Magazine "O Tingui"

1.352 visualizações

Publicada em

A half-dozen pages about digital illustration in Paint (Windows) written in brazilian Portuguese. Include Palmistry.

Publicada em: Tecnologia, Negócios
2 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
1.352
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
17
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
9
Comentários
2
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide
  • Magazine "O Tingui"

    1. 1. “ O Tingüy” Microjornal aborígene. Hay de todo acá! PARA VIRAR AS PÁGINAS TECLE PgUp ou PgDn Nesta Edição : Rise and Fall of Cactus. Uma peça de desenho mudo em três atos. Págs. 4, 5 e 6. Quiromancia: seu dedão contém as chaves do caráter e determina o amor, a lógica e a vontade. Pás. 7 e 8. Não vim. Não vi. Não havia guerra alguma. Orides Fontela Na Feira do Poeta, os Sapatos Tortos de Luiz Rettamozzo. Pág. 3. Poema de Guto Lacaz, apresentando a edição dos versos de Rettamozzo: A Geometria não sabia, novo conceito de Retta existia. Editor: Ivan Zuateg (i.a.a.) edição n°: 01 data: 0ut/2.000 8 páginas, 171 KB (sem nada agregado) Contatos: zuateg@netpar.com.br
    2. 2. Nossa redação é aqui no porão de casa. Escondida por entre uns sobrados numa ladeira simpática da Vila Tingüi. O fio do telefone nos liga com o mundo e um robô funcional com tecla SEND entrega ‘O Tingüy’ instantaneamente aos quatro cantos. Agorinha há pouco, na virada do século, estávamos lembrando quando iniciamos, 30 anos atrás, os primeiros ensaios de jornalismo na redação do jornal O Estado, em Florianópolis. Isso pesa. Se este pasquim eletrônico tem aquele jeitão de bisbilhotice jornalística é tudo por conta dessa marvada sina. Nada pretensioso. As matérias vão aparecendo, conforme as pessoas fazem as coisas acontecerem. Para esta edição, por exemplo, selecionamos textos surgidos de andanças pelo Largo da Ordem, onde fica a Feira do Poeta. Lá, coletamos poemas, trocamos idéias. Do livro do Nivaldo Lopes extraímos dois poemas. O livro é Ultimamente Tenho Andado Meio Corcunda - Ossos do Ofício Editora, Curitiba, edição 1.998. O Nivaldo coordena a Feira do Poeta, espaço cultural importante do Largo, que dispõe de antigas impressoras tipográficas, onde novos poetas imprimem suas poesias em folhas avulsas. A Feira é um espaço aberto aos autores, para divulgação de suas produções literárias. Promove oficinas, exposições, palestras, recitais, leituras poéticas. Tem ainda uma biblioteca especializada com mais de 2 mil títulos à disposição dos usuários. Ali no Largo a gente sempre acaba se demorando mais do que pensa. Há sebos importantíssimos nas redondezas. Foi assim que encontramos um clássico da Quiromancia - Complete Palmistry - do qual selecionamos o capítulo que desvenda os segredos do dedão. Incluímos, ainda, nesta edição um dos nossos exercícios gráficos cotidianos. A história do cacto foi desenhada com recursos do excel. Toda ela foi construída a partir de um só desenho básico: o formato círculo com sombra em 3-D e preenchimento com gradiente de cor. Depois, a figura foi copiada para o Photo Editor e trabalhada com vários efeitos. Por fim, algumas molduras e retículas em Paint. Para a edição selecionamos nove dos 30 desenhos que foram executados a partir da figura inicial. Um trabalho espinhoso! O Tingüy é um jornal aberto. Críticas e colaborações serão sempre bem-vindas. Até a próxima edição. O Tingüi Que Não É Planta Do Cerrado 2
    3. 3.   3 Poesia Paranaense oxidou-me um amor por dentro e cada insônia é um ranger diferente oxidou-me um filho no ventre por não vingar semente agora resta água vermelha vertendo ferrugem por minhas frestas Alessandra Kalko tem dias que são outros são somente passa-se reticente como um cego que cruza a rua apostando na sorte e vendendo vassouras Nivaldo Lopes o sol crepusculando sobre a árvore da baixada finda a tarde alongadas sombras abraçam a várzea Nivaldo Lopes era uma ave tão pequena que sua asa era uma pena Retta As poesias de Luiz Rettamozzo foram pinçadas de seu último trabalho: Sapatos Tortos - uma coleção de 13 cartões ilustrados, com a seguinte apresentação de Nivaldo Lopes: ‘ Retta, Rettamozzo, Luiz Retamozzo é a bola da vez desta edição. Chute certo através de Sapatos Tortos. Gravuras e Poemas com a originalidade de um verdadeiro torto.’ O título faz referência a um texto de Paulo Leminski: ‘... Chego, às vezes, a suspeitar que os poetas, os verdadeiros poetas, são uma espécie de erro na programação genética. Aquele produto que saiu com falha, assim entre dez mil sapatos um sapato saiu meio torto. É aquele sapato que tem consciência da linguagem, porque só o torto é que sabe o que é direito... ’ A edição é da Feira do Poeta, órgão da Fundação Cultural de Curitiba. **** ah! poeta como é bom quando você faz poesia assim nas coxas Retta
    4. 4. 4 Act I scene i scene ii scene iii The Lone Cactus in a Pot Story and drawings by Zuateg
    5. 5. 5 The Lone Cactus in a Pot Story and drawings by Zuateg Act II scene i scene ii scene iii
    6. 6. 6 The Lone Cactus in a Pot Story and drawings by Zuateg Act III scene i scene ii scene iii
    7. 7. O Mata-piolho É Muito Mais Que Isso 7 Ina Oxenford e A. Alpheus escreveram Quiromancia Completa ( Complete Palmistry ), que saiu em 1.944, pela editora Charles Powner, Chicago, USA. Membro da Sociedade Quirológica de Londres, Ina já tinha outra obra sobre o assunto. Alpheus se apresentava como membro da Sociedade Astrológica da Inglaterra e América. A tradução é da redação d’O Tingüy . ‘ O dedão é talvez o mais importante componente de toda a mão. Ele dá a chave de todo o caráter. As três falanges mostram respectivamente: a primeira (unhas), a Vontade; a segunda (ossinho do meio), a Lógica e, a terceira (embutida na palma), o Amor. [N. do T.: a terceira falange é, mais corretamente, o primeiro osso metacarpiano, pois o polegar tem somente duas falanges. Ver ilustração, pág.. seg..] Primeira Falange - a Vontade Se é longa e firme ao toque, além de espatulada, a Vontade será constante e pouco afetada pelas opiniões de outros. Se a ponta é macia e afinada, mesmo sendo longa, o poder da Vontade é inativo e influenciável por terceiros. Se pesada, quase grossa, estamos diante de obstinação irracional.. Se o dedão é flexível e se curva fácil para trás, lemos generosidade que, em casos extremos, chega à extravagância, e até mesmo completa falta de honra em matéria de esbanjar dinheiro. Quando todo o dedo é bem flexível se diz que é sinal de talento dramático. Uma depressão no centro da primeira falange mostra susceptibilidade à adulação.
    8. 8. 8 Segunda Falange - a Lógica Se ela é longa, forte e proporcionalmente desenvolvida, mostra poder de raciocínio abstrato, de ver todos os lados de uma argumentação. Denota entusiasmo. Porém, combinada com uma primeira falange pequena, indica indecisão. Tais pessoas costumam dar bons conselhos, mas, elas mesmas, não os seguem. As pessoas com a segunda falange acinturada costumam ver apenas um lado da moeda e reduzem todos os argumentos a questões pessoais. De modo geral, quanto melhor a formação do dedão, melhores são os dotes intelectuais do indivíduo. Dedão de forma grosseira indica tendências ao uso da força bruta para alcançar os objetivos. Terceira falange - o Amor A parte da falange que forma o contorno externo do Monte de Vênus mostra o poder das emoções. Combinada com um Monte de Vênus pesado temos sensualidade. Se a falange é longa e descarnada as paixões são mais idealísticas: se curta e gorda, mais carnais. Se o ângulo de fora da segunda junta é agudo indica ouvido musical fino. A segunda junta é associada especialmente com tempo, a terceira com tonalidade. A Posição do Dedão Se o dedão se apresenta muito alto e reto demonstra falta de adaptabilidade e preocupação com dinheiro quase no limite da avareza. Se o dedão é alto e a primeira falange dobrada para trás, a pessoa gosta de gastar dinheiro consigo mesma. Quando todas as falanges são bem balanceadas, fortes e longas, é sinal de constância nos objetivos. Um bom dedão, bem desenvolvido, redime uma mão ruim, agregando o poder modificador da Vontade pessoal, para agir sobre tendências hereditárias, e transforma o vadio em pessoa enérgica, convencendo-o de que o trabalho é que trás os bens mais elevados; dá comedimento ao esbanjador porque faz a razão perceber que o bem-estar é resultado da abstinência. Por outra parte, um dedão fraco, atípico, pode tornar inúteis todos os talentos. Uma falange de ponta pequena e um pequeno tamanho de todo o dedão, em geral, mostram um indivíduo fraco de cabeça, de irrisória perseverança e absolutamente não confiável. Pessoas com dedões pequenos são governadas mais pelo coração, as com dedões grandes trabalham com a cuca. Um dedão mantido habitualmente debaixo dos outros dedos mostra que a pessoa é do tipo sensitivo.’ Pessoas com dedões pequenos são governadas pelo coração.

    ×