as frases com os verbos na forma correta. 1. É imprescindível que vocês __________________________________ (pagar) as propinas até amanhã. 2. É provável que eu __________________________________ (almoçar) em casa do João. 3. É bom que tu __________________________________ (praticar) mais desporto. Estás muito gordo! 4. É provável que eles __________________________________ (chegar) no sábado. 5. É bom que vocês __________________________________ (começar) o trabalho já amanhã.
  • 23. UNIDADE 1 Navegar é preciso 28 GRAMÁTICA Construções Impessoais – casos especiais Presente do Indicativo/Conjuntivo Com algumas construções impessoais (ser + adjetivo + que), a frase subordinada aparece com a forma verbal no Modo Indicativo porque estas construções exprimem um facto, uma certeza, uma evidência. Exemplos: É óbvio/claro/evidente/certo que estou em casa. Se o verbo da oração principal está na negativa, usa­ ‑se o Modo Conjuntivo na oração subordinada porque esta apresenta uma incerteza, uma dúvida, uma probabilidade. Exemplos: Não é óbvio/claro/evidente/certo que ele venha amanhã. ESCRITA 17. Complete as frases com as formas verbais no Presente do Indicativo ou no Presente do Conjuntivo. 1. É bom que amanhã tu __________________________________ (vir) mais cedo. 2. É certo que eles __________________________________ (ficar) em Lisboa até ao fim de semana. 3. Não é óbvio que ela __________________________________ (perceber) o que tu lhe dizes. 4. É evidente que nós __________________________________ (pagar) as nossas dívidas. 5. É claro que eu __________________________________ (ir) almoçar contigo no teu aniversário. 6. Não é evidente que eles __________________________________ (querer) ir ao teatro esta noite. 7. É claro que eu __________________________________ (preferir) peixe! Não gosto muito de carne. GRAMÁTICA Construções impessoais com Infinitivo Pessoal Ser + adjetivo + Infinitivo Pessoal Com algumas construções impessoais pode­ ‑se omitir a conjunção que e, nesse caso, usa­ ‑se o Infinitivo Pessoal na oração subordinada. Esta estrutura é equivalente à construção impessoal com a conjunção que (ser + adjetivo + que + Conjuntivo). Exemplos: É importante ficares em casa enquanto estás doente. = É importante que fiques em casa enquanto estás doente. Quando as construções impessoais exprimem probabilidade ou possibilidade usa­ ‑se, preferencialmente, a construção ser + adjetivo + que + Modo Conjuntivo. Exemplos: É provável que eles saibam a resposta. É possível que não haja táxis a esta hora.
  • 24. 29 UNIDADE 1 Navegar é preciso ESCRITA 18. Presente do Conjuntivo ou Infinitivo Pessoal? 1. É bom eles __________________________________ (ficar) até mais tarde na escola para estudarem. 2. É necessário que ele __________________________________ (começar) o trabalho esta tarde. 3. É provável que eles __________________________________ (trazer) o jornal. 4. É possível que nós __________________________________ (dar) alguns erros quando falamos uma língua estrangeira. 5. É importante nós __________________________________ (estudar) várias línguas. 6. É necessário que tu __________________________________ (chegar) a horas à reunião. 7. É útil vocês __________________________________ (comprar) este dicionário. 8. É melhor __________________________________ (tu / dizer) a verdade. 9. É fácil __________________________________ (nós / perder­ ‑se) nesta cidade. 10. É possível que o Carlos __________________________________ (estar) doente. GRAMÁTICA Exprimir dúvida (Modo Conjuntivo) Talvez + Conjuntivo Pode­ ‑se exprimir a noção de dúvida através do advérbio de dúvida talvez, seguido da forma verbal no Modo Conjuntivo. Exemplo: Talvez haja muito trânsito de manhã. Provavelmente/Possivelmente/Se calhar + Indicativo Pode­ ‑se usar igualmente expressões de dúvida, probabilidade ou possibilidade, como provavelmente, possivelmente e se calhar, mas com o Modo Indicativo. Exemplos: Provavelmente vou ao cinema hoje. Se calhar almoço em casa. É provável/possível que + Conjuntivo Exemplo: É provável que queiram descansar antes do jantar. ESCRITA 19. Indicativo ou Conjuntivo? 1. Talvez eles __________________________________ (querer) visitar a cidade amanhã. 2. Provavelmente ele __________________________________ (trazer) um bolo para a festa. 3. É provável que eles __________________________________ (saber) a resposta a todas as questões. 4. Se calhar, amanhã, eu __________________________________ (visitar) a Ana. 5. Talvez eles __________________________________ (ser) muito tímidos. © Lidel – Edições Técnicas, Lda.
  • 25. UNIDADE 1 Navegar é preciso 30 CULTURA PORTUGUESA TEXTO E A Festa dos Tabuleiros de Tomar A Festa dos Tabuleiros, em Tomar, realiza­ ‑se de quatro em quatro anos e, hoje em dia, é uma festa religiosa dedicada ao Espírito Santo. Pensa­ ‑se que esta festa tem origem nas festas romanas dedicadas à deusa Ceres (deusa das plantas, sobretudo cereais) e realiza­ ‑se nos meses de junho ou julho. As festas com cariz religioso, em honra do Espírito Santo, foram instituídas pelo rei D. Dinis e pela rainha Santa Isabel (no século XIII ou século XIV). No arquipélago dos Açores também se celebra esta festa, mas seguindo as tradições mais antigas, ainda sem os tabuleiros. Nos Açores, os pães são levados em cestas e não nos tabuleiros, como em Tomar, mas no essencial mantém­ ‑se a mesma tradição. Os tabuleiros devem ter a altura da rapariga que os carrega. Todos têm 30 pães de 400 gramas. Entre os pães, que têm um formato específico, colocam­ ‑se flores, tradicionalmente papoilas, malmequeres e espigas de trigo. Os tabuleiros são encimados por uma coroa ornamentada ou por uma pomba (símbolo do Espírito Santo). A fechar o cortejo seguem os carros de pão, carne e vinho, que mais tarde serão distribuídos aos mais necessitados. Tradicionalmente, fazia­ ‑se o sacrifício dos bois, cuja carne era distribuída por todos. Esta tradição manteve­ ‑se até 1895. Presentemente, a presença dos bois no cortejo é meramente simbólica. Os cornos dos animais são também enfeitados com fitas coloridas e o cortejo desfila ao longo de cinco quilómetros por ruas decoradas com flores e as pessoas colocam colchas de renda ou seda nas janelas. As Festas dos Tabuleiros de Tomar são das mais famosas e concorridas em Portugal. 20. Leia o Texto E e responda às perguntas. 1. Conhece alguma festa no seu país cujas origens sejam muito antigas? Descreva essa festa. _____________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________ _____________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________ 2. Existe alguma festa no seu país onde haja a prática de distribuir comida às pessoas mais necessitadas ou em que as pessoas partilhem uma refeição? Em que consiste? _____________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________ _____________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________ 3. Resuma a Festa dos Tabuleiros de Tomar. _____________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________ _____________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________
  • 26. 31 © Lidel – Edições Técnicas, Lda. UNIDADE 1 Navegar é preciso TESTE DE REVISÃO 1. Leia a entrevista e explique o sentido das expressões indicadas no quadro abaixo. A revista Monocle considerou o português a nova língua do poder e conhecimento… É, sem dúvida, um bom sinal de que o mundo já descobriu que o português é interessante. Também o New York Times fará uma edição em português já este ano. O mundo está finalmente a descobrir que a comunidade lusófona é importante em termos económicos e globais. Mas o português só será uma língua de poder se for uma língua de comércio. Porém, falta outro fator muito importante: ser uma língua de conhecimento. As universidades têm um papel essencial nesta afirmação? Essencial. E os governos também. A publicação científica é um medidor de influências essencial para os rankings internacionais. Há que fazer­ ‑se um grande esforço para que haja publicação em português nas várias modalidades, bases de dados científicas, dicionários técnicos. É preciso, na política da língua, ter uma atenção particular à língua como fator de conhecimento. É fundamental que os países ibero­ ‑americanos tracem uma estratégia para tratar a língua como fator de conhecimento, apostando na publicação indiferenciada em português e espanhol, juntando as duas línguas. Porque se somar o espanhol e o português, estas duas comunidades linguísticas ultrapassam o inglês. São a segunda, depois do mandarim, mas são a primeira em termos globais porque o mandarim é uma língua localizada. E se calhar o português até é capaz de ultrapassar o castelhano? Na América Latina, seguramente, com a influência que o Brasil tem hoje. O português já é ensinado como primeira língua na Argentina e o espanhol é ensinado como primeira língua no Brasil. Rapidamente, toda a América Latina estará a falar português. Ou seja, o grau de intercompreensibilidade vai aumentar e ser muito maior do que é hoje. Mas há uma outra vantagem do português: ser a terceira língua de África, que é o continente do futuro. O que é que nós temos em relação a África? Temos uma perda acelerada do francês, uma recente afirmação do árabe, e depois temos o português e o inglês. A nossa vantagem competitiva é muito grande, mesmo em relação ao espanhol, porque estamos muito mais dispersos em termos mundiais. Mas há alguma disputa entre o Brasil e Portugal pela liderança deste espaço? Essa é uma concorrência completamente anedótica. Devemos competir, por exemplo, na cultura, nas entidades culturais, mas ter uma forte cooperação na língua. Porque quanto mais pessoas falarem português no mundo, melhor para todos: interessa a Portugal, ao Brasil, a Angola, interessa a todos. E vou mais longe, a cooperação deve ser estendida ao espanhol porque quanto mais gente falar português ou espanhol maior é o peso da comunidade latino­ ‑americana. Portanto, temos toda a vantagem em deixarmo­ ‑nos de guerrinhas tradicionais; temos de ter é uma estratégia de cooperação muito forte na língua como fator de conhecimento. Diário Económico (texto adaptado) 1. ser uma língua de conhecimento 2. língua localizada 3. estar disperso em termos mundiais 4. concorrência anedótica
  • 27. UNIDADE 1 Navegar é preciso 32 2. Complete as frases com as formas verbais adequadas. 1. É provável que nós _______________________________________________ (ficar) em casa hoje. 2. É possível que eles _______________________________________________ (pagar) o almoço a todos. 3. É bom que tu _______________________________________________ (praticar) mais desporto. 4. É provável que ele me _______________________________________________ (oferecer) um livro. 5. É possível que eles _______________________________________________ (dançar) a valsa no baile de finalistas. 6. É provável que eles _______________________________________________ (vir) amanhã ao Porto. 3. Complete as frases com as formas verbais adequadas. 1. Possivelmente, os meus amigos _______________________________________________ (vir) visitar­ ‑me este fim de semana. 2. Talvez eu _______________________________________________ (ir) a França este verão. 3. Provavelmente eles _______________________________________________ (querer) ficar cá até sábado. 4. Se calhar, hoje, eu _______________________________________________ (dar) um passeio pelo parque. 5. É provável que ele já _______________________________________________ (estar) em casa a esta hora. 6. Se calhar, a Ana não _______________________________________________ (poder) vir à festa. 4. Complete as frases com as formas verbais adequadas. 1. É óbvio que nós _______________________________________________ (trazer) o dicionário todos os dias. 2. É evidente que eles _______________________________________________ (lembrar­ ‑se) de nós. 3. Não é certo que amanhã _______________________________________________ (estar) bom tempo. 4. É claro que eu _______________________________________________ (estudar) sempre para os testes. 5. Não é certo que eles _______________________________________________ (conseguir) chegar a tempo. 6. É certo que o João _______________________________________________ (chegar) amanhã. 5. Complete as frases com as preposições adequadas. 1. Já alguma vez sonhaste __________________________________ monstros? 2. O Pedro sonha __________________________________ tornar­ ‑se médico um dia. 3. Ela preocupa­ ‑se tanto __________________________________ os estudos! 4. Nós preocupamo­‑nos __________________________________ fazer o trabalho bem feito. 5. Eu sonho __________________________________ uma casa no campo! 6. Tu preocupas­ ‑te muito __________________________________ os resultados dos exames.
  • 28. 33 © Lidel – Edições Técnicas, Lda. UNIDADE 1 Navegar é preciso 6. Complete as frases com as formas verbais adequadas. 1. É importante que tu _______________________________________________ (ficar) em casa hoje à tarde. 2. É bom que ele _______________________________________________ (tocar) piano na tua festa. 3. É melhor que você _______________________________________________ (pagar) a conta rapidamente. 4. É suficiente que tu _______________________________________________ (trocar) 100 euros. 5. É agradável que eles _______________________________________________ (almoçar) comigo hoje. 6. É importante que tu _______________________________________________ (desligar) a luz quando sais de casa. 7. É útil que vocês _______________________________________________ (começar) o trabalho já. 8. É possível que você _______________________________________________ (conhecer) a Maria. 7. Faça a correspondência entre as palavras/expressões da coluna da esquerda e os sinónimos da coluna da direita. 1. envidar esforços a) crença comum 2. convicção generalizada b) relacionamento mútuo 3. interação c) fazer os possíveis 4. cultura societária d) espalhado 5. obscura e) grupo de pessoas que vivem em sociedade e têm a mesma cultura 6. disperso f) pouco clara 8. Escreva quatro frases com as palavras listadas abaixo. imprescindível / estrito / acrescido / integrar __________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________ __________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________ __________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________ __________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________
  • 29. UNIDADE 1 Navegar é preciso 34 9. Escreva um texto sobre o seguinte tema: “A língua é o primeiro elemento da alma de um povo.” (Gilberto Gil) _____________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________ _____________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________ _____________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________ _____________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________ _____________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________ _____________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________ _____________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________ _____________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________ _____________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________ _____________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________ _____________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________ _____________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________ _____________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________ _____________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________ _____________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________ _____________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________ _____________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________ _____________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________ _____________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________ _____________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________ _____________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________ _____________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________ _____________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________ _____________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________ _____________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________