Diversidade Biológica
“Riqueza da vida na terra,
  os milhões de plantas,
        animais e
   microorganismos, os
 genes ...
insetos


                                                         animais




                                           ...
ALGAS/FITOPLÂNCTON ?


Chroococcus

Algas - plantas sem raízes, caules e flores que
possuem clorofila a como pigmento foto...
Algas




Maria do Socorro Rodrigues - UnB
Maria do Socorro Rodrigues - UnB
Total dependência da água




       Maria do Socorro Rodrigues - UnB
IMPORTÂNCIA
Aspectos dinâmicos de lagos- cor, claridade, estado
trófico, química da água gosto, odor, plâncton
animal e pr...
Organização Celular

  Procariontes
  Monera - Cyanobacterias
Origem no Pré-cambriano
(aproximadamente 3 bilhões de anos)
...
Características Básicas
               Morfologia
Flageladas
                              Simples




              Maria...
Coloniais




Maria do Socorro Rodrigues - UnB
Maria do Socorro Rodrigues - UnB
Floração-problemas

Cor, odor e sabor (terra) a água de
abastecimento
Produção de CIANOTOXINAS
Diminuição da qualidade cên...
Floração-Parque Buritis - Goiânia




          Maria do Socorro Rodrigues - UnB
Floração




                                   Foto: Nogueira


Maria do Socorro Rodrigues - UnB
Cianobactérias
Célula procariótica
como as bactérias
(autotrófica)
Reprodução por
fissão binária
Unicelulares,
filamentosa...
CIANOBACTÉRIAS




                                     Foto:Nogueira
  Maria do Socorro Rodrigues - UnB
RISCOS PARA A SAÚDE
             Amnesic Shellfish Poisoning (ASP)
             organismos: Pseudo-nitzschia sp.
         ...
Evidências da eutrofização

Modificações qualitativas e quantitativas
nas comunidades aquáticas
Alteração da coloração da ...
Cianotoxinas
Grupo de substâncias químicas bastante diverso,
  com mecanismos tóxicos específicos
Em vertebrados algumas c...
Histórico de Eventos de
Microcistinas que Desencadearam a
          Atual Legislação
 1996 - Caruaru (PE) – 130 pacientes ...
Floração de cianobactérias-
           prevenção
MÉTODOS CORRETIVOS EXTERNOS

Atuação na bacia hidrográfica
Redução do apo...
ESGOTAMENTO SANITÁRIO
                                               56% domicílios
                                      ...
TRATAMENTO DE ESGOTOS
                                     Menos de 20% do
                                     total de e...
MEDIDAS
              OPERACIONAIS

Mudar a profundidade e/ou localização da tomada
d’água

Reduzir ou inibir a entrada da...
EXIGÊNCIAS DA PORTARIA
           518/04, quanto às
           CIANOBACTÉRIAS
ATÉ 10.000 CÉL./mL – identificação e contage...
Maria do Socorro Rodrigues - UnB
PROJETO BRASIL DAS ÁGUAS
                          Todos os Pontos Amostrados




Período das coletas:

•Outubro de 2003 a...
PROJETO BRASIL DAS ÁGUAS
Pontos Amostrados nos Principais Rios do Brasil
       Total de Pontos amostrados: 294




      ...
PROJETO BRASIL DAS ÁGUAS
Estado Trófico nos Principais Rios




                                     IET(P)




  Maria do...
Maria do Socorro Rodrigues - UnB
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Alga Curso Unesco Água Matriz

2.062 visualizações

Publicada em

Apresentação da professora Maria do Socorro Rodrigues no Curso Água como matriz Ecopedagógica, da Universidade de Brasília.

Publicada em: Tecnologia
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
2.062
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
21
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
74
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Alga Curso Unesco Água Matriz

  1. 1. Diversidade Biológica “Riqueza da vida na terra, os milhões de plantas, animais e microorganismos, os genes que eles contêm e os intrincados ecossistemas que eles ajudam a construir no meio ambiente” Fundo Mundial para a Natureza (1989) Maria do Socorro Rodrigues - UnB
  2. 2. insetos animais plantas protistas Maria do Socorro Rodrigues - UnB
  3. 3. ALGAS/FITOPLÂNCTON ? Chroococcus Algas - plantas sem raízes, caules e flores que possuem clorofila a como pigmento fotossintético primário. O termo alga não define um grupo taxonômico distinto. Fitoplâncton - “grama” dos lagos e oceanos, de tamanho pequeno e de flutuação livre (Lee, 1989; Horn & Goldman, 1994). Maria do Socorro Rodrigues - UnB
  4. 4. Algas Maria do Socorro Rodrigues - UnB
  5. 5. Maria do Socorro Rodrigues - UnB
  6. 6. Total dependência da água Maria do Socorro Rodrigues - UnB
  7. 7. IMPORTÂNCIA Aspectos dinâmicos de lagos- cor, claridade, estado trófico, química da água gosto, odor, plâncton animal e produção de peixes *Algas marinhas- extratos de uso alimentício, farmacológico, cósmeticos e aplicação industrial (fertilizantes, filtros, tratamento de esgoto, etc.) Maria do Socorro Rodrigues - UnB
  8. 8. Organização Celular Procariontes Monera - Cyanobacterias Origem no Pré-cambriano (aproximadamente 3 bilhões de anos) Organismos Eucariontes Protista - Algas Origem no Pré-cambriano (aproximadamente 2 bilhões de anos) Maria do Socorro Rodrigues - UnB
  9. 9. Características Básicas Morfologia Flageladas Simples Maria do Socorro RodriguesNogueira Foto: - UnB
  10. 10. Coloniais Maria do Socorro Rodrigues - UnB
  11. 11. Maria do Socorro Rodrigues - UnB
  12. 12. Floração-problemas Cor, odor e sabor (terra) a água de abastecimento Produção de CIANOTOXINAS Diminuição da qualidade cênica Excesso de indivíduos (FLORAÇÃO) Massas mucilaginosas (“natas de algas”) densas e espessa (milímetros a metros) Maria do Socorro Rodrigues - UnB
  13. 13. Floração-Parque Buritis - Goiânia Maria do Socorro Rodrigues - UnB
  14. 14. Floração Foto: Nogueira Maria do Socorro Rodrigues - UnB
  15. 15. Cianobactérias Célula procariótica como as bactérias (autotrófica) Reprodução por fissão binária Unicelulares, filamentosas ou coloniais Produzem heterocisto- fixação de nitrogênio Maria do Socorro Rodrigues - UnB
  16. 16. CIANOBACTÉRIAS Foto:Nogueira Maria do Socorro Rodrigues - UnB
  17. 17. RISCOS PARA A SAÚDE Amnesic Shellfish Poisoning (ASP) organismos: Pseudo-nitzschia sp. toxina : Domoic Acid Caracterizada por disturbios gastrointestinais e neurológicos (Bates et al., 1989). Diarrhetic Shellfish Poisoning (DSP) organismos: Dinophysis sp. toxina : Okadaic Acid DSP produz sintomas gastrointestinais, dentro de 30 min a poucas horas após consumo de peixe (Yasumoto and Murato, 1990).A doença não é fatal mas provoca diarréia incapacitante, náusea, vômito, cãibras abdominais. Recuperação ocorre após dias com ou sem tratamento. Maria do Socorro Rodrigues - UnB
  18. 18. Evidências da eutrofização Modificações qualitativas e quantitativas nas comunidades aquáticas Alteração da coloração da água para um verde- oliva ou verde-musgo Redução do Oxigênio dissolvido Mortandade de peixes Maria do Socorro Rodrigues - UnB
  19. 19. Cianotoxinas Grupo de substâncias químicas bastante diverso, com mecanismos tóxicos específicos Em vertebrados algumas cianotoxinas podem atuar nos sistemas nervoso, digestivo (fígado e intestino) e também nos tecidos dérmicos (mucosa e pele). No Brasil existem 22 Espécies de Cianobactérias potencialmente tóxicas (SANT’ANNA & AZEVEDO, 2000). Maria do Socorro Rodrigues - UnB
  20. 20. Histórico de Eventos de Microcistinas que Desencadearam a Atual Legislação 1996 - Caruaru (PE) – 130 pacientes renais crônicos – Hepatotoxicose – 60 faleceram em até 10 meses Constatação – Microcistinas no sistema de purificação de água, amostras de sangue e fígado. 1988 – Itaparica (Ba) – 200 pessoas intoxicadas – 88 faleceram. Constatação – Microcistinas na água de abastecimento – não houve divulgação Maria do Socorro Rodrigues - UnB
  21. 21. Floração de cianobactérias- prevenção MÉTODOS CORRETIVOS EXTERNOS Atuação na bacia hidrográfica Redução do aporte de nutrientes, principalmente fósforo, oriundas de fontes poluidoras difusas e pontuais Uso racional do solo da bacia de drenagem Fiscalização Controle da drenagem pluvial Maria do Socorro Rodrigues - UnB
  22. 22. ESGOTAMENTO SANITÁRIO 56% domicílios urbanos 3,3 % domicílios rurais 47,24 % total dos domicílios Maria do Socorro Rodrigues - UnB Fonte: ANA, 2003
  23. 23. TRATAMENTO DE ESGOTOS Menos de 20% do total de esgotos coletados são tratados Maior causa de poluição dos nossos rios. Maria do Socorro Rodrigues - UnB Fonte: ANA, 2003
  24. 24. MEDIDAS OPERACIONAIS Mudar a profundidade e/ou localização da tomada d’água Reduzir ou inibir a entrada da floração na captação Mudar para fonte alternativa de fornecimento de água, se disponível; Promover melhorias no processo de tratamento (utilização de carvão ativado, adoção de pós-oxidação) Maria do Socorro Rodrigues - UnB
  25. 25. EXIGÊNCIAS DA PORTARIA 518/04, quanto às CIANOBACTÉRIAS ATÉ 10.000 CÉL./mL – identificação e contagem nas captações de água de abastecimento, frequência mensal; ACIMA DE 10.000 CÉL./mL – frequência semanal; ACIMA DE 20.000 CÉL./mL- análisesemanal de cianotoxinas na saída do tratamento, entrada em clínicas de hemodiálise e de indústrias de injetáveis (esta análise será dispensada quando não houver comprovação de toxicidade na água bruta por meio de realização semanal de bioensaio em camundongos) Maria do Socorro Rodrigues - UnB
  26. 26. Maria do Socorro Rodrigues - UnB
  27. 27. PROJETO BRASIL DAS ÁGUAS Todos os Pontos Amostrados Período das coletas: •Outubro de 2003 a dezembro de 2004 •Total de Pontos amostrados: 1164 Maria do Socorro Rodrigues - UnB
  28. 28. PROJETO BRASIL DAS ÁGUAS Pontos Amostrados nos Principais Rios do Brasil Total de Pontos amostrados: 294 Maria do Socorro Rodrigues - UnB
  29. 29. PROJETO BRASIL DAS ÁGUAS Estado Trófico nos Principais Rios IET(P) Maria do Socorro Rodrigues - UnB
  30. 30. Maria do Socorro Rodrigues - UnB

×