EstruturaA página editorial tem um estilo que acompanhaas tendências do jornal, o próprio „estilo‟ ou“design” do jornal. E...
Estratégia de construção de um EditorialComo qualquer matéria jornalística, tem início na captação de informações concreta...
Características do EditorialEditoriais maiores e mais analíticos são chamados de artigos de fundo.O profissional da redaçã...
Editorial  portugues
Editorial  portugues
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Editorial portugues

880 visualizações

Publicada em

  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Editorial portugues

  1. 1. EstruturaA página editorial tem um estilo que acompanhaas tendências do jornal, o próprio „estilo‟ ou“design” do jornal. Esse „estilo‟ éequilibrado, denso ou leve, conforme a linha doveículo.”Geralmente, grandes jornais reservam umespaço predeterminado para os editoriais emduas ou mais colunas, logo nas primeiraspáginas internas.Os boxes (quadros) dos editoriais sãonormalmente demarcados com uma borda outipos diferentes, para marcar claramente queaquele texto é opinativo, e não informativo.
  2. 2. Estratégia de construção de um EditorialComo qualquer matéria jornalística, tem início na captação de informações concretas, que se dá pelo acompanhamento do que acontece no nosso meio e no mundo, e por uma apurada percepção do que é tema de relevância no momento.Parágrafo 1 - Apresentação do tema (situando o leitor) e já com um posicionamentopontuado. Usar linguagem objetiva e vocabulário acessível.Parágrafo 2 - Contextualização do tema, e indicativos concretos doproblema, apresentando dados reais, verossímeis. Mais uma vez, posicionamentosobre o assunto.Parágrafo 3 - Análise das possíveis motivações que tornam o tema relevante, comargumentos de autoridade ( opinião de especialistas que reforcem credibilidade damatéria), justificativas que reforcem o posicionamento apresentado e exemplosconcretos que ilustrem a argumentação.Parágrafo 4 – Caráter conclusivo, apresentando o posicionamento crítico final, semser impressionista. É preciso extremo cuidado para não construir editoriaismoralistas. Expor o que há de concreto, o que motiva essa afirmação, esseposicionamento.A conclusão do Editorial, principalmente, não deve esquecer o que motivou aopinião, o que se afirmou no início, sem fugir do assunto. O bom arremate opinativoé aquele que retoma o tema e traz uma projeção, aponta para uma solução, indica umcaminho ancorado em exemplos concretos.
  3. 3. Características do EditorialEditoriais maiores e mais analíticos são chamados de artigos de fundo.O profissional da redação encarregado de redigir os editoriais é chamadode editorialista.Na chamada "grande imprensa", os editoriais são apócrifos — istoé, nunca são assinados por ninguém em particular.A linguagem é formal, argumentativa, mantendo o seu autor geralmenteanônimo (embora se possa encontrar editoriais assinados).O vocabulário do editorial costuma ser objetivo, as frases empregadassão curtas e não muito complexas.Os ―articuladores discursivos‖ estão sempre presentes e sãoresponsáveis pela coesão do texto, dessa forma garantem o rigor lógicoda argumentação e do encadeamento das idéias.São produzidos por um grupo de editores, separados por assunto –política, economia, meio-ambiente... – e nem sempre todos entram emconsenso sobre o tema, embora as discrepâncias nunca sejam graves.

×