Sociologia em-portugal

465 visualizações

Publicada em

Trabalho

Publicada em: Educação
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
465
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
56
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
4
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Sociologia em-portugal

  1. 1. Agrupamento de Escolas de São João da Talha Escola Secundária de São João da Talha Ano Letivo 2015/2016 1 A Sociologia em Portugal Trabalho realizado por:  Laura Botas, nº 9, 12ºC  Marta Vieira, nº12, 12ºC Disciplina: Sociologia Professora: Leonor Alves
  2. 2. Agrupamento de Escolas de São João da Talha Escola Secundária de São João da Talha Ano Letivo 2015/2016 2 Índice Introdução Página 3 O que é a Sociologia? Página 4 Como surgiu a Sociologia? Página 5 A Sociologia em Portugal Página 6 Conclusão Página 9
  3. 3. Agrupamento de Escolas de São João da Talha Escola Secundária de São João da Talha Ano Letivo 2015/2016 3 Introdução Com a realização deste trabalho, que nos foi proposto pela Professora Leonor Alves no âmbito da disciplina de Sociologia, nós pretendemos desenvolver o tema de “A Sociologia em Portugal” que faz parte de uma das temáticas deste ano letivo. A Sociologia em Portugal estabelece a existência de três períodos: antes da Revolução de 25 de Abril de 1974, de 25 de Abril de 1974 até meados da década de 1980, e após a década de 1980.
  4. 4. Agrupamento de Escolas de São João da Talha Escola Secundária de São João da Talha Ano Letivo 2015/2016 4 O que é a Sociologia? A Sociologia é a ciência que estuda o convívio entre as pessoas em grupos, associações, comunidades, etc, desde uma pequena família, até grandes grupos étnicos, religiosos, etc. É a criação de teorias baseadas no quotidiano, em coisas que acontecem muitas vezes, às vezes de forma padronizada, mesmo em sociedades completamente diferentes. A Sociologia dedica-se a compreender as formas de interação que temos uns com os outros, nas nossas organizações e os fenómenos sociais observados na realidade dos indivíduos. Os Sociólogos trazem- no sempre uma nova perspetiva sobre situações que aparentemente são de natureza individual, mas que acabam por atingir uma gama muito elevada da nossa realidade coletiva. Por exemplo, o desemprego, que embora seja algo trágico na vida de um indivíduo, afeta a nossa realidade económica acentuando a desigualdade social e possivelmente, agrava outros problemas como a violência, a fome e a precarização da educação.
  5. 5. Agrupamento de Escolas de São João da Talha Escola Secundária de São João da Talha Ano Letivo 2015/2016 5 Como surgiu a Sociologia? A Sociologia surgiu em meados do século XIX, com o filósofo francês Auguste Comte, que propunha criar uma nova área de estudo que reunisse as principais áreas do conhecimento das ciências humanas numa só, que se proporia a compreender todos os aspetos do homem social e os fenómenos que se manifestariam nas diversas realidades sociais. De acordo com Comte, deveria propor-se a ser universal e aplicável a qualquer sociedade que exista ou venha a existir. Com esse objetivo, Comte argumenta que os estudos dessa nova matéria deveriam basear- se em fenómenos observáveis e mensuráveis para que fosse possível apreender as regras gerais que regem o mundo social do indivíduo. Essa perspetiva é chamada de “positivismo” e é a forma dominante de observação do mundo em meados da Revolução Industrial, séculos XIX- XX.
  6. 6. Agrupamento de Escolas de São João da Talha Escola Secundária de São João da Talha Ano Letivo 2015/2016 6 ASociologia em Portugal O aparecimento da Sociologia em Portugal dá-se, segundo o sociólogo António Firmino da Costa, em 3 períodos: antes da Revolução de 25 de Abril de 1974, de 25 de Abril de 1974 até meados da década de 1980, e após a década de 1980.  Antes da Revolução de 25 de Abril de 1974 Em Portugal é muito difícil marcar-se uma referência ao aparecimento da Sociologia neste país. No entanto, a revista Positivismo, que foi criada por Teófilo de Braga e Júlio de Matos em 1878, introduziu em Portugal os primeiros textos sociológicos, e anos mais tarde, em 1884, Teófilo de Braga publicou a sua primeira obra direcionada à sociologia – “Sistema de Sociologia”. Antes do 25 de Abril de 1974, em Portugal vivia-se um regime ditatorial em que a análise sociológica era extremamente incómoda, não podendo esta sequer ser falada; mas em 1962 foi criado o GIS (Gabinete de Investigações Sociais) que tinha como principal objetivo estudar as sociedades contemporâneas (realidade portuguesa) e as sociedades e culturas com as quais Portugal tem relações históricas. Um verdadeiro marco na história da sociologia em Portugal, acontece em 1963 com o surgimento da revista “Análise Social”, projeto de um grupo de investigadores quase todos identificados com o progressismo católico, movidos pelas ideias do desenvolvimento económico baseado no progresso e na justiça social. Este grupo levou o mais longe possível o estudo da realidade social e com um elevado nível de exigência teórica e metodológica, investindo na formação especializada dos seus investigadores e esteve na origem em 1974. Em 1964, surge em Évora a primeira licenciatura em sociologia e é lançada a revista “Economia e Sociologia”. Antes da Revolução de 25 de Abril de 1974, com o surgir de um sector modernizado da sociedade portuguesa ambicioso de reformas e críticas em relação ao modelo de gestão do país, aparecem as ciências sociais símbolo de um instrumento importante desse desenvolvimento.
  7. 7. Agrupamento de Escolas de São João da Talha Escola Secundária de São João da Talha Ano Letivo 2015/2016 7  De 25 de Abril de 1974 até meados da década de 1980 Depois do 25 de abril de 1974 surgiu uma rutura pois o regime ditatorial foi mandado a baixo. Tendo o movimento do 25 de Abril de 1974 ser traduzido numa eclosão de iniciativas sociais, políticas, económicas e culturais que abriram novas perspetivas às ciências sociais. Assim sendo, estas condições de trabalho em Sociologia permitiram a diversificação e o aprofundamento progressivo das temáticas, etc. Com a revolução dos cravos surgem novas ciências sociais como, a Sociologia, a Antropologia, as Ciências da Educação, etc., e são criadas diversas licenciaturas e pós-graduações espalhadas por todo o território nacional. Com estes surgimentos aparecem centros de pesquisa ligados às universidades, publicações de novas revistas especializadas sobre o assunto, constituem-se associações científicas, organizam-se encontros e congressos, ou seja, existe uma consolidação das novas ciências sociais, onde a Sociologia é predominante devido à divulgação de novas ideias e ao desenvolvimento da sociedade portuguesa. Em Portugal, até meados do século XX, houve duas influências bastante marcantes na sociedade portuguesa, a do positivismo e a do reformismo playsiano. O Positivismo teve como grande divulgador Teófilo Braga, que lutou contra uma filosofia idealista muito forte e hostil, nomeadamente pelas elites intelectuais culturalmente retrógradas e politicamente conservadoras. A ditadura desconfiava dos sociólogos e das ciências sociais e por isso procurou desvalorizar qualquer teorização do social e desta forma impedir o seu desenvolvimento institucional. Isto levou a que durante décadas, quem se aventurasse por este caminho tivesse que o fazer de uma forma clandestina. O processo de institucionalização da Sociologia em Portugal coincidiu com um período em que a própria sociologia atravessava uma fase de reorientação e recuperação de um período muito crítico, em que toda a produção científica-social, tinha sido posta em causa em toda a Europa. A crise tinha a haver, sobretudo, com o processo de desenvolvimento da própria sociologia. O nascimento da sociologia em
  8. 8. Agrupamento de Escolas de São João da Talha Escola Secundária de São João da Talha Ano Letivo 2015/2016 8 Portugal coincide com o renascimento da própria sociologia, em países onde já mais precocemente se tinha institucionalizado.  Após a década de 80 Em 1985 foi criada a Associação Portuguesa de Sociologia, principal organização cientifico-profissional dos sociólogos portugueses. Esta associação é uma associação sem fins lucrativos, que tem como objetivos incentivar e divulgar a análise sociológica da realidade portuguesa, promover o desenvolvimento da sociologia, promover a atividade profissional dos sociólogos e encorajar a investigação e dinamizar a comunicação e os debates científicos. Em 1988, realizou-se o primeiro congresso português de sociologia que, em 2014, já atingiu a 8ºedição. Já depois da década 1980 início da década de 1990 a sociologia portuguesa passa a ser uma área em desenvolvimento com Sociólogos de grande reputação em áreas específicas de trabalho e com profissionais habitados para dar resposta aos problemas sociais da sociedade portuguesa contemporânea.
  9. 9. Agrupamento de Escolas de São João da Talha Escola Secundária de São João da Talha Ano Letivo 2015/2016 9 Conclusão Com a realização deste trabalho, nós ficámos a entender que o olhar sociológico ajuda-nos a ver a realidade por ângulos que não estamos habituados a ver. Como seres humanos e indivíduos estamos habituados a ter em consideração apenas o que vemos diretamente. No entanto, a nossa realidade não é apenas formada pelas nossas experiências particulares, pela nossa interação com os integrantes da nossa realidade e as interações que esses têm na realidade, pois esses acabam por “mudar” as nossas próprias realidades e as formas como interagimos com o mundo. A sociologia existe para fazer-nos olhar mais longe, desanuviar a nossa visão do mundo e fazer-nos perceber que a nossa realidade vai muito além do que imaginamos.

×