PROPOSTAS PARA A CONFERÊNCIA ESTADUAL
Território Alto Sertão
GT- 01 – Direito à Cidadania, Direito à Participação
Social e...
GT - 02 – Educação - Cultura - Desporto e Lazer
Educação:
 Inserir na proposta pedagógica curricular das escolas de
educa...
 Garantir o acesso gratuito à equipamentos culturais para
as juventudes rurais nos diversos segmentos culturais,
em parce...
 Garantir a participação dos jovens rurais na definição do
modelo de equipamentos a serem construídos e a gestão
democrát...
GT - 05: Saúde, Meio Ambiente e Desenvolvimento
Sustentável.
Saúde
 Garantir atendimento ambulatorial e ações preventivas...
Desenvolvimento Sustentável / Sustentabilidade
 Promover através de chamadas públicas aos órgãos
competentes assistência ...
 Extensão das políticas públicas para a juventude do
campo;
 Criação, nas cidades da região, de delegacias policiais
esp...
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Propostas da Conferência Territórial das Juventudes Rurais do Alto Sertão Paraibano.

300 visualizações

Publicada em

Propostas da Juventude do Territorio Alto Sertão

Publicada em: Educação
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
300
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
140
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
0
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Propostas da Conferência Territórial das Juventudes Rurais do Alto Sertão Paraibano.

  1. 1. PROPOSTAS PARA A CONFERÊNCIA ESTADUAL Território Alto Sertão GT- 01 – Direito à Cidadania, Direito à Participação Social e Comunicação  Que o estado e a união crie um programa de formação para a juventude camponesa, objetivando a formulação de novas políticas;  Estimular e legitimar o protagonismo dos jovens do campo na priorização e formulação de políticas públicas voltadas para esse segmento;  Construir espaços de convivência juvenil do campo, tendo como objetivo a troca de experiências para a superação de dificuldades encontradas no território, como: educação, mobilização social, cultura, lazer, etc.;  Criar o conselho territorial de políticas para a juventude camponesa;  Fomentar políticas públicas voltadas a juventude do campo, que auxiliem no acesso à terra e na permanência do jovem do campo;  Criar espaços virtuais para participação da juventude camponesa;  Incluir nos sindicatos rurais, associações e demais formas de associativismo, um núcleo exclusivo de juventude, para fortalecer a participação desse segmento;  Estimular a criação de rádios comunitárias no campo, garantindo a participação da juventude na grade de programação.
  2. 2. GT - 02 – Educação - Cultura - Desporto e Lazer Educação:  Inserir na proposta pedagógica curricular das escolas de educação básica no campo e, também, na cidade, o desenvolvimento de projetos interdisciplinares voltado para educação do campo bem como proporcionar formação inicial e continuada de professores/as;  Reestruturação das escolas do campo existentes proporcionando educação integral em nível fundamental e médio e a construção de novas escola nessa perspectiva;  Garantir o acesso e a permanência dos/as estudantes na escola – transporte de acordo com as especificidades do campo e respeitando as normas de segurança, auxílio pecuniário;  Garantir para as escolas do campo, a construção de laboratórios didáticos de informática e das ciências exatas e da natureza, bibliotecas bem como à contratação de profissionais, via concurso público, com a devida qualificação para exercer as, respectivas, funções;  Ampliar e interiorizar a oferta de vagas no ensino público superior para as juventudes do campo, priorizando a interiorização, de forma que, em 2020, as vagas ofertadas sejam majoritariamente públicas Cultura
  3. 3.  Garantir o acesso gratuito à equipamentos culturais para as juventudes rurais nos diversos segmentos culturais, em parceria com as secretarias municipais e estaduais de cultura e de juventude esporte e lazer;  Ampliar as fontes, através das leis de incentivo à cultura no âmbito das esferas municipal, estadual e federal os recursos destinados para o investimento e desenvolvimento das identidades culturais do campo;  Incentivos através dos governos municipais, estaduais e federal para a criação de espaços de arte e cultura no campo como, praças, teatro de arena, etc e apoio artístico-cultural local em conformidade com o debate da diversidade cultural; Desporto e Lazer  Ampliar e qualificar os programas e projetos de esporte, em todas as esferas públicas, enquanto políticas de estado, tais como os programas esporte e lazer do campo e, também, da cidade, bolsa atleta e segundo tempo com núcleos nas escolas, universidades e comunidades, democratizando o acesso ao esporte e ao lazer a jovens, articulados com outros programas existentes (reestruturação de proposta- brasil/snj, 2008);  Com objetivo de fomentar as parcerias entre as secretarias de juventude esporte e lazer dos municípios que integram os territórios rurais;  Introduzir modalidades esportivas tais como as artes marciais (judô , karatê, capoeira, etc) nas comunidades rurais;
  4. 4.  Garantir a participação dos jovens rurais na definição do modelo de equipamentos a serem construídos e a gestão democrática dos mesmos, por meio garantir a construção de complexos poliesportivos no campo da formação de comissão de usuários, definindo o uso dos equipamentos e sua programação. GT – 03 - Território e Mobilidade  Maior e melhor divulgação do pnae através das secretarias de desenvolvimento rural e educação.  Incentivo à produção familiar camponesa com a criação de novas feiras e fortalecimento de feiras existentes da agricultura familiar  Assistência técnica voltada para o seguimento da juventude do campo;  Infraestrutura das estradas para escoamento da produção e melhor acesso para bem estar das populações;  Transporte coletivo do campo à cidade e vice-versa;  Implantar a política de educação do campo;  Implantação de novas escolas do campo;  Criação de escolas técnicas profissionalizantes (ex: efa’s) no campo;  Apoio do estado para garantia da vinculação entre a formação e a atuação profissionais;  Criação e ampliação de infraestruturas de lazer, esporte e culturas para as juventudes;
  5. 5. GT - 05: Saúde, Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável. Saúde  Garantir atendimento ambulatorial e ações preventivas na atenção básica de saúde por meio de: mobilização de médicos, enfermeiros, odontólogos, agentes comunitários de saúde e demais profissionais dessa área. aumento do número de agentes comunitários de saúde.  Ações de orientações à alimentação saudável, atividades físicas e lazer com a construção de espaços adequados para tais atividades;  Resgate e valorização da fitoterapia com o cultivo e uso adequado de plantas hortícolas (oleícolas e plantas medicinais...);  Investimentos em saneamento básico (ênfase a favorecer o uso de tecnologias sustentáveis). Meio Ambiente  Campanhas de delimitação e práticas de recuperação das matas ciliares dos corpos hídricos;  Difundir tecnologias sociais de captação, armazenamento, uso racional da água e reutilização com tratamento adequado;  Defender a criação e implantação de legislação que torne proibido o uso de agrotóxicos;  Implantação da coleta seletiva e destinação adequada dos resíduos sólidos;  Proposta de criação do comitê jovem de bacias.
  6. 6. Desenvolvimento Sustentável / Sustentabilidade  Promover através de chamadas públicas aos órgãos competentes assistência técnica efetiva sustentada na filosofia da agroecologia;  Garantia da justa comercialização em escala local de forma a aproximar produtores dos consumidores;  Promover e garantir linhas de financiamento para acesso à energia renovável (solar, eólica, biogás...);  Descentralização do acesso ao licenciamento ambiental para legalização do uso do solo.  Ampliação e divulgação do Pronaf jovem e agroecológico e demais programas de crédito governamental através dos órgãos competentes. GT - 06: Direito a Diversidade e a Igualdade:  Implantação, em cajazeiras, de um centro de referência, para atuação, no plano regional, trabalhando, com os jovens do campo, as questões de gênero, etnia, raça, cultura, orientação sexual;  Criação de Cras e Creas para o campo em todos os municípios do alto sertão;  Ações itinerantes que contemplem os jovens do campo com políticas de acesso a documentação, internet, programas culturais. GT – 07 - Direito a Segurança Pública e o Acesso à Justiça:
  7. 7.  Extensão das políticas públicas para a juventude do campo;  Criação, nas cidades da região, de delegacias policiais especializadas no atendimento aos jovens do campo vítimas de violência;  Implantação de varas da juventude nas comarcas da região.

×